P. 1
Sistema Gastrointestinal

Sistema Gastrointestinal

4.0

|Views: 43.937|Likes:
Publicado porFafnir Kesk

More info:

Published by: Fafnir Kesk on Oct 18, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

Sistema Gastrointestinal

• A função básica do Sistema Gastrointestinal ou sistema digestivo é a de fornecer nutrientes para nosso corpo para que esse possa exercer suas funções de forma adequada. Isto ocorre através de um complexo de eventos que serão mais apropriadamente estudados pela Fisiologia. A anatomia de tal sistema também é complexa. • Temos, anatomicamente falando, um canal alimentar e órgãos anexos, sendo que do canal alimentar fazem parte órgãos situados na cabeça, tórax, abdome e pelve. Entre os anexos estão as glândulas salivares, o fígado e o pâncreas. O canal alimentar inicia-se na cavidade bucal, seguindo-se da faringe, esôfago, estômago, intestinos, reto e ânus.

Sistema Gastrointestinal

Boca e cavidade bucal
A boca é o aparelho através do qual o canal alimentar conecta-se com o exterior. Também chamada de rima bucal, é uma fenda delimitada pelos lábios na sua porção mais externa e pela parte bucal da laringe na sua porção interna. A cavidade bucal está limitada lateralmente pelas bochechas, superiormente pelo palato e inferiormente pelos músculos do assoalho da boca. Nesta cavidade fazem saliências as gengivas, os dentes e a língua. • Divisão da cavidade bucal: • a. vestíbulo da boca (espaço limitado entre os lábios e as gengivas e bochechas) • b. cavidade bucal propriamente dita

DIVISÃO
VESTÍBULO

CAVIDADE BUCAL PROPRIAMENTE DITA

VESTÍBULO (limites)
VESTÍBULO
BOCHECHA
` (lateral)

ARCADA ALVÉOLODENTÁRIA
(interno)

LÁBIOS
SULCO NASOLABIAL FILTRO TUBÉRCULO

RIMA DA BOCA

COMISSURA

Palato
Constitui o teto da cavidade bucal e divide-se em palato mole e palato duro. O palato mole é localizado posteriormente na cavidade e é de estrutura somente muscular, enquanto o palato duro é uma estrutura anterior, óssea. Do palato mole projeta-se uma estrutura denominada úvula (campainha) e lateralmente duas pregas denominadas arco palatoglosso e arco palatofaríngeo (mais posteriormente localizada). Entre estes dois arcos temos a fossa tonsilar, ocupada pela tonsila palatina (amígdala). A úvula e os arcos palatoglossos delimitam, então a cavidade bucal com a parte bucal da faringe.

ABÓBODA PALATINA
(superior)

SEIO MAXILAR

ABÓBODA PALATINA
(superior)

GLÂNDULAS PALATINAS

Língua
É um órgão muscular, recoberto por mucosa e que exerce importantes funções na mastigação e deglutição. Sua parte superior é denominada dorso da língua. Neste, na junção dos dois terços anteriores com o terço posterior, nota-se o sulco terminal que divide a língua em duas porções: corpo e raiz, sendo o corpo a parte mais anterior. Observando-se o dorso da língua cuidadosamente poderemos ainda observar a existência de papilas linguais e papilas valadas e funcionam como receptores gustativos.

LÍNGUA
BASE

DORSO

CORPO

LÍNGUA

LÍNGUA
PORÇÃO FARÍNGICA “V”LINGUAL

LÍNGUA

LÍNGUA

RAIZ

LÍNGUA
PREGA GLOSSOEPIGLÓTICA LATERAL

VALÉCULA TONSILA LINGUAL

PREGA GLOSSOEPIGLÓTICA MEDIANA

PAPILAS LINGUAIS
FILIFORMES FUNGIFORMES VALADAS FOLHEADAS

PAPILAS LINGUAIS
TONSILA LINGUAL FOLHADA FILIFORME

PAPILAS LINGUAIS

FUNGIFORME

VALADA

MÚSCULOS DA LÍNGUA INTRÍNSECOS EXTRÍNSECOS

INERVAÇÃO SENSORIAL
X PAR IX PAR LINGUAL (via corda do tímpano -VII)

Dente
• No homem adulto temos 32 dentes, que são estruturas esbranquiçadas, rígidas e implantadas nos alvéolos dentários dos ossos maxilares e mandíbula. Dividem-se em três partes distintas: a. raiz b. colo c. coroa • Dos 32 dentes existentes no homem, temos 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares. • No homem há ainda, suas dentições, a primeira com 20 dentes chamada de dentição primária ou “de leite” que inicia seu aparecimento a partir do sexto mes de vida. A segunda dentição é chamada de permanente e tem então os 32 dentes, cuja substituição inicia-se por volta dos seis a sete anos de idade.

Dente

Glândulas salivares
• São estruturas anexas ao sistema digestivo e são responsáveis pela produção de saliva, secreção esta que auxilia no início do processo digestivo, ainda na cavidade bucal. tais estruturas são de maior interesse da Fisiologia, sendo então estudadas com maiores detalhes. Temos três pares de tais glândulas: as parótidas, as submandibulares e as sublinguais

Faringe
A faringe conecta-se com o sistema respiratório e é responsável pela passagem do alimento para o esôfago. É um tubo muscular, origem estriada. Na deglutição o palato mole eleva-se bloqueando a continuidade entre a parte nasal da faringe e o restante do tubo, impedindo então, que o alimento passe para a nasofaringe e penetre na cavidade nasal. Ao mesmo tempo a cartilagem epiglótica fecha o ádito da laringe, evitando que o alimento penetre no trato respiratório.

Faringe

Esôfago e diafragma
Esôfago É um tubo muscular em continuação a faringe e termina no estômago. Divide-se em três porções: cervical, torácica e abdominal. Na porção torácica acompanha a traquéia e a coluna vertebral, atravesssando o diafragma (hiato esofágico) onde inicia-se sua porção abdominal, ternimando então no estômago. Diafragma Divisão da cavidade torácica e cavidade abdominal

Peritôneo
Os órgãos abdominais estão envoltos em uma membrana serosa, chamada peritôneo e que possui duas lâminas: o peritôneo parietal e o peritôneo visceral. As duas lâminas são continuas, permanecendo entre elas uma cavidade virtual chamada cavidade peritoneal que contém pequena quantidade de líquido intersticial. Na porção onde tal peritôneo se estende entre dois órgãos, denomina-se omento. Os órgãos situados na parte posterior do peritôneo denominan-se órgãos retroperitoneais.

Estômago
É uma dilatação do canal alimentar, que inicia-se no término do esôfago e estende-se até o intestino. Está situado logo abaixo do disfragma. Apresenta dois orifícios de comunicação: o óstio cárdico (cárdia) que comunica-se com o esôfago e o óstio pilórico (piloro) que se comunica com o duodeno (porção inicial do intestino). O estômago divide-se nas seguintes partes: a. cárdia (correspondente à junção com o esôfago) b. fundo (situada superiormente, tangenciando a cárdia) c. corpo (corresponde à maior parte do órgão) d. parte pilórica (porção terminal, continuada pelo duodeno) e. curvatura maior (margem esquerda do estômago) f. curvatura menor (margem direita do estômago)

• • • • • •

Estômago

Intestino delgado
O estômago é continuado pelo intestino delgado e o intestino grosso, denominações dadas em função de seus respectivos calibres. Intestino Delgado Subdivide-se em três segmentos: duodeno, jejuno e íleo. O duodeno inicia-se no óstio pilórico (piloro) e termina na flexura duodenojejunal. Apresenta a forma de um U deitado e “abraça” a cabeça do pâncreas. No duodeno desembocam os ductos colédoco (que traz a bile) e pancreático (que traz a secreção pancreática). O jejuno, por não apresentar divisão nítida com o íleo é descrito em conjunto com este. O jejuno-íleo contitui a porção móvel do intestino delgado iniciando-se na flexura duodeno-jejunal e terminando no início do intestino grosso, onde se abre pelo óstio íleo-cecal ao nível da junção íleo-ceco-cólica. O jejuno-íleo esta preso à parede posterior do abdomem por uma prega peritoneal ampla chamada mesentério.

Intestinos

Intestino Grosso
Constitui a porção final do canal alimentar, sendo mais calibroso e mais curto que o intestino delgado. O intestino grosso divide-se nas seguintes partes: a. Cécum - É o segmento inicial, em fundo cego, que se continua no cólon ascendente. Um prolongamento cilindróide, o apêndice vermiforme, destaca-se do cécum no ponto de convergência das tênias (formações em fita que correspondem a condensação da musculatura longitudinal). b. Cólon Ascendente - Segue-se ao cécum em direção cranial. Ao alcançar o fígado, forma uma curvatura e continua-se como cólon transverso. A flexão, que marca o limite entre os dois segmentos denomina-se flexura cólica direita. c. Cólon Transverso - É um segmento bastante móvel e estende-se desde a flexura cólica direita até a flexura cólica esquerda, onde inicia-se o cólon descendente. d. Cólon Descendente - Assim como o ascendente, fixa-se a parede posterior do abdomem, terminando, após trajetória relativamente vertical na altura de um plano horizontal que passa pela crista ilíaca. e. Cólon Sigmóide - É a continuação do cólon descendente e tem trajeto sinuoso, dirigindo-se para o plano mediano da pelve, onde é continuado pelo reto. f. Reto - Continua o cólon sigmóide é sua parte final, estreitada, denomina-se canal anal e se abre no exterior através do ânus.

Anexos do canal alimentar
• As glândulas salivares, o fígado e o pâncreas fazem parte dos anexos do canal alimentar. • Fígado • O fígado localiza-se logo abaixo e à direita do diafragma. Possui duas faces: diafragmática, em relação com o diafragma e visceral, em contato com várias vísceras abdominais. Divide-se em 4 lobos, observados a partir de sua face visceral: direito, esquerdo, quadrado e caudado. Entre o lobo direito e o quadrado situa-se a vesícula biliar, entre o lobo direito e o caudado há um sulco que aloja a veia cava inferior e entre os lobos caudado e quadrado há uma fenda transversal, a porta do fígado, por onde passam a artéria hepática, veia porta, ducto hepático comum, nervos e linfáticos.

Fígado

Fígado

FÍGADO (face visceral)
LOBO QUADRADO

LOBO D LOBO E LOBO CAUDADO
FFFCMPA autor LJA aula nº 56.07

FÍGADO (face difragmática)
LIGAMENTO FALCIFORME LOBO D LOBO E

BORDA INFERIOR (aguda)
FFFCMPA autor LJA

LIGAMENTO REDONDO
aula nº 56.05

FÍGADO (face visceral)
FISSURA DO LIGAMENTO VENOSO PORTA DO FÍGADO FISSURA DO LIGAMENTO REDONDO
FFFCMPA autor LJA

SULCO DA VEIA CAVA INFERIOR

FOSSA DA VESÍCULA BILIAR
aula nº 56.06

Pâncreas
Situa-se posteriormente ao estômago, em posição retroperitoneal. Divide-se em três partes reconhecíveis: a. cabeça (extremidade direita dilatada, emoldurada pelo duodeno) b. corpo (disposto transversalmente) c. cauda (extremidade esquerda, afilada que continua o corpo e se situa próximo ao baço) A secreção endócrina é a insulina e o glucagon e a exócrina o suco pancreático.

Pâncreas

Pâncreas

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->