Você está na página 1de 5

Aplicaes de PA e PG Parte 1

1) (FUVEST/01) Uma progresso aritmtica e uma progresso geomtrica


tm, ambas, o primeiro termo igual a 4, sendo que os seus terceiros
termos so estritamente positivos e coincidem. Sabe-se ainda que o
segundo termo da progresso aritmtica excede o segundo termo da
progresso geomtrica em 2. Ento, o terceiro termo das progresses :
A) 10
B) 12
C) 14
D) 16
E) 18

2) (ITA/2000) O valor de n que torna a sequncia (2 + 3n; 5n; 1 4n)
uma progresso aritmtica pertence ao intervalo:
A) [ 2, 1]
B) [ 1, 0]
C) [0, 1]
D) [1, 2]
E) [2, 3]

3) (PUC-SP/2003) Os termos da sequncia (10; 8; 11; 9; 12; 10; 13; )
obedecem a uma lei de formao. Se a
n
, em que n pertence a N*, o
termo de ordem n dessa sequncia, ento a
30
+ a
55
igual a:
A) 58
B) 59
C) 60
D) 61
E) 62


4) (UFSCAR/2000) A condio para que trs nmeros a, b e c estejam,
simultaneamente, em progresso aritmtica e em progresso
geomtrica que:
A) ac = b
2

B) a + c = 2
C) a + c = b
2

D) a = b = c
E) ac = 2b


5) (UFLA/99) A soma dos elementos da sequncia numrica infinita (3;
0,9; 0,09; 0,009; ) :
A) 3,1
B) 3,9
C) 3,99
D) 3,999
E) 4


6) (STA. CASA) A soma dos vinte primeiros termos de uma progresso
aritmtica -15. A soma do sexto termo dessa P.A., com o dcimo
quinto termo, vale:
A) 3,0
B) 1,0
C) 1,5
D) -1,5
E) -3,0


7) (MACK) O sexto termo de uma PG, na qual dois meios geomtricos
esto inseridos entre 3 e -24, tomados nessa ordem, :
A) -48
B) -96
C) 48
D) 96
E) 192


8) Sendo S
n
a soma dos termos de uma PA de razo 4, em que a
1
= 6,
determine n tal que S
n
igual a 1456.


9) A soma dos infinitos termos da P.G (x/2; x
2
/4; x
3
/8; ) igual a 1/10.
Qual o valor de x?


10) As medidas dos lados de um tringulo retngulo esto em PA de
razo 3. Calcule essas medidas.


Gabarito Parte 1:
Questo 1 Resposta D.
Questo 2 Resposta B.
Questo 3 Resposta B.
Questo 4 Resposta D.
Questo 5 Resposta E.
Questo 6 Resposta D.
Questo 7 Resposta B.

Questo 8 Resposta:
Soluo:
Sabemos que:
(1) S
n
= (a
1
+ a
n
)n/2 = (6 + a
n
)n/2 = 1456 => (6 + a
n
)n = 2912
Para determinar n basta expressarmos a
n
em funo de n, o que feito
atravs da frmula do termo geral de uma PA:
(2) a
n
= 6 + (n 1).4 = 6 + 4n 4 = 4n + 2
Substituindo (2) em (1):
(6 + 4n + 2)n = 2912 => 4n
2
+ 8n 2912 = 0
Resolvendo a equao do segundo grau obtemos:
n
1
= 26 e n
2
= -28
Como n > 0, a resposta 26.


Questo 9 Resposta:
Soluo:
Note que, pela lei de formao da PG, a razo q = x/2. Como uma PG
infinita converge somente se -1 < q < 1, o valor de x deve ser tal que esta
condio seja satisfeita. Aplicando, ento, a frmula da soma vem que:

Para que a soluo esteja completa falta verificar se q satisfaz a condio
de convergncia:

Como -1 < q < 1 a soluo est concluda e x = 2/11.


Questo 10 Resposta:
Soluo:
Sejam a, b e c as medidas dos lados do tringulo, onde a a hipotenusa,
b a base e c o outro lado. Como eles esto em PA, (b; c; a) nesta ordem,
de razo 3 vem que:
b = a 6 e c = a 3
Por outro lado, do Teorema de Pitgoras para um tringulo retngulo,
temos que:
a
2
= b
2
+ c
2
=> a
2
= (a 6)
2
+ (a 3)
2

Resolvendo os produtos notveis:
a
2
= a
2
12a + 36 + a
2
6a + 9 = 2a
2
18a + 45
=> a
2
18a + 45 = 0 => a = 15 e a = 3
Mas a no pode ser igual 3, uma vez que teramos c = 0 e b = -3, o que se
ope claramente ao fato de serem medidas dos lados de um tringulo
retngulo. Logo:
a = 15 => b = 15 6 = 9 e c = 15 3 = 12
E a PA seria:
(9; 12; 15).