Você está na página 1de 32

27/08/2016

DIREITO ADMINISTRATIVODISCIPLINA
Prof. Julio Marqueti

Administração Pública

criação de pessoa
jurídica ou a
contratação de empresa
privada para o exercício
de atividade
administrativa
Descentralizada

Desconcentrada

fragmentação em
uma estrutura
hierarquizada.

1
27/08/2016

Desconcentração

A repartição de funções entre os vários órgãos


de uma mesma pessoa jurídica da
Administração Pública é conceito de
(A) desconcentração.
(B) descentralização.
(C) descentralização por serviços.
(D) delegação de competência.
(E) desmembramento.

ORGÃOS PÚBLICOS

“São centros de competência instituídos para


o desempenho de funções estatais, através de
seus agentes, cuja atuação é imputada à
pessoa jurídica a que pertencem. São
unidades de ação com atribuições
especificadas na organização estatal”. (Hely Lopes
Meirelles – Direito administrativo Brasileiro – Malheiros Editores).

2
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

“Círculos de atribuições, os feixes individuais


de poderes funcionais repartidas no interior da
personalidade estatal e expressados através
dos agentes públicos”

ORGÃOS PÚBLICOS

DA CRIAÇÃO E EXTINÇÃO Somente por lei.

ORGÃOS PÚBLICOS

3
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

Criação e extinção

Artigo 84 da CF
Compete privativamente ao Presidente da República:
VI – dispor, mediante decreto, sobre:

a) organização e funcionamento da
administração federal, quando não
implicar aumento de despesa nem
criação ou extinção de órgãos
públicos.

ORGÃOS PÚBLICOS

Teorias

ORGÃOS PÚBLICOS

Teorias

4
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

“exercem suas
Quanto à esfera atribuições em
de atuação centrais todo o território
nacional,
estadual ou
municipal”

Ministérios
Exemplos
Secretarias Municipais

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

“que atuam
Quanto à esfera sobre parte do
de atuação locais território”

Procuradorias Regionais da
Exemplos Receita Federal

Delegacia de Polícia

5
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

Quanto aos órgãos públicos, julgue o


item.

O Tribunal Superior Eleitoral, de


acordo com sua posição na estrutura
estatal, é um órgão independente,
posto que possui origem
constitucional.

Os órgãos públicos que se localizam na cúpula


da Administração, detentores de autonomia
administrativa, financeira e técnica, e que
participam das decisões governamentais,
denominam-se:

(A) independentes.
(B) superiores.
(C) autônomos.
(D) subalternos.
(E) compostos.

6
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

Simples Inexistência de
outro órgão
Quanto à estrutura ou incrustado na
unitários sua estrutura.

Podem possuir
vários cargos.

Quanto aos órgãos públicos, julgue o


item.

Os órgãos simples ou unitários são


dotados de um único centro de
competência ou atribuições.

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

Quanto à Compostos
estrutura

São os que reúnem em sua estrutura outros órgãos


menores, com função principal idêntica (atividade fim
realizada desconcentrada) ou com funções auxiliares
(atividades-meio).

7
27/08/2016

Quanto aos órgãos públicos, julgue o


item.

Os Ministérios, na área federal, são


considerados órgãos compostos, uma
vez que possuem em sua estrutura
outros órgãos públicos.

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

Quanto à sua atuação Singulares ou


funcional unipessoais

“são os que atuam e decidem através de um


único agente que seu chefe ou representante”

8
27/08/2016

ORGÃOS PÚBLICOS

CLASSIFICAÇÃO

Quanto à sua atuação Colegiados ou


funcional pluripessoais

“são todos aqueles que atuam e decidem pela


manifestação conjunta e majoritária de seus
membros”

Quanto aos órgãos públicos, julgue o


item.

Os colegiados são os órgãos que


decidem e agem pela manifestação de
vontade da maioria de seus membros.

DIREITO ADMINISTRATIVODISCIPLINA
Prof. Julio Marqueti

9
27/08/2016

criação de pessoa
jurídica ou a
contratação de empresa
privada para o exercício
de atividade
administrativa
Descentralizada

Desconcentrada

fragmentação em
uma estrutura
hierarquizada.

criação de pessoa
jurídica ou a
descentralização da
contratação de capacidade legislativa
empresa privada
para o exercício de
atividade POLÍTICA
administrativa

ADMINISTRATIVA

descentralização
somente de atividade
administrativa

Descentralização

10
27/08/2016

Descentralização

por território (geográfica)

Descentralização

por serviço (funcional ou


técnica)

Descentralização

11
27/08/2016

Descentralização

por colaboração

Descentralização

O que são autarquias

12
27/08/2016

Autarquias

Pessoas Jurídicas

“São entes administrativos autônomos, criados por


lei específica, com personalidade de direito público
interno, patrimônio próprio e atribuições estatais
específicas.” (Hely Lopes Meirelles – Direito
administrativo Brasileiro – Malheiros Editores)

Autarquias

“pessoa jurídica de direito público, criada por lei,


com capacidade de auto-administração, para o
desempenho de serviço público descentralizado,
mediante controle administrativo nos limites da lei”.
(Maria Sylvia Zanella Di Pietro – Direito Administrativo
– Editora Atlas)

Autarquias

Autarquia - o serviço autônomo, criado por


lei, com personalidade jurídica, patrimônio
e receita próprios, para executar atividades
típicas da Administração Pública, que
requeiram, para seu melhor funcionamento,
gestão administrativa e financeira
descentralizada.

13
27/08/2016

Autarquias

Características

Autarquias

Características

Autarquias

XIX – somente por lei específica poderá ser


criada autarquia e autorizada a instituição de
empresa pública, de sociedade de economia
mista e de fundação, cabendo à lei
complementar, neste último caso, definir as
áreas de sua atuação.

14
27/08/2016

A entidade central exerce


controle sobre suas autarquias

A responsabilidade civil da autarquia


também é objetiva.

15
27/08/2016

Autarquia tem imunidade


Tributária

Autarquias

Artigo 150 da CF
Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao
contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao
Distrito Federal e aos Municípios:

VI - instituir impostos sobre:


a) patrimônio, renda ou serviços, uns dos outros;

16
27/08/2016

Autarquias

Artigo 150 da CF

§ 2º - A vedação do inciso VI, "a", é extensiva às


autarquias e às fundações instituídas e mantidas
pelo Poder Público, no que se refere ao patrimônio,
à renda e aos serviços, vinculados a suas
finalidades essenciais ou às delas decorrentes.

Autarquias

Finalidades
essenciais

Os bens das autarquias podem ser


objeto de usucapião.

17
27/08/2016

Autarquias

Autarquias

18
27/08/2016

Autarquias

Autarquias

Autarquias

19
27/08/2016

DIREITO ADMINISTRATIVODISCIPLINA
Prof. Julio Marqueti

Descentralização
Fundações
autárquicas

Lei 11.107
de 2005

Dec-Lei 200/67

fundações autárquicas ou
autarquias fundacionais

20
27/08/2016

É a entidade dotada de “personalidade de


direito privado ou público (fundações
autárquicas – Artigo 41, VI do CC), criada por
força de lei, com capacidade exclusivamente
administrativa, tendo por substrato um
patrimônio personificado, gerido pelos seus
próprios órgãos e destinado a uma finalidade
específica de interesse público”.

21
27/08/2016

Fundações

Lei monotemática

XIX – somente por lei específica poderá ser


criada autarquia e autorizada a instituição de
empresa pública, de sociedade de economia
mista e de fundação, cabendo à lei
complementar, neste último caso, definir as
áreas de sua atuação.

DIREITO ADMINISTRATIVODISCIPLINA
Prof. Julio Marqueti

Empresas Públicas

Sociedade de
Economia Mista

22
27/08/2016

Empresa pública

Lei monotemática

XIX – somente por lei específica poderá ser


criada autarquia e autorizada a instituição de
empresa pública, de sociedade de economia
mista e de fundação, cabendo à lei
complementar, neste último caso, definir as
áreas de sua atuação.

Lei 13.303 de 2016


Art. 3o Empresa pública é a entidade dotada de
personalidade jurídica de direito privado, com criação
autorizada por lei e com patrimônio próprio, cujo
capital social é integralmente detido pela União, pelos
Estados, pelo Distrito Federal ou pelos Municípios.

Lei 13.303 de 2016


Art. 3o Parágrafo único. Desde que a maioria do
capital votante permaneça em propriedade da União,
do Estado, do Distrito Federal ou do Município, será
admitida, no capital da empresa pública, a
participação de outras pessoas jurídicas de direito
público interno, bem como de entidades da
administração indireta da União, dos Estados, do
Distrito Federal e dos Municípios.

23
27/08/2016

Lei 13.303 de 2016

Art. 4o Sociedade de economia mista é a entidade


dotada de personalidade jurídica de direito privado,
com criação autorizada por lei, sob a forma de
sociedade anônima, cujas ações com direito a voto
pertençam em sua maioria à União, aos Estados, ao
Distrito Federal, aos Municípios ou a entidade da
administração indireta.

Criação e extinção por lei


Maria Sylvia
Zanella Di Pietro Personalidade de direito
privado
Sujeito a controle estatal
Derrogação do regime privado
pelo público
Vinculação às finalidades

Desempemnho de atividade
econômica

Maria Sylvia
Zanella Di Pietro

24
27/08/2016

25
27/08/2016

Constitui traço distintivo entre sociedade


de economia mista e empresa pública:
(A) forma de organização, isto é, forma
jurídica.
(B) desempenho de atividade de natureza
econômica.
(C) criação autorizada por lei.
(D) sujeição a controle estatal.
(E) personalidade jurídica de direito
privado.

SEM e EMP. PÚBLICA

Art. 173
II - a sujeição ao regime jurídico próprio
das empresas privadas, inclusive quanto
aos direitos e obrigações civis,
comerciais, trabalhistas e tributários;

SEM e EMP. PÚBLICA

Civis – Responsabilidade civil subjetiva.

Comerciais – Forma de organização.

Tributárias – Não terão benefícios exclusivos

Trabalhistas – Regime contratual – CLT.

26
27/08/2016

SEM e EMP. PÚBLICA

Art. 173
§ 2º - As empresas públicas e as
sociedades de economia mista não
poderão gozar de privilégios fiscais não
extensivos às do setor privado.

DIREITO ADMINISTRATIVO
Prof. Julio Marqueti

27
27/08/2016

Constituição Federal

Art. 241. A União, os Estados, o Distrito Federal e


os Municípios disciplinarão por meio de lei os
consórcios públicos e os convênios de
cooperação entre os entes federados,
autorizando a gestão associada de serviços
públicos, bem como a transferência total ou
parcial de encargos, serviços, pessoal e bens
essenciais à continuidade dos serviços
transferidos.

Consórcios Públicos
Lei 11.107/05

Normas Gerais

Consórcios Públicos
Espécies

 De Direito Público
Associações Públicas

 De Direito Privado

28
27/08/2016

Consórcios Públicos
Procedimento para criação
 Protocolo de Intenções
 Publicação do Protocolo
 Ratificação por Lei de cada Ente
 Celebração do Contrato

Consórcios Públicos
Ratificação por Lei

A ratificação após 2 anos da


subscrição do Protocolo de Intenções
exige homologação pela assembleia
do Consórcio – Artigo 5º, parágrafo 3º.

Consórcios Públicos
Ratificação por Lei

É dispensada a ratificação se o ente


houver, em lei anterior, disciplinado
sua participação em Consórcio Público.

29
27/08/2016

Consórcios Públicos

Entes
União + Estado
União + Município Estado
Estado + Estado
Estado + Município Território

Consórcios Públicos
Prerrogativas

 Promover Desapropriações
 Instituir Servidões
 Podem ser contratados com
dispensa de Licitação

Consórcios Públicos
Licitação

 Dispensa de Licitação – Artigo 2º,


parágrafo 1º, III, da Lei 11.107/05
Artigo 24, XXVI da Lei 8.666/93

30
27/08/2016

Consórcios Públicos
Licitação

 Valores diferenciados para


dispensa de Licitação.

Artigo 24, parágrafo único da Lei 8.666/93

Consórcios públicos Soc. Econ. Mista

Empresas Públicas Agências Executivas

Consórcios Públicos
Licitação
 Valores diferenciados para
definição da modalidade licitatória.

Artigo 23, parágrafo 8º

31
27/08/2016

DIREITO ADMINISTRATIVO
Prof. Julio Marqueti

32