Você está na página 1de 109
PoderJudiciário JUSTIÇAFEDERAL SeçãoJudiciáriadoParaná 13ªVaraFederaldeCuritiba

PoderJudiciário JUSTIÇAFEDERAL SeçãoJudiciáriadoParaná

13ªVaraFederaldeCuritiba

Av.AnitaGaribaldi,888,2ºandar­Bairro:Ahu­CEP:80540­400­Fone:(41)3210­1681­www.jfpr.jus.br­

Email:prctb13dir@jfpr.jus.br

PEDIDODEBUSCAEAPREENSÃOCRIMINALNº5006617­29.2016.4.04.7000/PR

REQUERENTE:MINISTÉRIOPÚBLICOFEDERAL

REQUERENTE:PETRÓLEOBRASILEIROS/A­PETROBRÁS

ACUSADO:ZAPTCOMERCIOESERVICOSLTDA­ME

ACUSADO:SAOFERNANDOACUCAREALCOOLLTDA

ACUSADO:SANDROLUISLULADASILVA

ACUSADO:PAULOTARCISOOKAMOTTO

ACUSADO:PAULOROBERTOVALENTEGORDILHO

ACUSADO:PAULOMARCELINOMELLOCOELHO

ACUSADO:PAULOCANGUSSUANDRE

ACUSADO:PJAEMPREENDIMENTOSLTDA

ACUSADO:OKA2CONSULTORIAEMGESTAOEMPRESARIALLTDA­ME

ACUSADO:OASEMPREENDIMENTOSS.A.­EMRECUPERACAOJUDICIAL

ACUSADO:NIPPOSISTEMAREPRESENTACAOELANCAMENTOLTDA­ME

ACUSADO:NEMALAASSESSORIAEMPLANEJAMENTOESTRATEGICOEPROJETOS­EIRELI­

ME

ACUSADO:MARTACRISTINADEARAUJO

ACUSADO:MARLENEARAUJOLULADASILVA

ACUSADO:MARISALETICIALULADASILVA

ACUSADO:MARCOSCLAUDIOLULADASILVA

ACUSADO:M7PRODUCOESECOMERCIODEEQUIPAMENTOSLTDA­ME

ACUSADO:LUIZGUSTAVOLIBORIOVIANNA

ACUSADO:LUIZANTONIOPAZINE

ACUSADO:LLFPARTICIPACOES­EIRELI­EPP

ACUSADO:L.I.L.S.PALESTRAS,EVENTOSEPUBLICACOESLTDA.

ACUSADO:JOSEDEFILIPPIJUNIOR

ACUSADO:JOSEADELMARIOPINHEIROFILHO

ACUSADO:JONASLEITESUASSUNAFILHO

ACUSADO:JOAOHENRIQUEWORN

ACUSADO:INSTITUTOLUIZINACIOLULADASILVA

ACUSADO:INSTITUTODIADEMADEESTUDOSMUNICIPAIS

ACUSADO:IMOBILIARIAZARPARLTDA­ME

ACUSADO:IMOBILIARIAGOLLTDA

ACUSADO:GUADELUPPECOMERCIODEROUPASEACESSORIOSLTDA­ME

ACUSADO:GOLMOBILEPRODUTOSESERVICOSDETECNOLOGIADAINFORMACAOLTDA ACUSADO:GOLMIDIAPARTICIPACOESLTDA ACUSADO:GOLGREENPROJETOSAMBIENTAISEENERGETICOSLTDA­ME ACUSADO:GOALGAMESLTDA­ME ACUSADO:GOALDISCOSLTDA­ME ACUSADO:GISANCOMERCIODEROUPASEACESSORIOSLTDA­ME ACUSADO:GAMECORPS.A.

ACUSADO:G4ENTRETENIMENTOETECNOLOGIADIGITALLTDA.

ACUSADO:FREDERICOMARCOSDEALMEIDAHORTABARBOSA ACUSADO:FLEXBRTECNOLOGIALTDA. ACUSADO:FFKPARTICIPACOESLTDA ACUSADO:FERNANDOBITTAR ACUSADO:FERNANDOBITTAR ACUSADO:FABIOLUISLULADASILVA ACUSADO:ELCIOPEREIRAVIEIRA ACUSADO:EDIVALDOPEREIRAVIEIRA ACUSADO:EDITORAGOLLTDA ACUSADO:COSKINASSESSORIAECONSULTORIAEMPRESARIALLTDA. ACUSADO:CONSTRUTORANORBERTOODEBRECHTSA ACUSADO:CLARALEVINANT

ACUSADO:BR4PARTICIPACOESLTDA

ACUSADO:BANCOBANCACONSULTORIAEPROJETOSLTDA.­ME ACUSADO:ALEXANDREANTÔNIODASILVA

ACUSADO:AFC3ENGENHARIALTDA.

ACUSADO:LUIZINACIOLULADASILVA

ACUSADO:TOUCHDOWNPROMOCAODEEVENTOSESPORTIVOSLTDA.

ACUSADO:LFTMARKETINGESPORTIVOLTDA

TERMO

DETRANSCRIÇÃO

Em 14 de março de 2016, procedo à transcrição das declarações

colhidasnsautosnº5006617­26.2016.404.7000,oitivarealizadaem04/03/2016,às

08:00horas,noAeroportodeCongonhas,SãoPaulo/SP.

LUIZINÁCIOLULADASILVA–PARTE1

Delegado da Polícia Federal:­ O endereço do escritório do doutor

Roberto?

Defesa:­Como?

DelegadodaPolíciaFederal:­Endereçodoescritóriododoutor?

Defesa:­RuaPadreJoãoManoel,755,19ºandar.

DelegadodaPolíciaFederal:­755?

Defesa:­755.

Delegado da Polícia Federal:­ 19º. O telefone do escritório para contatosequiser?

Defesa:­3060.3324.

Delegado da Polícia Federal:­ 11 3060­3324, perfeito. A doutora Valeskavaiparticipartambémounão?

Defesa:­Não,vaificarfora.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ok.

Defesa:­Quem?

Defesa:­AValeska.Sónósdois.Eupossogravarodepoimento?

Declarante:­Cadêaminha?

DelegadodaPolíciaFederal:­Pode.

Defesa:­VêseaValeskaquerentrar.

Declarante:­Cris,vêseoMoraistemumlencinhodepapelparamim.

Nãoidentificado:­Morais,vocêtemumlençodepapel?

LUIZINÁCIOLULADASILVA–PARTE2

Delegado da Polícia Federal:­ Podemos começar, então, senhor

Presidente?

Declarante:­Estoupronto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Bom,nósvamosdarinícioagoraaoseu termodedeclaraçõesgravadoemáudioevídeo,aqualquermomentoelevaiestarà disposiçãodosenhor,dasuadefesa,umDVDcomoáudiodestaaudiência,doqual nós só vamos fazer um termo constando que as perguntas e as respostas foram

gravadasemáudioevídeoeàdisposiçãodossenhores.Entãohoje,nodia4de

março,às8horasdamanhã,estandopresenteosenhorLuizInácioLuladaSilvacom

seusadvogados,identificadosnotermodedeclarações,eu,LucianoFloresdeLima, DelegadodePolíciaFederal,acompanhadodoDelegadodaPolíciaFederalRicardo Hiroshi,dosagentesPradoeGabriel,acompanhadodossenhoresProcuradoresda República, doutor Orlando e doutor Julio, damos início ao termo de declaração passandoafazerasseguintesperguntas:qualeraasuavinculaçãocomoIPEC, InstitutodePesquisaeEstudosdeCidadania,antesdaalteraçãodadenominaçãopara

InstitutoInácioLuladaSilva?Antes,desculpe,medesculpe,anteseusógostariade deixarregistradoque,comoosenhorestánacondiçãodeinvestigado,osenhornãoé obrigadoaresponderasperguntasqueeuvoulhefazer,osenhorsórespondese quisereoseusilêncionãovailheprejudicarporcontaapenasdosilêncio,estábem? Por gentileza, a pergunta, qual era a sua vinculação com o IPEC, Instituto de PesquisaeEstudosdeCidadania,antesdaalteraçãodadenominaçãoparaInstituto InácioLuladaSilva?

Declarante:­Oinstitutoéde1992,eueraopresidentedoinstitutoaté

virarPresidentedaRepública,achoqueaté1anoanteseusaídapresidênciado

instituto,echamava­seInstitutodaCidadania,noinstitutoagenteproduziaprojetos,

oprojeto“FomeZero”foiproduzidonoinstituto,oprojeto“MinhaCasaMinha

Vida”foiproduzidonoinstituto,nósproduzimospropostasdesegurançapública,

propostasparaajuventude,propostadeeducação,láeucrieiumacoisachamada

“GovernoParalelo”,logodepoisqueeuperdiaseleiçõesparaoCollor,equandoeu

deixeiapresidênciaeudecidivoltarparaláporqueeraolugarque(inaudível).

DelegadodaPolíciaFederal:­QualaatividadeexercidapeloInstituto

LuizInácioLuladaSilva?

Declarante:­ Qual a atividade exercida pelo instituto agora? A atividademinha,aprimeira,édifundiraspolíticaspúblicasbemsucedidasnomeu mandato, que foram muitas, a ideia era você trabalhar muito com o continente africano, muito com o continente latino­americano, sobretudo para você levar as experiênciasnaáreadeeducação,naáreadoBolsaFamília,naáreadoPAAqueéa compra de alimento, na área do programa Luz Para Todos, ou seja, a ideia fundamentaleraconvencerosgovernantesdospaísesmaispobresqueoBrasilque erapossívelagenteresolverosproblemasdospobresseagentecolocasseospobres no orçamento da União, que você tem no orçamento da União o Ministério da Justiça, Polícia Federal, Ministério Público, Poder Judiciário, e você não tem os pobres,entãonahoraquevocêcolocaopobredentrodoorçamentovocêcomeçaa fazeraeconomiaandar,foiissoquenósfizemos,eoinstitutoserveparadivulgar isso,andarpelomundomostrandoexatamenteoqueagenteconseguiufazerno Brasil,porqueagrandenovidadenomundoéaspessoassaberemcomoéquenós conseguimos elevar 40 milhões de pessoas à classe média e como é que nós conseguimos tirar 36 milhões de pessoas da pobreza absoluta, esse é o grande segredodomundo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quandoosenhortirou36milhõesde

pessoasdapobrezaabsoluta,qualeraapopulaçãodoBrasil?

Declarante:­Era200milhõesdehabitantes.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãomaisde15%

Declarante:­Ou198,199,umacoisaassim,apopulaçãode10anos

atrás,era200milhõesdehabitantes.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãoosenhorafirmaquemaisde15%

vivianapobrezaabsoluta?

Declarante:­ Era aproximadamente 15%, era aproximadamente 54 milhõesdepessoas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Napobrezaabsoluta?

Declarante:­ Aí quando nós tivemos o estudo em 2003, dados do

IBGE,nóstínhamosporvoltade54milhõesdepessoasvivendonaextremapobreza

noBrasil.

Delegado da Polícia Federal:­ Então, mais de 1/4o da população brasileiranessaépoca

Declarante:­Erampessoasqueviviamnapobreza,ganhavammenos

que,eunãoseiseeram2dólarespordia,1dólarpordia,enósconseguimosfazer

essarevoluçãofazendocomquechegasseumpouquinhodedinheironamãodo

pobredessepaís.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Eparaqueosenhorfizesseisso,

oseuinstitutoatingiressesobjetivos,osenhorcontacomquefontederendano

instituto?

Declarante:­Doações,sim.

DelegadodaPolíciaFederal:­Doaçõessemcontrapartida?

Declarante:­Semcontrapartida.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eadespesa,qualéasaídade

Declarante:­Aínãosei,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,eunãoperguntonúmeros,o

senhorautorizaquesejagasto

Declarante:­Eunãoautorizoporqueeunão,noinstitutohojeeusousó

presidentedehonraevocêsabequeseumdiavocêforpresidentedehonradaPolícia

Federalaquivocênãorepresentamaisnada,ouseja,entãoopresidentedehonraé

umcargodehonrasó,eunãoparticipodasreuniõesdadiretoria,eunãoparticipodas

decisões,porqueoinstitutotemumadiretoriaprópria.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nosúltimos10anosquemdecidepelo

InstitutoLuizInácioLuladaSilva?

Declarante:­Nósúltimosdezanosoinstitutoficou,ficou,oinstituto começou a funcionar mais fortemente agora quando eu deixei a presidência, ele funcionavamuitoantesdeeudeixarapresidência,antesdeeuserpresidente,no tempoqueeufuipresidenteeleficoumorno,oúltimoprojetonossoachoquefoio ProjetodaJuventude,evoltouagoraàatividade,quandoeudeixeiapresidência.

Delegado da Polícia Federal:­ E, quando o senhor deixou a presidência,quemdirigianosentidodeautorizardespesas,investimentosfeitospelo instituto?

Declarante:­Não,queméopresidentedoinstitutoéocompanheiro

PauloOkamotto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Desdequando?

Declarante:­Desdeagora,desdequeeudeixeiapresidência.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Eéelequemautorizatantoa

receberdoações,quantoaefetuarpagamentoseinvestimentos?

Declarante:­Eleeadiretoria.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemfazpartedadiretoria?

Declarante:­DadiretoriafazparteacompanheiraClaraAnt,fazparte do ex­ministro Luiz Dulci, faz parte o ex­ministro Paulo Vanuchi, faz parte o companheiroCelsoMarcondesqueéjornalista,essessãoosdiretoresdoinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eelesfazemvotaçãoouoqueosenhor

PauloOkamottodecidirestádecidido?

Declarante:­Não,todosdecidem,discutem,aínão,não,nãopergunte

paramimque,que,elesdiscutemcomoqualquerdiretoriadiscutequalquercoisa,

aprovam,desaprovam,decidemoquevaiexecutar,oquenãovaiexecutar.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. O senhor tem algum conhecimentoseelespodemefetuarpagamentosaqualquertítulo,porexemplo,se resolveremfazercursoparaquemtrabalhanoinstitutoemumdeterminadopaís,para pagarasdespesas,ouseépossívelreformarumimóvelcomumdinheirorecebidode doaçõesdoInstitutoLula?

Declarante:­Eupenso,eunãoseinoinstitutoespecificamente,maseu

tenhoconsciênciaqueelesdevemfazeroquemandaaleiqueregulaasfundaçõese

osinstitutos.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Qual a função que o senhor exercianacondiçãodepresidentedehonradoInstitutoLuizInácioLuladaSilva?

Declarante:­Euera,naverdadeeueraafotografiadoinstituto,euera

acaradoinstituto,eranão,eusouacaradoinstituto,oinstitutoestáaliporminha

causa,odoClintonsóexisteporcontadele,odoKofiAnnansóexisteporconta

dele,qualquerinstitutosóexisteemfunçãodacaradapessoaquedáonome,o

InstitutoMandellaexisteporcausadoMandella,entãooinstitutovaiexistir,eunão

seisevaipersistirquandoeumorrer,masenquantoeuexistirestáláoinstituto.

Delegado da Polícia Federal:­ E o senhor participa de eventuais

reuniõesdadiretoriaparaajudarnadecisãode

?

Declarante:­ Algumas, algumas, eu não gosto de participar das

decisões.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Comquefrequênciaosenhor

temparticipadonosúltimos5anos?

Declarante:­ É raro, é raro, porque eu não gosto de participar da reuniãodediretoria.

DelegadodaPolíciaFederal:­Porque?

Declarante:­Porqueeutrabalhocomaideiaqueosdiretorestêmque termuitaautonomiacomrelaçãoamim.Comoeusouumafiguramuitoforte,seeu participodasreuniões,ouseja,dáapressãoqueoqueeufalarviralei,entãoeunão participo que é para eles tomarem as decisões que entenderem corretas para o instituto.

Delegado da Polícia Federal:­ Na qualidade de presidente, Paulo Okamottoexerciaquetipodefunção,quetipodeatividade?

Declarante:­ Coordenava o instituto, coordena as atividades do

instituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quantassedestêmoinstituto,quantas

sedes,eleexisteemquantoslugares?

Declarante:­SóemSãoPaulo,sónaquelelugarzinhoali.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nolugarzinho,osenhorserefereàsede

identificadacomoinstituto?

Declarante:­Identificada.Eacasaéalugada,encostada.

DelegadodaPolíciaFederal:­Junto,né.OInstitutoLulaélocatário

deumimóvelsituadonaRuaDomícioAfonsodaGama,nº57,naVilaDamásio,São

BernardodoCampo,eleusaessasede,elealugadealguémessasede?

Declarante:­Primeiro,eunãoseiondeficaaRuaDamásio.

DelegadodaPolíciaFederal:­MasemSãoBernardodoCampoexiste

algumasededoInstitutoLula?

Declarante:­Achoquenão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhornãosaberia?

Declarante:­Euachoquenãoexistenão,peloqueeuseinão.

Delegado da Polícia Federal:­ E por que pode existir sem o seu conhecimentoouexistiriasemseuconhecimento?

Declarante:­ Não, não deve existir. Eu estou estranhando a sua perguntaporqueeunãoseiseexiste.

Delegado da Polícia Federal:­ E no bairro Pinheiros, no bairro Pinheiros,aoladodeumbatalhãodapolíciamilitar?

Declarante:­ObairroPinheirosnãoéonde,nãoé

DelegadodaPolíciaFederal:­Desculpe,éIpiranga.

Declarante:­Poisé,masélámesmoquenóstemos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Láexisteumasedequeosenhorse

referiu,identificada

Declarante:­Existeumacasaalugadapertodobatalhão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Doladodobatalhão,né?

Declarante:­Doladodobatalhão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Exatamente.Oquefuncionanaquela

sede?

Declarante:­ Funciona uma parte da sede porque o instituto lá é

pequeno.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eporquelánãoéidentificadocomo

InstitutoLula,essasedeaoladodobatalhão,lánãoexisteplacaqueindicamqueéo

InstitutoLula?

Declarante:­Masnemnoinstitutoexisteplaca.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ok,nãotemtambémidentificação,tá

certo.Láexisteumlocal,osenhorsaberiadizeroqueexatamentetemnessasede?

Declarante:­Láfuncionaaassessoriadeimprensa,láfuncionaoblog

doinstituto,láfuncionaapresidênciadoinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.OsenhorconheceJairFrancisco

Sapurani?

Declarante:­Deveseroproprietárioquealugouacasa.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhortemalgumarelaçãocomele?

Declarante:­Não.Quandoeuerapresidente,eulembroqueeleera

assistente(inaudível),masnãotenhorelaçãodeamizadecomele.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhordissequenessasede,aolado

dapolíciamilitar,funcionaadiretoria,assessoriadeimprensa.

Declarante:­Funcionaapresidência.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. E na outra sede, a mais conhecida,oquefuncionalá?

Declarante:­Voupegarumcaféaqui,deixaeupegarumcafé.

DelegadodaPolíciaFederal:­Isso.Seosenhorquiser,vamosajudar,

vamoscolocarocafezinhoaquimaispertodagente,paraagentetambémpoderse

servir.

Declarante:­Qualeraapergunta?

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhordescreveuquaissãoossetores

doInstitutoLulaquefuncionamnaquelasedeaoladodapolíciamilitar,eaquela

outrasede,amaisconhecida,quaissãoossetoresdoInstitutoLulaquefuncionam

lá?

Declarante:­Látemaminhasala,temaClaraAntqueédiretoraque

funcionalá,temoLuizDulciqueéoex­ministroquefuncionalá,temoministro

PauloVanuchiquefuncionaláetemosfuncionáriosquetrabalham.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Comoéquesãofeitas,comoé

quesãocolhidasasdoaçõesporempresasparaoInstitutoLula?

Declarante:­Comoqualqueroutraempresaouqualqueroutroinstituto,

ouvocêrecolhefazendooprojetoouvocêrecolhepedindodinheiro.

Delegado da Polícia Federal:­ Quem tem essa função de pedir dinheiroemnomedoinstituto?

Declarante:­Adireçãodoinstituto,issoéfeitoemqualquerinstituto,

issovale

 

DelegadodaPolíciaFederal:­Algumapessoaemespecífico?

Declarante:­Issovale,não,deveserotesoureiroeodiretorfinanceiro

doinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemsão?

Declarante:­HojeeuachoqueéoCelsoMarcondes,masissofunciona

comoqualquerinstituto,doFernandoHenriqueCardoso,doSarney,doBillGates,

doBillClinton,doKofiAnnan.

DelegadodaPolíciaFederal:­Há5anosatrás,quemtinhaessafunção

depedirdoaçõesaempresasemnomedoInstitutoLula?

Declarante:­Sempreodiretorfinanceiro.

DelegadodaPolíciaFederal:­Cinco?

Declarante:­Sempreodiretorfinanceiro.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemforamosdiretoresfinanceiros

nosúltimos8anos?

Declarante:­ Nos últimos 8 anos, não tinha diretor financeiro nos

últimos8anos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Desdequecomeçouaterodiretor

Declarante:­Nóstivemos,tivemosachoqueacompanheiraClaraAnt

porumperíodoedepoisoCelso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Emqueperíodoseriaasenhora

ClaraAnt,emqueperíodoela

Declarante:­Euachoquedepoisquenósvoltamos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nósvoltamos?

Declarante:­Dapresidência.

DelegadodaPolíciaFederal:­Em2011,janeirode2011?

Declarante:­em2011.

DelegadodaPolíciaFederal:­Elacomeçouaexerceressaatividadede

diretoriafinanceira?

Declarante:­Eunãoseiseelacomeçouaexercer,aíeunãotenho

certeza,podeperguntarpAraela.

DelegadodaPolíciaFederal:­Elaerasuaassessoranopaláciodo

planalto?

Declarante:­Elaeradeputadaestadual,elaeradirigentedoPT,elafoi

dirigenteefundadoradaCUTeelaeraapessoaquetrabalhavaasinformaçõesdo

governonapresidênciadarepública.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. O senhor lembra qual era o saláriodelaquandoelapassouatrabalharnoinstituto?

Declarante:­Não.

Delegado da Polícia Federal:­ Do diretor financeiro em geral do

instituto?

Declarante:­ Não, é tudo igual, não tem acho que de diferença

naquele

DelegadodaPolíciaFederal:­Emtornodequantomaisoumenos?

Declarante:­Nãosei.

Delegado da Polícia Federal:­ É comum as empresas procurarem espontaneamenteoInstitutoLulaparaoferecerdoações?

Declarante:­ Não. Aliás, eu não conheço ninguém que procura ninguémespontaneamenteparadardinheiro,nemodízimodaigrejaéespontâneo,se opadreouopastornãopedir,meucaro,ocristãovaiembora,viraascostasenãodá odinheiro,entãodinheirovocêtemquepedir,vocêtemqueconvenceraspessoasdo projetoquevocêvaifazer,dascoisasquevocêvaifazer.Lamentavelmente,noBrasil aindanãoéumacoisanormal,masnomundodesenvolvidoissojáéumacoisa normal,ouseja,nãoénemvergonha,nemcrime,alguémdardinheiroparauma fundação, aqui no Brasil a mediocridade ainda transforma tudo em coisas equivocadas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorchegouaprocuraralguma

empresaparapedirdinheiroparaessesprojetosnoInstitutoLula?

Declarante:­Não,porquenãofazpartedaminhavidapolítica,ouseja,

eudesdequeestavanosindicatoeutomeiumadecisão:eunãopossopedirnadaa

ninguémporqueeuficariavulneráveldiantedaspessoas.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor nunca pediu dinheiro em nomedoinstituto?

Declarante:­Não,epretendonãopedirnosúltimosanosqueeutenho

devida.

DelegadodaPolíciaFederal:­Erasóodiretorfinanceiroquepediaou

maisalguémfaziaessetipodepedido?

Declarante:­Devetermaisgentequepedia,aíteriaqueperguntarpara

quemconhece.

DelegadodaPolíciaFederal:­Paraquemoconhece?

Declarante:­Deveriaperguntarparaquemconhece.

DelegadodaPolíciaFederal:­Queseriamosdiretoresfinanceiros?

Declarante:­OPauloOkamotto,podeperguntarparaoPauloquemé

quepedia.

DelegadodaPolíciaFederal:­QualeraafunçãodoPaulo?

Declarante:­OPauloéopresidentedoinstituto,oPaulocoordenao

instituto,coordenaasreuniões,oPaulocoordenaasdecisõesdoinstituto,opapelde

presidente.

DelegadodaPolíciaFederal:­Tambémpededinheiroparaoinstituto?

Declarante:­Euachoquepodepedir,nãoseisepede,maseuachoque

podepedir.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhornãolembra,porqueofluxo

financeirodoinstitutoégrande,entãoeventualmentepode

Declarante:­Eleémenosdoqueeuprecisava.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, sem entrar nesse mérito, mas eventualmenteumadoaçãograndeeladevesercomemorada

Declarante:­Nãohaviacomemoração.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,não,nosentidodequeuma empresa,numinstitutoquetenhaumadeterminadafinalidade,euacreditoqueuma doaçãograndeinseridaéchegadacombonsolhos,ouseja,essanotíciaétransmitida, eu falei isso para lhe perguntar, o senhor lembra do senhor Paulo Okamotto comemorando,dandoumaboanotíciaparaadiretoriadequeeventualmentetenha recebidoumaquantiasuficienteparaumdeterminadoprojeto?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Temumvalormínimodedoação,tem

algumadefinição?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Édadorecibo?

Declarante:­É,porquetudotemqueserlegalizado,seapessoadáo

dinheiroeuachoqueapessoaquercomprovaçãoquedoou.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eéportransferênciaouemreais?

Declarante:­Nãosei,nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualeraomontantemédioanualde

recursoauferido?

Declarante:­ Ah, não sei, não pergunte para mim essas coisas financeirasporqueeunãocuidodisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Nãoterianemideiadequanto

Declarante:­Nemnoinstitutoenememcasaeucuidodisso,emcasa

temumamulherchamadadonaMarisaquecuidaenoinstitutotempessoasque

cuidam.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhornãofaznemideia?

Declarante:­Nãofaçoideia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Dequantoentraemdinheiro?

Declarante:­Efaçoquestãodenãofazerideia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Comosãodestinadaseaplicadasessas

doações?

Declarante:Nãosei.

Delegado da Polícia Federal:­ Quem decide o senhor falou sobre quemaplicaetal,entãoseriaadiretoria?

Declarante:­Adiretoria.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorrecebeumaremuneraçãopelo

instituto?

 

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Existealgummuseusendoconstruído,

reformado?

Declarante:­TeriaseoMinistérioPúblicotivessedeixado,porquenós entramoscomopedido,oKassabnosdeuumterrenoalipróximoàregiãodaEstação daLuz,ondeestáfazendo Aquelaregiãodocracklá,acracolândia,oKassabnos deuoterrenoqueagentequeriafazeroMemorialdaDemocracia,oMinistério PúblicodeSãoPauloentroucomumprocessoeestásuspensoatéagora,entãonão tem;eupenseiemlevarparaauniversidade,masaíresolvideixarlá.

DelegadodaPolíciaFederal:­Efoienviadoalgumrecursoparaa

Áfricaparaeventualmenteajudarnamisériaoufome,algumacoisaassim?

Declarante:­Não,não.

DelegadodaPolíciaFederal:­AquinoBrasilfoi

Declarante:­Queeusaibanão.

DelegadodaPolíciaFederal:­EaquinoBrasil?

Declarante:­Deixaeulhefalar,oinstitutonãoéumaONG,oinstituto nãoé,eutomeiumadecisãoqueoinstitutonãoseriaumaONG,nósnãovamosfazer

uminstitutoque“Ah,mandar10milhõesparacuidarnãoseidoque,nãoseiaonde”,

não,nãoéesseopapeldoinstituto,opapeldoinstitutoétentarmostrarparaas pessoasqueépossívelpescar,opapeldoinstitutoéensinaraspessoasapescaros mesmos peixes que nós pegamos no Brasil, mostrar que é possível um país se desenvolver,evoluir,geraremprego,gerarrenda,melhoraravidadetodomundo,

melhorouavidadaPolíciaFederalpracacetenomeugoverno,melhorouavidados

catadoresdepapelpracacete,melhorouavidadopequenoprodutorruralcomo

nuncamelhorounessepaís,entãooquenósfazemosémostraroqueacontece,oque

épossívelfazernumpaís,esseéopapeldoinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­ E o meu papel pessoal, porque eu faria isso independentementedeinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­ Mudando um pouquinho de assunto

agora,osenhorconheceaempresaG4EntretenimentoeTecnologiaDigital?

Declarante:­Eunãoconheço,maseuseiqueachoqueédo,omeu

filhoachoqueerasóciodela,G4.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualfilho?

Declarante:­OFábio.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor sabe quais as atividades exercidasporela?

Declarante:­Nãosei.Essenegóciodegame,nãomeperguntenada

queeusouanalfabeto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorsaberiadizer,elejácomentou

comosenhorquantosempregados,eledáempregoparaquantagentelá,quantas

famíliassobrevivemdela,nãosabedizer?

Declarante:­Não,cadaumcuidadoseunessepaís.

DelegadodaPolíciaFederal:­Mas,assim,maisde5,maisde20?

Declarante:­Eunãosei,querido,nãotenhoamenornoção.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eosenhorsabeondeelasesitua?

Declarante:­Não.Aliás,eununcafui.

DelegadodaPolíciaFederal:­AlémdoseufilhoFábio,seriaumdos

sóciosdela,quemseriamosoutrossócios?

Declarante:­Nãosei,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­EelajárecebeuvaloresdoInstituto

Lula?

Declarante:­ Se prestou serviços, não recebeu benefícios, recebeu pagamentos,eunãoseiseprestouserviços,masseprestouserviçosrecebeu,todo mundoqueprestaserviçosparaoinstitutorecebe.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eosenhorsabeseelaprestoualgum

serviço?

Declarante:­Nãosei,nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­OsenhorconheceaempresaFlexBR

TecnologiaLtda.?

Declarante:­Essaeufaçoquestãoquevocêconheça.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eunãoconheço.

Declarante:­ Eu não conheço, quero que você conheça, eu não conheço,queroquevocêváconhecer.

DelegadodaPolíciaFederal:­Porquê?

Declarante:­Porqueéumapeçadeficção,eunãoconheço,nãosei

ondefica,euseiquevocêsestãoinvestigandoelaporqueeuvinorelatório,Deus

queiraquevámuitagentedaPolíciaFederalláparaver,everoqueelajáproduziu

navida.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor acha que é positivo ou negativooqueelaproduz?

Declarante:­Não,deixavocêsinvestigaremqueémelhor.Eusóespero

quedepoisqueinvestigaremmedeemumatestadodeestardizendoaverdadesobre

cadacoisa,sóisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorafirmaquenuncaouviufalar

nessaempresa?

Declarante:­Seeunãoouvifalar?Seeunãotivesseouvidofalareu

teriaouvidoaquinapetiçãoquememandaramaqui,porquetemescritonela.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,masassim,antesdeter

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,nunca,nãotemconhecimento,ok.

Obviamente,então,osenhorsaberiafalaralgumacoisaentreelaeoInstitutoLula,

algumarelaçãoentreelas?

Declarante:­Não.

Delegado da Polícia Federal:­ Em relação a Camargo Correa, ConstrutoraCamargoCorrea,querelaçãoelapodetercomoInstitutoLula?

Declarante:­Nenhuma.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhortemconhecimentoseelafez

doaçõesaoInstitutoLula?

Declarante:­Atésaiunaimprensaqueelafez.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eosenhorsabedizerquempediuas

doaçõesparaela?

Declarante:­Euvourepetir,devetersidoouotesoureirodoinstituto

oualgumdiretordoinstituto,eladeuparaoinstitutoachoqueametadedoqueela

deuparaoFernandoHenriqueCardoso,metade,deveriaterdadomais,masdeu

menos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Equeméotesoureirodoinstituto?

Declarante:­Olha,euvourepetiraqui,ouéoCelsoMarcondesouéa

ClaraAnt,senãofornenhumdosdoiséopresidentedoinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ok.

Declarante:­Senãoforopresidentedoinstituto

Delegado da Polícia Federal:­ O Paulo Okamotto então pode ser tesoureirotambém,elepodeexercerafunçãodetesoureirotambém?

Declarante:­Quem?

DelegadodaPolíciaFederal:­OPauloOkamotto.

Declarante:­Équeopresidenteéamaiorautoridadedoinstituto,éa

maiorautoridadedoinstituto,entãomesmocoisasqueatesourariafaçamuitasvezes

têmquepassarporele,éassimaténoCorinthians.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãoépossível,porexemplo,queo

próprioPauloOkamottoouaClaraAnttenhampedidodoaçõesaqualquerempresa,

entreelasaCamargoCorrea?

Declarante:­Épossível,épossível.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.OmesmoseaplicaàOAS,ou

seja

Declarante:­Atodas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Odebrecht?

Declarante:­Atodas.

DelegadodaPolíciaFederal:­AndradeGutierrez?

Declarante:­Aosbancos

DelegadodaPolíciaFederal:­ÀUTC?

Declarante:­Todas,todas,todas.

DelegadodaPolíciaFederal:­QueirozGalvão

Declarante:­Todas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Enfim,todasessasfizeramdoaçõesao

InstitutoLula

Declarante:­Nãoseisetodasfizeram.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nãosabe?

Declarante:­Nãosei,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Vocêperguntouda,da

DelegadodaPolíciaFederal:­CamargoCorrea

Declarante:­DaCamargoCorrea,eudissequeaimprensajádeuquea

CamargoCorreatinhadoadodinheiroparaoinstitutoedissequeeladooumetadedo

quedoouparaoFernandoHenriqueCardoso,orestante

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor saberia dizer quem na CamargoCorreaseriaointerlocutordaCamargoCorreaparafazerdoação,ouda OAS?

Declarante:­Nãosei.Nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­AlguémdaOAS,alguémdaAndrade

Gutierrez,queagentepossaverificarporquepassouporessapessoa?

Declarante:­Eujádisseparavocêqueamimnãointeressadiscutir

essesassuntos,nãomeinteressa.

DelegadodaPolíciaFederal:­EmrazãodasdoaçõesaoInstitutoLula, o senhor já gestionou pelos interesses dessas empreiteiras em contratos e financiamentos?

Declarante:­Nãoentendiapergunta.Dormiupoucoessanoite?

Defesa:­Não,dormibem.

DelegadodaPolíciaFederal:­Emrazãodasempresasquedoaram

valoresparaoInstitutoLula,comoessas,CamargoCorrea,OASouqualqueruma

outra,osenhorjáchegouafazergestãoparaqueelasfizessemalgumcontratocoma

administraçãopúblicafederal?

Agente da Polícia Federal:­ A hora que precisar interromper para comeralgumacoisa,então.Jáestátudoaqui,oMoraistrouxe.

Declarante:­Oquevocêstêmaquiparacomer?

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,podedarumaolhadinhaaí,pode

abrir,oqueacharqueébom

Defesa:­Opioréquetemosoutrostodosolhandoaí

Delegado da Polícia Federal:­ Não, a gente tomou café, o ex­ presidentenofimsaiusemcaféetemtodoodireitoaídesealimentar.

Defesa:­Epodepararsequiser.

Declarante:­Eunãoquerosóumpãozinho.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãovouaproveitarparapegarum

cafezinhotambém.

Declarante:­Entãoeuvouescolheromistoquente.

Defesa:­Deveriaterpegooutro.

Declarante:­Não,éamesmacoisa,voucomerummistoquente O

senhorquer?

Defesa:­Não,obrigado.

Declarante:­Osenhortomoucaféemcasa?

Defesa:­Comialgumacoisinhanocaminho.

Declarante:­Tempãodequeijoaqui,olha,quemquiserpãodequeijo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Achoquetrouxeramparatodos.

Declarante:­Não,foiparatodos,nãofoisópramim.

DelegadodaPolíciaFederal:­Doutor,euvoupassarparaosenhorum mandadodeintimaçãoparaumaaudiência,umaaudiênciaqueosenhorLuizInácio Lula da Silva deve comparecer em São Paulo mesmo, no Fórum, enquanto eu continuo as perguntas o senhor olha se está tudo ok, depois a gente só pega a assinatura.

Defesa:­Estábom.

DelegadodaPolíciaFederal:­Aviadossenhoresedepoispegaro

ciente.Osenhorfiqueàvontade,quandoagenteforrecomeçarosenhorsómeavisa.

Declarante:­Vocêsabeque

Defesa:­Estádesligada,né?

DelegadodaPolíciaFederal:­Não.

Defesa:­Massólembraroseguinte,continualigadoissodaqui.

Declarante:­Sequisercontinuar,podecontinuar,euseifalardeboca

cheia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,eusónãoqueroatrapalharo

seucafé.

Declarante:­Nafábricaagentetrabalhavaemhoráriocorrido,você

tinhameiahoraparacomer,entãoeraumadesgraça,vocêcomiafalando,então

Defesa:­ Quem tirou tanta gente da miséria tem direito a comer

também.

DelegadodaPolíciaFederal:­Éverdade.

Declarante:­Éleite,issoéchá,né?

DelegadodaPolíciaFederal:­Issoaquiéchá.

Defesa:­EuacreditoquejáhouveumacartaprecatóriaemSãoPaulo,o

senhorsabedizerseéamesma?

DelegadodaPolíciaFederal:­Olha,eunãofaçoamínimaideiado

queéissoaí,sóchegouparamimagoraomandadodaintimação,nãoseinemda

ondeveiodireito,nãotivetempodeler.

Defesa:­ Há um réu numa ação penal que arrolou o senhor como testemunha,oréuJoséCarlosBumlai,eaoquemeconstajáchegouaintimação,mas parecequeojuizaquiquepresideoprocessofezencaminharelediretamenteuma novaintimação.Oestranhoéqueveionaverdadesemprecatória,masaformacomo chegou,queméqueencaminhouissoaqui,essedocumento?

DelegadodaPolíciaFederal:­Chegounoe­maildocolegaaquida

nossaequipedizendo“Olha,chegouumaordemjudicialpedindoparaquetuintimes

oex­presidenteLula”.

Defesa:­Então,éporqueeunãoestouvendoéoseguinte,querdizer,

háprocedimentoquesedeveobservar,então

Delegado da Polícia Federal:­ Talvez isso até favoreça o próprio

intimando

Defesa:­ É, na verdade eu prefiro sempre observar o procedimento

legal.

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,maseucostumodizersempre“A

ordemjudicialagentecumpreenãoquestiona”,entãoeuestoucumprindouma

ordemjudicial.

Defesa:­Paramimoprocedimentoéimportante.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, claro, mas eu acho que se o

senhor

Defesa:­Eugostarianaverdadedesaberaorigem,porqueeunãoposso

assinarumdocumentoqueveiosemcartaprecatória

Delegado da Polícia Federal:­ Não, eu estou declarando aqui no audiovisualqueessedocumentochegoupore­mailparaanossaequipepolicial,a origemfoi

Defesa:­Temonúmerodoprocesso?

Delegado da Polícia Federal:­ Está aqui. A 13ª vara federal encaminhandoummandadodeintimação,agora,nestemomento,eupassoadar

ciênciaaosenhorLuizInácioLuladaSilvaqueexisteumapetiçãonúmero5007401­

06.2016.404.7000,Paraná,esseéonúmerodoprocesso,orequerenteéoMinistério

PúblicoFederaleorequeridoéasenhoraMarisaLetíciaeosenhorLuizInácioLula

daSilva,MandadodeIntimação,doutorSérgioFernandoMoro,JuizFederalda13ª

VaraFederal,mandaaquaisquerautoridadespoliciaisaquemesteforapresentado queemseucumprimentoprocedamaintimaçãodosenhorLuizInácioLuladaSilva, qualificação,paraquecompareçanasededaJustiçaFederalemSãoPaulo,situadana

AvenidaMinistroRochaAzevedo,25,nasaladevideoconferência1,décimoquinto

andar,paraaudiênciadeinstruçãoqueserárealizadaporvideoconferêncianodia14

demarçode2016,asnoveemeiadamanhã,ocasiãoemqueseráouvidocomo

testemunhaarroladapeladefesadeJoséCarlosCostaMarquesBumlai,acercados fatosdescritosnadenúnciaoferecidapeloMinistérioPúblicoFederalnosautosda

açãopenal5061578­51.2015.404.7000.Entãoéapenasummandadodeordempara

umatestemunha,agoraseosenhorachaqueoprocedimentonãoécorreto,aquinãoé

omomentoparaosenhoralegarporqueeuapenasestoucumprindoummandado,

maseventualmenteosenhorpodepeticionarnosautosseosenhorentenderque

não

Defesa:­Équemecausousurpresaporquefoiexpedido,peloqueme

consta,umacartaprecatória,entãoeunãoentendisóa,a

DelegadodaPolíciaFederal:­Mas,comoeulhefalei,eurealmente

nãotenhoconhecimento.

Defesa:­Asistemáticaquefoiadotada,háumaduplicidadedeatos

processuais,atéporqueéumpoucoinusual,mastudobem.

Delegado da Polícia Federal:­ Mas, assim, como o processo é eletrônico,oprocessoeletrônico

Defesa:­Agentevai,vouchecar,vouchecar.

Delegado da Polícia Federal:­ Isso, eu realmente não tenho conhecimento.

Defesa:­Eutenhoocódigoverificadorali,né.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, não, não, é que o processo é eletrônico,elesvãosaberexatamenteseestáhavendoduplicidade,sóprecisaassinar.

Ministério Público Federal:­ É comum, doutor, principalmente quandonãoéréu,expede­seaprecatória,àsvezestentamportelefone,entãoéum procedimentoparatentarrealmentealcançarapessoa,foiatrásenãoobteveaquele sucesso,émaisparatentaracharatestemunha.

Defesa:­Naverdade,aprecatóriafoiexpedidaejáfoicumprida,então

éissoquemecausouumacertaestranheza.

MinistérioPúblicoFederal:­Nãodeveterretornadoainda.

Defesa:­É,podeser,podeser.

MinistérioPúblicoFederal:­Nãodeveterretornadoeaíojuizdeve tertomadoessaprecaução“Olha,tentatambémlevaraoconhecimento ”

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,antesdagentecomeçarsópega

ocientedoex­presidente.

Nãoidentificado:­Aquino

DelegadodaPolíciaFederal:­Isso,essaaquiénossaviaeessaéa

deles.

NãoIdentificado:­Essaaquiéadevocês?

DelegadodaPolíciaFederal:­Isto.

Nãoidentificado:­Fazofavor,aquidolado

Declarante:­Temqueassinaraqui?

Defesa:­Isso,sócolocarciente.

Nãoidentificado:­4demarço

Defesa:­04/03/2016eaassinaturadosenhor

Declarante:­Estoufazendoumacoisaremunerada,oacordodedar

essedepoimentoqueeuvoudar

Nãoidentificado:­Sórubricaraprimeiraaí,fazfavor,sórubricar.

Obrigado.

Defesa:­Essaéumaintimaçãofilmada?

DelegadodaPolíciaFederal:­É.

Declarante:­Estoupronto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ok.Então,apartirdessemomento,o Coronel Morais passa a estar presente como testemunha, assim como o agente Almeida,apenasparaconstar.OsenhorconheceosenhorJosédeFilippiJúnior?

Declarante:­Conheço.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualarelaçãodosenhorcomele?

Declarante:­Arelaçãoédepetista,elefoiprefeitodeDiadema,foi

secretáriodeDiadema,foisecretáriodaprefeituradeSãoPaulo,foideputadofederal.

Delegado da Polícia Federal:­ Extraindo essa questão partidária, política,qualéarelaçãoqueosenhortemcomele?

Declarante:­Umarelaçãopessoalboa.

Delegado da Polícia Federal:­ Qual a relação que ele tem com o InstitutoLula?

Declarante:­ Ele foi diretor do instituto nos anos, no começo do

instituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Edesdequando

Declarante:­Hojenenhuma.

DelegadodaPolíciaFederal:­Desdequandoelenãotemmaisrelação

comoinstituto?

Declarante:­Ah,desdequeeudeixeioinstituto,achoquedesdequeeu

fuieleitoPresidenteou,ou,eunãoseiprecisoadata,maseupensoqueeleteve

funçãonoinstitutoatéocomeçodomeumandato,depoisachoqueeledeixou,acho

queeledeixou,hojeelenãotemnenhumafunção.

DelegadodaPolíciaFederal:­Seriaquandomaisoumenos?

Declarante:­Ah,eunãosei,querido,precisaradata.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nosúltimosseisanoseleexerceu

Declarante:­Não,achoquenão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Elefoipresidentedoinstituto?

Declarante:­Foi.

DelegadodaPolíciaFederal:­Lembraquando?

Declarante:­ Não me lembro, deve ter sido logo que eu deixei o

instituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eletambémpoderiaestarnosúltimos

anosfazendopedidodedoaçõesparaoInstitutoLula,mesmotendosedesvinculado

doinstituto?

Declarante:­Paraoinstitutoeunãosei,euseiqueelefoicoordenador

daminhacampanhaem2006.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eelepoderiaestarpedindotambém

paraoInstitutoLula,alémdacampanha?

Declarante:­Aínãosei,nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Depoisde2006,eleteriaalgumpedido

emnomedoInstitutoLula,continuouexercendoalgumafunção?

Declarante:­ Não, não acredito porque o instituto estava quase

paralisado.

DelegadodaPolíciaFederal:­Em2006?

Declarante:­É.

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,digamosqueaté2011,quandoo

senhor reativou, digamos assim, o Instituto Lula, ele não deveria estar pedindo doaçõesparaoInstitutoLula?

Declarante:­Nãodeveria,achoquenão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Edepoisde2011elenãoestavamais

Declarante:­Achoquenão.

DelegadodaPolíciaFederal:­Exercendoqualquerfunção,éisso,ok.

Declarante:­Achoqueelefoieleitodeputadofederalem2010,não

foi?

Defesa:­Nãosei,achoquefoisim.

DelegadodaPolíciaFederal:­ElefoiprefeitodeDiadema?

Declarante:­ Foi três vezes prefeito de Diadema, foi secretário de Diadema,foisecretáriodeobra,foisecretáriodasaúdeaquiemSãoPaulo,omelhor prefeitoquenóstivemosemDiadema.

DelegadodaPolíciaFederal:­ComaempresaLILSPalestras,oJosé

Fillipitemalgumarelação?

Declarante:­Nãotem.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nuncateve?

Declarante:­Nuncateve.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãoelenuncateriaautorizaçãopara

pediroufazeragendamentodepalestras,tratarqualquervalorderemuneraçãoa

palestras?

 

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Issoosenhorafirmacomcerteza?

Declarante:­Tem99%depossibilidadequeelenuncatratoudisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Pelomenoscomasuaautorização?

Declarante:­É.

DelegadodaPolíciaFederal:­EmrelaçãoàLILS?

Declarante:­ Nunca, eu nunca fui fazer uma palestra a convite do

Fillipi.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Nuncaconversoucomigosobreisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Nacondiçãodetesoureirodasua

campanhade2006,osenhortemconhecimentodequeconstrutoraseleteriapedido

dinheiro, na qualidade de tesoureiro da sua campanha em 2006 o senhor tem conhecimento para quais construtoras, grandes construtoras do Brasil, ele teria pedidodoaçõesparaacampanha?

Declarante:­ Deve estar na justiça eleitoral, deve estar no relatório apresentadoeaprovadopelajustiçaeleitoral.

DelegadodaPolíciaFederal:­EcomrelaçãoàUTCEngenharia,o

senhorlembra?

Declarante:­ Não lembro. Não me pergunte qual empresa individualmente,anãoserqueagenterequeiraaíorelatórioapresentadopeloPT.

Delegado da Polícia Federal:­ Isso a gente tem acesso, mas se o senhorpuderlembrar

Declarante:­Deixaeulhefalarumacoisa,umPresidentedaRepública

queseprezenãodiscutedinheirodecampanha,seelequiserserpresidentedefatoe

dedireitoelenãodiscutedinheirodecampanha.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Umadoaçãode2,4milhõesfeita

pelaUTCEngenharia,osenhornãotomouconhecimento?

Declarante:­Nemessaenemoutras.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Masseeladooudeveestarregistradonajustiçaeleitoral.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor já ouviu falar, tomou conhecimentodeumapossíveldoaçãofeitapelaUTCaopartidodostrabalhadores, emrazãodecontratoscelebradoscomaPetrobras,comosefosseumaespéciede,por exemplo,comissão,osenhorjáouviufalarnisso?

Declarante:­Eunãoacreditonisso,eunãoacredito,emmuitacoisa

queeuvejonaimprensasobreLavaJatoeunãoacredito.

DelegadodaPolíciaFederal:­ Ok, mas o senhor ouviu falar nisso antesdaLavaJato?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­EcomrelaçãoaocontratoqueaUTC

EngenhariafirmouparaoComperj,osenhorsabesehouvealgumadoaçãoparao

partidodostrabalhadoresemrazãodisso?

Declarante:­Nãosei,nãosei.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor conhece João Henrique

Worn?

Declarante:­Quem?

DelegadodaPolíciaFederal:­JoãoHenriqueW.O.R.N,entãopode

serVorn,Worn.

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhornãosabeentãodizerquala

relaçãodelecomoJoséFillipi?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­OsenhorsabeseoJoséFillipicostuma

usarumserviçodetáxicomomesmotaxista?

Declarante:­Serviçodeque?

DelegadodaPolíciaFederal:­Táxi,táxi

Declarante:­Eunãosei,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nãosabeseeleandadetáxi?

Declarante:­Nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Sabesetemalgumtaxistaqueéamigo

dele?

Declarante:­Nãosei,nãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?

Declarante:­Anossaamizadenãochegaatanto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Porissoqueeupergunteiqualeraasua

relaçãocomele,osenhordissequeeraumarelaçãoboa

Declarante:­Comoéqueeuvousabercomoeleanda?

DelegadodaPolíciaFederal:­Maséqueàsvezestempessoasquea

genteconhecequesabequesóandadetáxi.

Declarante:­Esperoqueeletenhacarro,queeledirija.

DelegadodaPolíciaFederal:­É,é,estácerto.

Declarante:­ Aqui em São Paulo também andar de táxi é uma preferênciahoje.

Delegado da Polícia Federal:­ Pois é. O senhor conhece Rogério AurélioPimentel?

Declarante:­Conheço.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualarelaçãoqueosenhortemcom

ele?

Declarante:­Eletrabalhoucomosegurançadesde1989.

DelegadodaPolíciaFederal:­Segurança?

Declarante:­Segurançanaminhacampanhapresidencial,depoisele

foitrabalharnapresidênciadarepública,foiauxiliaradonaMarisa,depoisqueeu

deixeiapresidênciadarepúblicaelefoitrabalharnoSESI.

DelegadodaPolíciaFederal:­EcomoInstitutoLula,eletemalguma

relação?

Declarante:­Nenhuma.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nenhuma?Elecostumavafrequentaro

InstitutoLula?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?Osenhortemconhecimento,o Instituto Lula nunca pediu nada para ele, e ele também nunca trabalhou para o InstitutoLula,nuncapediuemnomedoInstitutoLula?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­OAuréliotemalgumapelido?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?

Declarante:­Não,queeusaibanão.

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor, quando tiver alguma

intervenção

Defesa:­Ahtá,não,foisópra

Delegado da Polícia Federal:­ Alguma complementação. Rogério AurélioPimentelfaziacontatocomempresaspotencialmenteparaseremdoadorasdo InstitutoLula?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­EcomaLILSPalestras?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Tambémnão.Damesmaformaquenão

tinhanuncaautorizaçãoparapedirdoaçõesouagendarpalestras,elenuncatrabalhou

paraaLILS?

Declarante:­Nemprapedir,nempradar,nãotemnenhumarelação.

Delegado da Polícia Federal:­ Paulo Cangussú André, o senhor conhece,PauloGangussúAndré?

Declarante:­Paulo?

DelegadodaPolíciaFederal:­PauloCangussúAndré,achoqueAndré

éosobrenome.

Declarante:­PauloCangussú?

DelegadodaPolíciaFederal:­Talvezosenhorpossaconhecerpor

apelidooualgumacoisa?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Obviamente,então,osenhornãovai

dizerseeletemalgumrelacionamentocomosenhoroucomoInstitutoLulapelo

nome.

Declarante:­PauloCagussúeunãoconheço,aliáséaprimeiravezque

euvejoessenomeCangussú.

DelegadodaPolíciaFederal:­É,podeserPauloAndré,PauloAndré

jáéumnome

Declarante:­PauloAndré,PauloAndrééummeninoquetrabalhacom

oPauloOkamotto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Isto.

Declarante:­Eleéummeninoquecuidadainfraestrutura,dasviagens,

dehotéis.

DelegadodaPolíciaFederal:­RelacionadasaoInstitutoLula?

Declarante:­InstitutoLula.

DelegadodaPolíciaFederal:­Compalestras?

Declarante:­Não,palestrasnão,infraestruturadeviagensminhas,se

euforparaBrasíliaéoPauloAndréquecuidadeavião,seeuforparaumhoteléo

PauloAndréquecuidadohotel,éissoqueelefaz.

DelegadodaPolíciaFederal:­SemprecomrecursosdoInstitutoLula

oudaLILS?

Declarante:­ Sempre com recursos do Instituto Lula ou da LILS, dependedequemvaifazeroevento.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eleentãoéoseusecretário?

Declarante:­Não,eletrabalhaparaoinstituto.

Delegado da Polícia Federal:­ E por que ele presta serviços para

LILS?

Declarante:­ElenãoprestaserviçosparaLILS.

DelegadodaPolíciaFederal:­Équeosenhoracaboudedizerque

quandoosenhorvaifazerumapalestraelequemarca

Declarante:­ElenãoprestaserviçopraLILS,eleprestaserviçoparao

instituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Masosenhorvaifazerumapalestra

pelaLILS,osenhordissequeelequemarca

Declarante:­QuandoeuvoufazerumapalestrapelaLILS,oinstituto,

ClaraAntouqualquerdiretoréquecuidadisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­EntãooInstitutoLulacuidadassuas

palestrastambém?

Declarante:­Dealgumas,dealgumas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eareceitadessaspalestrasvaiparao

institutoouparaaLILS?

Declarante:­ Ela fica na LILS e vai ser utilizada quando todas as empresas que vocês estão destruindo nesse país não puderem contribuir mais financeiramente,odinheirovaiserutilizadoparamanteroinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entãoosmesmostesoureiros,pessoas

quetrabalhamparaoInstitutoLulatambémprestamserviçosparaaLILS?

Declarante:­ElesnãoprestamserviçosparaaLILS.Deixaeulhefalar

umacoisa,aLILSéumaempresaquefoicriadaapenasparadarnormajurídicaàs

palestrasqueeufaço,quandoalguémquercontrataraLILSalguémligadiretamente

láparaoInstituto,ligaparamim,ligaparaoPaulo,ligapraClara,ligaparatodo

mundo,certo?EumonteioescritóriodaLILSparacumprirnormajurídica,sóisso.

Delegado da Polícia Federal:­ Ele funciona na mesma sede do

instituto?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualéasededele?

Declarante:­Não,elenãotemsede,naverdadeeucoloqueioendereço

noapartamentomeupararecebercorrespondência,maschega

DelegadodaPolíciaFederal:­Equemtratadessaspalestras,tratados

valoresquedevemsercontribuídos,quemfaztudoisso?

Declarante:­Aspessoas,quandomandamcarta,aspessoasmandam

cartadiretamenteparaoinstituto,paraaLILSviainstituto.

Delegado da Polícia Federal:­ E quem faz essa operação, o secretariadodosenhor,vêasuaagenda“Olha,voufazer”.

Declarante:­Temagendaminhanoinstituto

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemfazisso?

Declarante:­OMarcoAuréliofazminhaagenda,aClaraAntcuidada minha agenda, é a diretora responsável de cuidar de todas as minhas atividades sindicais,políticas,doinstituto,tudopassa

DelegadodaPolíciaFederal:­EoPauloAndrétambém?

Declarante:­Tudopassapelamãodela.OPauloAndrééapenasa questão de infraestrutura, “Ah, preciso alugar num quarto num hotel”, “Preciso alugarumavião”,precisafazeroutracoisaécomoPauloAndré.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Ecomrelaçãoàsdoações,ele

tambémfaziacontatocomempresas?

Declarante:­Não,não.Eunãoacredito,porqueeleéumfuncionário

doinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Aindaé?

Declarante:­Eunãoacreditoporqueeleéumfuncionáriodoinstituto,

elenãocuidadessascoisas.

DelegadodaPolíciaFederal:­ Ou seja, ele ainda é funcionário do

instituto?

Declarante:­Deveser,éfuncionáriosim.

DelegadodaPolíciaFederal:­Hojeéele

Declarante:­EletrabalhadiretamenteligadoaoPauloOkamotto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

LUIZINÁCIOLULADASILVA–PARTE3

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorconhece,então,aClaraAnt,

comoosenhorjáfalou,qualarelaçãodelacomosenhor?

Declarante:­ A Clara Ant é fundadora do PT, deputada estadual e

trabalhacomigohá25anos.

DelegadodaPolíciaFederal:­ComoInstitutoLulaosenhortambém

jáfalou,queelaaindaestálá,obviamenteeladevefrequentaroInstitutoLula,qual

seriaessafrequênciaqueelacompareceao

Declarante:­Quem?

DelegadodaPolíciaFederal:­AClaraAnt.

Declarante:­Todosantodia,das10às7,às8danoite,todosantodia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Elafazcontatoscomasempresasque

sãodoadoras,colaboradoras?

Declarante:­Não,nãofaznão.

Delegado da Polícia Federal:­ Com relação à LILS, ela faz então contatos,comoosenhorfalou,acaboudefalar?

Declarante:­Elarecebe

DelegadodaPolíciaFederal:­Nóstemosumarelaçãodedoaçõesou pagamentosporserviçosprestados,comimpostoretidonafonte,enfim,dealgumas empresas, por exemplo, eu vou pegar uma mais recente, é mais provável dar

lembrança,noanode2014,temaVanucci&Vanucci,FM2Comunicações,Nemala

Assessoria,DiogoAntônioRodrigues,essas4empresasqueeufalei,porexemplo,a

Nemala,osenhortemideiaqualfoiacontraprestação,teriamsidopalestrasouteria

sidodoações?

Declarante:­ Nunca nem ouvi falar nessa empresa, como que é o

nome?

Delegado da Polícia Federal:­ Nemala Assessoria e Planejamento EstratégicoeProjetos,não?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­AVanucci&Vanucci?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­FM2Comunicações?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­DiogoAntônioRodrigues?

Declarante:­Eoqueessasempresasfizeram?

Delegado da Polícia Federal:­ Elas doaram ou pagaram para o InstitutoLulaouparaaLILS,entrounocaixa;porexemplo,essaempresaNemala,

queosenhornãoconhece,elapagou292.441,95reais,provavelmentesejaemrazão

depalestrasconcedidas,senãoforpalestrapodesercaixadedoações.

Declarante:­Nãotenho,nãotenhoamenorideia.

DelegadodaPolíciaFederal:­StuartConsultoria?

Declarante:­Nenhumadessasquevocêfaloueutenhoamenorideia

doqueseja.

DelegadodaPolíciaFederal:­ Sim. LFS Contabilidade, Tributos e

Consultoria?

Declarante:­Oqueéisso?

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,umadasempresasquepassou

dinheiro,essa,porexemplo,36mil.Temumaaquiquetalvezosenhorválembrar

porqueémaisde1milhãodereais,G4EntretenimentoeTecnologia.

Declarante:­Éoqueeudisseparavocês,seaG4prestouserviçospara

o instituto, se ela prestou serviços, o instituto paga corretamente os serviços prestados.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.ParaaG4.ÉdoseufilhoFábio,

nãoé?

Declarante:­É.Issojáfoiapresentadoparaareceitafederal,jáesteve

láxeretando.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não.Paraosenhorterumaideia

deimpostodevidoquefoirecolhidofoi16milreaisdessaprestaçãodeserviços,1

milhãoe67mil,osenhortemideiadoquepodetersidoprestadopelaG4aoInstituto

LulaparaqueaG4tenharecebidoessevalor?

Declarante:­ Olha, se não me falha a memória, deve ter sido do MemorialdaDemocracia,porquenósfizemosomemorialdigitalqueestánoar,nós fizemosoMemorial,fizemosoPolíticasPúblicas,sãodoisprogramasqueestãonoar paradifundiroqueaconteceunoBrasil,aíissoimplicoufazerfilmes,implicoufazer estudo,devetersidoisso,mascomovocêsestão,estão OPauloOkamottovaiestar prestandodepoimentoounão?

DelegadodaPolíciaFederal:­Éparaestar,eunãotenhoideiase

Declarante:­ Pois se ele estiver ele deve falar, porque ele é que

contrata.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo,certo.Asempresasqueeufalei

anteriormentetambémsãotodasrecebedoras

Declarante:­Oque?

DelegadodaPolíciaFederal:­Aquelesnomesqueeulhefalei,queo

senhornãoconhece,porexemplo,aNemala,elaérecebedoraatítulodeserviços

prestados

Declarante:­Ah,deveser,látrabalhourecebeu,lánãoéquenemo

poderpúblicoquenãopaganão,láagentepaga.

DelegadodaPolíciaFederal:­Aqualosenhorserefere,aofederal

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Aquepoderpúblicoosenhorserefere,

federal,estadualoumunicipal?

Declarante:­ Todos. Uma das coisas que fomentou a corrupção no BrasilaolongodotempoéqueoMinistérioPúblico,opoderpúblicofingiaque contratavaobra,fingiaquepagava,aempresafingiaquefazia,ficavatudocomo antes.Antesdeeuchegaràpresidência,oservidorpúblicofingiaquetrabalhava,o governofingiaquepagava,oBrasilsefodia,então,desculpeapalavrahorrível,então nósresolvemosmoralizartudoisso,euadoteicomopolíticaoseguinte,éoseguinte, primeiropagaremdia,eusótenhocredibilidadecomaspessoasseeupagaremdia, seeufingirquepagoeapessoafingequerecebealguémvaienganaralguém,então euopteipelaseriedadeeissovaleparaoinstituto.

Defesa:­Doutor,aperguntaeravalorespagosouvaloresrecebidos?

DelegadodaPolíciaFederal:­ValorespagospeloInstitutoLula.

Declarante:­Essacoisacontratada

DelegadodaPolíciaFederal:­Éporissoqueeucorrigi.

Defesa:­É,exatamente,entãoficaclaroqueosenhorcorrigiuporque

nocomeço

DelegadodaPolíciaFederal:­É,euinterpreteiaplanilhacomose tivesseessaspessoasdoandoparaoinstituto.Éporissoqueagora,háumminuto atrás, eu corrigi dizendo que essas empresas que eu citei na verdade receberam dinheiro,éporissoque

Defesa:­ Só para deixar claro que houve, para ficar bem claro que houveessaretificaçãodasuapergunta,porquenoinício,quandoseperguntoucomo entrada,eleficoureticente,paradeixarclaroquenaverdadeumaperguntaerradaque depoisfoicorrigida.

DelegadodaPolíciaFederal:­Isso.Eudeixeiclaro,inclusive,oex­

presidentedissequeprestouserviço,pagoueporissoqueelefalouagoraqueopoder

públiconãopaga.

Defesa:­Aperguntafoirefeitadeumaformacorretaeaíentãoelepôde

semanifestar.

DelegadodaPolíciaFederal:­Foirefeita,foirefeita,exatamente.Flex

BRTecnologia,elarecebeu114mil,osenhortemideia?

Declarante:­Quanto?

DelegadodaPolíciaFederal:­114mil,noanode2004.

Declarante:­Serecebeu,pagouserviço,meufilho.

DelegadodaPolíciaFederal:­TextualTraduções?

Declarante:­Não.

Delegado da Polícia Federal:­ Rima Soluções em Comunicação, o senhor conhece essa empresa aqui, Soluções em Comunicação, recebeu 199 mil reais?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Vamos1anomaispratrás,vêseo

senhorlembradealgumadessasempresasoudessesvalores?

Declarante:­Queano?

DelegadodaPolíciaFederal:­2013.AmesmaRimaqueem2014

ganhou200mil,em2013foi83mil,aVanucci&Vanuccidenovoem2013,ganhou

102mil,aG4Entretenimentoquetinhaganhadoem20141milhãoe67mil,noano

de2013elarecebeu263milreais,em2013osenhornãolembra

Declarante:­Euvourepetiramesmacoisa,vourepetiramesmacoisa,

serecebeuprestouserviço.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo,certo.EaMultiInterpretação

Ltda.?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?nãolembra?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Vamosmaisparatrásumpouquinho,

há3anosatrás,quase4anos,em2012,Vanucci&VanucciLtda.mais89mil,Brasil

Arquitetura100mil,Rimadenovo,dessavezsó12mil,G4Entretenimentodenovo

em2012,18mil,LFSContabilidade15mil,MultiInterpretação50mil.

Declarante:­Primeiro,entenda,primeiroeuficoatéconstrangidode vocêestámefazendoessasperguntas,porquequeinteressealguémtememsaberse

umaempresarecebeu18milreais,17milreais?Serecebeudinheirodoinstituto

prestouserviço,seprestouserviçotemnota,setemnotajáfoipagoosimpostos

direitinho.

DelegadodaPolíciaFederal:­Essaéumaoportunidadedeosenhor

poderesclarecerissotudosobre

Declarante:­Não,essaoportunidade

Delegado da Polícia Federal:­ Agora se o senhor não tem conhecimento

Declarante:­Naverdadeéaoportunidadedeficarconstrangidoaqui, respondendoperguntasque,eeuseiquenãoévocêqueinventapergunta,euseio critério, mas sinceramente, sinceramente tem coisa muito mais séria para me perguntar.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Vamos tratar agora mais da LILS, nós citamos bastante o instituto, daquelas pessoas ligadas a ele, vamos formularperguntas

Defesa:­Doutor,oobjetodainvestigaçãoosenhorpodeesclarecerqual

é?

DelegadodaPolíciaFederal:­Sim.Comoeujáadianteiparaoex­

presidente,eleenvolvereformaseaquisiçãoeregistrodapropriedadedosítioem

Atibaia,eventuaisreformaseregistrodepropriedadedoflat

Declarante:­OsenhordeveriaestarentrevistandooMinistérioPúblico,

trazeroConserinoaquiefazerperguntaparaele,paraeledizerqueémeu,paraele

dizerqueoapartamentoémeu,paraeledizerqueeupagueioapartamento,eleque

temquedizer,nãoeu.

DelegadodaPolíciaFederal:­Oqueinteressaparanós

Declarante:­Queocidadãocontaumamentiraeeusouobrigadoa

ficarrespondendoamentiradele.

DelegadodaPolíciaFederal:­Masseosenhornãoresponderquem

vairesponder?

Declarante:­UmcidadãoqueémembrodoMinistérioPúblico,que ficaaserviçodaGlobo,doJornalGlobo,daRevistaVeja,fazendoinsinuaçõeseeu tenho que responder? Ele que diga, ele que prove, no dia que ele provar que o apartamentoémeualguémvaimedaroapartamento,ouoMinistérioPúblicovaime compraroapartamentoouaGlobomecompraoapartamento,ouaVejamecompra oapartamento,ouseiláquemvaimecompraroapartamento,oquenãoépossívelé queagentetrabalhetantoparacriarumainstituiçãofortenessepaísedentrodessas instituiçõespessoasquenãomerecemestarnessainstituiçãoestejamaserviçode degradaraimagemdepessoas,nãosoueuquetenhoqueprovarqueoapartamentoé meu,eleéquevaiterqueprovarqueémeu,elevaiter,euesperoqueeletenha dinheiroparadepoispagaremedaroapartamento,eujáestoudesacocheiodisso, essaéaverdade,estãogravandoaquiparaficarregistrado.Euestoudesacocheiode ficarrespondendobobagens.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Mas, lembre­se que é a oportunidadedasuadefesa,dosenhorresponder,piorseosenhornãotivesseessa oportunidade,graçastambémaoestadodemocráticodedireitoosenhortemessa liberdade

Declarante:­Mas,tranquilo,meuproblemanãoécomvocênão,eu

estouirritadoporqueeuachoque

Defesa:­Oobjetodadenúncia

Delegado da Polícia Federal:­ Então, continuando, desculpe, continuando,oobjetoainda,asdoaçõesapuradaserecebidasporLILSPalestrase EventoseInstitutoLula,queforamrecebidasdeempresasinvestigadasnaLavaJato,

porsetrataremdedoaçõesgrandes,depagamentosgrandesfeitosporelas,eporestar comprovadoqueessasmesmasempresastinham,jáforaminclusivecondenadasem esquema que envolve a Petrobras, a gente precisa saber se o ex­presidente tem conhecimentodissoe,setem,quedigaoqueelesabe.Continuando,então,osenhor jáfalouqueaLILSPalestraseEventoséumaempresaqueosenhorconstituiuem seunomeparapoderreceberosvaloresdesuaspalestras.Parafazerocontatocomos contratantesdaspalestrasquemseriamaspessoasresponsáveis?

Declarante:­Aspessoasqueentramemcontato.

DelegadodaPolíciaFederal:­Entramemcontatocomquem,osenhor

falouquefoicomoinstitutoedaí

Declarante:­Entramemcontatocomoinstituto,entramemcontato

comodiretordoinstitutoperguntandodaminhadisposição,seeuestoudispostoa

fazerpalestra.

Delegado da Polícia Federal:­ Elas entram em contato geralmente como,porquaismeios?

Declarante:­Telefone,e­mail,telefoneee­mail,tudoqueexistede

disponibilidade.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Qual a quantidade média de palestrasproferidaspelosenhorpormês?

Declarante:­Eutenhoquefalarumacoisa,euprecisoexplicaruma coisa porque se não explicar é difícil vocês entenderem, quando eu deixei a

presidênciadarepúblicanodia31dejaneiro,nodia1ºdejaneirode2002,euerao

PresidentedaRepúblicaconsideradoomelhorPresidentedaRepúblicadoiníciodo séculoXXI,poisbem,quandoeudeixeiapresidênciatodasasempresasdepalestras, queorganizampalestrasdeBillClinton,BillGates,KofiAnnan,FelipeGonzales, Gordon Brown, todas as empresas mandaram e­mail, mandaram telegrama, mandaramconvite,telefonaram,quequeriammeagenciarparafazerpalestra,nós então fizemos um critério de não aceitar nenhuma empresa para me agenciar, primeiroporcuidadopolítico,queagentenãosabiaquemeram,esegundoporquea gentequeriafazerpalestrasselecionadas,ouseja,queagentepudessefalardoBrasil, eupossoatémandarparavocêsalgunsdiscursosqueeufaço,ouseja,agentefazia

discursoprimeiromostrandooqueaconteceunoBrasilem8anos,queeraoquetodo

mundoqueria,edepoisagentediziaqualeraofuturodoBrasil,oqueoBrasiltinha de perspectiva para a frente, e decidimos, decidimos cobrar um valor, todas as

minhaspalestrascustamexatamente200mildólares,nemmaisenemmenos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quem“decidimos”?

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Quem“decidimos”?

Declarante:­Nósdecidimos,nós

DelegadodaPolíciaFederal:­“Nós”?

Declarante:­Eu,eudecidi,eudecidi.NóspegamosumvalordoBill Clintonefalamososeguinte“Nósfizemosmaisdoqueele,entãonósmerecemos

pelomenosigual”,eaípassamosaviajar,euviajeimuitoem2011,atéporqueeu

queriasairdoBrasilparanãoficaratrapalhandoapresidentequetinhatomadoposse, nãoseisevocêsabemqueumex­presidentedeixaocargoficandonomesmoespaço,

depoisde2011,emoutubroeupegueiumcâncer,aífiqueiparalisadoquaseem2012,

em2013fizpalestras,em2014eupareiemmarçodefazerpalestrasporcausadas

eleições, em 2015 eu quase não fiz palestras porque eu queria que primeiro a presidentaapresentasseosgrandesprogramasdefuturoparaoBrasil,porquequando vocêvaifazerpalestrasvocêtemquevenderoteupaís,vocêtemquemostraroque vaiacontecernessepaís,vocêtemqueatrairinvestidores,vocêtemquemostrarque vocêémelhordoqueoMéxico,vocêtemquemostrarquevocêémelhordoqueo Canadá,vocêtemquemostrarquevocêémelhorqueaChina,entãoquandoeu

viajava,até2013,oBrasilestavaconstruindoastrêsmaioreshidrelétricasdomundo,

oBrasilestavaconstruindo6milquilômetrosdeferrovia,10milquilômetrosde

rodovia,20milquilômetrosdelinhadetransmissão,tinhaosestádiostodosdacopa

domundo,tinhaasolimpíadas,entãooBrasiltinhaumportfóliodecoisasqueeu,se fosseaDilma,euviajavatodomêsparaforaparavenderascoisasdoBrasil,porque elanãoviaja?OPeruviaja,aChinaviaja,aRússiaviaja,oMéxicoviaja,aNova Zelândia,todomundoviajavendendooseupaís,mostrandooqueé,eeufaziaisso

commuitoorgulho,faziacommuitoorgulho;eu,setivessedisposição,em2011eu

teriafeitoachoqueumapalestrapordia,ouatéduaspordiaseeuquisesse,eutive

propostadefazerpalestrade500mildólaresnaCoreiaeeunãofui.

DelegadodaPolíciaFederal:­Donorteoudosul?

Declarante:­ Não fui. Então, querido, é por isso que eu fui fazer palestras,porquefoiaformamaisdecenteeamaisdigna,recebipropostaparaser conselheirodoBancodeDesenvolvimentodaChinanãoaceitei,recebiconvitepara ser conselheiro de empresas multinacionais que trabalham no Brasil não aceitei, porqueeunãoqueroserconsultorenãosouconferencista,eusouumcontadorde caso,deumahistóriadegovernançabemresolvida.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quantotempoosenhorlevaparacontar

essahistória?

Declarante:­Ah,depende,depende,quandoeuestou,comodiria,tem

horaquemebaixaoespíritodoChavesedoFideleufaloumahoraemeia,àsvezes

eufaloumahora,faloumahoraequarenta,umahoraecinquenta.

DelegadodaPolíciaFederal:­Massefosseoespíritodeleseria6,12

horas,poraí.

Declarante:­ É porque, sabe o que acontece, tem muita coisa para contar, se a gente não explicar, se a gente não explicar para as pessoas o que aconteceu nesse país, se a gente não explicar o que aconteceu com o sistema financeiro,oqueaconteceucomasempreiteiras,oqueaconteceucomaindústria automobilística, o que aconteceu com o pequeno agricultor, no teu estado você conhecemuitoesabeoqueaconteceu,seagentenãocontarparaaspessoasoque

aconteceunessepaísaspessoasnãosabem,seaspessoasficaremvendoaGlobo, lendoaVeja,aspessoassóvãovermerdanessepaís,entãoeutenhoorgulhode poderviajaromundomostrandooqueéessepaís,tenhoorgulho,orgulho,orgulho! PorissoqueemtodasasminhasviagenscomoPresidentedaRepúblicaeufazia questãodefazerdebatesdeempresáriosbrasileiroscomempresáriosdeoutrospaíses queeuvisitava,Índia,China,EstadosUnidos,Canadá,Rússia,Angola,Argentina, Peru,Equador,aondeeufosseeufaziaquestãodelevarempresário,porquê?Porque nós, presidentes, assinamos protocolos de intenções, depois da burocracia vai trabalhar,umacordoqueeufizercomaCIAAmericanaparatrabalharemconvênio comaPolíciaFederalbrasileiraeuassinoumprotocolo,masseaPolíciaFederalnão

estiverenvolvidaparticipandodaqueleprotocolovaificar8anoslá,queaquilovaide

gavetaemgaveta;comempresárioamesmacoisa,porqueeulevavaempresário? Porqueeuassinoprotocolo,quemteminteressedeganhar,comprarevendersãoos empresários,entãoeufaziaquestãodecolocá­losàmesa,terminouaassinaturade protocolo,terminouentão,vocêtemumgrandeempresáriodoRioGrandedoSul, que era o Tigre, que era presidente da Federação da Indústria Metalúrgica, que viajava muito comigo, e viajava pra vender máquinas agrícolas gaúchas para o mundo saber que no estado do Rio Grande do Sul a gente produzia máquinas agrícolasdamaisaltamodernidade,então

DelegadodaPolíciaFederal:­Ex­presidente,desculpeinterrompê­lo,

masesseéopapeldosenhoreeuacredito,deverdade,queosenhorfaziaessepapel

muitobemfeito.

Declarante:­ Por isso é que eu não deveria estar sendo perguntado

disso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Oproblemanãoéesse

Declarante:­Éexatamenteesse.

DelegadodaPolíciaFederal:­Oproblemaéodepois.

Declarante:­Não,odepoisémaisfácilainda.

DelegadodaPolíciaFederal:­Odepois,asuspeitaéquealguémbatia

naportadessesmesmosempresários,euestouexplicandoparaosenhorporquea

genteestáaqui

Declarante:­Euconheçooassunto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Asuspeitaéqueentão

Declarante:­Euconheçooassunto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Asuspeitaéquedepois

Declarante:­Umdesavisadoquenãotinhaoquefazer,atendendouma mentira da revista Época, atendendo uma mentira da revista Época que nós desmentimos, e nós fizemos uma representação contra o cidadão do Ministério PúbliconoConselhoNacionaldoMinistérioPúblico,achoqueumaouduasnós

fizemos,porqueelementiu,euqueroaquidizerqueelementiu,nãoagiucoma decênciadacorporação,nãoagiucomadecênciadacorporação,porquesetemum cidadãoquetrabalhounessepaísparaqueascorporaçõesfossemfortes,paraqueo MinistérioPúblicofossecadavezmaisindependenteemaisforte,porissoeutomeia atitudedeindicaroprimeirodalista,eufuioprimeiropresidenteatomaratitudee indicar o primeiro da lista, todos eles que eu indiquei, todos, desde o Cláudio FontelesaoAntônioFernandes,aoGurgelfoioprimeirodalista,eaDilmaseguiu,a leipodemandarescolherqualquerumeeuescolhioprimeirodalistaporrespeitoà categoria.AmesmacoisaénaPolíciaFederal,eporqueeufaçoisso,porqueeuacho queesseestadosóserádemocráticoquandotiverinstituiçõesfortes,einstituições fortespressupõempessoassérias,nãopodetermoleque,nãopodetermoleque,tem quetergenteséria.Antesdeeulevaronomedealguémàdúvida,eutenhoqueter prova,umainstituiçãosérianãopodeestaraserviçodo,comoéqueeuvejohoje,

comoéqueeuvejohoje,qualquercoisinhavaza,qualquercoisinha,faz7anosque

esse Brasil vive assim, na quinta­feira alguém da operação Lava Jato vaza uma matériaparaaFolhadeSãoPaulo,vazaumamatériaparaOEstadão,vazauma matériaparaaVeja,vazaparaaÉpoca,aítrabalharsábadoedomingo,euestoude sacocheiodisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Doutor,osenhorviuquenasemana

passadateveumafaseenvolvendooJoãoSantana,osenhorviuquemvazou?Ficouo

documento,ointerrogatóriofoiparaoJornalNacional,nãofoi?

Declarante:­Foi.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorviuqueestavaescritoassim

“Cópiaaoadvogado”?Talvezosenhornãotenhapercebido,masestálá.

Declarante:­Mas,amaioria,deixaeutecontar,eufizdepoimento,eu

conhecidelegadosextraordináriosnaPolíciaFederal,extraordinários,mastambém

temgentequenãopresta.

DelegadodaPolíciaFederal:­Emtodososlugares.

Declarante:­NoMinistérioPúblicotemgenteextraordinária,mastem

gentequenãovaleoquecome,emuitasvezesessaspessoasextrapolam.Vocêsabe

oqueeutenhomedo,équeaspessoasnãosepreocupememenxovalharonomedas

pessoas,depoisquevocê,porquehojeaspessoassãocondenadaspelasmanchetes

dosjornais,primeiravocêdetectaocriminoso,aívocêvaiprocurarocrimequeele

cometeu,éassimqueestáacoisaaqui.

Delegado da Polícia Federal:­ Mas é importante, eu achei bem importante até para o senhor saber onde isso vai parar na visão da polícia, da investigação,oqueodoutorHiroshiestáfalando,queeledissejustamentecomoisso éusado,demaneiracertaouerradaéoqueestáaí.

Declarante:­ Eu conheço, eu conheço o começo dessa história, eu conheço,nocomeçodessahistórianósfizemosumamatériadesmentindoaÉpoca,as setementirasdaÉpoca,passandoumasemanaumcidadãodoMinistérioPúblico, utilizandoaÉpoca,fezasmesmasperguntasdaÉpoca,entãoissojáestava,nósjá estamosbrigando,evamoscontinuarbrigando.

Defesa:­Doutor,osenhorpoderiasócontinuarsóesseraciocínioque

euqueriasaber?

DelegadodaPolíciaFederal:­Eupossoatécontinuar.Asuspeitaéo que, é o pós. Pelo menos na minha visão dos fatos, é o que, que as empresas conseguiam contratos e de alguma maneira havia um acordo, tácito ou não, ou costumeirodomercadoounão,desepagardeterminadacomissãoemrazãodos fechamentosdoscontratos,dentreessasformas

Defesa:­Todasouquaisempresas,quaisempresas?

DelegadodaPolíciaFederal:­VamoscomeçarcomaPetrobras.

Defesa:­Mas,pelalinha,peloqueosenhordizoseguinte,entãoaqui

todasasempresasqueeventualmentetenhamparticipadodacomitiva

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,agentepodeseguiroraciocínio

dosenhor,seagentequiser,daíagentefazperguntas,mas

Defesa:­ Não, eu pergunto o seguinte, na verdade o meu questionamentoéoseguinte,hojeexisteemBrasíliaumprocedimentodoMinistério PúblicoFederalqueinvestigaaspalestrasdoex­presidente,peloqueeuviaquio objeto também está inserido neste inquérito, existe um inquérito no Ministério PúblicodeSãoPauloquedizrespeitoaoapartamentoeaosítiodeAtibaia,peloque euviissotambéméobjetodesseinquérito,enóstemosumaaçãonoSupremo TribunalFederalquediscutedequeméaatribuiçãopararealizaressainvestigação, não sei se os senhores têm ciência dessa ação, então, a minha dúvida aqui é o seguinte,ossenhoresestãorepetindoamesmainvestigaçãoqueestáemcursoem BrasíliaenoMinistérioPúblicodeSãoPaulo,ossenhorestêmconsciênciadessas outrasinvestigações,porquemeparecequeessaredundânciadeinvestigaçõesnão podeseradmitida,nóstemosprincípiosquevedamisso,então

Declarante:­Porqueareceitajáfez,areceitajáfezumainvestigação

noinstituto.

Defesa:­Sim,masaquiaquestãoéemquemedidaesseamploobjeto

dentrodessainvestigaçãocoincide,elecoincidecomasoutrasinvestigações?

DelegadodaPolíciaFederal:­Sóparaqueagentenãosealongue

tantoduranteodia

Defesa:­Sófazerumcomentárioaqui

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorjáperguntouerespondeu,o

senhorcitouasoutrasinvestigaçõesquepossuemomesmoobjetodesta,queémuito

maior,alémdoqueasoutrasinvestigaçõesestãotratando,essaaquitratatambémde

recebimentodevaloresporpartedoInstitutoLulaeLILSPalestraseEventos,que

têmorigemdeempresasinvestigadasnaLava­Jato.Agora,nósnãopodemosaqui

continuarumdebatedecompetênciaouatribuição

Defesa:­ Não, eu compreendo, mas eu gostaria de perguntar ao MinistérioPúblicoqueestáaquipresente,se

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,masaquinãoéomomento,

aquié

Defesa:­Masé

Delegado da Polícia Federal:­ Não, não, aqui é um termo de declaraçãoeeunãopossopermitirquedefesaeMinistérioPúblicocriemumembate agoraquedizrespeitoaumamatériaquetemqueserdecididapeloSTFtalvez.

Defesa:­Équenaverdadeofiscaldaleideveriasepronunciarsobre

isso.

Delegado da Polícia Federal:­ Mas isso aí são argumentos que o senhortemquecolocaremumapetiçãonoforocompetente,aquinãoéomomento paraosenhorquestionaroMinistérioPúblico,nemoMinistérioPúblicoquestionaro senhor.

Defesa:­Eusei,nãoestouquestionando,eusóestoucolocandoporque

issoéumaquestão,naverdade,quedizrespeitoàgarantiadocidadão,então,seo

MinistérioPúblicoFederalestápresenteeéfiscaldalei,temumpapelparaexercer,

eseoMinistérioPúblicoabriuoutrasinvestigaçõescomomesmoobjeto,eugostaria

queoMinistérioPúblicosepronunciassesobreoassunto.

Delegado da Polícia Federal:­ Não, não, mas aqui não é para o ministériosepronunciar,aquiéparaadefesapoderexercerodireitodedefesaem termodedeclarações.

Defesa:­Especialmenteporquehá,há

MinistérioPúblicoFederal:­Eunãovoupolemizar,não,sóvoufazer

umesclarecimentorápidoparaosenhorsó,noquedizrespeitoaoMinistérioPúblico

Federal,ainvestigaçãoemBrasíliaécompletamentediversa,issoqueeupossofalar

paraosenhordoMinistérioPúblicoFederaldaLavaJato,comoodoutorLuciano

disse,qualquerpolêmicaarespeitodissotemqueiraojudiciáriopararesolver,éa

únicacoisaqueeupossodiscutiraquicomosenhor,eemrelaçãoaoMinistério

Públicoestadualeunãopossodarnenhumdadoporqueeunãoconheço.

Defesa:­ Mas tem compartilhamento, os senhores conhecem, tem compartilhamento.

Defesa:­Sempolemizar,ossenhoressabemqueexisteumadecisão pendente de uma ministra do Supremo Tribunal Federal, que está a qualquer momentoparadecidirquemseriaocompetente,seseriaoestadualouofederal,ese esta,se,hipoteticamente,adecisãodelafordequerealmenteháduplicidadeefixara competência pelo Ministério Público do estado de São Paulo, isso tudo que nós estamosfazendoestaria,oucaiporterraporqueestariasemcompetência,entãooque causouestranhezaéarealizaçãodesseatoatãopoucashorasdeumadecisãodoSTF, éisto.(inaudível)paradeixarclarosó.

DelegadodaPolíciaFederal:­Prosseguindoasnossasoperaçõespra

gentepoderiremborahojené,vamoslá,vamosretomaronossoraciocínio.Em

média,noúltimoano,porexemplo,quantaspalestraspormês?

Declarante:­Olha,esseanoforammuitopoucas,oanopassadoforam

poucas.

 

DelegadodaPolíciaFederal:­Oqueseriapouca?

Declarante:­Épouca,achoquefoiduasoutrêssó.

DelegadodaPolíciaFederal:­Duasoutrêspormês?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Oanotodo?

Declarante:­Oano.Primeiro,porqueasituação

Não identificado:­ O deputado Paulo Teixeira quer acompanhar a

audiência.

 

Declarante:­OiPaulo.

Defesa:­Eletambéméadvogado,tambéméadvogadoindependente

da

DelegadodaPolíciaFederal:­Éseuadvogado?

Declarante:­OPauloé,édeputadofederaldoPT.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ahtá.

Defesa:­Presidente,tudobomcomosenhor?

Declarante:­Tudobom,querido.

Defesa:­Bomdia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Bomdia,tudobem?Osenhorestáaqui

nacondiçãodedeputadooudeadvogado?

Defesa:­Osdois.

Defesa:­Voupedirparaosenhor

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,agoranão,nacondiçãode

advogado,maseuachoqueopresidentejátemosseusadvogados

Defesa:­Prossegueassimmesmo?

Delegado da Polícia Federal:­ Prossegue assim, mas ele já está representadopelosadvogados.

Declarante:­Vamosseguir.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eufaloissoporquesenósnãocriarmos um critério razoável, com certeza vai ter 5 mil advogados querendo estar aqui presentecomosenhor,entãoagentenãovaiconseguircumpriranossametahoje, que é dar o seu direito de defesa às acusações ou às suspeitas que estão sendo levantadas.Vamoslá.

Defesa:­Elenãoconstoucomoadvogado,desculpe,estápedindona

OAB,masnãoconstoucomoadvogado,deixoulá,seesqueceudeconstarcomo

advogado,correto?

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,seelenãoestácomoadvogadoe

nãotemOABelenãopodepermanecer.

Defesa:­EupossodeclinarminhaOABaqui,156333.

DelegadodaPolíciaFederal:­Maselaestáativa?

Defesa:­Estáativa.

Declarante:­Elenãoincomodanada.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,mastemosquetercritério,eunão

conheço

Declarante:­Elenãovaifalar,elevaiouvir.

DelegadodaPolíciaFederal:­Euachoque,comcerteza,eletemtodas

asintenções,maselenãofazpartedasdeclaraçõeseelesópodepermaneceraquise

eletemumaOABativaeestánacondiçãodeseuadvogado.

Defesa:­Pode constar como advogado, isso aqui não vai ser Não teremos outros casos, mantém ele junto aqui como advogado, não vai haver (inaudível).

Defesa:­(inaudível).EuestoulicenciadodaOABdeSãoPaulo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Exceçãoentão,tá?Umaexceçãoparao

senhorestaraquipresente,estábem?

Defesa:­ Aproveitando que também interromperam, nós temos aí também um colega do nosso escritório, faz parte do nosso escritório, que é um criminalistaquenósqueríamosqueeletambémparticipasse,édonossoescritório.

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,osenhorcomoestánaverdade como testemunha o senhor pode sentar junto com as demais testemunhas ali? Obrigado.Alijátemduastestemunhas,osenhoréaterceiraentão,tá?Maisparatrás

umpouquinho,senãonósnãopodemoster Doutores,podemosfazerumacordo, acertaraquiquenãoterámais

Defesa:­Perfeito,ok,nãotemproblemanenhum,ok.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ésóporqueoobjetivodoatonãoserá

cumpridoseacadamomentoagentepararoraciocínioparamaisumapessoaentrar.

Defesa:­ Na verdade, o meu pronunciamento foi só em relação à compreensãodoobjetodeextensão,considerandoqueháoutrosprocedimentosem curso.

Declarante:­Delegado,vamoslá,estouàdisposiçãoaqui.

DelegadodaPolíciaFederal:­Vamosdenovo,tomaraqueagente terminehoje.Qualaquantidademédiadepalestrasqueosenhorproferiunoanode doismile Osenhordissequenoanopassado,vamosretomardoprincípio

Declarante:­Noanopassadoeusófizduasoutrêspalestras.

DelegadodaPolíciaFederal:­Duasoutrêsnoanotodo.

Declarante:­ E por uma razão muito simples, como tem uma crise mundialecomooBrasilestáemcrise,aeconomianãoestábem,vocênãotemum

portfólioquevocêpossavenderaomundocomovocêtinhaem2013,ouseja,em

2013opré­saleraumbaitadeumacoisanessepaís,asconstruçõesdaferrovia,das

hidrelétricas, das linhas de transmissão, era uma coisa muito pujante, a copa do mundoeraumacoisamuitopujante,hojevocênãotem,hojecomoogovernoainda nãotemumprogramadenso,ouseja,eunãoqueromaisviajarsófalandodomeu

governoporquejáfaz6anosqueeudeixeiogoverno,entãochegaumahoraquenão

dámaisparavocêficarfalandooqueaconteceuaté2008,2009,2010,enãofalardo

futuro, então eu espero que agora que a Dilma anunciou um programa de

investimentode83bilhõesdedólaresequeoministrodaeconomiaestátrabalhando

numapropostadefuturo,euespero,nãoapenaseu,euachoqueopovobrasileiro

inteiroestáesperandoquehajaumacoisaforteparaagenteveroBrasilvoltara

crescer,vaivoltarageraremprego,ouseja,oquenósestamostodosesperandoéque

arodagigantedodesenvolvimentosejaacionadaparaagentevoltaracrescer,aísim,

eutereiimensoprazeremviajaromundoparadifundiroBrasiloutravez.

Delegado da Polícia Federal:­ Ano passado, 2015, duas ou três palestras,anoanteriorquantas?

Declarante:­Em2014eupareiachoqueemmarçoouemabril,eunão

seiquantas,masissooinstitutotemporqueoinstitutojádivulgou,nãoseiseparao

MinistérioPúblico,nãoseiseparaaPolíciaFederal,fizemosumarevista,colocamos

todasaspalestras,fotografias,jáfoidivulgado.

DelegadodaPolíciaFederal:­Em2014.

Declarante:­Eunãoseipordata,nósparamosdefazerpalestraem

abrilporcausaqueeraeleição.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ah,sim.Nesses3,4mesesde2014,o

senhorconseguiufazerumapormês?

Declarante:­ Eu não tenho noção, não, eu não tenho noção, eu fiz algumaspalestras,maseunãotenhonoçãodequantaseufiz.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Eem2013?

Declarante:­Eufizmuitapalestraem2013.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quantaspormêsouporsemana?

Declarante:­Ah,eunãosei,nãopergunteparamimqueeunãosei,se

vocêquiservocêrecebeaquiporescrito,detalhado,quantaspormês.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,não,euqueroasuapalavra,eu

queroasuamemória.

Declarante:­ Não, não tenho, não tenho noção, querido, não tenho

noção.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorviajoumuitoparaoexterior

em2013?

Declarante:­Viajeimuito,muito,muito.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quandoosenhorvisitavaumpaíspara

fazerapalestra,osenhorfaziamaisdeumapalestranaquelepaís?

Declarante:­Mais,eufaziaapalestraoficialefaziareuniãocomo

movimentosindicalondetinha,faziapalestraparadiscutiroprogramaFomeZero

comaspessoasquecuidamdepolíticassociais.

DelegadodaPolíciaFederal:­Mas,remuneradoemcadaumadessas?

Declarante:­Não,remuneradoeraumasó.

DelegadodaPolíciaFederal:­Então,cadavezqueosenhorianum

paísosenhoreraremuneradoapenasumavez?

Declarante:­Umavez,umapalestra,eeuaproveitavaaviagemda

palestraefaziareuniõescomsindicalistas,reuniõescommovimentossociais.

DelegadodaPolíciaFederal:­Equantotempoosenhorficavanesse

paísqueosenhoriadarpalestra,parapoderfazeressasreuniões?

Declarante:­Esseeraoproblemadaminhavida,queeununca,eu

nuncaconseguificardoisdiasnumpaís,ouseja,umadascríticasqueeurecebiaé

queeudeveriaaproveitaraviagemedescansar,entãomuitasvezeseuia,chegava,eu

gostavadeviajardedia,sempregosteideviajardediaparachegarànoite,dormir

umanoiteeacordarnopaísqueeuiafazerapalestra,queémuitomelhordoque

vocêviajarnoavião,dormirnoaviãoefazerpalestra,entãonormalmenteeuviajava,

chegavalá11horasdanoite,meia­noite,1horadamanhã,dormia,faziaapalestrae

embarcavadevolta,ouseja,eratoda,toda,háquemdiaqueocâncerqueeupeguei

foiporfaltadecuidado,porquemesmoquandoeuerapresidenteeraamesmacoisa,

ouseja,eununcafiqueiumdiadedescansonumlugar,euia,partiaevoltava.

DelegadodaPolíciaFederal:­Masoquecansamais,estarforado

paísouviajarparaaquelepaís?

Declarante:­ Eu acho que o que cansa mais é o avião mesmo, é

desgastante.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quantasviagensporsemanaosenhor

aguentariafazerpormêsdeaviãoparaoutropaís,paranãotertantodesgaste,dentro

dosuportável,quantasviagens?

Declarante:­Ah,euviajeimuito,euviajei,eufuiopresidenteque

maisviajounahistóriadoBrasil,sevocêpegardaproclamaçãodarepúblicaatéa

minhachegadaàpresidênciaevocêsomartodas,elesnãoviajaramotantoqueeu

viajei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Mesmosendotãodesgastante?

Declarante:­Eviajavaporquetinhaqueajudaressepaís,éporissoque

oBrasilpassouaserrespeitado,éporissoqueoBrasilpassouaseradmirado,

porqueagentefaziaacontecermesmo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Em2011,quandoosenhordeixoua

presidência,osenhortevemuitasviagensparapalestrasounão?

Declarante:­Muitas.

DelegadodaPolíciaFederal:­Foioanoqueosenhormaisviajou?

Declarante:­ Foi o ano que eu mais viajei porque eu tinha dois interesses,primeiroerameafastarumpoucodoBrasil,eunãoqueriaficarnoBrasil para,umdiaeuvoulhecontarahistóriadovasochinês,umex­presidenteéquenem umvasochinês,quandovocêestánapresidênciavocêganhaaquelevasochinês,tem palácioparavocêcolocar,quandovocêsaidapresidênciaquevocêvaiprasuacasa, oquevocêfazcomaquelevaso?Elenãocabenatuacasa,entãoumex­presidente eleterminaficandoincomodando,sequeméeleitoédeoposiçãoébomporquejá começaadescerocacetenelenodiaseguinte,masseéumapessoaquevocêajudou aelegervocêtemaresponsabilidadedeficarquietoedeixarapessoagovernar,épor issoqueeuviajeimuito.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Eoqueéviajarmuito,éuma

viagemporsemanaouéumaviagempormês?

Declarante:­ Não, às vezes eram duas viagens por, às vezes uma viagemporsemana,àsvezeseramais,àsvezeseuiaparaumpaísedelájáiapara outro,foidesgastante.

DelegadodaPolíciaFederal:­Daífoidiminuindoem2012,em2013.

Declarante:­ Não, não, em 2012 eu quase não viajei por causa do

câncer,eudetecteiumcâncer,eudetecteiumcâncernodia27deoutubro,diado

meuaniversário,eudetecteiumcâncernagarganta,comeceiafazerquimioterapia.

DelegadodaPolíciaFederal:­Issoem2012?

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Foiem2012?

Declarante:­Em2011.

DelegadodaPolíciaFederal:­2011.

Declarante:­ Aí comecei a fazer quimioterapia, comecei a fazer radioterapia,sófuicomeçaraficarrazoavelmentebem,acampanhadoHaddadfoi

emoutubrode2012,euaindanãoconseguiafalarporquetossiamaisdoquefalava,

eusófuificarprontomesmoem2013.

DelegadodaPolíciaFederal:­Início,meiooufim?

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Início,meiooufimde2013?

Declarante:­Euachoquenocomeçode2013euestavamuitoruimda

garganta,estavamuitoinchadoeagargantaficavairritadaporqualquercoisa.

DelegadodaPolíciaFederal:­Foidetantapalestraem2011,então.

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Foidetantapalestra,né.

Declarante:­Maseusemprefui,eusemprefizmuitacoisa,tinhadia

queeufazia30assembleiasquandoeuestavanosindicato,tinhadiaqueeurodava,

começavaafazerpalestraàs6horasdamanhã,iaterminaràsseishorasdamanhãdo

diaseguinte,fazendoporrodízio,porfábrica,porsetor.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Quais são as condições relacionadasaoapoiooperacionalparaaLILSformalizaroscontratos,comoéqueé feitaessaparte?

Declarante:­Eunãoseicomoéqueéfeito,eunãoseicomoéqueé feito,eunão,não,eusóvoudizerumacoisaparavocê,quemquisermecontratar paraumapalestra,quemquisermecontratarhoje,amanhãoudepoisdeamanhã,vai terquepagarapalestra,vaiterquecolocartransporteàminhadisposiçãoevaiter quepagarintérprete,éomínimo,sequiserquer,senãoquiser Sabe?Éoseguinte, sequiserpagar,paga,senãoquisernãopaga,eunãosouobrigadoair,eutenhoo

direitodenãoir,“Ah,eunãoqueroir”,entãonãovou,pronto,tchauebenção.A

pessoanãotemobrigaçãodemecontratareeunãotenhoobrigaçãodeaceitar,é

assimqueeufaçocontrato.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eésóparaosenhorouéparaequipe

junto?

Declarante:­Não,ocontratoéparamim,aequipevaicomigo,faz

partedaminhaequipe.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quem?

Declarante:­ A minha segurança viaja por conta, que a minha segurançaéoficial,mas,porexemplo,elespagamadiáriadeassessordeimprensa, pagamadiáriadeintérprete,eunãoaceitointérpretedeles,ouseja,eunãoaceito porqueintérpreteévocêfalandopelabocadooutro,entãoeuqueroalguémqueme entenda,queentendaalinguagempopulardessepaís,queconheçaumpoucoda históriasindical,queconheçaumpoucodahistóriadomeugoverno,queconheçaum poucodahistóriadoPT,euqueroalguémquemeconheçaparapodermeinterpretar, entãoéporissoqueeunãoaceito,“Ah,vaiterumintérpretenaAlemanha”,então ficacomeles,euqueroomeu.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eoaviãoédecarreira,comercial?

Declarante:­Não,amaiorianão,amaioriaéaviãoalugado,sequiser

mecontratartemquepagaravião,senãonãocontrata.

Delegado da Polícia Federal:­ Mesmo sendo lá do outro lado do

mundo?

Declarante:­É,senãonãofaçoaviagem.

DelegadodaPolíciaFederal:­Asuasegurançaéaatual,quevaijunto

naspalestras,mesmosendonoutropaís?

Declarante:­Hein?

DelegadodaPolíciaFederal:­Asegurança?

Declarante:­Asegurançavai,asegurançaépermanente.

DelegadodaPolíciaFederal:­MaselanãorecebedaLILS.Elaé

sempreremuneradapelo

Declarante:­Não,ascoisasdelasãoascoisasoficiais.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Osaláriodeleséosalárioqueelesganhavamdasforças,

nãoseiseédasforçasarmadas,ouseja,a

DelegadodaPolíciaFederal:­Adiáriatambém.

Declarante:­Não,aviagemdelesépaga,elesvãodeaviãodecarreira antes,eaviagemdelesépagapeloesquemadapresidência,nomeutempoerabem pouquinho,deviaserunscemreais,ouseja,querido,euvoulhecontarumacoisa,eu quandovejodenúnciadecorrupção,euvejoeachoquetemmuita,eudevolhecontar

umahistória,deputadoPaulo,aprimeiraviagemqueeufizparaaONU,23de

setembrode2003,oscompanheirosquelevamabagagem,algunscompanheirosde

segurançalevaram,euvouaté,porqueestáfilmandoaqui,euvoufalarquetive

utilidadeumdianavida,levaramfrangocomfarinha,chegaramnohotel,aquino

hotelquetodomundoachaqueéchic,oWaldorfAstoria,nãotem?

DelegadodaPolíciaFederal:­Sim.

Declarante:­ Eles imaginaram que o cofre era o micro­ondas e colocaramofrangoládentro,enãoconseguiramabrirocofre,achoqueofrango deveestarláatéhojeouocaradohotelencontrouofrango.Opessoalcomia,o pessoaldapresidênciacomiacoisaquelevava,àsvezescozinhavanoquarto,porque adiárianãodavaparapagarnada.

DelegadodaPolíciaFederal:­Aindahojeéassimnopoderexecutivo.

Declarante:­Não,nósdepois,depoisdasduasCPI’s,nóscriamosum mecanismoquevalorizouumpoucoadiária,maseraumavergonha,oministrode estadoaquinoBrasil,oRoberto,seviesseumministrodaEspanhaaquielenão podiaconvidarparajantarporqueelenãopodiapagar,nãotinhaverbaparapagar,eé umavergonhaporquevocêviajaparaqualquerlugardomundo,vocêvaijantar,as pessoasnem,vocênãotemnemqueolharsevemnotaounãoporquealguémjáfoi pagar,aquinoBrasilvocêéobrigadoapagardoteubolsoouvocêéobrigadoafalar para o cara “Olha, dá para você contribuir, repartir aqui?”, agora melhorou um pouquinho,maseraumamiséria,eraumamiséria.Então,eu

DelegadodaPolíciaFederal:­Mascontinuanãosendopossívelpagar

umhoteldecente,euachoqueadiáriadopoderexecutivoaindacontinua

Declarante:­Não,euachoquecontinuapequenaainda,pequena,mas

melhorouumpouco,erabempior,vocênãotemnoçãodoqueeraisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eutenho,euviajeimuitoganhando59

reaise60centavosdediária,euviajeiparafazercombateaocrimeorganizado,

contra tráfico de drogas na fronteira, crime organizado, tive que ficar 6 meses

ganhando59reaise60centavos,isso

Declarante:­Masapartirdomeugovernomelhorou.

DelegadodaPolíciaFederal:­Issoem2006.

Declarante:­Apartirdaímelhorou.Euacho,não,eraumavergonha

isso,opoderexecutivobrasileiro.

DelegadodaPolíciaFederal:­Infelizmente,éumaaudiênciapoliciale

existemoutrossenadoresedeputadosqueinfelizmenteagentenãotemcondiçãode

admitiraentrada.Osenhoresentenderamnãoé?Quenãoépossívelagentepermitir.

Defesa:­Efoiacordadotambém.

DelegadodaPolíciaFederal:­Foi,foiacordado,entãoagentenãovai

permitirqualqueroutrainterrupçãodessetipo.

Declarante:­Então,vamoslá.

Delegado da Polícia Federal:­ Vamos lá, vamos lá. O senhor entendeu?Senãonósnãovamossairdaquihoje,masficaregistradooapoio,com certezavaiternomínimodezenasdeapoiadoresaí.Euvoupedirentãoquesejafeita umasegurançamaiornesseprédio.

Declarante:­Não,vamosesperar,vamosesperarparaverseacontece,

euachoquenãovaiacontecer.

DelegadodaPolíciaFederal:­Peloqueeuestouvendo,vaicomeçar

Nãoidentificado:­OdoutorIvan,queéodelegadodaqui,elepediu

paraavisá­loquevemumamanifestaçãoemdireçãoaolocal.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eujápasseiumbriefingdasegurança

paraotenenteMorais

Declarante:­Sevaitermanifestaçãocontra,vaiterafavor.

DelegadodaPolíciaFederal:­Oprocedimentoaípra

Não identificado:­ É uma manifestação favorável, de apoio ao presidente,queestávindoemdireçãoaolocal.

Declarante:­Maseusugiroqueagentesigaaquicomanossatarefa.

DelegadodaPolíciaFederal:­Claro,vamos,vamosfazerparanãoter

querepetiresseatoemoutrolocal,aívaivirarum

Declarante:­Euvoutentarfazermenosdiscurso,vousermaisrápido

parafacilitaraminhavidaeasua.

DelegadodaPolíciaFederal:­Perfeito,vamoslá,vamoslá.Osenhor já disse que os pagamentos sempre são feitos antes da realização das palestras, correto?

Declarante:­Hein?

Delegado da Polícia Federal:­ O senhor disse, e eu gostaria de confirmar,queospagamentosnassuaspalestrasàempresaLILS

Declarante:­Deixaeufalarumacoisaparavocê,eunãoseicomosão

feitos,euseiquesãocontratados,aspessoaspagam,seénoexteriorvaidireto

Delegado da Polícia Federal:­ Não, pagam antes ou depois da realizaçãodapalestra?

Declarante:­Achoquedevepagarquandoeufaçoapalestra,nãoseise elespagamantes,eseeumorrerenãoforfazerapalestra?Aliás,oBillClintonveio

fazerumacom2anosdeatrasoaqui,eleiafazerapalestranodiaquemorreuo

Mandela,eletevequeirparaoenterrodoMandella,ficoudevendoapalestra,veio

pagara1mêsatrás.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. As palestras no exterior são pagasnoexterior?

Declarante:­Nãosei,sinceramenteeunãosei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemtratadisso?

Declarante:­PodevercomoPaulo,podevercomaClaracomopaga,

porque

DelegadodaPolíciaFederal:­ComoPauloOkamottooucomaClara

Ant?

Declarante:­EuachoquepagamdiretamenteláevaiparaoBanco

Central,edescontaimpostoderendae

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo,certo.Eovalor,osenhorjáfalou

queé200mildólares.

Declarante:­Nemmaisenemmenos.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nemmais,nemmenos.

Declarante:­Quandoodólarestáa4equandoodólarestáa1.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Vocêpercebequeeudevoserfavorávelaodólarestáum

pouquinhoaltonessemomento.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemarcacomoscustosdetransporte,

hospedagemealimentação?

Declarante:­Sópararepetir,quemmecontratapagatudo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Perfeito,perfeito.

Declarante:­Aquienoexterior.

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualéotipodehospedagemqueo

senhorexigenessaspalestras,quandoosenhorsedesloca?

Declarante:­Asquetem.

DelegadodaPolíciaFederal:­Nãofazexigênciade

Declarante:­Nãofaçoexigênciaporque,vocêsabeoqueacontece,eu canseideficaremapartamentoeaúnicacoisaqueeuutilizavaeraobanheirode

manhãeacamadurante6horas,entãoeuficonoapartamentoquetiver.

DelegadodaPolíciaFederal:­Enocasodosseusseguranças,quem

costumaviajarcomosenhor,ouantes,mas,enfim,paraquelhepossagarantiressa

segurança?

Declarante:­QuemcoordenaaminhaviageméotenenteMorais.

DelegadodaPolíciaFederal:­Étenente­coroneloutenente?

Testemunha:­Tenente.

DelegadodaPolíciaFederal:­Tenente.

Declarante:­ Normalmente, o esquema de segurança da presidência manda,normalmentemandaduaspessoasnafrentenãoéMorais?

Testemunha:­É,naspassadasforamduaspessoas.

Declarante:­Seeuforfazertrêspaíses,vaidoisparaumlugar,dois

paraooutro,aíodoprimeiropaísviajaparaosegundopaís,esóquemviajacomigo

éotenenteMorais.

DelegadodaPolíciaFederal:­Estácerto.

LUIZINÁCIOLULADASILVA–PARTE4

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemcuidadaquestãodecomprovante

decompradepassagemereservadehotel?

Declarante:­(incompreensível)

DelegadodaPolíciaFederal:­Qualotempomédiodeduraçãodas

palestrasproferidaspelosenhor,emsuaspalestras?Otempomédio,osenhorjá

falou,quepodeserumahoraemeia

Declarante:­Jáfalei,jáfalei.

DelegadodaPolíciaFederal:­Emsuaspalestrasosenhormencionao

nomedocontratante?

Declarante:­Àsvezesnão,àsvezeseuvoulá,namaioriadasvezeseu nãofaloonomedocontratante,porquenormalmenteocontratantequemecontrata fazconvêniocomosempresáriosdolocal,comfederações,com ecolocabanner, banner,ouseja,eu

DelegadodaPolíciaFederal:­Dequemé,digamos,opatrocinador

daquelapalestranoBrasil,noexterior

Declarante:­ Normalmente o patrocinador da palestra faz convênio comosempresárioslocais,porquesótemsentidofazerpalestra

DelegadodaPolíciaFederal:­Quetipodeconvênio,eleteminteresse

localobviamente

Declarante:­Eufaleiapalavra“convênio”,mas,queveja,seeufor fazerumapalestranoRioGrandedoNorte,amiminteressaqueestejapresentea FederaçãodosEmpresáriosdoRioGrandedoNorte,aFederaçãodosBancosdoRio GrandedoNorte,aFederação pramiminteressalevarogrossodosempresários locais.Entãonormalmenteasempresascontatamcomasempresaslocaisefazem parceria.ÀsvezesénasededaFederaçãodoEstado,àsvezesénasededaFederação deumpaís,àsvezesénumcentroempresarialemBerlim,àsvezesénumcentro empresarial,sabe naÍndia.EeuvouláprafalardoBrasil.Nãovouláprafalarde empresa,querido.EuláprafalardoBrasil,euvouláprafalardecomoépossível governarumpaíspensandonopovo,essaéacoisaquemaismedáorgulhoeacoisa quemaiseufaçonavida.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eopagamentode200mildólares,o

quepodechegaraquase1milhãodereaisporcadapalestra

Declarante:­Depende,agora,maspodiachegarsóa200mil.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,claro,claro.Podiachegarsóa200

mil.

Declarante:­É,quesevocêsónivelarporcima,euestouferrado.

DelegadodaPolíciaFederal:­ Não, não, não, mas eu quero tentar formar um raciocínio pra lhe questionar. Essa determinada empresa que eventualmentelhepatrocinanumpaís,sejaaquioufora,elateminteressecomercial comaquelepaís?

Declarante:­Nãoachoqueelateminteresse,elatem,veja,oqueuma empresaquersaber?Porbemoupormal,umaempresaquersaberseoBrasilestá bem,secompensafazerinvestimentonaquelepaís,ouseoBrasilestámalenão compensa.Hoje,nomundodehoje,comoéqueacontece?Ostucanosviajamo mundofalandomaldoBrasil.Eutambémjáfuioposição,jáviajeifalandomaldo Brasil. Falando mal do governo, na verdade. Então o que acontece? Os tucanos viajamdizendo:“OBrasilestátudoerrado,nãodácerto,porque ”Sabe?Eeuviajo falandobemdoBrasil,essepaíséporreta,essepaístemumpovotrabalhador.Sabe? Então, você é novo, um dia pode chegar a Presidente da República, e você vai aprender uma lição que muita gente não aprendeu nesse país: hoje, hoje, os

investimentos em um país depende muito da credibilidade que os governantes tenham,dependedaseriedadejurídicaqueopaístenhaedependedaoportunidadede investimentoqueessepaístenha.Nãoésómãodeobrabarataouimpostocaro, senãoestavatodomundonaNicarágua,todomundonaGuatemala,todomundonos paísesquetêmimpostobemcaro.AspessoasvãoparaosEstadosUnidosqueo impostoéalto,vãopraAlemanhaqueoimpostoéalto,vãopraSuécia,então

DelegadodaPolíciaFederal:­Mas,vejabem,nessaspalestras,quando

umadeterminadaempresalhecontratapralevaraumdeterminadopaísemqueela

tenhainteressecomercial,aquelepaíselenãoestáinteressadoemcontrataroBrasil,

eleestáinteressadoemcontrataraquelaempresa,eosenhorvailevar

Declarante:­Équeeunãoestoufalandoparaopaís,euestoufalando

paraosempresáriosqueestãopresentes,etem

DelegadodaPolíciaFederal:­Masosenhortemquefazerpropaganda

doBrasiloudaempresaqueteminteresseem

?

Declarante:­EufaçopropagandoédoBrasil.

DelegadodaPolíciaFederal:­Mas,eaempresaganhaoquê?

Declarante:­ Interessa para a empresa, interessa para a empresa. QuantoéquevocêachaqueosempresáriosbrasileirosganharamquandooBrasil estavaemalta?Quandoopaísestáemalta,meufilho,todomundoganha.Écomoo timedoBarcelona,quandootimeestáemaltatodomundoganha,quandootimeestá embaixa,vocêpodevenderouroquevocênãoganha.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemdefineotemadaspalestras?

Declarante:­ Normalmente, cada convite que vem, você pergunta:

“Quetemaosenhorgostaria,ouasenhora,gostariaquefosseabordado?”Seéa questãoambiental,seéaquestãoeconômica Nomeucaso,eéissoquemedá orgulho,oquemaisaspessoasqueriamsaberéqualfoiomilagrequeaconteceuno Brasil.Qualfoiomilagre.PorqueoBrasilpassouderepenteasersinônimodecoisa boa.Porqueque,derepente,BushpassouafalarbemdoBrasil,oChiracpassoua falarbemdoBrasil,ÂngelaMerkelpassouafalarbemdoBrasil,HuJintaopassoua falarbemdoBrasil,PutinpassouafalarbemdoBrasil,Sarcosipassouafalarbemdo Brasil,oNewYorkTimepassouafalarbemdoBrasil,aRevistaTimepassouafalar Derepenteporqueessacoisaaconteceu,porqueaconteceu?Porqueaspessoas viramnomundopelaprimeiravezopessoaldodegraudebaixosubirumdegrauna vida e fortalecer aquilo que eu dizia: “Pobre não é problema, pobre é solução.”

Empresta1bilhãoparaumrico,elevaiabrirumacontaprafazerespeculação,coma

própriataxaSelicnossa.Empreste50reaisparaumpobrequeelevaicomprarpão,

elevaicomprarumchinelo,elevaicomprarumacoisaquevaifazeromercado

funcionarnodiaseguinte.

DelegadodaPolíciaFederal:­Seocontratantepedirqueosenhorfale

sobreumtema,temalgumproblemanisso?

Declarante:­Dependedotema.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,umtemacomercial.

Declarante:­Falo,falo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Comrelaçãoàdistribuiçãodelucrosda

LILS.ALILSfoiumaempresarecebedoradassuaspalestras

Declarante:­ Não teve distribuição de lucro, filho. Não teve distribuiçãodelucro.

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorgastacomoosenhorquer,né?

Declarante:­Élógico.Eeugastomuitopouco.

DelegadodaPolíciaFederal:­QueméoseusócionaLILS?

Declarante:­OPauloOkamotto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eleganhaalgumacoisa?

Declarante:­Achoqueganhaalgumacoisa,achoquenóspagamospra

elealgumacoisa.

DelegadodaPolíciaFederal:­Simbólicaouporcomissão?

Declarante:­Não,nãotemcomissão,não.Eleganha sabe?Eletira achoqueumpró­labore,achoquetira.

DelegadodaPolíciaFederal:­Peloque?

Declarante:­Pelaadministraçãoqueelefaz,oPaulocuidadetudo.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eelerecebetambémpeloinstituto?

Declarante:­Nãorecebepeloinstituto.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não?SópelaLILS?

Declarante:­OPauloOkamottoéradicalmentecontraoinstitutopagar

saláriopradiretor.

DelegadodaPolíciaFederal:­Temalgumoutrodiretorquereceba?

Declarante:­Tem,porqueodiretorprecisasobreviver,sabequediretor

cometambém,pagaaluguel.

DelegadodaPolíciaFederal:­Sim.

Declarante:­Seelestrabalhamlá,elestêmodireitodereceber.

Delegado da Polícia Federal:­ É que de repente teria outro que pensassecomoele.

Declarante:­Não,não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Rapidinho,umarelaçãodeempresas quepagaramentãopraLILS Desculpe,quereceberamdaLILS,sóumminuto Da mesmaformaqueeudeiaquelarelação,sópragenteesclarecerporquefoipagopra essasempresas.Bom,PauloOkamottoosenhorjámencionou.LuizCláudioLulada

Silva,seufilho,em2012,134mil.

Declarante:­Devetersidoajudadecustoparaomeufilho.

DelegadodaPolíciaFederal:­Daempresa?

Declarante:­Devetersidopagamentomeupraele.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.

Declarante:­Devetersido,estouachandoqueéomaisprovável.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Em2013também,70milpraele.

PauloOkamottotambémtemnessesanos,masnãoprecisoperguntarqueosenhorjá

respondeu.MultiInterpretaçãoLtda.

Declarante:­Nãoseioqueé,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­LFSContabilidadeTributária,pouco

valor,certamenteacontabilidade,osenhorsabedizer?

Declarante:­Deveser,euimaginoquesejaescritóriodecontabilidade.

Delegado da Polícia Federal:­ Sim, sim, sim. Aquelas mesmas

empresasqueapareceram,aFlexBRem2013,20mil,masosenhorsabeporque?

Declarante:­ acenonegativocomacabeça

Delegado da Polícia Federal:­ Em 2014 foi 51 mil, de repente o

senhorpodelembrarné,foiem2014

Declarante:­Équeempresa?

DelegadodaPolíciaFederal:­ÉFlexBRTecnologia.

Declarante:­Deveterprestadoalgumserviço,querido.

DelegadodaPolíciaFederal:­FlexBRTecnologia.

Declarante:­Deveterprestadoalgumacoisa.

Delegado da Polícia Federal:­ A Rima Soluções, no mesmo ano,

Comunicações,tambémrecebeu45mil,osenhornãolembraoporque

Declarante:­Oque?

DelegadodaPolíciaFederal:­RimaSoluçõesemComunicações,45

mil,noanode2014.

Declarante:­Voutefalarumacoisa,eunãoseisevaiteajudar,mas vocêdeveimaginarqueeunãocuidodessascoisas.Vocêdeveimaginarqueeunão fico sentado discutindo pagamentos de 10, de 20, de 30 ou de 50. Eu não fico discutindoisso.

DelegadodaPolíciaFederal:­Naprática,napráticaentãooInstituto

LILSe

Declarante:­Nãoédaminhaalçada.

DelegadodaPolíciaFederal:­OInstitutoLulaeLILSPalestrasse

confundemcontabilmente,osenhornãoseintrometenisso?

Declarante:­ Não se confundem porque são duas contabilidades diferentes.Acontecequeapessoaéumasó,eugostariademedividiremdois.

DelegadodaPolíciaFederal:­Masquemcuidadessacontabilidade?

Declarante:­Eugostariademedividiremdois.Devemterempresade

contabilidadeaí,deveter.

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,équetemempresas

Declarante:­Deveter,masdaíéoseguinte

DelegadodaPolíciaFederal:­comvaloressignificativos,osenhor

pagou50mil.

Declarante:­ Se você conversar o mesmo assunto com o Paulo Okamotto, você receberá explicações, porque essas empresas todas devem ser contratadasporele.

DelegadodaPolíciaFederal:­InclusiveparaaLILSPalestras?

Declarante:­Deve.

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Vamosmudardetemaagora,

JoséCarlosBumlaieSchahinEngenharia,é

Declarante:­EujárespondiissoemBrasília,nãoépossívelquevocês nãoestejam Vocêsabequeo

DelegadodaPolíciaFederal:­Osenhorestárespondendoporfatos

aqui,nãoéporpessoas.

Declarante:­Vocêsabequeoatentadoàstorres,umadascoisasque

dizemqueaconteceuaqueleatentadofoiporqueapolícianãosecomunicava.Eujá

fuiàBrasíliapra

DelegadodaPolíciaFederal:­Não,osenhorpodetercertezaqueo

queosenhorfalouemBrasílianãoéoqueeuvoulheperguntaraqui,tá?

Declarante:­Entãopodeperguntar,podeperguntar.

DelegadodaPolíciaFederal:­OsenhorconheceJoséCarlosBumlai?

Declarante:­Conheço.

Delegado da Polícia Federal:­ Em quais circunstâncias o senhor conheceuele?Emquaiscircunstânciasosenhoroconheceu?

Declarante:­Éamesmaperguntaquevocêestáfazendoaí,éamesma

perguntaquefizeramlá.

DelegadodaPolíciaFederal:­Ésópracontextualizar,naverdadenão

éesseoproblema,ainvestigaçãonãoéporqueosenhoré

Declarante:­Eu,nacampanhade2002,oPTgovernavaoEstadodo

MatoGrossodoSuleeuprecisavafazerumacampanhanatelevisãofalandode agropecuáriaedeagricultura,eoEstadodoRioGrandedoSul,nãoseisevocêsabe,

éoEstadoquetinha3milhõesdehabitantese26milhõesdecabeçasdegado.

DelegadodaPolíciaFederal:­3milhõesdehabitantes?

Declarante:­É.Tinha3milhõesdehabitantes MatoGrossodoSul.

DelegadodaPolíciaFederal:­Quandoisso?

Declarante:­Nosanos90.

DelegadodaPolíciaFederal:­MatoGrossodoSul?

Declarante:­É,MatoGrossodoSul.

DelegadodaPolíciaFederal:­Sim.

Declarante:­ Nos anos 2000. E eu fui fazer uma gravação, e o governadordoPTeraamigodoJoséCarlosBumlaieeufuifazernafazendadelea gravação, num curral, gravando, falando da agropecuária. Foi daí que eu travei amizadecomoJoséCarlosBumlai.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. O senhor teve relação profissionalcomele?

Declarante:­Não.

DelegadodaPolíciaFederal:­Desdeentãoapenasamizadeounem

amizade?

Declarante:­Amizade.

DelegadodaPolíciaFederal:­Frequentapropriedadesdele?

Declarante:­ Não, não porque eu fui eleito logo Presidente da

República,eeuqueriadizerquecomoPresidentedaRepúblicaeufiquei8anoslá,

semirnumrestaurante,semirnumaniversário,semirnumcasamento.Eufizum

celibatoquandoeufuiPresidentedaRepública.

Delegado da Polícia Federal:­ Reuniões, então, nesse período, o senhorfrequentoucomele?Reuniõespodeserprofissional,podeserfestivo.

Declarante:­Conversas,jáfaleiqueelefoiemcasa.

Delegado da Polícia Federal:­ Sim. O senhor poderia dizer uma frequênciadessasreuniões?

Declarante:­Nãopossodizerporqueeunãolembro.

DelegadodaPolíciaFederal:­Eraumavezpormês?

Declarante:­Não,àsvezesdemoravamais,oJoséCarlosBumlaiera um cara que era meu amigo. Nunca, nunca o José Carlos Bumlai conversou de serviçocomigo,nuncaconversoudeserviçocomigo.Eletinhanoçãodequequando iaemcasaeracomoamigo.

Delegado da Polícia Federal:­ Essas reuniões elas ocorriam mais

quandoosenhorerapresidenteoudepoisdoperíodoqueosenhorfoi

?

Declarante:­Nãotinhareunião,tinhavisitanaminhacasa.

DelegadodaPolíciaFederal:­Sim,visitas.Sóvisitasemcasaouno

planalto?

Declarante:­Não,não,não,depoistambém,depoiscontinuou.

DelegadodaPolíciaFederal:­Duranteapresidênciaedepois?

Declarante:­Sim.

DelegadodaPolíciaFederal:­Umafrequênciaaproximada,assim,por

mês,porano?

Declarante:­Aínãotemumacoisa

DelegadodaPolíciaFederal:­Certo.Maseraapenascomum,erauma

coisacomum?

Declarante:­(sinalpositivocomacabeça)

DelegadodaPolíciaFederal:­Quemcostumava alguém,foraasua família,oueventualmenteafamíliadele,tinhamaisalgumterceiroqueparticipava eventualmentedessesencontrosporamizade?Algumoutroterceiroquenãosejada

suafamíliaoudafamília

Declarante:­Não,tinhamuitosamigosqueparticipavamdascoisas

queeufazia.

Delegado da Polícia Federal:­ Certo. Sempre por amizade, nada