P. 1
Teorias e Modelos de Enfermagem - Resumo

Teorias e Modelos de Enfermagem - Resumo

|Views: 7.383|Likes:
Publicado porNeith Rafael

More info:

Published by: Neith Rafael on Jul 10, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/27/2015

pdf

text

original

Teorias e Modelos de Enfermagem

Teoria: conjunto de conceitos interrelacionados, definições e proposições que apresentam uma forma sistemática de ver os factos/eventos pela especificação das relações entre as variáveis, com a finalidade de explicar e prever o facto/evento. Isto é, uma teoria sugere uma direcção do olha e do pensamento para os factos e eventos. Teoria de Enfermagem: “…conceptualização articulada e comunicada de realidade inventada ou descoberta na enfermagem com a finalidade de descrever, explicar, predizer ou prescrever o cuidado de enfermagem.” (MEILES, 1991) Paradigma: Estrutura predominante de teorias em que os cientistas baseiam o seu trabalho. Metaparadigma: O nível mais abstracto do conhecimento que determina os níveis de conceito e estudo da disciplina (o que distingue as disciplinas por determinados conceitos). Os conceitos que constituem o metaparadigma da enfermagem são o ambiente, a saúde, a pessoa e a enfermagem.

Virginia Henderson – Definição de enfermagem
- Esta integrada na Escola das Necessidades. - O individuo tem um conjunto de necessidades hierarquizadas de acordo com o grau de importância para a sua sobrevivência, capazes de induzirem acções que visam a satisfação dessas necessidades que quando obtidas deixam de causar tensão ou desconforto. - O principal obstáculo à satisfação das necessidades é a doença. - Objectivo dos cuidados de enfermagem: substituir a pessoa agindo com ela até esta adquirir a sua autonomia e independência. - Estabelecem-se três níveis de interacção entre enfermeira - pessoa/cliente: . A enfermeira como substituta . A enfermeira como auxiliar . A enfermeira como companheira: supervisiona e educa - O enfermeiro trabalha em interdependência com outros profissionais de saúde o plano de cuidados, elaborado pelo enfermeiro e pela pessoa, deve ser realizado de forma a potenciar o plano terapêutico prescrito pelo médico. - Henderson identifica 14 necessidades básicas que orientam os cuidados de enfermagem. Enfermagem O enfermeiro possui conhecimentos nas áreas das ciências sociais e biológicas. A sua intervenção é virada para a pessoa como ser total considerando todas as dimensões do indivíduo. Prestação de cuidados é feita de forma a ajudar ou substituir a pessoa na satisfação das suas necessidades no sentido de esta

1

.A teoria de Abdellah centra-se em três conceitos pincipais: . Onde o indivíduo deve ser visto de forma holística estando o cuidado centrado no cliente e a necessidade de Pessoa conceder maior atenção aos factores ambientais. É vista como a única justificação para a existência da enfermagem. Enfermagem É uma profissão de auxílio. Resolução do problema: identificação do problema. As pessoas são ajudadas pela identificação e pelo alívio dos problemas pelos quais estão a passar. É fundamental para o bom funcionamento do ser Pessoa humano. . a saúde e o desenvolvimento de um organismo. quando necessário. tem como tarefa manter o equilíbrio fisiológico e funcional. . aumentar ou restaurar a sua capacidade de auto-ajuda ou de Saúde aliviar uma diminuição. Mente e corpo como unidade inseparável. resultaram 21 problemas de enfermagem que focam as necessidades físicas. Ambiente pessoa e família são indissociáveis. O cuidar de enfermagem é fazer algo para ou por alguém ou fornecer informação à pessoa com o objectivo de satisfazer as necessidades. teste das hipóteses através da colheita de dados e da revisão das hipóteses. Relativamente ao ambiente a enfermeira deve proteger os pacientes e proporcionar um ambiente seguro.Tentando proporcionar uma base para a organização dos cuidados de enfermagem. Problemas de enfermagem: necessidades de saúde do cliente.Enfermagem: serviço para indivíduos e famílias. formulação de hipóteses. Capacidade que um indivíduo tem para satisfazer autonomamente as suas 14 necessidades básicas. Todas as pessoas possuem a capacidade de auto-ajuda e de aprender. Ser que visa satisfazer as suas necessidades sem ajuda e manter a sua saúde.readquirir a sua independência no auto-cuidado e nas suas questões de saúde. nem enfraquecimentos antecipados ou reais. Saúde A pessoa participa no planeamento dos cuidados. selecção dos dados pertinentes. biológicas e sócio-psicológicas da pessoa. orientar os cuidados e promover o desenvolvimento da capacidade de julgamento da enfermeira. 2 . sendo que ambas variam de indivíduo para indivíduo. Abdellah – Os 21 problemas de enfermagem . Ser total (bio-psico-sócio-culturo-espiritual). É a condição em que o indivíduo não possui necessidades não satisfeitas. . Conjunto de condições externas que afectam directamente a vida. com base nas conclusões obtidas dos dados.Objectivo dos 21 problemas: constituir o corpo de enfermagem de conhecimento único. Podem ser evidentes ou enconbertas.

Um alto nível de funcionamento geral físico. . mental e social. Desenvolvimento de uma relação de auxílio-confiança. e de apoio. 2. Watson – Filosofia e ciência do cuidar . 7. 6. protector. compreendida e auxiliada. 4. Promoção e aceitação da expressão de sentimentos positivos e negativos. 3. a prevenção da doença. Auxilio na satisfação das necessidades humanas. . Formação de um sistema de valores Humanístico-altruísta.Ambiente Os doentes interagem e respondem ao seu ambiente e o enfermeiro é parte desse ambiente. o cuidado do doente e a restauração da saúde”. . O homem 3 . sociocultural. .O objectivo da enfermagem é a compreensão da saúde. mas permanece porque o cuidado de saúde não foi atingido. mental e social. Saúde científicos.O enfoque principal da enfermagem está nos factores de cuidado (são 10) que provêem de uma perspectiva humanística em conjunto com a base de conhecimentos científicos.O cuidar é a essência da enfermagem (a prática do cuidar é vital para a enfermagem): a doença pode ser curada. Um nível geral de adaptaçãomanutenção do funcionamento diário. 9. da doença e da experiência humana. Promoção do ensino-aprendizagem interpessoais. . Cultivo da sensibilidade para consigo e com os outros. 10. pessoais. 8. 5. em geral uma visão filosófica de uma pessoa como um ser completamente integrado funcionalmente. físico. Enfermagem “ a enfermagem preocupa-se com a promoção de saúde.A prática de enfermagem baseia-se em 10 factores de cuidar: 1.A prática do cuidar integra conhecimentos biofísicos com conhecimentos do comportamento humano para gerar ou promover a saúde e para prestar assistência aos que encontram doentes. respeitada. “(…) uma pessoa valorizada em si mesma e para si mesma para ser cuidada. Uso sistemático do método cientifico de resolução de problemas para a tomada de decisão. Provisão de um ambiente mental. Instalação de Fé-esperança. estéticos e éticos” Estado positivo de bem-estar físico.O cuidar deve ser feito interpessoalmente. A ausência da doença (ou a presença de Pessoa esforços que levam a sua ausência). correlativo. “ (…) ciência humana de pessoas e experiências de saúde-doença humanas que são mediadas pelas transacções de cuidado profissionais. Permissão de forças fenomenológico-existencias. nutrida.

Ambiente é visto como maior e diferente que a soma de suas partes. da saúde e do bem-estar. Participação activa e ajustada no ambiente de cada doente. Apoiar o outro 4. A definição de saúde para cada indivíduo muda ao longo do tempo. para isso tem de promover e prevenir a doença. É o objectivo da conservação. ou seja tem liberdade de Saúde Pessoa 4 . Entende a pessoa quanto ao seu amadurecimento e da realização do potencial humano do indivíduo (Auto-realização e personalidade). Orem – Deficit de autocuidado . uma função da inteligência prática dos enfermeiros no sentido de causar condições humanamente desejadas nas pessoas e seus ambientes Saúde Pessoa (focaliza nos seres humanos) e não um produto que pode ser tocado. Actuação terapêutica quando a resposta do paciente é favorável. É um ser holístico.A adaptação é o processo pelo qual a conservação é adquirida. e a finalidade da conservação é a integridade. Pressupõe formação científica. em que a totalidade é integridade.Cinco métodos de ajuda: 1. Observação e selecção dos dados relevantes para avaliação das necessidades de enfermagem. Agir ou fazer para o outro 2. . Enfermage m Principal objectivo é promover a adaptação e manter a totalidade. na manutenção da vida. _________ Ambiente Levine – O holismo (conservação da integridade) . . Um estado de bem-estar físico.Autocuidado é a prática de actividades que o indivíduo inicia e executa em seu próprio benefício. É culturalmente determinada. mental e social e não apenas a ausência de enfermidade ou doença. Guiar o outro 3. Ensinar o outro Enfermagem Acção voluntária. É uma interacção humana. Proporcionar um ambiente que promova o desenvolvimento pessoal 5. cuidados de apoio quando a resposta é desfavorável. É pré-determinada por grupos sociais e não é apenas a ausência de doença.Deficit de autocuidado: relativo à relação entre as aptidões de acção dos indivíduos e as suas necessidades de cuidado. Esta profissão deveria ser praticada apenas por quem conseguisse formação suficiente para a sua prática.” A sociedade proporciona os valores que determinam como a pessoa deve comportar-se e quais as metas a serem perseguidas.

Incorpora também os princípios da Hemodinâmica como modo de compreensão da vida e que nos pode proporcionar conhecimentos para intervir e guiar um cliente ao seu bem-estar. Permite distinguir os campos de energia. > Conceptual – padrões culturais. . Campo de Energia: são as unidades fundamentais tanto dos seres vivos como da matéria inerte: particulares. .escolha e movimento. Hemodinâmica: é um conceito para compreender a vida e os mecanismos que a afectam. Padrão (Modelo): é a característica de um campo de energia. Tem identidade e auto-estima. Cada pessoa tem o seu ambiente interno e externo e o enfermeiro relaciona-os com os aspectos fisiológicos e patológicos do paciente. . A sua totalidade expressa a organização de todas as partes constituintes. Existem três níveis de ambiente externo: > Perceptual – inclui os aspectos captados pelos sentidos. abstracto e 5 . provável e crescente do campo humano e do ambiente caracterizada por ritmos não reiterados. abertos e infinitos. Consiste nos seguintes princípios: . descrevendo-os como campos de energia irredutíveis. Integridade: faz referência a interacção e mutua entre campo humano e o ambiente . Ressonância: é a troca constante dos padrões de onde. Rogers – Seres humanos unitários . Proporciona ao enfermeiro uma direcção no cuidado ao cliente. Helicidade: é a diversidade contínua. dinâmicos. Enfermagem Centra-se na totalidade da pessoa de modo humanístico. pertencentes um ao outro em plena evolução e como tal. desde baixa a altafrequência no campo humano e no ambiente.Existem quatro elementos base: . um ser unitário. > Operacional – forças naturais não detectadas que atingem o indivíduo (ex: microrganismos). . Universo de sistemas abertos: refere-se à ideia de que os campos de energia são abertos. é como uma onde que varia constantemente. . É onde estamos constante e activamente envolvidos. os seus limites são imaginários e flutuam continuamente. sem atributos de espaço nem tempo. pode ver-se afectado por uma diversidade de factores criando desta interacção do Homem. O indivíduo é livre e capaz de Ambiente perseguir os seus próprios interesses. .Expõe a maneira em que o Homem interage com o seu meio ambiente. Pandimensional: faz referência a um domínio não linear. infinitos e interactivos (integrais) . tornando-se cada vez mais complexa e diversa.

secundária e terciária. quer de bem-estar. O cliente encontra-se numa dinâmica. Vê a saúde como um contínuo do bem-estar ao mal-estar. adaptando-se a ele ou adaptando-se a si. Descreve-a tanto como uma ciência e como uma arte. Impulsionada a enfermagem como ciência já que o objectivo desta é fomentar e promover a saúde e o bem-estar.O enfermeiro deve ter uma boa capacidade de percepção e participar activamente com a pessoa na resposta aos diversos stressores a nivela da prevenção primária. .Modelo direccionado para a pessoa. pelo qual ambos evoluem continuamente. . . psicológicos. Cada campo do ambiente é específico de um campo humano. Define-o como ser humano unitário e integrado com campos de Ambiente energia infinitos e pandimensionais ou de eterna energia. Conceito que dependerá da definição ou percepção que ofereça cada pessoa ou cultura e que isto dependera das circunstâncias e experiência ao longo da vida de cada ser humano e da capacidade de este para lidar e alcançar a saúde segundo os sistemas de valores existentes a considerar. È definido como todos os factores internos e externos que rodeiam ou interagem 6 . Vê a enfermagem como uma “profissão única na medida em que está relacionada Saúde com todas as variáveis que afectam a resposta do indivíduo ao stress”. espirituais e de desenvolvimento. socio-culturais. Enfermagem Acredita que a enfermagem diz respeito á totalidade da pessoa.A enfermagem está relacionada com todos os problemas que afectam a pessoa. Apresenta a pessoa enquanto cliente/sistema de cliente. grupo ou comunidade. em diferentes graus numa qualquer altura. Betty Neuman – Modelo de sistemas . família. de natureza dinâmica e constantemente sujeita a mudança. sendo este um composto dinâmico de inter-relações entre factores fisiológicos. interagindo entre si. Neuman vê o bem estar como satisfação das necessidades do modelo e Pessoa o mau estar como a não satisfação das mesmas. quer de mal-estar.compassiva sem perder a criatividade e a iniciativa em cada intervenção. buscando o balanço e harmonia entre o homem e o Saúde ambiente.A pessoa é vista como um sistema aberto e em contsante interacção com o ambiente. É um campo de energia irredutível e pandimensionalidade. Pessoa É um sistema aberto que interage constantemente com outro sistema aberto: o ambiente. O sistema do cliente está em constante mudança ou deslocação e como um sistema aberto em interacção Ambiente recíproca com o ambiente.

O interno é intrapessoal. Existem três tipos de estímulos. Evolução .Insere-se no paradigma da Integração. Diagnóstico 3. reacção e interacção. Imogene King – Teoria da consecução de objectivos .Etapas do processo de enfermagem segundo a Teoria da Consecução de Objectivos: 1.A pessoa é um sistema holístico adaptativo que reage aos estímulos do ambiente.O registo dos objectivos fixados. numa Saúde determinada situação. -O enfermeiro e a pessoa vão ser parceiros e enfrentar em conjunto os estados de saúde. São entendidos como seres sociais _________ Calista Roy – Modelo de adaptação . Enfermagem Consiste num processo de acção. . sendo este ambiente de natureza dinâmica.Segundo o Modelo Conceptual dos Sistemas Interactuantes. externo e criado.com a pessoa/cliente. pelo qual a enfermeira e cliente compartilham informações sobre as suas percepções. para que assim haja concordância relativamente ao modo de alcance dos objectivos. o externo é interpessoal. . o que implica contínuos ajustes ao ambiente interno e externo. fornecer meios para o enfermeiro e a pessoa interagirem e compartilharem informações. e o criado é inconscientemente desenvolvido e utilizado pela pessoa/cliente para sustentar o coping protector. o principal objectivo da enfermagem é cuidar dos seres humanos no sentido de manterem a sua saúde e poderem desempenhar os seus papeis normalmente. Exploração e viabilização de meios 5. Neuman identificou três ambientes relevantes: interno. . É descrita como uma combinação de experiências dinâmicas da vida do ser humano.O registo dos problemas tem como finalidade guiar o enfermeiro para a avaliação contínua de sinais objectivos e subjectivos e de sintomas para a formulação do diagnóstico e planeamento dos cuidados. tem como principal propósito. mediante a utilização de recursos próprios para alcançar o máximo potencial Pessoa Ambiente Para a vida quotidiana.Estabelecimento de metas 4. Avaliação/interacção inicial 2. 7 .

As relações interpessoais são intrínsecas na prestação dos cuidados. nutrição. . Contextuais: não são o centro de atenção da pessoa mas contribuem para o efeito do estímulo focal. ex.Os mecanismos reguladores e de cognição são mecanismos de resistência que permitem à pessoa a percepção e reacção a esses estímulos. É o receptor dos cuidados de enfermagem. A pessoa vê o ambiente como todas as condições. afectivas. Para responder positivamente às mudanças ambientais a pessoa tem de se adaptar. padrões de interacção social e a sua situação em relação aos outros. .As respostas desencadeadas por estes mecanismos podem ser classificadas como adaptativas ou ineficazes. eliminação. Auto-conceito: necessidade de integração psíquica. traumas. tendo a capacidade de se Ambiente ajustar às mudanças do meio ambiente. . contribuindo para a Saúde saúde. Fazem parte todos os estímulos (internos e externos) e abrange todas as 8 . A pessoa tem necessidade de auto-perceber. dor. a qualidade de vida ou morte com dignidade. experiências passadas. Desempenho de papel: necessidade de integridade social: identificação do seu papel na sociedade. . Processo que permite à pessoa adquirir a sua integridade. . pode ser representada por um indivíduo. influências que a rodeiam e afectam o seu comportamento e desenvolvimento. A pessoa é um sistema aberto. .. adaptativo e holístico (porem o todo e não se resume à soma das partes que o constituem). Enfermagem Deve assumir uma abordagem holística e humanística. Residuais: características do indivíduo relevantes para a situação. Fisiológico: respostas físicas aos estímulos ambientais. respeito e aquisição de um sentimento de segurança. Os objectivos da enfermagem são a promoção de respostas adaptativas em relação aos quatro modos de adaptação e a redução das respostas ineficientes. Envolve o subsistema regular. Necessidades associadas: oxigenação. em permanente mudança. mantendo assim a integridade. Existem quatro modos de adaptação: . . mobilizam a sua energia e exigem uma resposta. A saúde e a doença são encaradas como entidades distintas mas que se Pessoa interrelacionam. uma família ou uma comunidade. uma vez que mantêm uma interacção contínua com o ambiente. Interdependência: satisfação das necessidades afectivas: amor. É descrita como um ser biopsicossocial. psicológicas e sociais. circunstâncias. Focais: requerem atenção imediata da pessoa. sendo uma dimensão inevitável da vida da pessoa. actividade e repouso e protecção. ex. assume várias dimensões nomeadamente fisiológicas.

Alimentação 5.Principais fundamentos: .O aspecto psicológico dos comportamentos e sentimentos passaria a ser explorado nas intervenções de enfermagem. circunstâncias e influências que afectam o desenvolvimento e o comportamento da pessoa.condições. Nancy Roper – Enfermagem baseada num modelo de vida . ao contrário das “Necessidades Humanas Básicas” Enfermagem Consiste na acção de ajudar o outro a viver melhor. Respiração 4. quantificáveis e podem ser explicitamente descritas e objectivamente medidas. Trabalho e lazer 10. Controlo da temperatura do corpo 8. Comunicação 3.Este modelo criou uma lista de actividade que contribuem colectivamente para o fenómeno da vida: 1.O principal objectivo da assistência terapêutica é produzir mudanças que influenciem de modo positivo os indivíduos e a sua comunidade. Crescimento: relacionado com o tamanho e formas físicas. Expressão da sexualidade 11. Manutenção de um ambiente seguro 2. 9 . ou seja. Eliminação 6. Sono 12. . . a ultrapassar e resolver problemas que limitem a continuação de uma vida independente. Mobilidade 9. Morte . Higiene pessoal e vestuário 7.Esta lista traz algumas vantagens para a prática de enfermagem pois são observáveis. Tem como objectivo a prevenção de novos problemas Saúde Pessoa Ambiente Peplau – Enfermagem psicodinâmica . mudanças quantitativas.

educação diante de uma necessidade encontrada e orientações durante o preparo de sua alta. que engloba quatro fases: . . da identificação com a enfermeira. a reação do enfermeiro frente a esta situação e as ações de enfermagem a serem realizadas. Exploração: aproveitamento máximo da relação para que se possa atingir os benefícios possíveis.Enfermagem psicodinâmica: A autora usou o termo "enfermagem psicodinâmica" para descrever o relacionamento dinâmico entre enfermeira e paciente. partindo–se destes princípios.É possível comparar os demais processos de enfermagem ao processo de enfermagem de Ida Jean Orlando. Saúde Pessoa Ambiente Orlando – Teoria do processo de enfermagem .Desenvolveu o seu modelo a partir dos conceitos estruturais do Processo Interpessoal. gradualmente. utilizando-se da relação enfermeiro/paciente e permitindo traçar os cuidados de enfermagem avaliando sua eficácia. 10 . visto que as atitudes da pessoa/cliente podem significar um pedido de ajuda. a enfermeira pode assumir vários papeis: “pessoa estranha”. . com isto as ações de enfermagem também devem ser individualizadas e adequadas a cada paciente. de carácter qualitativo. o comportamento apresentado pelo doente. a enfermagem psicodinâmica envolve reconhecer. a interação destes aspectos constituem o processo de enfermagem. Em seu entendimento. e as ações de enfermagem devem ser realizadas neste exacto momento. . “pessoa de recurso”.Compreende três momentos que são: o comportamento do paciente. assim como no processo de enfermagem o paciente como um todo.Esta teoria gira em torno de cinco conceitos interrelacionados: a função do profissional de enfermagem. uma vez que ela aborda.O paciente é o elemento principal da assistência. Resolução: o cliente liberta-se. sendo que estas ações são fundamentadas nas necessidades de ajuda manifestadas pelos pacientes. Orientação: o cliente apresenta uma necessidade e solicita ajuda . a disciplina do processo de enfermagem e a melhoria.. . Identificação: o cliente identifica-se com quem o pode ajudar . . .As ações doenfermeiro concentram-se na avaliação da pessoa no momento em que el é admitid. esclarecer e construir uma compreensão acerca do que acontece quando a enfermeira se relaciona de forma útil com o paciente. . Desenvolvimento: mudanças funcionais. verificando as necessidades de ajuda. Enfermagem Durante o Processo Interpessoal a. a resposta imediata ou interna do enfermeiro. .O imediatismo é um fator imprescindível na teoria de Orlando. “professora” e “substituta/conselheira”.

quer autonomamente. . . crenças e modos de vida padronizados aprendidos.Cuidado cultural: valores. respeitando os valores culturais. . diferentes e benéficos.Acomodação/negociação do cuidado cultural: Acções e decisões profissionais que ajudam. que se manifestam em muitas culturas e reflectem as formas assistenciais. aliviando o mal-estar físico e mental.Enfermagem transcultural: subcampo da enfermagem que foca o estudo comparativo e a análise de culturas com respeito à enfermagem e às práticas de cuidados de saúde/doença. O enfermeiro necessita interagir com a pessoa. a deficiência ou a morte.Enfermagem Os enfermeiros são responsáveis pelas suas próprias acções. 11 . melhorar sua condição humana e seu modo de vida ou lidar com a doença. similares ou dominantemente uniformes de cuidados. saúde. modos de vida ou símbolos comuns. não aumentando assim a angústia do doente. facilitam ou capacitam outro indivíduo ou grupo a manter seu bem-estar.Repadronização/reestruturação do cuidado cultural: Acções e decisões profissionais que ajudam. Este apresenta quatro níveis de focalização que da estrutura cultural e social até decisões e acções de cuidado em enfermagem. coma meta de proporcionar um serviço de atendimento de enfermagem significativo e eficaz para as pessoas e acordo com os seus valores culturais e o seu contexto de saúde/doença. Cada individuo é único e individual na sua resposta. É da responsabilidade do enfermeiro ver se as necessidades imediatas de ajuda do paciente são satisfeitas.Modelo sunrise: o cliente é o foco do modelo. valores. padrões. Saúde Pessoa Uma pessoa transforma-se num doente quando tem necessidade de ajuda não satisfeitas e que não podem satisfazer-se de forma independente. subjectiva e objectivamente e transmitidos que auxiliam. quer por auxílio dos outros. apoiam ou facilitam as pessoas de uma cultura a adaptar-se ou negociar com os outros para um resultado de saúde benéfico. . às crenças e aos valores. O objectivo do modelo é auxiliar o estudo de todos os componentes da teoria que influenciam o estado de saúde dos indivíduos e o cuidado que lhes é oferecido numa cultura. sustentam. facilitam ou capacitam o auxílio das pessoas. que apoiam ou capacitam o cuidado humano. valores. apoiam ou facilitam as pessoas de uma cultura a modificar os seus modos de vida para padrões de cuidados de saúde novos. Ambiente Leininger – Cuidado transcultural . que apoiam. .Universalidade do cuidado cultural: Significados. modos de vida ou símbolos de cuidados dentro ou entre colectivos que são relacionados às expressões assistenciais. .Diversidade do cuidado cultural: Variações e/ou diferenças nos significados. padrões.

É um estado de bem-estar que está culturalmente definido.Finalidade da enfermagem é a manutenção ou restabelecimento da independência do cliente na satisfação das 14 necessidades básicas.Papel do profissional é o papel desempenhado na sociedade. valorizado. apenas um aspecto pode receber toda a atenção do profissional num dado momento. . . . ecológicas.Objectivo ideal e específico é o ‘o ‘ideal’ porque representa o fim que todos os membros da profissão gostariam de atingir como ‘específico’ pois traça os parâmetros da profissão. .Cada necessidade possui uma dimensão biológica.Fonte de dificuldade do beneficiário diz respeito à origem provável da dificuldade do cliente cujo enfermeiro está preparado para resolver. praticado e que reflecte a capacidade dos indivíduos ou dos grupos para realizar as suas Pessoa actividades quotidianas dum modo culturalmente satisfatório. sendo que o indivíduo é extremamente complexo. . Adam – Modelo conceptual para enfermagem . no entanto.A enfermagem tem como principal objectivo manter ou restaurar a independência da pessoa/cliente na satisfação das suas necessidades básicas.A fonte e origem dos problemas de enfermagem residem na insuficiência de conhecimento.A pessoa/cliente é um ser totalitário constituído por 14 necessidades básicas. . . facilitar ou capacitar indivíduos ou grupos a manterem ou readquirirem o seu bem estar (ou saúde) em formas culturalmente significativas e benéficas ou para ajudar a Saúde pessoa a enfrentar a deficiência ou a morte. 12 .Beneficiário é a pessoa ou grupo para quem o profissional foca a sua atenção. .Como consequências pode-se esperar a satisfação das necessidades. . a independência da pessoa. existe em todas as culturas.Enfermagem É uma profissão e uma disciplina cientifica aprendida e humanista que baseia no fenómeno e nas actividades do cuidado humano para assistir. . o enfermeiro deve focar-se nestes recursos. apoiar. emocionais e culturais. devido à sua experiência e educação. uma morte pacífica.O enfermeiro tem uma função complementar-suplementar. ou porventura. situação ou experiência particular que confere sentido às expressões humanas. dimensões físicas. vontade e/ou força.O enfermeiro tem um ramo de saber único.Foco de intervenção é o foco de atenção do profissional no momento em que intervém com o cliente. O homem é prestador dos cuidados e capaz de se preocupar acerca das necessidades. . incluindo interacções sociais. . . ou Ambiente seja. do bem-estar e da sobrevivência dos outros que é universal. É a totalidade de um acontecimento. fisiológica e psico-socio-cultural.Para intervir.

força.Modos de intervenção são os meios que o profissional tem à sua disposição para intervir. Enfermagem Entendido como disciplina. a independência em relação à sua satisfação ou. em determinadas situações.Consequências são os resultados desejados das actividades profissionais e devem ser coerentes com o objectivo. a médio ou longo prazo. . pela identificação de necessidades especificas directamente relacionadas com os contextos físicos e psicossociais e pela intervenção de suprimento que consiste. em reduzir a influência do meio. valores e elementos do modelo. das quais derivam as suas necessidades específicas. relativamente à satisfação das suas Pessoa necessidades. como intervenção. As consequências desejadas são. corresponde ao suprimento dos recursos da pessoa (conhecimentos. A contribuição singular da enfermagem para a saúde consiste em manter e restabelecer a independência da pessoa. A pessoa a cargo da enfermeira constitui um todo integral e complexo que apresenta catorze necessidades fundamentais. refere-se aos postulados.. muitas vezes. a satisfação das suas necessidades é essencial à Ambiente integralidade da pessoa. a curto prazo. Os vínculos com o meio são clarificados pela recolha de dados respeitantes aos meios interno e externo. motivação). 13 . Saúde uma morte tranquila. a satisfação das necessidades específicas e.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->