Você está na página 1de 6

Agapornis - Duvidas

boa noite,
este é apenas o meu segundo topico neste forum depois de me ter apresentado a minu
tos.
Embora só agora me tenha registado, já tenho andado a rondar o forum para "sacar" in
formações, a algum tempo.
Eu quero me iniciar na criação de agapornis, mas neste momento tenho algumas duvidas
, e como sou daquelas pessoas que só compra os animais quando tem toda a informação e
mais alguma, pecisava de umas dicas, sobre os seguintes assuntos:
1º Alimentação
Eu sei que incialmente devo dar aos agapornis o que o criador onde eu os comprar
dá, para não existir problemas. E depois posso ir alterando a alimentação para o que ac
har mais correcto. A minha duvida é sobre o que dar:
» Sementes » Versele laga(vou dar desta marca)
» Papa » ? Qual devo dar e como ( seca / humida )
» Frutas e Legumes » Quais e quantas vezes por semana ?
» Vitaminas » É necessario ? Quais ?
» Grit / Osso Choco / Calcio » O que é necessario ?
» alguma coisa que me tenha esquecido ?
2º Diferenças entre especies
Eu estou a pensar criar Fischers, mas tenho visto que há muito mais criadores de R
oseicollis. Estes ultimos são mais faceis para um criador inciante ou as especies
tem o mesmo tipo de comportamento ? (Pretendo mais tarde criar algumas aves a mão)
.
3º Criação
Li que a maneira mais simples de formar casais é comprar, por exemplo 4 aves coloc
a-las no mesmo viveiro e deixar que elas formem casais sozinhas. As minhas duvid
as, são se :
» Posso juntar aves de diferentes mutações ? Podem ser 4 diferentes ?
» Coloco ninhos ou não ?
» Caso fique com um casal do mesmo sexo, como sei se são dois machos ou duas femeas
? Como procedo para separar um casal da mesmo sexo, é facil, como são conhecidos com
o inseparaveis tenho esta duvida.
Mais uma duvida, que alterações devo fazer no alimentação e tratamento das aves, em epoc
as especiais, como a muda de pena, criação ?
Li também que se deve desparasitar as aves, mas fiquei sem perceber quando o devo
fazer e como.
Muito obrigado, e desculpem lá a redacção, mas como escrevi antes, quero saber todo so
bre eles para depois me sentir mais seguro para me inciar na criação.
Obrigado,
Na realidade penso que hoje em dia o numero de criadores das duas espécies deve se
r relativamente próxima, para mais nos temos excelentes Fischers em Portugal, enqu
anto em Roseicollies.. ou seja é mais fácil progredires em fischers do que em roseic
ollies.
O comportamento deles é diferente em alguns pontos, nomeadamente na construção do ninh
o, mas nada de sério, os fischers não são mais difíceis que os roseicollies, e a nível de
criação á mão são em tudo idênticos[/quote]
1º Podes juntar aves de diferentes mutações, arriscas-te é a que as crias saiam de cores
que não queres, mas numa fase inicial é uma boa ideia já que se torna mais facil ver
quem está acasalado com quem.
2º Coloca ninhos se as aves já tiverem feito a muda dos 6 meses, ou seja quando tive
rem 8-9 meses, nos fischers talvez seja bom esperar mais um pouco
3º O mito de eles serem inseparáveis é mesmo isso, os casais podem se separar sem prob
lemas de maior, é só uma questão de técnica, se tiveres duas fêmeas acasaladas e quiseres
separa-las é só polas em gaiolas de exposição, de maneira a que não se vejam uma á outra e
e preferência que não se oiçam, duas semanas depois colocas as fêmeas nas gaiolas dos ma
chos, mas sempre de maneira a que não vejam geralmente resulta bem á 1ª
No caso de um par de machos fazes o mesmo, mas com uma diferença, após o isolamento,
colocas o macho numa gaiola e passado dois dias colocas a fêmea com ele.
Bem, isso depende do teu tratamento base, se fizeres o que o Dolfo recomenda não t
ens que fazer nada, se usares um esquema light antes da criação, aí terras que ver o q
ue queres fazer quando as criações. Mas para já não compliques, eles prosperam a pão e agu
a se for preciso

A questão da Humida e da Seca é no mínimo controversa, o problema básico é que a papa "Hum
ida" é tão ou mais seca do que a Seca
A ilusão de humidade é dada atraves de óleos e gorduras vários ou com a adição de mel, o pr
blema dai decorrente é que nos casais que alimentam as crias incorrectamente, e não
lhes forneçam humidade suficiente e isso acontece com alguma frequencia, o uso de
uma papa Seca ou de uma papa Viscosa, não vai trazer benefícios, muitas das crias qu
e morrem com o papo cheio morrem de desidratação, ou seja morrem á sede porque tem o p
apo cheio de sementes secas, papa seca (mesmo que seja da Humida é seca na mesma)
e fruta que não tem humidade suficiente para as necessidades das crias, o adiciona
r agua á papa seca ou outra coisa para o mesmo efeito destina-se a suprir essas ca
rencias. De resto basta ver o mercado das papas secas e húmidas para se tirar algu
mas conclusões sobre quais as preferidas pelos criadores, se forem ver a maioria d
as papas "humidas" são vendidas avulso e são nitidamente um produto de gama baixa, a
papa da Orlux Gold é uma expeção porque eles usaram o mel para dar viscosidade á papa e
a tornar mais apetecível, mas os problemas inerentes mantém-se com a adição de mais um,
o risco de diabetes para as espécies que não tem capacidade de lidar com o excesso
de açucares, isto sem falar nos lipidos, mesmo a GOLD que é "humedecida" mel tem 4 v
ezes mais lípidos que a papa seca equivalente, alias tem quase tantos lípidos como p
roteínas .
boas,
uma duvida.... isto implica renovar a papa diariamente, certo?
e as tacas da papa tambem convem lava-las sempre que renovamos a papa, nao e?
a questao e que fazer isto diariamente, imaginemos a uns 30 casais, e dose
Exacto, dado o nivel de trabalho envolvido eu tenho um sistema misto, mudo a pap
a diariamente aos casais com crias, e dia sim dia não aos outros, as taças depois de
usadas são guardadas e lavadas ao fim de semana, claro que tenho que ter varios c
onjuntos para ir trocando durante a semana
pois... eu desde que deixei de criar canarios (como passei a ter mais tempo) que
quero arranjar um sistema para poder dar a seca da orlux aos meus agapornis, hu
medecida com agua ou germinado.... mas acabo sempre por perder a coragem....
mas mais cedo ou mais tarde e uma das coisas que tenho que corrigir
Obrigado pelas respostas.
A minha ideia para começar a criação era juntar 4 aves na mesma gaiola/viveiro, sem co
locar ninhos, e depois de os casais estarem formados separa-los e colocar apenas
um casal por gaiola e ai colocar o ninho para eles criarem sem serem "incomodad
os" pelo outro casal.
Sobre isto fico com duas pequenas duvidas, os agapornis demoram quanto tempo a f
ormar o casal ( só para ter uma noção). E como sei se o casal do mesmo sexo , são duas f
emeas ou dois machos ?

As minhas duvidas quanto a alimentação, vitaminas e produtos a dar em epocas "especi


ais", prendem-se com o facto de eu andar pela net a ver os produtos para passaro
s em lojas online, e como há tanta coisa, até ficou confuso sobre o que é e não é necessar
io.
Ele há sementes, granulados, vitaminas, suplementos, papas, minerais ...
A formação do casal pode ser instantânea ou demorar algum tempo, depende da idade das
aves e da sua compatibilidade, para saber se o casal é ou não verdadeiro, tens varia
s hipótese, a 1ª e óbvia é que só eles vão ter crias, um par de machos não vai construir o
ho e não vai por ovos, um par de femeas vais ver ambas a construir o ninho e é claro
que os ovos não estarão galados, para alem disso só um casal verdadeiro é que faz o rit
ual de corte completo, claro que nos roseicollies isso não ajuda muito já que o ritu
al de corte é mínimo, mas nos fischers já dá para concluir algo, depois tens o tira teim
ais final que é a sexagem por DNA
Olá ARodrigues e restante forum.
Eu crio em colonia, e para fazer os casais que pretento acasalos em gaiolas mais
pequenas, coloco varios dentro de uma gaiola com algumas indicações que vou tirando
,apalpação da cloaca e comportamentos anteriores e normalmente vai resultando mais
ou menos no que pretendo pois eles sabem bem quem e macho e quem e fêmea e depois
coloco-os no viveiro já acasalados, o problema da "homoxesualidade" aconteçe mais ou
quase sempre quando não há haves do sexo oposto e elas com a vontade de procriar te
m este comportamento que nos complica a vida por vezes.
Quanto a alimentação e restante panoplia de produtos e afins podem ser uteis por vez
es mas quando não se tem muita practica e conhecimentos não se deve inventar, eu no
"meu" caso prefiro uma alimentação boa e equilibrada, variada para suprir as suas ne
cessidades, higiene nas instalações, agua, um pouco de sol diário e "amor" e "respeito
", os quimicos devem ser dados quando existem doênças ou carências, se as aves estão sau
daveis acho que não há necessidade de as castigar com quimicos em excesso , pois mai
s tarde quando eles são mesmo necessários por vezes o organismo não responde tão bem aos
mesmos por já estar demasiado habituado.
Espero ter ajudado com um pouco da minha pouca experiência e vontade de aprender s
empre mais com a troca de ideias.
Boas,
neste momento já estou a preparar tudo para poder comprar os Agapornis.
Mas, surgiu-me uma duvida. Eu vou usar umas gaiolas que eram de um familiar, que
estão em optimas condições, mas tem um pequeno problema.
As gaiolas só tem grandes a frente e em baixo, mas estas estão enferrujadas, e preci
savam de uns toques para ficar com melhor aspecto.
A minha pergunta é se as posso pintar ?
Eu tenho aqui em casa uma lata de tinta branca que era o ideal, mas na lata diz:
" Contem chumbo ... não pintar superficies que possam ser chupadas por crianças." P
osso usar esta tinta ?
Ou aconselham outro tipo de tinta, ou então outra maneira de fazer um "update" as
grades.

Boas,
resolvi desenterrar o meu post que já tem dois meses e meio, para vos mostrar os a
gas, que finalmente acabei por comprar.
No domingo fui a Feira dos Passarinhos do Porto e acabei por comprar 4 fishers.
O Sr. que me vendeu as aves, fez o teste da cloaca, e vendeu-mos como sendo dois
casais, agora só o tempo o dira.
O sr. chama-se Diamantino e só tinha agas para venda alguem conhece ?
Mais umas perguntinhas, neste momento estão os quatro na mesma gaiola, mas só estão pr
ontos para criar em Setembro. que me passos me aconselham a dar a partir de agor
a.
Devo coloca-los já em gaiolas diferentes ? Quando coloco ninhos ? Aconselham a dar
algum tipo de vitaminas ou outro tratamentos durante os proximos tempos ou quan
do se aproximar a alturar de criar ?
Boas.
ARodrigues, não sei o tamanho da gaiola, mas se tiveres ou comprares mete os dois
casais separados em duas gaiolas com +/- 75 cm comprido alimentados e limpos e l
a para setembro outubro colocas os ninhos e material para os mesmos (rama palmei
ra) e vês o seu comportamento se fazem o ninho e se fazem a corte e galam, e se na
verdade forem casais a partida iram surgir ovos e depois passaros, se forem mai
s de 6 provavelmente serão 2 fêmeas , se não houver ovos poderam ser dois machos, mas
depois logo verás.
Alternativa arranjares uma gaiola maior e colocar lá os 4 com dois ninhos e deixar
que eles procurem por si o parceiro ideal.
Obrigado, Sr.Luis pelo seu comentario.
Os meus agas foram-me vendidos como aves individuais, mas pelo teste da cloaca o
Sr. formou-me dois casais (1azul e 1verde), e a minha ideia é separar os dois cas
ais para mais tarde criarem, a minha duvida é que eles neste momento estão os quatro
juntos, mas estou a pensar separar dois para cada lado no fim-de-semana.
Poracaso tenho verificado que os 2 azuis e os 2 verdes normalmente tem têndencia p
ara adormecer junto ao passaro com mesmo cor. Embora eu só os tenha a 4 dias, será i
sto um sinal de que estão a formar casais ?
Que outros sinais um casal mostra ?

Em relação as mutações tenho diversas duvidas, porque percebo pouco sobre o que são donima
ntes/recessivos, ...
Por isso é que perguntei que crias podem dar estes dois casais, e qual a mutação dos m
eus agas
Boas André, eu sei o que isso é , todos somos assim queremos sempre mais e logo e o
entusiasmo e enorme tal e o nosso gosto pelas aves, mas tambem é um mundo complexo
, pois uma coisa e ter uma ave outra coisa e criar e manter varias aves, mas tam
bem e essa parte que é ainda mais emocionante e apaixonante.
Dá-lhes primeiro bem estar e saude e eles darte-ão as crias mais tarde, eles proprio
s vão-nos ensinando como agir, vais ver que eles quando acasalarem vão-te mostrar a
côrte pois a sua atitude muda, com vôos de poleiro em poleiro, com gritos altos, com
alteração da postura do corpo e asas, etc.
Quanto aos casais penso que para já e preferivel deixa-los juntos numa gaiola com
espaço para todos , setembro colocas um ninho e eles apartida iram formar um casal
e tomar conta do ninho, separas esse casal e depois colocas ninho nos outros do
is e logo verás o que dali sai!!!!, se outro casal normal, de f~emeas ou de machos
, se não fôr teras de arranjar o que faltar.
Sobre mutações há um site que eu gosto muito, pois tem uma linguagem explicita o sufic
iente, e tecnica o suficiente, sobre Agapornis, dedes a compra até as mutações, vai le
ndo e documentando acerca destas aves e aos poucos irás percebendo, para já não é o mais
importante, pois não sabes ainda os casais e ao leres sobre mutações vais perceber qu
e ainda há outras alterações que não só a côr visual endereço www.agapornis.be (site :mutav
É exactamente como o Sr. disse, o entusiasmo é muito, tenho passado as horas livres
que tenho a estudar todas as maneiras possiveis de lhes dar sempre as melhores c
ondições. E como nunca criei passaros fico sempre com duvidas do que fazer.
Se calhar até vou mandar sexar, já que tenho aqui uns kits da exon que mandei vir an
tes até de ter os agas. Como tenho tempo até Setembro assim fico com certezas do sex
o, e se não forem casais, ainda vou a tempo de arranjar parceiros novos. Por 5 cada
ave acho que vale a pena. O meu unico problema é que ainda nem sequer peguei nele
s, e não tou muito a vontade para o fazer, quanto mais para lhes arrancar umas pen
as.
boas,
o azul mais claro parece-me ser um azul pastel (talvez cobalto). o outro azul pa
rece um azul cobalto (azul mais um factor escuro). depois tens aparentemente um
verde ancestral e o outro parece ser um pastel, mas pelas fotos é só o que me atrevo
a dizer
eu já comprei alguns agapornis ao sr Diamantino é um fixe o homem
Boas tardes Pedro,
o Sr.Diamantino realmente é um porreiro e pareceu-me que percebe bastante do assun
to, e tambem sabe vender o peixe, neste caso os passaros.
Hoje saquei umas penas aos meus agas para os mandar sexar, pelo preço acho que val
e a pena. E separei-os os dois verdes estão numa gaiola e os dois azuis noutra.
Foi uma aventura jeitosa, tentar apanha-los e tirar as penas ,mas correu tudo s
em males de maior para eles, já eu levei umas bicadas.
Já agora pergunto, o sr.Diamantino quando lhe vendeu aves, acertou no sexo ?
Só dois dos agas são anilhados, os mais escuros.
No azul tem : 123 / H (pernas para o ar ), COR / 08 / 144.
No verde tem : 532 / E (pernas para o ar ), COR / 08 / 133 (acho).
Alguem me podia explicar a informação que vem na anilha ?
boas,
sinceramente nao sei dizer se acertou no sexo, ou se nao. algumas aves que lhe c
omprei foram todas jovens e comprei-as porque me interessavam independentemente
do sexo, por isso penso que nem vimos isso na altura.
stam criador - clube - ano 08 - numero da ave
Boas,
precisava de umas dicas.
E resolvi voltar a escrever neste post, para não estar a criar mais posts desneces
sarios.
Embora as minhas aves anda não tenham idade para criar, só daqui a 2/3 meses, gostav
a de saber o que preciso fazer na epoca em que queira iniciar a criação. Como proced
er ? E se é necessario alterar a alimentação ou dar qualquer tramento em especial.
Aproveito para ver se me conseguem ajudar noutra coisa.
Ando à uns tempos a tentar comprar dois fêmeas fisher, para juntar a dois machos que
tenho, para formar dois casais, e não têm sido facil.
Conhecem criadores que vendam aves com certificado de sexagem, ou que me consiga
m vender aves com a certeza que são femeas, que por exemplo já tenham criado? Precis
o de ter a certeza, porque não tenho espaço para ter mais aves, só tenho espaço para mai
s dois casais.
Há algum problema em formar casais com um ano ou mais de diferença entre fêmea e macho
?
Obrigado,
Desparasitar as aves e fornecer um suplemento vitaminico e de cálcio ajuda bastant
e. Também deve-se ter o cuidado de as aves não estarem muito gordas na altura da rep
rodução.
Pois, com os agapornis há sempre esse risco, menos aquelas espécies que têm dimorfismo
sexual, e como o valor comercial dos fishers não é muito elevado os criadores acaba
m por não sexar as aves, é uma questão de procurares .

Interesses relacionados