Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO

Núcleo de Educação Aberta e a Distância


Curso de Artes Visuais

Daniela Botti Possas


José Geraldo Oliveira

Projeto de Arte na Educação Infantil

Itapemirim - ES
Março de 2010
TEMA
RECORTAR, PINTAR E COLAR PARA AO ÍNDIO AJUDAR

OBJETIVOS
- Ampliar a coordenação motora do indivíduo;
- Aprender a ouvir/apreciar histórias
- Identificar cores e objetos.

CONTEÚDOS ESPECÍFICOS
recorte
pintura
colagem

FAIXA ETÁRIA
5 e 6 anos

TEMPO ESTIMADO
Três encontros

METODOLOGIA
Nesta seqüência de atividades, além de ampliar a coordenação motora do
aluno, as crianças podem conhecer um pouco mais sobre os costumes e
tradições indígenas e sua alimentação, dança, caça, pesca, crenças, etc.
Encontro 01 - Na primeira atividade, leve para a sala de aula diversas
figuras impressas para pintar, que retratem o cotidiano do índio. A
exemplo, cocar, cesto, borduna, arco, oca, etc. Conte às crianças um pouco
sobre a vida indígena, seus costumes e tradições, suas vestimentas e sobre
sua alimentação que é a base da caça e da pesca.
Conte a história “A Indiazinha Unaí”. Ao concluir a narrativa, faça com
que as crianças recortem as imagens a elas oferecidas, com o máximo de
cuidado através do manuseio de tesouras pequenas e de ponta arredondada.
Busque fazer com que todas se envolvam na atividade, inclusive,
interagindo-se entre elas, cooperando umas com as outras nas possíveis
dificuldades.

Encontro 02 - Para realizar a segunda aula, recolha o material recortado


pelas crianças e o distribua de acordo com o que cada uma quiser pintar.
Entregue pincéis, lápis de cor, giz de cera, e quantas figuras elas quiserem
(do quantitativo que cada uma recortou), além de oferecer um cocar
(recortado) para cada uma.
Deixe a criatividade delas fluir, mesmo que usem giz de cera, guache e
lápis de cor no mesmo desenho. Apenas peça que elas deixem para pintar o
cocar por último.

Encontro 03 - A terceira atividade/aula será a confecção do cocar


propriamente dita, onde elas o colocarão nas cabeças, além de fazerem uso
da tinta facial para maquiarem-se como os índios. Após pintar o cocar, elas
o colarão em cartolina e depois de pintado o rosto, vestirem o cocar.

RECURSOS
Você vai precisar de algumas figuras que apresentem apenas o contorno
das imagens; lápis de cor; giz de cera; guache; papel A4 (branco); cartolina
(branca); cola (branca); pincéis; tinta facial.

AVALIAÇÃO
È importante que o professor não compare as aprendizagens, mas que
consiga observar as características de cada criança dentro do grupo. O ideal
é reconhecer as manifestações de prazer e desprazer de seus alunos diante
de cada atividade proposta, seja o recorte, seja a pintura ou seja a colagem.
Atentos ao exposto, podem ser bons critérios de observação:
- As crianças participaram de todas as atividades ou da maior parte delas?
- Houve interatividade? Elas absorveram a história e aplicou o aprendizado
à pintura?
- Em que momento houve maior grau de dificuldade: recorte, pintura ou
colagem:
- Qual o percentual de aproveitamento da turma na atividade proposta?