Você está na página 1de 25

Slips of the Ear

Z. S. BOND
Introdução

 Estudo dos erros de percepção e de entendimento abre uma


janela para compreender como ouvintes usam o
conhecimento linguístico para entender a fala.

 1000 exemplos em conversas casuais.

 Os exemplos dependem do que o ouvinte diz que ouviu e do


que o falante diz que pretendia dizer. Depende do que foi
reportado, portanto, não é um fenômeno diretamente
observável.

 Por apresentar regularidades, certos fenômenos podem ser


considerados como reais representantes de processos
perceptivos.
Introdução
 Meringer & Mayer (1895): vogais acentuadas (stressed)
tendem a ser percebidas corretamente, enquanto
consoantes são mal percebidas mais frequentemente.

 Celce-Murcia (1980): Muitos erros de percepção


mostraram coerência gramatical acoplada com um falta
de adequação à conversação ou situação. Além, diferenças
dialetais podem ser uma causa de erros de percepção.

 Labov (1994): Consoantes nasais e líquidas promovem


erros de percepção, uma vez que obscurecem a qualidade
da vogal.
Conhecimento fonético
 Uma parte dos erros de percepção ocorrem pela
diferença de um só segmento.

 É lógico assumir que a informação fonética (segmento)


que raramente é mal percebida provê informação
confiável, sendo o contrário também verdade.

 Erros de percepção, envolvendo um só segmento, são


mais frequentes com consoantes do que com vogais.
Erros de Percepção de vogais
 Nos dados do autor, somente 5% dos erros de percepção
ocorrem somente envolvendo erros de vogais stressed.

 Estes fenômenos são raros pois dependem, geralmente,


de um ambiente fonético que afete a qualidade da vogal,
ou que a distância entre a vogal pretendida e o a vogal
percebida não seja considerável. Assim,

 Erros de percepção da vogais ocorrem quando há líquidas


e nasais que afetam a qualidade da vogal;

 Erros de percepção de vogais envolve altura, outras


dimensões perceptuais são menos frequentes como erro.
Erros de Percepção de vogais
 Falantes identificam melhor palavras, quando há só informação
de vogais disponíveis do que quando só há informações de
consoante.

 Pisoni (1981): Sílabas acentuadas (stressed) fornecem uma “ilha


de confiabilidade” para interpretar o fluxo da fala.

 Sílabas acentuadas (stressed) fornecem informação confiável


para segmentar o contínuo da fala.

 Quando há erro de percepção do padrão acentual de uma


dada palavra, há alguma espécie de restruturação fonética.
 Giving an award  giving an oral
Erros de percepção de vogais
 Erros de percepção em vogais não acentuadas (unstressed) é
mais comum do que com acentuadas.

 A qualidade das vogais não acentuadas pode ser percebida de


forma errada; bem como uma sílaba não acentuada pode ser
perdida ou adicionada perceptivamente (tipicamente, só uma).
 Evolution of tense systems  intense systems
 I teach speech science  speech signs

 Erros de percepção da qualidade de vogais não acentuadas são


mais comuns em palavras funcionais. Estes erros parecem ser
mais gramaticais do que perceptuais, uma vez que o ouvinte
ouve uma palavra funcional apropriada ao enunciado.
 Grammar Workshop  grandma workshop
 Attacks in the ear  a tax on the ear
Erros de percepção de consoantes
 Consoantes podem ser perdidas, adicionadas, ou
substituídas por outras.

 Consoantes finais são mais frequentemente perdidas do


que consoantes iniciais, devida à fraca articulação.
 else elfs
 Tapas bars  topless bars

 O número de adição de consoantes é associado com o


erro de atribuição de fronteira de palavra:
 Slip of the ear  slip of the year
Erros de percepção de consoantes
 Consoantes podem ser substituídas de forma relativamente
livre.
 great  grape
 She had on a trench suit  a French suit
 Fifth Street  fifth string

 As formas de articulação básicas tendem a ser mantidas. Assim,


soantes são comumente confundidas com outras soantes e
oclusivas com outras oclusivas.

 Erros de percepção de consoantes envolvendo substituição


são mais comuns na posição de início de palavra.
Erros de percepção da ordem dos segmentos
 Este tipo de erro sugere que o ouvinte leva em conta informações
globais distribuídas em dado enunciado.

 Erros de ordem dos segmentos são mais comuns dentro de uma


mesma sílaba.
 Do lions have manes?  have names
 Erros que cruzam fronteira de sílabas também ocorrem.
 I’m making boats  taking notes

 Em slips of the tongue há uma generalização de que segmentos


permanecem em suas posições de ataque (onset) e rima. Isso não se
aplica aos slips of the ear.

 O que tudo parece indicar é que o ouvinte não leva em conta a


informação sequencial, mas sim trata a informação fonética de uma
dada palavra como um todo, no qual pistas de segmentos individuais
se sobrepõem.
Conhecimento Fonológico
 Ouvintes parecem sensíveis às regras fonotáticas.

 Em relação à redução, ouvintes podem cometer dois


tipos de erro:

 Levar o conteúdo reduzido literalmente e não recuperar


o que foi pretendido no enunciado.
 Find me  fine me

 Tratar um enunciado como se houvesse uma redução


fonológica, sendo que esta não existe.
 Fine sunny weather  Fine Sunday weather
Conhecimento Fonológico
 Debate sobre a natureza dos mecanismos responsáveis
por lidar com as formas reduzidas.

 Evidências experimentais apontam para compensação de


tipos específicos de redução fonológica.

 A interpretação perceptual dos ouvintes é sensível a


possíveis assimilação em dado contexto.

 Patterson & Connine (2001): algumas palavras podem ser


representadas no léxico mental como formas reduzidas,
não requerendo uma compensação perceptual.
Conhecimento Fonológico
 Os erros de percepção são fonologicamente bem
formados.

 Ouvintes tendem a perceptivamente assimilar palavras e


segmentos não nativos a sua língua nativa (Lei de Hobson
Jobson).
 Sruti  Trudy
Para descansar
Variedade linguística
 O ouvinte pode realmente ouvir o detalhe fonético e, a
partir dele, recuperar outra coisa diferente do
pretendido.
 That’s special  That’s spatial

 O ouvinte pode errar, tentando compensar as


características do falantes, usando suas expectativas sobre
a fonologia de vários dialetos.
 Wattsville  Whitesville
Conhecimento Lexical
 Erros de percepção ocasionalmente resulta na percepção de não
palavras, o que parece indicar que o único caminho pelo qual o
ouvinte acessa o léxico mental é através do código fonológico.

 Erros de percepção pode ocorrer devido ao não conhecimento de


determinado item lexical.
 The anechoic chamber  the ambionic chamber

 Também pode ser resultado na falha da compensação de diferenças


dialetais.
 kings  kangs

 Às vezes, palavras comuns são mal percebidas sem razões


linguísticas ou não linguísticas claras. Ressalta-se que o ouvinte não
recupera palavras próximas (no léxico), mas ouvem não palavras.
 The article  the yarticle.
Fronteira de Palavras
 Ouvintes podem inserir uma fronteira de palavra, remová-la,
ou mudá-la de posição.

 Um erro comum é a interpretação de uma fronteira de


palavra, sem alteração dos segmentos pretendidos.
 Acute back pain  a cute back pain

 O ambiente para perdas de fronteira de palavras é aquele


onde há uma sílaba acentuada seguida de uma não acentuada.
 We’re going to pour him into the car  purim into the car.

 Outro erro comum é criar uma fronteira de palavra antes da


sílaba acentuada.
 Attacks in the ear  a tax on the ear
Fronteira de Palavras
 A mudança da localização de uma fronteira de palavra
está relacionada ao erro de atribuição de uma consoante
de uma posição inicial a uma posição final, ou o inverso.
 We coul give them an ice bucket  a nice bucket

 Os típicos erros de fronteira de palavra indicam que o


ouvinte usa suas expectativas sobre a estrutura de sua
língua.
Palavras de conteúdo e Palavras funcionais
 Há erros de percepção de palavras de conteúdo devido ao
fato de que o ouvinte está mais ligado a um domínio
semântico do que propriamente atento ao conteúdo fonético.
 Pathology  psychology

 Palavras funcionais, por serem geralmente não acentuadas, são


frequentemente mal percebidas, ou ajustadas para se adequar
ao enunciado. Às vezes, erros na percepção de fronteiras
geram inserção de palavras funcionais apropriadas ao contexto.
Por outro lado, outros tipos de erros podem causar a inserção
ou perda de palavras funcionais.
 You swallowed a watermelon  You smiled at a watermelon
 Hypnotic age regression  hypnotic aid to regression
Morfologia
 Erros de percepção relacionados à morfologia ocorrem
mais frequentemente com morfemas flexionais do que
com derivacionais. Os raros exemplos envolvendo
derivacionais parecem ser mais de natureza fonológica.

 Um erro comum é relacionado à marca de plural. Ocorre


quando o material fonético de um item pode ser
interpretado como plural, ou para ajustar a um
requerimento gramatical devido a erros de outra
natureza.
 Her niece was in the hospital  her knees
 It will be a confusing next year  in six years.
Morfologia
 Algumas evidências apontam para o fato de morfemas
tem status independente no léxico, uma vez que há erros
em que a base é mal percebida porém os afixos são
mantidos.
 Bloomfield’s personality was warped here  Whorfed here

 Não havendo erros de ordem fonológica, palavras


morfologicamente complexas tendem a ser analisadas
como monomorfêmicas em vez do contrário; e sufixos
são ajustados para se adequarem aos requerimentos
gramaticais.
Sintaxe
 A maior parte dos erros de percepção são enunciados
bem formados sintaticamente. O ouvinte parece quase
imediatamente tentar mapear o que ouve em uma
estrutura sintática.
 Porém, há erros de percepção que são agramaticais em
vários graus.
 We offered six  We Alfred six

 O que parece é que, embora se espere um enunciado


bem formado sintaticamente, a estrutura sintática, assim
como a fonológica, não impede a interpretação de
enunciados dessa natureza.
Constituintes
 Espera-se que os erros de percepção preservem a integridade dos
constituintes, uma vez que localizá-los e atribuir-lhes relações é
fundamental.

 Erros de percepção que envolvem a troca de ordem dos segmentos


são quase sempre dentro de constituintes.

 Erros de percepção de fronteira de palavras parecem ser restritas


ao constituinte.

 Maiores constituintes sintáticos são tipicamente produzidos com um


contorno entoacional unificado e com fronteiras de constituintes
bem caracterizadas foneticamente. Pouquíssimos erros de
percepção de fronteira de palavras cruzarão esses contornos
entoacionais. Essas parecem ser a unidade de aplicação de análise
sintática.
 Sonic, the hedgehog  son of the hedgehog
Estrutura Argumental e função
 Ao perceber (recuperar) uma palavra homófona, ou
foneticamente similar; ou ao errar ao perceber uma
fronteira de palavra, o ouvinte poderá criar um ambiente
onde o resto do enunciado pretende não corresponde a
uma boa formação sintática. Assim, ocorre um ajuste para
que se tenha a correspondência correta.
 John’s nose is on crooked  John knows his own cooking

 De outra forma, pode ser alterada a função de um


enunciado, por exemplo, alterando uma pergunta para um
comando.
 Where are your jeans?  Wear your jeans.
Semântica e Pragmática
 Ouvinte não parece ter nenhuma restrição de ordem
semântica ou pragmática.

 I’m going to go back to bed until the news  I’m going to go


back to bed and crush the noodles.

 A língua permite ao falante falar coisas novas e


inesperadas. O ouvinte, por sua vez, está a disposto a
cogitar, acolher novos e inesperados enunciados.