Você está na página 1de 6

O que é um vírus informático?

Os vírus informáticos são pequenos programas de software concebidos por


mão humana para se espalharem de um computador para outro e para
interferir no seu funcionamento, para destruir dados ou imobilizar sistemas.
E isto sem que o utilizador se aperceba. Os vírus informáticos são ameaças
reais que não devem ser negligenciadas. Os principais perigos de infecção
advinham da troca de disquetes com ficheiros infectados, o seu programa
de correio electrónico pode alastrar para outros computadores, ou até
apagar tudo o que esteja no disco rígido.
Os vírus podem estar disfarçados sob a forma de anexos de imagens divertidas, cartões
electrónicos ou ficheiros de áudio e vídeo.
Como detectar um vírus?
O funcionamento fica mais lento do que o normal, bloqueia
constantemente, impressão não ocorre correctamente, e surgem
mensagens de erro pouco usuais.

Próximos passos: reduzir a sua exposição a vírus


Nada pode garantir que o seu computador está 100% protegido.
Entretanto, você pode continuar a melhorar a segurança do seu
computador mantendo seus programas actualizados e actualizando sempre
a assinatura do software antivírus.

O que podemos fazer?


Para ajudar a evitar vírus, é essencial que mantenha o seu computador com
as actualizações e ferramentas antivírus mais recentes, esteja informado
sobre ameaças recentes e siga algumas regras básicas quando navega na
Internet, transfere ficheiros e abre anexos.
Se o seu computador se encontrar infectado com vírus deve imediatamente
removê-los com um software antivírus. Só assim garante que eles não se
propagam para outras áreas do seu computador ou para outros
computadores. Mas há vários softwares de antivírus grátis ou pagos.

Com a devida prevenção o risco de propagação é reduzido.

Worms
Worms, quer dizer (verme) em português.

Um worm, tal como um vírus, propaga-se de computador em computador,


mas de forma automática e sem intervenção do utilizador. Desta forma
apoderam-se de funcionalidades do computador através das quais acedem
e enviam ficheiros ou informações

O grande perigo dos worms é a capacidade de se produzir em grande


escala, enviando cópias de si próprio, o que provoca congestionamento nas
redes das empresas e em toda a Internet e infiltrarem-se no sistema e
permitir que terceiros assumam o controlo do computador à distância.

Dica: nunca abra nada que esteja anexado a um email a menos que
esteja espera do anexo e conheça exactamente o conteúdo do arquivo.
Se receber um email com um anexo de alguém que não conhece, exclua o
email imediatamente. Infelizmente, algumas vezes não é seguro nem
mesmo abrir anexos de pessoas que você conhece. Os vírus e os worms
são capazes de roubar informações de programas de email e enviar a si
mesmos a todos os endereços no seu catálogo de endereços. Portanto, se
você receber um email de alguém com uma mensagem que você não
entende ou um arquivo que você não está esperando, sempre entre em
contacto com a pessoa e confirme o conteúdo do anexo antes de abri-lo.
Trojans
O termo deriva do cavalo de Tróia que vem da mitologia grega. Os
trojans( cavalos de Tróia) são programas de software malicioso e de acesso
remoto que permitem que os criminosos controlem o seu computador
através da sua ligação a net. Estes programas aparentemente benéficos,
apresentam códigos maliciosos ou destrutivos que adquirem permissões
sem o seu conhecimento.

Tipo de danos ou utilizações podem os trojans causar no seu computador:

Ver, alterar, copiar e apagar os seus ficheiros. Isto pode acontecer de uma
só vez ou sempre que liga o computador;
Monitorizar e registar as suas actividades e enviar essa informação para
outro computador. Este processo, ajuda os criminosos a descobrir os
códigos de utilizador e passwords que introduziu no seu computador;
Utilizar o seu computador para atacar outros computadores normalmente
com o objectivo de sobrecarregar servidores com mensagens, espalhar
vírus ou spyware; Alterar as funções do computador; Criar janelas pop-up
com o objectivo de o aborrecer ou para se a ligar a sites maliciosos;
Executar ou encerrar um programa, processo ou ligação no seu
computador; Captar vídeo e áudio de dispositivos que tenha ligado ao
seu computador.

Saiba como detectar se o seu computador está com


vírus.
Os sinais mais comuns de que o seu computador está infectado com vírus
são:
• Funciona mais lentamente do que o normal;
• Bloqueia constantemente;
• Reinicia e deixa de trabalhar normalmente;
• Algumas aplicações não funcionam correctamente;
• Discos e/ou unidades de disco ficam inacessíveis;
• A impressão não ocorre correctamente;
• Surgem mensagens de erro pouco usuais;
• Apresenta menus e caixas de diálogo distorcidos.
Relembramos que se o seu computador se encontrar infectado com vírus deve
imediatamente removê-los com um software antivírus. Só assim garante que eles não se
propagam para outras áreas do computador ou para outros computadores.

Crackers

Crackers são indivíduos que


fazem tudo para entrar, invadir
o sistema alheio,
quebrando o sistema de
segurança para poder espionar ou causar danos com objectivos de roubar,
destruir ou apagar informações. Este termo foi criado em 1985 por hackers em
defesa contra o uso jornalístico do termo hacker. O uso deste termo reflecte a
forte revolta destes contra o roubo e vandalismo praticado pelo cracking.

Tipos de crackers

Crackers de softwares: Termo usado para designar programadores e


descodificadores que fazem engenharia reversa de um determinado programa, ou
seja, alteram o conteúdo de um determinado programa para que funcione de
forma correcta, muitos crackers alteram datas de expiração de um determinado
programa para que funcione mais de 30 dias ou seja trial para o modo como se
fosse cópias legítimas, tais softwares alterados são conhecidos como [warez]

Crackers de Criptografia: Termo usado para designar aqueles que se dedicam à


quebra de criptográfia (cracking codes). Tal procedimento pode ser executado
tanto com lápis e papel bem como com uso de computadores, tudo depende da
fonte do problema a ser solucionado.

Criadores de vírus, worms, trojans e outros malwares: programadores que criam


pequenos softwares que causam danos ao utilizador.

Não são considerados crackers pessoas como: distribuidores de warez e crackz,


webmasters que disponibilizam em suas páginas, softwares sem autorização dos
detentores de direitos autorais ou pessoas que copiam software piratas. O
cracabiker é essencialmente um profissional habilitado na reengenharia ou
engenharia reversa de software ou hardware. Um hacker se aproveita de
características dos sistemas para poder modificá-los. Os crackers são autodidactas
(bem como os hackers) e sem conhecimento algum do sistema revertem hacks
necessários conhecendo os sistemas de trás para frente. Suas alterações também
são hacks pois são feitos em cima de hacks em geral.

Crackers digitais: Agem principalmente com o objectivo de serem reconhecidos.


Desejam tornar-se famosos no universo cyberpunk e para tanto alteram páginas
da internet, num comportamento muito semelhante aos crackers de muro,
deixando sempre assinado seus pseudónimos. Alguns deixam mensagens de
conteúdo político o que não deve ser confundido com o ciberterrorismo.

Vingador: funcionário ou ex-funcionário de alguma empresa que por qualquer


motivo resolve sabotá-la com objectivo claro de vingança. Geralmente
trabalharam no sector de informática da empresa o que facilita enormemente seu
trabalho já que estão bem informados das vulnerabilidades do sistema

Vândalos: agem pelo simples prazer de causar danos a vítima. Este dano pode
consistir na simples queda do servidor (deixando a máquina momentaneamente
desconectada da Internet) ou até mesmo a destruição total dos dados
armazenados.

Espiões: agem para adquirirem informações confidenciais armazenados no


computador da vítima. Os dados podem ter conteúdo comercial (uma fórmula de
um produto químico) ou político (e-mails entre consulados) ou militar (programas
militares).

O que é um hacker
Originalmente, e para certos programadores, são hackers (singular: hacker)
originário do inglês o termo é utilizado no português sem modificação. Os
hackers utilizam toda a sua inteligência par melhorar softwares de forma
legal.

Os hackers geralmente são pessoas com alta capacidade mental e com


pouca actividade social são de classe media e alta ,com idades de 12 aos
28 anos . além de a maioria dos hackers serem utilizadores avançados de
softwares livre como o Linux .A verdadeira expressão para invasores de
computadores é dominada cracker e o termo designa programadores
malicioso e ciberpirata que agem com o intuito de violar imoralmente
sistemas cibernéticos.

Qualquer um pode ser um hacker desde que se informe e estude.


Não existe nenhum livro ou material específico em como se tornar um
hacker. Não existe uma fórmula mágica e nem como se tornar um hacker
do dia para a noite. Um hacker se faz após anos de muita leitura e estudo.
Basicamente toda a informação que você necessita para se tornar um
hacker já está disponível na rede, o que você tem que fazer é vasculhar e
achar as informações. Está certo que isto não é uma tarefa muito fácil, mas
quem disse que ser um hacker é
fácil?