Você está na página 1de 33

Curso: Engenharia Mecânica (6º Período)

DISCIPLINA: MATERIAIS COMPÓSITOS

CAPÍTULO 1
INTRODUÇÃO AOS MATERIAIS COMPÓSITOS

Prof. Nathália Mello Belo Horizonte


OBJETIVO DO CURSO

 Conhecer e estudar diversos tipos de materiais


compósitos,

 Entender os princípios fundamentais dos Materiais


Compósitos e aplicá-los em Materiais de Engenharia,

 Ter uma experiência agradável com a combinação dos


materiais,

 Promover trabalhos em equipe (GTs – Grupos de


Trabalhos).
2
Por que estudar Materiais Compósitos?

- Muitos engenheiros (mecânicos, metalurgistas, químicos,


eletricistas, etc) irão uma vez ou outra ficar expostos a um problema
de projeto que envolva materiais compostos.

- Muitas vezes, os trabalhos de engenharia se deparam com materiais


especiais e estes podem ser compósitos.

- Muitas vezes, um problema de materiais consiste na seleção do


material correto dentre milhares de materiais disponíveis.

3
Pirâmide Quadrangular da Ciência dos Materiais
Desempenho/Eficácia
do Material

“Quanto melhores forem os


materiais, melhores serão os
projetos de engenharia.”

Processamento Propriedades

Composição Química Estrutura 4


EVOLUÇÃO DO USO DOS MATERIAIS

Fonte: Prof. Arlindo Silva, Instituto Superior Técnico da Univ. de Portugal, (2005)
GFRP: Glass Fiber Reinforced Polymer e CFRP: Carbon Fiber Reinforced Polymer
5
QUANTOS MATERIAIS DIFERENTES EXISTEM ?

COMO ESCOLHER ??
6
Como definir qual o melhor material para um
determinado fim?
Exemplo: Fabricação do Copo
 Custo
 Vidro  Tempo de vida útil ou durabilidade
 Aparência
 Cerâmica  Finalidade: natureza do líquido
Depende
 Plástico  Ex: copo de metal e papel não pode
 Madeira ser usado para café,
 suco de laranja não pode ser
 Metal armazenado numa “taça antiga de
estanho” (Sn, Sb, Pb) porque remove
 Papel o Pb da liga.

7
Em primeiro lugar, as condições de serviço devem ser
caracterizadas, uma vez que estas irão ditar as propriedades exigidas
do material.
Somente em raras ocasiões é que um material possui a combinação
máxima ou ideal de propriedades.

Um exemplo: envolve a resistência e a ductilidade; normalmente, um


material que possui uma alta resistência terá apenas uma ductilidade
limitada.

8
Uma segunda consideração de seleção é qualquer deterioração das
propriedades dos materiais que possa ocorrer durante a operação em
serviço.

Por exemplo, reduções significativas na resistência mecânica podem


resultar da exposição a temperaturas elevadas ou a ambientes
corrosivos.

Por fim, provavelmente a consideração dominante estará relacionada


aos fatores econômicos:
Quanto irá custar o produto já acabado?

9
“Quanto mais familiarizado estiver o engenheiro
com as varias características e relações de
composição química - estrutura - propriedades -
processamento dos materiais, mais capacitado e
confiante ele estará para fazer opções ponderadas
de materiais com base nestes critérios”.

10
Seleção de Materiais
 Ex: Cilindro de armazenamento de gases
Requerimento: resistir a altas pressões (14MPa)

Resistência Flexibilidade Custo


Metais

Cerâmicas

Compósitos

11
Seleção de Materiais
 Ex: Vaso de pressão de uma aeronave
 Requerimento: resistir a altas pressões e ser leve
 Aqui o custo é menos importante do que a funcionalidade
 Prefere-se um material leve e forte, mesmo sendo caro.

Resistência Flexibilidade Leveza


Metais

Cerâmicas

Compósitos

12
Seleção de Materiais
Reator Nuclear

Decisões
profissionais:
Desempenho
Atualização
Manutenção
Aspectos
econômicos
Considerações
ambientais.

13
Casa construída com materiais reciclados, conservando os recursos da
terra e energia, ao mesmo tempo em que se preserva o meio ambiente.

Para fabricar os metais


reciclados, vidros,
concretos, etc é
necessário empregar um
alto nível de tecnologia
e de desenvolvimento de
materiais, a fim de poder
competir em custo e
qualidade com os
materiais convencionais.

14
SELEÇÃO DOS MATERIAIS POR ÍNDICE
DE MÉRITO
 Ex: Resistência Mecânica à Tração (σ):

Material Aço-liga Ti liga Al PRFC


(alta resistência) (AA7075)

σ (MPa) 1000 800 585 700

Liga AA 7075 ( Al/Zn/Mg/Cu)


PRFC= Polímero Reforçado com Fibra de Carbono
15
SELEÇÃO DOS MATERIAIS POR
ÍNDICE DE MÉRITO
Ex:Razão Resistência Mecânica (σ)/Densidade Relativa (d)

Material Aço-liga Ti Al PRFC


(alta resistência) (AA7075)

σ/d (MPa) 133 170 216 390

Obs. (d) Densidade Relativa é adimensional (não tem unidade)

16
Classificação dos Materiais
 Os materiais têm sido convenientemente agrupados em 4 (quatro)
classificações básicas:

 Baseado principalmente na composição química, estrutura e


propriedades a maioria dos materiais se encaixa em grupos
distintos, embora existam outros tipos:

Semicondutores, Biomateriais e Materiais Orgânicos.


17
METAIS
Materiais metálicos: São normalmente combinações de metais ou
ligas metálicas
 Possuem um número grande de elétrons não localizados, isto é,
estes elétrons não estão ligados a qualquer átomo em particular.

 Muitas propriedades dos metais são atribuídas diretamente a estes


elétrons.

 Os metais são condutores extremamente bons de eletricidade e


calor.

 Não são transparentes à luz visível.

 Uma superfície metálica polida possui uma aparência lustrosa.


18
 Os metais são muito resistentes, e ainda assim deformáveis.
METAIS

Ex; aço estrutural, molas, grampos

19
Os metais na tabela periódica

20
CERÂMICOS
 São compostos formados entre os elementos metálicos e não
metálicos;
 São freqüentemente óxidos, nitretos e carbetos.
 A grande variedade de materiais que se enquadra nesta
classificação inclui cerâmicos que são compostos por minerais
argilosos, cimento e vidro.
 São materiais tipicamente isolantes à passagem de eletricidade e
calor e são mais resistentes a altas temperaturas (refratários) e
ambientes abrasivos do que os metais e polímeros.
 Com relação ao comportamento mecânico, os cerâmicos são
duros, porém muito quebradiços.
21
Exemplos de Materiais Cerâmicos

Vidro de Janela: sílica + cal +


óxido de sódio.

Forno refratário de tijolo (a base


de argila: SiO2 - Al2O3 - Fe2O3 ) 22
As cerâmicas na tabela periódica

Cerâmicas são formadas por combinação de metais


(quadrados mais claros) com os elementos C, N, O, P e S.
Si e Ge são semicondutores mas são usados em cerâmicas de forma equivalente a metais
23
POLÍMEROS

 Os polímeros compreendem os materiais comuns de plásticos e


borracha.
 Muitos deles são compostos orgânicos que têm sua química
baseada no carbono, no hidrogênio e em outros elementos não-
metálicos; além disso, eles possuem estruturas moleculares muito
grandes.
 Estes materiais possuem tipicamente baixas densidades e podem
ser extremamente flexíveis.

24
Polietileno - PE
Os polímeros na tabela periódica

26
COMPÓSITOS

 É um material formado por uma mistura ou combinação de dois ou


mais micro ou macro constituintes que diferem na forma e na
composição química e que, na sua essência, são insolúveis uns nos
outros.

 A fibra de vidro é um exemplo familiar, no qual fibras de vidro são


incorporadas no interior de um material polimérico.

 Um compósito é projetado para mostrar uma combinação das


melhores características de cada um dos materiais que o compõe.
27
EXEMPLOS EM ESCALA MACROSCÓPICA

PRFV Madeira Concreto

PRFV (Polímero Reforçado c/ Fibra de Vidro): fibra de vidro + poliéster

Madeira: celulose (fibra) + lignina (composto de ligação)

Concreto: água + cimento + agregados (areia + brita) 28


Compósitos (MEV, Aumentos: 2.000 X)

PRFV Madeira Concreto

PRFV (Polímero Reforçado c/ Fibra de Vidro): fibra de vidro + poliéster


Madeira: celulose + lignina
Concreto: água + cimento + agregados (areia + brita) 29
Comparação de algumas propriedades de materiais
metálicos como o aço e alumínio e materiais compósitos:

30
Vários componentes estruturais e/ou mecânicos de uma aeronave são
fabricados em materiais compósitos devido ao resultado de suas
propriedades e principalmente devido ao peso.

31
Vários componentes estruturais e/ou mecânicos de uma aeronave são
fabricados em materiais compósitos devido ao resultado de suas
propriedades e principalmente devido ao peso.

32
Os aviões brasileiros da Embraer também utilizam materiais
compósitos.

33