Você está na página 1de 8

CURSO DE DIREITO

Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Estabelece regras para o desenvolvimento a ser


adotado para o desenvolvimento da produção
acadêmica, integrante do projeto de construção
gradativa do Trabalho de Conclusão do Curso de Direito
na Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha- FESVV,
relativo as disciplinas: GRD 3670, GRD 3689, GRD
3687 e GRD3664 pertencentes ao Curriculum
6008.0183.

O Coordenador do Curso de Direito, no uso das atribuições que lhe confere o Regimento da
Faculdade determina que:

CAPÍTULO I
DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º. Este regulamento disciplina o procedimento a ser adotado para o desenvolvimento da
produção acadêmica, integrante do projeto de Construção gradativa do trabalho de Conclusão
do Curso de Direito na Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha – FESVV, relativo as disciplinas
GRD 3670, GRD 3689, GRD 3687, GRD3664 pertencentes ao Curriculum 6008.0183.
§ 1o – Dos conceitos básicos:
I – Resenha Crítica: A Resenha Crítica é uma descrição minuciosa que compreende certo
número de fatos. Consiste na leitura, resumo, na crítica e na formulação de conceito de valor
de um livro ou artigo científico. Dever ser elaborado individualmente pelo aluno, com
orientação de um professor orientador metodológico;
II – Short Paper : O Short Paper é trabalho científico pequeno, conciso, que aborda um único
problema ou questão. Dever ser elaborado individualmente pelo aluno, com orientação de um
professor orientador metodológico;
III – Artigo Científico: Os artigos científicos são pequenos estudos, porém completos, que
tratam de uma questão verdadeiramente científica, mas que não se constituem em matéria de
livro1. Dever ser elaborado individualmente pelo aluno, com orientação de um professor
orientador temático, e um professor orientador metodológico.
IV – Projeto de Pesquisa : O projeto de pesquisa é um elenco de etapas metodológicas
necessárias ao desenvolvimento da pesquisa científica. Dever ser elaborado individualmente
pelo aluno, com orientação de um professor orientador temático, e um professor orientador
metodológico.
V - Professor-Orientador: professor pertencente ao corpo docente do Curso de Direito da
FESVV responsável pela orientação e acompanhamento do aluno no desenvolvimento de seu
trabalho de conclusão de curso, com a titulação de especialista, mestre ou doutor;

Art. 2º. O trabalho de conclusão do Curso de Direito consiste no desenvolvimento da


produção acadêmica, integrante de um projeto de construção gradativa, abrangendo
qualquer ramo das Ciências Jurídicas ou de disciplinas afins, sendo composto por 4 disciplinas,
a saber:
I – TCC I – GRD 3670 , a ser ofertado no 6º Período;
II – TCC II – GRD 3689 , a ser ofertado no 7º Período;

1
LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa
bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1986, p. 84.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

III - TCC III- GRD 3687 , a ser ofertado no 8º Período;


IV - TCC IV - GRD 3664 , a ser ofertado no 9º Período;

Art. 3º. Os objetivos gerais do Trabalho de Conclusão de Curso são propiciar aos acadêmicos
do Curso Jurídico a ocasião de demonstrar o grau de habilitação adquirido, a capacidade de
aprofundamento temático, o estímulo à produção científica e à consulta de bibliografia
especializada e o aprimoramento da capacidade de interpretação e crítica das ciências
Jurídicas e de sua aplicação.

Art. 4º. A fraude na elaboração do trabalho, na forma de plágio ou outra de igual relevância,
será considerada “falta grave”, estando o aluno sujeito às penalidades previstas no
Regimento Interno da Faculdade, que incluem a hipótese de expulsão. Caso o Professor-
Orientador tenha fortes razões para supor que houve um plágio de trabalhos de terceiros ou
outra forma de fraude na elaboração do trabalho, deverá encaminhar um pedido para abertura
de comissão de sindicância pelo Diretor Acadêmico para o julgamento do caso sem prejuízo
das sanções criminais cabíveis.
§1º Plágio é a transcrição não autorizada literal ou parafraseada de texto alheio, no todo ou em
parte, nas seguintes hipóteses:
I. Ausência de citação das fontes utilizadas.
II. Citação de fontes não autorizadas para divulgação.
III. Citação apresentada como paráfrase, mas que se caracteriza por transcrição literal.
IV. Citação direta de autores não utilizados diretamente pelo aluno (salvo através de apud).
§2º A caracterização de plágio no artigo científico importará a reprovação do(a) acadêmico(a)
na disciplina.

CAPÍTULO II
DAS ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO

Art. 5º. Compete ao coordenador do curso de Direito:


I - designar os professores orientadores, no início de cada ano letivo, para atuarem no
processo de elaboração, execução, acompanhamento e avaliação dos artigos científicos;
II - propor medidas que visem ao aprimoramento das atividades do Trabalho de Conclusão de
Curso;
III - convocar e dirigir as reuniões com o Coordenador de pesquisa e trabalho de conclusão de
e os professores orientadores, com vista à melhoria do procedimento dos Trabalhos de
Conclusão de Curso.
IV - deliberar, em grau de recurso, sobre todas as decisões e medidas necessárias ao efetivo
cumprimento destas normas e do processo de desenvolvimento do TCC;
V - deliberar sobre os casos omissos neste Regulamento e interpretar seus dispositivos.

Art. 6º. Compete ao coordenador do curso, com apoio do Coordenador de pesquisa e trabalho
de conclusão de curso, tomar as decisões administrativas necessárias ao desenvolvimento do
processo de TCC, em especial designando os professores das turmas da disciplina Trabalho
de Conclusão de Curso, aos quais cabe a orientação para elaboração do conteúdo
metodológico dos trabalhos científicos, e designando os professores que serão orientadores.
§ 1º - Os professores da disciplina Trabalho de Conclusão de Curso deverão possuir no mínimo
mestrado ou doutorado, sendo que, na falta desses, poderão ser designados docentes com
pós-graduação lato sensu com experiência na elaboração de trabalhos científicos.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

CAPITULO III
DO COORDENADOR DE PESQUISA E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Art.7º. O Coordenador de pesquisa e trabalho de conclusão de curso deverá ser indicado pelo
Coordenador do Curso de Direito, dentre os professores do Curso de Direito que possuam no
mínimo o titulo de mestre.

Art. 7º Compete ao Coordenador de pesquisa e trabalho de conclusão de curso:


I - Elaborar e divulgar o calendário das atividades relativas ao TCC no início de cada período
letivo;
II - Convocar os alunos matriculados nas disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso (GRD
3689, GRD 3687, GRD3664) para o inicio das atividades de TCC no inicio de cada periodo
letivo;
III - Expedir formulários necessarios para o bom desenvolvimento do TCC;
IV - Realizar a triagem dos trabalhos científicos que serão desenvolvidos nas disciplinas de
TCC II, III e IV (GRD 3689, GRD 3687, GRD3664 ), separando por linha de pesquisa para ser
apresentado ao Coordenador do Curso, que irá distribuir os professores orientadores;
V - Sugerir à indicação dos professor orientadores ao Coordenador de Curso;
VI - Manter controle e registros das atividades de TCC sob sua supervisão;
VII - Promover reuniões com os orientadores, sempre que achar necessário, devendo ser
realizada no mínimo 01 reunião geral, com os professores orientadores no inicio do perido
letivo;
VIII - Dirimir quaisquer dúvidas do corpo discente, docente ou órgão superior no que se refere a
TCC do Curso de Direito;
IX - Responsabilizar-se pela recomendação dos melhores artigos científicos para ser
publicados na revista jurídica da Faculdade ou para que seja disponibilizado na Biblioteca da
instituição;
X – Articular-se como Coordenador do Curso para compatibilizar diretrizes, organização e
desenvolvimento do TCC;
XI – Coordenar, quando for o caso, o processo de substituição de orientadores, ouvido o
Coordenador de Curso;
XII - Supervisionar o rendimento escolar e a frequência dos orientandos;
XIII - Acompanhar o desempenho acadêmico dos orientadores;

CAPITULO IV
DO PROFESSOR ORIENTADOR

Art.9º - As disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso II, III e IV (GRD 3689, GRD 3687,
GRD3664 ), são compostas por um professor orientador temático, que irá orientar o aluno
quanto ao conteúdo material da produção científica conforme a linha de pesquisa escolhida e
um professor orientador de metodologia juridica, que irá orientar o aluno quanto ao conteúdo
formal do da produção Científica (normas da abnt e metodologia cientifica).
§1º - O professor orientador de metodologia jurídica é o professor contratado para lecionar as
disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso I, II, III e IV (GRD 3689, GRD 3687,
GRD3664 ), e será o responsável pelo preenchimento das pautas relativas as disciplinas no
SIA.
§ 2º - O professor orientador temático é o indicado pelo Coordenador do Curso de Direito, e é o
responsável pela realização dos encontros individuais de orientação com os alunos.
§3º Só haverá substituição do professor orientador temático mediante concordância do
coordenador do curso, salientando que a troca de orientador não pode interferir nos prazos
estabelecidos para a entrega do trabalho (que não serão estendidos), e a troca deverá ser
expressamente documentada.
§4º O relacionamento entre o professor orientador e aluno deve ser urbano e profissional.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

Qualquer problema entre orientador e aluno deverá ser comunicado ao coordenador de


Pesquisa e Trabalho de Curso o mais breve possível, para que sejam tomadas as providências
cabíveis em cada caso.

Art. 10. Cabe ao professor orientador temático:


I - Orientar os acadêmicos na escolha do tema, da problematização da pesquisa e na
elaboração e execução do Trabalho de Conclusão do Curso;
II - Sugerir ao colegiado de curso normas ou instruções destinadas ao aprimoramento do
processo de Trabalho de Conclusão de Curso;
III – Disponibilizar e responder aos e-mails dos seus orientandos que lhe forem enviados, bem
como da Coordenação do Curso de Direito e do NPTC;
IV - Acompanhar o desenvolvimento do TCC, emitindo o parecer e avaliando as atividades que
deverão ser apresentadas pelos acadêmicos sob sua responsabilidade;
V - Orientar a pesquisa bibliográfica para a fundamentação das atividades a serem
desenvolvidas;
VI -Participar dos cursos e reuniões que forem convocados pelo Coordenador de Pesquisa e
Trabalho de Conclusão de Curso, e comunicar expressamente no caso de ausencias
justificáveis.
VII - Acompanhar a execução do cronograma de atividades do TCC estabelecido pelo
Coordenador de Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso, observando os prazos previstos;
VIII – Realizar no mínimo 4 encontros presenciais obrigatórios de orientação, podendo
também realizar encontros facultativos, presenciais ou realizados por email, devendo
preencher adequadamente as fichas de orientação disponibilizadas pela Coordenação do
NPTC;
IX – Divulgar os dias e horarios que estão disponiveis na instituição para que os alunos possam
realizar os devidos agendamentos de orientações;
X - Avaliar o desenvolvimento do aluno na elaboração do TCC, através de instrumentos e
critérios pré-estabelecidos pelo Curso de Direito;
XI - Apresentar quando solicitado, o relatório das atividades desenvolvidas no semestre letivo,
informando as irregularidades porventura verificadas,
XII - Respeitar as determinações e orientações do Coordenador do Curso de Direito e do
Coordenador de Pesquisa e Trabalho de Curso;
XIII - Cumprir e fazer cumprir as disposições do Regulamento e demais atos normativos
internos;
XIX - Exercer as demais atribuições inerentes à docência não especificadas neste
Regulamento.

CAPÍTULO V
DOS ALUNOS

Art. 10. O aluno será submetido ao processo de orientação da produção científica quando se
matricular em turma das disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso I, II, III ou IV (GRD
3689, GRD 3687, GRD3664).
§ 1º O aluno devidamente matriculado nas disciplinas de TCC II, III e IV, deverá cumprir os
prazos estabelecido pelo cronograma de atividades de TCC, informando a sua linha de
pesquisa, para que seja designado um professor orientador temático.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

Art. 11. O aluno inscrito nas disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso I, II, III ou IV (GRD
3689, GRD 3687, GRD3664) tem, entre outros, os seguintes deveres específicos:
I - freqüentar as reuniões, cursos, palestras e seminários, convocadas pela Secretária, pelo
Coordenador do Curso, pelo Coordenador do NPTC – Núcleo de Pesquisa e Trabalho de Curso
ou pelo seu Professor-Orientador;
II – Realizar o agendamento dos 04 encontros de orientação com o professor orientador de
metodologia, e cumprir os prazos e horários dos encontros exceto para os alunos da disciplina
de TCC I (GRD 3670);
III - manter contatos com o Professor-Orientador Temático para discussão do trabalho
acadêmico em desenvolvimento, e realizar no mínimo 4 encontros presenciais de orientação,
exceto para os alunos da disciplina de TCC I (GRD 3670);
IIV – O aluno deverá solicitar o agendamento dos encontros de orientação nos dias e horários
disponibilizados tanto pelo Professor Orientador Temático, como pelo Professor Orientador
Metodologico (exceto para os alunos da disciplina de TCC I (GRD 3670) ;
IV- cumprir o calendário de atividades do Trabalho de Conclusão de Curso divulgado pelo
Coordenador do NPTC;
V - elaborar a versão final da sua produção científica conforme a disciplina de TCC que está
matriculado, obedecendo às normas da ABNT e instruções finais deste regulamento e outras
aprovadas pelo colegiado do Curso de Direito, entregando-a em três vias e em arquivo
eletrônico (formato Word) – Compact Disc (CD), no apoio do Laboratório de Pratica Juridica,
devidamente identificados com etiqueta constando: nome do aluno, turma, tema e professor
orientador, de acordo com o calendário divulgado, da disciplina Trabalho de Conclusão de
Curso; ( exceto para os alunos da disciplina de TCC I (GRD 3670), que entregarão em 02
( duas) vias impressas diretamente ao professor da disciplina)
VI - cumprir as tarefas e atribuições que lhe forem indicados pelos professores orientadores;
VII – Levar aos encontros a ficha de orientação, para o devido preenchimento pelo professor
orientador, e protocolar a ficha de orientação assinada e preenchida nas datas estipuladas no
cronograma de atividades (exceto para os alunos da disciplina de TCC I (GRD 3670);
VIII – Preencher e assinar o Termo de Compromisso apresentado pelo Coordenador de
Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso ( ANEXO I)
IX - Ser assíduo e pontual aos encontros de orientações e apresentação do material solicitado;
X - Recorrer ao Coordenador de Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso, para relatar
qualquer problema ou dúvidas quanto as orientações da produção científica;
XI - Realizar, com cientificidade e ética, as atividades relativas ao desenvolvimento do trabalho
científico, respeitando o cronograma de atividades apresentado pelo Coordenador de Pesquisa
e Trabalho de Conclusão de Curso;
XII - Apresentar as atividades desenvolvidas ao Professor Orientador temático e de
metodologia juridica;
XIII - Zelar pelo bom nome da Instituição que representa;
XIV - Cumprir as exigências e as normas necessárias ao desenvolvimento do trabalho
científico;

Art.12 . É de inteira responsabilidade do aluno a verificação de seus prazos e obrigações junto


à secretaria acadêmica e coordenação do curso de direito, inclusive em relação a solicitação
dos agendamentos dos encontros com os professores orientadores ( Temático e Metodológico)
e as suas devidas presenças nos encontros, ficando ciente que o não cumprimento do
estabelecido neste Regulamento e no cronograma de atividades de TCC, poderá implicar na
reprovação da disciplina de TCC.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

CAPÍTULO VI
DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS

Art. 13. O processo do Trabalho de Conclusão de Curso compreende etapas sucessivas a


serem desenvolvidas obrigatória pelo aluno, sob pena de reprovação e não conclusão do
curso, com o objetivo de serem produzidos as seguintes modalidades de trabalhos científicos:
I – Resenha Crítica, a ser desenvolvida no 6º Período na disciplina TCC I (GRD 3670),
correspondente a nota de AV1, salientando que se o aluno não atingir no mínimo a nota 4,0,
estará automaticamente reprovado, e não estará autorizado a desenvolver o Short Paper
conforme estabelece o respectivo plano de ensino;
II – Short Paper, a ser desenvolvido no 6º Período na disciplina TCC I (GRD 3670),
correspondente a nota de AV2, conforme estabelece o respectivo plano de ensino;
III – Artigo Científico, a ser desenvolvido no 7º Período na disciplina TCC II ( GRD 3689),
conforme estabelece o respectivo plano de ensino;
IV – Projeto de Pesquisa, a ser desenvolvido no 8º Período na disciplina TCC III (GRD 3687),
conforme estabelece o respectivo plano de ensino;
V – Execução da Pesquisa, conforme projeto de pesquisa aprovado na disciplina de TCC IV
(GRD 3664), cujo resultado será apresentado na modalidade escrita ( artigo científico) e oral
( seminário) , conforme estabelece o respectivo plano de ensino;

Art. 13 – Tendo em vista a característica do projeto pedagógico de construção gradativa do


Trabalho de Conclusão do Curso, os alunos deverão ser incentivados a desenvolver em todos
os períodos ( do 6º ao 9º), o trabalho científico sobre a mesma disciplina jurídica, e se possível
dentro da mesma linha temática.
§1º - Os alunos deverão ser orientados no 7º Período a desenvolver um artigo
científico, de cunho bibliográfico e documental, para auxiliar no aprofundamento
teórico de sua linha temática, e no 8º e 9º Períodos a desenvolver uma pesquisa
com a coleta de dados em campo, estudo de casos, etc, visando assim, que o aluno
concilie o conhecimento teórico adquirido, com a sua aplicação na realidade social.
§ - O projeto de pesquisa aprovado no 8º Período, vincula o aluno ao seu desenvolvimento no
9º Período, exceto se o Coordenador de Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso,
expressamente autorizar a alteração do projeto de pesquisa já aprovado.

Art. 14. A estrutura formal dos trabalhos científicos deverá seguir aos critérios estabelecidos,
nas normas da ABNT sobre o assunto e no Manual de Normatização e Apresentação de
Trabalhos Acadêmicos da Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha.
§ 1º - A resenha crítica, em sua versão a ser entregue para correção pelo professor orientador
responsável pela disciplina de TCC I (GRD 3670)deverá ser entregue atendendo-se ao
seguinte formato:
a) Com suas folhas devidamente grampeadas, sendo vedada a sua encadernação;
b) digitada em papel branco A4, com 3,0 cm de margem esquerda e superior e 2,0 de margem
direita, superior e inferior;
c) digitada em letra 12, tipo ARIAL ou TIMES, espaço 1.5, com as transcrições destacadas do
texto sendo feitas em letra ARIAL ou TIMES tamanho 10, com justificação à direita;
d) possuir no mínimo 2 (duas) e no máximo 6 (seis) laudas, no padrão de digitação acima
referido, não sendo computado no numero de laudas o apêndice ou anexo, se houver;
§ 2º - O Short Paper, em sua versão a ser entregue para correção pelo professor orientador
responsável pela disciplina de TCC I GRD 3687 deverá ser entregue atendendo-se ao seguinte
formato:
a) Com suas folhas devidamente grampeadas, sendo vedada a sua encadernação;
b) digitada em papel branco A4, com 3,0 cm de margem esquerda e superior e 2,0 de margem
direita, superior e inferior;
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

c) digitada em letra 12, tipo ARIAL ou TIMES, espaço 1.5, com as transcrições destacadas do
texto sendo feitas em letra ARIAL ou TIMES tamanho 10, com justificação à direita;
d) possuir no mínimo 1 (duas) e no máximo 3 (três) laudas, no padrão de digitação acima
referido, não sendo computado no numero de laudas o apêndice ou anexo, se houver;

§ 3º. O artigo científico, em sua versão a ser entregue para julgamento da Banca Examinadora,
deverá ser entregue atendendo-se ao seguinte formato:
a) Com suas folhas devidamente grampeadas, sendo vedada a sua encadernação;
b) digitada em papel branco A4, com 3,0 cm de margem esquerda e superior e 2,0 de margem
direita, superior e inferior;
c) digitada em letra 12, tipo ARIAL, espaço 1.5, com as transcrições destacadas do texto sendo
feitas em letra ARIAL tamanho 10, com justificação à direita;
d) possuir no mínimo 12 (doze) e no máximo 25 (vinte e cinco) laudas, no padrão de digitação
acima referido, não sendo computado no numero de laudas o apêndice ou anexo, se houver;
§ 4º. O projeto de pesquisa, em sua versão a ser entregue para julgamento da Banca
Examinadora, deverá ser entregue atendendo-se ao seguinte formato:
a) Com suas folhas devidamente grampeadas, sendo vedada a sua encadernação;
b) digitada em papel branco A4, com 3,0 cm de margem esquerda e superior e 2,0 de margem
direita, superior e inferior;
c) digitada em letra 12, tipo ARIAL ou TIMES, espaço 1.5, com as transcrições destacadas do
texto sendo feitas em letra ARIAL ou TIMES tamanho 10, com justificação à direita;
d) possuir no mínimo 08 (oito) e no máximo 15 (quinze) laudas, no padrão de digitação acima
referido, não sendo computado no numero de laudas o apêndice ou anexo, se houver;
§ 5º - O aluno matriculado na disciplina de TCC IV (GRD 3664) deverá apresentar o resultado
da sua pesquisa oralmente, por no máximo 10 minutos, durante Seminário. Nesta ocasião,
deverá estar trajando vestes compatíveis com a atividade jurídico acadêmica, e poderá utilizar
de recursos audio-visuais, se for devidamente autorizado pelo Coordenador de Pesquisa e
Trabalho de Conclusão de Curso.

CAPÍTULO VII
DA BANCA EXAMINADORA

Art. 16. Os trabalhos científicos desenvolvidos nas disciplinas de TCC II, III e IV (GRD 3689,
GRD 3687 e GRD3664) serão corrigidos por uma banca examinadora.
§ 1º - As Bancas Examinadoras serão compostas pelo Professor-Orientador temático e pelo
Professor-Orientador de metodologia jurídica.
§ 2º - O Professor-Orientador temático irá avaliar o critérios estabelecidos no plano de ensino
que estão relacionados com o conteúdo material do trabalho e o Professor-Orientador de
metodologia jurídica com o conteúdo formal do trabalho, conforme dispuser o plano de ensino
da disciplina.
§ 3º - O Professor-Orientador temático e o Professor-Orientador de metodologia jurídica
deverão corrigir os trabalhos dentro do prazo estabelecido no cronograma de atividades
divulgado pelo Coordenador de Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso.

§ 4º - O Professor-Orientador de metodologia jurídica é responsável pelo lançamento da


frequência e da avaliação dos alunos no SIA, dentro do prazo estabelecido pela Coordenação
Curso de Direito.

§ 5o. A Banca Examinadora reprovará o aluno cujo trabalho científico estiver contaminado por
atos incompatíveis com a moralidade acadêmica, especialmente plágio ou apresentação de
artigo científico total ou parcialmente elaborada por terceiros, na forma do art. 4º deste
regulamento.
CURSO DE DIREITO
Vitória - Reconhecido pela Portaria MEC nº. 525 de 14/04/2009, D.O.U. de 15/04/2009.
Vila Velha - Autorizado pela Portaria MEC nº. 2.778 publicada no DOU de 10/09/2004.

§ 6o. Dar-se-á reprovação nas disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso II, III e IV (GRD
3689, GRD 3687 e GRD3664) :
I. O aluno obtiver nota inferior a 6,00 (seis); ou
II. O trabalho científico tiver sido elaborado de maneira incompatível com a moralidade
acadêmica ou fraude;
III. O aluno que faltar mais de 25% (vinte e cinco por cento) da aulas de Trabalho de Conclusão
de Curso II, III e IV (GRD 3689, GRD 3687 e GRD3664)
IV. O aluno que não cumprir o mínimo de 4 encontros presenciais com o seu professor
orientador Temático e também o mínimo de 4 encontros presenciais com o seu professor
orientador metodológico, de acordo com o cronograma de atividades de TCC Coordenador de
Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso.

CAPÍTULO VIII
DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 17. Os casos omissos e as interpretações deste Regulamento devem ser resolvidos pelo
coordenador do curso cabendo recurso de sua decisão no prazo de 48 horas protocolado do
apoio da coordenação dirigido ao colegiado do curso.

Art. 18. Este Regulamento entra em vigor na data de sua aprovação pelo colegiado do curso.

Vila Velha, 29 de fevereiro de 2011.

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO - FESVV

CONEPE – Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão