Você está na página 1de 3

Sistemas Elétricos de Potência 1 Lista de Exercícios No. 4

1 – Um transformador de distribuição de 50 KVA, 2400:240 V, 60 Hz, tem uma impedância de

dispersão de 0,72 + j 0,92 no enrolamento da alta tensão e uma impedância de

0,0070 + j 0,0090 no enrolamento de baixa tensão.

a) Calcule a impedância equivalente do transformador referida ao lado da alta tensão.

b) Calcule a impedância equivalente do transformador referida ao lado da baixa tensão.

c) Calcule a impedância equivalente do transformador em pu usando por base os valores da potência e tensão do lado de alta tensão.

d) Calcule a impedância equivalente do transformador em pu usando por base os valores da potência e tensão do lado de baixa tensão.

e) Quais as diferenças entre as impedâncias em pu encontradas em cada lado do transformador?

2 – Um transformador de distribuição de 30 MVA, 230/13,8 kV, 60 Hz, tem uma impedância

equivalente de 15 + j 78,5 referida ao lado da alta tensão.

a) Calcule as impedâncias bases considerando os valores nominais do transformador.

b) Calcule a impedância equivalente em pu do transformador.

c) Calcule a impedância equivalente do transformador referida ao lado da baixa tensão.

d) Calcule a impedância equivalente em pu para este transformador se a potência de base for de 100 MVA.

3 – Um motor trifásico tem os seguintes dados de placa: potência 30 MVA, tensão 13,8 kV, 60 Hz, reatância subtransitória de 10%.

a) Calcule a impedância de base considerando os valores nominais do motor.

b) Calcule a reatância subtransitória do motor em ohms.

c) Calcule a reatância subtransitória do motor em pu, considerando valores de base iguais a 100 MVA, 15 KV.

4 – Determine a impedância em pu de uma linha de transmissão trifásica de 30 km cujo valor da

impedância equivalente é de 0,12 + j 0,92 /km. Use os valores base: 100MVA; 230 kV.

5 – Dado o sistema abaixo:

valores base: 100MVA; 230 kV. 5 – Dado o sistema abaixo: Gerador 1: 20.000 kVA; 6,6

Gerador 1: 20.000 kVA; 6,6 kV; reatância subtransitória = 0,665 ohms.

Gerador 2: 10.000 kVA; 6,6 kV; reatância subtransitória = 1,31 ohms.

T 1 e T 2 transformadores trifásicos: 30.000 kVA; 6,6-138 kV, impedância equivalente = j14,52 ohms,

referida ao lado da alta tensão.

Carga A: 15.000 kVA; fator de potência = 0,9 em atraso.

Carga B: 30.000 kVA; fator de potência = 0,9 em atraso.

Reatância da linha de transmissão = 18 ohms.

a) Calcule as impedâncias de base entre o gerador 1 e a barra A; entre as barras B e C; entre a

barra D e o gerador 2. Use uma potência de base = 100 MVA e as tensões nominais dos

transformadores.

b) Determine os valores em pu dos equipamentos considerando as bases da letra (a) e

desenhe o diagrama de impedâncias.

6 – Três motores cuja tensão nominal é de 6,9 kV estão ligados na mesma barra. Suas características

são as seguintes:

No. 1: motor síncrono; 5.000 HP; f.p. 0,8; reatância subtransitória de 17%

No. 2: motor síncrono; 3.000 HP; f.p. 1,0; reatância subtransitória de 15%

No. 3: motor de indução; 3.500 kVA; reatância subtransitória de 20%

Determine as reatâncias subtransitórias desses motores em pu na base de 10 MVA; 6,6 kV.

7 – Um gerador trifásico de 30 MVA; 13,8 kV, possui uma reatância subtransitória de 15%. Ele

alimenta dois motores através de uma linha de transmissão com dois transformadores nas

extremidades, como mostra a figura abaixo. Os valores nominais dos motores são 20 MVA e 10 MVA,

ambos de 12,5 kV com 20% de reatância subtransitória. Os transformadores trifásicos são ambos de

35 MVA,13,2-115 kV com reatância de dispersão de 10%. A reatância em série da linha é de 80

ohms. Faça o diagrama de impedâncias com todos os valores em pu. Escolha os valores nominais do

gerador como base no circuito do próprio gerador.

do gerador como base no circuito do próprio gerador. 8 – Dois geradores são ligados em

8 – Dois geradores são ligados em paralelo à mesma barra e têm reatâncias subtransitórias de x” = 10%. O gerador 1 é de 2.500 kVA e 2,4 KV e o gerador 2 de 5.000 KVA e 2,4 KV. Determine a reatância por unidade de cada gerador numa base de 15.000 KVA e 2,4 KV. Qual a reatância por unidade de um único gerador equivalente aos dois em paralelo, numa base de 15.000 kva e 2,4 KV?

9 - Dado o sistema mostrado na Figura abaixo e descrito a seguir:

Gerador: 10.000 kVA; 6,6 kV; reatância subtransitória = 1,52 ohms. Transformador 1: 15.000 kVA; 6,6/138 kV, X eq = 70 ohms, referida ao lado da alta tensão.

Transformador 2: 15.000 kVA; 13,8/138 kV, X eq = 85 ohms, referida ao lado da alta tensão. Motor síncrono: 13,8 KV; 5.000 HP; f.p. 0,8; reatância subtransitória X M = 4,25 ohms, 100% de rendimento. Carga: 2.000 kVA; 13,8 kV; fator de potência = 0,9 em atraso. Impedância da linha de transmissão = 3+j18 ohms. Calcule as impedâncias em pu, usando uma potência de base = 100 MVA. Desenhe o diagrama de impedâncias para este sistema. Considere 1 HP = 746 W.

de impedâncias para este sistema. Considere 1 HP = 746 W. Figura . Sistema com gerador

Figura . Sistema com gerador alimentando motor e carga.

10 - Para calcular a corrente de curto-circuito e analisar seus efeitos é necessário construir o diagrama de impedâncias em valores por unidade para o sistema a ser estudado. Considerando o sistema mostrado na Figura abaixo e os dados de placa dos equipamentos descritos a seguir, faça o diagrama de impedâncias em pu, usando uma base de 50 MVA, 6,9 KV no circuito do gerador.

Gerador: 40 MVA; 6,6 kV; reatância subtransitória de 12%.

Transformadores 1 e 2: 50 MVA; 6,9/138 kV, reatância equivalente de 15%.

Motores 1 e 2: 15 MVA; 6,9 KV; reatância subtransitória de 10%.

Reatância da linha de transmissão = 21,5 ohms.

10%. − Reatância da linha de transmissão = 21,5 ohms. Figura . Gerador alimentando dois motores.

Figura . Gerador alimentando dois motores.

Respostas:

1. a) 1,42+j1,82b) 0,0142+j0,0182c) 0,01233+j0,0158pu d) 0,01233+j0,0158pu

2. a) 1763,33

3. a) 6,348b) 0,6348c) 28,2%

4. 0,00681+j0,05210pu

5. xg1 = 1,5266pu;

6,348b) 0,00851+j0,04452pu c) 0,054+j0,2826d) 0,02836+j0,1484pu

xg2 = 3,0073pu;

xt1 = xt2 = 0,07624pu; xL = 0,0945pu;

carga A = 0,135+j0,0654pu carga B = 0,27+j0,13074pu

6. x1 = 0,3985pu; x2 = 0,7325pu;

7. xg = 0,15pu;

8. x1 = 0,6pu; x2 = 0,3pu;

9. xg1 = 3,49pu;

carga = 0,018+j0,008717pu 10. xg1 = 0,137pu; xt1 = xt2 = 0,15pu; xL = 0,05645pu;

x3 = 0,62456pu

xt1 = xt2 = 0,0784pu; xL = 0,16605pu; xm1 = 0,246pu xm2 = 0,4923pu.

xeq = 0,2pu

xt1 = 0,3675pu;

zL = 0,01575+j0,09452pu;

xt2 = 0,4463pu;

xm1 = xm2 = 0,333pu;

xm = 2,2316pu;