Você está na página 1de 2

O PRINCÍPIO DA INTERDISCIPLINARIDADE

DA TRANSVERSALIDADE

A transversalidade diz respeito à possibilidade de se instituir, na prática educativa, uma


analogia entre aprender conhecimentos teoricamente sistematizados (aprender sobre a
realidade) e as questões da vida real (aprender na realidade e da realidade). A escola vista
por esse enfoque, deve possuir uma visão mais ampla, acabando com a fragmentação do
conhecimento, pois somente assim se apossará de uma cultura interdisciplinar. A
transversalidade e a interdisciplinaridade são modos de trabalhar o conhecimento que
buscam reintegração de procedimentos acadêmicos, que ficaram isolados uns dos outros
pelo método disciplinar. Necessário se torna uma visão mais adequada e abrangente da
realidade, que muitas vezes se nos apresenta de maneira fragmentada. Através dessa
ênfase poderemos intervir na realidade para transformá-la. 

Quando nos referimos aos temas transversais nos os colocamos como um eixo unificador
da ação educativa, em torno do qual organizam-se as disciplinas. 

A abordagem dos temas transversais deve se orientar pelos processos de vivência da


sociedade, pelas comunidades, alunos e educadores em seu dia-a-dia.Os objetivos e
conteúdos dos temas transversais devem estar inseridos em diferentes cenários de cada
uma das disciplinas. Considera-se a transversalidade como o modo apropriado para a
ação pedagógica destes temas.A transversalidade só tem significado dentro de uma
compreensão interdisciplinar do conhecimento, sendo uma proposta didática que
possibilita o tratamento de conteúdos de forma integrada em todas as áreas do
conhecimento. A transversalidade e interdisciplinaridade têm como eixo educativo a
proposta de uma educação comprometida com a cidadania, conforme defendem os
Parâmetros Curriculares.

A transversalidade já pertencia aos ideais pedagógicos do início do século, quando se


falava em ensino global sendo objeto de estudos de ilustres educadores, como os
franceses Decroly e Freinet, os norte-americanos Dewey e Kilpatrick. Atualmente a
transversalidade surge como um princípio inovador nos sistemas de ensino de vários
países. 
A interdisciplinaridade admitiu uma grande melhoria na idéia de integração curricular e
os interesses de cada disciplina são conservados. O princípio da transversalidade e de
transdisciplinaridade busca ir além da concepção de disciplina, buscando-se uma
intercomunicação entre elas. Piaget sustentava que: “a interdisciplinaridade seria uma
forma de se chegar à transdisciplinaridade, etapa que não ficaria na interação e
reciprocidade entre as ciências, mas alcançaria um estágio onde não haveria mais
fronteiras entre as disciplinas”. 

Os temas transversais são campos férteis para a interdisciplinaridade e


transdisciplinaridade em concordância com as áreas do conhecimento, pois ao usar a
criatividade de maneira a preservar os conteúdos programáticos vinculam-se aos
contextos, que podem ter evidência prática na vida real, social e comunitária do aluno.
Convém ressaltar que a ética e a cidadania são temas que devem ser inseridos em todas as
disciplinas, de maneira interdisciplinar e transdisciplinar contribuindo para a qualidade da
construção de saberes e valores cognitivos, afetivos e sociais.

Amélia Hamze 
Profª FEB/CETEC 
FISO e ISEB-Barretos
Colunista Brasil Escola