Você está na página 1de 5

Universidade Católica do Salvador

Tópicos Especiais de Ética


Filosofia

Leonardo Antonio Vitorino da Costa

SALVADOR – BA

2020.2
Leonardo Antonio Vitorino da Costa
Matricula: 200008231

Resumo Crítico sobre o texto:


Investigação sobre conteúdos de ética em Livros Didáticos de filosofia

Trabalho de Curso de Filosofia


submetido à disciplina de Tópicos Especiais
de Ética da Universidade Católica do
Salvador como parte dos requisitos
necessários para a obtenção de nota para o
semestre vigente. Sob a orientação do
Professor FRANKLIN RAMI
CAVALCANTI OLIVEIRA REGIS

SALVADOR – BA

2020.2
Resumo crítico sobre o texto: Investigação sobre conteúdos de ética em
Livros Didáticos de filosofia

Considerações em relação ao artigo

É preciso sempre se fazer a seguinte pergunta: Como apreender o saber filosófico como
algo prazeroso na formação do cidadão?1

Perguntas como essa deixam inquietos muitos estudiosos em suas filosofias, assim,
aumentam a gama de duvidas tendo novas perguntas, duvidas e novas pesquisas. Escritora,
pesquisadora, filosofa e professora Marilena Chauí se fez essa mesma pergunta e em suas
pesquisas levou a escrever o livro “iniciação à Filosofia”, ao qual contem uma vasta gama de
conhecimento sobre a atitude ética, da filosofia moral e da liberdade2.

De acordo com o artigo proposto, percebemos que no capítulo sobre a existência ética,
demonstra uma linguagem especificamente desenvolvida para um estudo mais aprofundado
porem de forma simples e pratica para que um professor, por exemplo, possa explicar ao seu
aluno sem que haja duvida e assim seja algo fluido e com relação mais moral que
interpessoal. Dessa forma a autora produz um ato didático e dinâmico para com todos,
levando assim a um Dialogo filosófico que é nitidamente visto ao fim de cada capitulo de seu
pequeno escrito de aproximadamente 402 páginas.

Seguindo em frente vemos que o ato de ler, se envolver com em um ato de


conhecimento, de liberdade quanto á experiência do pensar. Isso é ainda mais nítido quando
se fala sobre o “Ser e o dever ser” mostrando o seu valor ético e ressuscitando a sua moral que
em muitos momentos pode ter sido perdida. Vemos que os pequenos escritos de Chauí, de
forma pratica, veio para facilitar a vida dos mentores em relação aos seus alunos. Diferente de
muitos livros filosóficos Marilena Chauí faz sua jogada de mestre trazendo em seu livro, ao
qual podemos chama-lo de didático, hipertextos, dica de filmes e até mesmo trechos
filosóficos de livros famosos junto a um glossário, tudo isso só para aprofundar ainda mais o
método de ensino de quem os utiliza.

1
Investigação sobre conteúdos de ética em Livros Didáticos de filosofia, o ensino de filosofia no ensino médio
brasileiro – p. 2,
2
Chauí, Marilena. Iniciação à Filosofia, Cap. 26-28.
Indo em um caminho similar, as autoras, professoras Maria de Arruda Aranha e Maria
Helena Pires Martins, escreveram juntas sete unidades de pensamento sobre “Filosofando –
Introdução a Filosofia”, com sua respectiva sequência: Descobrindo a filosofia; Antropologia
filosófica; O conhecimento; Ética; Filosofia política; Filosofia das ciências; e, Estética. 3
Chegando a quase 400 paginas e dividido em 37 capítulos, o pequeno escrito de 7 unidades
faz com que os diversos temas filosóficos sejam reunidos e repensados. E possível ver que
quando se fala de ética, assunto principal do artigo estudado, o livro de Maria Arruda e Maria
Helena leva consigo 4 capítulos concretos de priori que envolve o pesquisador em um mar de
emoção filosófica.

Sendo focado a princípio por poemas, a forma reflexiva sobre significados de valores
sobre a vida humana são muito bem aplicados e, não diferente de doutros livros tidos como
didático, traz perguntas que muitas das vezes podem ser ponto chave para se refletir e buscar
uma resposta que podem ser um tanto quanto perturbadoras. Explicando a Moral e Ética, as
autoras em conjunto tratam de forma clara e bem direta, embora esses dois temas sejam
tratados como sinônimos, A moral é o conjunto de regras que determina o comportamento do
ser, enquanto ética é a reflexão sobre as noções e princípios que fundamentam a via moral.4

No mesmo modelo de pensamento, o sujeito moral é desmembrado no tópico “dever e


liberdade”, esse tópico tem como objetivo mostrar que para ser moral, um determinado ator
deve ser antes livre, usufruir de liberdade tendo consciência e intenção, ao mesmo tempo que
é solidário.

As autoras suscitam no aluno/pesquisador os dilemas práticos, ao quais precisão de uma


vasta consciência quanto aos riscos que ameaçam a relação de escolhas de um direcionamento
diante dos dilemas vivenciados. Os esforços investidos tentam levar ao estudioso à uma
relação elevada e condicional quanto a sua formação moral, concluindo assim, em cada etapa
a formação necessária para a aprendizagem humana, amadurecendo assim, a sua própria
autonomia moral perante a formação vivenciada a cada momento.

Gilberto Cotrim e Mirna Fernandes também seguindo a mesma linha de raciocínio das
outras três autoras, demostram em apenas 20 capítulos e 336 páginas um pequeno ao qual
chama-se “Fundamentos de filosofia”. Bem parecido com os escritos de Marilia Chauí quanto

3
Martins, Maria de Arruda Aranha e Maria Helena Pires. Filosofando – Introdução à filosofia, Livro único com
37 capítulos, 7 unidades
4
Investigação sobre conteúdos de ética em Livros Didáticos de filosofia, Resultados e discussóes – p. 3
a estrutura, Gilberto e Mirna tenta levar uma estrutura pedagógica no qual leva o alunado a
uma melhor reflexão.

Só o capitulo 17 o tema ética é trabalhado, vendo deste ponto de vista, pode-se pensar
que é tratado de forma tardia, mas é exatamente o oposto, sendo, dessa maneira, os capítulos
anteriores um modo de prepara o leito para um fundamento concreto de conhecimento que
vão de uma ética simples a uma reflexão dos seus comportamentos cotidianos. De forma
singela, é distinguido a ética e a moral de forma etimológica, descrevendo que “a norma
moral costuma ser vinculada, por alguns filósofos, à ideia de liberdade”5.

Cheio de informações preciosas, é descrito uma moral e uma ética com vocabulário
libertador de forma que justifique todo o ser em sua responsabilidade. O ser deve se
responsabilizar por algo que fez, “essa é a responsabilidade [...] que pode ser julgada pela
consciência moral [...]”6. E por fim é visto os esforços retidos em duas condutas que podem
ser seguidas optando pela “Negação moral vigente e o do consentimento”

Considerações finais.

A pesquisa realizada por Laura da Silva Melo e seus colegas voluntários e/ou tutores
fazem um mapeamento preciso sobre a aplicação da ética em livros didáticos, sendo assim,
acertaram com autores primórdios de conhecimento e que tratam muito bem os
conhecimentos entre o ser em sua relação mora e ética. Fazendo uma relação nas trilhas de
pensamento dos diversos autores, buscam demonstrar a preocupação filosófica para com o
outro em suas ações.

Ao buscar novos caminhos, descobre a capacidade espantosa de domínios do


conhecimento filosófico dos autores e vão além em comentários diretos e preciso de seus atos.
Estudo bem formado e que demonstram o conhecimento ético humanitário, deixando dicas de
um singular critério de estudo.

Referencia:

Artigo escrito por: Laura da Silva Melo/Bolsista, Rebeca Ferraz de Souza/Voluntária,


Rosicleide de A. Andrade/Voluntária, Tânia Rodrigues Palhano/Professora, Coordenadora
Centro de Educação/Fundamentação da Educação/PROLICEN. Investigação sobre conteúdos
de ética em Livros Didáticos de filosofia.

5
Fernandes, Gilberto Cotrim e Mirna. Fundamentos de Filosofia. P. 292
6
Fernandes, Gilberto Cotrim e Mirna. Fundamentos de Filosofia. P. 293