Hadys for Nerds I – Embreagem

Maio 2017

Narrativa do Problema

Neste domingo passado (07.5.2017) fomos rodando com a H-D WLA 1944 ao XVIII
Encontro de Carros Antigos de Monte Alto.
A moto se comportou muito bem na ida, mas no retorno, já sob forte calor e após
uns 15km, começou a travar o câmbio de maneira muito severa, não importando o
quanto eu reduzisse a velocidade ou forçasse a embreagem.
Isso nunca havia acontecido nos passeios anteriores. Pelo ouvido, senti o motor
em situação de ponto morto, um pouco mais acelerado do que o normal, mas não
creio que isso influencie sobremaneira a situação.
O travamento acontece por exemplo, rodando com a terceira marcha a 30 MpH, e
quando quero mudar, não há Cristo que me faça conseguir...
Alguma sugestão?

Resposta do Mestre-Yoda-Hadys

Motivo:
Geralmente isso acontece quando os discos de embreagem ficam encharcados de
óleo e grudam uns nos outros.

Solução:
Desmontar a tampa da embreagem para checar, lavar os discos e remontar.
Checar também a regulagem do eixo de acionamento da embreagem, que é feita
no parafuso da tampa das molas.
De qualquer forma terá que tirar a tampa da embreagem para checar.
Existe um pingador de óleo na corrente primária que joga óleo queimado do motor
sobre ela e se estiver pingando muito fica uma melequeira só.
Na tampa do comando, na parte de cima dela, sobre a bomba, fica o parafuso
agulha que faz essa regulagem, precisa ver se a sua está funcionando com
contraporca ou com arruelas de regulagem e se realmente estiver com os discos
de embreagem cheios de óleo, precisará fechar um pouco essa regulagem.

FAQ for Nerds

Q. Tampa da Embreagem: apenas a tampa menor, de verificação, ou toda a tampa
maior, que envolve a lateral inferior da moto?
A. Obviamente, a tampa toda, para ter acesso a toda área envolvida com
embreagem, bomba e pingador. Tirar inclusive o suporte dianteiro da plataforma
esquerda, pois um dos parafusos da tampa fica exatamente atrás dele.

Q. Lavagem dos discos: solvente, querosene, gasolina, shampoo para cães, ou
solupan?
A. Uma vez Nerd, sempre Nerd! Use querosene ou gasolina para a limpeza. Moto
Vintage não é cachorro. A orientação do manual é não usar solventes, já usei
várias vezes gasolina, mas atualmente lavo com aquelas pastas de mecânico lavar
a mão... Enxaguo bem com água depois e quando parece que está limpo, dou uma
aquecida nos discos (maçaricos portáteis ou no fogão mesmo); "brota" óleo das
porosidades do disco, lavo novamente com gasolina, água e sabão e pronto.
Importante: aquecer no fogão deixa um cheiro ruim na casa, que as esposas não
apreciam, experiência própria...

Q. Eixo de Acionamento da Embreagem: onde está o parafuso da tampa das
molas?
A. No centro da placa pressionadora da embreagem, é um parafuso sem cabeça
com uma contraporca. Solta a contraporca e vai apertando o parafuso e verá que o
braço da embreagem vai sendo pressionado. Vou até encostar e retorno
exatamente meia (1/2) volta. Tem a medida certa no manual da WLA.

Q. Pinga-Óleo na primária: é de fácil localização/visualização?
A. Sim, é um tubo que sai do bloco do motor, no meio do caminho entre o pinhão
do motor e a embreagem.

Q. Melequeira – lavar/limpar a corrente primária? Precisa desmontar a corrente
primária?
A. Para tirar os discos não precisa mexer na corrente da primária, eu só passo um
pano com gasolina para tirar uma sujeira mais grossa e deixar o acesso mais
limpo.

Q. Bomba. Que bomba? De óleo para a pingadeira?
A. Nossa Vitor, melhor trocar sua WLA por uma Mobylete ou Garelli. Na tampa de
alumínio do lado oposto a primária, na parte traseira, tem uma bomba de óleo
(onde chega o tubo de óleo do tanque). Olhando mais para cima da bomba verá
um parafuso entrando por cima da tampa, ele que regula o óleo que vai para a
primária. Quanto mais apertado, menos óleo.

Q. Discos de Embreagem devem mesmo ser banhados em óleo, ou apenas a
primária deve sê-lo?
A. Os discos trabalham secos, teoricamente o óleo deveria ficar apenas na
corrente mas acaba “melecando” tudo, pela própria arquitetura da moto.
Adicionais:

Não esqueça de lavar os discos separadores (de aço) e na hora da montagem
observe que eles tem na borda o inscrito OUT, que obviamente deve ficar virado
para o lado de fora
Os três "fingers" onde ficam as porcas de regulagem das molas não são
equidistantes, portanto a placa pressionadora tem uma posição correta, uma
rápida olhada e vai notar.
Depois de montado, regular a pressão das molas nas três porcas, tem a medida
certa (distância da placa pressionadora) no manual da WLA. Antes de fechar a
tampa, dê umas pedaladas na partida para ver se a placa pressionadora está
paralela, todinha paralela; se não estiver, volte e reajuste nas porcas respectivas.

Link I
Aqui tem um macete para desmontar a embreagem sem desmontar as molas. No
seu caso (acima relatado), prossiga apenas e tão somente até a retirada dos
discos:
http://hdbobber.blogspot.com.br/2010/05/tutorial-de-desmontagem-da-primaria.html

Link II
Aqui a sequência de montagem:
http://hdbobber.blogspot.com.br/2010/03/montagem-da-embreagem-iii.html

Fotos, obtidas na internet:
Onde o Mestre-Yoda-Hadys redigiu, houve aqui ou acolá uma
tirada sarcástica deste editor, usando como exemplo “melhor
trocar sua WLA por uma Mobylete ou Garelli”. A edição
envolveu também pequenas alterações de estilo, para melhor
compreensão do contexto.
Agradecemos ao Hadys (Jurassic Machines) pelo auxílio
permanente.
Jaboticabal, SP – maio de 2017.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful