Você está na página 1de 1

Goiânia, 31 de julho de 2021.

Ao

Excelentíssimo Senhor

DD. Ministro da Educação

Senhor Ministro,

Venho através desta, com muito respeito e admiração, salientar algumas observações que
tenho adquirido com estudos ao longo dos anos sobre as crianças autistas. As crianças autistas
precisam de uma atenção especial nas salas de aula uma vez as mesmas têm suas
particularidades. Algumas particularidades do autismo é que algumas crianças por exemplo
têm maior dificuldade de interação social, outras tem mais dificuldade em concentração, já
outros casos dificuldade em aprendizado.
Dessa forma temos que analisar cada caso de forma minuciosa para entendermos as
necessidades de cada criança. Uma forma de entender cada sintoma desenvolvido pela criança
é o contato direto e constante com a sua família, para que a mesma aponte as dificuldades e
também as qualidades da criança, tratando assim a dificuldade da mesma de forma eficiente e
também enaltecendo as suas qualidades, dessa forma a criança se desenvolvera de forma
eficaz, saudável e inclusa na sociedade.
O ponto chave que quero levantar através dessas mudanças nas escolas com as crianças
autistas é a melhoria da qualidade de vida das mesmas e também a inclusão social, uma vez
que muitas dessas crianças são negligenciadas e vivem as beiras dos demais. Precisamos nos
unir para fazer a diferença na vida dessas crianças.
Algumas outras sugestões que já podem ser implementadas de forma coletiva é a adoção de
algumas práticas que incentivam o desenvolvimento de todas as crianças e não só as autistas.
Exemplo é uma rotina bem montada, as crianças em geral se adaptam e respondem bem a
rotina, as crianças autistas conseguem se organizar e se adaptar ao novo com uma rotina bem
estruturada.
Outra pratica que pode ser usada dentro da sala de aula é o uso de figuras, imagens, aulas
práticas, dessa forma fica mais fácil da criança associar o que é dito pelos professores com o
que está sendo exemplificado de forma visual. As crianças autistas também conseguem
memorizam e absorver melhor os conteúdos com aulas e períodos mais curtos, sem muitas
delongas.
A educação conta com a sua capacidade e competência, confiamos que com muito trabalho e
dedicação, conseguiremos levar mais qualidade para nossas crianças autistas.
Sendo assim me despeço-me de Vossa Excelência.
Atenciosamente,

Priscila Carolina Dos Santos