BIODIVERSIDADE

1. 2. 3. Corredores ecológicos, dispersão de fauna e flora e trocas genéticas. Conservação e manejo de populações e de metapopulações in situ e ex situ. Introduções indesejadas de animais exóticos ou alóctones e seus efeitos sobre populações e comunidades em ambientes naturais. Estratégias para conservação da diversidade biológica: hotspots (áreas de alta biodiversidade) e centros de endemismos. Biologia da conservação: biodiversidade; estratégias para conservação de espécies, habitats e paisagens; extinção; tráfico de animais silvestres; desmatamento; explosão populacional; espécies ameaçadas de extinção; unidades de conservação. Ecossistemas brasileiros. Ecologia da paisagem: conceitos e aspectos gerais. Fitogeografia. Noções de economia ambiental.

4.

5.

6. 7. 8. 9.

10. Desenvolvimento econômico do país e conservação da biodiversidade dos biomas brasileiros. 11. Biodiversidade conhecida e desconhecida no Brasil. 12. Classificação e taxonomia animal e vegetal. 13. Fatores biológicos determinantes de riscos de extinção. 14. Conservação da fauna silvestre. 15. Degradação de habitat. 16. Biossegurança aplicada ao manejo de fauna silvestre. 17. Fauna ameaçada de extinção ± manejo de fauna invasora. 18. Taxonomia e Sistemática de vertebrados. 19. Conceitos básicos de Sistemas de Informação Geográfica (SIG). 20. Sistemas de coordenadas e georreferenciamento. 21. Propriedade Industrial.

REPARTIÇÃO DE BENEFÍCIOS
1. Aplicação e consequências das legislações listadas para a legislação de Acesso e Repartição de Benefícios (MP 2186-16/2001). Autorizações de acesso e sanções (Decreto 5.459). Instrução de processos e cuidados com documentação. Adequação de orçamento às metas do PPA. Competências (IBAMA e ICMBio) e estrutura institucional do Ministério do Meio Ambiente. Competências do CGen e DPG.

2. 3. 4. 5. 6.

Aplicação da Lei nº 8. Etapas do processo de criação de unidades de conservação. Etapas do processo de compensação ambiental. Principais políticas para implementação e gestão de unidades de conservação. recifes de coral. aproveitamento hídrico). 4.666/1993. Áreas de preservação permanente (categorias e formas de recuperação). Conhecimentos sobre utilização e manejo de produtos florestais não madeireiros. Conservação de ecossistemas costeiros e marinhos. 8. pagamento por serviços ambientais. 3. Conhecimento básico sobre: manejo florestal sustentável.7. Acompanhamento e gerenciamento de projetos de cooperação internacional. . Importância da disponibilidade de informações sobre o estado de conservação das espécies aquáticas ameaçadas de extinção para a elaboração de planos de ação para a conservação das mesmas. Licenciamento ambiental. importância dos mosaicos e corredores ecológicos na conservação dos ecossistemas. Conduta do servidor público e sanções aplicáveis. GESTÃO FLORESTAL 1. 2. 6. 8. Usos permitidos nas diferentes categorias de UC. salobra ou salgada. POLÍTICA E AÇÕES DE CONSERVAÇÃO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE (INCLUSIVE AQUÁTICA) 1. Contrato de utilização do patrimônio genético e repartição de benefícios. 4. Conservação de zonas úmidas (pântano. ÁREAS PROTEGIDAS E BIODIVERSIDADE AQUÁTICA 1. Sítios do patrimônio mundial natural. manguezais). turfa. 10. 5. Papel das unidades de conservação no desenvolvimento local. água estagnada ou corrente. doce. recuperação de áreas degradadas. 9. Normas para regularização fundiária. 9. Mecanismos de sustentabilidade financeira do SNUC. 7. 4. utilização e manejo). 11. 2. 2. Legislação para elaboração de pareceres e notas técnicas. Reserva legal (formas de recuperação. Sítios RAMSAR. 3. charco. 3. Concessão de serviços (turismo.

Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos. Áreas de exclusão de pesca como instrumento de gestão pesqueira. INGLÊS INSTRUMENTAL (apenas para as Áreas de Concentração III. 2. ORDENAMENTO TERRITORIAL 1. IV e V): 1. 4. Compreensão de textos escritos em Língua Inglesa.USO SUSTENTÁVEL DOS RECURSOS NATURAIS (INCLUSIVE RECURSOS PESQUEIROS) 1. Medidas de ordenamento pesqueiro. 2. Zoneamento ambiental. Programa de zoneamento ecológicos e econômico. Abordagem precautória e ecossistêmica. 3. . Gestão compartilhada de recursos pesqueiros. 2.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful