Você está na página 1de 4

Diedro

Em geometria, diedro, ângulo diedro ou ângulo diédrico é uma expansão do conceito


de ângulo a um espaço tridimensional. É definido como o espaço entre dois semiplenos
não contidos num mesmo plano com origem numa aresta comum. Se os dois semiplanos
forem opostos, i.e., se estiverem contidos num mesmo plano, obtemos um diedro nulo.

A medida do diedro coincide com a medida do ângulo plano obtido cortando o diedro
com um plano perpendicular à sua aresta (secção normal ou recta). De acordo com essa
medida, é possível classificar os diedros como:

Diedro.

Tipos de Diedros
Os planos secantes α e β estabelecem no espaço quatro semi-espaços.
O corte de dois desses semi-espaços é chamado de diedro.

Na imagem:
α e β representam as faces.
A reta a representa a aresta do diedro determinado pelo corte dos semiplanos I e I’.
Secção reta de um diedro
Chamamos de seção reta, o angulo determinado pelo corte de um diedro com um plano
perpendicular a sua aresta.

Na imagem:

A superfície perpendicular à aresta a determina a secção reta definida pelo ângulo

São congruentes, todas as secções retas do mesmo diedro.


A proporção de um diedro é a proporção da sua secção reta.
Dois diedros são congruentes, sempre que suas secções são congruentes.
Caso o plano π não seja perpendicular à aresta a, obteremos apenas uma secção
inclinada.

Métodos de projeções ortográficas

Imagine a peça envolvida por um cubo, no qual cada face corresponderá a uma
vista, ou seja, o que você estaria enxergando da peça se você estivesse olhando
esta face de frente. Este cubo de vistas é então “planificado”, desdobrado. Desta
forma é possível visualizar todos os lados da peça em uma folha de papel.
A projeção ortográfica, na prática, pode ser feita de duas formas:
- no primeiro diedro: imagine vendo a peça a partir de um dos lados do cubo.O desenho
da vista será feito no lado oposta em que você se “localiza

no segundo diedro: imagine vendo a peça a partir de um dos lados do cubo.O desenho
da vista será feito no mesmo lado em que você se “localiza”.
Linhas ocultas

Em muitos casos, haverão detalhes da peça que não são vistos normalmente.
Detalhes internos, furos, ranhuras; mas que devem ser informados para que o
projeto seja compreendido.
Para isso, são usadas linhas tracejadas, na mesma espessura das linhas principais
da peça, que indicam que existe um detalhe interno, ou do outro lado da peça,
oculto por uma face.

Perspectiva Isométrica

Os desenhos em perspectiva foram concebidos como um meio termo entre a visão


da peça no espaço, mantendo suas proporções e a escala.
Existem vários tipos de perspectiva, cada um com sua utilidade. Os desenhos em
perspectiva exata ilustram com perfeição o ângulo do observador, porém as
dimensões variam com a posição e proximidade dos objetos. Outros tipos de
perspectiva são a dimétrica, trimétrica e cavaleira.

http://www.colegioweb.com.br/matematica/diedros-.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Diedro
http://www.eteilhasolteira.com.br/WILSON%20DAC/apostilaDTB.pdf