Você está na página 1de 2

 Todas as atividades devem ter um objetivo estabelecido (Tabela 1.

0):
 Email para: fonoaudiologadanielasilva@gmail.com

Objetivo *Atividade
Ampliar as iniciativas e oportunidades Oferecer um carrinho sem rodas para brincar;
de comunicação por meio de Lápis de cor sem ponta para pintar;
situações-problema.
Adequação das funções comunicativas. Utilizar dois meios de comunicação ao mesmo
tempo: apontar e falar o nome na sequência; pintar
um desenho com seu correspondente objeto
(pintar uma banana e oferecer a fruta).
Promover a generalização das Elaborar uma atividade que foi realizada em terapia
habilidades adquiridas em terapia para para a criança fazer com algum membro da família
outros contextos. de forma didática, como se ele fosse mostrar
“como se faz”, por exemplo: mostrar como pinta
um desenho; mostrar como coloca um cadarço no
sapato; jogos de nomeação)
Estimulação da atenção compartilhada Jogos cooperativos (que necessita da ajuda de
outra pessoa) e atividades de produção conjunta:
confeccionar um jogo dividindo as tarefas; montar
casas com peças de montar tipo “lego” ou qualquer
outro tipo de objetos (madeira, garrafas pet etc.).
Estimular o reconhecimento de Atividades de mímica, reconhecimento de
expressões faciais. fotografias e filmes.
Ampliar o repertório de palavras e Explorando situações rotineiras: estas atividades
expressões podem ser utilizadas como oportunidade de
estimulação e expansão do vocabulário, pois a
repetição leva a uma maior memorização. (hora do
banho, da alimentação, de se trocar, de dormir
etc...).
Aprender diferentes expressões faciais Identificar em figuras e filmes;
Ampliar gradualmente o contato social Proporcionar em contextos espontâneos
oportunidades para a criança conviver com outras
crianças. Planejar previamente os encontros,
apontando soluções para sentimentos de recusa
social: ex. a principio levar ao parquinho apenas
para caminhar e só permanecer no local caso ele
peça, depois leva brinquedos e reserva uns minutos
para sentar, e assim de forma gradual promover
uma exposição prazerosa.
*Todas as atividades devem ser propostas para a criança de acordo com a sua
individualidade e flexibilidade, respeitando todas as limitações e preferências, deve ser um
momento prazeroso e tranquilo, a ansiedade em vermos as crianças se desenvolvendo não
pode atrapalhar a correta estimulação dos mesmos.
A utilização de recursos visuais como apoio pode aprimorar a atenção compartilhada:
nomear os objetos mostrando figuras ou mesmo por meio de um desenho infantil facilita a
memorização e desfaz a subjetividade do “aprender coisas novas e desenvolver
habilidades”.
A prioridade é desenvolver processos individualizados de Terapia Fonoaudiológica junto
com os pais para que todos objetivos sejam congruentes com as dificuldades e adequados
ao contexto familiar da criança.
Incluir a criança na dinâmica familiar, com regras e limites consistentes;
O relacionamento familiar e a intervenção compartilhada devem evitar ao máximo
situações de estresse, porém assim como qualquer família as crises e desavenças rotineiras
acontece, mas aprender a manejar estas situações de forma que a criança se sinta
compreendida e os pais se sintam aptos a orientar seus filhos é importante para o
desenvolvimento das habilidades trabalhadas em terapia.
A estimulação fora do consultório da Fonoaudióloga deve conter atividades simples e
consistentes, ou seja, o tempo pode ser curto, porém planejar os dias que as atividades
serão realizadas e cumprir a frequência.
O nível de linguagem do adulto em relação ao da criança é diferente, portanto este deve ser
compatível para a compreensão da criança.
Quando possível associar linguagem a eventos e experiências, estimulando que as crianças
aprendam a expressar suas emoções.
Observar e saber esperar o tempo de que a criança necessita para responder aos estímulos;
As instituições devem preservar o respeito a todos os direitos de acesso a serviços de
educação e saúde adequados para a criança, os pais assim devem buscar se atualizarem e se
informar sobre os direitos dos seus filhos e reivindicá-los.
Tabela 1.0