Você está na página 1de 4

ACTO ILOCUTÓRIO: aquele em que um acto discursivo não só produz um

enunciado, mas realiza também uma acção.

1. ACTOS ASSERTIVOS: expressam a relação entre o locutor e a verdade


do enunciado, por outras palavras, no acto assertivo, o locutor acredita que
aquilo que diz é verdade. Exprime uma certeza.
São assertivos os seguintes actos: afirmar, negar, informar, descrever,
concordar, discordar, responder...
Exs: a) A Maria fez o almoço.
b) O dia amanheceu cinzento.

2. ACTOS DIRECTIVOS: quando o locutor pretende levar o interlocutor a


realizar uma acção. Pode traduzir-se em sugestões, perguntas, ordens,
avisos, pedidos, etc. Exprime uma ordem ou pedido.
São directivos os seguintes actos: perguntar, ordenar, pedir, implorar,
convidar, permitir, aconselhar, avisar, atrever-se a, desafiar...
Exs: a) Seria melhor fazeres o exame.
b) Despacha-te!
c) O que achaste do encontro?

3. ACTOS COMPROMISSIVOS: quando o locutor se compromete com o


desenrolar futuro de uma acção expressa no enunciado. Exprime um
compromisso futuro.
São compromissivos os seguintes actos: prometer, comprometer-se,
garantir, assegurar, afiançar, jurar, apostar...
Exs: a) Vou realizar uma grande viagem!
b) Lá estarei à hora combinada.

4. ACTOS EXPRESSIVOS: quando o locutor expressa as suas atitudes ou o


seu estado psicológico. Transmite uma expressão emocional.
São actos expressivos: agradecer, congratular, pedir desculpa, dar boas-
vindas, apresentar condolências, felicitar, saudar...
Exs: a) A reunião correu bem!
b) Bom dia!

5. DECLARAÇÕES: quando o locutor faz com que o conteúdo do enunciado


coincida com a realidade.
Exs: a) Está aberta a sessão. ( Só é uma declaração, se uma reunião ou uma
assembleia for a iniciar e for proferida pela pessoa que preside à
reunião.)
b) Declaro-vos marido e mulher. (casamento e padre)
6. DECLARAÇÕES ASSERTIVAS: o locutor, pelo seu estatuto social ou
profissional, está em condições de criar uma nova realidade, mas surge
directamente implicado na verdade do enunciado que produz.
Exs: a) É a resposta do João que está certa. (é uma declaração assertiva se o
enunciado for proferido, por exemplo, por um professor.)
b) É fundamental que deixe de fumar. (médico)

Aos actos realizados pelas palavras chamamos actos ilocutórios, actos


de fala. “Dizer é fazer” o que as palavras dizem. As palavras realizam
o acto que enunciam. Há diferentes actos de fala.

Categoria Objectivos Realização Linguística


Relacionam o locutor Frases de tipo declarativo.
com o valor de Verbos como: acreditar,
Assertivos verdade da proposição aceitar, admitir, achar
que produz necessário, considerar possível,
etc.
Conduzem o Frases do tipo imperativo,
alocutário à interrogativas e declarativo.
Directivos realização de uma Verbos como: ordenar. pedir
acção no futuro uma informação, mandar,
aconselhar, querer, exigir, etc.
Manifestam o estado Expressões exclamativas.
psicológico do Emprego do modo conjuntivo.
Expressivos locutor em relação a Verbos como: agradecer,
uma situação desculpar-se, lamentar, elogiar,
etc.
Fazem com que o Emprego do futuro do
locutor se indicativo.
Compromiss
comprometa a realizar Verbos como: jurar,
ivos
uma acção no futuro comprometer-se, tencionar,
prometer, etc.
Criam um estado de Expressões do tipo: Eu declaro
coisas pela declaração (Declaro-vos marido e mulher;
Declarações
da sua existência A sessão está aberta; Vamos
começar a aula.)
Quadro constituído a partir da teoria de John Searle.

Exercícios:

1. Apresento-te uma lista de acções. Assinala com uma cruz


aquelas que consideras serem actos de fala (actos ilocutórios).

tencionar ___ aconselhar___ perguntar___


agradecer___ congratular___ pagar___
escrever___ despedir___ passear___
andar___ pedir___ ameaçar___
avisar___ baptizar___ proibir___
ler___ levantar-se___ beber___
invadir___ jurar___ declarar___
desculpar-se___ mandar___

2. Das acções que assinalaste no ponto 1, selecciona as que se


adaptam aos seguintes objectivos ilocutórios:
a. O locutor pretende que o alocutário realize, no futuro, o acto
referido no enunciado (actos ilocutórios directivos).
b. O locutor compromete-se a realizar, no futuro, o acto referido no
enunciado. (actos ilocutórios compromissivos).

3. Atenta nas proposições.


a. Não é possível falar de certas coisas quando és um artista
e tens um contrato.
b. Gosto muito da sua poesia: é muito concreta!
c. Espere-me à saída, no final do espectáculo, por favor.
d. Não se sabe se o conhecimento das técnicas de impressão
dos Chineses chegou à Europa.
e. Eu quero ser visto como um músico, não como um
político.
f. O certo é que os investimentos começaram a render.

3.1 Classifica-as em assertivas, directivas ou expressivas.