Você está na página 1de 4

Ficha de Trabalho

Língua Portuguesa-8º ano

A professora: Mafalda de Jesus Ano lectivo:


2009/2010

Tem por base uma notícia de grande impacto, em que se faz o relato
pormenorizado e aprofundado de um acontecimento actual.

Implica a deslocação do repórter ao local do sucedido, para anotar o


que vê, ouve e sente:
 Engloba a descrição do ambiente, integrando falas das
personagens ligadas ao assunto.
 Possui manifestações de subjectividade do emissor, derivadas
da sua interpretação dos factos, por isso surge sempre
assinada.

Estrutura:  Normalmente aparece destacado do


corpo da reportagem.
 Antetítulo (nem sempre);
 Título;  A sua finalidade é aliciar e predispor o
interlocutor para a continuação da
 Subtítulo (nem sempre);
recepção da informação.
 Lead;
 Centra-se, fundamentalmente, nas
 Assinatura; respostas às questões “Como?” e
 Corpo da Reportagem; “Porquê?”.

Linguagem:
 Objectiva, mas com traços de subjectividade;
 Existência de adjectivação;
 Predomínio do discurso de terceira pessoa, embora também
haja marcas da primeira pessoa gramatical;
 Presença da narração e descrição;
 Registo de língua corrente (embora se notem preocupações
estilísticas);
 Função informativa da linguagem (por vezes, também emotiva
e/ou poética.

A imagem ocupa extrema importância neste género jornalístico


como complemento ilustrativo da informação.
1. Leia atentamente a reportagem que se segue.

Dia dos Avós estreia-se com festa em todo o país


Finalmente o Estado reconhece o valor dos mais velhos na
vida das famílias
Tito Couto*

Sábado passado, estreou-se o por Ana Elisa Couto, os


Dia dos Avós a nível nacional. Porém, homenageados esqueceram, por
em Penafiel, foi já a segunda vez que momentos, as mazelas nas
se comemorou o dia a preceito, com articulações, as dores nas costas e
danças de salão, muitos bolos e a outros achaques e fizeram-se à pista.
bênção de uma chuva miudinha que Acompanhados por alunos de uma
não arrefeceu os ânimos. Na cidade escola de danças de salão, a avós
que viu nascer a mentora da pareceram, durante uma tarde,
iniciativa, Ana Elisa Couto, juntaram- nenúfares a deslizar em águas
se várias dezenas de avós para tépidas. Nem a chuva, que foi caindo
comemorar um dia especial. O cenário com a suavidade dos passos de
escolhido foi o lago do jardim do dança, ameaçou a festa.
Sameiro, esvaziado para o efeito, que Para alimentar os corpos, a
acolheu uma animada festa equipa de Acção Social da autarquia
organizada pela Acção Social da preparou um concurso de doçaria, a
Câmara Municipal. que responderam em força as avós
Ainda a tarde dava os presentes na festa. Cada uma
primeiros passos quando se iniciou a concorreu com a sobremesa com que
celebração de uma missa na Basílica costuma adoçar a boca aos netos.
do Sameiro dedicada aos avós. A Salames, semi-frios, bolos, tortas e
participação na eucaristia só tartes fizeram salivar todos os que
conheceu paralelo, uma hora depois, não resistiram à tentação de lançar
durante o bailarico. Apesar do acesso um olhar à oferta. O júri não teve
ser complicado, várias dezenas de tarefa fácil para escolher uma das
jovens e menos jovens avós reuniram- iguarias, assim como a banda que
se dentro do lago e deram largas a animou a festa, face à inesgotável
uma alegria sem rival. Comandados energia dos convivas.
Para a vereadora com o chá dançante, na Quinta dos Cedros,
pelouro da Acção Social, Fátima em Linhó. Cerca de mil avós e netos
Carvalho, esta é uma das festas que participaram na festa que, de acordo
“mais prazer dá em participar, pelo com o Presidente da Câmara,
facto de ser contagiante esta alegria”. Fernando Seara, pretendeu
Quanto à responsável social “proporcionar uma ponte entre o
para a Terceira Idade, a vereadora passado e o futuro”. […]
afirma que ainda não há condições
Festa em todo o país
para atender a toda as necessidades,
No Porto, o Palácio de
pois o envelhecimento da população
Cristal encheu-se de avós e netos
vai exigindo um maior investimento,
para a “Praça da Alegria”, da
que se está a desenvolver.
RTP. Durão Barroso esteve no
Alheia a estas questões, a avó
distrito da Guarda, especialmente
dos avós garantia que “não há festa
marcado pelo envelhecimento das
mais linda do que esta, isto é uma
populações rurais e terra natal da
beleza”.
deputada Ana Manso, responsável
Entre meia fatia de salame de
pela institucionalização do Dia
chocolate e um tango, assim se
Nacional dos Avós. […] O Dia
desenharam os avós entre a doçura e
Nacional dos Avós foi instituído, a
o calor terno e vigoroso.
22 de Maio, em “reconhecimento
Chá dançante em Sintra do papel fundamental dos avós,
A Câmara Municipal de Sintra quer ao nível mais restrito da
também não esqueceu os avós, tendo família, quer no plano mais
oferecido, na semana passada, um alargado da sociedade em geral”.

* Com Erica Nunes In Jornal de Notícias,


30/07/2003

1.1 Indique o acontecimento que motivou esta reportagem.


______________________________________________________________________
1.2 Prove que houve a deslocação do repórter ao local do
acontecimento.
______________________________________________________________________
1.3 Caracterize o ambiente que envolve os intervenientes neste
evento.
______________________________________________________________________
1.4 Identifique, no texto, três manifestações de subjectividade do
jornalista.
______________________________________________________________________
1.5 Comprove que a função poética da linguagem está presente ao
longo do texto.
______________________________________________________________________