P. 1
Pregação - O Perdão de Deus

Pregação - O Perdão de Deus

|Views: 4.033|Likes:
Publicado porDaniel Deusdete
Uma meditação no Salmo 32 inspirada na canção de Antonio Cirilo, Santa Geração, Sangue Precioso
Uma meditação no Salmo 32 inspirada na canção de Antonio Cirilo, Santa Geração, Sangue Precioso

More info:

Published by: Daniel Deusdete on Sep 13, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/28/2013

pdf

text

original

http://www.jamaisdesista.com.

br
“...eis que estou convosco todos os dias... “ (Mt 28:20)

"... esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo ..." (Fp 3:13,14).

PREGAÇÃO NO CULTO DAS 17H – 12/09/2010. Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga Pastor: Rev. Sabino Cordeiro Dourado Endereço: Sandu Norte – Taguatinga Norte/DF. TEMA: Sangue Precioso – Sl 32. Finalidade dessa meditação: demonstrar pela pregação da Palavra de Deus o amor de Deus que é derramado em nossos corações pelo perdão de nossos pecados e que nos proporciona alegria – regozijo – exultação. Salmo 32 1. Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. 2. Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não atribui iniqüidade e em cujo espírito não há dolo. 3. Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. 4. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. 5. Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado. 6. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. 7. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento. 8. Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho. 9. Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem. 10.9.Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá. 11. Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração. Introdução. Irmãos, hoje é um dia muito especial na igreja por que estaremos dentre em pouco celebrando a CEIA DO SENHOR. Jesus nos ordenou a que assim fizéssemos para memória dele, pois o pão representa a sua carne e o sangue a sua vida. Ele, o Senhor, deu a sua vida por nós, sendo nós ainda pecadores. Morreu por nós para que hoje possamos ter vida em seu nome. Eu procurei um tema para pregar nesta tarde e muito me angustiei diante de Deus sobre esse momento. Cheguei a preparar um outro sermão que já havia pregado em outra ocasião em uma de nossas congregações, mas não senti aquela paz. Fui ontem para o seminário e enquanto ouvia, em meu Uno, uma linda música do Pr. Antonio Cirillo “Sangue Precioso”, o Senhor falou ao meu coração e eu entendi o que ele queria dizer. Irmãos, eu não posso ter por motivação para pregar a obtenção de aprovação de “A” ou de “B”, ou agradar um ou outro, ou o louvor, o elogio, a fama ou qualquer coisa semelhante. Eu tenho de entender que o meu papel aqui na frente, como pregador, não é ser um pregador, antes um instrumento de Deus, usado por Deus, para ministrar a palavra de Deus ao próprio povo de Deus. É tudo de Deus, por Deus e para Deus.
Autor: Crerparaver@gmail.com (não se esqueça de citar as fontes) Visite: http://www.jamaisdesista.com.br (JAMAIS DESISTA!) http://www.scribd.com/crerparaver (SCRIBD)

1/5

http://www.jamaisdesista.com.br
“...eis que estou convosco todos os dias... “ (Mt 28:20)

"... esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo ..." (Fp 3:13,14).

Se eu não tiver essa convicção e ousadia, serei apenas um vaso inútil que para nada serve se não ser jogado no lixo. Foi Deus quem me trouxe aqui nesta tarde. Foi Deus quem te trouxe aqui nesta tarde. Logo, será Deus quem irá falar contigo e comigo aqui nesta tarde. Aleluias! Este é mais um dos 79 de 150 salmos atribuídos a Davi em que ele expressa a bem-aventurança do perdão depois do arrependimento sincero e sem reservas. Quem são os bem-aventurados? aquele cuja iniqüidade é perdoada, aquele cujo pecado é coberto aquele homem a quem o SENHOR não atribui iniqüidade aquele homem em cujo espírito não há dolo. As consequências de se calar os pecados: envelhecimento dos ossos devido os constantes gemidos mão pesada do Senhor, de dia e de noite vigor tornando-se em sequidão de estio Ser convencido de que somos injustos, falhos, fracos, pecadores e mesmo ingratos, maus, egoístas, é até fácil por causa dos padrões de comparação. Isto é, somente sei que sou injusto porque deve haver alguém justo. No entanto, eu sei que entre os homens não há um justo se quer, logo o justo a que me refiro e com quem me comparo é o Senhor, único justo. Há uma grande diferença em querer ser justo e ser justo. Todos queremos ser justos, mas nenhum de nós é justo. Todos queremos ser perfeitos, mas nenhum de nós é perfeito. Todos queremos ser bons, mas nenhum de nós é bom. Jesus mesmo advertiu um jovem que o chamou de bom dizendo que há somente um único que é bom. Ao falar assim, Jesus estava dizendo: você sabe o que você acaba de dizer e o que acaba de me chamar? Eu creio que aquele jovem não sabia. Agora, o convencimento de que nossas injustiças, falhas, fraquezas, pecados, ingratidão, maldades, egoísmos são uma ofensa a Deus, somente o Espírito Santo é capaz. Conversando e discutindo poderemos entender claramente nossas falhas, mas que isso é altamente ofensivo a Deus e que precisamos do sangue de Jesus, somente o Espírito de Deus é capaz. Somente o Espírito de Deus é capaz de nos convencer e assim nos conduzir a Cristo. Irmãos, se Deus resolvesse revelar para nós a nossa podridão e a nossa maldade, não resistiríamos e morreríamos de tristeza e de dor. A Bíblia fala que nossas justiças são como os trapos de imundície (Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam. Isaías 64:6). Qual então o caminho para a situação de pecado? O salmista nos diz: 5. Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. ” (I Jo 1:9).

Autor: Crerparaver@gmail.com (não se esqueça de citar as fontes) Visite: http://www.jamaisdesista.com.br (JAMAIS DESISTA!) http://www.scribd.com/crerparaver (SCRIBD)

2/5

http://www.jamaisdesista.com.br
“...eis que estou convosco todos os dias... “ (Mt 28:20)

"... esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo ..." (Fp 3:13,14).

“Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” (Tg 5:16). O que aprendemos destes versículos se não que devemos nos derramar como cera diante do sol na presença do Senhor? Precisamos falar com Deus e confessar a ele os nossos pecados e as nossas iniquidades. Um dia destes, tive a oportunidade de escrever a pastoral e nela comentei que se a minha sinceridade fosse a minha parceira em minha cama eu dela viveria desconfiado, mesmo quando pareço-me profundamente sincero. O Senhor nos conhece e quer que nos acheguemos a ele confessando nossos pecados. Não é a minha sinceridade a minha garantia de que serei ouvido e atendido, mas o sangue precioso do Senhor que foi derramado por mim e por ti. O caminho da oração está totalmente aberto pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou. A morte de Jesus abriu para nós este caminho para o Santo dos Santos e agora temos livre acesso à presença do Pai independentemente do cumprimento de qualquer cerimonial ou rito. Temos livre acesso ao Pai. Você pode perceber o que significa isso? É tremendo! É terrível! É glorioso! Aleluias! Lendo e estudando outras religiões vemos que para ter acesso à divindade são necessárias realizações de ritos e cerimônias sem fim e que sem elas, ou cumpridas de maneira errada afastam da nossa presença o favor divino. Ensinar as pessoas o caminho de Deus e colocá-las diante dele em qualquer outra religião é uma luta muito grande e inglória. Nunca conseguimos agradar a Deus por mais que nos esforcemos. Quando pensamos que estamos agradando e fazemos uma invocação, não somos atendidos. Cremos então que estamos fazendo as coisas de forma errada e que há iluminados que conseguem um estado alfa e passamos a querer imitá-los, pois se eles conseguiram, também haveremos de conseguir. O ritual então começa de novo: rezas e mais rezas, mantras e mais mantras, incenso, mandinga, invocação, velas, cruzes, desenhos, pentagramas, santos, rosários, bolinhas, milho no chão para dobrarmos os joelhos, sangue, sofrimento, dor. Meu Deus, nos queixamos, não está vendo meu esforço? Ao invés de recuarmos, insistimos na busca desmedida e a intensificamos. Lendo “bons” autores, vemos que ainda nem fizemos uma pequenina parte para alcançarmos o divino e continuamos a maratona de ginásticas e exercícios espirituais. Deus, por meio de Jesus Cristo, rasgou de alto abaixo o véu que fazia separação entre o Santo Lugar e o Santo dos Santos e nos disse que o caminho, doravante, estaria aberto e pronto para quem quisesse e cresse. Tão simples! Ele, o Criador dos céus e da terra, disse que somente era necessário cremos nele. É somente isso que é exigido. Tão simples e tão fácil que agora se tornou muito difícil e voltamos às práticas ascetas e rigores físicos achando que por meio de longos jejuns e longas orações entraremos na presença de Deus. Uma simples oração ”Papai...”. pronto! Voi-lá! Estamos já presença de Deus e ele já está atento às nossas orações e pronto para nos ouvir. Chegamos à presença de Deus e estamos sendo atendidos pela divindade, por aquele que não nos rejeita que não nos abandona e que tudo faz por nós.
Autor: Crerparaver@gmail.com (não se esqueça de citar as fontes) Visite: http://www.jamaisdesista.com.br (JAMAIS DESISTA!) http://www.scribd.com/crerparaver (SCRIBD)

3/5

http://www.jamaisdesista.com.br
“...eis que estou convosco todos os dias... “ (Mt 28:20)

"... esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo ..." (Fp 3:13,14).

Se você está tendo dificuldades para entrar na presença do Senhor, abandone todas as suas práticas e rigores. O caminho está aberto e você pode entrar facilmente na presença do Pai agora mesmo enquanto ministro esta palavra. O que então acontece com os que assim procedem? Com aqueles que confessam a Deus os seus pecados? e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado. Ele,o salmista, está conversando com Deus, falando com Deus, tirando conclusões: 6. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. 7. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e tu me cercas de alegres cantos de livramento. O efeito do perdão de seus pecados foi tão forte e impactante que ele está alegre e tão confiante! As muitas águas, não o atingirão, Tu és o meu esconderijo, me preservas da tribulação, me cercas de alegres cantos de livramento. O gozo do perdão de nossos pecados é algo sobrenatural que nossa mente não pode capturar. É uma experiência sem igual e renovadora. Hoje é culto de Santa Ceia e a palavra de Deus diz para você “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice” (I Co 11:28). Reparem que é primeiro examinar e depois comer. Examine, mas depois coma do pão. É o próprio Deus que então passa a falar com aquele que confessa os seus pecados. 8. Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho. 9. Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem. Aqui é o Espírito Santo falando e nos dando instruções. Primeiro, a dor do pecado roubando nosso próprio vigor e o transformando em sequidão de estio. Depois, a pressão se tornando tão grande e a mão de Deus começando a nos esmagar. Não resistindo mais, confessamos nossos pecados. Imediatamente, o Senhor nos perdoa pelo precioso sangue do Cordeiro. Com o perdão e a renovação da vida – Deus o autor da vida – vem aquela imensa alegria, confiança e cantos de livramento. Com tanta alegria e gozo santo, o próprio Deus se revela nos dando instruções, nos ensinando, nos dando conselhos e nos exortando. Em vista disso tudo, o salmista então passa também a exortar e a aconselhar: 10. Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá. 11. Alegrai-vos no SENHOR e
Autor: Crerparaver@gmail.com (não se esqueça de citar as fontes) Visite: http://www.jamaisdesista.com.br (JAMAIS DESISTA!) http://www.scribd.com/crerparaver (SCRIBD)

4/5

http://www.jamaisdesista.com.br
“...eis que estou convosco todos os dias... “ (Mt 28:20)

"... esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo ..." (Fp 3:13,14).

regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração. O que vemos nas suas palavras finais? ALEGRIA – REGOZIJO – EXULTAÇÃO. Esse é o resultado de uma vida perdoada que experimentou do amor de Deus sendo derramado em seu coração sem medidas. Mas, por que será que Deus nos perdoou? O amor, creio, é a melhor resposta, mas e para quê ele nos perdôou? Vejamos a oração do Pai Nosso: “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos nossos ofensores”. É isso: Deus nos perdôou para assim também perdoarmos ao nosso irmão. Libere nesta tarde o perdão de Deus àqueles que você mantém preso em seu coração e saia você da prisão. Se estiver precisando de perdão, vá e acerte as contas com teu irmão para que ele não te detenha a sua bênção. É a mesma coisa com relação às bênçãos de Deus. Ele não nos abençoa para ficarmos uma bola cheia de bênçãos, mas para sermos abençoadores de nossos irmãos. A tua cura brotará das feridas de seu coração se você parar de ficar mexendo nelas e entregá-las a Deus que já te perdôou. Nessa música que eu falei no início desta prédica, “Sangue Precioso”, do Pr. Antonio Cirilo do Grupo Santa Geração ele fala: Lavaste o meu coração Com teu sangue precioso Atraíste a minha alma Com Teus laços de amor Perdoaste os meus pecados Saraste os meus sentimentos E pela Tua bondade conduz-me, ao arrependimento. Lavaste o meu coração Com teu sangue precioso Atraíste a minha alma Com Teus laços de amor Perdoaste os meus pecados Saraste os meus sentimentos Deste-me liberdade para te adorar, e eu te adoro Senhor! De uma forma extravagante, eu te adoro, Senhor! Referências bibliográficas: 1. Bíblia de Estudo de Genebra 2. http://www.jamaisdesista.com.br 3. http://www.bibliaonline.com.br 4. http://letras.azmusica.com.br/A/letras_antonio_cirilo_2992/letras_otras_2037/letra_sangue_pre cioso_105113.html 5. http://www.scribd.com/crerparaver A Deus toda a glória!
Autor: Crerparaver@gmail.com (não se esqueça de citar as fontes) Visite: http://www.jamaisdesista.com.br (JAMAIS DESISTA!) http://www.scribd.com/crerparaver (SCRIBD)

5/5

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->