Você está na página 1de 36

Curso Preparatório para as Olimpíadas de Química

Profª Msc. Flávia Vasconcelos


CONTEÚDOS
 Tabela periódica: nomes e símbolos dos elementos;
Grupos e períodos. Propriedades periódicas.
Classificação dos elementos em metais, não-metais,
semi-metais, gases nobres, elementos de transição.
 Ligações químicas: regra do octeto-dueto, ligações
iônicas, covalentes, metálicas - forças
intermoleculares. Polaridade de moléculas e de
ligações. Fórmulas eletrônicas (Lewis) e estrutural.
Geometria molecular.
 Questão 1. (ONNEQ - 2009) Os raios atômico e iônico
(2+) para o cálcio e para o zinco estão relacionados a seguir:
Elemento Raio (Å) 1ª energia de
ou Íon ionização
Ca 1,74 6,1 eV
Zn 1,31 9,4 eV
Ca2+ 0,99
Zn+ 0,74

 a)Explique a razão do raio iônico em cada caso ser menor que


o raio atômico.
 b)Por que o raio atômico do cálcio é maior que o do zinco?
 c)Por que a 1ª energia de ionização do zinco é maior que a do
cálcio?
 d)Para a formação dos cátions Ca+2 e Zn+2 é necessária uma
segunda energia de ionização. Em relação à primeira, essa
energia será maior ou menor? Explique.
Ambos os elementos estão presentes no 4º período
da Tabela Periódica
Considerações...
I. O raio iônico de um elemento é a sua parte da
distância entre íons vizinhos em um sólido iônico.

II. Todos os cátions são menores do que os átomos


originais, porque os átomos perdem um ou mais
elétrons para formar o cátion, com isto ocorrendo
uma aumento na força de atração do núcleo atômico
sobre os elétrons restantes. Diminuindo seu raio
atômico.
Considerações...
I. Em um mesmo período, há um aumento do número de
prótons, consequentemente, a carga nuclear efetiva
cresce devido a maior atração dos prótons no núcleo
atômico.
II. Como resultado, em cada período, as energias de
ionização geralmente crescem porque os elétrons mais
externos estão “mais presos” ao núcleo.
III. A primeira energia de ionização é maior para os
elementos próximos do hélio, na TP, e menor para os
próximos ao frâncio. A segunda E.I. é maior do que a
primeira E.I. e a diferença é muito maior se o segundo
elétrons for retirado de uma camada fechada.
 Elementos com maior EI se localizam na região mais alta a
direita da TP, com maior tendência a formar ânions.

 Os elementos com menor EI se localizam na região inferior


esquerda, com tendência a formar cátions.
Respostas
 a) Como os íons Ca2+ e Zn2+ perderam dois elétrons, o
núcleo aumenta sua força de atração sobre os elétrons
restantes, diminuindo assim o raio atômico.
 b) No Cálcio a blindagem é mais efetiva, já o Zinco
possui mais prótons atraindo os elétrons, fazendo com
que seus elétrons fiquem mais próximos do núcleo,
diminuindo seu raio atômico (ficando menor que o do
cálcio).
 c) no Zn os elétrons estão mais atraídos pelo núcleo,
devido seu raio pequeno, por isso a sua 1ª energia de
ionização é maior porque há uma maior carga nuclear
efetiva do zinco.
 d) Menor. Pois esta favorecerá um estado de oxidação
estável para os átomos, logo eles passarão para uma
forma mais estável do que o estado de oxidação +1.
Ambos os elementos possuem orbital s preenchido, após
a 1ª energia o orbital fica ns1, a perda desse elétron é
termodinamicamente favorecida, pois formará espécies
que terão configuração eletrônica de gás nobre.
 20 Ca – 1s² 2s² 2p6 3s² 3p6 4s²

+2 – 1s² 2s² 2p6 3s² 3p6


 20Ca

 Zn - 1s² 2s² 2p6 3s² 3p6 4s² 3d10


 Zn+2 - 1s² 2s² 2p6 3s² 3p6 3d10
 Questão 2. (ONNEQ - 2000) Dentre as propriedades
periódicas dos elementos químicos, a energia (ou
potencial) de ionização, está estreitamente relacionada
com a formação de cristais iônicos.
 a) defina o que é energia de ionização
 b) como esta propriedade varia na tabela periódica, ao longo
dos grupos e dos períodos?
 c) os valores das primeiras energias de ionização de Al, Ga e In
são respectivamente: 0,5776; 0,5788 e 0,5583 kJ/mol. Por que
esses valores não seguem a tendência geral descrita no item
anterior?
 d) que outras energias, além da energia de ionização, estão
também envolvidas na formação de um cristal iônico a partir
de seus elementos no estado natural?
 e) por que não existe um cristal com estequiometria NaCl2?
 a) É a energia mínima necessária para “remover” um
elétron da camada de valência de um átomo que esteja
isolado.

 b) A energia de ionização cresce ao longa da tabela


periódica de maneira oposta ao raio atômico ou seja, nos
períodos ou séries, cresce da esquerda pra direita, nas
famílias ou grupos, cresce de baixo para cima.

 c) A ordem decrescente da energia de ionização teórica


seria Al > Ga > In, entretanto o gálio apresenta um valor
superior as do alumínio, não obedecendo a ordem
anterior.
 d) 1ª etapa: (sublimação do sódio sólido)
Energia + Na(s) → Na(g)
2ª etapa: (quebra de ligação do gás cloro)
Energia + Cl2(g) → 2Cl(g)
ELETROAFINIDADE
3ª etapa: (Energia de ionização do sódio) Energia liberada por
Energia + Na(g) → Na+(g) um átomo quando
este recebe um
4ª etapa: (Eletroafinidade) elétron.
Energia + Cl(g) → Cl-(g) + energia
5ª etapa: A energia reticular é uma energia liberada
durante a formação do retículo cristalino, por meio de
interações eletrostáticas entre os íons Cl-(g) e Na+(g),
tornando o processo termodinamicamente favorável.
 e) No retículo cristalino do cloreto de sódio (NaCl)
determinado experimentalmente, é possível observar
que cada íon cloreto está circundado por seis íons Na+ e
cada íon sódio está ligado a seis íons cloreto. Assim,
ambos os íons têm N.C. = 6. A estequiometria do cristal
é 1:1 (composto do tipo MX). Chamamos a estrutura
cristalina do NaCl de cúbica de face centrada.
A estrutura cristalina e
todos os parâmetros
geométricos (distâncias
internucleares e ângulos
interiônicos) são
determinados
experimentalmente por
uma técnica chamada
difração de raio X.
 Questão 3. (OBQ - 2003) Um elemento químico
apresenta a configuração eletrônica [Xe]4f14 5d7 6s²,
portanto, é um:

 a) gás inerte
 b) calcogênio
 c) metal alcalino
 d) metal do bloco d
 e) metal alcalino terroso

Xe –(Z=54) 1s², 2s², 2p6, 3s², 3p6, 4s², 3d10, 4p6, 5s², 4d10, 5p6
X –(Z=77) 1s², 2s², 2p6, 3s², 3p6, 4s², 3d10, 4p6, 5s², 4d10, 5p6 6s², 4f14, 5d7
Irídio - Ir
 Questão 4. (ONNEQ - 2002) A reação de iodo (I2) e
cloro (Cl2) produz um cloreto de iodo (IxCly), que é um
sólido amarelo brilhante.
 a) Se, em uma reação que consome completamente
0,678 g de iodo foram produzidos 1,246 g desse cloreto
(IxCly), qual será sua fórmula empírica ?
 b) Se, em outro experimento determinou-se a massa
molar desse composto sendo aproximadamente 467
g/mol, qual será sua fórmula molecular?
 c) Desenhe a estrutura de Lewis para a molécula desse
composto.
 d) Faça uma previsão para a geometria dessa molécula ?
 e) Esta molécula é polar ou apolar ?
 b)
 c)

As ligações (I-Cl) terminais são ligações simples normais.


As ligações (I-Cl) em ponte são consideravelmente mais
longas.

d) Este composto apresenta geometria planar


e) Por apresentar uma estrutura simétrica planar este
composto é apolar, porém quando fundido, pode
apresentar uma boa condutividade elétrica devido a
ocorrência de ionização :
I2Cl6 ↔ [ICl4]-
 Questão 5. (ONNEQ - 2005) Na química do nitrogênio, e em geral, na química dos
compostos covalentes, o conceito de estado de oxidação constitui um formalismo útil
para, entre outras coisas, balancear reações químicas, porém, a ele não se pode atribuir
uma realidade física. Existem óxidos, nos quais, o nitrogênio apresenta cada um dos cinco
estados de oxidação de +1 a +5 e outros compostos, nos quais, o nitrogênio apresenta
todos os estados de oxidação entre -3 e +5.

O Óxido de nitrogênio(I) (também conhecido como Óxido nitroso, foi o primeiro


anestésico sintético que se descobriu e o primeiro propulsor para aerossóis comerciais;
suas propriedades benéficas contrastam com as de outros óxidos como o de nitrogênio(II)
(também conhecido como óxido nítrico) e o de nitrogênio(IV) que são, a concentrações
elevadas, contaminantes atmosféricos.

A 25º C e 1 atm o óxido nítrico é termodinamicamente instável. A pressões elevadas, ele se


decompõe rapidamente, no intervalo entre 30 a 50 ºC, segundo a seguinte reação da qual
participam os três óxidos de nitrogênio mencionados:
3 NO (g) → N2O(g) + NO2 (g)

 a) Desenhe as estruturas de Lewis correspondentes a estes três óxidos de nitrogênio.


 b) Indique e justifique a geometria molecular do óxido nitroso e do dióxido de nitrogênio.
 c)Indique e justifique o momento dipolar que apresentam estes três óxidos de nitrogênio.
 a) Para o NO, temos:

(trata-se de uma molécula ímpar, ou radical livre;


sendo, por isso paramagnética. Quanto às
propriedades químicas, o NO é um gás incolor
altamente reativo em uma atmosfera com oxigênio,
se apresentando como um híbrido de ressonância
das estruturas acima.)
 Para o N2O, temos:

(trata-se de uma molécula que apresenta ressonância dos


pares de elétrons e na prática se apresenta como um
híbrido de ressonância, expresso a seguir)

Para o NO2 temos:

(trata-se tanto de uma molécula ímpar com considerável


tendência a se dimerizar em N2O4, como uma molécula
que apresenta ressonância dos pares de elétrons e na
prática se apresenta como um híbrido de ressonância)
 b) De acordo com a teoria de repulsão dos pares de eletrônicos da valência
(RPECV, sigla em inglês VSEPR) as geometrias dos compostos são:

 Para o dióxido de nitrogênio a geometria angular é a mais adequada pelo


fato da molécula ser triatômica e seu átomo central (o nitrogênio) possuir
um elétron desemparelhado, fazendo com o ângulo da ligação (O - N - O)
seja menor de 180a, a fim de minimizar as repulsões entre o elétron não
ligante e os pares de elétrons ligados.
 Para o oxido nitroso a geometria linear é a mais adequada pois a molécula é
triatômica e seu átomo central (o nitrogênio) não apresenta nenhum
elétron não ligante, o que faz com que o ângulo de ligação mais estável, ou
seja, com as menores repulsões possíveis entres os pares de elétrons ligados
da molécula de N2O seja 180o.
 c) Para o NO, temos:

(o vetor momento dipolar da molécula é diferente


de O, em virtude da maior eletronegatividade do
oxigênio em relação ao nitrogênio, havendo
diferentes concentrações de carga na molécula,
tornando-a polar.)
 Para o NO2, temos:

 (o vetor momento dipolar da molócula é diferente de 0,


em virtude da maior eletronegatividade dos oxigênio
em relação ao nitrogênio. Logo a soma vetorial
resultante na direção dos oxigênios e concentrações
diferentes de carga por toda a molécula , tornando-a
polar.)
 Para o N2O, temos:

 (O vetor momento dipolar da molécula é diferente de


0. Embora não haja diferença de eletronegatividade
entre os átomos de nitrogênios, existe um vetor
momento dipolo na ligação N - O, sendo este vetor
responsável pela polarização do composto; tornando-
o, portanto levemente polar).
 Questão 6. (OBQ - 1999) O dióxido de enxofre, SO2, é
um poluente do ar, proveniente das descargas de
automóveis e das chaminés de fábricas.
 a) Desenhe a estrutura de Lewis do SO2 e determine o
ângulo de ligação O-S-O, a geometria molecular e a
hibridação do átomo de "S".
 b) Que tipos de forças são responsáveis pela união das
moléculas de SO2, em fase condensada?
 c) Usando a informação abaixo liste os compostos em
ordem crescente de intensidade das forças
intermoleculares
Composto Ponto de ebulição (ºC)
SO2 -10,0
NH3 -33,4
CH4 -161,5
H2 O 100,0
 d) O ponto triplo para o SO2 é -74 °C (estimado), seu
ponto de fusão é -72,7 °C e seu ponto de ebulição é -10
°C. O SO2 sólido é mais denso ou menos denso que o
SO2 líquido?
 e) O dióxido de enxofre que é "jogado" na atmosfera é
um dos responsáveis pela precipitação de chuva ácida.
Escreva as equações químicas relacionadas com este
processo.
 A) Devido à repulsão do par de eletrônico sobre os
orbitais ligantes, a molécula em questão apresentará um
ângulo entre os orbitais ligantes (ligação O-S-O) pouco
menor que 120o e os demais ângulos poucos maiores que
120o, tendo, pois, hibridação sp² e geometria molecular
angular.
 B) Por se tratar de uma molécula polar e sem pontes de
hidrogênio, ela apresenta como força dominante dipolo-
permanente.
 C) Quanto maior o ponto de ebulição da substância,
maiores serão as forças intermoleculares, logo:
 F.I. (CH4) < F.I. (NH3) < F.I. ( SO2) < F. I. (H2O).

 D) O SO2 sólido é mais denso que o SO2 liquido.

 E) SO2 (g) + ½ O2 (g) → SO3(g)


SO3(g) + H2O(l) → H2SO4(aq)
 Questão 7. (OBQ - 2005) Quais geometrias são
possíveis para uma molécula do tipo ABn cujo átomo
central apresenta hibridação do tipo sp³?

 a) Tetraédrica, piramidal ou em forma de “v” (angular)


 b) Tetraédrica, piramidal ou triangular plana
 c) Tetraédrica ou triangular plana
 d) Tetraédrica ou piramidal
 e) Somente tetraédrica
OBRIGADA!!
www.formspring.me/flaviaquimica