ÁGUA FRIA - REGISTROS

C ATÁ L O G O T É C N I C O

SUSTENTABILIDADE TIGRE
QUALIDADE DE VIDA Referência no mercado da construção civil, a TIGRE desenvolve soluções inovadoras e sustentáveis também para Infraestrutura e Agricultura. A preocupação com o meio ambiente está na essência da organização. O seu negócio está intrínseca e historicamente ligado à água e à sua melhor condução, distribuição, uso racional e tratamento. Para a TIGRE, a qualidade de vida das pessoas depende da qualidade da infraestrutura do seu entorno. Água tratada, coleta e tratamento de esgoto, serviços de condução de gás, energia e telecomunicações que sejam estanques, reduzam perdas e tenham o processo de instalação simplificado, com a menor interferência urbana possível, são objetivos que os seus profissionais perseguem insistentemente. UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO O número de residências servidas por sistemas de coleta de esgoto ainda é um dos grandes problemas nacionais. O tratamento desses resíduos, na maioria das cidades brasileiras, é insignificante diante do que pode ser feito nessa área, vital para a saúde humana. Numa visão mais ampla e politizada, saneamento básico vai além de uma questão de saúde pública. As autoridades precisam compreender “meio ambiente” como todo o habitat humano, e não somente as florestas, mares e rios. A TIGRE também ajudou a fundar e contribui com a ONG Trata Brasil, que trabalha junto aos governos na defesa da universalização do saneamento. Para saber mais, acesse www.tratabrasil.org.br. DEFICIT HABITACIONAL O deficit habitacional brasileiro permanece exagerado. Milhões de brasileiros ainda vivem RESPONSABILIDADE SOCIAL Os compromissos da TIGRE com os diversos públicos com quem a empresa se relaciona foram forjados com o tempo. Responsabilidade Social é um dos traços da personalidade da companhia. O Instituto Carlos Roberto Hansen contribui para a formação do cidadão do futuro, com foco no desenvolvimento de crianças e adolescentes. Os esforços são concentrados na mobilização de recursos para investimentos em educação e cultura, além da promoção da saúde, através da universalização do saneamento básico. Para saber mais, acesse o site www.icrh.com.br. em condições subumanas, sem o mínimo de higiene e segurança. São questões prioritárias e que precisam ser atacadas com firmeza e determinação, seja pela ótica social, seja pela ótica econômica. A construção civil, que responde por cerca de 15% do PIB (Produto Interno Bruto), tem uma capacidade fantástica de alavancar a economia e gerar empregos num curtíssimo espaço de tempo. Para fazer com que as autoridades reconheçam e valorizem efetivamente a importância da construção civil, a TIGRE faz parte, em parceria com outras empresas do setor, da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção). Saiba mais acessando o site www.abramat.org.br.

Com esses produtos. a TIGRE oferece seus novos Registros: Registro de Esfera VS 2 Porcas e Válvula Borboleta. o que a coloca entre as melhores empresas do país para trabalhar. permitindo que tenham uma longa vida útil. a empresa é reconhecida pela qualidade e inovação constante dos seus produtos e serviços e também pela sua cultura de valorização das pessoas.TIGRE – Referência de Qualidade e Tecnologia A TIGRE é a empresa líder da América Latina na fabricação de tubos. de irrigação e de infraestrutura. com a marca Claris. e agora lança a nova marca de Acessórios Plena. Pioneira e referência nos mercados predial. a TIGRE amplia a sua gama de produtos de forma a atender as necessidades do mercado brasileiro. Preocupada em trazer as melhores soluções para o mercado. se destinam a condução de líquidos à temperatura ambiente. Fabricados de PVC. Também lidera a fabricação de esquadrias de PVC no Brasil. 3 . a fabricação de pincéis. conexões e acessórios de PVC. com a Pincéis TIGRE. Suas matérias-primas lhes conferem grande resistência à corrosão.

............................................ 16 Transporte / Manuseio................................................................................................................................................................................................................................................. 15 Recomendações Gerais ............................................................................................................... 11 Características Técnicas .... 10 Válvula Borboleta TIGRE Função e Aplicação .............................................................................................................. 17 4 .............................................. 11 Benefícios ....................................................................................................................................................................................................................................................................... 16 Tabela de Resistência Química................................................................................................................................................ 13 Instruções de Instalação da Válvula Borboleta .... 06 Cotas do Registro de Esfera VS Duas Porcas ....................................................................................................................................................................................................................................................................................... 16 Embalagem / Estocagem .....................................................................................................................................................................................................................................ÍNDICE Registro de Esfera VS Duas Porcas TIGRE Função e Aplicação ........................................................................................................................................................................................................................................................................... 07 Instruções de Instalação do Registro de Esfera VS Duas Porcas ................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................... 12 Cotas da Válvula Borboleta .............................................................................................................................................................................................................................................. 05 Características Técnicas ............................................................................ 05 Benefícios ................ 09 Manutenção...............................................................................................................................................

. 3” e 4”. minimizando o tempo de linha parada. Benefícios • Linha Completa: Fabricado de 20 a 110mm na versão soldável ou de 1/2 a 4” na versão roscável. 1 1/2”.Piscinas: nos sistemas de comando e controle. 2 1/2”.O volante possui uma chave acoplada que se destaca quando necessário e que auxiliará na desmontagem dos componentes internos do registro.Construção naval: nas instalações internas de embarcações. 1/2”.Barriletes das instalações prediais.Saneamento: em estações de tratamento de água que não contenham líquidos agressivos ao PVC. em tubulações de alimentações e saídas de caixas d’água ou reservatórios. 2”. 1”.Registro com função dupla. Função e Aplicação O Registro de Esfera VS Duas Porcas TIGRE pode ser aplicado em diversas áreas de instalações de água fria. 1 1/4”. 5 . • Durabilidade: Resistência a produtos químicos. 32mm. 75mm. estão disponíveis nas bitolas 20mm. 3/4”. . • Fácil manutenção: . .Quando necessário. • Estanqueidade: Produto 100% seguro. 90mm e 110mm. tanto em residências como em clubes. como: . • Automação: . 63mm. atua como registro e como união. 40mm.Através da fácil desmontagem do registro podem ser trocados os anéis e ser feito reparo na tubulação sem complicações. proporcionando durabilidade (ver Tabela de Resistência Química). . pode ser acoplado um atuador ao registro (nos diâmetros a partir de 75mm). 50mm.Registro de Esfera VS Duas Porcas Registro de Esfera VS Duas Porcas TIGRE Apresentação O Registro de Esfera VS Duas Porcas TIGRE é produzido em PVC rígido. O Registro de Esfera VS Duas Porcas permite uma manutenção facilitadapor poder retirar o mecanismo integral.Piscicultura: em tanques de criação de peixes e desenvolvimento de alevinos. . . com componentes de vedação especialmente desenvolvidos para permitir longa vida útil e excelente desempenho. Fabricados nas versões soldável e roscável. 25mm. .Irrigação: para abertura/fechamento de fluxo em linhas que compõem sistemas de distribuição de água ou no sistema de filtragem dos projetos de irrigação localizada.

abaixo descrevemos as funções dos componentes. 15 14 13 12 6 5 1 2 8 7 3 4 9 11 8 10 Posição 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Componentes Porca Extremidade Anel Trava Suporte de Vedação Esfera Anel de Vedação do Suporte Arruela Assento Esfera Anel de Vedação da Arruela Insertos Metálicos Corpo Haste Anel de Vedação da Haste Volante Chave Função Fixação da extremidade ao corpo da válvula Interligação com a tubulação Travar o suporte de vedação Fixação da esfera. bem como os tipos de materiais utilizados. alojamento dos anéis Bloqueio do fluxo (bidirecional) Vedação do suporte Vedação da esfera Vedação da arruela Fixação de atuador ou fixação do registro em uma base Peça monolítica para alojamento da esfera Comando da esfera Vedação da haste Manobra Chave para suporte da esfera Material PVC PVC Borracha Nitrílica PVC PVC PP Borracha Nitrílica PTFE ou Termoplástica Borracha Nitrílica Latão PVC PVC Borracha Nitrílica ABS ABS Anel de Vedação da Extremidade Vedação da extremidade 6 .Registro de Esfera VS Duas Porcas Características Técnicas Componentes do Registro de Esfera VS Duas Porcas Os componentes do registro duas porcas são obtidos por processo de injeção em moldes específicos. garantindo a precisão dimensional e a qualidade do produto. Para melhor compreensão.

8 35 a 45 0.Registro de Esfera VS Duas Porcas Cotas do Registro de Esfera VS Duas Porcas DIMENSÕES (mm) Cotas 20 A B C D E F L Z 25 32 40 50 60 75 85 110 96 105 116 141 156 184 218 266 304 43 81 20 33 22 16 56 53 63 75 86 93 113 124 136 87 102 124 148 176 221 254 313 25 49 33 19 61 32 74 42 22 66 40 82 53 26 81 50 60 75 85 110 97 120 142 167 175 61 31 84 77 38 94 109 125 44 51 61 98 114 148 164 O Registro de Esfera VS Duas Porcas TIGRE foi dimensionado para aplicação nas seguintes condições: Pressão Nominal (Pn) x Diâmetro (D) à Temperatura de 20ºC Diâmetro D(mm) D(Ref.4 Temperatura Máxima de Serviço A temperatura máxima de serviço do Registro de Esfera VS Duas Porcas é de 60ºC. Material Temperatura Máxima de Serviço PVC Rígido 60ºC Nitrílico 120ºC Termoplástico 120ºC PTFE 250ºC 7 . apesar dos outros componentes suportarem maiores temperaturas. a pressão nominal do registro é reduzida.6 45 a 60 0.) 20 1/2 25 3/4 32 1 40 1 1/4 50 1 1/2 60 2 75 2 1/2 85 3 110 4 Pressão Nominal (PN) kgf/cm² 16 16 16 10 10 10 10 10 10 Para líquidos (água) com temperatura acima de 25ºC. limite máximo para PVC rígido. conforme índice de correção da tabela abaixo: Pressão Nominal (PN) x Temperatura (ºC) Temperatura (ºC) ÍNDICE (fator de correção) ≤ 25 1 25 a 35 0.

100 1.1/4 50 1.400 5.000 l/min 8 DE 8 DE 5 20 DE DE DE DE 11 0 25 40 50 60 75 .000 VAZÃO DE 10.001 100 1. DE 40 a DE 110 DE DN KV100 20 15 25 20 32 25 40 32 50 40 60 50 75 65 85 75 110 100 0 20 40 60 ºC TEMPERATURA 200 285 770 1.100 9.1/2 60 2 75 1. conforme tabela a seguir.1/2 85 3 110 4 DE R Pressão x Temperatura com água e fluidos a que o produto possui resistência 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Kgf/cm2 16 PRESSÃO DE TRABALHO 14 12 10 8 6 4 2 ABERTURA DA VÁLVULA DE 20 a DE 32 Coeficiente de Fluxo KV100 KV100 é o número de litros de água por minuto à temperatura ambiente que escoarão pelo registro com a pressão de 10mca (valor calculado com a válvula totalmente aberta). Desta forma a perda de carga é insignificante. PERDA DE CARGA O torque de manobra à pressão máxima do Registro de Esfera VS 0.750 3.Registro de Esfera VS Duas Porcas Fluxo Relativo O Registro de Esfera VS Duas Porcas na posição “aberta” apresenta plena passagem.m) Duas Porcas é baixo.250 7.01 0. 100% 90 TORQUE Torque Máximo com Pressão Máxima de Serviço Nm 40 36 32 28 24 20 16 12 8 80 COEFICIENTE DE FLUXO RELATIVO 70 60 50 40 30 20 10 4 20 1/2 25 3/4 32 1 40 1.000 10.500 Perda de Carga DE DE 32 1 Torque de Manobra (N.1 0.

Exemplo do Registro de Esfera VS Duas Porcas com Atuador: Passo 2: Atuador Pneumático Junte a extremidade com a ponta do tubo e aperte a porca manualmente. Atuador Elétrico 9 . passe Adesivo Plástico nesses locais. Obs: Aguarde 12 horas para a cura a total do Adesivo Plástico antes de pressurizar a rede. • Junta Roscável: O registro é ditado de duas bolsas roscáveis que permitem interligação aos tubos de PVC Roscável. • Junta Soldável: O Registro é dotado de duas bolsas soldáveis que permitem interligação aos tubos de PVC Rígido com soldagem por adesivo de PVC TIGRE ou adesivo especial em bitolas superiores a 60mm. Feita essa etapa.Registro de Esfera VS Duas Porcas Tipos de Junta A TIGRE disponibiliza o Registro de Esfera VS Duas Porcas em duas versões: Instruções de Instalação do Registro de Esfera VS Duas Porcas Execução da Junta Soldável até 50mm Passo 1: Lixe as bolsas das extremidades e as pontas dos tubos e passe Solução Preparadora nos locais lixados.

Rosqueie a ponta do tubo na extremidade do registro. quando necessário.Registro de Esfera VS Duas Porcas Execução da Junta Soldável Acima de 60mm Passo 1: Passe Adesivo Especial primeiramente na ponta do tubo e após na extremidade do registro. Passo 1: Caso o registro esteja instalado. já com a porca de extremidade introduzida por fora do tubo. basta seguir as recomendações abaixo citadas. 2 Obs: Aguarde 24 horas para a cura total do Adesivo Especial antes de pressurizar a rede. 10 . Manutenção Para se fazer a manutenção dos anéis. Passo 3: Troque os anéis necessários e faça o procedimento inverso. nos registros duas porcas. Passo 2: Acople a extremidade já rosqueada com o tubo ao registro e aperte manualmente a porca de extremidade. a exemplo da instalação. 1 Passo 2: Una as duas partes e aperte a porca manualmente. Execução da Junta Roscável Passo 1: Aplique Fita Veda Rosca na extremidade do tubo. Obs: O aperto das porcas deve ser manual. retire-o desrosqueando ambas as extremidades. Passo 2: Utilize a chave do registro que está fixada no volante para retirar a trava da esfera por trás da extremidade.

com componentes de vedação especialmente desenvolvidos para permitir longa vida útil e excelente desempenho. Função e Aplicação A Válvula Borboleta pode ser aplicada em áreas de instalações de água fria. • Instalação Facilitada: Simples acoplamento com flanges de PVC ou outros materiais com possibilidade de ajuste de alinhamento. Benefícios • Linha Completa: Diversidade de diâmetros para atender todo tipo de instalação. 160 e 200mm. está disponível nas bitolas 63. 140. 90. 125. 11 11 . como em instalações industriais que necessitam de uma válvula estanque e com regulagem de vazão. 110. em estações de tratamento de água que não contenham líquidos agressivos ao PVC ou até mesmo em obras prediais que necessitem de uma válvula borboleta.Válvula Borboleta Válvula Borboleta TIGRE Apresentação A Válvula Borboleta TIGRE é produzida em PVC rígido. • Fácil de Operar: Comprimento do volante e ranhuras que facilitam a pega. • Facilidade de Leitura de Vazão: Marcação de leitura da vazão sobre o volante. 75. Com instalação feita com flanges.

1 2 6 3 7 5 4 Posição 1 2 3 4 5 6 7 Componentes Volante Gatilho Eixo Comporta Corpo Acoplamento Junta da comporta Função Manobra Possibilita o destravamento Centralização da válvula Bloqueio do fluxo Peça monolítica para alojamento da esfera Material ABS Poliacetal Aço carbono zincado PVC PVC Poliamida Vedação da comporta EPDM 12 . bem como os tipos de materiais utilizados.Válvula Borboleta Características Técnicas Componentes da Válvula Borboleta Os componentes da Válvula Borboleta são obtidos por processo de injeção em moldes específicos. Para melhor compreensão. abaixo descrevemos as funções dos componentes. garantindo a precisão dimensional e a qualidade do produto.

3 160 456.6 85 343 292. conforme índice de correção da tabela abaixo: Pressão x Temperatura com água e fluídos a que o produto possui resistência Kgf/cm2 PRESSÃO DE TRABALHO 12 10 8 6 4 2 0 20 40 pv c-u 60 ºC TEMPERATURA 13 . a pressão nominal do registro é reduzida.8 110 358 330 140 435.2 358.6 248.Válvula Borboleta Cotas da Válvula Borboleta DIMENSÕES (mm) Cotas 50/60 A B D 259 203 60 65/75 267 222 75 75/85 100/110 125/140 140/160 180/200 261.4 423 200 A Válvula Borboleta foi dimensionada para aplicação nas seguintes condições: Pressão Nominal (Pn) x Diâmetro (D) à Temperatura de 20ºC Diâmetro DN/D(mm) Pressão Nominal (PN) kgf/cm² 50/60 10 65/75 10 75/85 10 100/110 10 125/140 10 140/160 10 180/200 10 Para líquidos (água) com temperatura acima de 25ºC.

550 5.700 30. 100% 90 80 COEFICIENTE DE FLUXO RELATIVO 70 60 50 40 30 20 10 PERDA DE CARGA A Válvula Borboleta na posição “aberta” apresenta plena passagem.1 0.700 3.01 0.500 Norma de fabricação: ISO 16137/2006 Furação: DIN 2501 e ISSO/DIS 9624 14 . DE DN KV100 60 50 75 65 85 75 110 100 140 125 160 140 200 180 TORQUE 125 KV100 é o número de litros de água por minuto à temperatura 100 75 50 25 60 75 85 110 140 160 200 DE 1. 0. Torque Máximo com Pressão Máxima de Serviço 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100% Nm 150 ABERTURA DA VÁLVULA Coeficiente de Fluxo KV100 ambiente que escoarão pela válvula com a pressão de 10mca (valor calculado com a válvula totalmente aberta).001 100 1.Válvula Borboleta Temperatura Máxima de Serviço A temperatura máxima de serviço da Válvula Borboleta é de 60ºC.050 1.900 9.850 18.000 20 0 10.000 VAZÃO 10. 1 Perda de Carga 0 0 0 16 60 11 14 75 85 DE DE DE DE DE DE DE Fluxo Relativo Desta forma a perda de carga é insignificante.000 l/min Torque de Manobra (N. conforme tabela a seguir.m) O torque de manobra à pressão máxima da Válvula Borboleta é baixo.

Válvula Borboleta Exemplo de Válvula Borboleta com Atuador: Instruções de Instalação da Válvula Borboleta Passo 1: Alinhe as flanges com a Válvula Borboleta. 15 . Passo 2: Aperte os parafusos para fazer a fixação. Atuador Pneumático Passo 3: Solde os tubos em ambas as extremidades das flanges utilizando o Adesivo Especial TIGRE. Manutenção Atuador Elétrico O produto não exige manutenção preventiva.

principalmente em se tratando de líquidos conduzidos em altas velocidades.Registros Recomendações Gerais • Ao instalar os registros e válvulas TIGRE. • Apoiar o produto adequadamente de modo a evitar quedas e choques com outros materiais. para evitar excessivos desgastes dos seus componentes internos. • É recomendável que o líquido nas instalações esteja livre de materiais sólidos em suspensão. 16 . • Na medida do possível armazenar em locais secos. transporte e descarga. • Estocar em locais sombreados. Transporte / Manuseio • Transportar o produto em sua embalagem original. como areia ou sedimentos. isenta de irregularidades e em pilhas conforme instrução especificada na própria embalagem. • Evitar impactos fortes e atritos entre as peças e outros objetos que possam danificar o material durante a carga. livre da ação direta ou de exposição contínua ao sol. evitando assim a degradação do papelão da embalagem e a possibilidade de extravio dos componentes que acompanham o produto. assegure-se de que não haja desalinhamento do registro em relação à linha de tubos. • Retirar o produto da embalagem somente no momento da sua instalação. Embalagem / Estocagem • Armazenar o produto em sua embalagem original sobre superfície plana.

10% Ácido Nítrico. 25% (muriático) Ácido Clorídrico. 10% Ácido Perclórico. 30% Ácido Diglicólico Ácido Esteárico Ácido Fluorbórico Ácido Fluorídrico. 25% Ácido Linoleico Ácido Maleico Ácido Málico Ácido Nítrico. 10% Ácido Clorídrico. 10% Ácido Fosfórico. 20% Ácido Hidrociânico Ácido Hipocloroso. 80% Ácido Sulfúrico. 10% Ácido Tartárico Acrilato de Etila Água Clorada. 80% Ácido Ftálico Ácido Glicólico Ácido Hidrobrômico. aquoso. 30% Ácido Sulfúrico. 10% NR R NR R NR R R R NR NR NR R R R NR R NR R R R R R R R R R R NR R R R R R NR R R R R R R R NR NITRÍLICA EPDM NR R NR R NR R R R NR NR NR R R R NR R NR NR R NR R NR R R R NR NR NR NR R R R NR R NR NR NR NR R NR R NR R R R R R R R R R R R R R NR R R R R R NR R R R R R R NR NR R R R R R R R R R R R NR R R VITON NR R NR R NR R NR NR NR NR NR NR R R NR R NR R R R R R R R R R R NR R R R R R R NR R R R R R R R Ácido Lático. saturado em água Ácido Arsênico 80% Ácido Benzóico. 40% Ácido Fluossilícico.Registros TABELA DE RESISTÊNCIA QUÍMICA PVC Acetaldeído Acetato de Alumínio Acetato de Amila Acetato de Amônio Acetato de Butila Acetato de Cálcio Acetato de Chumbo Acetato de Cobre Acetato de Etila Acetato de Isopropila Acetato de Metila Acetato de Sódio Acetato de Zinco Acetileno Acetona Ácido Acético. 70% Ácido Pícrico. até 10% Ácido Acético. saturado em água Ácido Bórico Ácido Bromídrico. 94% Ácido Sulfuroso Ácido Tânico. 10% Ácido Sulfúrico. 50% Ácido Carbônico Ácido Cianídrico Ácido Cítrico. glacial Ácido Adípico. 96% Álcool Amílico Álcool Etílico Álcool Hexílico Álcool Isobutílico Álcool Metílico Álcool Propílico Alúmen de Cromo Alúmen de Potássio Alúmen de Sódio Amônia (gás) Anilina Asfalto Benzaldeído R R R R R R NR R R NR NR NR R R R R NR NR R R R NR R R R R R NR NR NR R NR R R R R R R R R NR R NR R R NR R NR NR NR NR R NR NR NR R NR R R NR NR R R R NR NR NR R R NR NR R R R NR R R R R R R R R NR R NR R NR NR R R NR NR R R R NR R R R R R R NR R R R R R R R R R NR NR R R R NR R R R R R R R R NR R R R R R R NR R R R R R R R R R R R R R R R NR NR R R R R NR R NR R R NR R NR R R R R NR R R NR R: Resiste / NR: Não Resiste 17 . 50% Ácido Fórmico Ácido Fosfórico. 400ppm Água de Bromo Água Destilada Água do Mar Água Oxigenada. 10% Ácido Perclórico. 37% (conc. 65% Ácido Oleico Ácido Oxálico Ácido Palmítico. 50% Água Régia (80% ácido clorídrico + 20% ácido nítrico) Alcatrão Álcool Alílico.) Ácido Clorossulfônico Ácido Crômico. 10% Ácido Salicílico Ácido Silícico Ácido Sulfúrico.

gás seco Cloro.Registros Benzeno Benzina Bicarbonato de Potássio Bicarbonato de Sódio Bicromato de Potássio Bicromato de Sódio Bissulfato de Potássio Bissulfato de Sódio Bissulfito de Cálcio Bissulfito de Sódio Borato de Potássio Borato de Sódio Bórax (tetraborato de sódio) Bromato de Alumínio Brometo de Etileno Brometo de Potássio Butadieno Butano Butanodiol Butilamina Butileno Carbonato de Amônio Carbonato de Bário Carbonato de Cálcio Carbonato de Magnésio Carbonato de Potássio Carbonato de Sódio Cerveja Cianato de Cobre Cianeto de Mercúrio Cianeto de Potássio Cianeto de Prata Cianeto de Sódio Cicloexano Cicloexanona Clorato de Cálcio Clorato de Potássio Clorato de Sódio Cloreto de Alila Cloreto de Alumínio Cloreto de Amila Cloreto de Amônio Cloreto de Bário R: Resiste / NR: Não Resiste NR NR R R R R R R R R R NR R NR NR R NR NR NR NR R R R R R R R R R R R R R NR NR R R R NR R NR R R NR R R R R R R R R R R R R R NR R NR NR R NR R R R R R R R R R R R R R R NR NR NR NR NR R NR R R NR NR R R R R R R NR R R R R R R R NR NR R NR NR R R R R R R R R R R R R NR R R R R NR R NR R R R R R R R R R R R R R R R R NR R R R R NR R R R R R R R R R R R R R R NR R R R R R R R R Cloreto de Cálcio Cloreto de Cobre Cloreto de Enxofre Cloreto de Etila Cloreto de Magnésio Cloreto de Mercúrio Cloreto de Metila Cloreto de Metileno Cloreto de Níquel Cloreto de Potássio Cloreto de Sódio Cloreto de Zinco Cloreto Férrico Cloreto Ferroso Clorito de Sódio Cloro. gás úmido Clorobenzeno Clorofórmio Cresol Cromato de Potássio Dextrina Dextrose Dicloreto de Etileno Dicloreto de Propileno Diclorobenzeno Dicromato de Potássio Dimetilamina Dióxido de Carbono Dióxido de Enxofre Seco Dissulfeto de Carbono Enxofre Epicloridrina Estireno Éter Butílico Éter Dietílico Éter Etílico Éter Isopropílico Fenilidrazina Fenol Ferricianeto de Potássio Ferricianeto de Sódio Fluoreto de Alumínio R R NR NR R R NR NR R R R R R R NR NR NR NR NR NR R R R NR NR NR R NR R R NR R NR NR NR NR NR NR NR NR R R R R R NR R R R NR NR R R R R R R NR NR NR NR NR NR R R R NR NR NR R NR R NR NR NR NR NR R NR NR R NR NR NR R R R R NR R R R NR NR R R R R R R NR R NR NR NR NR R NR R NR NR NR R R R R NR R NR NR NR NR NR NR R R R R R R R R R R R NR NR R R R R R R NR R NR R R R R NR R R R NR R NR R R R R NR R NR NR NR NR R R R R R 18 .

50% Peróxido de Sódio Persulfato de Amônio Propano Querosene Sulfato de Alumínio Sulfato de Amônio Sulfato de Bário Sulfato de Cálcio Sulfato de Cobre Sulfato de Magnésio Sulfato de Mercúrio Sulfato de Níquel Sulfato de Potássio Sulfato de Prata Sulfato de Sódio Sulfato de Zinco Sulfato Férrico R R R R R R R R R R NR R R R R R R R R NR NR R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R NR R R R R R R R R NR NR NR R R NR NR R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R NR NR NR NR NR NR NR NR NR NR R NR R R NR R R NR NR R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R NR NR R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R R: Resiste / NR: Não Resiste 19 . 25% Hidróxido de Sódio Hidróxido Férrico Hidróxido Ferroso Hipoclorito de Cálcio Hipoclorito de Potássio Hipoclorito de Sódio Iodo Leite Melaço Mercúrio Metafosfato de Amônio Metassilicato de Sódio Metil Etil Cetona (MEK) Monóxido de Carbono Naftaleno Naftalina Nitrato de Alumínio Nitrato de Amônio Nitrato de Bário Nitrato de Cálcio Nitrato de Chumbo R R R R R R NR NR R R R R R R NR R R R R R R R R R R R R R NR R R R R R NR R NR R R R R R R R R R NR R R NR R R R R R R R R R R NR R R R R R R R NR R NR NR R R R R R NR R NR NR R R R R R R R R R R R NR NR R R R R NR NR R R R R R R R R R R R R R R NR R R R R R R R NR NR R R R R R R R R NR R R NR R R R R R R R NR R R R R R R NR R R R R R R R R R R R R NR R R R R R R R NR Nitrato de Cobre Nitrato de Magnésio Nitrato de Níquel Nitrato de Potássio Nitrato de Prata Nitrato de Sódio Nitrato Férrico Nitrato Ferroso Nitrato Mercuroso Nitrito de Sódio Nitrobenzeno Óleo de Amendoim ou Algodão Óleo de Coco ou Soja Óleo de Linhaça Óleo de Oliva Óleo de Rícino (óleo de mamona) Óleo Lubrificante. 28% Hidróxido de Bário Hidróxido de Cálcio Hidróxido de Magnésio Hidróxido de Potássio. 3 Óleo Mineral Óleos e Gorduras Animais Oleum (ácido sulfúrico com SO3 em excesso) Óxido de Etilênico Ozônio Parafina Perborato de Sódio Permanganato de Potássio. 25% Peróxido de Hidrogênio (água oxigenada).Registros Fluoreto de Amônio Fluoreto de Potássio Fluoreto de Sódio Formaldeído (formol) Fosfato de Amônio Fosfato de Sódio Furfural Gasolina Gelatina Glicerina Glicose Gricol de Etileno Heptano Hexano Hidrazina Hidrogênio Hidróxido de Alumínio Hidróxido de Amônio. ASTM 1. 2.

Registros Sulfato Ferroso Sulfeto de Amônio Sulfeto de Bário Sulfeto de Hidrogênio. aquoso Sulfeto de Sódio Sulfeto Férrico Sulfito de Sódio Tetracloreto de Carbono Tetraidrofurano (THF) Tiossulfato de Sódio Tolueno (toluol) Trióxido de Enxofre Ureia Urina Vinagre Vinhos Xileno R R R R R R R NR NR R NR NR NR R R R NR R R R NR R R R NR NR R NR NR R R R R NR R R R R R R R NR NR R NR NR R R R R NR R R R NR R R R R NR R R R R R R R R Fonte: duPont Chemical Resistence Guide e www.com R: Resiste / NR: Não Resiste 20 .coleparmer.

Registros ANOTAÇÕES 21 .

Registros ANOTAÇÕES 22 .

.

Maio/2009 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful