ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Português

ATOS ILOCUTÓRIOS

1. força ilocutória
No nosso dia-a-dia, utilizamos frases nos nossos enunciados, com diversos intuitos: prometer, pedir, ordenar… A esse uso de uma frase linguisticamente operativa para efetuar algo, para realizar uma ação, damos o nome de ATO ILOCUTÓRIO. DEFINIÇÃO: força ilocutória: Conteúdo acional de um enunciado que permite ao interlocutor, num dado contexto, reconhecer o objetivo comunicativo do locutor. São vários os elementos que permitem identificar a intenção de comunicação e que representam a força ilocutória: ordem das palavras, a entoação, a pontuação, o modo verbal, os verbos performativos, etc. Pode-se ainda indicar o tipo de ato ilocutório que se pretende realizar, começando a frase por: Prometo que… Aviso que… Afirmo que… Peço desculpa por… etc.

2. tipologias Tipologia 1
ASSERTIVO – COMPROMISSIVO – DECLARATIVO – DIRECTIVO – EXPRESSIVO - DECLARATIVO ASSERTIVO

1) Ato ilocutório ASSERTIVO
Ato de fala que expressa a relação entre o locutor e a verdade do afirmar, sugerir, enunciado. O que é dito pode, portanto, ser submetido ao teste do informar, colocar uma verdadeiro ou falso. Por outras palavras, o locutor acredita que aquilo hipótese, assertar, que diz é verdade. Entram na categoria de assertivos verbos como negar, discordar, «afirmar», «sugerir» ou «colocar uma hipótese», confessar, descrever, distinguindo-se entre si pelo grau de comprometimento do locutor. concordar, etc. EXEMPLOS: O João comeu o bolo. — Concordo com a decisão do presidente. — A noite está estrelada. — A Carla disse que está muito contente.

2) Ato ilocutório COMPROMISSIVO
Acto de fala em que o locutor se compromete com o desenrolar futuro de prometer, ir fazer, uma ação expressa no enunciado. Pode ser introduzido por verbos como tencionar, jurar, «prometer», «ir fazer», «tencionar», etc. comprometer-se, Os atos compromissivos têm a particularidade de expressar proposições garantir, sempre marcadas temporalmente com o futuro (independentemente do tempo assegurar, verbal utilizado). Supõem a condição de sinceridade, sem a qual o ato não asseverar, etc. resulta de bom modo. EXEMPLOS: Prometo que te vou ver amanhã. — Juro que te digo tudo logo à tarde. — Na próxima semana, sem falta, começarei a estudar. — Aposto contigo que não falho desta vez.

pág. 1

etc. perguntas. (proferido pelo juiz) 6) Ato ilocutório DECLARATIVO ASSERTIVO Ato de fala em que o locutor. EXEMPLOS: Declaro-vos marido e mulher. EXEMPLOS: É fundamental que deixe de fumar. «agradecer». etc. de felicitar. etc. exigir. psicológico. convidar. de dar pêsames. 5) Ato ilocutório DECLARATIVO Ato de fala que coloca diretamente o locutor em termos É o caso de… de poder criar a realidade. 2 . um casal. achar proferido em situação formal). nem todas as um padre ou um oficial de registo. num estatuto de criador da noivos deixam de o ser e passam a ser realidade.» de referência coincida com o conteúdo do enunciado. no sentido em que são condolências. «Obrigado pela atenção». — Despacha-te! — Não pisar a relva. (proferido pelo presidente da sessão) — Vamos começar a aula. EXEMPLOS: Fecha-me essa janela. dar como boas-vindas. «convidar». apresentar Muitos atos expressivos são institucionais. na medida em que são tentativas do proibir. pessoas estão em condições de as realizar. Essa verificação é o fator que determina a sua força ilocutória declarativa. ordens. — Queres vir connosco ao bar? 4) Ato ilocutório EXPRESSIVO Acto de fala pelo qual o locutor expressa as suas atitudes ou o seu estado agradecer. (proferido pelo professor) — Está encerrada a audiência. esperar. Associam-se a verbos como lembrar. As perguntas inserem-se nesta categoria. O Ao ser proferido este ato de fala. pedidos. mandar. congratular-se. de dar parabéns. etc. Podem assumir a forma de sugestões. Mas essa alteração da O leque de situações em que as declarações podem realidade só se realiza se o locutor for ocorrer é bastante reduzido e. mas surge diretamente implicado na verdade do enunciado que produz. pelo seu estatuto social ou profissional. «felicitar». determinados por convenções sociais (por exemplo. «congratular-se». bem/mal.» … na condição de ser proferido por um professor (com sinceridade). (proferido por um árbitro durante um jogo) — Este candidato é inapto para o serviço militar. se o paciente lhe reconhecer autoridade para o fazer parar de fumar) — Este é um lance com falta. (proferido pelo inspetor/avaliador em situação de inspeção militar) pág. e. (proferido pelo padre) — Está aberta a sessão. Podem ser realizados usando verbos pedir desculpa. «pedir». assim. querer. (proferido por um médico. «proibir». «implorar». após ter colocado à turma uma pergunta.. implorar. etc. — Parabéns pelo exame. obrigar. de fazer com que o universo «DECLARO-VOS MARIDO E MULHER. avisos. felicitar. É o caso de… «É a resposta do João que está correta. falante de levar o interlocutor a fazer algo: dar uma resposta. no quotidiano.3) Ato ilocutório DIRETIVO Ato de fala através do qual o locutor pretende levar o interlocutor a aconselhar. a qual é facultada pela posição do locutor no seio de uma instituição. está em condições de criar uma nova realidade (como nas declarações). São atos ilocutórios expressivos os atos de agradecer. Partilham com os assertivos a condição de sinceridade e o objetivo ilocutório e partem de uma verificação dos dados da realidade. pedir. i. em aula. no seio de uma instituição escolar – por exemplo. realizar uma ação. EXEMPLOS: Bom dia! — Estás mesmo bonita hoje! — Peço desculpa pelo atraso. os locutor coloca-se. relativamente à qual surgiram várias respostas. etc.

mas também quer dizer algo mais. Por exemplo. não posso. isto é. está. as exortações e as súplicas. portanto. 3 .Tipologia 2 Atos ilocutórios DIRETOS E INDIRETOS Os atos ilocutórios indiretos são atos em que o locutor. que o locutor quer ver praticada é expressa pelo próprio locutor no seu enunciado. É o que acontece com os pedidos. fundamentalmente. ao enunciar uma frase. quer dizer o que diz. que poderia ser traduzido pelo ato ilocutório direto: Que horas são? Tipologia 3 Atos ilocutórios DIRETIVOS DE RESPOSTA FÍSICA / DIRETIVOS DE RESPOSTA VERBAL Atos ilocutórios diretivos de resposta física: aqueles em que se espera que o alocutário realize um ato físico. posso ou Não. a fazer um pedido. É o caso das perguntas. os convites. as ordens. Por exemplo: Diz-me as horas. Por exemplo: Traz o livro de cima da secretária! Atos ilocutórios diretivos de resposta verbal: aqueles em que se espera que o alocutário realize um ato verbal. responda. o seguinte ato ilocutório indireto: Podes dizer-me as horas? Ao enunciá-lo. verbal ou física. Por exemplo: Que horas tens? pág. Por exemplo: Como te chamas? Tipologia 4 Atos ilocutórios DIRETIVOS DE AÇÃO EXPLÍCITA / DIRETIVOS DE INFORMAÇÃO Atos ilocutórios diretivos de ação explícita: aqueles em que a ação. não está expressa no seu enunciado. o locutor não está apenas a realizar uma pergunta à qual a resposta seria: Sim. Atos ilocutórios diretivos de informação: aqueles em que a ação verbal executada pelo alocutário permite ao locutor conhecer algo que até aí desconhecia e que.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful