Você está na página 1de 7

ANALISE FUNDAMENTALISTA 09.12.

1009 – POR LUIZMIRA – CENTRAL REI


DOS MICOS ADVFN

CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES (HBTS5)

================================

COMPANHIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES


CNPJ: 87.762.563/0001-03

DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES:


Eurito de Freitas Druck
chprelacoesinvestidores@habitasul.com.br

SOBRE O GRUPO HABITASUL

O Grupo Habitasul faz parte da vida de milhares e milhares de brasileiros,


seja através de papéis, embalagens e móveis, no setor industrial, seja
construindo residenciais, com serviços, hotelaria e lazer, no setor
imobiliário.

De origem gaúcha e onde mantém seu escritório central, o Grupo Habitasul


está presente nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São
Paulo, e também na Costa Rica. Atua nas áreas Industrial, com celulose,
papel/embalagem, madeiras, resinas/móveis, e metal mecânica; e
Imobiliária, com desenvolvimentos urbanos e de destinos imobiliários,
hotelaria e serviços correlatos. Gera mais de 12 mil empregos, entre diretos
e indiretos.

Em reconhecimento a sua qualidade e pioneirismo, as empresas Habitasul


conquistaram sucessivos prêmios, e o Grupo é hoje um dos maiores e mais
importantes do Sul do País.

Organização e estrutura

A Habitasul apresenta como suas principais áreas de atuação:

1.Desenvolvimentos Imobiliários / Hotelaria e Turismo;


2. Florestamento de Pinus e Produtos Industriais Derivados: Celulose, Papel
e Embalagem de Papelão Ondulado.

Está estruturada em duas áreas, Imobiliária e Industrial, controladas por


empresas de capital aberto, respectivamente a CHP - Companhia Habitasul
de Participações (a que estaremos analisando) e a Celulose Irani S.A. Estas
holdings setoriais têm suas ações negociadas na BOVESPA.
Os hotéis Habitasul estão sendo administrados pela nova empresa do Grupo
denominada JI Administração Hoteleira – JIAH

Algumas empresas do Grupo Habitasul:

ÁREA IMOBILIÁRIA

- CHP – Companhia Habitasul de Participações S.A. (Holding, empresa da


Capital Aberto), que estaremos analisando

- Habitasul Empreendimentos Imobiliários Ltda.

- Habitasul Desenvolvimentos Imobiliários S.A.

- Habitasul Crédito Imobiliário S.A.

- Desarrollos Inmobiliários Habitasul S.A.

- Consulplan - Consultoria e Planejamento Jurídicos Ltda.

- Hotel Laje de Pedra S.A.

- Laje de Pedra Mountain Village Ltda.

- Vale da Ferradura Turismo Ltda.

- Jurerê Praia Hotel Ltda.

- Jurerê Praia Clube Ltda.

- Jurerê Open Shopping Ltda.

- Arte dell’Acqua Ltda.

JI Administração Hoteleira (JIAH)

ÁREA INDUSTRIAL

- Celulose Irani S.A. (Holding, empresa de Capital Aberto)

- Habitasul Florestal S.A.

- Koch Metalúrgica S.A.

- Irani Trading

SOBRE O CAPITAL SOCIAL DA CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES:


O Capital Social está autorizado até o limite de 60.000.000 de ações, todas
sem valor nominal, e o capital integralizado é de R$ 127.181.809,47,
estando representado por 3.152.764 ações Ordinárias Nominativas (HBTS3)
e 5.980.923 Ações Preferenciais Nominativas, sendo estas 5.950.327 da
Classe “A” (HBTS5, a única que possui liquidez na BOVESPA) e 30.596 da
Classe “B” (HBTS6).

Composição Acionária da CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES:

COMPANHIA COMERCIAL DE IMOVEIS: 100% das ações ON e 31,03% das


ações PN

OUTROS: 68,97% das ações PNA.

Ou seja, temos excelente nível de free float, ainda que seja apenas para as
ações PNA

Participação da CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES nas principais


controladas e coligadas é a seguinte:

CONTROLADAS:

HABITASUL CRÉDITO IMOBILIÁRIO SA: 99,98%

HABITASUL DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO SA: 99,98%

HABITASUL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS SA: 26,06% (cotas)

HOTEL LAJE DE PEDRA SA: 33,06%

JURERÊ PRAIA HOTEL LTDA: 99,99%

COLIGADAS

CELULOSE IRANI SA: 13%

IRANI PARTICIPAÇÕES SA: 22,27%

RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS EM SOCIEDADES CONTROLADAS

As empresas Habitasul Empreendimentos Imobiliários Ltda., Arte Dell’Acqua


Ltda e Habitasul Desenvolvimentos Imobiliários S.A. adotam as
determinações da legislação tributária que implicam, entre outras
conseqüências, a utilização do grupo de contas “Resultados de Exercícios
Futuros” para o registro dos resultados relativos às parcelas a receber de
vendas a prazo de unidades imobiliárias, cujo valor em 30/09/2009 monta
R$ 11.665 mil (R$ 13.314mil em 30/06/2009), o qual, líquido de imposto de
renda e contribuição social, se transferido por equivalência patrimonial para
a Companhia Habitasul de Participações, seria de aproximadamente R$
7.699 mil (R$ 8.788 mil em 30/06/09), aumentando o Patrimônio Líquido. A
CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES participa direta e indiretamente nas
referidas Empresas com 99,98%.

EVOLUÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DA CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES


ENTRE 2006 E O 3T DE 2009

2006

Ao término do período encerrado em 31.12.2006, a companhia apresentou


um patrimônio líquido de R$ 128.746 mil, sendo que no período houve um
prejuízo acumulado de (R$ 3.145 mil).

No período compreendido entre 01.12.2006 e 31.12 de 2006 o prejuízo foi


de (R$ 1.843 mil)

2007

Em 31.12.2007, o patimonio líquido apresentou uma leve melhora de


2,96%, perfazendo um total de R$ 132.563 mil e a conta lucros/prejuízos
acumulados apresentou-se equilibrada, ou seja com valor zero.

No período compreendido entre 01.12.2007 e 31.12 de 2007 houve um


lucro líquido de R$ 4.102 mil

2008

Já em 31.12.2008, uma forte deterioração dos resultados da CIA HABITASUL


DE PARTICIPAÇÕES tornou-se evidente pela redução em 36% do seu
patrimonio liquido, chegando ao nível de R$ 85.769 mil. A conta
lucros/prejuízos acumulados apresentou um valor negativo de (R$ 44.888
mil).

No período compreendido entre 01.12.2008 e 31.12 de 2008 o prejuízo foi


de (R$ 45.820 mil)

2009

A performance acumulada até o 3T de 2009 surpreende pela rápida


recuperação dos indicadores da empresa.

Até o 3T de 2009 o patrimonio liquido havia crescido em 23,2%, atingindo o


patamar de R$ 105.680 mil.

A conta lucro/prejuízos acumulados apresentou um saldo negativo de (R$


24.680 mil), sendo que no acumulado do 3T de 2008 estava negativa em
(R$ 40.329 mil). Ou seja, nos 12 meses compreendidos entre o 3T de 2009 e
o 3T 2008 houve um saldo positivo na conta lucros/prejuízos acumulados de
R$ 15.469 mil

Quando analisamos o Demonstrativo de Resultados do 3T de 2009 apenas a


melhora é ainda mais evidente

O Lucro Líquido do 3T de 2009 atingiu R$ 15.430 mil, sendo que no


acumulado de 2009, ou seja entre 01.01.2009 e 30.09.2009 foi de R$
19.911 mil. Ou seja, 77% do lucro liquido acumulado de 2009 se deve ao
desempenho do 3T.

Sobre este desempenho no 3T, a CIA HABITASUL DE PARTICIPAÇÕES teceu


os seguintes comentários:

“A Companhia Habitasul de Participações (CHP), holding das empresas que


compões a Área Imobiliária do Grupo Habitasul, apresentou ao final do 3º.
Trimestre de 2009 uma melhora no desempenho em comparação ao mesmo
período do ano de 2008.
Nas receitas observa-se um crescimento de 28,52% decorrente do aumento
nas vendas em praticamente todos os empreendimentos em
comercialização e também maior nível de recebimento da carteira de
clientes.
Nos investimentos houve uma desaceleração por conta da reprogramação
de entrega do empreendimento Arte Dell’Acqua III e na fase final de
investimentos do empreendimento Il Campanário, ambos localizados em
Jurere Internacional em Florianópolis/SC.
Consoante a isto, o Endividamento da Cia. no final deste trimestre
apresenta redução de 9,82% em relação ao final do 3º Trimestre de 2008.
Destaca-se o inicio de operações da JI Administração Hoteleira Ltda,
empresa que tem como objetivo administrar as operações hoteleiras do
grupo, e também a significativa redução dos passivos com impostos
parcelados por conta da Lei 11.941/09. “

De fato, quando comparamos as contas do Passivo entre o 3T e 2T de 2009,


verificamos que uma redução substancial de 82,5% no EXIGÍVEL A LONGO
PRAZO, que passou de R$ 4.598 mil para apenas R$ 805 mil.

Quando comparamos a Receita Bruta entre o 3T de 2009 e o 3T de 2008,


observamos que a mesma passou de um resultado muito ruim (R$ 18.678
mil negativos) no 3T/08 para um nível muito bom de R$ 14.526 mil no
3T/09.

AÇÕES JUDICIAIS

Em 01/10/93 a Habitasul Crédito Imobiliário S.A. ajuizou ação de


consignação em pagamento, contra a Caixa Econômica Federal, para
liberar-se, mediante o exercício de cláusula contratual de liquidação
antecipada, de obrigação pactuada em contrato particular denominado
“Instrumento Particular de Consolidação e confissão de Dívidas, com
Assunção de Obrigações e outras Avenças”, firmado pelas partes em
23/12/91, medida que adotou por força da injusta recusa da Caixa
Econômica Federal em receber o valor devido.

Em 24/10/94 a Caixa Econômica Federal aforou, contra a Habitasul Crédito


Imobiliário S.A., Ação Anulatória com pretensão de ver declarada a
desconstituição do referido “Instrumento Particular de Consolidação e
confissão de Dívidas, com Assunção de Obrigações e outras Avenças”, por
entender estar ele viciado por erro substancial.

Foram julgadas, em primeira instância, pelo Juízo da 11ª Vara Federal do Rio
Grande do Sul, as ações de Consignação em Pagamento e Anulatória de
Contratos, movidas em 1993, respectivamente, por Habitasul Crédito
Imobiliário S.A. e Caixa Econômica Federal. Foram declaradas as
procedências parciais da Ação Consignatória no sentido da Caixa Econômica
Federal reconhecer os valores pagos pela Habitasul Crédito Imobiliário S.A.
e a Anulação do Contrato.

As sentenças nas referidas ações, conexas, são objeto de apelação à


segunda instância, com o duplo efeito, devolutivo e suspensivo.
Continuarão, pois, sob apreciação da Justiça, para uma decisão final, em
grau de recurso.

A sentença que anulou o Contrato entre Habitasul Crédito Imobiliário S.A. e


Caixa Econômica Federal devolveu as partes à situação anterior ao
instrumento, e, se e quando confirmada pelos Tribunais Superiores,
ensejaria, se e quando fosse o caso, a apuração dos saldos da relação
crédito e débito das partes, em outro acordo ou em procedimento judicial
específico. Não há, pois, qualquer solução definitiva sobre as pendências,
que continuam “sub judice”.

As divergências entre a Habitasul Crédito Imobiliário S.A. e Habitasul


Desenvolvimentos Imobiliários S.A. e a EMGEA Empresa Gestora de Ativos,
quanto à liquidação do “Contrato de Assunção e Confissão de Dívida”,
firmado em 27/12/1994, foram instrumentadas na Justiça em 18/12/2007,
tendo sido perfectibilizada a angularização processual com a devolução do
mandado cumprido em 19/09/2008, estando suspensa a ação de execução
e em tramite os Embargos do Devedor (29/09/2008), onde se assevera o
pagamento da dívida.

Em 01/02/2007, a Habitasul Crédito Imobiliário S.A. ajuizou ação de


indenização contra a Caixa Econômica Federal objetivando ressarcir-se de
diferencial de juros sobre valores devidos e não liberados pela Caixa
Econômica Federal. O processo encontra-se para decisão junto ao Tribunal
Regional Federal da 4º região.

Em 11/12/2006, a Habitasul Desenvolvimentos Imobiliários ajuizou ação


ordinária contra a Caixa Econômica Federal para receber indenização pelo
não uso da área de sua propriedade de 52 hectares na Av. Baltazar de
Oliveira Garcia em Porto Alegre, RS. O processo encontra-se em instrução
na Justiça Federal de Porto Alegre.

INDICADORES FUNDAMENTALISTAS - RESUMO

1. Excelente nível de liquidez corrente (4,12)


2. EBIT do 3T de 2009 de R$ 15.430 mil superior ao acumulado de 12 meses
no ano: R$ 11.364 mil
3. Ativo cotado na BOVESPA apenas a 55% do VPA
4. Apesar da excelente recuperação em 2009, especialmente no 3T, o Lucro
Liquido no acumulado de 12 meses continua em patamar negativo (R$ 599
mil). Recomendável acompanhamento do 4T 2009 antes de posicionamento
mais agressivo.

ESPERAMOS QUE AS INFORMAÇÕES SEJAM DE UTILIDADE PARA TODAS AS


CENTRALEIRAS E CENTRALEIROS

DUMASTER E GALERA DA "DIRETORIA TÉCNICA", SE PUDEREM CONTRIBUIR


COM A DISPONIBILIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES NO FORMATO MAIS
AMIGÁVEL, A CENTRAL AGRADECE.

DUMASTER, O ARQUIVO EXCEL COM INDICADORES FUNDAMENTALISTAS


ESTARÁ EM BREVES INSTANTES NA SUA CAIXA POSTAL

UM ABRAÇO E BONS TRADES

LUIZMIRA

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA: LUIZMIRA

SCRIBD: WILLIAMANTERO