http://www.scribd.

com/doc/20555104/Aula-3-Resistencia-dosMateriais TRAÇÃO E COMPRESSÃO
1- Uma força axial de F = 40KN é aplicada a um bloco de madeira de pequena altura apoiado em uma base de concreto que repousa sobre o solo. Determine: a) a máxima tensão normal na base do bloco de madeira b) as dimensões da base de concreto para que a tensão no solo seja de 145 KPa.

F

2- Sabendo-se que a carga de ruptura do cabo BD é de 100 KN, determine o coeficiente de segurança do cabo para o carregamento indicado. Sendo θ = 30º e θ 1 = 40º.

3 - A barra rígida BDE é suspensa por duas hastes AB e CD. A haste AB é de alumínio (E = 70 GPa) com área de seção transversal de 500 mm2; a haste CD é de aço (E = 200 GPa) com área de seção transversal de 600 mm2. Para a força de 30 kN, determine: a) o deslocamento de B; (RESP = 0,514mm p/ cima) b) o deslocamento de D; (RESP = 0,300mm p/ baixo) c) o deslocamento de E. (RESP = 1,928mm p/ baixo)

33. O bloco é de bronze e o módulo de elasticidade E= 98 GPa. 6 – Uma barra de comprimento L e área de seção transversal A1 e módulo de elasticidade E1 foi colocada dentro de um tubo de mesmo comprimento L. E = 210 GPa Latão: γ = 83 kN/m3 .Uma barra maciça de latão de 150 mm de comprimento e 10 mm de diâmetro se ajusta perfeitamente. rigidamente ligadas entre si. tem comprimento de 6m e A = 52 cm2. a tensão de ruptura é 240 MPa e o coeficiente de segurança 2. tem comprimento de 10m e seção transversal de 65 cm2 de área. Determine o maior valor de P de modo que a tensão normal não exceda a 124 MPa e que o encurtamento do bloco seja no máximo 0. A barra inferior é de latão. Para o aço. cheio de concreto. qual o volume final da barra? 9 . quando uma força P é aplicada por meio de uma placa rígida? 7 – Um tubo vertical de aço. dentro de um tubo de mesmo comprimento. tem diâmetro externo igual a 90 cm e interno igual a 87 cm. está submetida a uma força axial de tração.4 .001. para o concreto .12% do comprimento original. A barra superior é de aço. Pede-se a carga máxima de compressão que pode ser aplicada ao conjunto. E = 90 GPa 5 – Um bloco de 250 mm de altura e seção transversal de 40 x 46 mm deve suportar uma força P de compressão centrada. 8 – Uma barra de alumínio de 25 cm de comprimento e seção transversal quadrada. área A2 e módulo de elasticidade E2.Duas barras prismáticas. Experimentalmente determinou-se a deformação longitudinal ε = 0. E concreto = 18 GPa. Determine as tensões normais máximas em cada material. suportam a carga axial de 45 kN.25. Dados: Aço: γ = 78 kN/m3 .5. Qual a variação de comprimento da barra e do tubo. Dados: E aço= 210 GPa. Uma porção de 50 mm da barra está . a tensão de ruptura é 15MPa e o coeficiente de segurança 2. Sabendo-se que ν = 0. com 15 mm de diâmetro externo e 10 mm de diâmetro interno. de lado igual a 5 cm.

Determinar: (a) as reações em A e E. respectivamente. e uma placa rígida circular (é mostrada apenas parte dela). 13 .Duas barras cilíndricas uma feita de aço (E= 200GPa) e outra de latão (E= 105GPa) são ligadas em C. A barra composta é engastada em A.2 kN p/ esq).3 µ m). (b) a deflexão no ponto C (RESP = 46.2mm de espessura. RE = 37.1 GPa). ambas horizontais e dirigidas para a direita (como mostrado na figura).305 mm.Duas barras cilíndricas. determinar: (a) a deflexão do ponto A (b) o máximo valor da tensão normal nesse conjunto 10 . .colada ao tubo e sobre esta é aplicada uma carga de 27kN. determinar a maior carga P admissível. determinar: (a) o alongamento da barra AB.Um tubo cilíndrico de poliestireno de parede fina (E=3.12mm entre a extremidade E e a parede vertical. uma de aço (E= 200 GPa) e outra de latão (E= 105GPa). Uma força de 60KN é então aplicada em B. Para o carregamento indicado. e uma de 40KN em D. Sabendose que E=105 mm. 11 . determinar: (a) as reações em A e E (RESP: RA = 62.Para a barra e o suporte do problema anterior. Se uma carga P de 3500N é aplicada em B.108 mm e 0. (c) a tensão normal na barra AB. com 280 mm de comprimento e 6 mm de diâmetro. como mostrado. com 3. (b) a deflexão do ponto B. 12 . se a deflexão nos pontos A e B não devem exceder a 0.8 kN p/ esq. enquanto que existe uma folga de 0. são ligadas em C e engastadas em A e E. são usadas para suportar uma barra de aço AB (E= 200GPa).

A porção AB é de aço (E= 200GPa. determinar: (a) as tensões normais induzidas nas porções AB e BC. σ BC = -72.6 MPa).9x10-6/°C). alfa=11. α =20. (b) a correspondente deflexão no ponto B (RSEP = 106 µ m p/ cima) .(b) a deflexão no ponto C.7x10-6/°C) e a porção BC é de latão (E= 105GPa. (RESP = σ AB = -202 MPa. por uma temperatura de 50°C.Uma barra composta de duas porções cilíndricas AB e BC é engastada em ambas as extremidades. Sabendo-se que a barra está inicialmente sem tensão. 14 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful