Você está na página 1de 2

O primeiro vôo - a visão dele

"Nossa estória de ingresso no swing, apesar de bem peculiar, pode ajudar ou até
encorajar alguns casais que, como nós passamos, hoje passam por um período de
incubação. O nosso foi um pouco longo, mais de um ano (ah! como queríamos ter
começado antes).

Bem, tudo começou quando nos conhecemos num dos lugares mais afrodisíacos do país
(mais isso é uma outra estória), nos casamos e sempre tivemos uma vida sexual bem
agitada (todo dia, e não é bravata), mas sempre houve a vontade dele em vê-la com
outra mulher, vontade essa dita lá por volta de 1 ano de casados e sempre
rejeitada com afinco.

Quando pintava um clima, ele sempre cantava ela para arrumarem uma amiga, a
principio apenas para ela, para ver ela com outra, era uma fantasia que ele
tinha... e que homem não fica extasiado vendo duas mulheres transando? Até os
caretas... É claro que ela negava exaustivamente a cada investida. E foi assim
durante muitos meses. Até que um dia, conversando com um casal careta, surgiu o
assunto “fantasias sexuais”. Foi falado de tudo e a vontade de realizar e não
apenas falar foi atingida no dia seguinte, 15 de junho do ano passado. Já tínhamos
nosso Orkut, com nosso primeiro nick , Casal P de Pimenta, nick que mudamos logo
para Kasal RP.

Nesse papo, várias coisas passaram pela cabeça dele, principalmente porque ela
admitiu ter a fantasia de transar com 2 homens, um misto de satisfação e ciúme,
mas logo ele lembrou de todas as vezes em que estavam transando e se pegava
pensando nela com outro homem; quando ela ficava de quatro pra fazer aquele
delicioso boquete, ele sempre fantasiava um homem metendo nela por trás, quando
ela ficava por cima ele imaginava que ela podia estar com outro e ele ao mesmo
tempo numa gostosa DP, que já fizemos, poucas vezes, ainda...

Depois disso, nem precisa dizer que o tesão ficou cada vez mais forte e a vontade
só cresceu para conhecer o swing. Depois do Orkut, foi a vez do MSN e no mesmo dia
já tínhamos 27 casais adicionados, com quem íamos tentando tirar nossas dúvidas de
iniciantes. Você que hoje é iniciante não se sinta envergonhado ou chato, pergunte
mesmo tudo que quiser saber pra quem tem mais experiência. Nós fizemos isso, acho
que fomos até chatos (não podíamos deixar de registrar um muito obrigado aos
casais que foram pacientes conosco no início; alguns ainda mantemos contato,
outros não, mas todos tem sua parcela de culpa por estarmos felizes e curtindo
muito no swing hoje).

Levamos poucos dias pra irmos conhecer uma boite de swing. Fomos no dia 24 de
junho, um sábado, na Paris Café Swing Club, no Recreio, onde marcamos com um casal
hoje muito especial para nós lá na entrada da casa; e lá conhecemos outro casal,
que também guardamos em nosso coração...

Imaginem o nervosismo, depois de uns dias vendo fotos e lendo sobre o swing,
estávamos lá... fazíamos parte daquilo... mas e agora, íamos fazer o quê? Simples,
deixar rolar. Foi o que fizemos. Conversamos muito, dançamos muito e o clima foi
crescendo entre elas. E quando menos esperava estava vendo uma coisa que nunca vai
sair da mente, ela beijando outra mulher. Nanda... a culpada (adoramos você!). Foi
de fato o começo de tudo, logo veio a segunda.... e a terceira... (!!!). No
primeiro dia, e para quem nunca quis ter contato físico com outra mulher, ela se
saiu bem demais e adorou a experiência.

Imaginem ele vendo ela, aquela morena linda, feminina, agarrada com outra mulher,
uma morena também maravilhosa. Cada detalhe era um espetáculo à parte, as línguas
se encostando, as mão delas deslizando no corpo da outra. Imaginando mil coisas
ficava difícil disfarçar o tesão que já sentia com aquilo tudo quando ela beijou
outra menina, loira, alta, linda... Só de lembrar já ficamos excitados.

Foi exatamente o que fizemos quando chegamos em casa, e muito... e foi


diferente... éramos os mesmos por fora... os mesmo corpos, os mesmos toques... mas
o sexo foi diferente, com mais fogo... só depois entendemos: pela primeira vez
transamos mais leves, sem hipocrisias e fantasiando de verdade, lembrando das
fantasias que realizamos poucas horas atrás, apesar de ter sido só o comecinho. Um
sábado inesquecível para nós. Hoje consideramos que foi um sábado bem light, mas
éramos crus ainda, iniciantes. Mas fomos lá, e com esse primeiro passo, entramos
de cabeça no mundinho de sensualidade e tesão do swing... e só saímos agora na
aposentadoria.

Tentamos passar como foi nosso inicio, com intuito de que possam nos conhecer um
pouco mais e principalmente de encorajar e dar direção aos casais que desejam se
iniciar no swing (entrem logo, depois vão lamentar o tempo de indecisão!).
Esperamos ter atingido nosso objetivo.

Logo voltamos com a continuação da saga. Contando o que aconteceu depois dessa
noite maravilhosa na qual iniciamos.

www.kasalrp.com

Interesses relacionados