Você está na página 1de 18

Parte 1

Exemplo de composição de custos

A seguir iremos mostrar como fazer uma composição de custos de 1 m2


de execução de alvenaria de vedação com bloco cerâmico de 14 x 19 x 39
cm com furos na vertical. Logo, a espessura da parede será de 14 cm e as
juntas de argamassa mista de 10mm com traço 1:2:9 (cimento, cal hidratada
e areia).

Composição de custo de alvenaria de bloco cerâmico


Passo 1: Calcular a quantidade de tijolos por metro quadrado

Deve-se calcular a quantidade de blocos por metro quadrado de parede


executada. Para isso, devemos considerar a área de cada bloco e a
espessura das juntas de argamassa.

Veja aqui como calcular a quantidade de tijolos.

Pode-se utilizar a equação abaixo para determinar esse número de blocos


por m2:
Fórmula para cálculo de tijolo
Portanto, para esse caso teremos:

n = 1/[(0,39 + 0,010)x(0,19 + 0,010)] = 12,5 unidades de tijolos por metro


quadrado. Usaremos 13 unidades.

Passo 2: Calcular o volume de argamassa por metro quadrado que será


utilizada

Agora, deve-se calcular o volume de argamassa por meio da espessura que


será realizada. Neste caso, de 10mm.

Fórmula para cálculo de argamassa em uma alvenaria


Logo, tem-se:

v = [1 – 12,5 x (0,39 x 0,19)] x 0,14 = 0,01032 m3 de argamassa por m2 de


alvenaria
Como a argamassa do exemplo será de cimento, cal hidratada e areia média,
deve-se obter a quantidade de cada um desses insumos.

Para a fabricação de 1m3 de argamassa, tem-se:

 Cimento: 130 kg
 Cal hidratada: 282 kg
 Areia média: 1,22 m3
 Servente: 10 horas

Portanto, para a execução de 1 m2 de alvenaria, precisa-se de:

 Cimento:  130 kg/m3 x 0,01032 m3 = 1,34 kg


 Cal hidratada: 282 kg/m3 x 0,01032 m3 = 2,91 kg
 Areia média:  1,22 m3/m3 x 0,01032 m3 = 0,0126 m3
 Servente: 10 horas/m3 x 0,01032 m3 = 0,10325 h

Passo 3: Calcular as produtividades da mão de obra

Para este passo, o ideal é você ter um índice real coletado junto à sua própria
equipe.

A produtividade da mão de obra é a quantidade de serviço executado em um


determinado intervalo de tempo. Normalmente, é expresso em horas.

Quanto maior a produtividade, maior será a quantidade executada por algum


profissional.

No caso desse exemplo, iremos utilizar uma equipe de 1 pedreiro e 1


servente que consome 0,80 h cada um para a execução de 1 m2 de
alvenaria.

Portanto:
 Pedreiro: 0,80 h
 Servente: 0,80 h

Passo 4: Montar a planilha de composição de custo

Com todos os dados previamente calculados e conferidos, pode-se


prosseguir para a montagem da tabela e a definição do custo do metro
quadrado do serviço.

Para isso, irei utilizar valores de custo que servirão para ilustrar o exemplo.

Índice Custo Unitário Custo Total


Insumo Unidade
(unid/m2) (R$) (R$)

Bloco
unid 13 2,80 36,40
cerâmico

Cimento Kg 1,34 0,40 0,54

Cal
Kg 2,91 0,45 1,31
hidratada

Areia média m3 0,0126 80,00 1,01

Pedreiro h 0,80 13,25 10,60

Servente h 0,9032 9,95 8,99

Valor Total 58,85

Obs: Não foram considerados perdas e desperdícios de materiais durante o


levantamento.
Passo 5: Calcular o custo para a execução de um serviço

Após montar a composição de custo para um determinado tipo de serviço,


estamos aptos a saber quanto iremos gastar para executar qualquer
quantidade dessa mesma atividade.

Se quisermos saber quanto custa para executar 50 m2 de alvenaria de bloco


de cerâmico com furos na vertical, dimensões de 14 x 19 x 39cm e
argamassa de cimento, cal hidratada e areia, traço 1:2:9, basta multiplicar a
quantidade de metros quadrados pelo custo total por metro quadrado.

50 m2 x R$ 58,85 = R$ 2.942,50
Parte 2

Para fazer o concreto na obra você precisará comprar cimento, areia média e
pedra brita 1. Você poderá usar também algum aditivo para melhorar a
resistência e impermeabilização. Mas como saber quanto comprar de cada
material?

Para responder a esta pergunta você tem que saber o traço que será usado na
construção e deve ter em mãos a carta de traços. Através da carta de traços é
possível saber a quantidade de cimento, areia, pedra e água que são
necessários para produzir 1m3 de concreto. Na tabela abaixo você encontrará o
rendimento dos traços mais utilizados na construção de casas:

Logo, para calcular a quantidade de materiais necessários para fazer o concreto


na obra é preciso primeiro calcular o volume e depois multiplicar pelo
rendimento de cada material. Para calcular o volume você deve usar o mesmo
cálculo anterior do concreto usinado.

Exemplo

Voltemos ao exemplo anterior, nele a sua casa tinha 15 colunas de


0,20×0,30×3,4m com um volume total de 3,06m³ de concreto. Para fazer este
volume de concreto na obra usando o traço 1:2:4 você precisará comprar:

Cimento = volume total x rendimento do cimento

Cimento = 3,06 x 5,94

Cimento = 18,17 sacos de 50kg


Areia média = volume total x rendimento da areia

Areia média = 3,06 x 0,538

Areia média = 1,65m³

Pedra brita 1 = volume total x rendimento da pedra

Pedra brita 1 = 3,06 x 0,84

Pedra brita 1 = 2,57m³


Parte 3

Como calcular?

Os tijolos cerâmicos e blocos de concreto são utilizados na construção de


paredes, muros e estruturas autoportantes ou alvenaria estrutural. No caso de
paredes e muros os cálculos da quantidade de tijolos ou blocos é o mesmo,
falaremos mais sobre ele abaixo. No caso da alvenaria estrutural, a quantidade
de blocos e detalhes sobre as amarrações são especificadas no projeto
estrutural, por isso não use os cálculos abaixo para esta situação.

O primeiro passo para calcular a quantidade de tijolos ou blocos é encontrar a


área da parede ou muro que será construída. Para isso basta multiplicar o
comprimento x altura. Lembre de excluir a área das janelas e portas no caso das
paredes e portão no caso de muros.

Depois você precisará calcular a área do tijolo e bloco com a argamassa.


Geralmente a argamassa tem 1cm de espessura, ou seja, para calcular a área do
tijolo ou bloco com argamassa é só somar 1cm na altura e comprimento e
multiplicar.

E finalmente, para calcular a quantidade de tijolos ou blocos é só dividir a área


da parede ou muro pela área do tijolo ou bloco com argamassa.

Exemplo

Suponha que a sua casa terá 68 metros lineares de paredes e o pé direito


(altura) será de 3,4m. Além disso, você sabe que a sua casa terá 6 portas com
210x80cm, 5 janelas 100x150cm e o tijolo utilizado terá 9x19x19cm de largura,
comprimento e altura.

O primeiro passo é calcular a área bruta das paredes:

Área bruta = metros lineares x altura

Área bruta = 68 x 3,4

Área bruta = 231,2m²


Depois devemos calcular a área das portas e janelas. Para isso podemos
multiplicar a área da porta ou janela pela quantidade.

Área das portas = Quantidade x (comprimento x largura)

Área das portas = 6 x (2,1 x 0,8)

Área das portas = 10,08m²

Área das janelas = Quantidade x (comprimento x largura)

Área das janelas = 5 x (1 x 1,5)

Área das janelas = 7,5m²

Agora podemos calcular a área líquida da parede como:

Área líquida = área bruto – área das portas – áreas das janelas

Área líquida = 231,2 – 10,08 – 7,5

Área líquida = 213,62m²

O próximo passo é calcular a área do tijolo com argamassa, para isso vamos
supor que a espessura da argamassa será de 1cm.

Área tijolo com argamassa = (comprimento tijolo + espessura argamassa) x


(altura tijolo + espessura argamassa)

Área tijolo com argamassa = (0,19 + 0,01) x (0,19 + 0,01)

Área tijolo com argamassa = 0,20 x 0,20

Área tijolo com argamassa = 0,04m²

Pronto, agora é só fazer a divisão para achar a quantidade de tijolos:

Quantidade de tijolos = área líquida / área tijolo com argamassa

Quantidade de tijolos = 213,62 / 0,04


Quantidade de tijolos = 5.340,5 tijolos
Parte 4

Como calcular?

A argamassa é utiliza em muitas partes da construção, desde o assentamento


de tijolos e blocos até o acabamento das paredes com o reboco. A argamassa
pode ser comprada pronta ou feita na obra. No caso de comprar a argamassa
pronta, você precisará somente seguir as recomendações do fabricante para
saber quanto comprar.

Já para fazer a argamassa na obra você precisará comprar cimento, areia, cal
virgem para construção ou aditivo plastificante. Neste caso a cálculo é bem
parecido com o calculo do concreto, onde o primeiro passo é achar o volume e
depois a quantidade dos materiais conforme o traço da argamassa. Os traços de
argamassa mais utilizados na construção de casas são:

Exemplo

Vamos supor que você irá usar o traço 1:0:12 para fazer o contrapiso da sua
casa que terá as seguintes medidas:

 Largura: 5m
 Comprimento: 6m
 Espessura: 5cm ou 0,05m

Neste exemplo o volume pode ser calculado como:

Volume contrapiso = largura x comprimento x espessura


Volume contrapiso = 5 x 6 x 0,05

Volume contrapiso = 1,5m³

Agora, para calcular a quantidade de cada material é só multiplicar pelo


rendimento:

Cimento = volume contrapiso x rendimento do cimento

Cimento = 1,5 x 5

Cimento = 7,5 sacos de 50kg

Areia = volume contrapiso x rendimento da areia

Areia = 1,5 x 1,08

Areia = 1,62m³
Parte 5

Como comprar?

Existem hoje três formas de você adquirir as armações de aço para construção
da sua casa:

 Conforme projeto estrutural: neste caso o cálculo é feito pelo engenheiro


responsável pelo projeto estrutural. Para comprar as armações você precisará
disponibilizar o projeto e informar o peso por tipo e diâmetro de aço para a loja.
Geralmente estas informações estão na tabela resumo do aço.
 Armações prontas: com esta opção você pode economizar dinheiro comprando
armações prontas, mas para isso o projeto da sua casa deverá ser compatível com as
medidas padrão do mercado. Neste caso você informará para a loja somente a
quantidade de armações.
 Barras de aço para cortar e dobrar na obra: neste caso você irá comprar as
barras de aço (vergalhões) com 12m e depois deverá cortar, dobrar e amarrar as
armações na obra de acordo com as especificações de seu projeto.

Como calcular?

Nas duas primeiras situações, projeto


estrutural ou armações prontas, não é necessário fazer nenhum cálculo. Já para
saber quantas barras de aço você irá precisar comprar para fazer as armações
na obra é necessário calcular a metragem linear por tipo e diâmetro e depois
dividir por 12, que é o tamanho padrão das barras de aço.

A metragem linear pode ser calculada de diversas formas, em uma coluna de


aço por exemplo, você pode achar a metragem linear das barras de aço de cada
coluna multiplicando a metragem da coluna x quantidade de barras de aço.
Depois é só multiplicar a metragem linear de cada coluna x quantidade de
colunas para saber a metragem linear total.

Para saber a metragem linear dos estribos que dão formato a coluna, você pode
calcular primeiro a metragem de cada estribo e depois multiplicar pela
quantidade de estribos. A quantidade de estribos por coluna pode ser calculada
dividindo a altura da coluna pelo espaçamento entre os estribos. Depois para
saber a quantidade de estribos é só multiplicar a quantidade de estribos por
coluna x quantidade de colunas.

Exemplo

Voltemos ao exemplo anterior, suponhamos que cada uma das 15 colunas terá
uma armação de aço com 4 barras de aço CA-50 com 3,8m de altura.
Suponhamos também que para dar formato as armações de aço serão
utilizados estribos com aço CA-60 com as seguintes medidas:

 Largura: 9cm ou 0,09m


 Comprimento: 17cm ou 0,17m
 Espaçamento: 15cm ou 0,15m

Para saber a metragem linear das barras de aço CA-50 devemos primeiro
calcular a metragem linear de cada coluna, para isso temos:

Metragem linear da coluna = altura da coluna x quantidade de barras

Metragem linear da coluna = 3,8 x 4

Metragem linear da coluna = 15,2m

Agora é só multiplicar a metragem linear da coluna pela quantidade de colunas


para achar a metragem:

Metragem total = metragem linear da coluna x quantidade de colunas

Metragem total = 15,2 x 15

Metragem total = 228m


Para sabe a quantidade de barras de aço agora é só dividir a metragem total por
12:

Quantidade de barras de aço CA-50 = metragem total / 12

Quantidade de barras de aço CA-50 = 228 / 12

Quantidade de barras de aço CA-50 = 19 barras de aço

Já para saber quantas barras de aço CA-60 comprar para fazer os estribos
devemos primeiro calcular a metragem de cada estribo:

Metragem linear do estribo = 2 x largura + 2 x comprimento + dobra

Metragem linear do estribo = 2 x 0,09 + 2 x 0,17 + 0,20

Metragem linear do estribo = 0,18 + 0,34 + 0,20

Metragem linear do estribo = 0,72m

Para achar a metragem total devemos multiplicar a quantidade de estribos pela


metragem linear do estribo. Primeiro vamos calcular a quantidade de estribos
por coluna:

Quantidade de estribos por coluna = altura da coluna / espaçamento

Quantidade de estribos por coluna = 3,8 / 0,15

Quantidade de estribos por coluna = 25,33 estribos

Agora podemos calcular a quantidade de estribos como:

Quantidade de estribos = quantidade de estribos por coluna x quantidade


de colunas

Quantidade de estribos = 25,33 x 15

Quantidade de estribos = 380 estribos


Para achar a metragem linear dos estribos basta multiplicar metragem linear do
estribo x quantidade de estribos:

Metragem linear dos estribos = metragem linear do estribo x quantidade


de estribos

Metragem linear dos estribos = 0,72 x 380

Metragem linear dos estribos = 273,6m

E finalmente, para calcular a quantidade de barras vamos dividir a metragem


linear dos estribos por 12:

Quantidade de barras de aço CA-60 = metragem linear dos estribos / 12

Quantidade de barras de aço CA-60 = 273,6 / 12

Quantidade de barras de aço CA-60 = 22,8 barras de aço


Parte 6

Como calcular?

As caixarias são as fôrmas de madeiras que dão formato as peças feitas de


concreto. Elas geralmente são feitas com tábuas e sarrafos de madeira e a
quantidade por ser calculada por peça ou por área.

Na maioria das nossas calculadoras nós utilizamos o cálculo por área para
simplificar o input de dados, exceto no radier e laje onde utilizamos o perímetro.
Com esta metodologia você primeiro calcula a área total das fôrmas e depois
divide pela área da tábua para achar a quantidade de tábuas.

Já quantidade de sarrafos de madeiras pode ser calculada com base na


quantidade de tábuas. Nas nossas calculadoras nós supomos que cada tábua
consumirá 7,5m de sarrafo para fazer as caixarias.

Exemplo

Usando novamente o exemplo das 15 colunas. Vamos supor agora que todas as
colunas serão no meio das paredes, ou seja, serão necessárias fôrmas apenas
para as duas laterais que correspondem ao comprimento das colunas.

Vamos supor também que iremos utilizar uma tábua com 3m de comprimento e
30cm de largura, ou seja, cada tábua tem 0,9m² de área.

Para calcular a área das fôrmas vamos primeiro calcular a área de cada lateral:

Área lateral = comprimento da coluna x altura da coluna

Área lateral = 0,30 x 3,8

Área lateral = 1,14m²

Agora para achar a área das fôrmas devemos multiplicar a área da lateral x
quantidade de fôrmas. Neste caso serão 2 formas para cada coluna. Como são
15 colunas no total, serão necessárias 30 fôrmas.
Área das fôrmas = área lateral x quantidade de fôrmas

Área das fôrmas = 1,14 x 30

Área das fôrmas = 34,2m²

Legal, agora para achar a quantidade de tábuas é só dividir a área das fôrmas
pela área de tábua:

Quantidade de tábuas = área das fôrmas / área da tábua

Quantidade de tábuas = 34,2 / 0,9

Quantidade de tábuas = 38 tábuas