Você está na página 1de 4
Especial Editorial nº 27 FichaFichaFichaFicha técnicatécnicatécnicatécnica Na história deste boletim informa-
Especial
Editorial nº 27
FichaFichaFichaFicha técnicatécnicatécnicatécnica
Na história deste boletim informa-
tivo é a primeira vez que se faz
uma edição especial mas os acon-
tecimentos, do passado dia 31 de
Julho, justificam o esforço, bem
como o facto de fazermos chegar
junto de muitos jouenses, que não
lhes foi possível estarem fisica-
mente presentes, uma imagem de
tudo o que se passou.
De facto, foi um dia histórico para
a Associação Cultural Desportiva e
Social de Jou, como para toda a
freguesia. A visita de um alto
membro do governo à freguesia
não podia passar despercebida às
gentes da nossa terra e o que se
regista foi a elevada adesão verifi-
cada, quer dos residentes quer
dos não residentes. Afinal a asso-
ciação também um elemento de
união dos jouenses.
Neste editorial abstenho-me de
fazer comentários ou análises
sobre este assunto. Penso que as
imagens apresentadas e a alegria
expressa dos jouenses valem mais
que todas as palavras.
BoletimBoletimBoletimBoletim InformativoInformativoInformativoInformativo O Jouense nº 27
- Edição Especial -
Propriedade:Propriedade:Propriedade:Propriedade:
Associação Cultural Desportiva e
Social de Jou
Director:Director:Director:Director:
José Maria Costa
Coordenação:Coordenação:Coordenação:Coordenação:
Cristina Serôdio
PaginaçãoPaginaçãoPaginaçãoPaginação eeee grafismo:grafismo:grafismo:grafismo:
João Monteiro
Um abraço!
Redacção:Redacção:Redacção:Redacção:
Os colaboradores
DirecçãoDirecçãoDirecçãoDirecção eeee administração:administração:administração:administração:
O Director
JoséJoséJoséJosé MariaMariaMariaMaria CostaCostaCostaCosta
A.C.D.S
Estrada 314, Cimo de Vila
5090-076 Jou
Telf. 259 539 114
NaNaNaNa Internet:Internet:Internet:Internet:
web: www.ojouense.web.pt
e-mail: infojouense@sapo.pt
TiragemTiragemTiragemTiragem
250 exemplares
DistribuiçãoDistribuiçãoDistribuiçãoDistribuição gratuitagratuitagratuitagratuita
PróximoPróximoPróximoPróximo númeronúmeronúmeronúmero
Outubro de 2009
(Publicação nos termos do nº 2 do
artigo 9º da Lei nº 2/99
Janeiro)
de 13
de
Publicação
fundada
em
Janeiro
de
1999
Os textos publicados neste boletim
informativo, podem expressar a opi-
nião ou não desta publicação.
Os artigos assinados, são da respon-
sabilidade dos seus autores.
8
TAXATAXATAXATAXA PAGAPAGAPAGAPAGA Portugal Carrazedo Montenegro EdiCão Especial Boletim informativo nº 27
TAXATAXATAXATAXA PAGAPAGAPAGAPAGA
Portugal
Carrazedo Montenegro
EdiCão Especial
Boletim informativo nº 27
Director:Director:Director:Director: José Maria Costa

Associação já tem sede própria

Na sexta-feira, dia 31 de Julho, o Ministro da Presidência, Pedro da Silva Pereira, presidiu às cerimó- nias de inauguração do Edifício Sede da Associação Cultural Des- portiva e Social de Jou (A.C.D.S.J), uma obra no valor de 490 mil euros comparticipada a 89 por

cento pelo Governo Português, ficando os restantes 11 por cento a cargo da Câmara Municipal de Murça, esta última que cedeu ain- da o apoio técnico da obra. Este foi sem margem de qualquer dúvida um dia histórico para a nos- sa associação e até mesmo para a

Freguesia de Jou. O nosso boletim assinala e ao mesmo tempo partilha com todos os nossos leitores os melhores momentos desta inauguração quem sabe se para mais tarde recordar

Especial

Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7

2

2
2

Especial

Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
Especial 2 Especial 7
7
7

7

Especial
Especial
Especial 6 Especial 3
Especial 6 Especial 3
Especial 6 Especial 3

6

6
6

Especial

Especial 6 Especial 3
Especial 6 Especial 3
Especial 6 Especial 3
3
3

3

Especial
Especial

Na passada sexta-feira, o Ministro da Presidência, Pedro da Silva Pereira, presidiu às cerimónias de inauguração do Edifício Sede da Associação Cultural Desportiva e Social de Jou (A.C.D.S.J), uma obra no valor de 490 mil euros compar-

ticipada a oitenta e nove por cento pelo Governo Português, ficando os restantes onze por cento a car-

go da Câmara Municipal de Murça,

esta última que cedeu ainda o apoio técnico da obra. Recorde-se que o processo de construção deste edifício começou por volta do ano de 1992, quando

a direcção da época adquiriu o

terreno, tendo conhecido vários episódios ao longo dos tempos. No entanto, e como quem “espera sempre alcança”, foi com o empe-

nho da actual Câmara Municipal de Murça, que a esperança de rea- lizar este sonho ganhou um novo alento, quando se conseguiu que o Governo, através do então Secre- tário de Estado Pedro Silva Perei- ra, assinasse um protocolo entre a A.C.D.S.J e a Direcção-Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano, em Mar- ço de 2002. A esperança do sonho se tornar realidade renasceu com este gesto, ao viabilizar a concreti- zação deste empreendimento, ago- ra inaugurado. No dia de inauguração, todos estes esforços foram lembrados, numa cerimónia que juntou no Salão Multiusos da associação de Jou, algumas centenas de popula- res, que quiseram agraciar com a

sua presença e aplausos todos aqueles que contribuíram para a concretização deste sonho. Pedro Silva Pereira não escondeu a sua satisfação com o facto de “já ser uma realidade este sonho da população da Freguesia de Jou”. Por seu lado, o Presidente da Câmara, João Teixeira, lembrou à plateia todo o apoio incansável da autarquia murcense para a concre- tização deste equipamento, que segundo o autarca “as populações dos bairros de Jou merecem”. Também o autarca não escondeu

a sua satisfação com este dia,

“afinal, de hoje em diante, a Fre- guesia conta com um equipamen-

to único na região” que João Tei-

xeira espera ver aproveitado e dinamizado.

que João Tei- xeira espera ver aproveitado e dinamizado. Especial Ministro da Presidência inaugurou Sed e

Especial

Ministro da Presidência inaugurou Sed e da Associação Cultural e Social de Jou

tecnicamente tudo fez para o bom desfecho acontecer. Com o espírito de que “oooo homemhomemhomemhomem
tecnicamente tudo fez para o bom
desfecho acontecer.
Com o espírito de que “oooo homemhomemhomemhomem

António Macedo, presidente da direcção da colectividade, fez um discurso emocionado e fez ques- tão que, na cerimónia, fossem homenageados treze sócios funda- dores desta colectividade. O diri- gente adiantou que “este será sempre um espaço aberto à comu- nidade, adequado para aconteci- mentos colectivos, de formação e de outros encontros de carácter público”, dando como exemplo a exposição de pintura da autoria de António Santos Silva que está patente na sala de exposições da nova sede. Também já está em funcionamento uma pequena Biblioteca, onde as obras dos auto- res locais como Fernão de Maga-

lhães Gonçalves são uma referên- cia. Aqui são ainda disponibiliza- dos diversos periódicos, num espa- ço que se espera seja acolhedor e do agrado dos seus utilizadores. No salão multiusos está patente uma exposição etnográfica “Memórias das Nossas Gentes”, que será permanente e pretende contribuir para a preservação da memória da Freguesia de Jou. Para além da dinamização do Gru- po de Cantares já existente na colectividade, a curto prazo poderá renascer o Rancho Folclórico. Não esqueceu também, na sua intervenção, a pessoa do Engº António Rodrigues (Toni), natural de Jou e autor do projecto que,

sonhasonhasonhasonha eeee aaaa obraobraobraobra nascenasce”nascenasce o sentimen- to visível e notório dos dirigentes desta colectividade é que, apesar dos vinte e cinco anos de existên- cia, este dia marcou uma nova vida, pois contam agora com uma infra-estrutura capaz de responder

a muitas necessidades e lhes pos-

sibilita apresentar outras propos-

tas com outras actividades que até

à data não eram possíveis.

De salientar que o dia 31 de Julho marcou também o arranque da Semana Cultural 2009.

à data não eram possíveis. De salientar que o dia 31 de Julho marcou também o

4

4
4
5
5

5