Você está na página 1de 24

Biologia Celular

Introdução à Fisiologia Humana


Conceitos Básicos
• Homeostase - Estado de equilíbrio de
funções no corpo humano proporcionando o
funcionamento adequado dos diversos
sistemas orgânicos.
• Metabolismo - Conjunto de reações
químicas que permitem ao corpo atingir a
homeostase.
• Estresse - Qualquer tipo de alteração
metabólica que perturbe a homeostase.
Organelas celulares
• Todas as organelas celulares trabalham de
forma a manter a vida da célula. Todas
precisam estar em harmonia de funções
(homeostase) para que possamos manter
vivo o sistema ao qual tais células
pertencem. Em caso de disfunção celular,
temos uma patologia.
Organelas Celulares
• Núcleo - É o centro de controle da célula e
sua maior organela.
• Retículo endoplasmático (Liso e Rugoso) -
Responsável pela síntese de proteínas
(rugoso), fosfolipídeos, ácidos graxos e
esteróides)
• Ribossomos - Síntese de proteínas
• Complexo de Golgi - Recebe e processa as
proteínas que serão exportadas da célula.
Retículo Endoplasmático
• Lisossomos - Degradação de proteínas por
fagocitose. Pode também fazer a autólise
seguida da autofagia.

• Mitocôndrias - Função oxidativa da célula,


sendo responsável pelo processo de
produção de ATP desta forma.
Mitocôndrias
Transporte Transmembrana

O conteúdo de uma célula é separado de seu meio extracelular por uma


fina camada de lipídeos e proteínas chamada membrana celular. Tal
membrana tem a função básica de prover barreiras ao movimento de
moléculas e íons entre as várias organelas dentro da célula e entre a
célula e o líquido extracelular, provendo ainda vários componentes
celulares com um “local” para sua fixação. Lembre-se sempre de que
quando usamos o termo membrana nos referimos às membranas de
todas as organelas existentes na célula (mitocôndria, retículo
endoplasmático, complexo de Golgi, lisossomos, núcleo) e o termo
membrana plasmática refere-se especificamente a membrana da
superfície da célula.
Difusão
A difusão refere-se basicamente ao
movimento aleatório e causado pelo
movimento cinético natural da matéria. O
processo de difusão ocorre em função da
concentração de substâncias no meio de
coexistência. Há cinco fatores que
influenciam na velocidade de difusão, são
eles:
1. Quanto maior a diferença de concentração,
maior será a velocidade de difusão;
2. Quanto menor a raiz quadrada do peso molecular,
maior será a velocidade de difusão;
3. Quanto menor a distância, maior a velocidade de difusão;
4. Quanto maior for a área de secção reta da câmara
na qual a difusão está se processando,
maior será a velocidade de difusão;
5. Quanto maior for a temperatura,
maior será a velocidade de difusão.
• A membrana é basicamente um folheto de
material lipídico. Há dois métodos básicos
pelos quais as substâncias podem difundir-se
através da membrana:
• 1. Solubilizando-se na matriz lipídica e
difundindo-se através dela do mesmo modo
que a difusão ocorre na água, ou;
• 2. Difundindo-se através de poros diminutos
que atravessam diretamente a membrana a
grandes intervalos de sua superfície. Esses
poros são espaços intracelulares na própria
estrutura das moléculas protéicas, que
atravessam a membrana.
Zona de Difusão Facilitada
• São regiões que possuem alta concentração de
moléculas da mesma espécie química. Nestes locais, a
passagem de moléculas de composição semelhante, por
esse motivo, é facilitada. De acordo com a cinética de
Michaelis-Menten, a partir de certa concentração, o
sítio de transporte está saturado, e o fluxo não mais
aumenta. Acredita-se que as ZDF sejam importantes
trajetos para participantes de processos imunológicos
das células, permeando antígenos e anticorpos.
Hormônios esteróides também transitam através de
ZDF.
ZDF
Transporte Ativo
• Quando uma membrana celular move
moléculas contra um gradiente de
concentração (ou contra um gradiente
de pressão ou elétrico) o processo é
denominado transporte ativo.
Assim como o transporte mediado, o
transporte ativo usa moléculas protéicas
carreadoras na membrana com locais de
ligação específicos para determinadas
substâncias, com capacidade de modificar sua
conformação física durante o processo para
melhor execução de sua função.
• Entre as diversas substâncias que são
transportadas ativamente através das
membranas celulares estão os íons de Sódio,
Potássio, Cálcio, Ferro, Hidrogênio,
Cloreto, Iodeto, Urato, além de açucares e
aminoácidos.
Fontes e produção de energia
• Há uma demanda de energia por quatro motivos
principais:
• 1. Síntese de novos materiais celulares em
organismos maduros, isto é, formação de novas
células em substituição às velhas;
• 2. Transporte de materiais contra um gradiente de
concentração;
• 3. Trabalho mecânico (por exemplo, uma contração
muscular);
• 4. Produção de calor para manter uma temperatura
corporal de cerca de 37°C.
• As reações químicas envolvidas na transferência
de energia podem ser divididas em dois tipos:
• 1. Reações que liberam energia ou REAÇÕES
EXOERGÔNICAS, e;
• 2. Reações que não podem ocorrer a menos que
alguma forma de energia seja adicionada ao
sistema, ou REAÇÕES ENDOERGÔNICAS.
• Como regra, a quebra de ligações são
exoergônicas, enquanto que a formação de
ligações é um processo endoergônico.
• Uma equação clássica para processos
metabólicos é a seguinte:

• C6H12O6 + 6O2 = 6CO2 + 6H2O +


Energia
Glicólise Anaeróbica
Glicose
ATP ⇒ ↑↓ ⇒ ADP
Glicose-6-Fosfato
↑↓
Fructose-6-Fosfato
ATP ⇒ ↑↓ ⇒ ADP
Fructose-1,6-Fosfato
↑↓
Dihidroxiacetona Fosfato
↑↓
2(Gliceraldeido 3-Fosfato)
↑↓ 4H
2(1,3 Acido Difosfoglicerico)
2ADP ⇒ ↑↓ ⇒ 2ATP
2(3 Acido Fosfoglicerico)
↑↓
2(2 Acido Fosfoglicerico)
↑↓
2(Acido Fosfoenolpiruvico)
2ADP ⇒ ↑↓ ⇒ 2ATP
2(Acido Piruvico)

Glicose + 2ADP + 2PO4--- = 2 Acido Pirúvico - 2ATP + 4H


Molécula de ATP
Uso da energia do ATP
• Síntese de material protéico
• Contração muscular
• Transporte ativo