Você está na página 1de 14

19.

Lista de Produtos
Acessórios Fornecidos
• Estojo para transporte mod. ES-08 • Cabo RS-232
• Pilhas
• Software
• Cabo com microfone
• Clipe de lapela
• Protetor de vento
• Chave de fenda
• Manual de instruções INSTRUTHERM
Acessórios opcionais (vendidos separadamente)
• Calibrador mod. CAL-3000 • Cabo USB mod. CRS-80
• Certificado de calibração
Termos de Garantia
Este aparelho é garantido contra possíveis defeitos de fabricação ou danos, que se
MANUAL DE INSTRUÇÕES
verificar por uso correto do equipamento, no período de 12 meses a partir da data
da compra.
Excluem-se de garantia os seguintes casos:
a) Uso incorreto, contrariando as instruções;
b) Violação do aparelho por técnicos não autorizados;
c) Queda e exposição a ambientes inadequados.
Observações:
• Ao enviar o equipamento para assistência técnica e o mesmo possuir certificado de
calibração, deve ser encaminhada uma carta junto com o equipamento, autorizando a
abertura do mesmo pela assistência técnica da Instrutherm.
• Caso a empresa possua Inscrição Estadual, esta deve encaminhar uma nota fiscal de
simples remessa do equipamento para fins de trânsito.
• No caso de pessoa física ou jurídica possuindo isenção de Inscrição Estadual, esta deve
encaminhar uma carta discriminando sua isenção e informando que os equipamentos foram
encaminhados a fins exclusivos de manutenção ou emissão de certificado de calibração.
• Recomendamos que as pilhas sejam retiradas do instrumento após o uso. Não
utilize pilhas novas juntamente com pilhas usadas. Não utilize baterias
recarregáveis.
• Ao solicitar qualquer informação técnica sobre este equipamento, tenha sempre
em mãos o n.º da nota fiscal de venda da Instrutherm, código de barras e n.º de
série do equipamento.
• Todas as despesas de frete (dentro ou fora do período de garantia) e riscos
correm por conta do comprador.
INSTRUTHERM
VENDAS, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E SUPORTE TÉCNICO
Instrutherm Instrumentos de Medição Ltda.
Rua Jorge de Freitas, 274 - Freguesia do Ó
DOSÍMETRO PESSOAL DE RUÍDO
São Paulo - SP - CEP: 02911-030
Vendas: (11) 2144-2800 – Ass. Técnica: (11) 2144-2820 COM RS-232 E DATALOGGER
Suporte Técnico: (11) 2144-2802 - Fax: (11) 2144-2801
E - mail : instrutherm@instrutherm.com.br - Site: www.instrutherm.com.br
17/12/07
MODELO DOS-500

19. Lista de Produtos


Acessórios Fornecidos
• Estojo para transporte mod. ES-08 • Cabo RS-232
• Pilhas
• Software
• Cabo com microfone
• Clipe de lapela
• Protetor de vento
• Chave de fenda
• Manual de instruções INSTRUTHERM
Acessórios opcionais (vendidos separadamente)
• Calibrador mod. CAL-3000 • Cabo USB mod. CRS-80
• Certificado de calibração
Termos de Garantia
Este aparelho é garantido contra possíveis defeitos de fabricação ou danos, que se
MANUAL DE INSTRUÇÕES
verificar por uso correto do equipamento, no período de 12 meses a partir da data
da compra.
Excluem-se de garantia os seguintes casos:
a) Uso incorreto, contrariando as instruções;
b) Violação do aparelho por técnicos não autorizados;
c) Queda e exposição a ambientes inadequados.
Observações:
• Ao enviar o equipamento para assistência técnica e o mesmo possuir certificado de
calibração, deve ser encaminhada uma carta junto com o equipamento, autorizando a
abertura do mesmo pela assistência técnica da Instrutherm.
• Caso a empresa possua Inscrição Estadual, esta deve encaminhar uma nota fiscal de
simples remessa do equipamento para fins de trânsito.
• No caso de pessoa física ou jurídica possuindo isenção de Inscrição Estadual, esta deve
encaminhar uma carta discriminando sua isenção e informando que os equipamentos foram
encaminhados a fins exclusivos de manutenção ou emissão de certificado de calibração.
• Recomendamos que as pilhas sejam retiradas do instrumento após o uso. Não
utilize pilhas novas juntamente com pilhas usadas. Não utilize baterias
recarregáveis.
• Ao solicitar qualquer informação técnica sobre este equipamento, tenha sempre
em mãos o n.º da nota fiscal de venda da Instrutherm, código de barras e n.º de
série do equipamento.
• Todas as despesas de frete (dentro ou fora do período de garantia) e riscos
correm por conta do comprador.
INSTRUTHERM
VENDAS, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E SUPORTE TÉCNICO
Instrutherm Instrumentos de Medição Ltda.
Rua Jorge de Freitas, 274 - Freguesia do Ó
DOSÍMETRO PESSOAL DE RUÍDO
São Paulo - SP - CEP: 02911-030
Vendas: (11) 2144-2800 – Ass. Técnica: (11) 2144-2820 COM RS-232 E DATALOGGER
Suporte Técnico: (11) 2144-2802 - Fax: (11) 2144-2801
E - mail : instrutherm@instrutherm.com.br - Site: www.instrutherm.com.br
17/12/07
MODELO DOS-500
Índice maiores informações sobre prevenção ou identificação de falhas ou
danos ao dosímetro, leia atentamente as instruções a seguir e certifique-
• Descrição Geral............................................................................. 2 se de que o operador está utilizando o instrumento de acordo com o
• Princípio de Medição da Exposição ao Ruído Acumulado............ 2 especificado neste manual. Caso contrário, as funcionalidades do
• Características............................................................................... 2 instrumento podem ser comprometidas. Se forem constatadas falhas ou
• Especificações............................................................................... 3 mau funcionamento, entre em contato com seu distribuidor.
• Descrição do Painel....................................................................... 3
• Descrição do Display..................................................................... 5 18.2 Cuidados, limpeza e armazenamento
• Preparação para Medição..............................................................5 Este dosímetro é um instrumento de precisão e deve ser manuseado
• Programação................................................................................. 6 cuidadosamente. Ao operar, armazenar ou limpar o instrumento, tome as
• Iniciar a programação.................................................................... 6 seguintes precauções:
• Configurando o nível de critério..................................................... 6 18.2.1. Armazenagem
• Configurando o nível limiar............................................................ 7 - Mantenha o instrumento em local seco e ventilado.
• Configurando o fator duplicativo de dose...................................... 7 - Para armazenagem de longo prazo, remova as pilhas.
• Configurando o ano....................................................................... 7 - Não exceda os limites de temperatura de -10ºC a + 60ºC
• Configurando mês e dia................................................................. 8 18.2.2 Limpeza
• Configurando a hora...................................................................... 8 Para limpar o instrumento, utilize apenas um pano levemente umedecido
• Configurando a constante de tempo de resposta.......................... 9 com água. Não utilize abrasivos ou solventes. Não deixe entrar umidade
• Configuração via computador........................................................ 10 no microfone, conectores ou no interior do aparelho.
• Procedimento de calibração.......................................................... 11 18.2.3 Transporte
• Utilização do medidor pessoal de ruído......................................... 12 - Não tente remover o microfone, pois este pode ser danificado
• Para iniciar uma dosímetria........................................................... 12 facilmente.
• Função de bloqueio do teclado...................................................... 12 - Não tente abrir o instrumento. No projeto não foram incluídas peças
• Para finalizar a dosimetria............................................................. 12 que possam ser consertadas pelo usuário. Caso ações de manutenção
• Conexão do dosímetro ao computador..........................................13 sejam necessárias, entre em contato com seu distribuidor.
• Cabo e diagrama de fios................................................................ 14 - Não exponha o instrumento à umidade.
• Software......................................................................................... 14 - Nunca misture ou utilize diferentes tipos ou marcas de pilhas.
• Requisitos de sistema.................................................................... 14 - Nunca misture pilhas novas com pilhas usadas.
• Instalação do software................................................................... 14 - Não deixe pilhas totalmente descarregadas no instrumento.
• Transferindo os dados do dosímetro para o software................... 15 - Proteja o instrumento contra impactos. Transporte-o sempre protegido
• Para gerar relatório minuto a minuto e histograma........................17 com plástico bolha ou papel picotado.
• Para visualizar relatório minuto a minuto e histograma................. 18 18.2.4. Microfone
• Limpeza de memória..................................................................... 20 Tome muito cuidado no manuseio do microfone do dosímetro:
• Guia de referência rápida.............................................................. 20 · Nunca dobre, estique ou enrole o cabo do microfone.
• Calculo de Leq............................................................................... 21 · Não prenda o cabo do microfone com elásticos ou objetos que possam
• Certificação CE.............................................................................. 22 romper o cabo.
• Funções disponíveis apenas no modo on-line...............................23 · Não gire o conector que liga o cabo ao dosímetro; uma vez ligado,
• Solução de problemas DOS-500.................................................. 25 não tente desconectá-lo do dosímetro.
• Manutenção................................................................................... 25
1 26

Índice maiores informações sobre prevenção ou identificação de falhas ou


danos ao dosímetro, leia atentamente as instruções a seguir e certifique-
\ • Descrição Geral............................................................................. 2 se de que o operador está utilizando o instrumento de acordo com o
• Princípio de Medição da Exposição ao Ruído Acumulado............ 2 especificado neste manual. Caso contrário, as funcionalidades do
• Características............................................................................... 2 instrumento podem ser comprometidas. Se forem constatadas falhas ou
• Especificações............................................................................... 3 mau funcionamento, entre em contato com seu distribuidor.
• Descrição do Painel....................................................................... 3
• Descrição do Display..................................................................... 5 18.2 Cuidados, limpeza e armazenamento
• Preparação para Medição.............................................................. 5 Este dosímetro é um instrumento de precisão e deve ser manuseado
• Programação................................................................................. 6 cuidadosamente. Ao operar, armazenar ou limpar o instrumento, tome as
• Iniciar a programação.................................................................... 6 seguintes precauções:
• Configurando o nível de critério..................................................... 6 18.2.1. Armazenagem
• Configurando o nível limiar............................................................ 7 - Mantenha o instrumento em local seco e ventilado.
• Configurando o fator duplicativo de dose...................................... 7 - Para armazenagem de longo prazo, remova as pilhas.
• Configurando o ano....................................................................... 7 - Não exceda os limites de temperatura de -10ºC a + 60ºC
• Configurando mês e dia................................................................. 8 18.2.2 Limpeza
• Configurando a hora...................................................................... 8 Para limpar o instrumento, utilize apenas um pano levemente umedecido
• Configurando a constante de tempo de resposta.......................... 9 com água. Não utilize abrasivos ou solventes. Não deixe entrar umidade
• Configuração via computador........................................................ 10 no microfone, conectores ou no interior do aparelho.
• Procedimento de calibração.......................................................... 11 18.2.3 Transporte
• Utilização do medidor pessoal de ruído......................................... 12 - Não tente remover o microfone, pois este pode ser danificado
• Para iniciar uma dosímetria........................................................... 12 facilmente.
• Função de bloqueio do teclado...................................................... 12 - Não tente abrir o instrumento. No projeto não foram incluídas peças
• Para finalizar a dosimetria............................................................. 12 que possam ser consertadas pelo usuário. Caso ações de manutenção
• Conexão do dosímetro ao computador.......................................... • 13 sejam necessárias, entre em contato com seu distribuidor.
Cabo e diagrama de fios................................................................ 14 - Não exponha o instrumento à umidade.
• Software......................................................................................... 14 - Nunca misture ou utilize diferentes tipos ou marcas de pilhas.
• Requisitos de sistema.................................................................... 14 - Nunca misture pilhas novas com pilhas usadas.
• Instalação do software................................................................... 14 - Não deixe pilhas totalmente descarregadas no instrumento.
• Transferindo os dados do dosímetro para o software................... 15 - Proteja o instrumento contra impactos. Transporte-o sempre protegido
• Para gerar relatório minuto a minuto e histograma........................ 17 com plástico bolha ou papel picotado.
• Para visualizar relatório minuto a minuto e histograma................. 18 18.2.4. Microfone
• Limpeza de memória..................................................................... 20 Tome muito cuidado no manuseio do microfone do dosímetro:
• Guia de referência rápida.............................................................. 20 · Nunca dobre, estique ou enrole o cabo do microfone.
• Calculo de Leq............................................................................... 21 · Não prenda o cabo do microfone com elásticos ou objetos que possam
• Certificação CE.............................................................................. 22 romper o cabo.
• Funções disponíveis apenas no modo on-line............................... 23 · Não gire o conector que liga o cabo ao dosímetro; uma vez ligado,
• Solução de problemas DOS-500.................................................. 25 não tente desconectá-lo do dosímetro.
• Manutenção................................................................................... 25
1 26
Display digital 1. Descrição Geral
Ao selecionar esta função o sistema exibe um display digital com
medidas em tempo real. Obrigado por escolher o dosímetro pessoal de ruído DOS-500. Para
assegurar a máxima obtenção de resultados, recomendamos que o
manual seja lido antes de iniciar o uso.
O dosímetro pessoal de ruído é um equipamento de teste para avaliar a
condição de ruído do ambiente de trabalho medindo a exposição ao
ruído acumulado. Com estes dados, a empresa pode verificar se o
17. Solução de problemas DOS-500 controle do nível de ruído é efetivo e decidir por aplicar ou não ações de
redução de ruído a fim de evitar traumas acústicos e perda de audição
- Equipamento não liga ou desliga sozinho dos funcionários.
• Com uma chave de fenda, abra o compartimento de pilhas.Caso o
equipamento esteja com pilhas retire-as. 2. Princípio de Medição da Exposição ao Ruído Acumulado
Com uma chave de fenda pequena e com muito cuidado, puxe para fora os
contatos deixando os alinhados (Você pode usar uma pilha mod. AAA como Dose: É um parâmetro utilizado para quantificar a exposição ao ruído em
referência para auxiliar no alinhamento dos contatos). Após finalizar o determinado período, durante turnos de % de exposição ao ruído relativo
alinhamento dos contatos, recoloque as pilhas e ligue o equipamento à (por exemplo) 85dB por 8 horas.
100% DOSE = 85dBA por 8 horas
- Não aparece a palavra MEM no dosímetro Este valor é conhecido como critério. Outros valores conhecidos como
Obs: Será necessário apagar todos os dados da memória. Com o critério estão disponíveis, atendendo a legislação em diferentes países.
equipamento desligado, pressione o botão EXECUTAR juntamente com o
Se a pessoa permanece no ambiente por 4 horas, ela recebe 50% de
botão (Liga/Desliga), o display exibirá E-EP, e todos os dados da memória
DOSE. Também, se o ruído de um ambiente é 93dB (3 dB a mais que o
serão apagados. A seguir, clique no ícone memória do software, e verifique o
valor abaixo da palavra intervalo, caso o valor seja diferente de 60,0 (1,030
nível de critério de 90dB), um nível de 100% será acumulado em 4
por exemplo) clique em cima do valor, será exibida a mensagem: Digite o horas. O exemplo acima se aplica a um dosímetro com taxa de troca de
valor desejado; clique em OK e apague o valor, insira o valor de 60,0 e clique 3dB, onde um aumento de 3dB no nível de ruído corresponde a energia
em ENTER 2 vezes. Em seguida desligue o dosímetro. Com o mesmo duplicada. Um dosímetro com taxa de troca de 5dB alcança a duplicação
desligado, pressione EXECUTAR juntamente com o botão (Liga/Desliga). do valor quando o aumento no nível de ruído é 5dB. Este valor deve ser
Selecione um evento livre e inicie uma avaliação para teste, conforme escolhido de acordo com a legislação de cada país.
descrito na página 11 neste manual de instruções.
3. Características
- Software exibe Ilegal Function Call
Seguir todos os passos do procedimento anterior (Não aparece a palavra • Mede a exposição pessoal ao ruído acumulado em determinado
MEM no dosímetro). período com a unidade de % DOSE de ruído.
18. Manutenção • Armazena dados em até 5 eventos separados. Cada evento consiste
18.1 Serviços e reparos no dosímetro de ruídos dos seguintes resultados: %DOSE, %DOSE em 8 horas, sinalização de
Este dosímetro foi projetado e construído para oferecer vários anos de RMS e pico, tempo de exposição, hora de pico e duração de pico.
operação confiável e segura. No entanto, caso ocorra alguma falha que • Armazena dados na memória datalogger (para elaboração de relatório
impeça o funcionamento correto do instrumento, remova as pilhas para
de minuto a minuto)
prevenir danos maiores e envie o instrumento para manutenção. Para

25 2

Display digital 1. Descrição Geral


Ao selecionar esta função o sistema exibe um display digital com
medidas em tempo real. Obrigado por escolher o dosímetro pessoal de ruído DOS-500. Para
assegurar a máxima obtenção de resultados, recomendamos que o
manual seja lido antes de iniciar o uso.
O dosímetro pessoal de ruído é um equipamento de teste para avaliar a
condição de ruído do ambiente de trabalho medindo a exposição ao
ruído acumulado. Com estes dados, a empresa pode verificar se o
17. Solução de problemas DOS-500 controle do nível de ruído é efetivo e decidir por aplicar ou não ações de
redução de ruído a fim de evitar traumas acústicos e perda de audição
- Equipamento não liga ou desliga sozinho dos funcionários.
• Com uma chave de fenda, abra o compartimento de pilhas.Caso o
equipamento esteja com pilhas retire-as. 2. Princípio de Medição da Exposição ao Ruído Acumulado
Com uma chave de fenda pequena e com muito cuidado, puxe para fora os
contatos deixando os alinhados (Você pode usar uma pilha mod. AAA como Dose: É um parâmetro utilizado para quantificar a exposição ao ruído em
referência para auxiliar no alinhamento dos contatos). Após finalizar o determinado período, durante turnos de % de exposição ao ruído relativo
alinhamento dos contatos, recoloque as pilhas e ligue o equipamento à (por exemplo) 85dB por 8 horas.
100% DOSE = 85dBA por 8 horas
- Não aparece a palavra MEM no dosímetro Este valor é conhecido como critério. Outros valores conhecidos como
Obs: Será necessário apagar todos os dados da memória. Com o critério estão disponíveis, atendendo a legislação em diferentes países.
equipamento desligado, pressione o botão EXECUTAR juntamente com o
Se a pessoa permanece no ambiente por 4 horas, ela recebe 50% de
botão (Liga/Desliga), o display exibirá E-EP, e todos os dados da memória
DOSE. Também, se o ruído de um ambiente é 93dB (3 dB a mais que o
serão apagados. A seguir, clique no ícone memória do software, e verifique o
valor abaixo da palavra intervalo, caso o valor seja diferente de 60,0 (1,030
nível de critério de 90dB), um nível de 100% será acumulado em 4
por exemplo) clique em cima do valor, será exibida a mensagem: Digite o horas. O exemplo acima se aplica a um dosímetro com taxa de troca de
valor desejado; clique em OK e apague o valor, insira o valor de 60,0 e clique 3dB, onde um aumento de 3dB no nível de ruído corresponde a energia
em ENTER 2 vezes. Em seguida desligue o dosímetro. Com o mesmo duplicada. Um dosímetro com taxa de troca de 5dB alcança a duplicação
desligado, pressione EXECUTAR juntamente com o botão (Liga/Desliga). do valor quando o aumento no nível de ruído é 5dB. Este valor deve ser
Selecione um evento livre e inicie uma avaliação para teste, conforme escolhido de acordo com a legislação de cada país.
descrito na página 11 neste manual de instruções.
3. Características
- Software exibe Ilegal Function Call
Seguir todos os passos do procedimento anterior (Não aparece a palavra • Mede a exposição pessoal ao ruído acumulado em determinado
MEM no dosímetro). período com a unidade de % DOSE de ruído.
18. Manutenção • Armazena dados em até 5 eventos separados. Cada evento consiste
18.1 Serviços e reparos no dosímetro de ruídos dos seguintes resultados: %DOSE, %DOSE em 8 horas, sinalização de
Este dosímetro foi projetado e construído para oferecer vários anos de RMS e pico, tempo de exposição, hora de pico e duração de pico.
operação confiável e segura. No entanto, caso ocorra alguma falha que • Armazena dados na memória datalogger (para elaboração de relatório
impeça o funcionamento correto do instrumento, remova as pilhas para
de minuto a minuto)
prevenir danos maiores e envie o instrumento para manutenção. Para

25 2
• Medição de 70 ~ 140dB de nível de ruído. o intervalo de tempo, o nível de critério, a taxa de troca, o tempo em
• Relógio tempo real com calendário. execução, maior nível de SPL, valor de DOSE e sinalização de Pico.
• Interface RS-232
4. Especificações

• Display de Cristal Líquido


• Padrões aplicados: ANSI S1.25 - 1991 Ponderação A
ISO 1999
BS 6402:1983
• Microfone: Condensado de eletreto de ½ polegada
Cabo com aproximadamente 80cm de comprimento
• Escala de ruído de Dose: 0,01 a 9999% DOSE
• Nível de critério: Selecionável entre 80, 84, 85, 90dB
• Nível Limiar: Selecionável entre 70 ~ 90dB (passos de 1dB)
• Taxa de troca (fator duplicativo): Selecionável entre 3, 4, 5, 6dB
• Detecção de nível alto: 115dBA
• Sinalização de pico: 140dB Através da função exibir na barra de tarefas podemos obter:
• Escala de medição de nível de ruído: 70 ~ 140dB
• Precisão: ± 1,5dB Display analógico
• Freqüência de ponderação: A Ao selecionar esta função o sistema exibe um display analógico com
• Freqüência de resposta: 20Hz ~ 10KHz medidas em tempo real.
• Constante de Tempo: F / S (Fast / Slow = Rápido / Lento)
• Capacidade de armazenamento do datalogger: Aprox. 8800 dados
• Temperatura e umidade de operação: 0°C ~ 50°C / 10 ~ 90%RH
• Temperatura umidade de armazenagem: -10ºC ~ 60ºC / 10 ~ 75%RH
• Alimentação: 4 pilhas alcalinas tamanho “AAA”
• Vida útil das pilhas: Aproximadamente 32 horas
• Dimensões / Peso: 106 x 60 x 34mm / 350g aproximadamente
• Acessórios: Manual de Instruções, estojo para transporte mod. ES-08,
chave de fenda, pilhas, software para Windows®, Cabo RS-232,
adaptador de 9 para 25 pinos.

Obs.: Sempre utilizar pilhas alcalinas (pilhas diferentes possuem


comprimentos diferentes, ficam folgadas no compartimento)

5. Descrição do Painel
1- Soquete do microfone
2- Display de cristal líquido
3- Botão REDEFINIR
3 24

• Medição de 70 ~ 140dB de nível de ruído. o intervalo de tempo, o nível de critério, a taxa de troca, o tempo em
• Relógio tempo real com calendário. execução, maior nível de SPL, valor de DOSE e sinalização de Pico.
• Interface RS-232
4. Especificações

• Display de Cristal Líquido


• Padrões aplicados: ANSI S1.25 - 1991 Ponderação A
ISO 1999
BS 6402:1983
• Microfone: Condensado de eletreto de ½ polegada
Cabo com aproximadamente 80cm de comprimento
• Escala de ruído de Dose: 0,01 a 9999% DOSE
• Nível de critério: Selecionável entre 80, 84, 85, 90dB
• Nível Limiar: Selecionável entre 70 ~ 90dB (passos de 1dB)
• Taxa de troca (fator duplicativo): Selecionável entre 3, 4, 5, 6dB
• Detecção de nível alto: 115dBA
• Sinalização de pico: 140dB Através da função exibir na barra de tarefas podemos obter:
• Escala de medição de nível de ruído: 70 ~ 140dB
• Precisão: ± 1,5dB Display analógico
• Freqüência de ponderação: A Ao selecionar esta função o sistema exibe um display analógico com
• Freqüência de resposta: 20Hz ~ 10KHz medidas em tempo real.
• Constante de Tempo: F / S (Fast / Slow = Rápido / Lento)
• Capacidade de armazenamento do datalogger: Aprox. 8800 dados
• Temperatura e umidade de operação: 0°C ~ 50°C / 10 ~ 90%RH
• Temperatura umidade de armazenagem: -10ºC ~ 60ºC / 10 ~ 75%RH
• Alimentação: 4 pilhas alcalinas tamanho “AAA”
• Vida útil das pilhas: Aproximadamente 32 horas
• Dimensões / Peso: 106 x 60 x 34mm / 350g aproximadamente
• Acessórios: Manual de Instruções, estojo para transporte mod. ES-08,
chave de fenda, pilhas, software para Windows®, Cabo RS-232,
adaptador de 9 para 25 pinos.

Obs.: Sempre utilizar pilhas alcalinas (pilhas diferentes possuem


comprimentos diferentes, ficam folgadas no compartimento)

5. Descrição do Painel
1- Soquete do microfone
2- Display de cristal líquido
3- Botão REDEFINIR
3 24
Funções disponíveis apenas no modo on-line 4 - Botão ►RELÓGIO
5 - Botão ▲EVENTO
Lista: 6 - Botão ▼MODO
7 - Botão ◄EXECUTAR
8 - Botão Liga / Desliga
. • Exibe a lista com data, hora e valor de %dose 9 - Microfone
Exemplo: 10 - Conector do microfone
11 - Clipe de cinto
12 - Tampa do compartimento de pilhas
13 - Soquete da interface RS-232
14 - Trimpot de calibração

.
Gráfico:

• Exibe um gráfico contendo valores obtidos em tempo real.


Exemplo:

Menu Média
Abre a janela de média de níveis em dBA, onde é feito um gráfico em
tempo real dos níveis de dBA medidos.
O operador pode inserir a função, o nome e a identificação (ID) do
funcionário em análise. Serão exibidas a data e a hora de início da
medição
23 4

Funções disponíveis apenas no modo on-line 4 - Botão ►RELÓGIO


5 - Botão ▲EVENTO
Lista: 6 - Botão ▼MODO
7 - Botão ◄EXECUTAR
8 - Botão Liga / Desliga
. • Exibe a lista com data, hora e valor de %dose 9 - Microfone
Exemplo: 10 - Conector do microfone
11 - Clipe de cinto
12 - Tampa do compartimento de pilhas
13 - Soquete da interface RS-232
14 - Trimpot de calibração

.
Gráfico:

• Exibe um gráfico contendo valores obtidos em tempo real.


Exemplo:

Menu Média
Abre a janela de média de níveis em dBA, onde é feito um gráfico em
tempo real dos níveis de dBA medidos.
O operador pode inserir a função, o nome e a identificação (ID) do
funcionário em análise. Serão exibidas a data e a hora de início da
medição
23 4
6. Descrição do Display Obs.: T é dado em horas e minutos, mas para aplicação na fórmula, este
valor deve ser convertido em número decimal, como indicado no
seguinte exemplo:

T = 4h30m = 4,5h

Ou seja:

4h = 240min ¨ T = 240min + 30min ¨ T = 270min

T = 270min ¨ T = 4,5h
1 - Constante de tempo de resposta rápida (F). 60min
2 - Constante de tempo de resposta lenta (S).
3 - Indicador de exposição ao ruído que está sendo acumulado 16. Certificação CE
4 - Indicador da função Datalogger
5 - Interrupção na medição de exposição de ruído
6 - Símbolo de DOSE. A marca CE indica concordância com as diretrizes
7 - Aparece quando houver sinal de ruído acima de 140dB (A) definidas pelo EMC.
8 - Indicador de tempo de medição de DOSE EN50081-1 (1992): Padrão de emissão genérica.
9 - Decibelímetro (função SPL) Parte 1: Residencial, Comercial e Indústrias leves.
10- Registrador de eventos (indicadores de E1 ~ E5) EN50081-2 (1993): Padrão de emissão genérica.
11 - Aparece quando o nível de ruído está acima de 115dB (A). Parte 2: Ambiente industrial.
Emissão
12 - Indicador da condição de energia das pilhas Perturbação característica de ondas de rádio de
EMC
equipamentos de tecnologia de informação. Limites
7. Preparação para Medição classe B.
Regras FCC, Parte 15: De acordo com os limites para
um dispositivo digital classe B.
7.1. Retire o parafuso na parte de trás do aparelho e remova o clipe de
EN50082-1 (1992): Padrão de imunidade genérica.
cinto. Insira quatro pilhas alcalinas tamanho AAA e feche-o novamente.
Parte 1: Residencial, Comercial e Indústrias leves.
Nota: Certifique-se de que a polaridade das pilhas está correta.
A imunidade RF implica que a indicação de níveis de
7.2. Quando o símbolo piscar no display, as pilhas devem ser ruído de 70dB ou mais serão afetadas por não mais
substituídas, como indicado no item 7.1. Imunidade
que ± 1,5dB
7.3. O símbolo mostra a capacidade restante das pilhas por número de EMC
EN50082-2 (1995): Padrão de imunidade genérica.
segmentos. A relação é: Parte 2: Imunidade RF em ambiente industrial implica
Quatro segmentos: capacidade restante acima de 84% que a indicação de níveis de ruído de 70dB ou mais
Três segmentos: capacidade restante acima de 66% serão afetados por não mais que ± 1,5dB.
Dois segmentos: capacidade restante acima de 25%
Um segmento: capacidade restante acima de 11%
Nenhum segmento: pilhas descarregadas; As especificações do
instrumento não são garantidas.
5 22

6. Descrição do Display Obs.: T é dado em horas e minutos, mas para aplicação na fórmula, este
valor deve ser convertido em número decimal, como indicado no
seguinte exemplo:

T = 4h30m = 4,5h

Ou seja:

4h = 240min ¨ T = 240min + 30min ¨ T = 270min

T = 270min ¨ T = 4,5h
1 - Constante de tempo de resposta rápida (F). 60min
2 - Constante de tempo de resposta lenta (S).
3 - Indicador de exposição ao ruído que está sendo acumulado 16. Certificação CE
4 - Indicador da função Datalogger
5 - Interrupção na medição de exposição de ruído
6 - Símbolo de DOSE. A marca CE indica concordância com as diretrizes
7 - Aparece quando houver sinal de ruído acima de 140dB (A) definidas pelo EMC.
8 - Indicador de tempo de medição de DOSE EN50081-1 (1992): Padrão de emissão genérica.
9 - Decibelímetro (função SPL) Parte 1: Residencial, Comercial e Indústrias leves.
10- Registrador de eventos (indicadores de E1 ~ E5) EN50081-2 (1993): Padrão de emissão genérica.
11 - Aparece quando o nível de ruído está acima de 115dB (A). Parte 2: Ambiente industrial.
Emissão
12 - Indicador da condição de energia das pilhas Perturbação característica de ondas de rádio de
EMC
equipamentos de tecnologia de informação. Limites
7. Preparação para Medição classe B.
Regras FCC, Parte 15: De acordo com os limites para
um dispositivo digital classe B.
7.1. Retire o parafuso na parte de trás do aparelho e remova o clipe de
EN50082-1 (1992): Padrão de imunidade genérica.
cinto. Insira quatro pilhas alcalinas tamanho AAA e feche-o novamente.
Parte 1: Residencial, Comercial e Indústrias leves.
Nota: Certifique-se de que a polaridade das pilhas está correta.
A imunidade RF implica que a indicação de níveis de
7.2. Quando o símbolo piscar no display, as pilhas devem ser ruído de 70dB ou mais serão afetadas por não mais
substituídas, como indicado no item 7.1. Imunidade
que ± 1,5dB
7.3. O símbolo mostra a capacidade restante das pilhas por número de EMC
EN50082-2 (1995): Padrão de imunidade genérica.
segmentos. A relação é: Parte 2: Imunidade RF em ambiente industrial implica
Quatro segmentos: capacidade restante acima de 84% que a indicação de níveis de ruído de 70dB ou mais
Três segmentos: capacidade restante acima de 66% serão afetados por não mais que ± 1,5dB.
Dois segmentos: capacidade restante acima de 25%
Um segmento: capacidade restante acima de 11%
Nenhum segmento: pilhas descarregadas; As especificações do
instrumento não são garantidas.
5 22
15. Cálculo de Leq 8. Programação
O equipamento já sai configurado de fabrica, caso ocorra que o
Fórmula para cálculo do valor de Leq equipamento ao ligar não esteja configurado só seguir passo a passo
O relatório de dosimetria do aparelho fornece o valor de TWA, o qual é a abaixo:
média de ruído durante o tempo de exposição. Se o dosímetro ficar
exposto 8 horas ao ruído, esse valor será considerado como Leq. Caso o Antes de utilizar o dosímetro, é necessário programá-lo para trabalhar
dosímetro não fique exposto 8 horas ao ruído, e, deseja-se saber o valor com os valores de nível de critério, nível limiar e fator duplicativo de
de Leq, utiliza-se a seguinte fórmula para se obter o ruído equivalente dose. Estes valores devem ser programados de acordo com a legislação
em dB para um período de 8 horas, que é uma projeção do valor final. de cada país.
Em todo caso, aconselha-se uma exposição normal da jornada de 8.1. Iniciar a programação
trabalho. Para iniciar a programação, com o aparelho desligado, pressione e
mantenha pressionado o botão REDEFINIR, e então pressione o botão
Obs.: Esta fórmula foi obtida a partir dos padrões da ANSI S1.25. (verde). Ao soltar os dois botões, o display exibe SEP para indicar que
o instrumento entrou no modo de programação, e em seguida exibe a
seqüência abaixo:
⎛ % dose × Tc ⎞
Leq = log ⎜ ⎟×N + Lc
⎝ 100 × T ⎠
Onde:

Lc - É o nível de critério utilizado (85 pela norma brasileira)


% DOSE - É o valor em % DOSE, fornecido pelo aparelho
Tc - É a constante de tempo de 8 horas
T - É o tempo de medição de ruído
N - É o valor padrão para cada norma.
- Para NR-15 utiliza-se “16,61”;
- Para NHO-01 utiliza-se “9,96”:

Estes valores foram obtidos a partir das seguintes equações:


8.1.1.Configurando o nível de critério (Lc)

rt 5
= = 16,61
log 2 log 2

3 O display exibe Lc XX, onde XX é o valor selecionado e aparece


2 = 9,96 piscando, o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados
log 2 os valores 80, 84, 85 ou 90dB. Pressione as teclas ▼MODO ou
• Obs: LC deve igual a 85, conforme anexo 1 da NR15.
6
21

15. Cálculo de Leq 8. Programação


O equipamento já sai configurado de fabrica, caso ocorra que o
Fórmula para cálculo do valor de Leq equipamento ao ligar não esteja configurado só seguir passo a passo
O relatório de dosimetria do aparelho fornece o valor de TWA, o qual é a abaixo:
média de ruído durante o tempo de exposição. Se o dosímetro ficar
exposto 8 horas ao ruído, esse valor será considerado como Leq. Caso o Antes de utilizar o dosímetro, é necessário programá-lo para trabalhar
dosímetro não fique exposto 8 horas ao ruído, e, deseja-se saber o valor com os valores de nível de critério, nível limiar e fator duplicativo de
de Leq, utiliza-se a seguinte fórmula para se obter o ruído equivalente dose. Estes valores devem ser programados de acordo com a legislação
em dB para um período de 8 horas, que é uma projeção do valor final. de cada país.
Em todo caso, aconselha-se uma exposição normal da jornada de 8.1. Iniciar a programação
trabalho. Para iniciar a programação, com o aparelho desligado, pressione e
mantenha pressionado o botão REDEFINIR, e então pressione o botão
Obs.: Esta fórmula foi obtida a partir dos padrões da ANSI S1.25. (verde). Ao soltar os dois botões, o display exibe SEP para indicar que
o instrumento entrou no modo de programação, e em seguida exibe a
seqüência abaixo:
⎛ % dose × Tc ⎞
Leq = log ⎜ ⎟×N + Lc
⎝ 100 × T ⎠
Onde:

Lc - É o nível de critério utilizado (85 pela norma brasileira)


% DOSE - É o valor em % DOSE, fornecido pelo aparelho
Tc - É a constante de tempo de 8 horas
T - É o tempo de medição de ruído
N - É o valor padrão para cada norma.
- Para NR-15 utiliza-se “16,61”;
- Para NHO-01 utiliza-se “9,96”:

Estes valores foram obtidos a partir das seguintes equações:


8.1.1.Configurando o nível de critério (Lc)

rt 5
= = 16,61
log 2 log 2

3 O display exibe Lc XX, onde XX é o valor selecionado e aparece


2 = 9,96 piscando, o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados
log 2 os valores 80, 84, 85 ou 90dB. Pressione as teclas ▼MODO ou
• Obs: LC deve igual a 85, conforme anexo 1 da NR15.
6
21
▲EVENTO para alterar o valor e em seguida pressione o botão 13. Limpeza de Memória
►RELÓGIO para mudar de parâmetro.
Limpeza da memória datalogger
8.1.2. Configurando o nível limiar (Lt) Para limpar a memória de dados de pressão sonora instantânea
(datalogger), desligue o instrumento, pressione e segure o botão
◄EXECUTAR e ligue o instrumento novamente. O display exibirá “E-
EP” e todos os dados da memória serão apagados.

O display exibe Lt XX, onde XX é o valor selecionado e aparece


piscando, o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados
os valores de 70 ~ 90dB, de 1 em 1dB. Pressione as teclas ▼MODO ou
▲EVENTO para alterar o valor e em seguida pressione o botão Limpeza das memórias de evento
►RELÓGIO para mudar de parâmetro. Quando um evento está ocupado por uma gravação de dosimetria, o
indicador do evento (E1 ~ E5) pisca no display ao ser selecionado pela
8.1.3. Configurando o fator duplicativo de dose (taxa de troca) tecla ▲EVENTO. Para limpar as memórias de evento, selecione o
evento onde se deseja apagar os registros (E1 ~ E5) e pressione o botão
REDEFINIR por cinco segundos. O indicador de evento (E1 ~ E5) pára
de piscar indicando que a memória foi apagada.

Observação
Após utilizar os 05 eventos recomendamos que a memória do dosímetro
O display exibe ER X, onde X é o valor selecionado e aparece piscando,
seja apagada através do procedimento acima descrito, e que seja
o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados os
apagado todos os eventos no dosímetro através da tecla redefinir.
valores 3, 4, 5 ou 6dB. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
alterar o valor e em seguida pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar
de parâmetro. 14. Guia de Referência Rápida

8.1.4. Configurando o ano Nome do botão Seqüência operacional


Liga / Desliga Liga ¨ Pressionado 3 seg. (3-2-1-0) ¨ Desliga
MODO DBA ¨ %DOSE ¨ TIME
EVENTO %DOSE ¨ E1 ¨ E2 ¨ E3 ¨ E4 ¨ E5 ¨ %DOSE
EXECUTAR Inicia a dosimetria ¨ PAUSA ¨ 4 seg. ¨ finaliza
EXECUTAR No modo dBA ¨ inicia MEM ¨ interrompe MEM
O display exibe XX XX. Os dois dígitos da esquerda devem ser RELÓGIO Mês / Dia ¨ Hora / Minuto ¨ Mês / Dia
configurados primeiro. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
alterar o valor e pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dois
dígitos da direita. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
7 20

▲EVENTO para alterar o valor e em seguida pressione o botão 13. Limpeza de Memória
►RELÓGIO para mudar de parâmetro.
Limpeza da memória datalogger
8.1.2. Configurando o nível limiar (Lt) Para limpar a memória de dados de pressão sonora instantânea
(datalogger), desligue o instrumento, pressione e segure o botão
◄EXECUTAR e ligue o instrumento novamente. O display exibirá “E-
EP” e todos os dados da memória serão apagados.

O display exibe Lt XX, onde XX é o valor selecionado e aparece


piscando, o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados
os valores de 70 ~ 90dB, de 1 em 1dB. Pressione as teclas ▼MODO ou
▲EVENTO para alterar o valor e em seguida pressione o botão Limpeza das memórias de evento
►RELÓGIO para mudar de parâmetro. Quando um evento está ocupado por uma gravação de dosimetria, o
indicador do evento (E1 ~ E5) pisca no display ao ser selecionado pela
8.1.3. Configurando o fator duplicativo de dose (taxa de troca) tecla ▲EVENTO. Para limpar as memórias de evento, selecione o
evento onde se deseja apagar os registros (E1 ~ E5) e pressione o botão
REDEFINIR por cinco segundos. O indicador de evento (E1 ~ E5) pára
de piscar indicando que a memória foi apagada.

Observação
Após utilizar os 05 eventos recomendamos que a memória do dosímetro
O display exibe ER X, onde X é o valor selecionado e aparece piscando,
seja apagada através do procedimento acima descrito, e que seja
o que significa que pode ser alterado. Podem ser selecionados os
apagado todos os eventos no dosímetro através da tecla redefinir.
valores 3, 4, 5 ou 6dB. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
alterar o valor e em seguida pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar
de parâmetro. 14. Guia de Referência Rápida

8.1.4. Configurando o ano Nome do botão Seqüência operacional


Liga / Desliga Liga ¨ Pressionado 3 seg. (3-2-1-0) ¨ Desliga
MODO DBA ¨ %DOSE ¨ TIME
EVENTO %DOSE ¨ E1 ¨ E2 ¨ E3 ¨ E4 ¨ E5 ¨ %DOSE
EXECUTAR Inicia a dosimetria ¨ PAUSA ¨ 4 seg. ¨ finaliza
EXECUTAR No modo dBA ¨ inicia MEM ¨ interrompe MEM
O display exibe XX XX. Os dois dígitos da esquerda devem ser RELÓGIO Mês / Dia ¨ Hora / Minuto ¨ Mês / Dia
configurados primeiro. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
alterar o valor e pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dois
dígitos da direita. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para
7 20
Pode-se digitar informações extras (nome do operador, função, empresa alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
etc) em 3 linhas localizadas na parte inferior da janela, que serão parâmetro.
impressas juntamente com o relatório.
8.1.5. Configurando o mês e dia
Para gerar o gráfico clique em GRÁFICO
O gráfico será exibido na tela.
Para imprimir o gráfico clique em IMPRIMIR.
Para definir outros parâmetros no gráfico clique em LIMITE.

O display exibe XX-XX. Os dois dígitos da esquerda são os dígitos do


mês. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para alterar o valor e
pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dois dígitos da direita,
que são os dígitos do dia. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO
para alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
parâmetro.

8.1.6. Configurando a hora

O display exibe XX:XX. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO


para alterar os dígitos da esquerda, que são os dígitos de hora e
pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dígitos da direita, que
são os dígitos dos minutos. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO
para alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
parâmetro.

8.1.7. Configurando a constante de tempo de resposta

19 8

Pode-se digitar informações extras (nome do operador, função, empresa alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
etc) em 3 linhas localizadas na parte inferior da janela, que serão parâmetro.
impressas juntamente com o relatório.
8.1.5. Configurando o mês e dia
Para gerar o gráfico clique em GRÁFICO
O gráfico será exibido na tela.
Para imprimir o gráfico clique em IMPRIMIR.
Para definir outros parâmetros no gráfico clique em LIMITE.

O display exibe XX-XX. Os dois dígitos da esquerda são os dígitos do


mês. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO para alterar o valor e
pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dois dígitos da direita,
que são os dígitos do dia. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO
para alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
parâmetro.

8.1.6. Configurando a hora

O display exibe XX:XX. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO


para alterar os dígitos da esquerda, que são os dígitos de hora e
pressione a tecla ►RELÓGIO para mudar para os dígitos da direita, que
são os dígitos dos minutos. Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO
para alterar o valor e pressione o botão ►RELÓGIO para mudar de
parâmetro.

8.1.7. Configurando a constante de tempo de resposta

19 8
O display exibe ou . Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO Pode-se imprimir os dados clicando no ícone da impressora.
para alternar entre os dois valores e pressione o botão ►RELÓGIO para Obs.: Para gerar o gráfico é necessário salvar os dados clicando no
mudar de parâmetro. ícone do disquete> dê nome ao arquivo (não esqueça a extensão
.DAT)> clique em OK.
Observações:
- Pressione REDEFINIR para terminar a configuração. Para visualizar relatório minuto a minuto e histograma
- Pode-se pressionar o botão ◄EXECUTAR para retornar ao parâmetro
anterior. Os botões ◄EXECUTAR e ►RELÓGIO podem ser Após ter salvo os dados no quadro de detalhes clique em
pressionados a qualquer momento para mudar de parâmetro. ARQUIVO>VISUALIZAR ARQUIVO> selecione o nome dado ao
- Pela norma brasileira, o dosímetro deve ser configurado com os arquivo> clique em OK.
seguintes valores: Será exibida a tela de relatório minuto a minuto.
Lc = 85 Para imprimir clique no ícone IMPRIMIR na barra de tarefas.
Lt = 80
ER = 5 pela norma NR-15
3 pela norma NHO-01
- A norma NHO-01 é utilizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo
de Segurança e Medicina do Trabalho (FUNDACENTRO).

Nota:
A configuração dos parâmetros deve ser feita apenas uma vez. Não
é necessário efetuar a configuração dos parâmetros a cada
utilização. O equipamento já sai configurado de fábrica caso ocorra
que o equipamento ao ligar não esteja configurado só seguir passo
a passo abaixo:

Configuração via computador


Configura o dosímetro a partir do computador. Pode-se configurar todos
os itens descritos no procedimento de programação, na seção 8, através
desta janela. Após selecionar os valores conforme a norma, clique em
OK para confirmar as alterações ou em CANCELAR para ignorar. Isto
desabilita o dosímetro por alguns instantes. Enquanto o programa estiver
configurando o dosímetro, não pressione nenhum botão do instrumento,
caso contrário, poderão ocorrer erros.

9 18

O display exibe ou . Pressione as teclas ▼MODO ou ▲EVENTO Pode-se imprimir os dados clicando no ícone da impressora.
para alternar entre os dois valores e pressione o botão ►RELÓGIO para Obs.: Para gerar o gráfico é necessário salvar os dados clicando no
mudar de parâmetro. ícone do disquete> dê nome ao arquivo (não esqueça a extensão
.DAT)> clique em OK.
Observações:
- Pressione REDEFINIR para terminar a configuração. Para visualizar relatório minuto a minuto e histograma
- Pode-se pressionar o botão ◄EXECUTAR para retornar ao parâmetro
anterior. Os botões ◄EXECUTAR e ►RELÓGIO podem ser Após ter salvo os dados no quadro de detalhes clique em
pressionados a qualquer momento para mudar de parâmetro. ARQUIVO>VISUALIZAR ARQUIVO> selecione o nome dado ao
- Pela norma brasileira, o dosímetro deve ser configurado com os arquivo> clique em OK.
seguintes valores: Será exibida a tela de relatório minuto a minuto.
Lc = 85 Para imprimir clique no ícone IMPRIMIR na barra de tarefas.
Lt = 80
ER = 5 pela norma NR-15
3 pela norma NHO-01
- A norma NHO-01 é utilizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo
de Segurança e Medicina do Trabalho (FUNDACENTRO).

Nota:
A configuração dos parâmetros deve ser feita apenas uma vez. Não
é necessário efetuar a configuração dos parâmetros a cada
utilização. O equipamento já sai configurado de fábrica caso ocorra
que o equipamento ao ligar não esteja configurado só seguir passo
a passo abaixo:

Configuração via computador


Configura o dosímetro a partir do computador. Pode-se configurar todos
os itens descritos no procedimento de programação, na seção 8, através
desta janela. Após selecionar os valores conforme a norma, clique em
OK para confirmar as alterações ou em CANCELAR para ignorar. Isto
desabilita o dosímetro por alguns instantes. Enquanto o programa estiver
configurando o dosímetro, não pressione nenhum botão do instrumento,
caso contrário, poderão ocorrer erros.

9 18
Para gerar relatório minuto a minuto e histograma
1. Clique no ícone MEMÓRIA e aguarde a transferência de dados do
dosímetro para o software. A conclusão pode ser visualizada através
da barra.

Obs.: Na tela MEMÓRIA se faz necessária a verificação do valor do


intervalo. (campo intervalo), o mesmo deve permanecer em 60,0. 80
2. O campo Conjuntos registrados é composto pelas seguintes
informações: data, hora, intervalo e total de registros gravados.
3. Para obter informações detalhadas sobre os dados armazenados
clique em qualquer dado dentro do quadrante da dosimetria a que se
deseja detalhar. (Pode-se clicar em cima da hora, data, intervalo ou
REGISTROS).
4. Na tela de detalhes é possível utilizar 3 campos disponíveis abaixo
para inserir nome do funcionário, empresa, ETC.

9. Procedimento de Calibração

Caso seja necessário calibrar o instrumento, deve-se executar o


procedimento abaixo e utilizar um calibrador acústico padrão para
executar este procedimento. Recomendamos fortemente o uso do
calibrador acústico modelo CAL-3000, comercializado pela Instrutherm.

10
17

Para gerar relatório minuto a minuto e histograma


1. Clique no ícone MEMÓRIA e aguarde a transferência de dados do
dosímetro para o software. A conclusão pode ser visualizada através
da barra.

Obs.: Na tela MEMÓRIA se faz necessária a verificação do valor do 80


intervalo. (campo intervalo), o mesmo deve permanecer em 60,0.
2. O campo Conjuntos registrados é composto pelas seguintes
informações: data, hora, intervalo e total de registros gravados.
3. Para obter informações detalhadas sobre os dados armazenados
clique em qualquer dado dentro do quadrante da dosimetria a que se
deseja detalhar. (Pode-se clicar em cima da hora, data, intervalo ou
REGISTROS).
4. Na tela de detalhes é possível utilizar 3 campos disponíveis abaixo
para inserir nome do funcionário, empresa, ETC.

9. Procedimento de Calibração

Caso seja necessário calibrar o instrumento, deve-se executar o


procedimento abaixo e utilizar um calibrador acústico padrão para
executar este procedimento. Recomendamos fortemente o uso do
calibrador acústico modelo CAL-3000, comercializado pela Instrutherm.

17 10
9.1. Certifique-se de efetuar as
seguintes configurações:
- Aparelho no modo de dBA
- Constante de tempo de resposta
em S (Slow / Lenta)
9.2. Insira o microfone no bocal do
calibrador, certificando-se de que o
mesmo está firmemente encaixado e
totalmente inserido no bocal do
calibrador.
9.3. Ligue o calibrador, selecione o
valor de ruído de saída desejado e
ajuste o parafuso de calibração
localizado no orifício CAL do
dosímetro até que o valor exibido no
display seja o mesmo valor
selecionado no calibrador.
9.4. Quando o valor exibido no
display for o mesmo selecionado no
calibrador, o dosímetro estará
calibrado. Desligue o calibrador e Nesta tela podem ser visualizados o valor do nível de critério, nível
retire o microfone do bocal. limiar, fator multiplicativo de dose, a resposta do equipamento (Rápida
ou Lenta), picos de 115 e 140dB, data da finalização da dosimetria,
Nota: tempo de exposição, valor de dose, TWA (LEQ), indicação de pico acima
- O dosímetro foi calibrado antes de de 140dB e tempo de duração deste pico (se houver).
sair da fábrica, portanto não será
necessário calibrá-lo antes da Ainda na tela de eventos existem 3 campos disponíveis para
primeira utilização. personalizar a medição inserindo o nome do funcionário, endereço e
- É recomendada a calibração em companhia em que foi realizada a medição.
laboratório com emissão de
certificado anualmente. Para imprimir os dados clique no ícone IMPRIMIR na barra de tarefas.

Para salvar os dados em um arquivo clique em ARQUIVO>SALVAR> dê


10. Utilização do Medidor Pessoal de Ruído nome ao ARQUIVO> clique em OK.

Para iniciar uma dosimetria Para abrir o arquivo salvo clique em EVENTO>ARQUIVO>ABRIR
selecione o nome dado ao arquivo>OK.
1. Ligue o dosímetro pressionando o botão
2. Antes de iniciar a dosímetria verifique se existe um evento Para sair da tela clique em SAIR.
selecionado, caso exista, ou se o evento exibido não estiver disponível
11 16

9.1. Certifique-se de efetuar as


seguintes configurações:
- Aparelho no modo de dBA
- Constante de tempo de resposta
em S (Slow / Lenta)
9.2. Insira o microfone no bocal do
calibrador, certificando-se de que o
mesmo está firmemente encaixado e
totalmente inserido no bocal do
calibrador.
9.3. Ligue o calibrador, selecione o
valor de ruído de saída desejado e
ajuste o parafuso de calibração
localizado no orifício CAL do
dosímetro até que o valor exibido no
display seja o mesmo valor
selecionado no calibrador.
9.4. Quando o valor exibido no
display for o mesmo selecionado no
calibrador, o dosímetro estará
calibrado. Desligue o calibrador e Nesta tela podem ser visualizados o valor do nível de critério, nível
retire o microfone do bocal. limiar, fator multiplicativo de dose, a resposta do equipamento (Rápida
ou Lenta), picos de 115 e 140dB, data da finalização da dosimetria,
Nota: tempo de exposição, valor de dose, TWA (LEQ), indicação de pico acima
- O dosímetro foi calibrado antes de de 140dB e tempo de duração deste pico (se houver).
sair da fábrica, portanto não será
necessário calibrá-lo antes da Ainda na tela de eventos existem 3 campos disponíveis para
primeira utilização. personalizar a medição inserindo o nome do funcionário, endereço e
- É recomendada a calibração em companhia em que foi realizada a medição.
laboratório com emissão de
certificado anualmente. Para imprimir os dados clique no ícone IMPRIMIR na barra de tarefas.

Para salvar os dados em um arquivo clique em ARQUIVO>SALVAR> dê


10. Utilização do Medidor Pessoal de Ruído nome ao ARQUIVO> clique em OK.

Para iniciar uma dosimetria Para abrir o arquivo salvo clique em EVENTO>ARQUIVO>ABRIR
selecione o nome dado ao arquivo>OK.
1. Ligue o dosímetro pressionando o botão
2. Antes de iniciar a dosímetria verifique se existe um evento Para sair da tela clique em SAIR.
selecionado, caso exista, ou se o evento exibido não estiver disponível
11 16
6) Pressione a tecla ENTER. O software será instalado selecione um evento (vazio) através do botão EVENTO (aparecerá
automaticamente. E1 0.00% DOSE).
3. Pressione o botão EXECUTAR para iniciar a dosimetria.
12.2.2. Iniciando o software 4. No canto superior esquerdo o display exibirá um relógio e o teclado
1) Inicie o Microsoft™ Windows™ será bloqueado.
2) Clique em INICIAR, aponte para PROGRAMAS, ACESSÓRIOS,
DOSE, e clique no ícone DOSE
3) Selecione a porta COM onde o dosímetro está conectado.
Nota: Caso a mensagem "Sem comunicação" seja exibida piscando na
parte inferior da tela do programa, verifique se o cabo está corretamente
conectado ao computador e ao dosímetro, se a porta COM correta foi
selecionada e se o dosímetro está ligado. 5. Pressione e segure o botão durante 3 segundos para que o teclado
seja desbloqueado.
Também pode-se reiniciar o computador com o dosímetro conectado 6. Em seguida pressione o botão MODO duas vezes para mudar o
para que este seja reconhecido. parâmetro para dBA.
7. Pressione o botão EXECUTAR novamente, ao lado do relógio será
Transferindo os dados do dosímetro para o software exibida a palavra MEM e o teclado será bloqueado automaticamente.
Obs.: Durante a avaliação o aparelho deve permanecer em dBA.
Podemos iniciar clicando no ícone EVENTOS.

Para finalizar a dosimetria


1. Pressione e segure o botão durante 3 segundos para que o teclado
Clicando neste ícone será exibida a tela Eventos – Registro de dados
seja desbloqueado.
Para transferir os dados do dosímetro para esta tela clique no próprio
2. Pressione o botão EXECUTAR (a palavra MEM deixará de ser exibida
campo do evento, ou se preferir clique em BANCO.
no display).
Clicando em banco, se obterá a opção de abrir os 5 eventos de uma só
vez, ou um de cada vez não sendo necessário observar a ordem dos
mesmos, ou seja, se após abrir o evento 1 desejar abrir o evento 5,
poderá fazê-lo sem problemas.

3. Pressione o botão MODO (uma vez) para alterar o modo do


instrumento para %DOSE.

15 12

6) Pressione a tecla ENTER. O software será instalado selecione um evento (vazio) através do botão EVENTO (aparecerá
automaticamente. E1 0.00% DOSE).
3. Pressione o botão EXECUTAR para iniciar a dosimetria.
12.2.2. Iniciando o software 4. No canto superior esquerdo o display exibirá um relógio e o teclado
1) Inicie o Microsoft™ Windows™ será bloqueado.
2) Clique em INICIAR, aponte para PROGRAMAS, ACESSÓRIOS,
DOSE, e clique no ícone DOSE
3) Selecione a porta COM onde o dosímetro está conectado.
Nota: Caso a mensagem "Sem comunicação" seja exibida piscando na
parte inferior da tela do programa, verifique se o cabo está corretamente
conectado ao computador e ao dosímetro, se a porta COM correta foi
selecionada e se o dosímetro está ligado. 5. Pressione e segure o botão durante 3 segundos para que o teclado
seja desbloqueado.
Também pode-se reiniciar o computador com o dosímetro conectado 6. Em seguida pressione o botão MODO duas vezes para mudar o
para que este seja reconhecido. parâmetro para dBA.
7. Pressione o botão EXECUTAR novamente, ao lado do relógio será
Transferindo os dados do dosímetro para o software exibida a palavra MEM e o teclado será bloqueado automaticamente.
Obs.: Durante a avaliação o aparelho deve permanecer em dBA.
Podemos iniciar clicando no ícone EVENTOS.

Para finalizar a dosimetria


1. Pressione e segure o botão durante 3 segundos para que o teclado
Clicando neste ícone será exibida a tela Eventos – Registro de dados
seja desbloqueado.
Para transferir os dados do dosímetro para esta tela clique no próprio
2. Pressione o botão EXECUTAR (a palavra MEM deixará de ser exibida
campo do evento, ou se preferir clique em BANCO.
no display).
Clicando em banco, se obterá a opção de abrir os 5 eventos de uma só
vez, ou um de cada vez não sendo necessário observar a ordem dos
mesmos, ou seja, se após abrir o evento 1 desejar abrir o evento 5,
poderá fazê-lo sem problemas.

3. Pressione o botão MODO (uma vez) para alterar o modo do


instrumento para %DOSE.

15 12
11.2 Cabo e diagrama de fios
Para uma correta comunicação entre o dosímetro e o computador
através da interface RS-232, deve-se utilizar o cabo fornecido com o
instrumento ou outro cabo equivalente, com as seguintes especificações
4. Pressione o botão EXECUTAR por cinco segundos até que as de conexão:
palavras PAUSE e RELÒGIO desapareçam do display, e a sigla
relacionada ao evento comece a piscar. Indicando que nele existem
dados gravados.

11. Conexão do Dosímetro ao Computador


12. Software
11.1 Conecte o dosímetro ao computador
Insira o conector de 5 pinos no soquete do dosímetro e o conector DB9 12.1 Requisitos de sistema
na porta de comunicação COM1 do computador. • Computador 486 ou superior compatível com IBM
Caso a porta COM1 esteja sendo utilizada pelo mouse e não houver • Leitor de CD-ROM
outra porta com conector DB9 disponível, utilize o adaptador de 25 pinos • 2 portas seriais (mouse, dosímetro)
fornecido para conectar o cabo à porta COM2 do computador. • 16MB de memória RAM ou mais
Muitos computadores portáteis possuem somente uma porta RS-232 • Disco rígido com 4MB disponíveis
(COM1), porém geralmente possuem um sistema de mouse. Então, • Monitor VGA ou SVGA
pode-se utilizar a porta COM1 para a comunicação. • Windows™ 95 ou superior
• Mouse compatível com Microsoft (2 ou 3 botões).
Obs.: Se o mouse utilizar a porta de comunicação COM1 e não houver Recomenda-se um computador 486 ou superior para exibir todas as
outra porta disponível para comunicação, para conectar o dosímetro, funções em tempos de amostragem rápida, com 0,5 ou 1 segundo.
desligue o computador, desconecte o mouse e conecte o cabo do
dosímetro na porta COM1, onde estava conectado o mouse. Ao iniciar o 12.2 Instalação do Software
computador novamente, este trabalhará sem o mouse. 12.2.1. Instalação do software no disco rígido:
1) Inicie o Microsoft™ Windows™
Nota: Caso não haja comunicação do dosímetro com o computador, 2) Feche todos os aplicativos
verifique se o cabo está bem conectado à porta de comunicação do 3) Insira o CD-ROM fornecido no leitor
dosímetro e do computador, se a porta correta foi selecionada ao iniciar 4) Clique em “INICIAR” e depois em “EXECUTAR”.
o software e se o cabo está rompido. 5) Digite o seguinte comando, substituindo a letra X pela letra do leitor de
CD-ROM de seu computador (geralmente d:\):
Nunca desconecte o mouse e conecte o dosímetro
sem antes desligar o computador, pois isso pode danificar X:\setup.exe
permanentemente a porta de comunicação.
13 14

11.2 Cabo e diagrama de fios


Para uma correta comunicação entre o dosímetro e o computador
através da interface RS-232, deve-se utilizar o cabo fornecido com o
instrumento ou outro cabo equivalente, com as seguintes especificações
4. Pressione o botão EXECUTAR por cinco segundos até que as de conexão:
palavras PAUSE e RELÒGIO desapareçam do display, e a sigla
relacionada ao evento comece a piscar. Indicando que nele existem
dados gravados.

11. Conexão do Dosímetro ao Computador


12. Software
11.1 Conecte o dosímetro ao computador
Insira o conector de 5 pinos no soquete do dosímetro e o conector DB9 12.1 Requisitos de sistema
na porta de comunicação COM1 do computador. • Computador 486 ou superior compatível com IBM
Caso a porta COM1 esteja sendo utilizada pelo mouse e não houver • Leitor de CD-ROM
outra porta com conector DB9 disponível, utilize o adaptador de 25 pinos • 2 portas seriais (mouse, dosímetro)
fornecido para conectar o cabo à porta COM2 do computador. • 16MB de memória RAM ou mais
Muitos computadores portáteis possuem somente uma porta RS-232 • Disco rígido com 4MB disponíveis
(COM1), porém geralmente possuem um sistema de mouse. Então, • Monitor VGA ou SVGA
pode-se utilizar a porta COM1 para a comunicação. • Windows™ 95 ou superior
• Mouse compatível com Microsoft (2 ou 3 botões).
Obs.: Se o mouse utilizar a porta de comunicação COM1 e não houver Recomenda-se um computador 486 ou superior para exibir todas as
outra porta disponível para comunicação, para conectar o dosímetro, funções em tempos de amostragem rápida, com 0,5 ou 1 segundo.
desligue o computador, desconecte o mouse e conecte o cabo do
dosímetro na porta COM1, onde estava conectado o mouse. Ao iniciar o 12.2 Instalação do Software
computador novamente, este trabalhará sem o mouse. 12.2.1. Instalação do software no disco rígido:
1) Inicie o Microsoft™ Windows™
Nota: Caso não haja comunicação do dosímetro com o computador, 2) Feche todos os aplicativos
verifique se o cabo está bem conectado à porta de comunicação do 3) Insira o CD-ROM fornecido no leitor
dosímetro e do computador, se a porta correta foi selecionada ao iniciar 4) Clique em “INICIAR” e depois em “EXECUTAR”.
o software e se o cabo está rompido. 5) Digite o seguinte comando, substituindo a letra X pela letra do leitor de
CD-ROM de seu computador (geralmente d:\):
Nunca desconecte o mouse e conecte o dosímetro
sem antes desligar o computador, pois isso pode danificar X:\setup.exe
permanentemente a porta de comunicação.
13 14