Você está na página 1de 4

PADRÃO DE APOIO

N.º: 1601-PA-005 Folha: 1/4


Data Emissão: 30/11/10 Revisão N.º: 01 Data Revisão: 06/01/2011

ACIDENTE COM PÉRFURO-CORTANTE OU COM EXPOSIÇÃO DE MUCOSA A SANGUE, CONDUTA PARA

O QUÊ QUEM COMO

Observação: Este padrão aplica-se


também a funcionários terceirizados.
Funcionário acidentado

Funcionário Utilizando água e solução antisséptica e


Lavar a lesão degermante (PVPI ou Clorexidina)
friccionando por um tempo mínimo de 30
segundos. Sendo exposição de mucosa
(olhos, nariz, boca) lavar com água
Comunicar à Chefia Funcionário corrente.
imediata

Encaminhar funcionário Gerência/ Encaminhar funcionário para a


ao SESMT e Serviço de Chefia Emergência. Encaminhar para o SESMT
Emergência em dias úteis das 7-17h para registrar o
acidente.

Avaliar o caso e
Médico da Orientar quanto a profilaxia e exames.
esclarecer sobre
EME
conduta

Solicitar, AgHbs, Anti


Médico da OBS: O funcionário deverá assinar termo
HBS, anti-HCV, HTLV I e
EME de consentimento para realização das
II e HIV I e II, teste
sorologias.
rápido para HIV do
Para os funcionários não vacinados ou
funcionário e do paciente
com Anti HBS < 10 e com paciente fonte
fonte. Em caso de
hepatite B positivo, indica-se o uso de
paciente fonte
Imunoglobulina, orientando-o para que se
sabidamente HIV
dirija ao Hospital Couto Maia (CRIE) a
positivo solicitar HMG,
qualquer dia ou hora, no prazo máximo de
TGO, TGP, bilirrubinas,
72h.
Ur, Cr para o funcionário.
Indica-se ainda a vacinação para o
funcionário não imunizado

ELABORADO POR/REVISADO POR: APROVADO POR:

DRA. REJANE BARROS DE PAIVA _____________________________________________

UGB: SESMT
PADRÃO DE APOIO
N.º: 1601-PA-005 Folha: 2/4
Data Emissão: 30/11/10 Revisão N.º: 01 Data Revisão: 06/01/2011

ACIDENTE COM PÉRFURO-CORTANTE OU COM EXPOSIÇÃO DE MUCOSA A SANGUE, CONDUTA PARA

Executar teste rápido


Anti HIV Laboratório Seguindo procedimento específico

Receber resultado do Médico da


teste rápido para HIV EME

Orientar funcionário, se
necessário, quanto ao uso dos Médico da Orientar quanto ao tempo de uso das medicações,
medicamentos profiláticos e EME quanto ao uso de preservativo durante todo o
assinatura do termo de processo investigatório e solicitando assinatura do
responsabilidade Termo de Responsabilidade para uso da
quimioprofilaxia o qual deverá ser encaminhado
para a medicina do Trabalho.
N Anexar termo de
Funcionário fará
profilaxia? responsabilidade Solicitando assinatura do Termo de
ao prontuário Médico da Responsabilidade pelo funcionário o qual deverá
S EME ser encaminhado para a medicina do Trabalho.

Prescrever esquema
para profilaxia pós 01 comprimido de Biovir [(AZT (300mg) + 3TC
exposição Médico da (150mg)] de 12/12 horas e 02 cápsulas de Kaletra
EME [Lopinavir (200 mg) + Ritonavir (50 mg)] 12/12h
para 03 dias.
OBS: Deverá ser prescrita inicialmente por 3 dias.
e encaminhar funcionário para o Hospital Couto
Maia para manter medicação por 30 dias.
Fornecer medicamentos
em quantidade necessária
para 03 dias Fornecendo 06 comprimidos de Biovir e 12 de
Farmácia Kaletra, caso necessário.

Repetir as sorologias com 3 meses, 6 meses e 1


ano após o acidente. Em caso de paciente fonte
Continuar o processo
Med. HIV positivo e em uso de quimioprofilaxia o
de investigação até 01
Tarbalho e funcionário deverá repetir exames com 15 dias,
ano após o acidente
Funcionário 45 dias e com 3, 6 , 12 meses.

Fim

OBSERVAÇÕES GERAIS:

ELABORADO POR/REVISADO POR: APROVADO POR:

DRA. REJANE BARROS DE PAIVA _____________________________________________

UGB: SESMT
PADRÃO DE APOIO
N.º: 1601-PA-005 Folha: 3/4
Data Emissão: 30/11/10 Revisão N.º: 01 Data Revisão: 06/01/2011

ACIDENTE COM PÉRFURO-CORTANTE OU COM EXPOSIÇÃO DE MUCOSA A SANGUE, CONDUTA PARA

1) O funcionário não precisa ser afastado durante o uso dos medicamentos;

2) Na continuidade do processo de investigação, caso o resultado negativo persista, o processo deverá ser
encerrado. Em caso de soroconversão, o funcionário será encaminhado ao INSS e reavaliado do ponto de
vista ocupacional, quanto à aptidão para a função de origem;

3) Se no ponto zero (sorologia no momento do acidente), o funcionário já for HIV positivo, o mesmo deverá ser
encaminhado para tratamento especializado e reavaliado ocupacionalmente, quanto à aptidão para a função
de origem;

4) Durante o processo de investigação, o funcionário deverá ser orientado no sentido de praticar o sexo seguro,
ou seja, com o uso do preservativo;

5) Caso o resultado do Anti HIV não seja fornecido no prazo máximo das 2h iniciais, iniciar a medicação
profilática que deverá ser encaminhada pela Farmácia. A quantidade encaminhada deve ser correspondente
a 5 dias.

6) Em casos de acidente pérfuro-cortante não realizar expressão do local ferido, pois isso aumenta a área
lesada e conseqüentemente a exposição ao material potencialmente infectante.

ANEXO A

Os objetivos da quimioprofilaxia são:

• preservar a saúde dos funcionários vítimas de acidente de trabalho com risco de exposição ao HIV;
• cumprir a portaria nº 874, de 04 de Julho de 1997, do Ministério da Saúde

ELABORADO POR/REVISADO POR: APROVADO POR:

DRA. REJANE BARROS DE PAIVA _____________________________________________

UGB: SESMT
PADRÃO DE APOIO
N.º: 1601-PA-005 Folha: 4/4
Data Emissão: 30/11/10 Revisão N.º: 01 Data Revisão: 06/01/2011

ACIDENTE COM PÉRFURO-CORTANTE OU COM EXPOSIÇÃO DE MUCOSA A SANGUE, CONDUTA PARA

Considerações:

O risco de transmissão do HIV após exposição ocupacional em trabalhadores de saúde é aproximadamente 0,3%
para acidente percutâneo. Variáveis aparentemente relacionadas com risco de transmissão do HIV incluem:
volume de sangue envolvido na exposição, estágio da doença e nível de RNA viral no plasma do paciente fonte,
sítio e mecanismo de exposição.
Os fatores e risco associados à soroconversão incluem lesão profunda, sangue visível na agulha do dispositivo
envolvido, procedimentos envolvendo uma agulha colocada diretamente na veia ou artéria e doença terminal no
paciente fonte, assim como exposição de mucosas a sangue contaminado.

Esquema proposto para o KIT padrão: AZT + 3TC (Biovir) + lopinavir/ritonavir (Kaletra) por 30
dias.

• AZT + 3TC (Biovir): 01 comprimido via oral de 12/12 horas.


• Lopinavir/ritonavir (Kaletra): 02 comprimidos via oral de 12/12h.

Referências Bibliográficas:

Recomendações para Terapia Anti-Retroviral em Adultos e Adolescentes Infectados pelo HIV –


2006. Ministério da Saúde – Programa Nacional de DST e Aids.

ELABORADO POR/REVISADO POR: APROVADO POR:

DRA. REJANE BARROS DE PAIVA _____________________________________________

UGB: SESMT