Você está na página 1de 28

Islã ou Islam: submissão à vontade e as ordens de Deus

Para o islã, o homem deve entregar-


se a Deus e submeter-se a sua
vontade em todas as áreas da vida.
As origens do Islamismo

No século VII, a península


arábica era habitada por
povos que levavam uma
vida nômade, divididos em
tribos que viviam em
constantes guerras.
Meca tornara-se um centro
comercial importantíssimo, rota
de passagem entre o Iêmen e a
Síria e o atual Iraque.
Os árabes eram politeístas e a religião
absorvia essa realidade, posto que sua fé
refletia um pouco de todas as crenças
populares do Oriente.
A história do profeta
Mohamad, nasceu em Meca, na Arábia, por
volta de 570 d.C., e ficou órfão ainda quando
criança, sendo educado por seu tio Abu Talib.
Casou com Khadija, uma próspera
comerciante da cidade de Meca.
Meca, sua cidade natal, era um importante
centro comercial, pois era um posto de
parada para as caravanas que transitavam
pela Península Arábica. Além disso, era um
dos centros religiosos da Arábia e um local
de peregrinação.
A Mensagem

O Profeta Mohamad costumar


meditar na caverna de Hira, e no mês
de Ramadan recebeu a Mensagem
de Deus através do Arcanjo Gabriel.
A PREGAÇÃO
Depois de sua revelação,
Mohamad começou a
fazer pregações em
Meca, como profeta.Ele
combatia a idolatria,
afirmando que Alá( Deus
em língua árabe) era o
Único a ser adorado.
A divulgação do Islão

A Mensagem do
Profeta Mohamad
era um chamado
para o monoteísmo
mas foi perseguido
pelos politeístas de
Meca.
Hégira

Em 622, por causa das perseguições,


Mohamad saiu de Meca e foi para a
cidade de Medina; esse acontecimento
foi chamado de hégira.
Muçulmanos

O islamismo surgiu na
Arábia, há quatorze
séculos, mas os
muçulmanos (submissos
a Deus) existem desde
Adão.
Em Medina

Em Medina o Profeta tornou-se lider


religioso e chefe de Estado, tornando
seus habitantes através da Mensagem
de Deus uma irmandade.
Livro sagrado:
Alcorão
O Alcorão (leitura ou recitação) é o livro que contém
as revelações de Deus transmitidas através do
arcanjo Gabriel feitas ao profeta Mohamad. Consta
de 114 capítulos (suras).Contém os fundamentos
da fé islâmica,normas de moral, histórias de
profetas e Mensageiros de Deus. É a primeira fonte
da religião Islâmica. A segunda fonte é a Suna.
ORAÇÃO
O ritual da oração
representa a humildade
do homem na presença
de Deus.
São 05 por dia: Oração da Alvorada
Oração do Meio Dia
Oração da Tarde
Oração do por do Sol
Oração da Noite
Jejum no mês de Ramadan
O nono mês do ano lunar, chama-se
Ramadan, neste mês o muçulmano faz o
seu Jejum, abstendo-se de comer, beber,
fumar e de manter relações sexuais no
intervalo entre o nascer do sol e o pôr do
sol.
Zakat

O muçulmano contribui com 2,5%


liquido no final de cada ano para
os muçulmanos mais carentes.
Peregrinação
A peregrinação à Meca, que acontece todos os anos, é um
dos deveres do fiel.
Todos os muçulmanos devem ir, pelo menos uma vez na
vida, a essa cidade, desde que tenham meios para isso.
Antes de entrar nela, o peregrino abandona os seus trajes
habituais e cobre-se com panos brancos.
Os milhares de peregrinos dão sete voltas ao redor do
santuário da grande mesquita, além de cumprir outros rituais.
Mesquitas

A palavra "mesquita"
significa "local de
prostração", ou seja, é o
local de adoração, de
reunião e de estudo do
Alcorão. É o centro da
vida comunitária.
Mesquitas
Na mesquita as estátuas e certas imagens
estão proibidas. É comum encontrar frases em
árabe na forma de objetos.
Nas mesquitas a tradição é sentar-se no
chão e algumas cadeiras são permitidas para
os que se encontram enfermos.
Durante as suas orações os muçulmanos
voltam-se em direção a Meca.
A EXPANSÃO ISLÂMICA

O Profeta Mohamad estabeleceu relações


diplomáticas com várias cidades, algumas
assassinaram embaixadores muçulmanos
provocando conflitos. Após a morte de
Mohamad, 632, o Estado muçulmano
passou a ser governado por califas, que
concentravam os poderes religioso,
político e militar.
A EXPANSÃO ISLÂMICA

Sob a liderança dos califas, ocorreu uma


grande expansão. São várias as motivações
dessa expansão: a busca de terras férteis, o
interesse na ampliação das atividades
comerciais (as atividades comerciais levavam
o Islamismo e realizavam a divulgação do
Islão) e também as guerras contra aqueles
que combatiam a religião islâmica.
FASES DA EXPANSÃO

Primeira etapa (632-661) – conquistas


da Pérsia, da Síria, da Palestina e do
Egito, realizadas pelos califas eleitos que
sucederam Mohamad.
FASES DA EXPANSÃO

Segunda etapa (661 – 750) –


período da dinastia dos califas Omíadas.
Conquistas do noroeste da China, do
norte da África e de quase toda a
península Ibérica. O avanço árabe ou
sarraceno ao Reino Franco foi barrado
por Carlos Martel, na Batalha de Poitiers,
em 732.
FASES DA EXPANSÃO

Terceira etapa (750 – 1258) – período da


dinastia dos califas Abássidas marcado
pela ascensão dos persas rumo ao mundo
islâmico. As conquistas muçulmanas ainda
avançaram pela Europa, na parte sul da
península Itálica.
FASES DA EXPANSÃO

A expansão islâmica levou à difusão do


idioma árabe, que se tornou a “língua
oficial” do mundo islâmico. Além disso, os
muçulmanos desenvolveram inúmeras
atividades econômicas nas regiões
ocupadas e difundiram suas técnicas e
conhecimentos.
O Islamismo é a religião que mais
cresce no mundo com mais de 1
bilhão de seguidores e sua presença
está em boa parte do mundo.