Você está na página 1de 12

Simulado sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis,

elaborado pelos professores do Curso Degrau Cultural


01. O servidor da Justiça será designado ou removido:
a) a pedido, por solicitação verbal do Juiz Titular ou juízes interessados.
b) quando for da conveniência do servidor.
c) sempre que possível, para eficiência do serviço público.
d) a pedido, por solicitação formal do Juiz Titular ou de ofício, ouvidos os juízes
interessados, e segundo a
conveniência da Administração.
e) sempre que for solicitado formalmente pelo Desembargador.
02. Os dados funcionais e pessoais de servidores não serão fornecidos a
terceiros, admitindo-se
apenas:
a) confirmação relativa a débitos e créditos perante investidores.
b) informações sobre sua conduta pessoal, no interesse da Administração da Justiça e
das empresas de
controle de crédito pessoal.
c) confirmação relativa a nome, cargo e matrícula, a par de indicação sobre sua
locação, salvo no
interesse da Administração da Justiça ou a critério da Administração.
d) confirmação relativa a nome, endereço, estado civil e outros que venham a ser do
interesse exclusivo
da Justiça criminal estadual.
e) para fins de sonegação fiscal, no interesse da Administração da Justiça Estadual ou a
critério da
Administração no caso de interesse de empresas de controle de crédito pessoal.
03. A Carteira de Identificação Funcional:
I - É fornecida ao servidor subordinado à Corregedoria-Geral da Justiça, contendo seus
dados pessoais,
bem como se é ou não doador de órgãos e tecidos.
II - Perderá a validade nos casos de exoneração e desistência do estágio, entre outros.
III - Não serão fornecidos para delegatários.
a) Os itens I e II estão corretos.
b) Os itens II e III estão errados.
c) Os itens I e III estão corretos.
d) todos os itens estão corretos.
e) todos os itens estão errados.
04. Ao Titular ou Responsável pelo expediente, permitir que o servidor
exerça suas funções durante
o período de férias previsto na escala, sem regular interrupção e
comunicação:
a) é plenamente justificada quando do interesse da Administração, mesmo sem
comunicação.
b) é permitida nos casos de urgência do serviço e calamidade pública.
c) poderá ocorrer sem comunicação, desde que seja detectada necessidade do
servidor.
d) constitui falta funcional.
e) dependerá de acordo verbal entre o servidor e sua chefia imediata.
05. Assinale a alternativa correta:
a) A Carteira Funcional não será fornecida para servidores ocupantes de cargos em
comissão e
estagiários.
b) Cessada a validade, a Carteira Funcional será devolvida à Corregedoria-Geral da
Justiça por familiar ou
beneficiário para fins previdenciários em caso de falecimento do servidor.
c) A Carteira de Identidade Funcional perderá a validade nos casos de aposentadoria e
suspensão do
servidor.
d) A Carteira Funcional será fornecida exclusivamente para delegatários e perderá a
sua validade
somente com o falecimento do mesmo.
e) A Corregedoria-Geral da Justiça manterá assentamento individual do servidor, que
fornecerá os
documentos necessários à correspondente atualização, inclusive endereço, telefone,
exceto
declarações de dependentes, de bens e do imposto de renda.
06. A Carteira de Identidade Funcional perderá a validade nos casos de:
a) exoneração, falecimento e advertência
b) demissão, aposentadoria e suspensão
c) eliminação, desistência de estágio e falecimento
d) exoneração, perda da delegação e licença
e) demissão, advertência e aposentadoria
07. Em relação aos direitos e deveres dos servidores da justiça é correto
afirmar que:
a) As férias terão início no primeiro dia útil do mês marcado, exceto em janeiro, quando
serão iniciadas até
o dia 2 (dois).
b) Serão organizadas no mês de novembro, pela Secretaria Geral da Corregedoria e
pelos Titulares e
responsáveis pelo expediente das serventias, com a anuência dos Juízes e ouvidos os
interessados,
escala de férias de seus servidores, para o exercício seguinte, sendo vedado o
parcelamento do gozo.
c) Salvo necessidade do serviço, o período deferido de férias será mantido, fazendo-se
expressa menção
no expediente de apresentação do servidor, exceto no caso que venha a ser
remanejado para outro
órgão.
d) O servidor aguardará em sua residência o deferimento do gozo de licença para trato
de interesse
particular.
e) A licença à gestante terá a duração de 120 (cento e vinte) dias, contados a partir do
resultado positivo
do exame de gravidez, prorrogáveis por 3 (três) meses consecutivos.
08. A licença-paternidade, por X dias, será contada do nascimento, devendo o
servidor apresentar
cópia autenticada da certidão em Y dias, sob pena de ter cancelada a licença
e ser considerado
faltoso nos dias a ela correspondentes, sem prejuízo das sanções cabíveis.
Os valores de X e Y são, respectivamente:
a) 3 e 5. d) 3 e 30.
b) 5 e 20. e) 5 e 30.
c) 5 e 15.
09. É incorreto afirmar que:
a) O servidor que adotar criança com menos de 7 (sete) anos de idade fará jus a
licença equivalente à
licença-maternidade ou à licença-paternidade.
b) A licença à gestante terá a duração de 120 (cento e vinte) dias, a contar do
nascimento, prorrogáveis,
em caso de aleitamento, por 3 (três) períodos de 30 (trinta) dias.
c) O servidor afastado da serventia, por período menor, a juízo da Administração,
poderá ser incluído no
Núcleo Especial, qualquer que seja o motivo do afastamento.
d) Os servidores de qualquer unidade da primeira instância ou do quadro da
Corregedoria-Geral da
Justiça, afastados de seus cargos, por prazo superior a 180 (cento e oitenta) dias,
ficarão lotados,
provisoriamente, em Núcleos Especiais, inclusive os Titulares e os que se encontrarem
de licença
gestante, em caso de aleitamento.
e) O requerimento do gozo de licença-prêmio deverá contar com a concordância da
chefia imediata do
servidor e anuência do juiz a que estiver subordinado, devendo ser protocolado com
antecedência
mínima de 30 (trinta) dias.
10. São deveres específicos do servidor da Justiça em geral, exceto:
a) guardar sigilo sobre processo ou diligência que deva tramitar em segredo de justiça.
b) zelar pela economia e conservação do material que lhe for confiado.
c) trajar-se de maneira elegante, sempre com ternos escuros e gravatas discretas,
compatível com o
decoro público.
d) fornecer recibo de qualquer importância recebida em razão da função.
e) agir com disciplina e ordem no serviço, tratando com urbanidade as partes, seus
procuradores e o
público em geral.
11. É um dever específico do servidor da Justiça em geral:
a) praticar os atos e executar os trabalhos compatíveis com suas funções, e os que lhe
forem designados
por terceiros, independentemente de perfil.
b) fiscalizar a contagem e a sonegação fiscal de tributos, exceto custas.
c) respeitar as determinações das autoridades que estiver diretamente subordinado,
salvo se estiver
indiretamente subordinado.
d) reproduzir nome, número de matrícula e senha pessoal, de modo a permitir sua
identificação em alguns
atos que venha a firmar com o público em geral.
e) permanecer na sede de seu exercício todos os dias úteis e de plantão, durante as
horas do expediente,
salvo motivo expresso em lei, comunicado à autoridade a que estiver diretamente
subordinado.
12. O servidor designado para determinado serviço ou tarefa:
a) não tem a exclusividade de sua execução, nem poderá escusar-se a outros que lhe
sejam cometidos.
b) tem a exclusividade de sua execução, podendo escusar-se a outros que lhe sejam
cometidos.
c) não tem a exclusividade de sua execução, entretanto, poderá escusar-se a outros
que lhe sejam
cometidos.
d) tem a exclusividade de sua execução, conseqüentemente, não poderá escusar-se a
outros que lhe
sejam cometidos.
e) não tem a exclusividade de sua execução, podendo delegar a terceiros as suas
tarefas,
independentemente, de autorização do seu superior hierárquico.
13. Ao Titular e ao Responsável pelo Expediente, hierárquica e
funcionalmente subordinados ao
Juiz, incumbe, dentre outras funções e deveres, exceto:
a) comparecer, diariamente, à serventia do juízo, cumprindo a carga horária de
trabalho que lhe for
estabelecida.
b) manter a serventia aberta e em regular funcionamento durante o horário de
expediente.
c) organizar e manter em ordem o arquivo da serventia, de modo a permitir a
localização imediata dos
autos, papéis e livros encerrados.
d) zelar pela boa imagem da justiça, prestigiando e estimulando a probidade, a
produtividade, a celeridade
e a qualidade dos serviços.
e) distribuir os serviços da serventia, pertinentes a servidores previamente qualificados
e responsáveis por
cada atribuição, exceto as de processamento.
14. Ao Titular e ao Responsável pelo Expediente, hierárquica e
funcionalmente subordinados ao
Juiz, incumbe, dentre outras funções e deveres:
a) exercer algumas atribuições do ofício de Escrivão, prevista na legislação.
b) providenciar para que interessados e partes sejam atendidos nos prazos
estabelecidos em lei e na
Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça.
c) prestar informações sobre o andamento dos processos a terceiros interessados ou
designar servidor
para fazê-lo.
d) fazer afixar em local público, tabela de custas e multas.
e) informar ao Juiz, dentre os servidores da Corregedoria-Geral da Justiça, o seu
substituto legal.
15. Assinale a alternativa correta:
a) Ao Titular e ao Responsável pelo Expediente, hierárquica e funcionalmente
subordinados ao Juiz,
incumbe, dentre outras funções e deveres: desempenhar, sempre, os serviços de
Gabinete e
secretariar as audiências do Juízo.
b) A serventia consignará o respectivo endereço nos ofícios, certidões, traslados,
mandados e outros atos
que expedir.
c) A instalação e a mudança de serventia, atendidos os interesses da Justiça,
independe de prévia
autorização do Corregedor-Geral da Justiça.
d) exercer outras atribuições e tarefas que lhe sejam ordenadas pelo Juiz, não é
incumbência do Titular ou
Responsável pelo Expediente, hierárquica e funcionalmente subordinados ao Juiz.
e) elaborar os relatórios contábeis do Juízo é incumbência do Titular ou Responsável
pelo Expediente,
hierárquica e funcionalmente subordinados ao Juiz.
16. As serventias judiciais e extrajudiciais funcionarão em todo o Estado,
para atendimento ao
público, das 11:00h às 17h 30min, excetuando-se:
a) o regime especial dos Juizados Especiais, dos Juizados da Infância e da Juventude e
da Vara de
Execuções Cíveis e dos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Jurídicas.
b) o regime especial dos Juizados Especiais, dos Juizados da Infância e da Juventude e
da Vara de
Execuções Penais e dos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais.
c) o regime especial dos Juizados Especiais, dos Juizados de Pequenas Causas e da
Vara de Execuções
Penais e dos Cartórios de Registro Criminal de Pessoas Naturais.
d) o regime especial dos Juizados Especiais e da Vara de Execuções Penais e dos
Cartórios de Registro
Civil de Pessoas Jurídicas.
e) o regime especial da Infância e do Adolescente, dos Juizados de Pequenas Causas e
da Vara de
Execuções Cíveis e dos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais.
17. Assinale a afirmativa correta:
a) Os Juizados da Infância e da Juventude funcionarão, para atendimento ao público, no
horário das 8:00h
às 17:00h.
b) Os servidores cumprirão jornada de trabalho de 8 (oito) horas diárias, admitindo-se
flexibilizações e
rodízios, de natureza especial, a critério do servidor.
c) O boletim de freqüência, em modelo padronizado, registrará todas as ocorrências
verificadas no livro de
ponto cartorário, exceto os afastamentos decorrentes do gozo de férias ou licenças.
d) O Juiz em exercício visará, mensalmente, o livro de ponto, que ficará sob sua
responsabilidade,
inclusive verificando se as assinaturas dele constantes são autenticadas conforme
registro civil interno.
e) Ao Titular, assim como ao dirigentes de unidade orgânica, caberá abonar as faltas
dos servidores
subordinados, até o máximo de 3 (três) por mês, desde que estes apresentem
comprovação do
impedimento.
18. Com relação à ausência do Titular e da vacância do cargo, analise as
seguintes afirmativas:
I - O Titular não poderá ausentar-se do cartório sem que nele permaneça quem
legalmente o substitua.
II - O substituto será designado, mediante indicação do Titular ou do Responsável pela
serventia, com a
anuência do Juiz.
III - Em caso de vacância do cargo de Titular, passa a responder desde logo pelo
expediente da serventia o
Substituto posteriormente designado, mesmo com ato dispondo de modo diverso.
A(s) afirmativa(s) verdadeira(s) é / são somente:
a) I d) II
b) I e II e) I, II e III
c) II e III
19. Em relação ao Titular e ao Responsável pelo Expediente, hierárquica e
funcionalmente
subordinados ao Juiz, incumbe, exceto:
a) praticar, às suas expensas, os atos que deva renovar por culpa sua.
b) lavrar, ou fazer lavrar, os atos e termos dos processos a seu cargo, subscrevendo,
quando for o caso,
os redigidos pelos demais servidores.
c) providenciar a extração de cartas, formais, guias, ofícios e demais expedientes, nos
termos da
legislação em vigor.
d) controlar e organizar as férias e licenças dos seus subordinados e demais servidores
vinculados à
serventia, submetendo, quando necessário, as respectivas escalas e requerimentos à
aprovação do
Juiz.
e) exercer a administração do pessoal em exercício ou aposentado, zelando pela
implantação da
disciplina, da ordem e do respeito do superior hierárquico pelo seu subordinado.
20. De acordo com o Decreto-Lei nº 220/75, funcionário é:
a) a pessoa legalmente investida em cargo público estadual do quadro I (permanente)
de provimento
efetivo ou em comissão.
b) a pessoa legalmente investida em função pública estadual do quadro I (temporário).
c) a pessoa que exerce uma função pública estadual do quadro provisório,
inicialmente, e após 3 (três)
anos, do quadro I (permanente).
d) a pessoa estagiária legalmente investida no emprego público estadual do quadro
provisório.
e) a pessoa legalmente investida em cargo de chefia ou serventia do quadro I
provisório.
21. A nomeação para cargo de provimento efetivo depende de prévia
habilitação em concurso
público, que objetivará avaliar:
I - desempenho das atividades psicológicas, mediante estágio experimental de 2 (dois)
anos no cargo.
II - conhecimento e qualificação profissionais, mediante provas ou provas e títulos.
III - condições de sanidade físico-mental.
Com relação as afirmativas anteriores, é correto afirmar que:
a) todas as afirmativas são verdadeiras.
b) somente a afirmativa II é verdadeira.
c) todas as afirmativas são falsas.
d) somente a afirmativa I é falsa.
e) As afirmativas II e III são falsas.
22. São deveres do funcionário, exceto:
a) Assiduidade. d) Pontualidade.
b) Boa conduta. e) Urbanidade.
c) Descrição.
23. Assinale a alternativa correta:
a) O candidato não aprovado no estágio experimental será considerado inabilitado no
concurso, podendo
voltar ao cargo anterior do que se tenha afastado, se for do interesse da administração
pública.
b) O funcionário que se desvincular de um cargo público do Estado do Rio de Janeiro ou
de suas
autarquias para investir-se em outro não conservará a estabillidade já adquirida.
c) Invalidada a demissão do funcionário, será ele redistribuido e ressarcido.
d) A reintegração do funcionário ocorrerá, em alguns casos, no sistema de classificação
a que pertencia o
funcionário.
e) O funcionário estável não poderá ser transferido da administração direta para a
autárquica e
reciprocamente.
24. É correto afirmar, exceto:
a) O funcionário em disponibilidade poderá ser aproveitado em cargo de natureza e
vencimento
compatíveis com os do anteriormente ocupado.
b) A investidura em cargo de provimento efetivo ocorrerá com o exercício, que, nos
casos de nomeação,
reintegração, transferência e aproveitamento, se iniciará no prazo de 30 (trinta) dias,
contados da
publicação do ato de provimento.
c) A competência para dar posse será a indicada em legislação específica.
d) O funcionário estável fisicamente incapacitado para o pleno exercício do cargo
poderá ser ajustado em
outro de vencimento equivalente e compatível com suas aptidões e qualificações
profissionais.
e) Ficará sujeito ao limite máximo de idade o servidor de órgão da administração
pública.
25. São requisitos essenciais para a investidura em cargo de provimento
efetivo, exceto:
a) declaração de bens.
b) bons antecedentes.
c) habilitação em em concurso público.
d) prestação de fiança, quando a natureza da função o exigir.
e) habilitação em exame de sanidade e capacidade física realizada por qualquer órgão
da saúde pública.
26. O funcionário que deva entrar em exercício em nova sede terá, para esse
efeito, contados da
data da publicação do ato que o determinar, prazo de:
a) 5 (cinco) dias.
b) 10 (dez) dias.
c) 15 (quinze) dias.
d) 30 (trinta) dias.
e) 45 (quarenta e cinco) dias.
27. Assinale a alternativa correta:
a) A investidura em cargo em comissão ocorrerá com a habilitação em concurso
público, do qual será
mencionado em edital, os deveres da função pública.
b) O prazo para o exercício não poderá ser prorrogado, mesmo ocorrendo motivo
relevante.
c) O afastamento para o exterior, mesmo em gozo de férias ou licença, dependerá de
prévia autorização
do governador do estado, salvo delegação de competência no caso.
d) O afastamento do funcionário de sua unidade administrativa dar-se-á somente para
desempenho de
cargo ou função de confiança e com ônus para a unidade requisitante.
e) O cargo ou função de confiança não poderá ser exercido, em substituição, hipótese
em que a
investidura dependerá de posse, mediante concurso público.
28. Considerar-se-á em efetivo exercício o funcionário afastado por motivo
de:
a) férias, missão oficial e casamento e luto, até 10 (dez) dias.
b) missão oficial, licença para tratamento de saúde e qualquer doença notificada.
c) férias, estágio experimental e missão oficial.
d) férias, recolhimento à prisão após condenação e suspensão preventiva, se
inocentado afinal.
e) prestação de prova ou de exame em curso regular ou em concurso público, férias e
trânsito para ter
exercício na mesma sede.
29. A exoneração ou dispensa, ocorrerá:
a) a pedido e por homologação
b) a pedido e “ex officio”
c) “ex officio” e por homologação
d) a pedido do interessado no exercício de cargo de confiança e por homologação
e) por homologação em Diário Oficial e a pedido do interessado através de processo
administrativo contra
a Administração.
30. Conceder-se-á licença ao funcionário, exceto:
a) para tratamento de saúde, com vencimento e vantagens, pelo prazo máximo de 24
(vinte e quatro)
meses.
b) para serviço militar, na forma da legislação específica.
c) sem vencimentos, para desempenho de mandato eletivo.
d) sem vencimento, para trato de interesse particulares.
e) por motivo de doença em pessoa da família, com vencimento e vantagens integrais
nos primeiros 6
(seis) meses; e, com 1/3 (um terço), por outros 6 (seis) meses, no máximo.
31. Com relação à concessão de licença ao funcionário, podemos afirmar que
será concedida:
I - com vencimentos, para desempenho de mandado eletivo.
II - à gestante, com vencimento e vantagens, pelo prazo de 4 (quatro) meses,
prorrogável no caso de
aleitamento materno, por, no máximo 60 (sessenta) dias.
III - com vencimento para acompanhar cônjuge eleito para o Congresso Nacional ou
mandado servir em
outra localidade se militar, servidor público ou com vínculo empregatício em empresa
estatal.
a) todas as afirmativas são verdadeiras.
b) somente a afirmativa II é verdadeira.
c) todas as afirmativas são falsas.
d) somente a afirmativa I é falsa.
e) As afirmativas II e III são verdadeiras.
32. Suspender-se-á, até o limite de 90 (noventa) dias, em cada caso, a
contagem de tempo de
serviço para efeito de licença-prêmio, durante a licença:
a) para serviço militar.
b) para desempenho de mandato eletivo.
c) para trato de interesses particulares.
d) por motivo de doença em pessoa da família.
e) à gestante.
33. O funcionário deixará de receber vencimentos e vantagens, exceto
gratificação adicional por
tempo de serviço, quando se afastar do exercício do cargo, exceto:
a) para serviço militar, na forma da legislação específica.
b) para estágio experimental.
c) para exercer cargo ou função de confiança, ressalvado o direito de opção legal.
d) em decorrência de prisão administrativa, salvo se inocentado afinal.
e) para prestar serviço à União, a outro estado, a município, à sociedade de economia
mista, à empresa
pública, à fundação ou à organização internacional, salvo quando, a juízo do
governador,
reconhecimento o afastamento como de interesse do estado.
34. O funcionário deixará de receber:
I - um terço do vencimento e vantagens, durante o recolhimento à prisão por ordem
judicial não decorrente
de condenação definitiva, ressalvado direito à diferença se absolvido afinal.
II - 2/3 (dois terços) do vencimento e vantagens, durante o cumprimento, sem perda do
cargo, de pena
privativa de liberdade.
III - o vencimento e vantagens do dia em que não compareceu ao serviço, salvo por
motivo de força-maior
devidamente comprovado.
Então, podemos afirmar que:
a) todas as afirmativas são verdadeiras.
b) somente a afirmativa II é falsa.
c) todas as afirmativas são falsas.
d) somente a afirmativa I é falsa.
e) As afirmativas II e III são verdadeiras.
35. O vencimento e as vantagens pecuniárias do funcionário não serão objeto
de penhora, salvo
quando se tratar de:
a) dívida perante à fornecedores.
b) restrições creditícias.
c) prestação de alimentos.
d) inadimplência no pagamento de prestações.
e) dívida com prestadoras de serviço público.
36. A responsabilidade penal:
a) decorre de procedimento doloso ou culposo que importe em prejuízo a Fazenda
Estadual ou de
terceiros.
b) abrange os crimes e contravenções imputadas ao funcionário nessa qualidade.
c) abrange as contravenções imputadas ao funcionário nessa qualidade.
d) resulta dos atos praticados ou emissões ocorridas no desempenho do cargo ou
função, ou fora dele,
quando comprometedores da dignidade e do decoro da função pública.
e) resulta dos atos praticados ou omissões ocorridas no desempenho do cargo ou
função, ou fora dele,
quando comprometedores da dignidade e do decoro da função privada.
37. Assinale a alternativa correta:
a) Para efeito de aposentadoria e disponibilidade, computar-se-á o tempo de serviço
militar, exceto o
tempo de disponibilidade.
b) É assegurado aos funcionários o direito de requerer ou representar.
c) O direito de requerer prescreverá em 10 (dez) dias, quanto aos atos de demissão, de
cassação de
aposentadoria ou de disponibilidade.
d) O funcionário que completar condições para aposentadoria voluntária fará jus à
inclusão, no cálculo dos
proventos, das vantagens do cargo ou função de confiança, desde que sem
interrupção, nos últimos 3
(três) anos imediatamente anteriores à passagem para inatividade.
e) O funcionário que completar condições para aposentadoria voluntária fará jus à
inclusão, no cálculo dos
proventos, das vantagens do cargo ou função de confiança, desde que com
interrupção, por 6 (seis)
anos, com base no mais elevado, se o tiver exercido no mínimo por 2 (dois) anos.
38. O Poder Executivo disciplinará a previdência e assistência ao funcionário
e à sua família,
compreendendo , entre outros:
a) auxílio-doença; financiamento mobiliário e salário-família.
b) auxílio-moradia; pensão em caso de morte por acidente fora do serviço e salário-
família.
c) plano de seguro compulsório para complementação de proventos e pensões; auxílio-
moradia e saláriofamília.
d) financiamento imobiliário; auxílio-doença e auxílio-funeral, com base no salário
mínimo.
e) auxílio-família; auxílio-moradia e tratamento por acidente de serviço.
39. É vedada a acumulação remunerada de cargos e funções públicos, exceto
o de:
a) um cargo de juiz com outro de Procurador.
b) um cargo de professor com outro técnico ou científico.
c) três cargos privativos de médico.
d) dois cargos de professor com incompatibilidade de horários.
e) um cargo de juiz e outro de defensor público.
40. Constitui infração disciplinar:
a) toda ação ou omissão do funcionário, capaz de comprometer a dignidade e o decoro
da função pública,
ferir a disciplina e a hierarquia, prejudicar o serviço ou causar dano à administração
pública.
b) toda ação ou omissão do funcionário, capaz de comprometer o decoro da função
pública, ferir a
disciplina e a hierarquia, prejudicar a eficiência do serviço ou causar dano à
administração pública.
c) toda omissão do funcionário, capaz de comprometer a dignidade e o decoro da
função pública, ferir a
disciplina e a hierarquia, prejudicar a eficiência do serviço ou causar dano à
administração pública.
d) toda ação ou omissão do funcionário, capaz de comprometer a dignidade e o decoro
da função pública,
ferir a disciplina, prejudicar a eficiência do serviço ou causar dano à administração
pública.
e) toda ação ou omissão do funcionário, capaz de comprometer a dignidade e o decoro
da função pública,
ferir a disciplina e a hierarquia, prejudicar a eficiência do serviço ou causar dano à
administração
pública.
41. O funcionário que não houver informado, oportunamente, acumulação
considerada ilegítima
quando conhecida pela administração, sujeitar-se-á a inquérito
administrativo, após o qual, se
apurada má-fé:
a) perderá os cargos envolvidos na situação cumulativa ou sofrerá a cassação da
aposentadoria ou
disponibilidade, obrigando-se, ainda, a restituir o que tiver percebido indevidamente.
b) perderá um dos cargos envolvidos na situação cumulativa e sofrerá a cassação da
aposentadoria ou
disponibilidade.
c) perderá um dos cargos envolvidos na situação cumulativa, isto é, aquele com menos
tempo de casa ou
sofrerá a cassação da aposentadoria ou disponibilidade, obrigando-se, ainda, a restituir
o que tiver
percebido indevidamente.
d) poderá optar por um dos dois cargos envolvidos, sem nenhuma penalidade
pecuniária.
e) perderá os cargos envolvidos na situação cumulativa sem sofrer a cassação da
aposentadoria e
devolverá, somente, a remuneração recebida sem comprovação das horas trabalhadas.
42. A responsabilidade administrativa:
a) resulta dos atos praticados ou omissões ocorridas no desempenho do cargo ou
função, ou fora dele,
quando comprometedores da dignidade e do decoro da função pública.
b) abrange os crimes e contravenções imputados ao funcionário nessa qualidade.
c) decorre de procedimento doloso ou culposo que importe em prejuízo a fazenda
municipal ou de
terceiros.
d) resulta dos atos praticados ou omissões ocorridas no desempenho do cargo, ou fora
dele, quando
comprometedores da dignidade e do decoro da função pública.
e) resulta dos atos praticados ou omissões ocorridas no desempenho do cargo ou
função, ou fora dele,
quando comprometedores da dignidade e do decoro da função particular.
43. Não é um dever do servidor:
a) Discrição.
b) Submeter-se à inspeção médica determinada por autoridade competente, salvo
justa causa.
c) Praticar a usura no âmbito do serviço público.
d) Pontualidade e assiduidade.
e) Boa conduta e urbanidade.
44. Em razão de seu cargo ou função, o servidor:
I - deverá levar ao conhecimento de autoridade superior irregularidades de que tiver
ciência;
II - deverá guardar sigilo sobre a documentação e os assuntos de natureza reservada
que tenha
conhecimento;
III - poderá revelar fato ou informação quando se tratar de depoimento em processo
judicial, policial ou
administrativo;
IV - deverá lograr proveito pessoal em detrimento da dignidade da função pública.
Podemos dizer que:
a) I, II e IV são verdadeiras.
b) II e III são falsas.
c) III é falsa.
d) apenas II é verdadeira.
e) IV é falsa.
45. Ao servidor é proibido:
a) deixar de prestar declaração em inquérito administrativo, quando regularmente
intimado.
b) em qualquer hipótese, pleitear, como procurador ou intermediário, junto a órgãos
estaduais.
c) deixar de comparecer ao trabalho.
d) guardar sigilo sobre documentação e os assuntos de natureza reservada de que
tenha conhecimento
em razão do cargo ou função.
e) zelar pela economia e conservação do material que lhe for confiado.
46. Pelo exercício irregular de suas atribuições, o funcionário responde:
a) civil, penal e criminalmente.
b) apenas penalmente.
c) apenas criminalmente.
d) civil, penal e administrativamente.
e) apenas administrativamente.
47. Assinale a afirmação incorreta:
a) A responsabilidade civil decorre de procedimento doloso ou culposo que importe em
prejuízo da
Fazenda Estadual ou de terceiros.
b) A responsabilidade penal abrange os crimes e contravenções imputados ao
funcionário nessa
qualidade.
c) As cominações civis, penais, e disciplinares não poderão cumular-se, sendo umas e
outros
independentes entre si.
d) A responsabilidade administrativa resulta de atos praticados ou omissões ocorridas
no desempenho do
cargo ou função quando comprometedores da dignidade e do decoro da função
pública.
e) As penas impostas ao funcionário serão registradas em seus assentamentos.
48. Não constitui pena disciplinar:
a) Advertência. d) Repreensão.
b) Exoneração. e) Suspensão.
c) Multa.
49. Na aplicação das penas disciplinares serão consideradas:
a) a natureza e a gravidade da infração, os danos que dela provierem para o serviço
público e os
antecedentes criminais do servidor.
b) a natureza e a gravidade da infração, os danos que dela provierem para os cidadãos
e os antecedentes
funcionais do servidor.
c) a natureza e a gravidade da infração, os danos para o serviço público e os
antecedentes
administrativos, funcionais e criminais do servidor.
d) a natureza e a gravidade do delito, os danos que dela provierem para o serviço
público e privado e os
antecedentes criminais e administrativos do servidor.
e) a natureza e a gravidade da infração, os danos que dela provierem para o serviço
público e os
antecedentes funcionais do servidor.
GABARITO
01. D 02. C 03. A 04. D 05. B 06. C 07. B 08. C 09. D 10. C
11. E 12. A 13. E 14. B 15. B 16. B 17. E 18. B 19. E 20. A
21. D 22. C 23. B 24. E 25. E 26. A 27. D 28. D 29. B 30. E
31. C 32. D 33. A 34. A 35. C 36. B 37. B 38. C 39. B 40. E
41. A 42. A 43. C 44. E 45. A 46. D 47. C 48. B 49. E