Você está na página 1de 2
PROF. ESP.: EDUARDO TRINDADE FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU FRENTE 01 A U L A

PROF. ESP.: EDUARDO TRINDADE

FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU

FRENTE 01

AULA 05

FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU FRENTE 01 A U L A 0 5  0 FUNÇÃO
 0 FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2ª GRAU Definição: chama-se função polinomial do 2º grau ou
 0
FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2ª GRAU
Definição: chama-se função polinomial do 2º grau ou função
quadrática, toda função ƒ: ℝ → ℝ definida por:
3º caso:
, a equação não apresentará raízes reais, ou seja,
(∄ x ∈ ℝ).
f
(
x
)
 ax
2
 bx  c
a > 0
a < 0
com {a, b, c} ⊂ ℝ e a ≠ 0.
2
• a : coeficiente de x
;
• b : coeficiente de x;
• c : termo independente.
Exemplos
f
(
x
)
 x
4
x 
4
Exemplos
Encontre as raízes das funções abaixo:
f
)    t 2 x  x 2   t  5 6x x 2 
2
3
y x
2  12
x 
36
2
a)
(função quadrática completa),
h
( ( x )
t
2
b)
y
x
2
6x
onde, a = 1; b = 4 e c = 4.
2
  256 5x
c)
f (x)
2
d)
h t
( )
 t
2
10
t 
9
,
(função quadrática incompleta),
e)
f)
onde, a = 4; b = 0 e c = –256.
y y   4 3x x
2
VÉRTICE DA PARÁBOLA
,
(função quadrática incompleta),
Valor Mínimo (a > 0)
Valor Máximo (a < 0)
onde, a = –3; b = 5 e c = 0.
GRÁFICO DA FUNÇÃO QUADRÁTICA
O gráfico da função quadrática é representado por uma curva
chamada de parábola.
• a > 0 : a parábola tem a concavidade voltada para cima;
• a < 0 : a parábola tem a concavidade voltada para baixo;
y  a x
2
 b x  c
Logo, o vértice V da parábola da equação
é
o
ponto de coordenadas é dado:
V
(xv , yv ) 
b
 
RAÍZES DA FUNÇÃO QUADRÁTICA
V 
, 
As
f
(
x
)
raízes
a x
2
 b x  c
2 a
4
a
ou
zeros
da
função
quadrática
f (x)  0
,
são
os
valores
de
x
ℝ,
tal que
, ou seja, solução da equação do segundo grau.
a x
2
 b x  c  0
EXERCÍCIOS ✍
01)(Esal-MG) O gráfico ƒ está representada a parábola de
vértice V, a função que corresponde o gráfico é:
Para encontrar as raízes da função quadrática utilizando a
forma canônica, temos:
 
b
x 

b
4ac
2
a
2
onde
 0
.
1º caso:
,
a equação apresentará duas raízes reais e
distintas.
a > 0
a < 0
y
x
2
 x 
6
8
y
2x
2
8x
y
 x  1
2
a)
y
 x 
2
2
1
b)
y
x
2
 2x
c)
d)
e)
 0
2º caso:
,
a equação apresentará duas raízes reais e
iguais.
a > 0
a < 0
02)(UEPA/Prise/2002) Num jogo de futebol observou-se que,
num chute a gol, a trajetória da bola descreveu uma parábola.
Considerando-se que a altura h, em metros, alcançada pela
bola num tempo t, em segundos, seja dada por:
h(t)

t
2
4t
, qual a altura máxima alcançada pela bola e
o
tempo gasto para isto é?
a) 2 m e 2 s
b) 3 m e 4 s
c) 4 m e 2 s
d)
8 m e 2 s
e) 8 m e 4 s

PRÉ-VESTIBULAR MARITUBA

03)(UFPA/2010) O faturamento de uma empresa na venda de certo produto pode ser modelado por uma função quadrática,

do tipo

praticado. A figura abaixo apresenta os faturamentos obtidos em função do preço e o gráfico da função quadrática que aproxima esse faturamento.

, sendo p o preço de venda

F (

p

)

ap

2 bp c

p o preço de venda F ( p )  ap 2  bp  c

Sobre os coeficientes da função quadrática, é correto afirmar que:

a)

a > 0, b < 0 e c < 0

b) a < 0, b > 0 e c < 0

c)

a > 0, b < 0 e c > 0

d) a < 0, b < 0 e c = 0

e)

a < 0, b > 0 e c = 0

04)(UEPA/Prise/2005) Ao chutar uma lata, um cientista observou que sua trajetória seguiu a lei matemática

h(t) 6 4t t

2 , na qual h é a altura, em metros, atingida

pela lata em função do tempo t, em segundos, após o chute. Com base nesta situação e analisando as afirmativas a seguir:

I. O gráfico que traduz a função acima descrita é uma

parábola com concavidade voltada para cima.

II. A altura máxima atingida por essa lata é de 10 m.

III. Essa função possui duas raízes reais.

É correto afirmar que:

a) todas as afirmativas são verdadeiras

b) todas as afirmativas são falsas

c) somente a afirmativa I é falsa

d) somente a afirmativa II é verdadeira

e) somente a afirmativa III é verdadeira

é o

ponto (2, 3). Sabendo que 5 é a ordenada onde a curva corta o eixo vertical, podemos afirmar que:

05)(UFPA/2008) O vértice da parábola

y ax

2 bx c

a)

a > 1, b < 1 e c < 4

b) a > 2, b > 3 e c > 4

c)

a < 1, b < 1 e c > 4

d) a < 1, b > 1 e c > 4

e)

a < 1, b < 1 e c < 4

06)(UFSM-RS) Um laboratório testou a ação de uma droga em uma amostra de 720 frangos. Constatou-se que a lei de sobrevivência do lote de frangos era dada pela relação

é o número de elementos vivos

no tempo t (meses). Sabendo-se que o último frango morreu quando t 12 meses após o início da experiência, a quantidade de frangos que ainda estavam vivos no 10º mês era:

( )

v t

at

2 b

, em que

v(t)

a) 80

b) 100

c) 120

d) 220

e) 300

07)(Enem/2013) A temperatura T de um forno (em graus centígrados) é reduzida por um sistema a partir do instante de seu desligamento (t = 0) e varia de acordo com a expressão

 

t

2

T

( ) 

t

 

400

com

t

em

minutos. Por motivos de

4

 

,

segurança, a trava do forno só é liberada para abertura quando o forno atinge a temperatura de 39°C.

Qual o tempo mínimo de espera, em minutos, após se desligar

o forno, para que a porta possa ser aberta?

a) 19,0

b) 19,8

c) 20,0

d) 38,0

e) 39,0

08)(Enem/2013) A parte interior de uma taça foi gerada pela rotação de uma parábola em torno de um eixo z, conforme mostra a figura. A função real que expressa à parábola, no plano cartesiano da figura, é dada pela lei

parábola, no plano cartesiano da figura, é dada pela lei 3 2 C é a medida

3

2

C é a medida da altura do líquido contido na taça, em centímetros. Sabe-se que o ponto V, na figura, representa o vértice da parábola, localizado sobre o eixo x. Nessas condições, a altura do líquido contido na taça, em centímetros, é:

a) 1

b) 2

c) 4

d) 5

e) 6

09)(Enem) Um posto de combustível vende 10.000 litros de álcool por dia a R$ 1,50 cada litro. Seu proprietário percebeu que, para cada centavo de desconto que concedia por litro, eram vendidos 100 litros a mais por dia. Por exemplo, no dia em que o preço do álcool foi R$ 1,48, foram vendidos 10.200 litros. Considerando x o valor, em centavos, do desconto dado no preço de cada litro, e V o valor, em R$, arrecadado por dia com a venda do álcool, então a expressão que relaciona V e x é:

a)

V

   10000 15000 15000  50x 50x 50x    x x x

2

b)

V

  15000 10000   50x 50x   x x

2

c)

V

2

d)

V

2

e)

V

2

10)(UFPA/2009) Em um planeta de atmosfera rarefeita, um vulcão em erupção expele para fora de sua cratera uma pedra incandescente localizada 100 metros abaixo da superfície. Sabendo que a pedra demora 10 segundos para atingir a altura máxima de 400 metros e que sua trajetória é uma parábola, podemos afirmar que a pedra demora:

a) 20 segundos para retornar à superfície e sua altura h em

expressão

função

do

tempo

t

é

dada

pela

b) 15 segundos para retornar à superfície e sua altura h em

expressão

função

do

tempo

t

é

dada

pela

c)

e

.

aproximadamente 18,94 segundos para retornar à superfície

sua altura h em função do tempo t é dada pela expressão

d)

aproximadamente 18,94 segundos para retornar à superfície

e

sua altura h em função do tempo t é dada pela expressão

e) 17 segundos para retornar à superfície e sua altura h em

função do tempo t é dada pela expressão

.

 

Gabarito

01)E

02)C

03)E

04)C

05)D

06)D

07)D

08)E

09)D

10)D

Facebook: O Matemático

;

E-mail: cursoomatematico@gmail.com

f (

x

)

x

2 6x C

, onde

h (

t t

)

2

h ( t  t  ) 2 10 t  200 .
h ( t  t  ) 2 10 t  200 .

10

t

200 .

h (

t  t

)

2

2

h ( t  t  ) 2 2 20 t  150
h ( t  t  ) 2 2 20 t  150
h ( t  t  ) 2 2 20 t  150

20

t

150

h

(

t t

)

2

h ( t  t  ) 2 20 t  20 .
h ( t  t  ) 2 20 t  20 .

20

t

20 .

h (

t  t

)

5

2

h ( t  t  ) 5 2 100 t  100 .
h ( t  t  ) 5 2 100 t  100 .
h ( t  t  ) 5 2 100 t  100 .

100

t

100

.

h t

( )

t

2

20 t 51

PRÉ-VESTIBULAR MARITUBA