Você está na página 1de 214

GRAVIDEZ NA

ADOLESCÊNCIA
Adolescência
Adolescência
• Delimitação difícil de fazer:
– Inicia com a puberdade
– Culmina quando o adolescente se
torna independente em relação aos
pais
Adolescência
• A puberdade inicia-se quando o
individuo atinge a capacidade
reprodutiva (surgimento dos
caracteres sexuais primários)
• A pubescência antecede a
puberdade
Adolescência
• Durante a pubescência dá-se o
surgimento gradual dos caracteres
sexuais secundários
Adolescência
Adolescência
• Mudanças que ocorrem nas
raparigas:
– Desenvolvimento das mamas
– Aparecimento de pilosidade
– Alargamento da bacia e
arredondamento das ancas
– Aumento na altura e no peso
Adolescência
– Pele mais oleosa - acne
– Aumento da produção de suor
– Crescimento dos órgãos sexuais
Adolescência
Adolescência
• Mudanças que ocorrem nos rapazes:
– Aumento na altura
– Desenvolvimento dos músculos e
ossos
– Peito e ombros alargam
– Aparecimento de pilosidade
Adolescência
– Alteração da voz: torna-se mais
grave
– A pele fica mais oleosa – Acne
– Aumento da produção de suor
– Crescimento acentuado dos
testículos e do pénis
Adolescência
Época de grandes transformações a
diferentes níveis:
• Fisiológico
• Psicológico
• Afectivo
• Intelectual
• Social
Adolescência
• Diz-se que o adolescente se torna
adulto quando:
– constrói a sua autonomia
– adquire a identidade
– alcança a capacidade de suportar
tensões e contrariedades
– consegue elaborar projectos de vida
– se insere socialmente
Adolescência
• Não se pode falar em adolescência
mas sim em adolescências, pois cada
adolescência é diferente de todas as
outras.
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
• Pode definir-se como preferências e
predisposições ou experiências
sexuais, na experimentação e
descoberta da sua identidade e
actividade sexual, num determinado
período de alguém
Sexualidade na adolescência
• É na adolescência que despertam as
curiosidades em relação ao sexo
– Funcionamento das hormonas
– Conversas com os pares
– Visionamento de filmes
pornográficos
Sexualidade na adolescência
•Masturbação:
Sexualidade na adolescência
– Masturbação é o acto de auto-
estimulação dos órgãos genitais,
manualmente ou utilizando
objectos, com o intuito de obter
prazer sexual, podendo ou não
atingir o orgasmo
Sexualidade na adolescência
• Na aproximação ao sexo oposto, cresce a
curiosidade sobre o outro.
– Quando iniciar a actividade sexual?
Sexualidade na adolescência
Sexo? Sexo?
Sim?…Não?... Sim?…Não?...
Sexualidade na adolescência
• Surgem muitas duvidas
Ser
áq
gos ue
ele
Será que se va i t a rd /ela
em vai
notar? i m?
s u s ar
em o ? p a i s v ão
D ev
a o
téivque os me u s
r
euev
prOesq E a i ?
o ?
achar dist
o s m V er
amig eus o
os???
?? d
Será que ele/ela me
acha bonito (a)?
Sexualidade na adolescência
• Não existe uma idade certa para
iniciar a actividade sexual
• Depende de cada individuo, pois
todos são diferentes:
– Maturação biológica
– Maturidade (psicológica)
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
Contracepção
Contracepção
• CONTRACEPÇÃO:
– é o conjunto de uma ou mais
acções, dispositivos ou
medicamentos de modo a prevenir
ou reduzir a propensão de uma
mulher ficar grávida.
Contracepção

Método da
temperatura
Contracepção
• Método:
– medir a temperatura da mulher ao
acordar, colocando o termómetro na
boca, recto ou vagina;
– a temperatura nos dias entre a ovulação
e a menstruação seguinte sobe cerca de
2 a 5 décimos de grau;
– três dias após esta subida de
temperatura o risco de engravidar é
menor.
Contracepção
• Eficácia
– 80/85%

• Vantagens
– Não se verificam alterações no
organismo.
Contracepção
• Desvantagens
– existem variações normais de
temperatura do corpo – Exp. febre
– a hora de acordar não coincide todos os
dias
– necessidade de conhecer bem o próprio
corpo
– não protege das DST's
Contracepção

Método do
calendário
Contracepção
• Método:
– Anota-se no calendário o 1º dia da
menstruação durante 12 ciclos
seguidos;
– durante o ciclo menstrual a mulher
só é fértil nos 3 dias depois e 5 dias
antes da ovulação (14 dias antes
da menstruação seguinte.
Contracepção
– ciclo mais curto (dos 12 ciclos
consecutivos) – 18 = 1º dia do
período fértil
– ciclo mais longo (dos 12 ciclos
consecutivos) – 11 = último dia do
período fértil
Contracepção
• 1º dia do período fértil:
– 26-18 = 8
• Último dia do período fértil:
– 30-11= 19
• Dias mais férteis:
– entre o 8º e o 19º dia do ciclo
menstrual
Contracepção
• Eficácia
– 64%

• Vantagens
– não há alterações no organismo.
Contracepção
• Desvantagens
– os ciclos menstruais têm de ser
muito regulares;
– tempo de sobrevivência dos
espermatozóides varia;
– não protege contra as DST's.
Contracepção

Método do
muco
Contracepção
• Eficácia
– 60/85%

• Vantagens
– não se verificam alterações no
organismo.
 
Contracepção
• Desvantagens
– implica um conhecimento aprofundado
do próprio corpo
– não protege contra as DST's
Contraceptivos
• Há diferentes métodos contraceptivos
disponíveis no mercado:
Contraceptivos

Preservativo
Contraceptivos
• Actuação
– os espermatozóides ficam retidos
numa bolsa impedindo que o
sémen entre na vagina.

• Eficácia
– 97%
Contraceptivos
• Vantagens
– fácil aquisição;
– único método que protege contra
DST’S.

• Desvantagens
– pode romper;
– não pode ser utilizado mais que uma
vez.
Contraceptivos

Pílula
Contraceptivos
• Actuação
– inibe a libertação do óvulo;
– modifica as paredes do útero;
– modifica o muco vaginal.

• Eficácia
– 98/99%
 
Contraceptivos
• Vantagens
– controla o ciclo menstrual;
– diminui o risco de cancro do útero e
ovário;
– diminui as dores do período e o
fluxo menstrual;
Contraceptivos
• Desvantagens
– alterações hormonais;
– esquecimento;
– mamas doridas;
– maior risco, quando combinada com
tabaco;
– não protege das DST's;
– menos eficaz quando se tem náuseas,
diarreia e ao tomar antibióticos.
Contracepção

Pílula do dia seguinte


Contracepção
• Pílula do dia seguinte
– utilizada como contracepção de
emergência
– não é um método contraceptivo

• Actuação
– bloquear ou retardar a ovulação
– impedir a fecundação do óvulo
– prevenir a implantação do ovo no útero
Contracepção
• Eficácia
– 1º dia: 95%
– 2º dia: 85%
– 3º dia: 58%
Planeamento familiar
Planeamento familiar
• PLANEAMENTO FAMILIAR:
– é uma forma de assegurar que as
pessoas têm acesso à informação,
métodos de contracepção eficazes e
seguros, serviços de saúde adequados
que permitam a vivência da sexualidade
segura e saudável, bem como uma
gravidez e parto nas condições mais
adequadas.
Planeamento familiar
• OBJECTIVOS:
– promover comportamentos saudáveis
face à sexualidade;
– informar e aconselhar sobre a saúde
sexual e reprodutiva;
– diminuir a incidência das infecções de
transmissão sexual e as suas
consequências, nomeadamente a
infertilidade;
– reduzir a mortalidade e a morbilidade
materna, perinatal e infantil;
Planeamento familiar
– permitir que o casal decida quantos
filhos quer, se os quer e quando os
quer, ou seja: planear a sua família;
– preparar e promover uma maternidade
e paternidade responsável;
– melhorar a saúde e o bem estar da
família e daquela pessoa em particular.
Planeamento familiar
• NUMA CONSULTA:
– esclarecem-se dúvidas sobre a forma
como o corpo se desenvolve e o modo
com funciona em relação à sexualidade
e à reprodução, tendo em conta a idade
da mulher;
– facultam-se informações sobre a
gravidez;
Planeamento familiar
– informa-se sobre a anatomia e
fisiologia da sexualidade humana e a
sua função reprodutiva;
– concede-se informação completa,
isenta e com fundamento científico
sobre todos os métodos
contraceptivos;
– realiza-se acompanhamento clínico;
Planeamento familiar
– fornece-se gratuitamente o método que
melhor se adequa a cada um;
– elucida-se sobre as consequências de
uma gravidez não desejada;
– auxilia-se a prevenir, a diagnosticar ou a
tratar as infecções de transmissão
sexual, entre elas as transmitidas pelos
vírus: HIV, hepatites B e C, sífilis e
herpes genital;
Planeamento familiar
– ajuda-se a compreender melhor
a sexualidade;
– efectuam-se rastreios do cancro
da mama e do colo do útero;
– acompanha-se a gravidez e
preparar-se as gestantes para o
parto.
Quando ocorre
uma 
Gravidez
Gravidez
Fecundação
Fecundação
• FECUNDAÇÃO:
– é a união entre dois gâmetas (um
espermatozóide e um óvulo)

GRAVI
DEZ
GRAVIDEZ
GRAVIDEZ
• GRAVIDEZ:
– é o estado resultante da fecundação de
um óvulo pelo espermatozóide.
– esta tem uma duração de quarenta
semanas, em que o feto se desenvolve
no útero
– culmina na expulsão deste para o
exterior ou seja no parto ou nascimento.
Sintomas da gravidez
Sintomas da gravidez
• Não surgimento de menstruação
• Enjoos e vómitos (ou a ânsia de
vomitar)
• Tonturas e dores de cabeça
• Seios doridos, especialmente em
volta dos mamilos
• Forte e frequente vontade de urinar
Sintomas da gravidez
Gravidez 
vs 
Interrupção Voluntaria da 
Gravidez

VS
Interrupção voluntaria da gravidez

• Em Portugal a interrupção voluntária


da gravidez foi despenalizada até às
12 semanas
• Podendo por isso uma mulher decidir
ter ou não um filho
Interrupção voluntaria da gravidez
Interrupção voluntaria da gravidez

• ABORTO:
– é a expulsão de um embrião ou de
um feto antes do final do seu
desenvolvimento e viabilidade em
condições extra-uterinas.
– o aborto pode ser espontâneo ou
induzido
Interrupção voluntaria da gravidez

• ABORTO INDUZIDO:
– é um procedimento usado para
interromper uma gravidez
– é legal quando a interrupção da
gravidez é realizada de acordo com
a legislação em vigor.
Interrupção voluntaria da gravidez
– pode acontecer quando existem
malformações congénitas, quando a
gravidez resulta de um crime contra a
liberdade e autodeterminação sexual,
quando a gravidez coloca em perigo
a vida e a saúde física e/ou psíquica
da mulher ou simplesmente por
opção da mulher
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
• Acontecimento não esperado – não
planeado
• Normalmente pré-conjugal
• Considerado um grave problema
social
• Vem interromper e criar dificuldades à
fase de preparação para a vida adulta
Gravidez na adolescência
• Encarada de forma diferente
consoante factores:
– étnicos
– morais
– religiosos
– políticos
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas

-Crenças e atitudes relativas à


sexualidade
-Idade de inicio da vida sexual
-Número de parceiros sexuais
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Gravidez na adolescência
Causas
Antagonismo de tarefas da
gravidez e da adolescência
Antagonismo de tarefas da
gravidez e da adolescência
Antagonismo de tarefas da
gravidez e da adolescência
Antagonismo de tarefas da
gravidez e da adolescência
Gravidez mês a mês
Primeiro 
mês de 
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Falta de menstruação
• Os seios ficam inchados
• Os mamilos encontram-se mais
sensíveis e com uma tonalidade mais
escura
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Surgem as náuseas e os vómitos,
possivelmente um sinal da presença
da hormona presente na gravidez - a
gonadotrofina coriónica
• Dá-se um aumento da circulação
sanguínea
• Verifica-se o aumento dos batimentos
cardíacos
Gravidez mês a mês:
A mãe
• A tensão arterial baixa
• A produção de progesterona é
ampliada
• Aumenta o cansaço verificando-se
um sono quase incontrolável
• A azia torna-se frequente
• Passa a sentir vontade de urinar com
bastante frequência
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– para aliviar os enjoos, a gestante
pode chupar gelo, limão ou sumo
de hortelã
– deve deixar de fumar
– não consumir álcool
Gravidez mês a mês:
A mãe
– não deve tomar qualquer
medicamento nem fazer
radiografias sem orientação do
médico assistente.
Gravidez mês a mês:
A mãe
– é aconselhável consumir mais
alimentos ricos em ácido fólico, como
o feijão, grão-de-bico, lentilha,
espinafre, brócolos, couve-flor,
repolho cru, cenoura, fígado,
levedura de cerveja, pão integral,
laranja e banana. Estes alimentos
ajudam a prevenir anomalias
cardíacas, malformações e
alterações congénitas.
Gravidez mês a mês:
O embrião
Gravidez mês a mês:
O embrião
• O óvulo fertilizado subdivide-se em
diversas células, ao mesmo tempo
que avança pela trompa de Falópio.
• Ao chegar à cavidade do útero (por
volta do quarto dia após a
fertilização) é já uma pequena bola
(ainda não visível a olho nu),
constituída por cerca de 100 células.
Gravidez mês a mês:
O embrião
• Neste período, o ovo vai-se
desenvolvendo até atingir perto de
0,3 cm de comprimento.
Segundo
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Pode sofrer de prisão de ventre
• Aumentam as células produtoras de
leite e os canais que o transportam
até aos mamilos
Gravidez mês a mês:
A mãe
• As mamas crescem, ficam muito mais
sensíveis e com a temperatura
elevada, devido ao maior fluxo
sanguíneo por toda a região; o
próprio organismo começa a preparar
os seios para a amamentação.
• O corpo ganha formas arredondadas
Gravidez mês a mês:
A mãe
• A grávida já deve ter engordado
cerca de dois quilos: a média ideal
é de 800g a 1kg por mês
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– caso sofra de prisão de ventre deve
consumir mais alimentos como
gérmen de trigo, ameixa, aveia e os
mais ricos em fibra no geral
Gravidez mês a mês:
A mãe
– A grávida deve adoptar um
esquema alimentar equilibrado,
que garanta os nutrientes
necessários para uma
gestação saudável
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve beber, pelo menos, dois litros
de líquidos por dia, entre sumos,
vitaminas e água, pois ajuda a
evitar os inchaços nos dedos e
tornozelos, causados pelo mau
funcionamento dos rins
Gravidez mês a mês:
A mãe
– cuidar da beleza: hidrate a pele da
barriga, dos seios, das coxas e da
face para prevenir a formação de
estrias
– no Verão, não saiar de casa sem
usar um protector solar: na
gravidez, a pele fica mais sujeita ao
aparecimento de sardas e manchas
escuras
Gravidez mês a mês:
O embrião
Gravidez mês a mês:
O embrião
• O embrião flutua no saco de líquido e
terá quase um centímetro.
• A cabeça começou a ganhar forma e
nas suas quatro concavidades
aparecerão, mais tarde, as orelhas e
os olhos.
• Quatro pequenos cotos formarão os
membros.
Gravidez mês a mês:
O embrião
• Desenvolve-se a barriga e o peito
• Começa a constituir-se o coração e o
sistema circulatório
Terceiro 
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Tonturas, palpitações e taquicardia
• O fluxo sanguíneo em direcção ao
cérebro é reduzido e a tensão arterial
baixa
• Pode sentir-se caibrãs, principalmente
à noite
Gravidez mês a mês:
A mãe
• A salivação aumenta, torna-se mais
ácida e as gengivas sangram com
facilidade
• Pode surgir o aparecimento de
varizes e hemorróidas
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– a gestante deve aumentar o
consumo de fígado, rins, ovos, trigo
integral, ameixas, uvas e vegetais
verdes pois o organismo na
gravidez tem uma necessidade
aumentada de alimentos ricos em
ferro
Gravidez mês a mês:
A mãe
– para evitar caibrãs deve estender
as pernas e flexionar os tornozelos
e dedos dos pés para cima, em
direcção ao joelho
– para ajudar a elevar a tensão e
aliviar as tonturas, deve colocar um
pouco de sal por baixo da língua
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve começar a preparar os seios
para a amamentação – ao se
enxugar, após o banho, friccionar
os mamilos com a toalha: fortalece
a pele e evita as rachaduras nos
mamilos. Sol directo, sempre que
possível, também ajuda
Gravidez mês a mês:
O feto
Gravidez mês a mês:
O feto
• O feto continua a crescer até perto
dos 3 cm
• O rosto já é mais visível
• A língua já está formada
• As partes internas das orelhas estão
a tomar forma
Gravidez mês a mês:
O feto
• As pernas e os braços estão agora
mais compridos e têm os dedos em
fase final de formação
• Já se distinguem os ombros, as
ancas, os cotovelos e os joelhos
• Os órgãos internos estão quase
todos desenvolvidos
• O bebé mexe-se bastante, apesar de
a mãe não sentir
Quarto 
mês de 
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Os enjoos passaram
• Diminuiu o risco de aborto
• A estabilidade emocional da mulher
grávida esta alterada: sente-se mais
insegura, angustiada, e ansiosa;
passa do choro ao riso sem motivo
aparente
Gravidez mês a mês:
A mãe
• É normal, também, que o desejo
sexual se altere, para maior ou para
menor
• Além dos mamilos, a gestante pode
notar um escurecimento da
pele também na região genital, nas
axilas, em sinais e cicatrizes ou no
rosto
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– as mulheres grávidas devem praticar
exercício físico: caminhadas,
natação, hidroginástica ou até
mesmo o ioga
– é aconselhável um curso de
preparação de parto e cuidados com
o feto
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve conversar com o
companheiro sobre a vida sexual;
juntos, encontrarão as posições e
a frequência mais indicada para
esta época
Gravidez mês a mês:
o feto
Gravidez mês a mês:
o feto
• O feto mede vinte e cinco centímetros
e pesa trezentas e quarenta gramas
• Começa a ter os primeiros cabelos
• Forma-se uma substância protectora
da pele do bebé no útero
Gravidez mês a mês:
O feto
• O sangue da mãe fornece
substâncias que lhe dão resistência a
certas doenças nas primeiras
semanas de vida
• O feto reage agora aos ruídos
exteriores e movimenta-se com
frequência, apesar de reservar alguns
períodos para o descanso
Quinto
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• A secreção vaginal aumenta e
está mais ácida, criando um
ambiente propício aos fungos e
infecções urinárias
Gravidez mês a mês:
A mãe
• As alterações no metabolismo fazem
surgir os chamados desejos, pela
própria carência de determinadas
substâncias no organismo; nalguns
alguns casos podem estar ligados a
factores emocionais, quando a
mulher procura uma compensação na
comida
Gravidez mês a mês:
A mãe
• A pele e os cabelos estão diferentes:
secos ou oleosos demais
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– sintomas como ardor ao urinar e
prurido ou coceira no tracto
urogenital devem ser transmitidos
ao médico
Gravidez mês a mês:
A mãe
– para combater a pele e o cabelo
oleoso pode comprar produtos
específicos, de preferência à
base de compostos naturais
Gravidez mês a mês:
A mãe
– há que ter gosto no guarda-roupa e
nos cuidados com a aparência, já
que possibilita uma sensação de
bem-estar e a sensação de estar
bonita é fundamental, neste
momento de tantas transformações
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve ter atenção à forma física:
nada de exagero nos doces,
condimentos, massas ou sal,
mesmo quando a vontade se torna
incontrolável
– não é uma boa altura para se
apanharem gripes ou de se contrair
qualquer tipo de vírus
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve evitar choques térmicos,
correntes de ar e ambientes
fechados, com muita gente e fumo
de tabaco
Gravidez mês a mês:
O feto
Gravidez mês a mês:
O feto
• O feto mede agora trinta e três
centímetros e pesa quinhentos e
setenta gramas
• Começam a formar-se as primeiras
glândulas sudoríparas e os músculos
encontram-se já em actividade
intensa
Gravidez mês a mês:
O feto
• A pele torna-se mais espessa, mas o
feto está ainda muito magro, pois não
existe ainda acumulação de gordura
• Já ouve a voz da mãe e sobressalta-
se com ruídos repentinos
• Faz algumas expressões faciais
• De vez em quando dá murros,
pontapés e cambalhotas
• Pode ter soluços e tosse
Sexto
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Sente dores nas costas
• Tem uma necessidade de urinar
frequente
• A temperatura do corpo está mais
elevada, causando uma transpiração
excessiva
• Sente um grande cansaço
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– nesta fase deve aumentar o
consumo de líquidos e procurar
ambientes não muito aquecidos
– deve reservar algum tempo após o
almoço ou no final da tarde, para
uma sesta para recompor as
energias
Gravidez mês a mês:
O feto
Gravidez mês a mês:
O feto
• O feto mede trinta e sete centímetros
e pesa cerca de um quilograma
• Começa agora a acumular alguma
gordura
• Os pulmões encontram-se na fase
final de desenvolvimento
Gravidez mês a mês:
O feto
• Possui imensas papilas gustativas,
por isso o seu gosto é bastante
apurado
• A parte do cérebro responsável pelo
raciocínio encontra-se bastante
desenvolvida e, portanto, já reage à
dor como um bebé nascido
Gravidez mês a mês:
O feto
• A audição é quase perfeita
• Já abre os olhos
Sétimo
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Poderá ter os tornozelos e os pés
inchados
• Pode sentir falta de ar
• Voltará a ter azia
• Pode sofrer de caibrãs, principalmente
à noite
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter
– redobrar a atenção na condução: os
reflexos estão mais lentos
– deve evitar viajar de avião
Gravidez mês a mês:
A mãe
– para combater os inchaços, a
gestante deve, diminuir a
quantidade de sal na comida, e
todas as noites, antes de dormir,
mergulhar os pés numa bacia de
água quente com sal
Gravidez mês a mês:
A mãe
– se se verificar tensão arterial elevada e
houver a formação de edemas
(inchaços), deve procurar
imediatamente o médico
– para diminuir a sensação de
peso causada pelas varizes, deve
deitar-se sempre com as pernas mais
elevadas que a cabeça
Gravidez mês a mês
O feto
Gravidez mês a mês
O feto
• O feto mede 40,5 centímetros e pesa
1,6 kg
• Já está completamente formado e a
sua cabeça está mais proporcional ao
corpo
• Nesta fase, começará a engordar um
pouco mais
Gravidez mês a mês
O feto
• Já distingue a luz da escuridão
• É provável que já esteja de
cabeça para baixo
Oitavo
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Tem as maçãs da face mais redondas
• Os seios encontram-se encaroçados
• Sentirá muitas dores nas costas
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Sentirá as pernas pesadas e terá
dificuldades para se sentar ou
levantar
• Ao deitar-se de barriga para cima, a
sensação é de falta de ar
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– a gestante deve deitar-se virada para o
lado esquerdo pois melhora a
circulação e a respiração
– a vida sexual não precisa ser
interrompida, a não ser por
recomendação médica; basta encontrar
as posições mais confortáveis
Gravidez mês a mês:
A mãe
– é importante também, agora,
escolher, junto do
médico assistente e do obstetra, o
tipo de parto mais indicado, decidir
sobre o Hospital para onde vai e ter
conhecimento dos seus direitos,
como a licença de maternidade, por
exemplo
Gravidez mês a mês
O feto
Gravidez mês a mês:
O feto
• O feto mede quarenta e seis
centímetros e pesa dois quilogramas
e meio
• A cabeça deverá estar já na
cavidade pélvica
• Ocupa todo o espaço do útero e dá
pontapés e murros
Gravidez mês a mês:
O feto
• A sua pele está agora mais rosada e
o cabelo pode ter até cinco
centímetros de comprimento
• Está quase pronto a nascer
Nono
mês de
gestação
Gravidez mês a mês:
A mãe
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Todo o corpo pesa
• Sente dificuldades na locomoção e
movimentos
• As dores nas costas, a falta de
posição para dormir e a ansiedade
impedem um sono tranquilo e estável
Gravidez mês a mês:
A mãe
• No final do nono mês a barriga
desceu e as contracções, que
começaram por volta da vigésima
oitava semana, intensificam-se e
chegam em intervalos cada vez
menores, quando surgirem a cada
vinte minutos, é hora de se dirigir
para a maternidade, com ou sem o
rompimento da placenta
Gravidez mês a mês:
A mãe
• Cuidados a ter:
– nestas últimas semanas, as visitas ao
médico passam a ser semanais; é o
momento de esclarecer todas as
dúvidas que ainda existam, e
escolher, definitivamente o tipo de
parto a ser feito
– deve insistir nas caminhadas e nos
exercícios de respiração e
relaxamento
Gravidez mês a mês:
A mãe
– mais do que nunca, deve ficar atenta
aos sinais de alarme: um sangramento
nesta altura, pode significar o
deslocamento prévio da placenta, ou
seja, a sua separação do útero antes da
hora do parto, e que vai deixar o feto
sem oxigénio e nutrientes, caso
aconteça, deve correr imediatamente
para a maternidade
Gravidez mês a mês:
A mãe
– a grávida, pode tomar um banho
morno, de preferência de banheira
– pode tomar um chá de camomila ou
tília, antes de se deitar, pois ajuda a
relaxar e a dormir melhor
Gravidez mês a mês:
A mãe
– deve cuidar de si e da sua
aparência, para se sentir bem e
com a auto-estima elevada, para
receber o bebé
Gravidez mês a mês:
O feto
Gravidez mês a mês:
O feto
• O feto mede cinquenta e um
centímetros e pesa 3,4 quilograma
• Está preparado para nascer
Parto
Parto
Parto
Parto
Parto
Parto
Adopção
Adopção
• ADOPÇÃO:
– é o acto jurídico no qual um indivíduo é
permanentemente assumido como filho
por uma pessoa ou por um casal que
não são os pais biológicos do adoptado.
– quando isto acontece, as
responsabilidades e os direitos dos pais
biológicos em relação ao adoptado são
transferidos integral ou parcialmente
para os adoptantes.
Adopção
– Na grande maioria dos países, o filho
adoptado possui os mesmos direitos de
um filho legítimo.
Instituições de apoio
Instituições de apoio
• Existem para dar apoio às
adolescentes grávidas, às
adolescentes mães e a seus filhos:
– adolescentes cujos pais e/ou
namorado as abandonam
Instituições de apoio
– adolescentes sem possibilidades
económicas
– adolescentes que sintam
necessidade de apoio ou de serem
acompanhadas
Instituições de apoio
• Existem em Portugal várias
instituições destinadas a acolher
adolescentes que se encontram em
situações de risco:
– A Vida Nasce em Portalegre
– SOCIALIS (Associação de
Solidariedade Social da Maia)
Instituições de apoio
– Ajuda de Berço e Ajuda de Mãe em
Lisboa
– Lar Divino Salvador em Aveiro
– Santa Casa da Misericórdia de Vale
de Cambra
– Gabinete de Apoio à Grávida na
Guarda
– S.O.S Apoio à Grávida no Algarve
Papel do animador
Papel do animador
• Perante a realidade gravidez na
adolescência o animador deve:
– primeiramente alertar os
adolescentes para o risco de uma
gravidez ao terem relações sexuais
desprotegidas
Papel do animador
– deve ceder ao público-alvo todo o tipo
de informação possível para assim
evitar mais casos de gravidez na
adolescência
– aperceber-se de quais as
necessidades das adolescentes
grávidas e assim responder de acordo
com estas e a cada uma em particular
Papel do animador
– encaminha-las para uma
instituição
– informa-las relativamente às
dúvidas que estas apresentem