Você está na página 1de 312

~1~

Aleatha Romig

#4 REVEALED: The Missing Years

Série Consequences

REVEALED: The Missing Years Copyright © 2014 Aleatha Romig

~2~

SINOPSE
O quarto romance inesperado da série Consequences,
REVEALED: The Missing Years is...

"A cativante peça que falta e que continua uma das histórias
mais complexas, cativantes, e de suspense que eu já li." - Vilma's
Book Blog.

Leitores viram o que aconteceu naquela fatídica tarde no Rawlings
Estate e ouviram sobre o rescaldo. Este quarto livro da série é contada
através dos homens na vida de Claire Nichols e preenche a lacuna de
tempo que foi mencionado anteriormente. Como peças de dominó
caindo em uma linha, Revealed permite que os leitores experimentem a
repercussão chocante, uma por uma, e testemunhem o seu efeito sobre
todo mundo no jogo.

"REVEALED: The Missing Years preenche mais espaços em
branco do que você poderia ter imaginado." - Schmexy Girl Book
Blog.

Partilhe a luta enquanto Anthony Rawlings briga pelo que é seu
quando as consequências de seu passado ameaçam mudar seu mundo
para sempre. Junte-se a Harrison Baldwin quando ele descobre a
verdade que ameaça suas crenças, e John Vandersol quando ele entra
em acordo com suas revelações. Testemunhe como Phillip Roach decide
com quem sua lealdade está e como Brent Simmons demonstra o
significado da amizade - não importa o custo.

Os leitores desta série sobreviveram as Consequências,
aprenderam a Verdade1, e sabem quem foi Condenado2, mas isso não é
tudo. Não assuma que a história de Tony e Claire está completa, pois
além da conclusão de Convicted há mais a ser REVELADO!

"As circunstâncias não fazem o homem, elas o revelam." - James
Allen

1 Truth.
2 Convicted.

~3~

Pela primeira vez em sua vida ele tinha ousou
acreditar no felizes para sempre. Ele aprendeu em
uma idade jovem que era inatingível. Portanto, ele
nunca tinha tentado... até Claire.

- Aleatha Romig, Truth

Prólogo
Janeiro de 2014

Tony
O coração do Tony derretia com os sussurros macios de Nichol
que encheu sua suíte, um contraste com o bater das ondas lambendo a
costa. Juntos, os sons criaram a melodia perfeita para o meio da noite.
Ele beijou a testa de Claire e imaginava a cor esmeralda cansada por
trás de seus olhos fechados enquanto balançava o corpo de sua filha em
suas mãos grandes. Alongando com contentamento, ela relaxou quando
ele a puxou contra o peito amplo. Se fixando na cadeira de balanço no
berçário, Tony admirou os cílios longos da Nichol e como ela lutou
contra com sono que ameaçava cobrir seus olhos chocolate escuro.
Após alguns momentos de balançar monótono, o nariz pequeno dela
aninhou em sua camiseta de algodão o sono ganhando, quando ela
perdeu a luta com um suspiro final.

Ele a poderia devolver para o berço dela e subir para a cama com
Claire, mas, em vez disso, Tony continuou sentado. Os raios de prata do
luar atravessam à porta aberta da varanda iluminando a cama deles, o
permitindo ver a esposa dormindo. O horário de alimentação da Nichol
ainda tinha que ser ajeitar e Claire estava além de exausta. Me parece
que minha filha tinha uma fome voraz, que talvez superou sua mãe
antes do nascimento da Nichol.

Um sorriso se materializou quando Tony se lembrou de Claire
comendo por dois. Com a Nichol presente e exigindo comer a cada duas
ou três horas, ele entendeu por que Claire estava com tanta fome.
Afrouxando do cobertor rosa, Tony pegou a mão de Nichol. Seus
dedinhos agarraram um dele e ele gentilmente acariciou sua pele macia.
Quando o cheiro da loção de bebê encheu seus sentidos, Tony percebeu

~4~

que, em pouco mais de duas semanas, a Nichol tinha infiltrado cada
parte de suas vidas.

Havia cadeiras que abalaram e balançava. Eles os chamavam de
balanços, mas para Tony eram mais como lugares mecânicos que
tocavam canções de ninar ou faz ruído em branco, dependendo do
botão pressionado. Ele não se importava quantos balanços ou berços a
Nichol tinha: ele a preferia segurar com segurança em seus braços.
Embora Claire alegasse que ele estava estragando sua filha, ele tinha a
apanhado fazendo a mesma coisa mais de uma vez.

Todos na ilha foram golpeados e mantidos em cativeiro pela bela
morena nos braços de Tony. Francis e Madeline foram mais avós
corujas do que empregados. Embora nunca tivessem as próprias
crianças, eles estavam bem versados e experientes. Foi gratificante ter o
benefício de seu conhecimento quando perguntas surgiram. A Madeline
tinha sido a única a dar ao Tony a primeira lição em fraldas. Foi mesmo
antes de Claire conhecer sua filha. Suas palavras de encorajamento lhe
deram a confiança para embrulhar a fralda ao redor de seu corpo
minúsculo. Ela parecia tão pequena que Tony não tinha certeza se ele
iria conseguir.

— Oui, Monsieur, é isso mesmo. Ela não vai quebrar. Oui, levante
as pernas dela...

Nunca Tony esperava receber instruções de um membro de sua
equipe, no entanto, com cada palavra, Tony aceitou de bom grado o
papel de estudante.

Uma noite, quando nada parecia resolver os gritos da Nichol,
novamente foi Madeline que veio para nos salvar. Nesse momento,
ambos Tony e Claire teriam de bom grado permitido Madeline fazer a
sua magia, mas não foi o que ela fez. Ou talvez fosse. Mas a magia não
era executada em Nichol, mas sim sobre os pais dela — a magia para
capacitar.

Embora Francis e Madeline se retirem para a sua casa a noite,
Tony não estava surpreso que Madeline tinha ouvido protestos da
Nichol através da noite parada. Afinal de contas, Tony tinha passado
horas andando subindo e descendo a varando, lhe saltando suavemente
como ele tinha sido ensinado. Sua filha estava tendo alguma coisa, -
nada a satisfaria. Até mesmo lhe alimentar não ajudou. Nichol iria
começar a comer e depois parar, chorando e movendo o rosto de um
lado para o outro. Com a privação de sono de Claire, ela também estava

~5~

à beira de lágrimas, - passado da beira. Embora ela tivesse tentado
esconder, Tony viu as provas nas bochechas.

Com Claire na sala de estar e Tony caminhando o comprimento
da varanda, foi surpreendido com o toque no ombro. Rapidamente
virando, ele encontrou a Madeline.

— Monsieur, ela está com fome? Não?

— Não, quero dizer, não sei. Claire a tentou alimentar, mas depois
de alguns mamadas, ela começou a chorar outra vez.

— A Madame? Ou Nichol?

Tony sorriu. — Ambas.

— A traga para dentro. O vento está muito forte.

Voluntariamente, ele seguiu Madeline para a sala de estar.

— Madame, me deixe pegar algo para comer.

Claire balançou a cabeça com seus olhos vermelhos, inchados,
olhados para cima de seu colo. — Não, Madeline, não estou com fome.
Não sei o que fazer.

— Oui, você sabe. O que ela quer?

— Não sei, — confessou Claire. — A fralda dela está limpa. A
tentei alimentar. Ela não quer isso. Não sei se posso fazer isso.

Madeline — Pode, — respondeu assunto com naturalidade. —
Quando ela finalmente comeu?

— Foi antes do jantar. — Claire olhou para baixo. — Me sinto
como se estivesse prestes a explodir.

Tony ficou impotente quando sua filha continuou a chorar e a
mulher dele declarou suas inseguranças. Verdade seja dita, ele sentia o
mesmo. — Talvez você devesse, — Tony começou quando ele começou a
entregar Nichol a Madeline.

— Oh, não, — Madeline disse, lhe acenando fora. — Ela não
precisa de mim. Ela precisa dos dois, - ambos de vocês. — Com isso,
Madeline desapareceu na cozinha, e Tony se sentou ao lado de Claire.

Embora Nichol ainda estivesse chorando, era Claire quem Tony
queria ajudar. Ele a puxou mais perto.

~6~

Depois de uma longa bebida. — Você é e sempre será a mulher mais bonita do mundo. e eu sou uma péssima mãe.. Madeline. — Obrigada. Você pode se lembrar de que eu tenho uma regra sobre a falha. — ele sussurrou enquanto ele beijou o topo da cabeça dela. — Bem. não vamos falhar. — Oh. Ele queria levantar o queixo dela e ver seus lindos olhos. Coma e beba e então você estará pronta para dar a Nichol o que ela precisa. mas nos meus olhos. Eu nem sabia que estava com tanta sede. — Shhh.. —… Eu quero dormir. Madeline entrou na sala de estar mais calma com um sanduíche e um copo de suco. Minha esposa não é um desistente. —. você sempre vai ganhar. você não pode ter isso ainda. — ela disse. — Claire bocejou.. minha querida. — Você pode ter o que quiser. Se você fez. Estamos cansados e nossa filha tem uma teimosia. Não importava para ele que eles estavam vermelhos. — Você é uma mãe incrível. nós poderíamos debater isso toda a noite. — Suavemente usando o polegar. Claire balançou a cabeça dela contra seu peito. ela disse. — Não sei o que fazer. ele limpou as lágrimas de suas bochechas.. eu acredito que eu teria ainda mais da sua fortuna. — Olhe para mim. — Eu me pergunto de onde ela tirou isso. Lembra que dissemos que íamos aprender esta coisa de sermos pais juntos? Não ouse desistir. Olhos cansados de Claire brilharam. Nós. — Desculpa. estou horrível. Já é seu. — Não. — Madame. Eu não posso. ~7~ . Sr. Tony lançou seu abraço e ternamente puxou o queixo de Claire para cima. Você tem um pouco de competição agora. — Ele sorriu. — Tudo bem... Tudo o que importava era que eles estavam diante dele. Bem.. — Dormir.. isto é para você. Eu não tenho mãos suficientes para levantar o seu queixo. Seus gritos eram meros choramingos quando ela enraizou contra seu peito. Rawlings. Claire assentiu com a cabeça e tomou o copo quando Madeline colocou o prato na mesa ao lado dela. — Tony olhou para baixo para Nichol. mas eu colocaria meu dinheiro em você.

Às vezes eles se esqueceram de que ela nasceu antes do previsto. Quando ela estava satisfeita. ~8~ . Acho que podemos fazer isso. e sem dúvida. Você sabe disso? — O quê? — Tony tentou por seu olhar mais inocente. Quando ela terminou de se alimentar. Ajudando com a alimentação. aliviou um pouco o estresse. — Veja. Tony nunca tinha precisado de um monte de sono. Claire beijou sua bochecha. — Acha que Madeline polvilhou algum tipo de pó de fada para acalmar a Nichol? — Não. o que por sua vez acalmou a Nichol. eles todos pararam e olharam para sua menina contente. Expirando. o que deixava Nichol mais relaxada. quando ela podia. Por tentativa e erro. A sala inteira prendeu a respiração. o olhar de Tony foi dos olhos de Claire para seu peito e de volta novamente. — Juntos e um dia de cada vez. eles aprenderam que permitindo que Claire descansasse. Claire posicionou a Nichol e sorriu um sorriso manhoso. O médico tinha ido para a ilha no dia anterior e agiu muito satisfeito com a recuperação de Claire e progresso de Nichol. mesmo enquanto Claire colocou Nichol para arrotar e mudou de lado. ele se aproximou e mais uma vez envolveu os ombros de Claire em seu abraço. enquanto Claire comeu. mas não ocorreu. Nichol não reclamou. O fato de que ajudou ambas de suas senhoras florescerem foi um mero bônus. — O que eu fiz? Antes que ela pudesse responder. Claire inclinou para trás e desabotoou a blusa dela. eu acho que ela nos acalmou. Os olhos da Nichol fecharam quando ela sugou ansiosamente. Quando Tony percebeu que eles estavam sozinhos. o que eu disse? Você é uma ótima mãe. esperando a próxima erupção de choro. ele cresceu para amar seu tempo sozinho com sua filha. Eles não queriam nada que os aborrecesse ou a Nichol quando ela finalmente descansou serena nos braços da mãe. era parte do Tony juntos. Entregando sua filha para sua esposa. — Você é incorrigível. Tony lentamente balançou a Nichol. — E você é um ótimo pai. especialmente aquelas no meio da noite. Madeline tinha desaparecido. Em nenhum Tony mencionou o iminente acordo com o FBI.

O envelope dele estava cheio deles. ~9~ . na opinião de Tony. Nada daquilo que parecia com o material dos sonhos. O pequeno rosto de Nichol amassou e seus lábios formaram um silencioso O de peixinho antes da expressão feliz dela retornar. dormir e sujar a fralda dela. ele contemplou o sonho dele. Fechando os olhos e mantendo o movimento da cadeira. Bebês sonhavam? O que poderiam possivelmente sonhar? Toda a sua vida consistia em comer. e isso era maior do que qualquer sonho que ele havia imaginado. Ele estava vivendo isso.

48 e 49) Tony Foi dito que todos vão experimentar um momento: um instante quando nuvens separam. o nevoeiro limpa. Com esse novo conhecimento de assassinatos. a uma verdadeira questão de importância na vida é revelada. Água gelada caiu do teto de seu escritório em casa. para Anthony Rawlings esse momento de clareza ocorreu no meio do caos. Não importa a causa. onde Tony tinha pensado que o destino tinha intervindo e anos de manipulação onde ele tinha visto amizade. Pela primeira vez desde que ~ 10 ~ . Talvez tenha sido a maneira de abrir os olhos de Deus. o mundo de Tony se tornou claro como cristal. .a qualquer custo. O único e verdadeiro significado em sua vida era sua família: Claire e Nichol. . O que seja que aquele momento revela o significado de toda vida ou meramente o sentido à existência pessoal. reconhecidamente durante essas discussões. e o mundo faz sentido.Aristóteles Onassis Capítulo Um Março de 2013 (Convicted – capítulos 47. Não tinha sido discutível. Tony teve ainda verdadeiramente que compreender a profundidade da depravação de Catherine. Ele e Claire tinham discutido sua necessidade compartilhada de proteger Nichol. No entanto. É durante os momentos mais sombrios que temos de nos concentrar para enxergar a luz. Ele tinha dito a sua esposa para ficar longe da propriedade. Não foi até que ele empurrou sua outrora confidente uma dissertação de confissões que Tony reconheceu os limites ilimitados dela e a capacidade para o mal. ou talvez tenha sido o caminho do destino de torcer uma faca. Tony sabia que ele nunca quis sua família perto da mulher que ele confiou toda sua vida. quando uma grande nuvem de fumaça através das aberturas e dos corredores invadia tudo e como vozes e rostos invisíveis clamava por atenção. durante esse segundo de tempo quando celestiais feixes de luz alcançam e iluminam o mundo.

como um monstro. Sua profunda voz ameaçadora calou o que Catherine tinha dito.não. as colocar no paraíso e impedir este horror de sua família. Nichol era duplamente assim. o chão de mármore escorregadio em direção a seu escritório. Abrindo a porta do seu escritório. Como ele poderia ter confiado em Catherine por tanto tempo? Como ele poderia ter voluntariamente colocado Claire em suas garras? Como ele não viu o que Catherine tinha visto desde o começo? Uma coisa era óbvia. a clareza que se revelou naquela tarde de março não pareceu a Tony nada de uma família segura e protegida. Tony finalmente entendeu sua definição indesejada: ele e Claire eram ambos os filhos dos filhos. no entanto. a casa está pegando fogo! Conhecendo a expressão dela paralisada se transformou em alívio quando seus olhos se encontraram. quando ele percebeu que não era apenas a esposa na presença de Catherine . .o destino também lhe mostrou as duas mulheres em todo o mundo. Eu estava com medo.Nathaniel tinha pronunciado as palavras. ele iria refletir sobre como Claire havia tentado explicar para ele. não só capaz de matar seus pais. e precisavam dele. Claire! Por que está aqui? Saia. Claire tinha Nichol nos braços dela. ele orou que fosse a sua imaginação. até que ele ouviu a voz de Claire. mas então ele a ouviu novamente. quando ele correu. . Era necessário que Tony mantivesse sua família segura e longe da Catherine Marie London. para quem ele inquestionavelmente. Mais tarde. o porquê de suas palavras não era tão importante como o porquê de sua presença. tudo estava claro. Talvez ele não estivesse pronto para entender. — Meu Deus. seus filhos vão pagar e os filhos dos seus filhos. Por que ela estava lá? Ela para ela estar segura com a Courtney. Por um instante. Não foi até que ele viu o ódio absoluto nos olhos cinzentos de Catherine que ele sentiu que as palavras do Nathaniel no fundo da sua alma. — Oh. Tinham combinado sobre isso. Não. Agora ele estava. Apenas momentos antes. Tony teria feito alguma coisa para reverter o tempo. eles vão pagar. o mundo de Tony clareou e entrou em colapso. Infelizmente. ~ 11 ~ . inequívoca e irrefletida daria sua vida para salvar. mas capaz de matar seu melhor amigo. Tony não sabia por que sua esposa estava gritando. você está seguro. quando seus olhos finalmente se abriram e ele viu sua amiga ao longo da vida como o monstro que ela realmente era. Cheio de terror como se ele nunca tivesse conhecido seu ser. ele tinha procurado pelos corredores esfumaçados por Sophia Burke.

sob o molhado cobertor de Nichol e a puxou para o peito dele. mas por causa da velocidade. ele alegremente usaria a arma. ele usou sua distração para bater a arma da mão dela. Ele não gostava de armas. Ele também sabia que não havia nenhuma maneira que ele permitiria que Catherine fosse a única a puxar o gatilho. leve a Nichol para fora! — ele gritou. A segurança de sua filha era fundamental sob todo o resto. o alívio de Claire mudou mais uma vez. a menos que você estivesse disposto em usar. Tony viu a arma pequena que Catherine segurava agora ao seu alcance estável. Desde o porto seguro dos braços da mãe. Tony olhou para Claire com tranquilidade quando Phil entrou em modo de ação. Tony se perguntou o porquê ou como poderia haver uma arma em sua mesa. A clareza anterior brilhou com novo esplendor. Tony ordenou. Quando Claire se mexeu para obedecer. ele percebeu que Catherine não estava indo pegar a arma: ela tinha puxado uma Nichol chorando dos braços de Claire. Ele preferia matar Catherine com suas próprias mãos. e a enviar voando em direção de Claire e Nichol. Foi por isso que contratou o segurança. naquele momento. as mãos fortes de Tony estabilizaram quando ele garantiu o corpo pequeno. — Fuja. Era medo. Ele precisava sair da casa com Claire e Nichol. ele viu outra vez. ~ 12 ~ . Em poucos segundos. o som de vozes em pânico à distância. No entanto. Enquanto ele se aproximava das mulheres. — Nichol? Nichol? Você nomeou um Rawls de Nichol? Em vez de responder. em um micro segundo Catherine estava correndo em direção de Claire e a arma. Embora Catherine agarrasse tentando manter o controle. Sem pensar. Com sua filha mais uma vez segura em seus braços. no entanto. Seguindo sua linha de visão. Tony sabia que ele estava mais que disposto a usar. Tony tinha testemunhado o medo em seus olhos de esmeralda antes e sem aviso. Não havia nenhuma razão para ter uma arma. A pressa do sistema de incêndios silenciou. ela não era páreo para Tony em força e determinação. A gaveta aberta indicou que ela tinha vindo de sua mesa. os apelos da sua filha por atenção cresceram acima da comoção. Quando ela pousou perto de pés de Claire. pegue a arma! Suas palavras prenderam a atenção de Catherine? Ele não sabia. nunca gostou. — Claire. Esquecendo momentaneamente a arma. Catherine se voltou para Tony com um sorriso malicioso e perguntou. Em um momento de total confusão. enquanto se ouviam os intensos gritos de Nichol. Tony mergulhou para frente.

tentando pegar a arma no exato momento em seu mundo explodiu com um flash e um estrondo. alguém aumentou o volume. Não fui rápido o suficiente para pegá-la. Tony pegou a arma. A viu pela sala. a intenção de Phil ficou clara quando ele se aproximou de Claire. O tom calmante de Phil era quase inaudível sobre o caos.. Ele era um dos oficiais que tinham procurado a casa depois que Claire desapareceu? Tony não se ~ 13 ~ . Rawlings. — Claire! Para Tony era necessário chegar até Claire e a deixar saber que ele e Nichol estavam bem. os olhos escuros de Tony pesquisando através da chuva artificial e fumaça. Ele a queria tocar e a segurar. Não sei se ela bateu a cabeça. Phil colocou uma mão no ombro de Claire. Com Nichol ainda em seus braços. ele disse. Era um membro da polícia da cidade de Iowa. deitada mole onde apenas segundos antes ela tinha estado parada. Pegando a arma. Tony instintivamente afastou em um esforço para proteger Nichol. está tudo bem. A arma ao seu alcance. O som do seu nome entrou no intervalo. Tony e Phil ambos correram para o lado dela. cujo olhar era fixo em Catherine. completamente inconsciente da presença de Phil. Ele gritou novamente. ficou de joelhos e lutou para chegar à sua esposa.Tony não o tinha visto entrar no escritório. Levantando e deixando a Nichol longe do corpo de Catherine quando ela torceu e gemeu. De repente. Tony passou a mão pela bochecha de Claire. Me dê à arma. Rawlings. a sala estava cheia de pessoas. Que apenas segundos antes tinham sido um rugido maçante de atividade cresceu para uma explosão de vozes. — Eu não estou certo do que aconteceu.. A sala encheu de pessoas e os passos apressados em direção a eles. — Me ajuda! Eles tentaram me matar! — a voz de Catherine implorou pela atenção. derrubando os três para o tapete molhado. Tony o reconheceu. precisava segurar suas duas meninas e as ter a salvo em seu abraço. no entanto. — Sr. — Phil respondeu à pergunta não formulada de Tony. — Ela só entrou em colapso. tremeu violentamente quando ela ergueu o cano em direção a Catherine que estava na frente de Tony e Nichol. — Claire. — Claire! Claire! — Tony gritava enquanto ele avaliava Nichol. quando Catherine caiu para trás. Inesperadamente. embora ele não soubesse o nome dele. Sr.

Sr. Rawlings. Segurando a arma. Mas primeiro ela precisa ver a mãe dela. Pare de falar senhora Nichols! — quando a voz de Tony ficou mais alta. as levando a descer em sua testa e desfocar a visão dele. Rawlings. Ele se virou para o oficial e falou. minha mulher precisa de ajuda. Nichols é sua ex. o rosto pequeno de Nichol contorceu. Agimos em legítima defesa. — Tony ficou firme. Balançando a cabeça. Claire precisa saber que está tudo bem. ~ 14 ~ . — Sim. — Não. esta é filha da Sra. Alguém ajude minha esposa. pegue. — Não. e a polícia estava lá.? — Sim é nossa filha. — A senhora Nichols vai ser levada para algum lugar onde podemos avaliar suas necessidades. — Por favor. — Senhora Rawlings! O nome dela é Claire Rawlings. e então ela vai ser detida enquanto podemos determinar o que aconteceu aqui. Tony libertou as gotas de água de seu cabelo encharcado. Rawlings? Sra. — Sr. Tirariam Catherine e sua família estaria segura. Uma voz feminina enfatizou. Rawlings. Não era que ele não sabia que estava segurando a arma: ele sabia. Era que ele não se importava. O oficial falou calmamente. enquanto o homem com o nome de Hastings costurado em um patch acima o distintivo pisou entre Tony e Claire e disse. — Aqui. A única coisa que importava era Claire e Nichol. me dê à arma. como mais pessoas com casacos azuis escuros cercando ela. Tony disse. Elas estavam seguras. Tony implorou.lembrava. Claire Rawlings é minha esposa. Não sei o que está dizendo. — ele falou quando a atenção dele foi para uma maca sendo baixada em uma engenhoca de tipo tesoura com as rodas ao lado de Claire. Outro oficial tomou a arma. Me deixe a levar ao ar livre. eu a irei levar. Simultaneamente outra engenhoca semelhante foi rodada ao lado de Catherine. — Sua esposa? Quem é sua esposa. Sr. Tony pensou: As palavras de Hastings eram ridículas. — a voz dele aumentou em volume. e começou seus gritos. os sprinklers tinham parado e a fumaça começou a se dissipar. me deixe levar a filha de vocês deste caos. Continuando a abraçar Nichol. — Saia do meu caminho! Dois indivíduos começaram a avaliar Claire quando uma policial feminina veio para frente. — Sr. — Saia do meu caminho. Felizmente. — O que quer dizer detida? Claire não fez nada de errado.

O. — É claro que eu não a machuquei. A mantenha com Claire até que ela possa cuidar dela. — Por favor. — Hastings começou.— Tony parou. Três meses de memórias cercando sua mente. Tony puxou o braço dele longe do alcance de Hastings. Dela. está preso por tentativa de assassinato da Sra. Phil parou e olhou em sua direção. Ela. — Sr. De. — voltando sua atenção longe os dois oficiais de polícia. Não esperando por uma pergunta. — Tony olhou na direção de Phil. Rawlings. Tony procurou por Phil. De. — Leve Nichol para Claire. — agente O'Brien se declarou. Rawling. ele explicou. — Eu não vou dizer mais nada até a presença dos meus advogados. Se eu tivesse. London. — Não! Não. Tony delicadamente deu um beijo na testa dela e a puxou mais perto no peito dele. desde a primeira vez que Madeline pôs sua filha nos braços dele todas as noites privadas e sessões de monólogo. a maneira que suas pernas pequenas chutaram na água morna. É. Ignorando o comando de Hastings. Pare. Tony tentou dar sentido a tudo. mas nada fazia sentido. Phil hesitou por apenas um segundo antes de voltar até Tony. devo insistir que você entregue a criança a oficial O'Brien. — Eles disseram que irão levar ela ao hospital primeiro e avaliar as lesões. e a forma como as pálpebras dela se tornaram pesadas depois que ela tinha ~ 15 ~ . — Roach! Roach? Ouvindo o chamado de Tony. London. Eu vou ter isto resolvido num instante. — Sr. Tony viu Phil indo para fora do escritório com a maca de Claire. Nome. Rawlings. Rawlings. Ela precisa ver sua mãe. ela precisa de atenção médica. — Sr. eu teria sucesso. você não está tocando minha filha. Obviamente dividido entre ficar com Claire ou retornar a Tony. — Sr. — Sr. — Phil? Roach?! Onde está você? O oficial Hastings falou. Chamar. porque a Sra. Nichols estaria ferida? Você a machucou? Tony olhou incrédulo. Ele imaginou o doce cheiro dela depois de um banho. — ele ficou impotente quando uma Claire inconsciente foi transferida para a maca. Antes de entregar Nichol para Phil. Rawlings. Não tentei matar a Sra. — Onde vocês a estão levando? Ela está machucada? Se ela está. Nichols. me permita a levar. Rawlings.

— Tony interrompeu. Ele orou silenciosamente que não demoraria muito tempo. oficial O'Brien colocou a algemas no pulso de Tony. Eles não me deixariam junto com minha família para voltar ao paraíso para os restantes dos nove meses. continuando falando sobre seus direitos. Uma vez que os braços de Tony estavam livres de Nichol. Mais um beijo na testa de Nichol e Tony a entregou para Phil. Quero minha equipe jurídica para me encontrar na delegacia. Tudo o que disser. quando o agente Hastings levava Tony para fora. a razão pela qual ela não queria que ele voltasse para os Estados Unidos. Rawlings. juntos na calçada emparedados. A propriedade normalmente tranquila de Tony estava movimentada com pessoas e veículos.pelo menos por um tempo. silenciosamente vendo o chefe detido. O pessoal da casa estavam exaustos. Os próximos minutos foram um borrão.. O acordo deles de um ano seria nulo e sem efeito. — Phil. Tony sabia em seu estômago que seu tempo havia terminado. — olhando em seus grandes olhos castanhos. Caminhões de bombeiros correram mangueiras longas através dos corredores. e não se esqueça de mim. O FBI nunca iria mergulhar e os salvar. Uma vez que eles levaram Tony à delegacia de polícia.. criando um curso de obstáculo.mamado. — Vai dar tudo certo. Phil assentiu com a cabeça quando levaram Anthony Rawlings. Ele gastaria cada centavo em voltar para Claire e Nichol. a forma dos crimes viria à luz. logo que possível. Ele tinha dinheiro. Inalando o cheiro de bebê doce. Sua mãe estará com você em breve. O pensamento de estar separado de sua filha por mesmo um minuto machucava como nenhuma dor física jamais poderia. minha princesa. — você tem o direito de permanecer em silêncio. Ele estava desaparecido há meses ~ 16 ~ . assim ele puder. — Sr. — Cuide da sua mãe. Foi um pesadelo de Claire.. e papai vai ficar com vocês. — Peça para o Eric entrar em contato com Rawlings Industries. Tony acalmou a voz dele e sussurrou. ele continuou. . — o primeiro oficial disse..

Como tudo poderia ir tão terrivelmente errado em um período de tempo tão curto? Apesar do ar frio de março de Iowa. Morto. Nichol. Ele se atirou para frente e expeliu a ira vermelha através do vômito que se espalhou pelo assoalho. Ele não podia suportar o pensamento de sua esposa passar um dia ou uma hora em uma cela de prisão. Era culpa de Catherine! E Derek Burke? El Sophia? Vermelho cresceu. Claire iria acordar. Foi tudo acontecendo muito rápido para registrar. Ódio se infiltrou com vermelhidão intensa quando Tony olhou para a sua cunhada. ~ 17 ~ . Escarlate cobria seu mundo! Claire. Sophia. Ele não poderia aliviar a dor que Courtney devia estar passando. sem dúvida. A vingança continuou em uma bola de neve fora de controle. Ele tinha feito isso com ela uma vez. ele iria confessar ser ele quem atirou nela. O pedágio mental precisava de uma tomada: liberação física tomou conta. transpiração brotava sobre a fronte de Tony e uma onda de náusea sugou o ar dos pulmões. Tony não podia comprar de volta a vida do amigo. Tony fechou os olhos e rezou .silenciosamente exigindo . Courtney. Tony.preso. Tony viu Emily correndo em direção de Phil. mas Brent estava morto. Brent. teria um preço a pagar. . Tony endureceu seus ombros enquanto ele procurava respostas. Perguntas se multiplicaram e bateram de frente em sua mente. Não importava que ele não tivesse tentado matar Catherine: se não fosse as maldita fitas de vídeo. Eles encontraram Sophia dormindo lá em cima? Alguém foi sequer olhar? Como ela estava lidando com a perda de seu marido? Era demais! Mais perguntas do que respostas correram a uma velocidade inimaginável.e agora ele estava sendo forçado a entrar na traseira de um carro de polícia. Brent. ele moveria o céu e o inferno para evitar que aconteça novamente. Isto foi culpa dela. E agora ela estava chegando perto de Nichol. Ele e sua família estariam seguros no paraíso se ela não estivesse tão malditamente determinada a descobrir os segredos de Claire com Catherine. Só antes de se estabelecer na parte de trás do carro da polícia. Ela precisava estar lá para sua filha. direito nos pés de Tony. Brent Simmons.para Claire acordar. Estava. qualquer coisa para salvar Claire.

~ 18 ~ .

o seu nível de conforto foi ajustando suas vistas sobre um homem marcado do que embalar um bebê sob o casaco. Retirando o cobertor molhado. Ele não era o tipo de homem de mostrar afeição. Quase que instantaneamente. Rawlings e Nichol. . E Phil tinha feito o seu melhor para evitar Claire. quando o caos irrompeu ao redor dela. Não estava no seu DNA. Apenas algumas vezes em sua vida tinha ele estado tão perto de uma criança. sendo cauteloso para evitar o cabelo bem escuro. O saturado cobertor enrolado em seu corpo pequenino tinha sido sua única proteção contra a água gelada que tinha chovido momentos antes do sistema de incêndio. ele puxou o zíper sobre ela. mas seu senso comum lhe disse que a menina com os olhos e os pulmões do pai dela não estava feliz. Sem dúvida. especialmente não depois de Rawlings ter colocado tão confiadamente Nichol em seus braços. Fazia sentido. e sempre foi com Nichol. ~ 19 ~ . não havia tantos lugares para se esconder em uma ilha. Phil não sabia nada sobre bebês. Ele estava quente: ela estava fria. Fugazmente. Phil tirou seu casaco e puxou Nichol para o seu peito quente. foram por insistência de Claire. seus gritos pararam. Blindando Nichol contra a brisa forte. ele não o poderia fazer. no entanto. O mistério da existência humana encontra-se em não só sobreviver. ao mesmo tempo. seus pequenos punhos encontraram o seu caminho para a boca e os olhos dela serenamente fecharam. Phil se perguntou como ele tinha pensado em a segurar contra seu corpo. Das outras vezes que Phil tinha segurado Nichol. A cobrindo novamente com o material quente e seco.Fyodor Dostoyevsky Capítulo dois Março de 2014 Phil Apesar da maneira que sua formação gritar para Phil desaparecer no meio do caos. mas em encontrar algo para viver. ele fez seu caminho fora da propriedade com as memórias à tona da primeira vez que Claire tinha colocado a filha nos braços.

ela parecia incrível. obrigada por isso. mas em vez de ir para cozinha para comer alguma coisa. Phil tinha sido aliviado pela condição de Claire. seus olhos pareciam nada com o que Phil já tinha visto. — Obrigada por ter trazido o médico ontem. — Queria que você parasse de me agradecer por fazer o meu trabalho. A razão não foi clara. Phil estava preocupado e fora de sua mente sobre Claire. Ele parou e observou quando ela segurou Nichol. Talvez fosse a curiosidade: Phil nunca tinha visto um bebê tão jovem. Ele não esperava que ela fosse sair do quarto dela. . — ela mudou o pacote nos braços dela. A ideia de que seu esforço tinha sido em vão. — Sim. lhe lembrou de uma uva passa.. contrariado por um trágico acidente médico fora do seu controle. No dia logo após o nascimento de Nichol. Phil caminhou em direção a Claire e Nichol e se fez notar. Afinal. A cor rosa voltou para as bochechas de Claire.ele tinha sido forçado a admitir a verdade. Contentamento ressoou todos ao seu redor. Ele não suportava ficar perto de Claire sem capacidade em aliviar sua aflição. De certa forma. Não. — Arriscar a sua vida não é seu trabalho. O rosto pequeno e amassado. — Ela tem sido tão boazinha como um anjinho desde a última vez que ela se alimentou. ele havia conseguido. foi agonizante. — ela disse com os olhos verdes dela bem abertos. e enquanto em fuga. Esmagadoramente. Ele lembrou de sua expressão feliz quando ele se sentou na espreguiçadeira perto das pernas estendidas dela. — os olhos de Claire se arregalaram. —… Nichol Courtney Rawlings. Entrar naquele barco e enfrentar o mar agitado não era algo altruísta. foi egoísta. Me deixe apresentar nossa filha. Ele se inclinou mais perto. não foi para salvar Nichol. Você deve realmente ir com calma com sua mãe. — Meu trabalho é manter você a salvo. mocinha. Quando ele arriscou a vida para conseguir a droga do médico para ilha. Apesar de cansada. ele tinha prometido proteger ela e a filha dela. Claire estava na sombra na varanda quando Phil veio ao virar da casa. aparentemente em um mundo sozinha. Ela teve uma noite difícil. — Gostaria de segurar? ~ 20 ~ . ou talvez fosse um desejo de compartilhar um milagre desta magnitude. — Você fez uma grande entrada.. E agora olhe para você.

— Você é suposto para me proteger? Bem. De maneira nenhuma! Quando Phil era mais jovem e em missão com os militares. eu disse que eu não troco fraldas. então eu preciso de você para a proteger até ao meu regresso. também. Phil viu como outros responderam a Anthony Rawlings. isso foi só o começo. quando ela passou a perna nele. Claire passou as pernas do longue e delicadamente colocou Nichol em seus braços. A segure mais perto. Phil esfregou o desinfetante com cheiro de álcool nas mãos. De todas as coisas que ele tinha feito na vida dele. — Ninguém está pedindo para trocar fraldas. — Phil se apaixonou. A menina nas mãos dele tinha os olhos do seu pai. se me dão licença por um minuto. Nichol é parte de mim. — Apoie a cabeça. assim. sua missão não estava completa. Pela primeira vez em sua vida. no entanto. provavelmente começou em San Antônio. Diabos. — talvez tenha sido o olhar vazio dele. Ele sabia que Claire estava certa: a sua missão tinha apenas dobrado. esfregue isso em suas mãos e você a pode segurar.. Rawlings na Califórnia. Cada dia ele se encontrou. Enquanto observa Claire para o Sr. — Não.. fique na sombra. — Respondeu muito rápido. — Uma vez que ela estava satisfeita. Sim. Claire deu uma risadinha.. o mundo de Phil mudou. eu preciso levantar um pouco e cuidar de uma coisa. mas Claire continuou. As ações de ~ 21 ~ . Oh. — Um minuto? E se ela chorar? Ignorando a sua preocupação. o seu objetivo tinha sido definido por outros e incrivelmente simples: vida ou morte. mas naqueles poucos minutos. Verdade seja dita. só um minuto. Claire beijou a cabeça da sua filha e acrescentou: — agora. Claire não demorou. — Se lembre. ele tinha sido um adolescente uma vez. Já não viu uma uva passa. Phil se sentou ereto. Ele viu a nariz e lábios de Claire. Você não a vai quebrar. eu já volto. no entanto. seu destino tinha sido alcançado.. Aqui. Claire chegou para o desinfetante para mãos e o empurrou na direção de Phil. — Sim. mais do que um. nunca ele segurou tal precioso ser inocente nas mãos dele. quando ele pediu. Phil se perguntou como uma pobre criança se sentiria quando Phil dirigisse a Nichol e ele junto em seu primeiro encontro. talvez tenha sido o rubor do rosto quando o sangue drenou. porque não havia nenhuma maneira dele a deixar sair com um garoto sozinha. mais encantado com a sua missão. O que o impressionou de forma inacreditável era sua habilidade em manipular o mestre manipulador. mas ele viu Claire.

— ~ 22 ~ . ele recebeu a chamada da Senhorita London. cartas e pacotes. Para todos os efeitos práticos. Claire foi atacada em seu apartamento. se mudando e banhando um bebê de três meses.Claire verdadeiramente ganhou o respeito de Phil. — Com licença? — Quem é você? Você trabalha para ele? Endireitando a sua postura. a Senhorita London estrategicamente planejou o jogo de xadrez. Phil estava planejando a fuga final dela. e Phil foi dispensado de suas funções. Mas como ele poderia desaparecer com Nichol no reboque? Ele certamente seria acusado de sequestro. Ele seguiu um marido e verificou o seu envolvimento com outra mulher. Carros de polícia e bombeiros enchem a propriedade. duas ambulâncias saíram: uma continha Claire. Rawlings já tinha provado que ele a iria encontrar. num momento de fraqueza após o ataque do Chester. Ele localizou um adolescente fugitivo e alertou os pais para sua localização. com força implacável. Alimentação. o ar de primavera incomumente beliscado a cara de Phil quando dirigiu para sair de casa em direção ao gramado. quando Emily sublinhou a palavra ele não deixou nenhuma dúvida quanto a seu significado. De volta na propriedade. — Quem é você? — ela perguntou. Não estando preparado para desistir de sua recém-descoberta obsessão com Claire Nichols. Foi uma decisão que ela imediatamente se arrependeu. Para esse fim. Não foi até que ele a ajudou a fugir dos Estados Unidos e falaram em Genebra que Phil aprendeu que ele tinha sido apenas um peão. a outra Catherine London. A multidão de pessoas se tornou quieta quando um policial levou Rawlings da casa com as mãos segura em algemas. por vontade própria enviou as notas. muito mais alto na sua lista de preocupações. Phil. Quando as sementes de ameaças a Rawls-Nichols foram sendo plantadas. Phil sabia que sequestro seria a menor de suas preocupações. Na sua mente ele estava ajudando a criar o perfeito ardil para Claire deixar Rawlings. Sorrindo. Quando Phil assistiu a cena se desenrolar. Apenas alguns segundos atrás. Claire concordou em ir para Iowa. a irmã Claire se aproximou. mas que ela era incapaz de reverter sem assistência. Nunca sem uma conexão. Phil se mudou para outros trabalhos: a maioria era curto e finito. Então. Phil acreditava firmemente na história da Senhorita London que. ele deve desaparecer.

— Phil respondeu definitivamente. hum. — Você sabe a última vez que ela comeu? Phil abanou a cabeça.. — Oh. não é alimentada com uma mamadeira. lá.. você tem a criança dela? Phil assentiu com a cabeça quando ele baixou o zíper no bolso do casaco. — Emily cantarola. . Phil queria protestar e puxar a menina de volta para o peito. — Oh. Phil queria ir ver Claire no hospital e lhe dizer o que tinha acontecido com a Nichol e Tony. Emily era sua tia. ela perguntou. — Então precisamos levá-la a Claire no hospital. Emily cobriu a boca dela não conseguindo parar o suspiro. Mas eu tenho uma boa ideia John interrompeu.Trabalho para ela. ela não estava tentando atirar em ninguém.. —. — Não. cunhado de Claire. — Emily respondeu. Ela saberia melhor como cuidar de um bebê até que Claire estivesse bem e liberada. — O cobertor dela estava molhado. John Vandersol. Além disso.. se juntou a conversa e removeu imediatamente o casaco quando Emily chegou perto da Nichol. Eu estou a tentando manter aquecida. ~ 23 ~ . — Lá. Ela estava tentando salvar a Nichol da Catherine London. enquanto ela enrolava a sobrinha no casaco de John. — novamente para Phil.. Olhando para Phil. mas enquanto ele falava Nichol fez que sua presença fosse notada.. — Não. — Claire só a trouxe aqui minutos antes de tudo isso ficou fora de controle. mas ele sabia que era a coisa certa a fazer. não foi? Era em quem Claire estava tentando atirar? Emily assentiu com a cabeça quando falou o marido. meu Deus. — você sabe o que aconteceu lá dentro? — Eu não estava lá quando tudo aconteceu. — Foi Anthony. — Ela? — Emily repete com admiração. — talvez tenha sido a sua mudança de comportamento. Ela é.sua irmã. — as bochechas avermelhadas e envergonhado.

— Você está defendendo a mulher que tinha você trancada em uma suíte. — Não acredito em você. — a explicação de Phil foi interrompida quando um policial de Iowa City alcançou pelo seu braço. você precisa levar Nichol para Claire. os gritos da Nichol chamaram para fora. Sacudindo a cabeça da Emily. Vandersol. — Então. No entanto. — Você sabe que ele é um homem procurado. — Eu vou dar meu depoimento para a polícia. Rawlings. Garanto que. Olhos de Emily se arregalaram. Eu não faria nada para a prejudicar ou permitir que ela seja prejudicada. Deixe sua irmã te explicar. — Como você sabe isso? Como você sabe onde nós estávamos? Talvez você esteja trabalhando para Anthony e ele foi o único. As sobrancelhas John se juntaram. Você estava no escritório no momento do tiroteio.. — apesar de ser abafado pelo casaco de John. — Nichol? Minha sobrinha é chamada Nichol Nichols? — Nichol Courtney Rawlings. Ela realmente é com quem vocês devem falar. — Phil afirmou assunto com naturalidade. precisamos fazer algumas perguntas. Rawlings se casaram de novo. ~ 24 ~ . Vandersol. Claire nunca disse nada. — Sra. — Emily empurrou. no entanto. — Mas antes de discutirmos este ponto. você precisará falar com sua irmã. Você sabia onde ele estava? Como podemos confiar você? — Vocês não podem. John falou quando eles fizeram o seu caminho na direção dos carros.. Phil olhou. que vocês estão enganados. — O que quer dizer Rawlings? Claire concordou? Se aprofundando o tom de Phil. — Senhor. — ela queria você com ela porque ela tinha medo de ser machucada novamente? — Sra. você está interpretando mal. as coisas são diferentes quando se trata de Sra... em vez do homem que te salvou? — Phil retrucou. Olhos verdes da Emily olharam feio. sempre falou boas coisas sobre Catherine. Mas eu vou te dizer que ela e o Sr. Eles se casaram quando Nichol nasceu.

— Acho que terminamos por agora? ~ 25 ~ . Ele já disse mais para o Vandersols do que deveria ter. todos eles esconderam a questão do FBI que voltaria para assombrar Rawlings. Ele poderia ter sido capaz. Claire não levou carro da Courtney. o único pertencente à Courtney Simmons. Inesperadamente. — Você? Trouxe a Senhorita Nichols aqui? — O nome dela é Rawlings. estou muito ocupado. — Sr. Finalmente. o podemos deixar saber. mas Phil esperava que a família de Claire entendesse. — Apesar de ser uma divertida tarde. Quando o oficial não respondeu. Phil respondeu ao oficial. Sua mente era fiada. — De quem é este carro? — Pertence a outro dos meus patrões. Sem dúvida. Eu faço muitas coisas e trabalho para muitas pessoas. Phil desejou com toda força que ele poderia manter a amiga de Claire fora do tumulto que veio ajudar Tony e Claire. Ele queria saber. Rawlings e Claire precisavam de seu apoio. o policial perguntou. o oficial se tornou entediado com a resposta de Phil. Ela e o Sr. Rawlings casaram de novo. ou falta de uma. Rawlings. John se virou e caminhou de volta. no entanto. Se não. tenho mais trabalho que preciso fazer. ele continuou. — Sr. — Phil hesitou. Você acredita que tem um motivo para me acusar de algo? Se o fizer. Ele me permitiu a usar. Claire tinha conduzido. quando eu falar com meu advogado. Roach. que apesar do passado de Claire e de Tony eles estavam criando Nichol juntos. Roach. vamos dirigir. Quando John foi embora. e eu acredito que eu deveria ter um advogado presente. Isso se tornou a resposta de Phil para cada pergunta. A primeira coisa é verificar a Sra. — Talvez deveríamos dar uma volta para o centro e verificar seu currículo um pouco mais perto. o que faz e para quem você trabalha? — Eu sou um empregado independente. quando John e Emily carregaram Nichol. — Há um assento de carro infantil? O oficial acenou com a cabeça quando Phil levou John para o carro. antes de divulgar qualquer informação a mais. como sabe que ela e Anthony Rawlings se casaram de novo? — Oficial.

— com isso. JÁ FIZ BACKUPS DE TUDO. Se precisarem de mim. Ela estava muito ocupada com a notícia de seu marido para estar preocupada com Claire. você tem meu número. — Empregados independentes estão em constante procura em todo o mundo.para negócios ou motivos pessoais sem contatar a CIPD primeiro.” “NICHOL?” “EMILY VANDERSOL. Rawlings tinha colocado Phil responsável pela saúde da Nichol. e teria sido um problema. que a chave estava lá. Ele esperava. exceto quando Phil deu a John Vandersol o assento do carro. Tão logo ele se sentou no carro. MAS AS COISAS ESTÃO LOUCAS. e ele não tinha intenção de perder a noção da sua localização. TERIA TE COMUNICADO MAIS CEDO. “AINDA ESTOU NO CENTRO DE SEGURANÇA. Em poucos segundos ele estava indo longe da propriedade de Rawlings. Phil viu uma bolsa no chão. Não deixe o estado. ele se virou e caminhou em direção do carro de Courtney. Quando ele tinha recuperado o assento do carro. Phil deu de ombros. “LONDON e CLAIRE PARA O HOSPITAL E RAWLINGS À DELEGACIA DE POLÍCIA. — Por enquanto. em direção à cidade de Iowa. a luz piscando levou exatamente para onde ele precisava estar. ONDE ELES LEVARAM TODOS?” Phil respondeu. Não ocorreu que havia vários hospitais em Iowa City. por causa da aparência. Phil não tentou pensar em Brent. Phil procurou através da bolsa e encontrou um chaveiro. Depois de algumas passadas em seu telefone. Nichol ou o carro dela. Havia ~ 26 ~ . VOU CHECAR ATÉ CLAIRE.” Eric respondeu. ele colocou um rastreador GPS imperceptível sob o tecido macio. seu telefone tocou com um texto de Eric. . ELE DISSE PARA VOCÊ CHAMAR RAWLINGS INDUSTRIES E SUA EQUIPE LEGAL LÁ O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. Phil não considerou entrar em contato com Courtney quando ele estacionou e trancou o carro dela. VOCÊ TERÁ AJUDA PARA RAWLINGS?” “SIM.

muitas pessoas na vida de Phil que vieram e se foram; no entanto, a
tristeza persistente com o pensamento da morte prematura de Brent
Simmons foi outro exemplo de como a vida de Phil tinha mudado
radicalmente desde que Brent o contatou ele há um ano. Ele está
ficando mole.

Escorregando para a sala de emergência superlotada, Phil
assentiu com a cabeça para a enfermeira sentada atrás da mesa e
cruzou o limiar para as salas de exame drapeadas. Nesse momento em
tudo, Nichol anunciou sua localização. Antes que ele pudesse decidir se
queria ser visto, Emily emergiu de uma porta de vidro deslizante de
uma sala escondida, e seus olhos se encontraram.

— Não consegui ver seu nome, — ela disse tratando o assunto
com naturalidade.

— Roach, Phillip Roach. Como está Claire?

Emily eriçou. — Informações da minha irmã são privadas.

— Eu garanto, Sra. Vandersol, que tenho acesso a informação
privada da sua irmã. É o meu trabalho; Eu preciso saber. A manter
segura é o que eu devo fazer. Eu não posso fazer isso se eu sou incapaz
de estar perto dela.

Gritos de Nichol cresceram em força.

— Como você pode ver, ela tem uma guarda da polícia. Eu não
acredito que seus serviços são necessários.

— Por que ela ainda está chorando? — Phil perguntou, movendo o
seu olhar em direção a Nichol.

— Eu diria que ela está com fome. Estou no meu caminho para
obter a fórmula da unidade pediátrica.

— Mas... Claire não vai ficar feliz...

— Obrigada, Sr. Roach. Obviamente, se seu trabalho fosse
garantir a segurança da minha irmã, você falhou. Agora, ela tem a
família dela. Nós cuidaremos dela e de Nichol. Se lhe devo dinheiro,
procure ele. Quero dizer, de acordo com você, ele é o marido dela. Por
favor, não se preocupe com minha irmã novamente.

— Obrigado, Sra. Vandersol, alegremente renunciarei minha
posição quando o meu patrão, sua irmã, me dispensar de meus deveres
e não um minuto antes.

~ 27 ~

— Minha irmã está em choque com o que ocorreu. Quando ela se
recuperar, a polícia a irá interrogar. Se você tiver qualquer informação
que gostaria de compartilhar, por favor, me contate. Já fizeram algum
tipo de teste e sei de fato que ela disparou uma arma. Felizmente, eu
não acredito que Sra. London está gravemente ferida. Eu só desejo que
minha irmã tivesse melhor pontaria e que foi ele quem levou um tiro.

— Você não tem os fatos necessários para fazer os pressupostos

— Eu preciso alimentar a Nichol. Eu instruí os guardas da polícia
sobre quem pode ou não pode entrar no quarto dela. Adeus, Sr. Phil.

Cerrando os dentes, Phil assentiu com a cabeça. Tony tinha dito
mais de uma vez que ele não gostava da irmã de Claire. Phil concordou.

Se ele não podia ver Claire em pessoa, ele iria entrar nos registros
do hospital e saber sobre ela assim. Virando, ele caminhou em direção
de carro de Courtney.

~ 28 ~

Por que devemos olhar para o passado a fim de
se preparar para o futuro? Porque não há outro lugar
para olhar.

- James Burke

Capítulo três
Março de 2014

Brent
Brent Simmons suspirou quando se instalou contra o assento de
couro do avião e desfrutou de um momento de relaxamento. Parecia
que, mais recentemente, sua vida era um turbilhão: logo era um fogo
extinto, e em outro foi a latente ardência. Era sua profissão? Que
poderia estar esperado com a lei. Ou foi a empresa que manteve?
Durante seu mandato com Rawlings Industries, ele também passou seu
tempo verificando se o protocolo foi seguido ou a direção política
ofensiva de volta ao equilíbrio. Brent era um seguidor da regra. Ele não
fazia ondas. Não, foi ele que acalmou a todos quando a tempestade da
vida soprou sobre tudo. Isto foi, provavelmente, porque a relação dele e
a de Tony tinha funcionado desde o início. Tony criou regras e Brent as
seguiu. Isso foi até agora.

Fechando os olhos, ele contemplou o seu atual status ilegal. Ele e
Courtney estavam, por vontade própria, abrigando um fugitivo. Pela
primeira vez em sua memória, Brent Simmons estava conscientemente
violando a lei, a mesma lei que ele tinha feito um juramento para
defender. Ele não tinha tropeçado em seu novo mundo de lei: ele se
ofereceu. Quando Roach informou-lhe que Tony e Claire queriam
retornar, temporariamente, para os Estados Unidos, Brent sugeriu sem
hesitação, que viessem à sua casa. Brent sabia sem sombra de dúvida
que Courtney concordaria. Afinal, não era a primeira vez que ele e
Courtney arriscavam consequências para ajudar Claire. O que fez esse
único era que agora ambos também queriam ajudar Tony.

Apesar de Brent e Tony serem amigos há anos, a relação deles
não foi considerada igual - talvez nunca fosse. Mas a última vez que
Brent viu Tony, antes de ontem à noite, eles trocaram palavras,
palavras que igualou a amizade de uma maneira como nunca antes. Na

~ 29 ~

verdade, naquela noite em Boston, Brent disse coisas que nunca
pensou que diria ao seu amigo, e se sentia bem. Anthony Rawlings
tinha um jeito nele, uma arrogância. Funcionou para o negócio, mas
não para sua vida pessoal. Sendo tanto um amigo e um empregado,
Brent passou a maior parte de sua vida em uma maldita corda bamba.
Ele tinha ido por muito tempo. Ele tinha conhecido sobre a história de
Tony e Claire desde antes de seu divórcio. Quando apresentado com a
conta do FBI do seu passado, Brent não podia - não, não iria - manter
silêncio por mais tempo. Ele teve que a colocar na linha.

Então Tony desapareceu.

Nas semanas e meses que se seguiram, Brent reviveu seu
argumento uma centena de vezes. Sua satisfação em esclarecer as
coisas vacilou com a realidade de nunca mais ver Tony ou Claire
novamente. Brent e Courtney imaginavam seu caminho através de
cenários de um milhão de vezes. Eles esperavam e rezaram que os dois
de seus amigos estavam a salvo. A parte que eles não tinham certeza
sobre, o que nenhum sabia o que pedir, foi se Tony e Claire deviam
estar juntos. Brent sabia em seu coração que Tony não foi ferido em um
pouso de emergência do avião. Ele conhecia o homem, tinha trabalhado
ao seu lado e começou a conhecer como um homem de negócio
estimado, e o seu melhor amigo estava procurando a mulher que ele
amava. Através de intermináveis horas de deliberação, ele e Courtney
debateram sobre a peça do quebra-cabeça. Por que Claire havia
deixado?

Nem Brent ou Courtney queriam acreditar na história que a irmã
e cunhado de Claire declaravam. Não queriam acreditar que mais uma
vez, Claire foi motivada pelo medo de Tony, ainda, com a publicação do
livro de Meredith Banks, essa preocupação persistente pairou sempre
presente em ambas as mentes.

Por um capricho, Brent contatou Phil Roach. Afinal de contas,
Brent tinha sido o único a lhe contratar em primeiro lugar. Sendo um
profissional firme, desde que o Brent não era seu cliente, Roach não
revelou nada. E então veio o telefonema. Roach tinha discutido com
Tony, e se abriram as linhas de comunicação. Phil explicou ao Brent e
assim a Courtney, os meandros do afastamento temporário dos
Rawlingses. Os Simmonses tomaram par da verdadeira história de seu
desaparecimento e o papel de Catherine em tudo.

Ao longo dos anos, com situações consideradas necessárias,
Brent dominou a habilidade de ser menos próximos. Dependendo da
circunstância, o nível de dificuldade varia. Um dos cenários mais

~ 30 ~

difíceis foi o perdão de Claire. Para trabalhar todos os dias ao lado de
Tony e saber as respostas para todas as perguntas dele, e ainda
permanecer desanexado, justificaria a Brent um Oscar. Havia mesmo
algumas vezes quando Courtney merecia, pelo menos, uma indicação
por melhor atriz coadjuvante em série dramática. Embora o papel fosse
às vezes tedioso o que alimentou a motivação de Brent foram às
palavras do testemunho de Claire. A jovem assustada que acompanhou
Tony em viagem de negócios para Nova York, ou a bela noiva que viveu
uma vida escondida de dominação. Fez Brent fisicamente doente de
pensar as coisas que ela tinha sofrido nas mãos do amigo dele, as
coisas que ocorreram bem diante de seus olhos, enquanto eles não
fizeram nada para ajudar.

Talvez tenha sido Claire que merecia um Oscar? Afinal, nem ele,
nem Courtney sabiam o que estava acontecendo por trás dos portões de
ferro da propriedade Rawlings.

Ainda mais difícil do que enfrentar Tony dia-a-dia, enquanto
falavam e ficaram entusiasmados com o perdão de Claire, tinham sido
os últimos meses de enfrentar Catherine London. Sabendo o que Brent
sabia, cada pergunta que Catherine London fez em questões financeiras
pessoais de Rawlings ou Rawlings Industries, cada vez que ela usou sua
posição como executor do inventário de Tony para influenciar alguma
coisa ou outra, o sangue de Brent ferveu. Ele teve que se forçar para
retornar as ligações dela. Às vezes ele não faria isso por dias, alegando
uma enorme carga de trabalho ou esquecimento. Cada interação foi
repugnante. Normalmente, um homem gentil, Brent não poderia
interagir com ela sem querer sua dor física. Seu semblante presunçoso
ralou nele quando ele contemplou o seu papel na agitação da vida dos
seus amigos. Depois de tanto tempo, Brent tinha chegado à conclusão
de que Tony e Claire eram as duas pessoas que ele tinha aprendido a
amar.

A aeromoça chamou a atenção de Brent. Se não tivesse havido
uma falha na finalização da proposta, ele estaria em casa com Courtney
e Claire. Ele saberia o que estava acontecendo com Roach e Tony na
propriedade. Ele pode não estar precisando de mais antiácido!

A falha não era grande; Não obstante, gastando mais uns minutos
- que se transformou em uma hora - com as pessoas apropriadas, Brent
superou a necessidade de voltar para Chicago para retificar a potencial
má interpretação contratual. Ele não se importava. Pegando um voo
comercial deu Brent à oportunidade para se reagrupar e pensar em
tudo o que estava acontecendo. Sem dúvida, se ele tivesse voado com

~ 31 ~

Sharon Michaels e Derek Burke, eles teria gasto durante todo o voo
requentando a proposta, a fazer contas e verificando os estatutos. Esta
alternativa deu Brent, um momento de paz tão inusitada e anonimato.

Mesmo que ele não estava inicialmente previsto para ser envolvido
com as negociações, Brent acreditava que o encontro em Chicago foi
excepcionalmente bem. Foi sua primeira oportunidade de testemunhar
pessoalmente Derek em ação. Em retrospectiva, Brent questionou sobre
a promoção que trouxe o jovem para o corporativo. Me pareceu estranho
que a Sra. London tinha encontrado as solicitações necessárias no
computador da casa de Tony, mas independentemente do modo de
contratar, Derek Burke parecia ser um trunfo para as Rawlings
Industries. Brent não sabia quando, ou se, Tony mais uma vez estaria
pessoalmente envolvido no funcionamento do dia a dia das Rawlings
Industries, mas ele fez uma nota mental para dizer ao Tony sobre
Burke. Ele era natural: profissional, eloquente e uma maravilha para
assistir. Habilidades de negociação do jovem foram estelares. Com seu
potencial, Brent acreditava que ele tinha um futuro brilhante na
Rawlings Industries.

Com tempo para permitir que sua mente vagasse, um
pensamento levou a outra. Os próprios deveres dele do dia a pensar e
dizer a Tony sobre Derek lembrou a Brent dos planos de Tony para o
dia. Mais uma vez, fugazes pensamentos se manifestaram, enquanto
Brent se perguntava o que estava acontecendo na propriedade. Ele
estava preocupado: poderia as coisas, - pela primeira vez - ir do jeito
que estavam destinadas a ir para Tony e Claire? Parecia que o baralho
tinha sido virado contra eles desde antes de conhecerem um ao outro.
Verdade seja dita, estava. Tony havia confirmado meses atrás, a
respeito de Claire para Courtney. Tanto quanto ambos detestavam a
história dos seus amigos, os ver ontem à noite com sua linda filha
ajudou a confirmar o que Brent e Courtney desejavam para o futuro
deles. Depois de tudo o que Tony e Claire tinham passado, ambos
mereciam mais. Brent esperava que sua volta aos Estados Unidos e
ajudar John e Emily não estrague o seu futuro. Com Nichol no jogo, as
apostas eram muito mais elevadas.

Depois que o Comandante anunciou sua altitude e a campainha
apitou, Brent se inclinou a cadeira dele de volta e abriu o app eBook no
celular dele. Ele tinha colocado ele no modo avião muito mais cedo do
que o necessário. Ajudou com o relaxamento. Apesar do fato de que
Brent tinha estado ativamente envolvido nas tentativas de impedir a
publicação do livro de Meredith Banks Minha vida como se ela não
aparecer, ele ainda comprou o livro por curiosidade mórbida no dia que

~ 32 ~

quando perguntado. Brent não era cego ou surdo. mas não conseguiu. se você de repente está mantendo em sua companhia um dos solteiros mais cobiçados do país. em não cair no sono e se desvanecer em silêncio. lhe deu a força necessária para continuar a leitura. no entanto. professando que ele não tinha nenhum desejo para adicionar nada a Sra. Brent tinha tentado ler as palavras de Claire. Brent também justificou sua leitura como pesquisa de empresa. Minha vida como ela não aparece: Capítulo 1. como seu advogado pessoal. Ver seus amigos ontem à noite deu Brent o sustento que ele precisava para superar a introdução da Meredith. Brent manteve sua postura. Se o mundo tivesse uma percepção de Anthony Rawlings. Ele sabia que ele não era o único membro da equipe jurídica Rawlings Industries que tinha comprado o livro. formalmente Rawlings. Sabendo que sem dúvida que o que ele estava prestes a ler foi completamente exato e foi muito doloroso. — um escuro passado. Todo mundo estava intrigado. Se ficar mal explicada. Foi. Apesar das melhores intenções ou convicções. Quando Brent primeiro baixou o livro. Ele ouviu sussurros e murmúrios. Ele estava pronto para ler as palavras. Claire falou do passado. Talvez tenha sido uma declaração enganosa. Vendo em primeira mão que o relacionamento de Tony e Claire tinha amadurecido e os observar com Nichol. nunca se repetirá.. No entanto. No entanto. Sentado em um avião comercial a trinta mil pés deu a Brent essa oportunidade. ele só foi capaz de ler tanto quanto a introdução do autor que explicou a relação da Meredith e de Claire. e quem me dera poder dizer que foi o que eu experimentei. mas. a curiosidade é um animal estranho. continuamente. Quem me dera que eu lhe contaria ~ 33 ~ . sem dúvida. Banks iria desnacionalizar o que Brent tinha lido em um breve depoimento legal mais clínico. o palco para os detalhes aparecer. Ele se perguntava como Sra. Banks classificações ou conta bancária.ele saiu. sabendo que através de Meredith. uma vez que se foi. O que você esperaria? Talvez flores e romance? Talvez à luz de velas e música suave? Sou Claire Nichols.. a curiosidade se torna uma fome que cresce em força e voracidade até que monopoliza os sonhos e pensamentos inconscientes. mas não foi uma mentira deslavada. como um amigo próximo de Tony e Claire. Brent precisava o compreender. Imagine. um lugar melhor para ler a história da Meredith do que num avião da Rawlings Industries.

equivocado. mas a verdade é que eu nunca quis fama. quando vi seus olhos escuros pela primeira vez. minha realidade era nitidamente diferente. O mais importante foi sobre aparência: Nunca duvide de seu poder e importância. Logo aprenderá que fui complacente por tempo demais. Não consigo fazer você acreditar em mim. Infelizmente. fui até minha vida estava sendo levada. Anthony ~ 34 ~ . quando conheci meu ex-marido — antes que minha vida mudou para sempre — eu não conhecia Anthony Rawlings. Nunca foi nem nunca será que o dinheiro ser parâmetro da felicidade.ou mais precisamente. Tudo o que posso fazer é contar a minha história para alguém disposto a ouvir. Como uma meteorologista desempregada. Durante toda a noite ele foi inteligente. . Eu posso dizer com toda certeza que dinheiro não compra felicidade. minha vida era incrivelmente simples e ainda complexa. para continuar com minha vida e despesas em dia. Estou a escrever este livro por dinheiro? Não.às minhas custas. Embora tivesse uma regra rígida contra sair com clientes. Havia muitos outros truísmos que aprendi após 15 de março de 2010. Embora agora pareça inconcebível. me seduziu e romanticamente trabalhou seu caminho em meu coração. Não sabia quão verdadeiramente feliz. naquela noite fatídica. uma família. encantador e afável: todas as qualidades que você esperaria. e minha vida era satisfatória. em um estabelecimento onde eu trabalhava como barman. Já li inúmeras fofocas que me pintarem como nada mais do que uma interesseira calculista. Foi uma lição que eu dominei a perfeição. Eu tinha amigos. nem eu sabia quem era ele. Minha dedicação excepcional para essa lição que ajudou a perpetuar os equívocos sobre meu relacionamento com Anthony Rawlings. me encontrei por servir no bar de um restaurante local. Talvez nunca consiga convencer o mundo de outra forma. Estou escrevendo isso para se vingar? Não Estou contando minha história por uma razão apenas porque eu preciso ter uma voz em minha reputação. Anthony Rawlings apareceu do nada e se sentou no meu bar. Alguns dos detalhes da minha história vão ser difíceis para mim em compartilhar e também difíceis de ler.como Anthony Rawlings me cortejou. Já não vou me sentar calmamente e permitir que o mundo seja mal informado . Antes daquela noite. Ele pediu para me encontrar para umas bebidas depois do meu turno. Minha realidade começou em 15 de março de 2010. riqueza ou qualquer das coisas que entraram na minha vida.

Apesar de não encontrar com o Anthony no dia seguinte. Com pressa e entusiasmo. ―você estaria disposta a dar isso tudo por algo maior?‖ E se este guardanapo fosse verdadeiramente um contrato e se ele dissesse WEATHER CHANNEL no topo? Você estaria disposta a assinar na linha para algo assim? Talvez tenha sido o vinho. O que eu pensei que era um acordo imaginário para o sonho da minha vida. e ele se ofereceu para ajudar: ele propôs que meus sonhos podem ser tão simples como uma assinatura. Embora aceitasse seu convite. a linha.e. Claramente. ele me presenteou com um guardanapo de bar e perguntou. mas ele também sabia qual horário que terminaria o trabalho e o inicio do dia seguinte dia. muito que ele me convidou para um encontro. em vez disso. Por um breve momento no tempo. Quando meu turno acabou. mas eu diria que era o seu magnetismo. e o peso. Brent volta a engolir um riso amargo. assinei meu nome. sentamos. Ele voluntariamente concordou e esperou por mim. Eu mordi. que ele começou. ele ligou para o restaurante e me convidou para jantar.o anzol.Rawlings tinha um jeito de te fazer esquecer as regras e jogar por só as dele. q eu não imagina que ele sabia como funcionava a minha agenda. Suas palavras e o tom envolto na cabine onde sentamos e me encheu de uma falsa sensação de esperança para um futuro e uma carreira que eu tinha ficado acordada noites sonhando de experimentar. era na verdade um acordo literal para um pesadelo. bebemos vinho e conversamos sem esforço sobre nada em particular. . Essa prática provou ser ~ 35 ~ . como uma rede de segurança me recusei a deixar o meu local de trabalho. . ele perguntou sobre meus sonhos e aspirações. Não só ele sabia quando eu estava trabalhando para que ele pudesse ligar. Eu sempre dirigi separadamente. Fiquei tão surpresa que ele se lembrou do meu nome.ela estava certa. certamente você não quer para sempre servir bebidas para patetas como nós. Raios . e eu estava lisonjeada por seu interesse genuíno. Em algum momento durante nossa conversa. aceitando de bom grado a caneta que ele ofereceu. Outra regra que pratiquei fielmente durante meus anos de namoros foi a nunca andar com um homem em seu carro no primeiro encontro. ele era um homem de sucesso. Ele continuou a leitura. Com uma voz de barítono profundo que enfeitou tanto meus pesadelos e sonhos. Foi a minha fuga. ele fez parecer real. ―Claire. Expliquei minhas rugas no emprego.

O Comandante anunciou sua aterrissagem em Cedar Rapids quando Brent desligou seu app e fechou os olhos. Brent se atrapalhou com o telefone. tinha concordado com um jantar romântico e em o ter me buscando no meu local de trabalho. Um arrepio frio trouxe arrepios nos seus braços quando ele imaginou Tony lendo este livro pela primeira vez. Agora entendo que meu futuro estava predeterminado e minhas pseudodemissões . Claro. mais escuro. Um ataque de zumbidos e vibrações lhe disse que sua suspensão momentânea da realidade tinha ~ 36 ~ .como concordar para jantar na sua suíte no hotel . Antes que eu percebesse.a data em que deixei de existir. Nossos mundos eram muito diferentes. Inferno. No entanto. e este cavalheiro de cabelo escuro. Embora meu pesadelo começasse mais tarde naquela noite. Aquela data era 17 de março . perdi de sinais de alerta. não me recordo de nada até o dia seguinte quando acordei na minha prisão. Não tive ilusões sobre um relacionamento de longo prazo com Anthony Rawlings. Anthony tinha seu próprio plano. eu gostei. olhos escuros era meu príncipe. ele parecia estar um passo à frente de mim e por alguma razão desconhecida. pouco percebi que era uma das últimas decisões que tomaria por quase três anos. Quando ele se ofereceu para me levar de volta para sua suíte no hotel e eu aceitei. que não era disso o que ele chamou. Ele me levou para um restaurante italiano bonito. Internet e televisão com a história. Mas para uma noite. Depois de viver independentemente com mais ninguém para se impor.. Ele tinha ouvido rumores e boatos em torno do escritório.. foi naquela noite. Talvez. Quando o avião aterrissou em Cedar Rapids. eu era tratada como uma princesa. minha bebida. — sem o meu celular pelos próximos três anos da minha vida.útil em mais de uma ocasião. a noite com um homem no controle total foi uma agradável pausa na rotina. se houve um pouco de corações e flores em nosso namoro. mas parte de Brent queria acreditar que Claire não tinha verdadeiramente revelado seus segredos mais obscuros para o mundo. mais uma vez. e mais uma vez. Ele jogou e deixou o meu mundo desequilibrado. Nunca conheci um homem como ele antes. tudo. desligando o modo avião. sua própria regra. Pouco eu sabia que meu destino estava selado e meu príncipe era verdadeiramente a besta de todos os contos de fadas que eu já tinha lido. Ele ordenou a minha refeição.eram apenas isso: um ardil para um plano maior. Ele chamou minha suíte em sua propriedade. Não importa o que pensei ou disse.

correio de voz. Ele ligou para o celular da Courtney. — Essa bateria acabou. ele nem pode chamar Courtney. Transpiração pontilhou sua fronte quando ele lutou para compreender. Se Tony for levado em custódia. Girando a cabeça de um lado para o outro em um esforço para aliviar a tensão. Brent quis saber quando ele se tornaria um otimista. Tory Garrett. Brent Simmons. Os músculos apertados no pescoço e ombros avisou as possibilidades alternativas do que ele iria encontrar em casa. Certamente eles não significam o avião que ele deveria estar? Ele olhou para a tela da televisão mudo. Em seguida. A legenda fechada finalmente registrou. rapidamente. Rawlings tinha mais de um avião. Brent percebeu que se esquecera de mandar uma mensagem para o escritório enviar um carro para lhe buscar porque o carro dele estava no aeroporto privado da Rawlings Industries. os papéis de Brent e Courtney seriam descobertos? Eles também seriam levados para interrogatório? Essas perguntas e muito mais agitaram através de sua consciência quando Brent fez o caminho para o aeroporto. Ela e Claire provavelmente estavam a descansar.terminado. Sharon Michaels. Andrew McCain. a tela ficou preta. ele iria encontrar Tony e Claire seguros sob o mesmo teto. eu não estava naquele avião! — ele gritou para o receptor. — ele sussurrou para si mesmo. Ele queria ligar para o escritório. — Maldição. para tentar outros telefones. Enquanto o avião taxiava para o portão. Ele não deixou uma mensagem no seu telefone de casa. . — Courtney. Brent se apressou a um telefone público e se atrapalhou para o trocado. Embora houvesse muito trabalho em Rawlings. mas ele não podia fazer ~ 37 ~ .sem resposta. Ele obviamente tinha mensagens em abundância. mas a manchete chamou sua atenção: AVIÃO DA RAWLINGS INDUSTRIES CAI: 5 POSSÍVEIS MORTES. Ele esperava que quando ele chegasse. . Ele não estava olhando para os televisores espalhados por toda a área de espera do portão. Ele ligou para a sua casa. com a angustiante história de Catherine e ter salvo Emily e John. Derek Burke. Meu Deus! Estou indo para casa! A viagem de Cedar Rapids a casa dele era mais do que um borrão. Talvez até mesmo um policial. não que ele a queria perturbar. Brent queria ir direto pra casa. Com o celular sem bateria. Bem. — Estou a caminho de casa. aguardando sua resposta. ele iria pegar um táxi.

há alguém aqui para falar com você. — Por que você não estava no avião Rawlings? A voz de Caleb veio pelo alto-falante. Nada é mais importante do que cuidar de você. enquanto você precisar. — O que está acontecendo? Bev e Sue sorriram enquanto Bev pegou o telefone de Courtney. em torno de seu marido em um abraço frenético. — Julia encontrou um voo partindo em um par de horas... ela perguntou. — Courtney conseguiu entre uma palavra e outra. Erguendo o braço livre de sua esposa. — Caleb estava obviamente no viva-vos. — Eu-eu preciso fazer alguma coisa. Oh. — a tristeza na voz de Courtney puxou o coração de Brent. —. Tive alguns papéis que ~ 38 ~ . — as palavras dela se tornaram irreconhecíveis quando ela estremeceu com soluços.. — Não sabia nada sobre o acidente até que desembarquei. nós estaremos lá assim puder. O abraço inabalável de Courtney parou suas palavras. Ele virou no fim do corredor. Nós vamos ficar com você. O táxi parou na garagem e se aproximou de sua casa. o número de carros na unidade de tijolo levou a tensão no pescoço dele totalmente para o corpo todo de Brent. os relatos da minha morte são um pouco exageradas. Nem tente argumentar. Brent pegou o telefone. Parando tenso no seu caminho.. desativando o alto-falante e disse. — Como? Como? É um milagre. Brent não conseguia pensar direito. ele ouviu a voz do seu filho. Brent facilitou seu caminho pela porta da frente de sua casa. ouviu o ruído de flagrantes vozes vindo de sua cozinha. — Caleb... Brent sorriu. — ela não poderia manter as lágrimas de cair.. A sala inteira suspirou em uníssono quando Courtney voou do assento dela e envolveu seus braços firmemente em torno do pescoço de Brent. meu Deus. filho. — Mãe. Qualquer coisa.nada disso. — Oi. encontrou o olhar da mulher com os olhos inchados e correu para o lado dela.. O telefone dele estava completamente desligado. Tentei te ligar. — Oh. Aparentemente. Finalmente. Caleb e Julia podiam ambos estar ofegantes. — Me deixe o colocar de volta no alto-falante. meu Deus.

Nós todos estaremos em casa esta noite. Ele vai estar tão feliz em descobrir que você não estava naquele voo. Deixei a sua mãe uma mensagem. Ele deve chamar em poucos minutos. Não sabia nada sobre isso até que cheguei. mas Brent. — Pobre Tim. Tinha sido Natal desde que ele tinha tido ambos os seus filhos e noras juntos. — Mas você sabe como ela é: ela nunca verifica as mensagens dela. Claire estava certa que Catherine foi a responsável. Olhando para Sue. Eles só sabem que Tony está ~ 39 ~ . se ele soubesse sobre isso enquanto estivesse com Catherine. — Obrigado por ter cuidado de sua mãe. — seus olhos cintilavam em direção a sua esposa. com os braços envolvidos em torno de sua barriga crescente e bochechas atenuadas pela emoção. Ninguém realmente sabe o que aconteceu lá. O humor alegre ficou sombrio quando Sue veio para frente e abraçou Brent. então eu tentei ligar de um telefone público. — Nós ainda vamos para casa e eu acabei de receber uma mensagem de Maryn. Como se ele já não tem problemas suficiente acontecendo. Minha bateria do meu celular acabou. — Eu só o avisei.precisavam ser mexido e no último minuto decidi pegar um voo comercial. Me sinto culpada por estar feliz. — Eu desejava que os outros tivessem esperado também. Seu avião chega ao mesmo tempo como o nosso. — Brent disse antes que ele desconectou a linha. Têm alguma ideia o que aconteceu? Cabeça da Courtney se mudou lentamente de um lado para outro. Sue assentiu com a cabeça. Quando Courtney recebeu a notícia sobre o voo. há muito mais. mas também preocupada com a reação de Tony. Ela estava chateada. Não acredito. O preciso ajudar. Brent se sentou silenciosamente quando Courtney e Sue juntas contaram os detalhes nas últimas horas. Eu sei o que a Sophia está passando. — Eu tenho pensado sobre eles desde que eu ouvi. Eu amo todos vocês e não posso esperar para os ver. Claire levou Nichol e foram para propriedade. Claire entrou em pânico. — Me desculpe. ele perguntou. Olhos de Brent umedeceram. Brent não fez nenhuma tentativa de esconder as lágrimas quando ele sondou a sala. Uma vez que Sue estava a caminho para ficar com Courtney.

— e a Nichol está são e salva. Eu os quero ajudar. — Brent precisa de algum tempo. Sua testa brilhava com transpiração: ele deveria estar morto.atualmente sob custódia da polícia. Ela já tinha vivido no inferno. Eu preciso conseguir envolver o FBI. Não faço isto porque é o meu trabalho. Brent não podia sentar novamente e não fazer nada. Não foi como era suposto para acontecer. Emily está aqui. Como o livro de Meredith está lá fora. O FBI prometeu que não iria ter acusações contra Claire. e não tinha feito nada para ajudar. Brent pensou nas palavras de Claire no livro da Meredith. — diz Courtney — Porque agora tem Nichol. Courtney limpou os olhos e assentiu com a cabeça. Derek Burke. ele estava vivo. — Então eu vou com você. ~ 40 ~ . A polícia de Iowa não percebe tudo o que foi feito e as ofertas que foram feitas. o piloto e copiloto estavam todos mortos. — Eu estou bem. Não vou deixar você sair da minha vista. — Graças a Deus. — acrescentou. — sugeriu Bev. Isso não foi tudo: Tony tinha sido preso e Claire tinha as acusações pendentes. acho que não estarão dispostos a ouvir Tony. — disse Brent. — Preciso os pegar. Sharon Michaels. Eu tenho que ir. bem como auxiliar a um fugitivo. Brent tentou processar quando ele lutou contra o aparecimento de emoção. Ele não estava morto. e preciso ter a certeza que ambos estão bem. Ele não podia. antes das crianças chegarem. Eu tenho conhecimento e prova. e Claire está no hospital com acusações de tentativa de homicídio.

ou até mesmo sua própria ~ 41 ~ . a arrogância que Tony possuía a maior parte de sua vida se transformou em algo diferente.a família dele. todos os processos de pensamento apontam em uma direção. Enquanto no paraíso. Durante as últimas horas. No entanto. A tomada de decisão tinha sido muito mais fácil sem apego emocional. esperar que o FBI fosse revelar algo a ele e a esperança de estar livre. Agora. Tony esperava sozinho. . não era o seu avô que foi conduzido para lá e para cá por um guarda. murchou diante de seus olhos e estava a seus pés. Tony reuniu a coragem para lutar contra a esmagadora nuvem da desgraça que ameaçava tudo o que ele gostava. Agora. Isto era diferente quando ele tinha sido interrogado pelo FBI: naquela época Tony tinha esperança. Tony não podia explicar porque ele não entendia completamente. Um dia no ano passado. algo mais profundo. Amizade multiplica o bem da vida e divide o mal. esperando por Tom e outros do departamento jurídico das Rawlings Industries chegar. Ele tinha esperança de encontrar Claire. há um ano. No paraíso estava vivo e bem. da cidade de Iowa e limpar seu nome. não estava pensando em sua própria liberdade. Ele teria feito isso para manter as aparências. Só que agora. muito menos a cronologia dos crimes ainda por ser revelado. De repente percebeu quão simplista como era sua existência. sua esperança floresceu e floresceu. Para quê? A resposta foi simples e enraizada. foi Tony. ofegando por seu ultimo suspiro. .Baltasar Gracian Capítulo quatro Março de 2014 Tony As paredes de concreto eram iguais se comparadas aqueles de sua memória. Anthony Rawlings teria usado todos os recursos à sua disposição para se liberta da polícia. Nunca ele iria querer admitir para o mundo ou qualquer outra pessoa que ele era capaz dos atos hediondos descritos no livro de Meredith Banks.

ainda forte e exigente. A pessoa que merecia. memórias de Tony gritavam por atenção quando pensamentos de registros médicos do seu avô clamavam por reconhecimento. a divagar sobre as dívidas e os filhos dos filhos. Avô dele. não importa quem eles eram. finalmente. Família. como efeitos colaterais da medicação. o envelope. Tinha sido tudo uma farsa. Samuel. matando Nathaniel. Tony viu através do véu que tinha obscurecido a sua visão durante tantos anos. Se lembrou da voz de seu avô. a mulher que ele tinha confiança como uma irmã. A prisão e morte resultante do seu avô tinham sido o catalisador para tudo. Tudo começou com o ódio e a falta de perdão. Tony se lembrou de seu sonho. não importa quão disfuncional. Uma tonalidade vermelha escoou dos cantos da sala pequena dentro da cadeia de Iowa City.reputação. para pagar pelos crimes contra tantos foi. Dito isto. Nunca iria ter desejado mal para Anton. mas eles não eram responsáveis por sua morte. Nathaniel nunca desejou a Anton uma vida de vingança. Seu ódio pela ~ 42 ~ . como Tony tinha acreditado pela a maioria de sua vida. Família estava isenta. sem dúvida. Ela levou os desejos vingativos de Nathaniel e orquestrou um cenário de destruição de sua vida. Catherine não era a única culpada. Catherine Marie. Mesmo com o testemunho de Samuel. sua esposa. Nathaniel disse a Tony que ele falhou. . Nathaniel nunca condenou Samuel para pagar por isso.cada plano.. Ele desejava um envelope cheio de todos os seus amados. Sherman Nichols e Jonathon Burke tinham coletado provas que levaram à condenação de Nathaniel. confessou envenenamento intencional e. Agora. Ele tentou compreender essa nova realidade. bem como o golpe de entorpecimento mental das confissões de Catherine. com a clareza fornecida pelas novas informações.. ele viu Nathaniel numa sala semelhante àquela onde Tony se sentou. o pai de Tony. também foi o responsável. sempre foi de suma importância para ele. finalmente. No silêncio da sala de interrogatório. Seus pensamentos eram um borrão com preocupações sobre sua esposa e filha. Tony questionou se qualquer uma ou todas essas divagações poderiam ter sido movidas por demência. Tony avaliava os danos. ou com quem eles estavam relacionados. Quando Tony fechou os olhos. ou seu filho. Em seu sonho há um ano. cada nome em sua lista e todas as consequências. Pela primeira vez. Tony mal poderia tolerar a realidade: Catherine Marie London.

O relatório de Tony não continha apenas o nome do Sherman.. filho. Emily e Claire. Claire tinha seis anos. e netas... Ele tinha feito o que ele pediu para fazer. Sem sua pesquisa inicial. Ela tinha um homem que a amava. Se apenas ela tivesse esperado. mas foi o que Anton fez — mais. acima e além. Foi mais do que seu avô havia solicitado. Foi durante sua investigação de Cole Mathews.. o levado para casa e permitido que a medicação ser reavaliada. Tony poderia continuar por horas pensando sobre essa lista: Sherman Nichols. Shirley. Jordon. A vingança criou os sintomas em Nathaniel que Catherine interpretou como demência. Ele se lembrou do orgulho que ele sentiu quando ele apresentou a Nathaniel essa informação. Nora. Se apenas Brent não tivesse entrado no avião. não o ato homicida de uma psicopata. Se apenas Tony e Catherine nunca tivessem cumprido a sua lista de nomes. Catherine Marie Rawls tinha o proverbial mundo ao seu alcance. Elizabeth. O que Tony queria para sua filha com ~ 43 ~ . O estômago vazio de Tony retorceu. Toda vez que ele apontou o dedo para Catherine. Um sentimento doentio trouxe um gosto ruim na boca quando ele imaginou como seria a Nichol nessa idade. mas os nomes da sua família. Talvez a riqueza do Nathaniel tivesse diminuído. Ele não a podia culpar por tudo. Sherman Nichols.Catherine influenciou a medicação a ser tomada pelo Nathaniel. Aquele relatório continha os nomes da mulher. Não era essa a frase do dia? Se Nathaniel tivesse vivido. Nathaniel tinha o dinheiro no exterior. toda a família Nichols teria sido poupada. Tony abanou a cabeça. mas pelo menos. Se apenas Derek Burke não tivesse cruzado seu caminho na vida de Sophia. Se apenas a sua vida tivesse cruzado com Claire de outra forma. Tony queria acreditar que o envenenamento de Nathaniel por Catherine foi o ato altruísta de uma mulher em causa. respeitava e prometeu um futuro. alias do Sherman. Nathaniel tinha morrido apenas alguns meses antes de sua liberdade. o que Anton sabia que o Nathaniel era incapaz de fazer. mas ele foi feito com ela através da lente do seu avô. quatro pontas voltaram em direção a ele. Seu rosto corou. Se apenas. Tony se lembrou da primeira vez que ele viu esse nome. Quando Tony divulgou essa lista de nomes para o seu avô.

eles tinham ido à cidade com Francis e completou os documentos legais necessários. Após a cerimônia na praia. Se ela tivesse conseguido esta tarde. — Sr. Os limites para a depravação não eram conhecidos. Em um esforço para ~ 44 ~ . mas Claire tinha. — Tony olhou. — Seu segundo casamento. Não era a mesma coisa que Jordon e Shirley tinham desejado para Claire? A Catherine não só matou Nathaniel. toda a linha da Nichols desapareceria. trazendo os pensamentos de Tony para o presente. Inferno. Nichols? — Hastings esclareceu. — Sra. Tony olhou para a mão esquerda. você não manda aqui. Rawlings. É do meu interesse adiar suas perguntas até sua chegada. Remorso e culpa tomou um caminho rumo à raiva em brasa quando Tony lembrou a cena na propriedade e imaginou a determinação e o ódio nos olhos frio e cinzentos de Catherine.essa idade? A resposta foi simples: segurança e inocência. ela tinha admitido eliminar todos os familiares de Claire e. O casamento foi legal. Queremos saber onde esteve nos últimos seis meses? A mandíbula de Tony cerrou em desafio quando ele silenciosamente encarou o oficial Hastings. não somente elas: ela tinha John e Emily trancados numa suíte com água envenenada. — Sr. Rawlings. Jordon e Shirley Nichols. mas Sherman. Tony ficou mais alto. Merda. Rawlings. temos mais algumas perguntas para você. Como ele esteve tão errado por tanto tempo? Samuel tinha visto algo em Catherine que em todos esses anos ela de alguma forma havia escondido de Nathaniel e Tony? A porta se abriu e entrou o oficial Hastings. — Onde estão meus advogados? — Eles foram chamados e estão a caminho. — Acho que vou esperar. ele nem sequer tinha uma aliança de casamento. — Talvez você gostasse de saber sobre Senhorita Nichols? — o oficial iscou. finalmente. a árvore da família Nichol. Ela tinha a arma e queria machucar sua família. O jeito que ela olhou Claire e Nichol. Durante suas confissões. — Cadê ela? — Você tem prova de seu casamento com a Sra.

— O nome dele é Anthony Rawlings. A menos que você o acusa de um crime. — Sem a prova de seu casamento. A sala explodiu com o barulho e vibrações ecoando sua voz determinada subiu acima do barulho. no entanto. Tenho certeza que muita gente gostaria desta oportunidade. depois que ele pediu para a assessoria jurídica. — Meu cliente é um homem rico. Ele é o Presidente das Rawlings Industries. — Rawlings! Sra. Miller. As portas mais uma vez abriu e Tom Miller.permanecer oculto. — Não me faça te corrigir novamente. — Agora que meu advogado está aqui. você está sem créditos ou direitos à informação sobre a Sra. tinham decidido não transmitir essa informação para o governo dos Estados Unidos. precisamos de respostas. ele se virou para Hastings e educadamente pediu. E. Tom se inclinou e diminuiu o seu discurso. No entanto. Nós casamos em 27 de outubro de 2013. silenciosamente. — Que outras informações preliminares que você vai exigir. Claire Rawlings. — Oficial. Ele precisa explicar. — Tony disse com os dentes cerrados. portanto.. nunca foi completamente inacessível. Precisamos de informações preliminares. o advogado principal em Rawlings Industries e amigo de Tony. foi quebrada e seu punho bateu na mesa de metal. A fina camada de controle que Tony tinha segurado em seu decoro. ele parou a refutação de Tony. ele pegou uma oportunidade para viajar e relaxar. Tony falou. Peça a Claire. Colocando a pasta em cima da mesa. As pessoas casam em países diferentes o tempo todo. Hastings insultou. ele não anula a legalidade do mesmo. você está? — Não o estou questionando sobre o caso. tenho certeza de que você não está questionando o meu cliente. eu quero falar com ele em particular. — Tom interrompeu. o alertando para não dizer mais. eu irei o levar daqui hoje. oficial? — Sr. Sem dizer uma palavra. Seu cliente está desaparecido nos últimos seis meses. mas posso conseguir a prova. meu cliente também supervisiona uma empresa de bilhões de dólares e. não. Nichols.. — Ele levantou suas sobrancelhas. pelo menos. Isso poderia fazer verificar seu casamento mais difícil. entrou. — Como tal. — Tony estava preocupado que as especulações de Tom possa comprometer seu acordo com o FBI desde que ele tinha ~ 45 ~ . não tenho a nossa licença de casamento na porcaria do meu bolso.

Afinal. Mordendo sua refutação. os olhos de Tony se arregalaram. Eu preciso saber que Claire e Nichol estão bem. iria os manter seguros. Não faz sentido.prometido que os federais ele seria completamente inacessível. Há um agente. mas eu esperava que se continuassem suas alegações. — Incapaz de ficar sentado por mais tempo. Se você o contatar. John e Emily? Como seus ex-cunhado e ex-cunhada. nós voltamos. Tom sacudiu a cabeça.se chama Jackson. Onde diabo esteve? Tony beliscou a ponte de seu nariz e respirou. era um grande emaranhado. e então recebi a ligação dizendo para vir aqui.? ~ 46 ~ . Tom. Quando estavam a sós. Eu estou ficando louco aqui. — Hoje foi um desastre. — Com isso. Me deixe apenas começar por dizer que eu e Claire casamos de novo. — Isso não terminou. — Tom? Você sabe sobre Brent? Tom acenou com a cabeça. Foi ela que me disse que você e Claire estavam de volta. — Que diabos aconteceu? — Preciso falar com ela. — É seguro? De. — O que? Espere.. Temos uma filha. Tom pediu. — ele corrigiu. . Descobrimos que eles estariam na propriedade. . as mesmas pessoas que contaram a todos que você estava em fuga depois de possivelmente matar Claire? — Sim. Hastings olhou na direção de Tony e respondeu.em Boston. — É uma longa história. Estive em contato com o FBI. Nichol. levaria dias de explicações para desvendar. Eu também sabia que se entrasse em contato com eles parariam. este foi um dia do inferno. — Sim. Mandei Stephens ao hospital para servir como conselheiro de Claire. Eu voltei. — Antes que Tony pudesse responder. só não mais ex. Eu estarei de volta. e saiu. ele vai confirmar minha história e espero que fale com a polícia de Iowa City. Tony levantou e andou o comprimento da sala. Eu sei o que estão dizendo. — Porque estávamos preocupados com John e Emily.. Bev passou o dia com Courtney. — Não sei nada sobre sua filha. A última mensagem que recebi antes eu entregar meu telefone foi que ela ainda está inconsciente. ele bateu à porta. Não quero ninguém a fazer suposições e segurar alguém mais responsável pelas minhas ações. e não confiamos mais em Catherine.

A mulher é uma psicopata. Tom ergueu uma sobrancelha. — ele girou em círculo. você precisa prestar atenção. — Tony. Foram os nossos contatos. com o escritório de Boston. . Eles sabiam onde.. Não faz sentido.. — De Catherine! — a voz da Tony se levantou. Eu preciso descobrir o que está acontecendo com Claire e Nichol.a lição que Tony tinha aprendido e a que ele tinha ensinado. Eles vão considerar você um risco de fuga. — ou agente Baldwin. e quais são essas acusações. Me tire daqui. eu não posso explicar tudo agora. Você está falando sobre a executora de sua propriedade. Ela é responsável por tanta coisa. muito menos uma cela de prisão. A pequena sala encolheu os muros fechados. Descubra se eles pretendem me acusar. — Tom. Aparência. Ele era visto como o empresário tirânico. — Ela é responsável pela morte de Brent. Faça acontecer. Você é meu advogado. — Tony eriçou.estava tirando sarro dele em cada movimento. Tony respirou fundo. — Tom. — Você usou seu passaporte a última vez que você deixou o país? Tony enquadrou seus ombros. ameaçando a sufocar. — Eu não porra me importo quanto custa. ou o juiz nunca alcançará um banco mais alto em sua carreira inteira. — Brent! — seus movimentos calaram. Qualquer juiz maldito me concederá fiança. — E o FBI? Tem certeza que vai corroborar esta história? — Agente Jackson. Eu preciso ajudar a Courtney. com o escritório de campo de San Francisco. a mulher que trabalhou para você desde que me lembro e uma das mulheres mais gentis que já conheci. — Você sumiu por seis meses. Então arrume o inferno para me ter fora daqui. Obtenha uma declaração de um deles. Não me importo se eles querem fazer a fiança excessiva para manter as aparências. Catherine London. para roubar o ar dos pulmões. — Eu vou entregar meu passaporte. Eles ~ 47 ~ . e Catherine era a governanta gentil. e não quero passar mais um minuto nesta sala maldita. Não posso prometer que podemos ter um juiz concordando com a fiança. se acalme. . Eu vou pagar isso. sentado e estabilizou a voz dele. — Estamos em Iowa pelo amor de Deus. Tom acenou com a cabeça. como se seu ritmo já não era suficiente. — a voz dele se aprofundou com determinação. ou aproximadamente onde Claire e eu estávamos residindo. Eu disse isso antes. ela é louca.

. No entanto. Ele caiu. Só faça acontecer. ~ 48 ~ . Ele era bom. Tony compreendeu o que ele estava querendo dizer. como? — Tom conseguiu. estava cheio de brilho de otimismo. Então vamos conversar. É uma longa história. — Tony. que parece ficar cada vez maior a cada minuto. — levantando as sobrancelhas. — Eu ouvi que você estava aqui. Tony. Tanto Tom e Tony olharam: sua conversa momentaneamente silenciada pela aparição do seu amigo.. — Brent disse com um triste brilho em seus olhos. esperando outra interrupção de Hastings ou outro dos Iowa City melhor. — Não. Preciso falar com minha esposa e filha. — Me tire daqui.ou tenho tempo para . — Tom não precisa terminar a frase. o quarto maçante e pálido. você realmente sabe sobre o Burke? Você queria que ela o encaminhasse para o corporativo? Tony abanou a cabeça. — O avião não caiu? —Tony perguntou. — Mas. Preciso fazer umas ligações.. Brent retornou. — Então. De repente. — Eu não estava no avião. vou fazer o que puder. ele fechou os olhos e suspirou. — Todos estão bem? Derek Burke? Escuridão ultrapassou seu reencontro. ele perguntou. Depois de um momento. eu não o queria na empresa. — respondeu Brent. — Não posso prometer que vai acontecer hoje.. Onde você estava. A esperança que tinha sido murcha aos pés de Tony encontrou uma nova vida quando Tony e Tom estavam simultaneamente perplexos. Tony olhou.sabem mais do que eu estou disposto a . — a voz de Tom diminuiu quando eles se viraram para a porta abrindo. — Tom interrompeu.. você ouviu sobre o livro que Meredith Banks. — Qualquer um de vocês não vão me dizer nada? Os três homens colidiram quando Tony e Tom bateram nas costas de Brent e lutaram a batalha de suas emoções cruas. — Eu sabia dele e sua esposa.dizer agora. Expirando.. — Ele merecia estar aqui.

— Sim. Tenho um mau pressentimento sobre Emily e John. — Foi numa base de necessidade de saber. — Um passo de cada vez. — quero ir para o hospital. ~ 49 ~ . — Me tire daqui. — Tony disse. — ele deu um tapa atrás de Brent novamente. — os olhos escuros de Tony se virou para seu amigo. — disse Tom. Eu estava começando a me perguntar. E busque informações sobre minha família. só hoje em Chicago. — Tom respondeu com um sorriso. Não se preocupe com isso. Brent interrompido. — Parte do seu contrato foi para não voltar para os EUA. — Hoje. mas quando Claire acordar... — Me desculpe por Burke e Michaels. O FBI não permitiria — Não. Tenha certeza de obter provas. — Eu estou contente que está aqui. — Tom atirou Brent um olhar de descrença quando Brent continuou. — Tom. As câmeras no escritório devem ter gravado tudo. — Tom. Brent se virou para Tony. mas minha lista de crimes é minúscula em comparação com o que aprendi hoje na propriedade. Eu vou tomar a responsabilidade para o que eu fiz. Tony estava me contando um pouco sobre seu tempo afastado e uma conexão com o FBI. — Eu acabei de falar ao telefone com o Agente Jackson. Estou feliz em saber que você não está enlouquecendo. Brent concordou. Me deixe ver o que posso fazer.. — Vamos ter você fora daqui assim que pudermos. ela precisa de alguém que ela reconhece. — Isso é tão rebuscado. — O que isso significa? — Tony exigiu. Brent e Tom acenaram com a cabeça. — perdia a voz por fora. Tom mudou o foco da conversa.. Retire todas e quaisquer acusações removidas de Claire e qualquer outra pessoa. Stephens é um bom homem. mas. Temos muito trabalho pela frente. ainda obviamente ambos sabem mais do que eu. Está tudo gravado. Ele disse que você anulou o acordo. — Eles vão jogar nosso acordo todo pela janela? Quanto a Claire? Eles prometeram que ela não.

Um ligeiro sorriso veio aos lábios de Tony. — Os olhos de Brent seguraram a primeira centelha de esperança que Tony não tinha visto em horas. — os olhos de Tony alargaram quando ele se virou para Brent. — Obrigado. — Você também. — Tony disse. — Ela está me esperando aqui. — Quem sou eu para recusar o homem que só superou a morte? — E Courtney? —Tom pediu. — O povo que você arriscou tudo para salvar? —Tom interrompeu. Tom. entre em contato com a pessoa que pode ajudar a obter os documentos necessários para provar que somos casados. por favor. isto não é tão simples como antes. — Eles nem sabem o que você sabe. Não caia em nada. Tom acenou com a cabeça. Você precisa me ouvir. Brent. Eu apostaria que ele poderia obter o que você precisa em questão de horas. Levaria o departamento de estado dias ou semanas. mas agora ela parece ter um problema de me deixar fora de sua vista. com a mais sincera gratidão que já tinha conhecido. Ele é bom. Quero dizer isso. — Eu também vou. continuando. Deixe Brent me tirar daqui. algumas coisas é melhor serem desconhecidas agora. ~ 50 ~ . — Eu vou. e isso é tão pouco desta história. — Não responda a qualquer pergunta. Tom ouviu e deu de ombros. — Ela quer ir até Claire. quando mais uma vez bateu o ombro de Brent. mas como meu advogado. Todo mundo fica questionando nosso casamento. Brent. Tony. Vá para Claire. Tony acenou. Agora me tirem daqui. — Brent respondeu e acrescentou. — Preciso saber? — Sim. — Eu não irei implicar a qualquer outra pessoa. Tenho total confiança em vocês dois.

Por que outra razão ele teria retornado. Cada minuto dentro durou uma eternidade. mas foi mais do que isso: foi o indulto só de Tony. simples e direto. mas para parar suas acusações públicas constantes? Quando a polícia chegou. O departamento de polícia da cidade de Iowa gravou a chamada de senhorita Catherine London. De acordo com o Procurador de Iowa City. Sra. os acusados não foram concedidos à fiança da prisão e foram mantidos em custódia até a queixa e a primeira aparição. As acusações eram demasiadas flagrantes para não serem abordadas. Anthony Rawlings casou com Claire Nichols Rawlings. mas pelos Vandersols. o promotor tinha acusado Claire em ausência. antes que o juiz fosse agendado. . London tinha sido baleada. a validade do casamento deles verificada. Não importa quem eles eram. o caso era triste. Brent tinha o visitado com frequência. O nome dela já não estava em questão: documentação tinha sido produzida. Quando tudo parece ir contra você. e começou o debate sobre o futuro dela. as provas fundamentaram sua alegação. Em uma jogada ousada.Henry Ford Capítulo Cinco Março de 2014 Tony Apesar dos esforços de Tom e Brent. provando que Claire Rawlings era a atiradora. a sua graça salvadora. Ela alegou que ela temia por sua vida. A pequena cela de Iowa City não era como nada que Tony tinha experimentado. disse que Anthony Rawlings tinha retornado de seu esconderijo e estava falando irracionalmente sobre matar ela e seus convidados. foi tudo em nome da geração de defesa de Tony. Testes de balística simples encontraram resíduo de arma. ~ 51 ~ . lembre-se de que o avião decola contra o vento. As transcrições foram vazadas para a imprensa. Felizmente. Ele passeou os limites por horas. foi confirmado que o Sr. Devido à gravidade do crime. Claire Rawlings estava ainda no hospital. Ela não só estava com medo por ela. ou qual era seu sobrenome. Claro. não com ele.

. Não sei como ela sobreviveu da primeira vez aqui. uma vez que vocês voltaram para Iowa? — Phil é muito bom. — Eu sou o marido dela. — Ela não está negando sua representação. John a ira representar. Lhe disse para deixar a cidade. — Você sabe. Claire e da Nichol foram encontradas em um hotel em Cedar Rapids. um guarda iria escoltar Tony da célula claustrofóbica. mas estou feliz ~ 52 ~ . outra vez não. — Roach está voando baixo. ele está agindo como um colaborador a Jane. — Me diga o que está acontecendo com Claire. Além disso. — Eu vou lhes pagar o que quiserem. Não deixarei isso acontecer. Emily não vai querer negar a própria irmã representação legal. e Emily o proibiu e qualquer outro contato com Claire. Definitivamente poderia ser usado contra ele. Brent abanou a cabeça. Ele tem uma história bastante colorida. fechou os olhos escuros e lançou um longo suspiro. — Tony exigiu. Ninguém sabe. — Não. Brent se inclinou e baixou a voz dele. Estou preocupado que ele vai ser acusado de ajudar e cumplicidade ou possivelmente um acessório para cometer um crime. As sobrancelhas de Brent subiram em questão. Como ela pode me recusar? Eu quero saber o que está acontecendo com minha esposa e filha. — Em Iowa? Ele nunca foi licenciado para Iowa. Não gostei. uma vez que eles estavam novamente sozinhos na sala de visitas. ela não vai para a cadeia. Não espero que ele aceite a oferta para deixar a cidade. Eu sei que ele não vai ficar por aqui por mim. Phil é nossa principal fonte de informações. Ela tem a equipe jurídica plena de Rawlings pronta para sua defesa. — Essa é minha história. Phil Roach tem a documentação de Francis. Aparentemente. — Não sabemos muito. — Brent continuou. — Ele não sabe de nada. era onde vocês estavam. mas ele não vai. quando Claire sair daquele hospital.Cada vez que Brent chegou à prisão. Tony beliscou a ponte de seu nariz. mas acho que John e Jane terão seus melhores interesses no coração. e prefiro que você esteja envolvido em sua defesa. — Todos os pertences seus. Ele tem a licença de volta.eu estou aderindo a ela.

a tenha pronto. — O Juiz Jefferies aceitou sua proposta. — O que isso significa. está acordada. Ter a imprensa envolvida sobre isto. — Nós vamos totalmente pelas notas do médico apenas. Nenhum de nós estará na cadeia muito tempo. Eles podem usar a condição dela como uma desculpa. não responde? — Ela não está falando com ninguém. — Eu nunca gostei dela. — Que tal Nichol? Certamente ela vai responder a Nichol. Quanto a Claire? Quando será sua primeira audiência? — Estou tentando descobrir. — girou ao redor. — Me deixe dar o fora daqui e me deixe ver ela. que vai me avisar assim que a denúncia é oficialmente arquivada e a data é definida. de acordo com Roach. mas não responde. — Tudo bem. Se o seu pedido de fiança for negado na primeira audiência. mais uma noite neste inferno e depois posso dormir na minha cama. — Claire. Ele provavelmente tem rede do hospital totalmente acessada e sabe mais sobre Claire que a Emily sabe. Tenho um funcionário no escritório do Evergreen. Ela não pode negar que somos casados. — Qualquer que seja a quantidade da fiança dela ou minha. — Antes de Tony poder explodir com a perspectiva de passar mais uma noite na cadeia. — Mas eu porra os salvei daquela casa e isto é como a cadela me agradece? Me mantendo totalmente de fora. — Tony levantou e caminhou em direção à parede. Não quero adicionar o combustível ao fogo. seria mais difícil ter essa decisão revertida. E a Catherine? Ela precisa apodrecer na cadeia. Brent continuou. mas o resultado final será garantido com a fiança. Ela vai me responder. Ela nunca gostou de mim. você sabe como que é.que ele está ficando. Sua primeira aparição antes diante do juiz está agendada para amanhã de manhã. mas raramente faz a primeira audiência ir mais de setenta e duas horas desde o momento em que a denúncia é arquivada. Eu diria que hoje ou amanhã. — Estou trabalhando nisso. Demorou um pouco mais para chegar à sua agenda. mas não acho que ela tem. ~ 53 ~ . nem mesmo com a Emily ou John. Foi uma troca: eu pensei que era o certo a fazer.

de pé diante do juiz. Em seguida. ele. agressão com a intenção de cometer danos corporais. você foi acusado de intimidação. e não espero que ela mude sua melodia tão cedo. vestido com seu habitual terno Armani adaptado. O tom do juiz ressoou através do Tribunal cavernoso. duas ~ 54 ~ . você pode mostrar as fitas para Evergreen. A cabeça de Tony doía enquanto ele massageou sua têmpora. Ela está jogando o cartão da vítima. Anthony Rawlings foi concedida uma privada primeira aparição no tribunal do juiz Jefferies. — Ela está ainda no hospital. Exatamente agora. você está sendo acusado com intimidação. nunca vacilou. deixando apenas Tony e Brent. Tem certeza que quer tudo isso para chegar lá? Tony olhou incrédulo. — Sr. — Ele não vai. e acessório para cometer assassinato e iludindo o FBI. bem como o Ministério público. — Tony. É por isso que eu acredito que nós temos tempo. Todos os membros da imprensa e espectadores foram removidos. — Amanhã de manhã. Em vez de ser parte do desfile normal dos réus. — Uma coisa de cada vez. Os advogados de Rawlings progrediram um pouco. — Se Jefferies me foder. iludindo agentes federais. estenografa e juiz. falando com a autoridade esperada em sua posição. — Me tire daqui. — assegurou Brent. Se alguém mostrar as imagens. você vai estar fora. Tony também. — Está brincando? Claro! Estou disposto a admitir qualquer coisa para mostrar ao juiz o que essa puta é capaz de fazer. Ele nunca vacilou em sua reiteração dos encargos cobrados contra o grande Anthony Rawlings. — É melhor ela não estar perto de minha casa. Eric me mostrou a filmagem do escritório na propriedade. ele vai se arrepender. com certeza aumentarão a sua lista de faltas. Rawlings.

~ 55 ~ . Foi uma coisa de ter uma promessa de fiança: foi muito outro para a ter dito em voz alta em tribunal. é a opinião deste tribunal que a fiança será no. Evergreen. Rawlings de fiança seja negada. Recomendamos que o pedido do Sr.acusações de cárcere e acessórios para tentativa de homicídio. Brent respondeu. — Sim. Ele não tinha falado da acusação de cárcere. — Eu acredito que você tem sua resposta. conselheiro. A tentativa de homicídio pode ser punível por até cinco anos em uma penitenciária federal. os olhos escuros de Tony. — Marcus Evergreen interrompeu. Você conhece essas acusações? De pé com confiança. em seguida. Tony respondeu. você está ciente que tem direito a advogado. Esta é minha sala de audiências. — Obrigado pela sua recomendação. bem como uma família. Enquanto a maioria das acusações é pequenos delitos. isto será necessário? — Não.000. — Sr. Voltando em direção ao juiz. um será fornecido para você. Agora.000. juiz. Sr. Sr. Rawlings. juiz. atiraram para Brent. juiz e. Sr. e se não puder pagar um advogado. O Sr. Rawlings que ele não fugirá. Rawlings. Eu pretendo estar perto da minha família. ele definitivamente tem os meios e devido a recentes acontecimentos... não vou deixar o país. — Enquanto eu quero acreditar que o Sr. Rawlings tem um advogado. Rawlings tem laços para esta comunidade. — Sr. — Sr. Decidi conceder fiança no valor de $10. Meritíssimo. — Juiz Jefferies. podemos pedir que Sr. — Você também entende que você não pode deixar o país antes ou durante estes procedimentos? — Sim. — Muito bem. tentativa para cometer assassinato e detenção são crimes. Rawlings entregue seu passaporte a custódia do tribunal até ao momento quando completarem todo o processo. a capacidade de desaparecer. e é minha opinião que o Sr. Evergreen implorou. Ombros de Tony relaxaram quando ele piscou um sorriso em Brent. enquanto que cada carga de detenção pode chegar a uma pena máxima de 20 anos.

— Sr. terminamos aqui. Sr. Me deixe preocupar com isso. e a Sophia. permitindo Tony a andar como um homem livre. — Juiz Jefferies proclamou com um bater de seu martelo. — Tony suspirou..novamente? — Onde esteve? — Por que você se casou? Tony e Brent permaneceram em silêncio empurrando pela multidão. Não se preocupe. vai nos contar seu lado da história. é bom estar de volta. — É bom ter você de volta. — Tony se virou para Brent. os pais de Derek foram contatados e Rawlings Industries se ofereceu para ajudar de alguma forma com o funeral. Eric sorriu para o espelho retrovisor quando se sentou atrás do volante. — Que diabos foi aquela acusação de cárcere? Brent olhou para cima de seu telefone. — Espere . De repente. saíram do Tribunal de distrito do Condado Johnson e entrou em um carro esperando.o que está dizendo? Quem me acusa de aprisionar? Eu não aprisionei a Catherine. — a mente de Tony voltou para sua esposa. — Só ouvi sobre isso minutos antes de irmos para a sala do tribunal. finalmente. Roach tinha acessado a rede ~ 56 ~ . Rawlings.. mas preocupações sobre Claire manteve interrompendo seus pensamentos. — Muito bem. Leve-me para o hospital. — Duas acusações em vinte anos. Relatórios de Roach tinham ido ao Brent e. — Obrigado. Tony tentou se concentrar. — Era a sua mulher tentando te matar. — Tudo bem. Rawlings. Ainda não acredito sobre isso. as portas da sala do tribunal. — Tony se concentre na Claire e a Nichol. Seguinte. Você fez o que pedi? — Sim. parecem dignas de minha preocupação. — Quem diabos eu encarcerei? — Podemos remover a acusação uma vez que nós produzimos as fitas. . o silêncio da sala quase vazia foi substituído com vários repórteres gritando perguntas. o Sr. ao Tony ao longo setenta e duas de horas do encarceramento de Tony. — Bom. Eu quero ver minha mulher. Eric.

Ela estava definitivamente certa sobre você. Embora Emily autorizasse testes e exames para tentar entender a causa da sua psicose repentina. Foi um acidente. Tony queria Claire. Tony a pretende trazer para casa com ele imediatamente. também. Primeiro e acima de tudo. ele planejou para a tranquilizar e explicar que com os advogados e todos os recursos legais que Rawlings poderia fornecer. feliz por poder o contatar diretamente. As consequências das decisões de Tony continuaram a prejudicar sua família. Então ele pensou em Nichol. Isso não duraria. Tony sorriu. Enquanto Eric movia através do tráfego.do hospital. Então. ela iria ficar segura todo o momento. disse a Roach que ele deve deixar a cidade. mas Claire é. falta de reconhecimento de entes queridos e a incapacidade de responder a perguntas simples. Quando ele falou com ela. Ele sabia que ela não quis puxar o gatilho. Claro que ele recusou. acho que é o meu trabalho. Tony sabia que Emily estava cuidando de sua filha. falando e com sintomas tipo de amnésia: discurso incoerente. Tony. Ele jurou que Claire nunca mais seria submetida à desumanidade de uma cela de prisão. por agora. — Eu não terminei com o meu trabalho. Ele iria contratar uma babá para ajudar até que Claire estivesse melhor. Partiu o coração pensar em sua filha sem a mãe ou o pai. Ele também falou com o Roach. Tony alegou que foi legítima defesa. Obrigado por tudo. — Sei que não sou o tipo apreciativo. Eric puxou o carro até a frente do hospital. Tony latiu ordens em seu telefone celular. tentando se salvar da prisão. Não deixo o trabalho inacabado. Se uma matriz de notações de médicas do hospital e comentários pessoais de suas mensagens de texto. Tony perguntou se Claire poderia estar fingindo. bem como telefones de Emily e de John. Roach monitorou os celulares dos Vandersols. ~ 57 ~ . As informações mais recentes foi que Claire estava acordada. dizendo a Patrícia para obter recomendações para babás respeitáveis. os resultados foram inconclusivos. Não foi certo.

— Sim. espero que hoje. quando a mulher entrou no elevador. Me deixe descobrir as alegações e porque isto foi concedido. — os olhos escuros de Tony olharam feio. — Não. O entregou a Tony. — Brent disse assim que ele chegou para o envelope e abriu. — Você não precisa tomar conta de mim. Marido ou não. Tony deu de ombros. Não vejo Claire desde o tiroteio. ~ 58 ~ . ela disse. Você não pode se dar ao luxo de quebrar esta ordem. Ainda é cedo. Você não precisa de mais acusações contra você. Tony se mudou para o ombro de Brent para que ambos pudessem ler as palavras. — acrescentou. Nós vamos reverter. Anthony Rawlings ou não. Brent chegou pelo braço de Tony. Eles fizeram o seu caminho até ao quarto de Claire. Eu vou apostar quando virarmos o corredor. uma mulher com cabelo escuro curto se adiantou. as portas fechadas. — Estou fazendo o que precisa ser feito. há policiais fora do quarto dela. Não tente me impedir. — disse Tony para Brent. Brent provavelmente estava certo. — Não faça isso. sim. Ninguém está me mantendo longe dela ou da Nichol. Ela chegou a sua bolsa e tirou um envelope grande. — Sr. para Claire e Nichol? Eles não podem estar falando serio! Eu vou ver a minha mulher. Anthony Rawlings? — Sim. Tony cambaleou. você não pode atravessar uma ordem de restrição. Tony. Brent e Tony ficaram a olhar para o envelope. Brent. Ira te jogar na cadeia. — Uma ordem de restrição. — Me deixe ver o que é. — Mas que diabos? — Tony falou em descrença. Não demorou muito para o significado ser claro. — Você foi notificado. Como as portas do elevador se abriram. Eu sei como se sente sobre o Vandersols e como eles se sentem sobre você. — Não dou a mínima para um pedaço de papel.

se eu ver meus cunhados. Tony fervia.. ~ 59 ~ . Que Deus me ajude. — Me tire daqui antes que adicione à minha lista de acusações assassinato. Com os dentes cerrados..

lutei para negar o aroma da cama onde me deito. Não foi que ele queria saber os detalhes. eu fui dentro e fora do sono. e o poder absoluto corrompe absolutamente. esmaecia a esperança. Nichol. atrocidades camufladas em lembranças veladas que a minha mente manteve trancada atrás de minha lembrança consciente. utilizando meus outros sentidos. mas com tudo o que estava acontecendo. A realidade ~ 60 ~ . É verdade que é audível: um zumbido de zangões indo e indo. eu segurei falsas esperanças que eu poderia fazer os dois objetivos uma realidade. Poder tende a corromper. A cada passo as minhas pernas fraquejam ou a visão do meu reflexo manchado. Com o tempo. cada evidência de movimento das atrocidades sofridas. deram Brent à força para ler com a mente aberta. também estava concentrada na sobrevivência e a fuga para notar a opulência. Claire. As memórias recentes dos três deles. minha vida tinha mudado. . e Tony em sua cozinha e sala de estar. Eu ouvi o silêncio. Era um luxo que muitos não possuíam. Eu sabia que de alguma forma e por algum motivo. Apesar das circunstâncias. Não me lembrava de o que aconteceu. não me movi ou fiz um som. Brent tinha certo de alguém que sabia o quanto o relacionamento deles tinha progredido. Minha vida como ela não aparece: Capítulo 2. Meu corpo doía. mas eu sabia que tinha. Enquanto os cobertores contra minha pele exposta eram suaves e confortantes. Brent tinha se aventurado mais no livro da Meredith. Me deitei parada por muito tempo. Além de Phil.. Quando finalmente acordei. temendo o que ou quem as minhas ações podem alertar. Em vez disso. Courtney e ele próprio. Embora a suíte onde ficasse era bonita e luxuosa. minha mente se limpou e a tranquilidade do quarto me deu força para levantar.. ele acreditava que ele precisava saber.Lorde Acton Capítulo Seis Março de 2014 Brent Na noite anterior.

Não só ele tinha me dominado. Em algum momento essas primeiras horas de vigília me convenceram que tinha havido um erro . eu estava encolhida no canto do chuveiro cavernoso.um erro terrível. Aos vinte e seis anos de idade. fui informada do retorno iminente de Sr. Em questão de dias. No que mais tarde percebi era um jogo de inteligência. Vivi minha vida independentemente e com segurança. Quando as lembranças começaram a surgir. instinto de sobrevivência me disse que não era suficiente para eu acreditar que tinha havido um erro: Eu precisava convencer o homem com a chave de minha liberdade. Anthony Rawlings tinha quebrado as minhas regras e abalou meu mundo.era sufocante: Eu tinha sido usada. Com um sentimento de derrota. Rawlings. não tendo força para continuar a luta. petrificada de que a próxima hora traria o medo da abertura da porta suíte. Ingenuamente.. e que deveria estar vestida e pronta para jantar. eu acreditava que era possível.. mas onde eu estava? Como cheguei aqui? E. Era como se cada minuto fosse mais absurdo do que o anterior. Eu me lembro de pensar que coisas assim não acontecem com pessoas reais.. Já não estava em Atlanta. mas minha recepção de seus avanços na Geórgia tinha também aberto à porta para sua dominação mental. cinza. achei difícil culpar alguém além de mim.. abusada fisicamente e inegavelmente estuprada. eu estava segura e independente. Disseram que ele viria ao meu quarto às 19h00min. poderia lidar com as respostas? O medo do meu local de aprisionamento foi igualmente tão perturbador como a perspectiva de ver os olhos escuros que sabia em meu estômago iriam retornar a essa célula opulenta. Meu cérebro realmente teve dificuldade em se manter. Este foi o enredo para shows de TV. A ambiguidade do meu futuro era entorpecente. filmes e livros — não na vida de verdade. Quando eu chorei sob o spray quente de um chuveiro muito necessário. Eu tinha vagas lembranças de lutar. recordei de me render. seguindo as minhas regras. Tudo o que sabia com alguma certeza era que eu estava presa em uma grande suíte com janelas que olhava por milhas e milhas em uma floresta dormente de árvores sem folhas. Mas.. compreendi com clareza dolorosa que não era páreo fisicamente para o homem que conheci recentemente. Não importa o motivo. Talvez tenha sido um mal-entendido ou talvez um erro de identidade. nenhuma que terminou bem. Eu era uma prisioneira à mercê do meu captor. por alguma razão. ~ 61 ~ . Já não existo mais.. agora era a minha vida.

Ele falou casualmente sobre a refeição. É uma combinação estranha. Eu estava sendo ajudada a estar apresentável para o homem que tinha sequestrado e abusado de mim. eu podia ter fingido eu estava em um encontro com um cavalheiro eloquente. que eu já tinha visto. eu temia que com a ajuda da dona de casa gentil. eu estava andando na corda bamba da minha vida. tudo o que eu testemunhei por trás de seus olhos era uma fome impenetrável que não entendi. em retrospectiva. Ele me disse para ficar e eu fiz. rasgado do meu corpo. no meu estômago. consertando meu cabelo e maquiagem. Não foi até que ele me disse para remover meu vestido que encontrei minha voz. no entanto. gravada na minha memória. que. duvido que eu fizesse. Nós jantamos . Anthony Rawlings tinha outros planos. Eu queria parecer forte. Infelizmente. depois de uma tarde de tentativa de fuga.. Ele não queria falar sobre isso. — Acho que precisamos discutir isso. Meus nervos foram demais até para considerar o consumo de alimentos. ~ 62 ~ . que me deixou cambaleando com incertezas. Todo o cenário era irreal e vulgar. no entanto. O homem que entrou a minha suíte naquela noite estava em algum lugar entre o homem carismático no bar e o monstro que tinha visto de relances durante meu rapto. Com o tempo eu aprendi a ler as emoções que rodaram em seu abismo. Embora intimidativo. Tinha meu corpo não palpitando com os abusos da noite anterior e meus músculos estavam tão tensos como metal esticado à sua beira. — foi o que me lembro de dizer. Para dizer que eu estava com medo de o enfrentar seria um eufemismo. uma vez que ele tinha terminado sua refeição. Mas naquela noite. Um segundo depois meu vestido deitou rasgado no chão.ou deveria dizer a ele já tinha comido meu jantar. Como eu planejei para o estado . as pistas físicas eram óbvias: todo o meu corpo tremeu apenas com a visão de seus olhos negros. Essa miragem - ou deveria dizer charada – se desvaneceu para a realidade da minha situação. Em vez de ser deixada sozinha para meus próprios pensamentos. Como eu poderia? Figurativamente..ou mesmo pleitear - meu caso de confusão de identidade. era apenas o meu modo de liberdade através dele. ele também era afável. eu estava fazendo nada mais do que me preparar para mais abuso. teriam mais do que provavelmente resultados em outra lição dolorosa. aquela noite vai viver para sempre. Embora eu tentasse esconder minha hesitação. Anthony Rawlings tinha os olhos mais escuros. fui assistida e direcionada. restaurantes e coisas triviais.

mas Brent não podia ler. ele estava de volta para o escritório e com segurança escondido. Essas palavras de memórias de Claire apressaram para a vanguarda da mente de Brent quando ele olhou para seu melhor amigo no corredor do hospital. A falta de conversa não incomoda Brent. para o livro agora. Uma vez que ele tinha visto Tony. . Isso foi o que Claire tinha sido forçada a enfrentar anos atrás? Verdadeiramente. O olhar nos olhos de Tony era o mais escuro que Brent já tinha visto. Começando com o testemunho de Claire do que parecia ser uma vida inteira atrás. Ele não duvida da precisão. como ele ~ 63 ~ . mas ele tinha aprendido a trabalhar com o sistema. a situação de Claire deu força a Brent. Ele tinha muito que fazer. A realidade de Brent com sucesso em retirar Tony naquele corredor de hospital era algo que há anos provavelmente sequer foi tentado. quando eles dirigiram para Rawlings Industries em silêncio impenetrável. ele enviou uma mensagem ao seu assistente. lhe dizendo para marcar a reunião. Quando eles passaram. Talvez tenha sido contra o protocolo. Brent planejava visitar o juiz que assinou a ordem de restrição. Ela moveu montanhas quando veio a Tony. Desde pouco do que Brent tinha lido. A última coisa que Anthony Rawlings precisava fazer era passar por uma ordem de restrição. Um luta quando se sabe que ela não pode vencer? Faz um protesto quando ela sabe que cai em ouvidos surdos? Reza para escapar. O capítulo não tinha acabado. mesmo que a morte é a alternativa mais viável? Só sei como eu pessoalmente posso responder a essas perguntas.era factível. e só porque ambos sabiam que. isso não aliviaria a tensão. a história de Claire tinha ficado consistente. Rezo para que aqueles de vocês que estão lendo isto nunca precisarão aprender suas respostas. Não havia nenhuma razão para duvidar que o mundo inteiro agora soubesse. ele acreditava que o livro da Meredith era a causa ou pelo menos o preconceito da ordem. sentado confortavelmente na lista dos mais vendidos do New York Times. a bravata de Brent falou volumes sobre a evolução da sua amizade. No entanto. De alguma forma.

Eles não estavam muito longe do escritório quando Brent perguntou. mas nossa casa é menos provável para os repórteres.iria aconselhar Tony. Ele estava ainda mais feliz que os Vandersols não tinha feito sua presença conhecida no hospital. — Acho que seria melhor um hotel agora. Brent chegou ao que ele recebeu apenas antes da primeira aparição de Tribunal de Tony . mas Brent o queria ouvir novamente. — A decisão é sua. preciso saber sobre John e Emily. — Já te disse. também. Eu tenho uma ordem de me restringir a ficar pelo menos cem metros de distância e não posso entrar em contato. — Eu tenho uma reunião no escritório do juiz Temple sobre a ordem de restrição. nem posso ir lá. Brent estava confiante de que as mesmas duas pessoas que alegam que tinham sido falsamente presas eram os mesmos que tinham arquivado a ordem judicial. Eles tinham passado pela rendição de Tony dos eventos centenas de vezes. Ao revisar os e-mails. Tony assentiu com a cabeça. me diga o que aconteceu a partir do momento que você entrou na mansão com Eric e Phil. ~ 64 ~ . para não mencionar o fogo. — Você tem certeza de quer entrar na Rawlings? Você não entra há meses. onde mais além do que a minha esposa e filha. — Antes de chegarmos ao escritório. Minha casa ainda está sendo investigada como uma cena de crime. e você já viu as fitas de escritório. E Courtney quer que você venha e fique conosco. Diabos. água e fumaça. Me de algum tempo. — Aonde diabos mais eu iria? Bem. O que mais você quer saber? — Especificamente. não havia nenhuma razão para Anthony Rawlings para publicamente a confirmar. — Bom argumento. Eles não estavam nas fitas do escritório. Entrar no quarto de Claire poderia ter sido o fósforo para acender a explosão que nenhum deles poderia sobreviver. mas eu não posso.de um afirmando que duas acusações de cárcere tinham sido adicionadas à sua lista de infrações. Ele foi imediatamente agradecido que ele não tivesse dito a Tony mais nada sobre as acusações. Tony virou como se tirado do transe.

— o tom de voz normal retornando. Não consegui achar a localização dela. mas acho que não podemos.você está me dizendo que eles são a causa das acusações de cárcere? — pensamentos e frases de Tony sobrepunham uns aos outros quando eles vieram para frente a uma velocidade inimaginável. — ele levantou seu telefone. Roach mandou uma mensagem me dando sua localização. eles foram bloqueados na suíte de Claire. — Ninguém está te culpando por Sophia. —. verifique se o bloqueio está definido na porta da suíte. Diabos. — A voz de Tony perdia por fora como ele acrescentou. Há câmeras ali. — acrescentou um pouco timidamente. — Tenha está maldita medida cautelar levantada primeiro. Eu acho que nós precisamos delas. — Como você sabe. Brent queria ouvir os motivos que o bom juiz ouviu para obter uma melhor compreensão de por que a ordem havia sido concedida. — Essas fitas também devem estar disponíveis. Eu queria esperar e espero que conserve suprimida. a maioria da casa maldita está sob vigilância. Seu pedido pode ser um pouco fora de ~ 65 ~ . Roach e Eric também devem ser capazes de compilar toda a cadeia de eventos que conduz a entrada do Vandersols para a suíte. Há mesmo uma maneira eletronicamente. Isso é que eu soube aonde ir para os encontrar. Deve estar lá.. e eles estão dizendo que era eu quem os colocou lá e trancou a porta? Não fui eu: Foi a Catherine! — Eu acho que você está certo sobre como compartilhar as fitas de vigilância. Eu preciso ver Claire.. — Eu arrisquei tudo para os ajudar. As sobrancelhas de Tony levantaram.. Brent precisava contestar a ordem em nome de Tony e pedir uma audiência perante o Juiz Temple.. A fim de obter a ordem judicial dispensada. e quero ver Nichol... veja meus registros de telefone. Vou ligar para o escritório do Evergreen e marcar uma reunião. . — não sabia onde estava Sophia.. Tenho Eric ou Roach para as encontrar. Escuridão prevaleceu mais uma vez. — Não. — O que diabos você está dizendo? Alguém está me culpando por John e Emi. Antes ele seguiu o protocolo..

— meu cliente foi concedido fiança. Anthony Rawlings é legalmente. Sem dúvida que ele era mais confortável como ele atualmente apareceu com seu manto pendurado ao redor de seus ombros. Minha agenda está cheia.. Como um prisioneiro. Estou aqui pela ordem judicial. Você pode imaginar como fiquei surpreso ao ver sua primeira audiência retirada da minha agenda e colocada para o juiz Jefferies. a assistente de Brent teve sua resposta. Como um juiz no tribunal distrital que ouve uma grande variedade de casos em uma base regular. — Os registros médicos apresentados como estado de evidência que a Sra.ordem: na maioria dos casos as formas foram arquivadas e o tempo foi desaparecido. Rawlings. representante da Emily Vandersol. — Brent começou.. Estou aqui hoje sobre a ordem judicial que lhe concedeu para Jane Allyson. —. isto era diferente . — Ele enfatizou.. Esquire Simmons tinha concedido uma reunião 15h00min com o juiz Templeem no escritório dele. — Obrigado. ~ 66 ~ . doutor.. sempre fui um defensor do seu cliente. — Juiz Temple disse.. Rawlings estava sendo mantido na prisão de Iowa City. Rawlings é atualmente incapaz de tomar suas próprias decisões ou mesmo expressar sua opinião.. Rawlings. tempo é dinheiro. — Brent disse. Ele era um homem robusto com um pescoço grosso. o juiz perdeu pouco tempo. isso não importa. Quando ele chegou. Eu ouvi que o Sr. Sr. — por me conceder esta reunião. desabotoado no colarinho. revelando uma afrouxada gravata cinza e camisa branca enrugada. eu pensei que talvez você estivesse aqui para me desculpar por me deixar de fora da primeira audiência do Sr. Bem. Esposa do Sr. Você vê. — Veja. — Na época da denúncia.isto era Anthony Rawlings. conselheiro. olhando por cima da mesa dele. Brent ficou estupefato. Faça isso rápido. Quando chegaram às Rawlings Industries. que assume que ela está falando por. Rawlings é casada. Você conseguiu o que queria. — Boa tarde. no entanto. ele foi dispensado dos seus direitos. — Sim. — A Sra. Anthony Rawlings teve fiança. — Ah sim.. e como seu marido..

. Não há nenhuma evidência para sugerir que o Sr. — Ele está fora. e você não está seguindo ele. Simmons. A evidência parece apoiar a premissa de que a Sra. estas duas pessoas não se pertencem juntos. e ele faria.duas vezes. Banks.. conselheiro. eu também devo considerar o melhor interesse da menor. Sua família significa o mundo para ele. Rawlings estava à procura em desespero. presumo que já ouviu falar do livro Minha vida como ela. Rawlings é uma ameaça para sua esposa ou sua filha. Brent sentiu sua pressão arterial subir. Ele é seu marido. — O guarde para o tribunal. sua filha precisa de um pai. — Brent admitiu. Rawlings se casou novamente com o Sr. encontrarei você em desprezo. Independentemente da validade do livro da Sra. há protocolo para isso..ou reunião. Não importa quem é seu cliente. deve olhar o que é melhor. Sra. Temos documentação legal de sua união. conselheiro. — Se você está sugerindo que eu olho para outra coisa senão os fatos. não o que é popular. Como um oficial de Justiça. Allyson. Rawlings. Simmons. — Está confiante? — Juiz Temple interrompeu. esta ordem de restrição pode ser vista como um benefício para o seu cliente e da Sra. Sua segurança é ~ 67 ~ . Rawlings está incapacitada neste momento. permitir que um homem que obviamente fisicamente e mentalmente tenha roubado a vida dela . Inocente até prova em contrário. — Certamente este tribunal não toma decisões com base em obras de ficção? O juiz Temple teve o pescoço e bochechas avermelhadas quando sua voz baixou. posso acrescentar . ou talvez o filme da Lifetime. Eu não vou em sã consciência. Entretanto. — Em liberdade sob fiança. Desde que a Sra.. — Juiz. — Sim.ter acesso a fazer novamente quando a mulher está sofrendo uma pausa mental em suas mãos. . Quantas vezes é que Sra. — Estou confiante de que ele não é mais uma ameaça.. Eles têm uma filha que precisa de seus pais. como já o fez uma vez antes. Allyson. em uma tentativa de se libertar das garras do seu cliente.. — O Sr. — Além do que é melhor para o cliente da Sra. — sob fiança. Nichols precisa tentar assassinar seu cliente antes que ela tenha sucesso? Sr.

Ele com certeza esperava que fosse melhor que seu bate-papo com o Juiz Temple. geralmente não pediria. — Isso definitivamente se qualifica como incomum. — Phil respondeu. Brent pretende intimar os registros médicos de Claire. — Sim. — É Brent Simmons. — ele desligou. Assim que ele voltou para Rawlings. Ele não as pode usar no tribunal. Enquanto Brent colocava as rodas em movimento. — Obrigado. Sabe. Me arranja tudo o que você pode encontrar do tratamento médico de Claire.. Antes que Brent pudesse responder. foi concedida a custódia temporária aos Vandersols. Maldito jogo político duro . — Considere esse conselho e meu apoio ao seu cliente. Allyson encontrou o juiz que tinha sido negado à capacidade de decidir a fiança e jogou para o ego dele . — Temple se sentou mais alto e enquadrou seus ombros. Estou em total apoio da contenção da Sra. Brent chamou Roach.não como foi difícil jogar com o Temple ou ego do qualquer outro juiz. diagnóstico e prognóstico? Nós vamos entrar com a intimação oficial e registrar em breve.era tudo que isso foi. ela precisa ser retirada deste ambiente volátil. — Circunstâncias incomuns garantem procedimentos incomuns. Allyson para a segurança da criança. Até que chegarem oficialmente. — Eu acho que nós nunca saberemos como isso teria ido. — Isso é tudo. Neste momento. ele sabia como eles poderiam se adiantar: informações do Roach. Obrigado mais uma vez. — ele encolheu os ombros. Anthony Rawlings na minha agenda. Seu objetivo era ~ 68 ~ . — Vou ter tudo o que puder encontrar para você logo que possível. Atualmente. mas iria relançar a equipe médica legal Rawlings para ir à sua pesquisa.uma prioridade. Estou ansioso para ver o Sr. o juiz Temple concluiu sua reunião. Conselho Tutelar será envolvido. a próxima parada seria o escritório do Evergreen. Brent deixou a sala do juiz em um transe.. desde que foi considerado como incapaz ou indigno de confiança suficiente para ser o único a lhe conceder fiança. Eu sugiro que você faça sua pesquisa antes de nos encontrarmos no tribunal. — disse Brent. mas isso ajudará nossa pesquisa quando começar. o pai e a mãe têm acusações pendentes contra eles. agradecemos sua ajuda.

esta merda merecia mais dinheiro! ~ 69 ~ . impostos de 2013 de Brent mostrariam um aumento significativo na renda. Amigo ou não. O aumento que Brent se deu há cerca de seis meses não o iria cortar.obter as acusações de cárcere derrubadas antes dos acessórios adicionais de assassinato e tentativa de homicídio. com a cabeça de Brent batendo. Se Rawlings Industries não fracassasse inteiramente sob este fardo.

Patrick Rothfuss Capítulo Sete Março de 2014 John Sentado no tranquilo quarto do hospital. Emily estava lidando não só com a irmã dela. Claire e ele foram próximos. John verdadeiramente considerou. Os horrores de Anthony Rawlings nunca terminariam? Quando John observa o sono de Claire. que a mente deve deixar a realidade para trás. mas ele sabia que não era. Talvez não fosse o advogado nele. Ela ainda era como uma irmã. não era incomum para as famílias ter divergências. John quis saber se as divergências nesta família possivelmente poderiam ser superadas. . John se lembrou.quando as notas. esportes e namorados eram a única preocupação. é. Há momentos quando a mente é como um golpe se esconde na insanidade. Olhando para a mulher que está dormindo na cama. John estava preocupado o que o estresse de toda esta situação estava fazendo para a mulher e a criança por nascer. ou usou para considerar Claire uma irmã. Houve um tempo quando Emily. Mulheres grávidas não deveriam ir mais devagar? Em vez disso. mas também sua sobrinha e muito mais. seus pensamentos voltaram no tempo. Claire era casada. a um tempo de inocência . Tinha realmente se casado novamente com aquele bastardo! Uma vez que a documentação do estrangeiro foi entregue a Jane Allyson. O advogado nele queria provar que a documentação era falsa ou ilegal. quando a vida era preta e branca. Como as pessoas não apreciam essa idade quando ela ~ 70 ~ . tentando descansar. Há momentos em que a realidade é nada além de dor e para escapar a essa dor. John tinha olhando aquilo até que ele quase tinha feito buracos nas páginas. Talvez tenha sido o cunhado. Afinal. Emily estava no hotel com Nichol. John avaliou sua cunhada. Memórias do fogo na propriedade de Rawlings e ficar preso naquele quarto continuaram a assombrar os dois. Embora possa não parecer benéfico.

John lembrou a visita de Claire na Califórnia no verão passado. John acreditava que Jordon e Shirley ficariam orgulhosos. Por isso. Ele também lamentou a mulher que ela tinha se tornado. ele nunca tinha duvidado disso. apesar do conselho da irmã dela. Apesar de John achar cativante. Tudo o que tinha ocorrido no cérebro para a fazer do jeito que era no momento iria arder e morrer. Durante essa visita. De alguma forma. Não. recordando a adolescente magra com cabelos crespos escuros e uma inegável teimosia para independência. Ele piscou a umidade dos seus olhos quando ele lamentou a mulher que Claire nunca foi autorizada a se tornar. A única diferença foi que desta vez ela era dirigida para eles. Seu crescimento tinha começado bem o suficiente. Sua cunhada era uma fênix. ao longo de tudo o que eles tinham sofrido. Tinha sido a última vez que ele ou Emily tinham visto Claire . ou talvez o porquê de tudo. alegando que ela estava apaixonada. ele precisava acreditar nisso. era o que dizem. a perda de seu emprego. John sabia que Emily era a garota certa para ele. Se foi a morte de seus pais. era algo que enfureceu muitas vezes a sua irmã mais velha. Depois de toda a escuridão recente. John tinha visto aquela mesma teimosia que ele tinha conhecido desde que ela era uma adolescente. Claire iria renascer das cinzas. não só para ele. as pontas dos seus lábios subiram ligeiramente. Qualquer um desses cenários foi inegavelmente melhor do que o deitado diante dele. Quando ele começou a namorar Emily. Ele lembrou muitas ocasiões quando Claire escolheu seu próprio caminho. John se sentou na cadeira de vinil com um suspiro. Por isso. sua cunhada era uma sobrevivente. Não apenas ela sobreviveu. e eles estavam vivendo a vida na Califórnia. parecia que a vida finalmente estava olhando para cima. Crescer não foi só isso. desde cedo. Claire chegou a anunciar seu noivado. ele acreditava que ela iria triunfar mais uma vez. Claire sobreviveu. mas para Emily e Nichol. ou sobreviver de seu primeiro casamento. Realmente? Apaixonada por Anthony Rawlings? Emily fez o melhor dela para dissuadir Claire e a convencer a ficar na Califórnia. Na verdade. lhe lembrando das coisas que Anthony tinha feito no ~ 71 ~ . Mais uma vez. John queria acreditar nisso. Pensando em Nichol e a bagunça na mão. cada vez ela voltou mais forte. Apesar de tudo. Quando John se lembrou dela nessa idade. todos desejam chegar à maturidade. John tinha um novo emprego. Claire era apenas uma adolescente.até agora.ocorre? Em vez disso. Ele e Emily tinham um bebê a caminho.

Aquele brilho se desvaneceu quando Emily replicou. Temos sempre esse amor. Portanto. John e Emily foram espantados que Rawlings tivesse permitido Claire viajar para sua casa. — Você a quer afastar? Sabendo quanto Claire significava à sua esposa. — Claire. olhe para você.não só seus olhos verdes. — com cada palavra. balançou a cabeça e sussurrou. Vamos agora fazer uma recuperação. faça. não ele? John não tentou esconder os seus sentimentos sobre Anthony Rawlings. — Eu sei. John lembrou uma conversa: — Claire. — Porque ele vai descobrir? O cara Clay vai contar a ele. Claire lhes assegurou que não era como tinha sido antes . John tocou a mão da esposa. a vida que Emily e ele viveram não seria possível. — Claire respondeu ao assunto com naturalidade. — você sabe que nós te amamos. Sua licença estava no processo de reintegração. Escape enquanto você pode. — Por quê? — Emily perguntou. — Realmente? Você deve usar a palavra nosso? Isto é 2013. Verdadeiramente. Quer dizer. gostaria de submeter a si mesma e seu filho com um homem como ele? — Eu não estou tendo essa conversa com você. Eu estou começando a sentir o nosso bebê mover. Você tem que entender de onde estamos está vindo. ~ 72 ~ . Em seus olhos. tentou ver os dois lados da história. John era um litigante e como tal. Pareceu a oportunidade perfeita para a persuadir a escapar. Não há nada de errado em criar esse bebê por conta própria. Ele arruinou nossas vidas. É incrível. Apesar de tudo isso.que desta vez foi diferente. com sua história. — Emily disse como ela fingiu a excitação para sua irmã. Está tudo bem. Ele arruinou sua vida. se você quer levar seu dinheiro ou pensão alimentícia ou sei lá. A mão de Claire vibrou sobre sua barriga. Se não fosse por Amber McCoy e SiJo. oh porque. não importa quão difícil. Mas porque. o olhar marejado de Emily fez um buraco no seu coração. que lembrou John de sua esposa. Felizmente.passado. tudo bem. ela brilhava . — John disse. quando Claire levantou e se dirigiu para a janela de sua casa de Palo Alto. os advogados de Nova York tinham encontrado novas provas e revisito o caso. Você está começando a mostrar. mas também a expressão inteira. e quanto ela olhou para frente a sua visita. Você cometeu um erro. o homem tinha arruinado sua carreira e o mandou para a prisão.

Nós saímos do outro lado e você sabe o que estou a dizer? Você não parece muito pior para o desgaste. você não seria um alvo. Não importa o que você diz. Claire tinha ainda a derramar uma lágrima enquanto ela falava cada palavra com condenação. — Emily tentou. E. Isso me torna um alvo para os loucos. mas então tem Tony. — Não vou submeter nosso filho a essa negatividade em relação a seu pai. ou o que você quer que eu faça. Não estou a dizer que ele não fez as coisas que são lamentáveis.. — O quê. Nós tomamos uma estrada longa e não convencional para chegarmos onde estamos. Como costumava ser. Esperando ver tristeza. você pode pagar. Essa escolha é sua. Você diz que Tony arruinou suas vidas. — Eu esperava que quando John decidiu aceitar o emprego na SiJo estaríamos juntos novamente. Por quê? Eu vou te dizer por quê. — Mas se você não estivesse com ele. Eu admito que eu vivi no inferno. — Eu estou olhando para fora em uma rua arborizada intocada em uma das áreas mais ricas do país. Preferia Clay nas proximidades a viver com medo. você diz que você está dando um tempo de ensino. sim. Emily. — Nosso filho seria. e eu quero que ~ 73 ~ . Claire se virou com uma vingança. Esqueceu tudo sobre Patrick Chester? Meu laptop ainda não foi encontrado. Honestamente. — as palavras dela pararam. — Eu não sou a irmã mais nova que precisa de você para me dizer o que fazer. esta é a minha vida. — Eu e-esperava. E eu estou cansada de ouvir sobre a presença de Clay. Emily ficou em estado de choque. Eu não estou minimizando o inferno que vocês ou eu passamos. Eu sou mais forte. de vocês ou de qualquer outra pessoa. Mas nós viemos para fora mais fortes. não é da sua conta. Clay não está me espionando: ele está me protegendo. Você sabe por que ele está aqui? Porque Tony e eu sabíamos que Tony não é bem-vindo. Meu filho não pagará o preço pelos pecados de seu pai. Pela primeira vez.. Emily? Você esperava que eu viesse para a Califórnia e decidiria ficar? Emily sacudiu a cabeça e depois encolheu os ombros.. os três. e francamente. e eu a escolho viver com Anthony Rawlings. Tony tem dinheiro. John e Emily. Embora as bochechas da Emily estivessem úmidas. — ela acrescentou. É porque você pode ter recursos para o fazer. Eu quero ter vocês em nossas vidas e na vida do nosso filho. Mas me deixe dizer: onde estamos é um bom lugar.. Você não sabe a metade disso.

John tinha chamada Emily e lhe disse para levar Nichol ao hospital. É mais do que isso: mesmo sem o nosso filho. Emily? Emily tomou uma respiração irregular e se inclinou para John com a cabeça balançando de um lado para o outro. A ironia ajudou para revestir as bochechas de John em lágrimas frescas. — John interrompeu. — Parecia que você e o Harr - — Pare.nosso filho tenha ambos os pais. Ela sempre vai escolher Anthony. ela conseguiu comer e dormir como uma campeã. Depois de alguns dias de agitação para a fórmula. eu quero casar com Tony novamente.. Pense tud. — Obrigada. Eu admito que eu tenha um monte de ressentimento. Espero que um dia Tony e eu possamos ser o mesmo para seus filhos. John. mas John se sentiu confiante de que sua filha seria o elo para a volta à realidade.. Talvez isso faça de você uma pessoa melhor. Eu vou apoiar você e seu bebê. Ela veio nos contar sobre seu noivado. Sempre achei que era muito especial. — acrescentou com um sorriso triste. Não estou pronto a perdoar como você. John segurou as bochechas da esposa. Nichol era absolutamente linda. — Isso é o melhor que posso lhe oferecer agora. Claire agiu confusa. — Eu não vou levar o lado dela. — Como você pode tomar o lado dela? Já discutimos isso. como eu sempre vou escolher você. — Emily.. Lágrimas balançavam nos olhos de Claire. Emily expirou. Talvez um dia você vá querer a mesma coisa. mas não acredito que Claire chegou a Palo Alto para nossa permissão. — Passos de bebê. A primeira vez que Claire tinha acordado. — ele se virou para Claire. Eu quero ser a tia Em. Eu quero que nosso filho possa conhecer e amar a sua tia e tio.. Eu sempre estive do seu lado e sempre estarei. A primeira vez ~ 74 ~ . Emily deixou o abraço de John e caminhou para a irmã dela. e ele era o tio John. Não temos de gostar. — Claire fez o ponto dela. Ela não veio aqui para escapar. somos toda a família que temos. Emily estava sendo tia Em. Você não vê? Então vai até Claire. Não é assim que tem que ser? Podemos também estar do lado de Claire e do lado da nossa sobrinha ou sobrinho. Ela não o fez.

Ela não respondia a perguntas sobre qualquer coisa. Mais uma vez. Não havia nenhuma maneira que eles podiam deixar acusações de Claire e Rawlings em uma acusação de ~ 75 ~ .que tentaram. parecia que em legítima defesa. O que no chão eram quadrado. Cada vez mais. ele não poderia imaginar o que Claire fosse duradoura. enquanto os que estão no teto eram retângulos.como um alívio para a mente. Seus monólogos interiores foram um meio simples de desvio: um que tinha usado com êxito enquanto encarcerado. A ideia de que sua cunhada poderia ser condenada por um crime. como um surto psicótico . A vida parecia ter um botão de repetição. Foi por isso que ele e Jane foram para o quarto de hospital de Catherine London. John orou que sua condição era temporária. John e não Claire. Talvez Claire o amar. no entanto. e mais uma vez Rawlings seria libertado era absurda. Claire olhou para a Nichol e chorou. focando sua cunhada. Os médicos disseram um dia de cada vez. Depois daquela conversa. Foi a coisa mais triste que ele já tinha visto. A polícia a tentou interrogar. Ele tinha feito isso durante mais horas do que ele poderia contar. o prognóstico era bom.não. Em algum momento que ele teve um pensamento aleatório sobre o porquê que o número não era o mesmo. bem como o número de telhas no teto. e talvez ele era o pai daquela menina linda no hotel. O que tornou cada vez mais difícil foram as acusações criminais contra Claire. e a insanidade temporária seria a melhor rota. O próximo passo lógico em seu fluxo de consciência que foi Anthony Rawlings. Ele sabia o número de azulejos no chão. John passeou no quarto de hospital. a pressão do sangue de John subia e suas mãos apertavam inconscientemente em punhos. Claire só se virou e olhou pela janela. Sendo uma mulher jovem e saudável. Os médicos explicaram. Da próxima vez que Emily a trouxe na sala. Ainda não há promessas para o comprimento do episódio poderiam ser feitas. A resposta era óbvia: o tamanho das telhas. Até Jane Allyson tinha estado dentro e fora tentando trabalhar na defesa de Claire. acusando Rawlings com falso aprisionamento parecia uma conclusão precipitada. ele ainda merecia ser um a apodrecer numa cela de prisão . Mais difícil para Emily e ele foi. Eles estavam em busca da verdade . Tentando passar o tempo.de respostas. Lhe perguntaram o que exatamente aconteceu na propriedade. Sempre que os pensamentos dele retornaram ao encarceramento.

. especialmente em Iowa. Por favor. que iria ajudar com a defesa de Claire e ajudar a acabar com a parede proverbial de Rawlings. Ela é advogada de defesa de Claire. Rawlings sabia onde você estava? Eu não o via há meses. John pisou mais perto. nos dizer por que você chamou a polícia? Catherine ajustou os botões na cama do hospital. — Esta é Jane Allyson. por favor. É compreensível como devastador seria ter alguém que confiou na maioria de sua vida se virar contra você. a polícia disse que você estava preso na suíte durante o incêndio? Não sei como isso poderia ter acontecido. Não sou como aquele homem. eu entendo que é difícil para você. Você trabalhou para ele por tanto tempo.delito. Uma lágrima desceu bochecha da Catherine. como se sente? — John pediu com verdadeira preocupação em sua voz. Quando ela se sentou reto. já passamos por isto antes. Vandersol. A única razão pela qual John e Jane foram concedido acesso a sala vigiada de Catherine foi porque eles eram os advogados de Claire. Sabendo que sua profundidade de influência. qualquer coisa. John se lembrou da dor nos olhos de Catherine. — Pode você. — apontando para o lado dele. — Como a Senhora está? — John perguntou. — Sra. — A voz dela parou. O cinza nos olhos dela aflito mostrou uma centelha de interesse. — Sr. — Há tanta coisa. . Sr.quer dizer . Esperamos que você pudesse nos dizer algo. Eu pensei que ele e Claire estavam mortos. — E você... London. ~ 76 ~ . Jane tocou na mão de Catherine. Sabia que Sophia Burke morreu? — mais lágrimas caíram quando ela fechou os olhos e abanou a cabeça. provavelmente ele iria sair com uma pena leve ou pagar uma multa..John. sua expressão se transformou em uma careta. — É por isso que está aqui? Jane respondeu com ternura. sua expressão com devastação quando ela falou dos eventos fatídicos. Mesmo assim. me chame John. ele disse. — Catherine. eu-eu. Como o Sr. o advogado da Catherine também esteve presente. obter uma reprimenda e ficar livre. — Catherine.

Seus olhos cinzentos nublaram quando ela repetia a memória da tarde crucial.. ela endireitou os ombros e continuou. eles foram capazes de a remover.. Depois de estar longe dele por tanto tempo. e não atingiu órgãos vitais. Me desculpe. A licença de John para praticar a lei não lhe deu essa capacidade no estado de Iowa. — Vai ficar tudo bem. — Eu deveria ter. A maneira que ele estava delirando e delirando. — Sra. — Mas com certeza você sabia que ele estava fazendo. Felizmente. a pessoa que tinha ajudado. Então. Quando abri a porta. John balançou a cabeça. Eu não acho que vou correr qualquer maratona por um tempo. imagine meu choque. a voz dela era tremula.. no entanto. — foi como ele costumava ser para ela. Sr. — Por que Claire.. — depois de uma respiração profunda. Por que você não o denunciou? — Eu queria. Eu não queria ser Claire e eu. tentaria te matar? ~ 77 ~ . — Ela estremeceu. Não demorou muito para ele começar a me acusar de coisas desprezíveis. Rawlings estava sentando no escritório. London. sua esposa e Sophia. — Catherine. — Ela fechou os olhos e outra lágrima encontrou sua fuga. Sei que ela se sente presa. — ela olhou para baixo para o colo dela e a voz da arrastou para fora. Ele falou de seu avô e seus pais.. radicou-se em uma posição mais confortável. porque não ajudou Claire naquela época? — Eu fiz tudo que pude fazer. eu estava tão assustada.. Eu estava com medo.. — Estou muito dolorida. você. especialmente durante os primeiros meses. Não tinha ideia que ele mesmo estava dizendo. — ela olhou em direção John. ele não conseguia parar a pergunta que tinha queimado nele desde que ele primeiro aprendeu a verdade sobre o inicio de Claire e de Anthony.. quando ela chegou. Eu me recusei a voltar a ser como era. Jane empurrou para frente. ela estava tão assustada. —. Quando ela abriu. me senti mais forte do que eu tive em anos. A bala não fez nenhum dano duradouro. Ele ouviu as histórias de como Catherine tinha sido a graça salvadora de Claire. por que chamou a polícia? — Jane perguntou novamente. Não fazia qualquer sentido. Tentei tornar melhor. — é por isso que chamei a polícia. — Tinha acabado o almoço com. Depois fui para o escritório em casa para verificar meus e-mails.

Claire estava gritando. o mais provável parecia que Jane seria forçada a arquivar um inocente por insanidade fundamentada. Embora seu recorde anterior tivesse sido expurgado.Nichol. É como se nós não estamos lá. Quer dizer. John e Jane falaram por horas contemplando a defesa de Claire. novamente. — Eu não sei. a única maneira que eu sabia como. Nunca vi nada parecido. mas quando ela faz.. — Isso seria bom. antes que ela consegue se lembrar? — Eles não sabem. Talvez ela vá passar para visitar? Pela primeira vez desde sua chegada. Talvez ela estivesse tentando finalmente ser livre. Após sua visita. Ela raramente acorda. — ela se virou novamente para John. — Ela não diz nada? — Ela só fala durante o sono. — Quanto tempo os médicos acham que vai ser.. diga à Emily que sinto que não fiz mais por sua irmã. Eu realmente tentei ajudar. As sobrancelhas de Catherine subiram. me contate primeiro. Se você gostaria de retornar.do Sr. Ela era? Quer dizer. Parecia claro: Claire não tentou atirar em Catherine. Cabeça de Catherine inclinou de um lado para o outro. Não sei se ela estava tentando me matar. Nós esperávamos que ela fosse acordar antes de agora. Ela chama por ele. — Maldita imprensa. — Eu vou. ela não fala e só olha. Sim. Infelizmente. Posso certamente entender. Isso não faria sentido. — John. Rawlings. todos sabiam que a carga atual da cobrança contra Claire Nichols Rawlings. eu estava tentando proteger o bebê . O advogado da Catherine falou. certo? .. a polícia de Iowa City não ficou facilmente satisfeita.. Gostaria disso. é verdade. Catherine sorriu. John acenou em afirmativo. — É verdade que a imprensa está dizendo? É verdade que Claire não está se comunicando com alguém? Desta vez. Se você não tenho mais perguntas. A pergunta para sua equipe jurídica nova era como Claire responderia? Quanto mais tempo ela permaneceria incoerente. por favor. ou mais precisamente hospitalização versus encarceramento. Enquanto muitas vezes uma tentativa de uma menor frase. este fundamento seria a verdadeira postura de ~ 78 ~ . tentativa de homicídio não foi a primeiro. Ela estava tentando fugir de Anthony Rawlings. — Minha cliente passou por muita coisa.

pronto para entregar para o Rawlings a ordem de proteção. ver o medo nos olhos dela enquanto ela falava sobre o temperamento de Anthony. Não tivesse sido para o brilho no olho dela quando ela discutiu um possível confronto. Há muitos anos. quando os pais de Emily e Claire morreram. Mas Emily não queria deixar. Ela tinha um ajudante do xerife estrategicamente posicionada. Quando as memórias de tudo começaram a tranquilizar e merecido descanso rastejou sobre o corpo cansado de ~ 79 ~ . Tinha longos dias. John Vandersol jurou que ele não permitiria que isso acontecesse novamente.Claire. John sentiu honra em assumir o cuidado das suas filhas preciosas. Jane lhes assegurou que ela tinha tido mais de um encontro com o infame Anthony Rawlings. ela gostaria de falar com o Sr. o ajudou a decidir e prosseguir o mandado liminar. Rawlings. John poderia ter recusado. aquele brilho estava presente. A cena do volátil tinha o potencial de se tornar uma guerra total. Então ele viu que ele tinha falhado com Claire muitas vezes. Não era um papel no estilo antigo de fazer o que eu digo. não para Claire e não para Nichol. ele assumiu o papel de homem da casa. Não havia nenhuma maneira que John pudesse sentar e deixar Claire e Nichol voltar para ele. John concordou. Esta mulher tinha trabalhado para o Rawlings a maior parte de sua vida. Cara Legal. foi um de protetor e provedor. A visita de John a Catherine. e ela não estava intimidada. Claro. Mais tarde naquela noite quando ele balançou sua sobrinha a dormir. Se as coisas ficaram status quo. Jane Allyson insistiu que nem John nem Emily estivessem no quarto do hospital de Claire. e ainda ela parecia aterrorizada. Jane prometeu que ela ficaria com Claire e se for preciso. No entanto. autenticação médica não seria um problema. eles estavam presentes porque Claire estava oficialmente sob custódia da polícia. Na manhã da primeira aparição de tribunal de Anthony Rawlings. Não. Seria melhor ter Rawlings. John foi e terminou em ser o Sr. Os policiais de Iowa City na porta de Claire não doeu. Pelo contrário. depois de conhecer Jordon e Shirley Nichols. caminhando através de uma ordem de restrição e ser cumprimentado pela cidade Iowa e Jane Allyson que Emily e John. Nunca tinha considerado pesado.

Embora os monitores não tivessem mudado seus bips monótonos. Seu rosto amassou quando ele levantou o cobertor cor de rosa. por favor.e. Ela finalmente está comendo . ela tinha recentemente sido oficialmente reservada e acusada de tentativa de homicídio. Emily colocou mais perto. Abaixando o trilho lateral. John caminhou em direção à cama. Emily lhe entregou um copo de isopor com um canudo. O que você acha? Novamente. seus olhos fecharam como se não ouvisse ou reconhecesse a comoção em torno dela. por que não pesa mais? Você não está comendo para sua tia Em? Sufocando uma risadinha. Anthony não tentou romper a ordem de restrição. John correu para frente. Até agora. Quando o sono estava prestes a vencer. — Oh.John. eu sei que você pode me ouvir. Mais fora da obediência. Discordância única de John com a carga foi a vítima. Emily respondeu. — Eu acho que ela gosta de ficar livre do assento. Acho que a Nichol precisa da mamãe dela. os olhos de Claire estavam abertos. sentar? — em vez de se mover. menina. — ele olhou para a cama. Quando Claire não o alcançou. — Oi. querida. não. e a polícia estivera ainda presente. — Oi. mas carregar Nichol não vai machucar o bebê. Claire se inclinou para frente e extraiu o liquido. Ela quase não pesa nada. — Claire. — Eu estou bem. — Emily solicitou. ~ 80 ~ . olha quem veio te ver. — Você não devia carregar isto sempre. ele fez o melhor para encontrar uma posição confortável na cadeira do hospital cama de Claire. rapaz. Afinal. beijou a face da Emily e chegou para o lugar da pequena. Uma vez que ela estava de pé. Claire nunca tentaria matar Catherine. Emily zombou. quando Emily empurraram os botões em cima da cama. Emily sentou ao lado da irmã. Estou cansada. ela está comendo. retirando dos confins das cintas e cobertores quando pequenas pernas chutaram. ela não respondeu. Você pode. porque você não se senta? Eu vou te dar um pouco de água. a porta do hospital abriu e Emily entrou carregando o assento de carro que Roach lhes tinha dado há alguns dias. Claire se mudou para uma posição sentada. Acho que talvez nós estejamos encontrando uma rotina. — Claire. John levantou Nichol.

não eram apenas as bochechas dela que estavam úmidas. não contemplando sua linda filha. John veio para frente e colocou a Nichol no colo de Claire. Claire sentou estoicamente. Emily incentivou os movimentos de Claire enquanto sua filha chutou com a perna. Imperturbável. mas em direção à janela coberta cega. Quando gritos da Nichol quebraram o transe. ~ 81 ~ . torcendo por sua mãe dela.

Não foi confirmado. Anthony e Claire Rawlings se casaram em um local secreto em outubro de 2013. Que Deus me ajude. De acordo com registros da polícia de Iowa City. duas acusações de cárcere e acessório para cometer assassinato. Não há mais informações sobre se a criança foi liberada. iludindo agentes federais. mas foi dito que os dois casaram fora dos Estados Unidos. Eu juro solenemente que vou apoiar e defender a Constituição dos Estados Unidos contra todos os inimigos. sem o conhecimento de familiares e amigos. que tomo esta obrigação livremente. Iowa. Estados Unidos Polícia de Iowa City finalmente confirmou que Anthony Rawlings. Iowa. que foi dada como desaparecida em 4 de setembro de 2013. Anthony Rawlings foi acusado de intimidação. Este alegado incidente também incluiu Claire Nichols Rawlings. Rawlings próprio. Ela ~ 82 ~ . Claire Rawlings foi acusada de tentativa de homicídio. A suposta vítima foi identificada como senhorita Catherine London. Sr.Juramento do FBI Capítulo oito Março de 2014 Harry Associated Press: Iowa City. sumido Presidente das Rawlings Industries. e que bem e fielmente os deveres do escritório em que estou prestes a entrar. o casal deu à luz uma filha. uma antiga funcionária de Anthony Rawlings. agressão com a intenção de cometer danos corporais. EUA. Família da Sra. sem qualquer reserva mental ou propósito de evasão. pelo Sr. foi localizado e preso no que diz respeito um alegado incidente ocorrendo em sua propriedade fora de Iowa City. que carregará a verdadeira fé e fidelidade aos mesmos. . No que se refere ao alegado incidente. Sra. Rawlings confirmou que enquanto ausente. estrangeiros e nacionais.

. — Eu sei que estraguei tudo .estraguei todos acima . agente? Gostaria que talvez eu fizesse login você nos arquivos privados deles? Harry mudou o equilíbrio. Após um silêncio prolongado. bem como o motivo para o suposto crime. como muitos outros. — Eu sei que eu não era mais o contato deles. não tem sido divulgado. Ela acreditava que a mulher era uma ameaça para ela. mas você sabe que eu tenho um interesse pessoal neste caso. o agente Williams olhou para cima. desconfortável ele disse. — A Associated Press? Me dedico mais de um ano da minha vida e carreira a um caso. Eu só quero saber o que o FBI fez para o Rawlings. — Harry respondeu quando ele jogou o comunicado de imprensa impresso na mesa do agente Williams. O motivo para o retorno desse casal de alto nível. — Isso é besteira. mas havia sempre a possibilidade que tal escavação poderia disparar alarmes e alertar outros para suas atividades. realmente. nojo evidente em sua expressão. meus comentários foram excelentes desde que deixei o caso de Rawlings.mas isso não nega o fato de que eu sei esse caso para trás e para frente. A porta ricocheteou na parede quando o agente Baldwin determinadamente entrou no escritório de SAC William no escritório de campo do FBI de San Francisco. agente. sua criança e mesmo a Rawlings. presumo que sua entrada é em relação à sua demissão. ~ 83 ~ . dito ser o resultado de um único tiro. tinha sido negado o acesso. Havia maneiras de acessar os casos através de backdoors. — Baldwin. — Senhor.ainda está no hospital com lesões não fatais. e eu descubro que Rawlings e Claire foram detidos em Iowa pelo Associated Press? — Já não é sua preocupação. Indignado. sei muito bem da sua relação pessoal. Preciso o lembrar de sua posição dentro do FBI? — Senhor.. Isso não lhe dá o direito de entrar no meu escritório ou para solicitar informações. Eu sei o que Claire disse que ela estava fugindo de Catherine London. — Você só. Agente Williams pressionou seus lábios juntos. até mesmo de dentro do gabinete. — Harry conseguiu com os dentes cerrados. deliberando sobre sua resposta. Isso era o que ele queria. As últimas poucas vezes que tinha tentado acessar qualquer coisa. — Sim. Harry limpou a garganta e disse.

o agente Baldwin estava atualmente trabalhando diariamente no escritório de campo de San Francisco e vivendo em Palo Alto. — Ouvi as confissões Rawlings repetidamente. Não me refiro a Claire. Nós não podemos sentar e deixar esses caipiras-locais processar qualquer um sem vir para frente com nossas informações. O que o FBI revela não é para qualquer um de nós. Isso pode moderar minha resposta a ser insubordinado quando você entrou no meu escritório. London para ser uma mulher gentil. London fez medo a Claire suficiente para a forçar desaparecer.foi uma jogada ruim e possivelmente perigosa. — Filho. — Continue. Ele esticou a perna coberta em seus jeans diante dele. — Se sente. será que isto vai mais? Você disse que o caso está além de nós dois. Santa que tem sido vitimada por Claire e Rawlings. de alguma forma. — Eu poderia ter feito mais algumas pesquisas no meu tempo livre. Harry exalando se sentou de frente para o SAC. — No entanto. mas isso não é o que tem feito sentido para mim e que me mantém acordado à noite. Senhor. — Senhor. — Talvez o FBI não esteja monopolizando bastante de seu tempo. Ainda acredito que a decisão de voltar para aquele bunda – quero dizer homem . — ele se inclinou para frente. Tenho a sensação que você sabe mais do que você deixou no ar. Harry continuou. — ele acenou para uma cadeira. Antes de sair do caso. você fez o crescimento pessoal. SAC Williams abanou a cabeça.Sra. tudo que li faz com que a Sra. Nós podemos sempre usar mais burocratas se pesquisa é o seu forte de novo. Exatamente agora. Ignorando seu comentário. — Não e ainda não faz sentido. O que te digo fará a diferença? ~ 84 ~ . eu ouvi o áudio das confissões de Rawlings. devo dizer que é refrescante o ver a falar sobre testemunhar para ambos. Tudo que ele confessou fazer foi em conjunto com London. tudo isso veio à tona. Agora Claire foi acusada de tentar assassinar a mulher. Estando entre as atribuições. este caso tem ultrapassado mesmo eu e você. Se nada mais. As provas não combinam com as suas declarações. certamente você vê que. — Estou ouvindo.

. descrevendo que na confissão de Tony os detalhes abrangentes: sua reivindicação para ter pagado alguém para sabotar o avião de Simon. mas não era uma recusa. — Se você decidir tomar isto além deste escritório. e se é possível.. Eu já recusei o meu compromisso com Liz e qualquer outra pessoa porque eu nunca sei ~ 85 ~ . eu gostaria de estar oficialmente no caso. em vez disso. ele acenou com a cabeça. Disse a Ilona e para mim.. — Harry confessou —. Williams levantou suas sobrancelhas. De Rawlings. o avião de Simon caiu. Então. Não me importava se faz sentido ou não. SAC Williams não respondeu verbalmente. foi em favor do FBI. Eu também odiava o que Rawlings fez com Claire. — Rawlings não poderia dizer como funcionava a transação. mas toda vez que isso aconteceu. que eu fiz para as manter seguras. — Por que isto não foi discutido anteriormente? — Eu não toquei no assunto. Simon Johnson não era só meu amigo: ele era o noivo da minha irmã. Não foi uma promessa. antes que ele se mudasse para a próxima. Ele era um bom homem que não merecia ter um tiro em o apagar simplesmente porque ele queria fechar parte de sua vida. Obviamente acha que sabe de uma coisa. O homem paga para ter o avião do meu melhor amigo sabotado. fora isso ele iniciou o contato com alguém que pegou seu dinheiro e prometeu resultados. Harry começou. Algumas semanas depois. As minhas prioridades tem sido distorcidas. Deixei os direitos de minha filha.. O que é? Harry olhou para baixo. — O que mudou? — Eu fiz algumas coisas confusas em minha vida. Foi uma faísca que deu a Harry o combustível para compartilhar suas pesquisas e intuição. momentaneamente antes de trazer seus olhos azuis brilhantes para o SAC. porque eu queria ver o rabo dele apodrecer na prisão pelo que ele fez. mesmo sabendo que a prova não se encaixava. — O NTSB não encontrou qualquer evidência de violação. querendo Baldwin para continuar. — Me deixe ser eu a decidir isso. O que me incomoda foi análise final do NTSB de avião de Simon. fiquei feliz com a confissão de Rawlings. a transação foi concluída. mas não acho surpreendente. É um pouco narcisista Rawling acreditar que ele tinha esse poder.

— Quando a expressão do SAC mudou. filho. Demorou um pouco para os resultados. — Eu pedi os testes. — acrescentou ele com uma ligeira curva ascendente de seus lábios. fui capaz de ordenar uma análise dos seus restos de tecido. ~ 86 ~ . Harry acrescentou. Não quero deixar pendurada por meses ou anos a fio. — Eu concordo. Sinceramente. Eu acredito naquele juramento que eu fiz anos atrás. o dia que tomamos aquele juramento somos todos casados. — Não tem certeza. eu esperava encontrar actaea pachypoda. Ele contratou alguém com a intenção de acabar com a vida de Simon Johnson. Ela exige toda a sua atenção. — Sim. a queda foi relacionada a uma overdose. e eu não posso ignorar que a mesa está para algo diferente de vingança. ou talvez um envenenamento. É mais do que isso. — Eu deveria ter sido avisado se actaea pachypoda foi encontrado. Mais uma vez. Talvez tenha sido um ingrediente de outro medicamento? Eu não sei. não é a verdade completa.aonde minha próxima missão vai levar ou se eu vou chegar em casa. Em minha opinião. A morte de Simon não resultou de um avião sabotado. Eu escolhi dar minha vida para defender as leis desta terra. Não acredito que Simon teria consumido intencionalmente um medicamento para o qual ele tinha uma sensibilidade. Mas neste caso. O FBI é minha outra metade. Eu não sei. Posso supor que você sabe o que quer dizer? SAC Williams assentiu com a cabeça. que é conspiração para cometer assassinato.eu o queria encontrar. foi apenas isso . enquanto eu estava no caso. Seu sorriso característico e olhos azuis sorriso desapareceram por trás de sua expressão solene. Isso não significa que eu não fodi com ele . — O que está dizendo? — Embora o corpo de Simon foi gravemente queimado. teria já confirmado conexão com Rawlings. Esperava mais do que . As sobrancelhas de SAC William juntaram. e o FBI é uma puta de uma mulher. Os lábios de Harry formaram uma linha reta. Se tivesse. Você construiu esta história toda e acabar com não estou certo? — Não sei se foi acidental ou se foi intencional. Não me interpretem mal: Rawlings é culpado. já lhe disse que é para ela.figurativamente e literalmente. — mas eu não posso sentar e assistir um homem levar a culpa por um crime que não cometeu. Enquanto tudo isso é verdade.conspiração.

— disse Williams. mas não fora da faixa normal. como Tylenol PM.5 mg/dose de L. Objetivamente. senhor. Sra. Johnson disse que não era nada de novo. Tenho que concordar. Me ensinaram a olhar informações objetivamente. Eu queria separar essa parte da ~ 87 ~ . eu estava fora em missão quando ele morreu.5 microgramas/litro de difenidramina em seus tecidos. porque o avião do Sr. Simon foi alta. eles estavam em êxtase. foi o meu ataque e a ameaça contra Jillian. Infelizmente. Simon estava muito consciente. Uma dose letal não é obtida até mais 19. Um pouco de Benadryl o faria incrivelmente sonolento. — Eu acredito? Não tenho informação suficiente para acreditar ou negar. ele tinha uma sensibilidade anormalmente alta de difenidramina. mas eu estava por perto quando ele propôs noivado para a Amber. Benadryl. porque não foi encontrado. Quer dizer. Você acredita que ele foi envenenado? Harry contemplou sua resposta. em minha opinião. Ele tinha a vida toda pela frente. Ele sabia como a evitar. eu tenho mais perguntas do que respostas. — O que você achou? — O marcador apenas incomum foi um nível normal-alto de difenidramina. Por que teria ele me atacado e ameaçado a minha filha? Como ele poderia saber sobre ela? Esse foi o ponto de que eu fiz quando eu escolhi o FBI sobre paternidade. Johnson não foi adulterado e ele tinha uma invulgarmente alta sensibilidade à substância somente estrangeira encontrada em seu corpo. Sra. — Sim. antes de voar. — Você não foi notificado. Só não faz sentido. que está disponível em todas as drogarias e lojas de conveniência em todo o país. Outra peça do quebra-cabeça que não se encaixa. — Por que vale meu tempo ou do FBI? — Porque. Johnson jurou veementemente que Simon nunca conscientemente consumiria Benadryl ou qualquer medicação contendo Benadryl. É algo que Simon foi tratado desde criança pequena. — Normal-alta? O que isso significa? — Simon tinha 17. — admitiu o Harry. Rawlings estava com Claire. Não foi muito depois que ele confessou a conspiração. — Me deixe ver se entendi: você quer reabrir este caso encerrado. de acordo com a mãe de Simon. — Benadryl.

— Você está dizendo que se eu for para Iowa. Ele pagou para obter todas as informações que ele poderia de mim. Não sei quem esse alguém poderia ser. a língua dele. mas ela não volta na palavra dela. Também sei que tínhamos um acordo com Rawlings. mas ele. Pessoas como ele traem eles mesmos a outra pessoa. isso é o que eu sei. — Insinua uma espionagem? Aqui na mesa? Harry mastigou seu rosto por um segundo enquanto seus olhos azuis olharam para baixo e depois volta. e o escritório de Boston estava nisso.. Mesmo que não acredito mais. Eu não tenho passado. se você sentir que é necessária uma investigação interna. — Isso é muito exemplar de vocês. você sabia disso. — Antes de seu ataque. Elas não são mais parte de quem eu sou. Ele é muito egoísta para ver alguém como uma ameaça. ficou grossa. Eu não era mais uma ameaça para ele e sua relação com Claire do que o guarda-costas dela era. de repente. quem fora o FBI sabe sobre sua ex-mulher e sua filha? — Ninguém sabe. Acredito que alguém queria parar a minha pesquisa. especialmente em seus olhos. — Posso viajar para Iowa? — Como um agente ou um cidadão privado? Toda a umidade desapareceu da boca de Harry. Ninguém pertencia com Claire.. Harry pensou no último comentário do SAC em seus pensamentos.ele não se importou o suficiente sobre mim para ameaçar minha família. — Filho. Novamente. — Suponho que você decide. — Senhor. só eu e o diretor-adjunto. . não é sua chamada. Rawlings tem dinheiro. — Todo mundo tem um passado. e inicialmente é o que eu disse a mim mesmo. — Quantas pessoas aqui na agência sabem sobre minha filha? Williams inclinou para trás e contemplou a pergunta. O FBI pode ser uma mulher exigente. eu já não sou parte do FBI? ~ 88 ~ . Eu acreditei que ele me viu como uma ameaça.minha vida e garantir a sua segurança. Eu sabia disso.

balançando ritmicamente para a música que vem do seu telefone. um amigo e eu aprender alguma coisa útil. filho. — Sim. ele parou e olhou para o fogão. senhor. senhor. nunca entre no meu escritório com essa atitude novamente. como o Vandersols. monopolizada pelo molho italiano incrível na panela a atenção dela. Considere as suas opções e vá com calma. O delicioso aroma de alho e o leve ritmo do jazz dominaram os sentidos de Harry e afrouxou a tensão quando entrou o seu condomínio em Palo Alto. eu posso compartilhar com você? — Não vejo qualquer violação nisso. Ainda não sabendo seu voyeurismo. Vamos falar quando você retornar. se você usar a sua posição no FBI com as autoridades locais ou qualquer outro enquanto estiver lá. provava e ~ 89 ~ . — Hipoteticamente. — Obrigado. senhor. — Se você escolher. Não me importa que osso você deva pegar comigo. — Sim. não vou tentar te impedir. a menos que você entrou neste escritório com a intenção de se demitir? — Não. Caminhando calmamente em direção à cozinha. — Agente. A chamada é sua. pernas muito bronzeadas e os pés descalços que o podem fazer esquecer todo o resto que ele tinha sofrido durante todo o dia. Saia preta quente. Este caso quase custou seu distintivo. você será sujeito à ação disciplinar. No entanto. mais especificamente em direção à mulher inconsciente de sua presença. Liz ficava perto do fogão. peço desculpa. se eu for para Iowa. — Não. senhor. Você irá levar minhas preocupações para o vice-diretor? — Colocarei com sua licença. como um amigo dos Vandersols para tirar uns dias de férias e visitar Iowa. Ele viu quando ela agitava.

hum. Calmamente, ele saiu atrás dela, envolveu seus braços
suavemente ao redor de sua cintura e plantou um beijo na base do
pescoço.

Saltando, ela gritou, — Ei! — imediatamente, o fogão foi
pontilhado em uma chuva de molho de tomate. Girando em seu abraço,
ela repreendeu, — Olha o que me fez fazer.

— Ei, você mesmo, — Harry riu. — Eu sei o que eu gostaria que
você fizesse. — O dedo que varreu o fogão inox com o molho em sua
esteira. Colocando o dedo vermelho revestido entre seus lábios, ele
provou sua deliciosa mistura. — Hmm, isso está bom.

— Bom? — Seu lábio inferior empurrou para frente em uma pose
fingida.

— Hmm... — Ele encostou o pescoço dela. —... Sim, bom.

— Estou cozinhando por horas e só fico no bom?

— Bem, — Harry brincou, — todas as coisas são relativas. O
molho é bom. Isto... — Seus lábios mais uma vez encontraram a pele
macia acima sua clavícula, cada beijo mergulhando mais baixo e baixo
ao longo do decote grande da blusa. —... é delicioso.

— Oh?

— Duvida de mim? — ele perguntou quando seus brilhantes,
olhos inocentes encontraram os dela e seu polegar encontrou o
arredondamento do peito dela. — Estou bastante confiante de quão
delicioso o seu pescoço é sob esta blusa... — ele correu a mão dele, à
procura de um zíper na saia dela —... e sob esta saia, é ainda melhor.

A colher que ordenara a atenção da Liz agora estava no fogão
salpicado de tomate quando sua cabeça caiu para trás, dando melhor
acesso a Harry a pele exposta dela. Enquanto as mãos dele vagavam,
ela disse sem ar, — Eu acho que eu posso ver aonde você vai com isso.

Desligando o fogão, Harry puxou na mão da Liz e a puxou para
seu quarto. — Acho que estou de repente faminto.

Acariciando a dureza nos seus jeans, Liz deu uma risadinha. —
Talvez eu seja a única que está com fome?

— Eu gosto do jeito que parece.

— M-mas, — ela gaguejou. — Amber e Keaton vêm jantar esta
noite.

~ 90 ~

A baixando para sua cama macia, Harry observou o cabelo
dourado atrás das bochechas esfumaçadas. — Vamos cancelar. Eu
gosto da ideia de nosso próprio jantar particular.

Liz olhou para o relógio, a blusa agora para fora e o sutiã dela
expostos. — Eles estarão aqui em meia hora.

— Prefiro levar mais tempo, — disse Harry. — Mas eu nunca sou
contra fast-food.

Liz divertidamente bateu em seu ombro. — Você é cruel. Preciso
terminar o jantar. — de pé e ajustando a roupa dela, ela acrescentou, —
Além do mais, se eu sou o jantar, eu prefiro que seja uma refeição de
três pratos. Eu não sou fast food.

Harry estava sozinho na sua cama, olhando para o teto. — Então
vamos trocar de lugar. Eu estou bem sendo a refeição, e eu tenho
certeza de que eu possa fazer rápido, se necessário.

Liz riu quando ela jogou uma almofada de sua direção. —
Desculpe, amigo. Além do mais, eu amo estar entre suas atribuições.
Temos tempo de sobra para todas as refeições que você quer. —
olhando para o exagerado bico, ela disse, — Só esperar até depois de
saírem.

— Bem, eu posso esperar, eu suponho.

— Você não tem escolha. Ainda preciso arrumar a mesa e fazer a
salada.

Se sustentando nos cotovelos, Harry disse, — Se eu ajudar com o
jantar, posso fazer reservas para mais tarde?

Sacudindo a cabeça dela, ela caminhou em direção à cozinha.

A conversa fluiu leve e fácil quando Amber e Liz falaram sobre
SiJo, e Harry e Keaton discutiram suas previsões para o torneio de
basquete programados. Não era até que Amber chutou Harry debaixo
da mesa que ele escutou a pergunta da irmã dele. — Por que não disse
a ela? Eu quis dizer alguma coisa o dia todo. Liz, não acredito que você
ainda não viu a notícia

Harry pesquisou desde Amber para Liz. — Bem, você vê, mana,
eu só cheguei em casa e, bem, nós tivemos coisas melhores para fazer
do que falar sobre as últimas notícias. — ele arrancou um pedaço de
pão de alho e sorriu um sorriso cheio de dentes. — Nós estávamos
ocupados.

~ 91 ~

Amber chutou novamente.

— Ai!

— Você é nojento. TMI! — Amber retrucou.

— O que é você? — Liz pediu.

— Bem, eu vou derramar o feijão. Keaton e eu temos falado sobre
isso todo o dia. — Os olhos de Amber brilharam com segredos
incontáveis. — Tanto Anthony Rawlings e Claire foram presos!

— Presos?! — Liz disse. — Pela morte de Simon? Claire tinha algo
a ver com Simon?

— Não, — respondeu a Amber. — Não por Simon. O artigo disse
que Claire atirou em alguém.

— Oh, meu Deus, ela é louca. E você a tinha vivendo com você.

Os ombros de Harry se endireitaram. — Acho que há mais que
isso. E ninguém disse que ela é louca. — Sua modesta tentativa de
defender Claire lhe rendeu olhares frios das duas mulheres na mesa. —
A mulher que ela é acusada de assassinato é a mesma que estava na
propriedade quando Rawlings a levou da primeira vez.

— Você não foi e falou com aquela senhora? — Liz perguntou.

— Eu fiz.

— E Claire a matou? — Liz questionou.

— Não, — respondeu Harry.

Quando ele não ofereceu nenhuma informação a mais, Amber
respondeu. — Eu chamei John. Ele disse que é uma bagunça. O nome
da senhora é Catherine e foi baleada, mas seu ferimento não é fatal.
Claro, eu estava preocupada com Claire. Ele disse que ela não está
bem. Ela não falou com ninguém desde que aconteceu.

— Ela não é tão burra quanto ela age. Eu aposto que ela está
fingindo para evitar a prisão, — disse Liz.

Harry pensou em sua transição da prisão da primeira vez, a
maneira que ela reagiu às coisas simples como céu e luz solar. Ele não
queria que ela passasse por isso novamente. Não foi certo. O FBI fez um
acordo. Ela tinha imunidade.

~ 92 ~

A risada de Amber o recentrou. Ele não sabia o que ele tinha
perdido na conversa, mas Liz e Amber estavam tilintando os copos de
vinho tinto e sorrindo. — Marquei nos quatro grandes bilhetes para o
jogo dos Lakers este próximo sábado. Eles estão na suíte Google:
bebidas e alimentos, — Keaton ofereceu.

— Você ou Google? — Amber esmiuçou.

— Trabalho para o Google, então sem mim você não estaria lá, —
ele respondeu presunçosamente. — Eu diria que é por minha conta.

Amber beijou sua bochecha. — Ótimo.

— Sim, parece divertido, — Liz respondeu. — Quando?

— Peço desculpa, — disse Harry, interromper seus planos. — Eu
preciso estar fora por alguns dias. Vocês vão se divertir sem mim.

A expressão da Liz caiu. — Quanto tempo para me dizer? Você
tem uma nova missão?

— Sim, mas não vai durar muito tempo, - apenas um par de dias.

— Quando você vai? — Amber perguntou.

— Amanhã.

Pressionando os lábios juntos, Liz caiu em sua cadeira e
suspirou.

— Bem, esta festa só levou uma recessão, — Keaton observou.

Depois de um longo gole do vinho dela, Liz encheu o copo dela e
fingiu um sorriso. — Não seja bobo. Eu não sou assim tão insegura.
Não é como o Harry vai fugir para Iowa ou algo assim.

O olhar de Amber cortou para Harry.

— Alguém quer um pouco mais de vinho? — ele perguntou com
um tom proposital de inocência, quando ele enche seu copo.

~ 93 ~

Um dos segredos da vida é que tudo o que é
realmente vale a pena fazer é o que fazemos para os
outros.

- Lewis Carroll

Capítulo nove
Final de Março de 2014

John
Minha vida como ela não aparece: Capítulo 3...

É difícil olhar para trás em um momento de desespero e isolar o
momento mais difícil. Todos eles trabalharam juntos para atingir o
mesmo objetivo. Em minha formação como meteorologista, aprendi como
essenciais elementos combinados em apenas maneira certa cria a
tempestade perfeita. Encontrar um elemento, uma peça do quebra-cabeça
que completou a devastação seria como escolher o único pingo de chuva
responsável por uma inundação ruinosa ou o projeto ascendente que
completou a nuvem funil destrutiva. Cada gota de água ou rajada de
vento desempenhou um papel na destruição. Na minha educação como
Sra. Rawlings, aprendi como cada tempestade, não importa quão
pequena, desempenhou um papel em criar o companheiro perfeito.

Como uma cidade nunca é a mesma depois de uma tempestade
destrutiva, nem fui eu.

O isolamento na minha suíte foi minha primeira tempestade.
Deveria ter sido o rapto e o abuso físico: certamente eles contribuíram.
Eles eram rumores do iminente desespero, como os ventos ameaçadores
antes de um furacão. Durante aqueles momentos que pareciam que
sobreviveríamos, erroneamente acreditava que poderia fazer uma
diferença. Segurei a esperança que eu pudesse dizer ou fazer algo para
mudar o meu destino. Enquanto estava sozinha - literalmente sozinha -
há quase duas semanas, quebraram as barragens e me mudei para
sempre. Me Encontrei quase desejando os precursores ameaçadores.

Após a proclamação de Anthony de propriedade, ele deixou minha
suíte. Embora a minha bochecha estivesse picando com a bofetada de
sua mão, foi o silêncio impenetrável que pendia sobre mim como uma

~ 94 ~

nuvem. Eu já tinha procurado pelo meu celular: Eu estava sozinha e sem
saída.

O vidro da janela não quebra com o bater da cadeira contra o vidro.
Primeiro, eu tentei as altas portas francesas que levou a uma varanda.
Claro, as portas estavam trancadas, mas esperava que eu pudesse
quebrar o vidro para sair e subir para a liberdade. Que parecia mais
seguro que a porta. Os pequenos painéis repeliram os golpes. Depois de
numerosas tentativas falhadas e apesar da distância das outras janelas
para o chão, eu tentei quebrar as janelas. Infelizmente, não há número de
batidas que quebrou o vidro, só a minha esperança.

Estação a meteorologia me disse que eu estava em Iowa. Quando
eu conseguisse escapar, não sabia aonde eu iria, ou quanto tempo
levaria para chegar lá. Sabia que a liberdade estava além do mar de
árvores. Do meu ponto de vista, elas pareciam durar uma eternidade. Eu
também temia que, se o vidro quebrasse, soaria um alarme de algum
tipo; no entanto, a cada dia que passava meu desespero cresceu.
Correndo entre as árvores era meu sonho recorrente - e pesadelo.

Muitas vezes, eu acordava ofegante do realismo de minhas ilusões
com meu coração batendo muito rápido no meu peito. Durante o dia eu
imaginei a liberdade, mas com a noite, a realidade intrometia: Eu não
conseguia me libertar. Eu seria perseguida e presa. Embora não sabia o
que aconteceria após minha recaptura, sabia instintivamente que não
seria bom.

Dia após dia, eu vi apenas uma pessoa. A escolha foi muito
calculista, quando o jovem de descendência Latina falava pouco inglês.
Três vezes por dia, ele iria entrar no meu quarto e me trazer minhas
refeições. Cada vez que ele iria evitar meus olhos e dizer: — Trago Sra.
Claire a comida dela. — isso foi tudo. Sem outras palavras proferidas.

Cada dia, enquanto eu tomava banho, meu quarto foi limpo e
roupas foram tomadas, lavadas e retornadas. Quando os sonhos de fuga
se desvaneceram, eles foram substituídos pelos desejos de
companheirismo. Eu nunca realmente tinha ficado sozinha em toda
minha vida. Sempre houve pessoas. Mesmo em Atlanta quando eu
morava sozinha, tive amigos, vizinhos, colegas de trabalho e até mesmo
estranhos. Nunca percebi o quanto era importante passar um estranho na
rua com um aceno e um sorriso. Como os dias se viraram para uma
semana, eu ansiava por um sorriso, um aceno de cabeça, nada.

Desde que meu garçom não fala além de uma frase, eu esperava
falar com uma das pessoas invisíveis que limpou minha suíte.

~ 95 ~

Eu era uma mulher adulta se escondendo atrás de uma porta. ainda que monopolizasse os meus pensamentos e tirou meu apetite. A antecipação foi esmagadora. As toalhas felpudas roxas serviram como meu travesseiro quando sonho intermitentemente assumiu. e embora eu não estivesse com fome. Ele não veio. Ninguém veio. patéticas caíram de meus olhos. Eu dormi? Isso foi real? E agora e então eu abriria a porta um pouco mais para ter certeza que eu não tivesse caído no sono e perdi as pessoas invisíveis. Anthony nunca tinha me deixado sem comida. minha cadeira e minha cama.mas eu nunca fiz. O silêncio e o desespero combinados para criar um continuo de tempo e espaço. A realidade foi atingida com um golpe mais dolorosa do que a mão de Anthony. Em vez de tomar um banho. Que o dia avançava. o ouvir dizer ―Sra. Finalmente. Eu continuei a esperar que a tempestade assole na minha mente abalada. Eu acreditava que as pessoas estavam chegando e estava tão obcecada em os ver que me recusei a tomar banho e nem esperei até que eu não poderia esperar não mais para entrar no lavatório. Eu sonhei com conversa . abrigo ou até liberdade. Um dia. fantasiando sobre o discurso.oh. Era bastante simples. quando soluços ressoaram do meu peito. Em um ponto eu nem rezei pelo jovem . eu deixei a bandeja de comida. Me lembrei das horas passadas com amigos. O céu de Iowa se tornou escuro e o assoalho de telha duro do banheiro também branco. Ainda ninguém. Desejo tão simples. eu deitaria e correria do banheiro quando alguém entrou a suíte. rezando para a companhia de alguém. A visão do meu quarto escarneceu de mim: minha cama permaneceu desarrumada e meus ovos frios tinham virado à borracha no prato. a minha esperança esmaeceu. Me deitei enrolada no chão do banheiro. Eu estava tão animada com a perspectiva de ouvir minha própria voz e responder outra. Lágrimas salgadas. Eles foram muito rápidos. eu estava tão perturbada que bolei um plano. deixando a porta entreaberta e esperei.não comida. Claire‖. Eu sabia que me daria força. Me ~ 96 ~ . eu ingenuamente acreditei que minha próxima refeição logo chegaria. Ouvir meu nome iria validar minha existência. fui ao banheiro. A hora do almoço chegou e minha bandeja de café da manhã permaneceu.Repetidamente. eu tentei pegar alguém em flagrante – qualquer um .

Nunca me passou pela cabeça para saber como Anthony sabia que eu estava escondida e esperando naquele banheiro. O povo invisível tinha retornado.lembrei da festa do pijama que estava quando uma criança e um sorriso brevemente iria aparecer nos meus lábios. mas eu mesma. Se eu seguir as regras. Eu aprenderia mais tarde que esse fundo era muito mais profundo do que eu já suspeitava. naquele dia me deu força. eu tomei banho. eu sabia que a tempestade passou. Eu estava no controle. Havia noites quando falo com meus amigos. Aquela tempestade me ensinou outra lição. Eu jurei que nunca mais vou perder a mesma. Em vez de se sentir derrotada. Sabia que de alguma forma ele sabia. Minhas ações tinham consequências: se aqueles eram positivas ou negativas dependiam de mim. por ter essa oportunidade novamente. Na manhã seguinte. Eu não tinha atingido o fundo. Durante aquela noite o vento mudou de direção. como meninas. ~ 97 ~ .uma mulher adulta se comportando como uma criança. ninguém iria entrar na minha suíte. quando acordei no chão duro e frio com meu corpo dolorido. e nunca estaria sozinha novamente. Sobre essa telha de mármore branca. Era mais baixo que eu já tinha sido.ou assim eu pensava. e eu tinha uma refeição quente esperando na mesa. Eu tinha outro objetivo de novo. mas enquanto eu estava no controle da minha mente. até que estávamos muito cansadas para terminar uma frase. que chorei durante tempos tinha adormecido. mas eu me recusei a me permitir afundar ainda mais. Com minha nova determinação. eu avaliei a minha elevação e concluiu que eu iria sobreviver. Anthony Rawlings. Claro. Em vez disso. Minha única esperança na manipulação das circunstâncias da minha prisão era aparecer em conformidade. Minha consciência não estava mais culpando Anthony. Isso não quer dizer que eu não seria sem os outros: significava que eu não deixaria me destruir. Ele sabia que eu não estava seguindo minha rotina diária. Quem iria querer falar comigo? Eu iria bater no fundo . eu poderia esperar consequências favoráveis. e me vestir e entrei na minha suíte limpa. e tinha mais para aprender. Eu era patética . Meus ovos frios tinham desaparecidos. mas uma prateleira no chão do oceano. ou qualquer outra pessoa. não teria a capacidade de me isolar. Ele pode ter acreditado ele era dono de meu corpo. Eu já tinha aprendido sobre as desfavoráveis. Ah.

. — Não pensei que era possível o odiar mais do que eu fiz. Kate (nome alterado para proteger os inocentes). — Senhorita Claire. silenciosamente. ela abriu os olhos cansados. pode até ser pior. Aconteceu de novo. Incapaz de responder verbalmente. A tempestade tinha quebrado as minhas defesas e revelou minha maior vulnerabilidade: eu faria qualquer coisa para evitar ficar sozinha. mas essa batida foi diferente. — foi demais. — Sr. Emily se sentou e beijou o marido. concordei. entre. eu tenho uma mensagem para você. Pedacinhos eram tudo o que ele pode tolerar. mas agora. Anthony Rawlings. eu disse. uma linha no livro da Meredith voltou para ele: enquanto eu estava no controle da minha mente. cheios de compaixão. Eu estava do lado errado da porta trancada. Rawlings estará vindo para a ver esta noite. não teria a capacidade de me isolar. Fiquei imóvel quando seus olhos cinzentos. Não me importava o que ela disse. ouvi alguém bater na minha porta. Desejei abraçar ou a tocar de alguma forma. se quisesse. — Sim.. Ela ainda está desaparecida. por favor. mas eu faço. — Agora. mas isso teria sido muito . Com a cabeça no travesseiro.demais para minha psique sedenta de atenção. Ele se virou para Emily. só que elas foram ditas para mim. Eu esperei. posso entrar? Sua pergunta foi bastante cômica. nem poderia negar. O bip familiar precedeu a abertura da porta. O jovem que trouxe minhas refeições sempre batia uma vez antes de entrar. eu acho. milagrosamente foi respondida. — o sotaque de Kate era único e formal e suas palavras foram música ao meu coração. ou qualquer outra pessoa. Quando chamei. Quando ele tentou deitar para dormir.. Ninguém entrou. Não podia ter travado sua entrada. Depois de treze dias. A bílis subiu na garganta de John quando ele fechou o livro e o colocou no stand da cabeceira. Escutei com uma mistura de medo e antecipação.. — Eu odeio esse livro. mesmo que isso significasse o enfrentar. — Eu não podia quando ela desapareceu. — Senhorita Claire. confirmaram que eu não estava sozinha. Minha teoria foi logo ser testada. saboreando a interação e tentar fazer durar. No entanto. o desejo de contato. Eu disse para não ler. ~ 98 ~ .

É como se você tem este filme contínuo tocando em sua cabeça. Parecia errado. e me ouvir rir. mas é muito parecido com o que Claire me disse. Emily continuou. me desculpe. por que ela não está lembrando agora? Como nós. Às vezes eu me lembraria de algo que você disse que era engraçado..antes? Emily assentiu com a cabeça e se inclinou contra o peito de John.. ela tem uma filha! — Shh.. Meu ponto é que. Especialmente fiz enquanto li aquele maldito livro. Eu tenho medo se eu for antes de seu julgamento. eu poderia ir sem aqueles. e o manter longe dela e Nichol. — O que você que dizer? — Quando eu estava na prisão.como ela nunca permitiria que alguém a isolar.. Me ajudou. ela fala sobre lembrar. ~ 99 ~ . Eu entendo. John? —Seus olhos verdes. — Acabei de ler algo sobre ela pensando que ela estava no controle . — Sim. me sinto como devo também. — Não. — Já pensou sobre o que estávamos fazendo enquanto ela estava passando por essa merda .. mas. — Não vamos acordar essa filha. Quem me dera poder dizer que acho que Meredith é sensacionalista. olharam para cima. neste livro. ainda certo. John balançou a cabeça. — Eu não a posso deixar aqui naquela instituição de estado sozinha. John expirou. — Emily repreendeu. de alguma forma ele vai sair e eu preciso manter ela segura. — Eu penso. Em. Ele fechou os olhos e assentiu com a cabeça. Há mais detalhes no livro. ou os médicos ajudaremos a se lembrar? Quer dizer. enquanto o resto do mundo os conhece. — Sim? — Acho que não posso voltar para a Califórnia. — John. — Eu também. Me Lembro reviver tantas conversas.. isso não é meu ponto. Emily assentiu com a cabeça. — A solidão era a parte mais difícil para mim.

— Sim. — Por que você tem esse sorriso? — Porque eu gosto da ideia de manter aquele bastardo fora e permitindo que o Harry possa visitar. muito bem. — Emily disse para Harry quando ela balançou Nichol. — Eu entendo. — Me alegro de que estamos no mesmo time. — Ele quer visitar? Nós ou Claire? John deu de ombros. — Entendo. ~ 100 ~ . O que Harry disse? — Ele perguntou se ele podia visitar. — Não acha que ele merece? Foi a vez do John a bocejar. — Ela tem sido grande. — respondeu Harry. Estreitaram os olhos de John. — Já te contei que eles chamaram? Falei com Amber e Harry. Um sorriso passou pelos lábios de Emily. peço desculpa que estamos escondidos nesta suíte de hotel. — Os dois. Você tem definitivamente um lado perverso. — disse John. A atenção se centrou mais uma vez do marido. ele merece mais. Amber me disse para levar o tempo que eu preciso. Estão em causa. Se eu pudesse. mas eu tenho a obrigação de Harry e Amber. eu acho. Podemos apenas tomar um dia ou uma semana de cada vez? John balançou a cabeça. gostaria de ter fotos! John abraçou os ombros da esposa dele e puxou-a para baixo do travesseiro. — Depois do que eu li. — Foi tão bom você nos visitar. — mas tenho certeza que você entende. Estamos fazendo nosso melhor para manter Nichol fora dos holofotes. Emily bocejou. — Bem. — Eu sei que você se sente em dívida para com eles.

Ele foi contratado na SiJo por causa de sua capacidade. Harry. havia um tempo quando eles todos assumiram que ele era o pai. Nunca John poderia se levar a culpar pelos pecados do pai dela. me desculpe. Sentimos sua falta. ele estremeceu com o reconhecimento. Obviamente você gosta muito da companhia de sua irmã. cabelos loiros ondulados. Eu estou tão privada de sono que eu estou falando sem pensar. Foi só a primeira vez. Não posso agradecer o suficiente por tudo o que ela fez por nós. os olhos dela eram dela e só dela. — disse Harry. Afinal. John balançou a cabeça. fazendo o seu caminho fora do cobertor macio e voltar para o homem de olhos azuis. — Sim. Seu trabalho está esperando por você na Califórnia. — Amber não podia vir. Não foi até o assunto da atual da condição de Claire surgiu que a tensão ~ 101 ~ . A primeira vez que John olhou nos grandes olhos castanhos de sua sobrinha. — disse John. não havia nenhuma questão: Harry não era pai da Nichol. Espero que não ter sido a causa. — É bom que você ainda possa fazer consultoria a SiJo. Embora Harry não estivesse se tornando desconfortável. mas John não foi contratado porque ele era cunhado de Claire. — Emily começou e parou. Os cílios longos e bochechas redondas que viraram carmesim ao primeiro sinal de agitação foram todos da Nichol . Foi um pouco desconfortável por um tempo.. — respondeu John. Os três conversaram e Nichol dormia nos braços da sua tia.filha de Claire e sua sobrinha. — Mas você deixou a equipe bem depois disso. — Isso não foi nada. Tenho certeza que não quer falar sobre isso. Ela disse para que você saiba que ela compreende a lealdade à família. A partir daí. Não há nada que já não ouvi ou pensei.. Olhando para os tufos de cabelo escuro. — Mas ela envia seu amor e apoio. depois que Claire deixou. — Falei com ela no outro dia. Eu sentia falta do trabalho na polícia. — Oh. Demore o tempo que você precisa John. parecia estranho o ter aqui com o bebê de Claire. Eu não podia deixar passar a oportunidade de voltar para a Califórnia Bureau of Investigation. — Está tudo bem. Sua semelhança com Anthony Rawlings era tão irritante como era inegável. John se sentou contra a cadeira macia e viu quando Emily embalou sua sobrinha a dormir.

Sei que ela não iria querer a mídia descobrindo a verdade sobre seu estado de espírito. Foi uma das primeiras vezes que tinham discutido Claire fora de sua equipe jurídica. — A voz de Harry se desvaneceu. E estou muito feliz de te ver feliz. Eu não a culpo também. John olhou com os olhos arregalados de Emily e volta para o Harry. — Eu não vou. ou talvez mesmo ainda não goste de Claire. Emily sacudiu a cabeça. — Sim. Ela provavelmente não vai nem perceber que está aí. Emily assentiu com a cabeça. — Emily meditou. John sorriu. — Nós sabemos disso. mas Claire não está pronta para qualquer coisa assim. É só o que precisamos para ter certeza. não podemos? — Claro que pode. Eu esperava que me deixasse a ver e lhe dizer mais sobre o que aconteceu. Harry se sentou em linha reta. — Por quê? — Você está certo. Foi unicamente para sua proteção. mas tenho a sensação que ela não gostou. Minha visita não a ira aborrecer? — Harry perguntou. como eu gostaria que fosse. Ela não sabe que estou aqui. — Oh. Você vai ver quando você a visitar. podemos confiar em você. Por favor.parecia se infiltrar dos cantos da sala. — Eu duvido. Você sabe como é. Mas meu ponto é que odeio você dizer algo a ela. — a voz dela virou severa. Ela não é um fã de Claire e eu estava preocupado. — Ela é boa o suficiente ao nosso redor . — Nunca falaria para a mídia. — Depois que eu ouvi.. estou um pouco nervoso a ver ela. Ela não está bem.. — Liz? — Harry perguntou. — Poucas pessoas foram autorizadas a ver a minha irmã.realmente ela é. Ela pensaria que eu estava de alguma forma tentando reacender. mas Liz não entenderia minha preocupação. ~ 102 ~ . que ela pode repetir a outra pessoa. tenha cuidado sobre o que você diz a outros também. Amber me disse que você namorou Liz e terminou com ela pouco antes de Claire se mudar para Palo Alto. — Harry.

Caminhando em direção a ele. me preocupo sobre como ela seria tratada se não estivéssemos aqui. alegremente. — suas palavras seguiram embora não terminando sua frase. a voz de Emily era quase inaudível. não diga nada sobre a minha visita. Nós estamos e aprovamos. Os lábios de John pressionaram antes de ele responder. ~ 103 ~ . — Não se preocupe. — Eu assumi. Você é um bom amigo e é doce de você viajar até aqui depois que Claire fez com você.. — Ela tem. Eu tenho a sensação que os pais dela não aprovariam. — Ela tem igual à mãe dela o nariz e lábios. Não. Hesitante. — Seus olhos? — Harry perguntou. Emily sorriu. Andando do quarto.. — É melhor não. ele olhou para cima com seu sorriso cheio de dentes. — Emily concordou. — Eles não estão aqui. — Eu não sou bom com bebês.. — Queria que fossem azuis.. — disse John. por favor. Emily baixou Nichol na direção de Harry. Depois de um longo olhar para os cobertores. — Não posso deixar Claire no lugar onde ela está. quando ela disse. vinte e quatro horas-sete dias. — Então. Eu só queria saber. — admitiu o Harry. Vou lá todos os dias e John. E depois há a Nichol. — São marrons escuros. Na condição dela. Harry embalava seus braços e aceitou uma sonolenta Nichol. quando vocês retornarem. — Gostaria de a segurar? — Emily perguntou quando ela levantou. O Harry balançou a cabeça. Olhos azuis de Harry entorpeceram. — disse Harry. — Uma menina. — E Emily não sabe quando ela vai estar de volta. John tentou evitar o olhar de Harry quando Harry deu de ombros com um sorriso triste.

a encontrando em uma área comum. o quarto dela estava vazio. ainda vestida em seu vestido de hospital com o cabelo dela em um emaranhado. Seus olhos estavam fixos na janela coberta de barras. Tudo o que era necessário da parte dele foi mostrar a sua identificação e assinar o registro do visitante. Desde que Claire estava tecnicamente sob detenção e não é adequada para estar em uma cela de prisão. — Por que diabos ela está aqui? — Todos os pacientes ficam um tempo fora de seus quartos. ou eu vou chamar a segurança. Antes que John pudesse responder. Você acha que eles me deixariam dar banho em pacientes ~ 104 ~ . A cara do John queimou quando raiva construía por trás da sua fachada enganosamente calma. — Ela comeu? Que tal um banho? — Só fico cuidando dos pacientes fora dos seus quartos. ele odiava este novo lugar mais. John procurou. Porque Claire ainda tinha na pendência de acusações. A instituição do Estado requeria uma matriz de folgas antes de visitar um paciente. — Não perguntar? Então que diabos ele deve fazer? Não vê que ela precisa de ajuda? O jovem levantou sua mão. No entanto. John e Emily já tinham apresentado a autorização necessária para Harrison Baldwin. Harry disse. Eu vou te levar para o seu quarto. Cada passo pelo corredor encheu de John com pavor. Apressadamente. John continuou. Claire. — ele olhou para o enfermeiro. — Se acalme. Ela não olhou em sua direção. Ela estava sentada em uma cadeira de rodas. — Bom dia. Não me pergunte. Ele se virou para o atendedor. Havia ruídos e murmurações provenientes das portas fechadas ao longo do corredor. cara. — Acho que é uma coisa boa que sua irmã não está aqui agora. o quarto dela estava para além de mais portas trancadas. o tribunal dela se mudou para uma instituição financiada pelo Estado para mais testes e tratamento. Harry ficou indefeso quando John assumiu a liderança e se ajoelhou diante de Claire. Tanto quanto ele odiava o antigo quarto de hospital onde Claire estava internada.

ela quer levar um dia ou uma semana de cada vez. — Claro que faria este trabalho melhor.. — Ela não pode nem ver essas janelas. — Ela adora o sol. Claire estava bronzeada. Eu odeio deixar Emily aqui para lidar com isso sozinha. — Ela não vai voltar para a Califórnia. — foi uma observação mais do que o início de uma conversa. — Claire foi quem deixou vocês . eu vou pentear o cabelo. — Bem. O passado é. — Eu não sei exatamente onde eles estavam. Você não devia a ver assim. John lutou a emoção. — então ele sacudiu a cabeça e diminuiu suas palavras. cinco pés acima do chão. vou levar ela de volta para o quarto dela. Ninguém te conhece como a sua família. mas quando tudo aconteceu pela primeira vez. Esse é meu trabalho. — Eu só as pego e trago aqui. — Obrigado por ter vindo. Uma vez que eles estavam com Claire atrás de sua porta fechada.. Isso é muito difícil. John ouviu quando ele puxou suavemente contra os emaranhados. como se o que fez para melhor compreensão. — Harry. alisando o cabelo da sua cunhada. — John anunciou. — Não com escovar os cabelos. peço desculpa. — lembrou Harry. — O que vai fazer? John foi para a escova. Harry percorreu as mãos pelos cabelos dele e olhou pela janela pequena e retangular. mas não acho que ela vai. — Emily estará aqui mais tarde.do sexo feminino? — ele riu. Seus olhos fechados apareceram como se ela estivesse dormindo. — Ela disse. Harry seguiu quando John empurrou a cadeira de rodas.. Harry balançou a cabeça. Entretanto. mas a leve torção do ~ 105 ~ . Eu não acho que ela vai deixar Claire.duas vezes. — ele olhou para baixo para Claire. — Precisa de ajuda? John olhou para cima e sorriu. ela vai? John deu de ombros. não desse jeito. — Ela é da família. tudo isso é difícil.. Está começando a desaparecer.

—. o passado.pescoço que deu a quantidade certa de resistência para trabalhar para fora os emaranhados lhe disse que ela estava acordada. Nós sabemos disso.. É a coisa certa a fazer. mas não podemos deixar que pare o futuro.. ~ 106 ~ .

— ele concordou com a reunião com algumas estipulações. Não é como John e eu entraremos em uma briga. — E John? — Não sei ao certo. não quero nada que potencialmente que poderá anular o progresso que alcançamos. — Ele exigiu igual representação. sua defesa tomou um balanço para cima. mas. quando ele e Tony se dirigiam ao tribunal. Apesar de suas acusações pendentes não são relevantes em relação a este mandado de segurança. . — Brent disse. mas há uma coisa que você deveria saber. Ele se recusou a nos encontrar sem os apelantes estando presente ou pelo menos sua representação. — Então? — Jane vai estar lá. ~ 107 ~ . — Eu esperava que não fosse uma opção. Não quero dizer nada que possa ser mal interpretado. tentei enfatizar que a presença de John não seria benéfica para esta situação. — Que tipo de estipulações? — Tony perguntou. preferia que esta reunião não se transformasse em um ambiente hostil. Você nunca se encontra até você encarar a verdade. Quando falei com o juiz. Desde mostrado o vídeo do seu escritório em casa para Evergreen e a CIPD.Pearl Bailey Capítulo dez Início de abril de 2014 Tony — Temos uma reunião com o juiz Temple em seu escritório. — Não quero saber quem está lá. desde que o resultado final é que eu vou ver minha esposa e filha. Recentemente. a dinâmica se mudou em seu favor. Sobrancelhas de Tony franziram. no entanto.

.. — Diabos. — Imagine isso. se as coisas correm como esperamos. — Tony respondeu sarcasticamente. porra. — Eu quero ver minha esposa. — Olhando longe de suas notas. ela vai vir para casa com você hoje. Sra. — Brent interrompeu. —. — Como em Emily. o marrom de suas íris quase completamente oprimida pelo preto. Mudando de assunto. eu acho que deveria mostrar ao tribunal que você é capaz e disposto.. ainda. Tony disse. Eu acho que Emily pode até concordar com você sobre isso. mas eu pensei que com tudo o que está pendente. que nós já concordamos . sim. estou disposto e sou mais do que capaz. Eu contratei uma babá e tenho um quarto no meu apartamento temporário que está pronto. — Bem. — ele voltou. — ela foi oficialmente acusada de tentativa de homicídio.dia monumental. Brent estreitou os olhos. Endireitou as costas.. acho que posso a encontrar – tirar ela de tudo o que aconteceu. ~ 108 ~ . Apesar de que o Phil está dizendo sobre o prognóstico médico. — ele se virou para a janela.. não vendo as cenas da cidade passando diante dele. bem como um espaço para a babá. — O estado a tem.. Eu posso cuidar dela. — Vandersols? — Tony enfatizou a última letra. — Isso é um absurdo! Eu a quero na casa dela onde ela pode ser cuidada adequadamente. eles não recuaram quando o estado retirou as acusações de detenção contra você e colocou em Catherine. — depois da reunião. eu pretendo trazer a Nichol. a babá seria uma boa ideia. Anthony Rawlings. Brent perguntou. não uma instituição do estado. mas concordo: se ela se mudar para uma instituição privada seria melhor. Ela merece os melhores médicos que o dinheiro pode comprar. Eu vou fazer tudo o que preciso fazer para encontrar com ela. — Brent lhe lembrou. num hospital psiquiátrico estatal. — Casa provavelmente não é uma opção. também? — Se lembre. — Esse tipo de comentário é porque não quero que você e os Vandersols juntos no gabinete do juiz Temple. — Sim. Tony suspirava sob sua respiração. — Eu acho que pode ser a primeira vez na história da humanidade.

O dano de fogo principalmente foi limitado para o primeiro andar do corredor sudoeste. — Eu odeio que ela acreditou nela. havia restos de eletrônicos derretidos e plástico em sua lareira. ~ 109 ~ . — Tony suspirou. No entanto.— Quando o conserto será feito na sua casa? Não vejo desde que eles começaram. — Eu li o relatório do investigador do fogo. Não faço a mínima ideia do que ela estava pensando. Tudo tem que ser limpo. — Os investigadores não estavam certos se foi intencional ou se esqueceu de abrir o tubo. Claire estava assustada pela Nichol. Acho que ela sabia que eu já não estava acreditando nas besteiras dela. Me chateia muito que eu tinha todos procurando aquele maldito laptop e estava na minha casa o tempo todo. Você tem alguma ideia o que ela estava tentando fazer? — A mulher é louca. — Tony admitiu. Catherine disse a Claire que foi minha maneira de a enganar para retornar para Iowa. eu não sabia o que tinha acontecido. Sem saber seu paradeiro me deixou na borda. O fogo originou na suíte da Catherine. Claire me disse que o motivo que ela me deixou no outono passado e começou a correr foi porque Catherine tinha o laptop dela. aquele levado antes de seu ataque pelo Chester. Baseado em algumas evidências. O fato de que o fogo se espalhou pode ter sido acidental . Mostrando a Claire a assustou. — mas eu também entendo. — Mais algumas semanas. eles estão presumindo que roupa de cama. indicando que eles estavam chegando a seu destino. Faria um monte de fumaça. Brent ouviu quando o carro se mudou em rajadas lentas. Ela não fala. — Eu acho que ela usou com êxito esse laptop contra nós dois. Sinceramente. Aquele cheiro de fumaça é difícil de remover. — Por que começou a casa a pegar fogo? Tony deu de ombros.ou não. — Você acha que ela estava queimando as provas? Você acha que ela sabia que tudo estava desabando ao seu redor? — Eu acho que ela queimou o laptop. a água e a fumaça foi mais difundida. Eles disseram que eletrônicos não é os materiais mais combustíveis: ela provavelmente jogou outras coisas na lareira para pegar fogo rapidamente. De acordo com o chefe dos bombeiros.

ele perdeu o paraíso . Anthony Rawlings não era um observador: ele era um participante. não acredito que Catherine tinha a intenção de matar a própria filha. Brent continuou. Eu sei que você sabe para não o fazer. Não há nenhuma maneira que ele nunca machucaria a Nichol: não era nem plausível. mas também sei que você tem gatilhos. ele faria. Lamentando a perda do que ele. Além disso. — Como eu a quero ver passar o resto da sua vida na prisão. Tony virou seu olhar escuro em seu amigo. — O juiz Temple fará algumas perguntas. O retorno ao seu anterior normal veio após a reunião com Evergreen. — Eles esperam por evidências mais definitivas antes deles acusarem Catherine com a morte de Sophia. Ele faria tudo o que era necessário e jurou que ele nunca iria desistir. Ele nunca mais machucaria Claire novamente. eles retornaram a sua tarefa em mãos. Eric mesmo.não o local mas o laço. — admitiu quando refletiu sobre as poucas semanas passadas. Os lábios de Tony fizeram uma linha reta quando ele lutou para permanecer em silêncio. Retornando para a cidade de Iowa tinha sido puro inferno e uma semelhança de normal. Espere aqueles a serem explorados. Eu gostaria de te provocar. Concentrando sobre o tablet na mão. você é uma ameaça para Claire e a Nichol. A cabeça de Tony se mudou lentamente de um lado para o outro. Se jogar limpo com o Vandersols. Claire e a Nichol compartilhavam naquela pequena ilha não traria de volta. Eu garanto que ela queira que você estoure. não fique chateado. — Brent respondeu. A parte do inferno foi óbvia. — Não importa o que ele diz ou o que ele pede. Os Vandersols alegaram que. — Tudo está ficando mais torcido todos os dias. Mas com aquele maldito livro. juiz Temple ou até mesmo o próprio diabo era o que Tony precisava fazer para chegar até uma lasca de volta do paraíso. Vai provavelmente ser homicídio. ele não podia negar o passado. Anthony Rawlings não precisa de lições sobre aparições públicas. Tony não queria que ninguém além de ~ 110 ~ . Todo mundo tinha ensaiado sua parte. O propósito desta reunião é falar com você e avaliar a necessidade da ordem. Antes que ele pudesse comentar. Ele era o mestre. Brent continuou. isso é o que eu gostaria. — Eu estou dizendo isso porque se eu fosse ela. devido à sua história passada. Com cada segundo passando. — Eu vou tomar cuidado. Jane também vai fazer perguntas.

Quando foi confirmado que o vídeo não foi falsificado. Mesmo que fosse verdade. Brent acreditava que ficaria. Advogados da Catherine tinham acenado para ter a evidência vídeo dispensada. chefe da polícia da cidade de Iowa. Apesar das provas incriminatórias contra seu novo empregador. Brent lhes mostrou o vídeo.si mesmo para ser responsabilizado pelas ações na propriedade. que era o mesmo que o que tinha sido confiscado pela polícia. Com Evergreen e chefe Newburgh. Ele também não queria ninguém mais acusado de cumplicidade. suas equipes forenses tinham um monte de filmagens para dissecar. foi apenas um pequeno passo ao longo do processo legal. Afinal. Ela viveu lá por muitos anos e estava bem ciente das câmeras de vigilância. ela se tornaria empregadora de Eric. Como motorista e piloto de Tony. Análise do laboratório criminal das garrafas de água dentro da suíte descobriu que a água continha a toxina mortal actaea pachypoda. Eric assumiu esse papel para Sra. Eric chegou à evidência do vídeo de acessar os feeds de vários locais. Por que um juiz ou júri acreditaria que ela assumiu que o escritório não foi gravado quando ela sabia que o resto da propriedade estava sob vigilância? As imagens que Eric apresentou também mostraram Catherine envolvendo o fechamento eletrônico na suíte onde os Vandersols foram presos. Quem seria mais provável para encontrar a evidência que poderia potencialmente implicar Catherine. Catherine vivia na propriedade naquela época. ele foi empregado pelo estado. bem como exonerar Tony? Embora a propriedade tivesse entregado tudo à polícia. Eric alegou que era sua preocupação pessoal para todos os envolvidos que o levou a digitalizar os vídeos. ~ 111 ~ . todos concordaram que o envolvimento de Eric não desencadearia bandeiras vermelhas. Na época do incidente. Catherine assumiu o papel de executor do espólio. em essência. ele tinha um sentimento de consciência para ajustar o registro. havia pouca ou nenhuma chance de que ela seria capaz de afirmar que ela tinha sido filmada sem o conhecimento dela. Claro. ele foi registrado em evidência. Ele foi primeira linha de proteção de Tony. sua presença foi mais do que transporte. Em virtude da vontade de Tony. Embora ainda não tivesse sido feita nenhuma decisão definitiva. presente. Revendo o vídeo de vigilância foi um componente aceitável de seu trabalho. London. no entanto. Trabalhando com a segurança da propriedade tinha sido sempre uma componente de trabalho de Eric. Uma vez que Tony se tornou ausente.

homicídio por adulterar e falsificar declarações sob juramento. Marie Rawls que tinha feito à transação final. foi C. Com a colaboração do FBI e CIPD. Imagine a surpresa dela quando as contas já não existiam. A fim de garantir um advogado.000. o encontro foi transferido para uma sala de conferências no corredor. O escritório do juiz Temple não podia manter confortavelmente número de pessoas presentes. um advogado nomeado pelo tribunal. Tony negou veementemente a solicitação. também ajudou a liberar Claire. Tony não se importa . Mostrava Claire agindo em legítima defesa. o FBI se juntou ao caso e confirmou seus conhecimentos anteriores. Jane e John não estavam lutando a admissão das filmagens em evidência. sua fiança foi fixada em montante igual como Tony . Tony não se arrepende de compartilhar as imagens de vídeo para as autoridades. bem como múltiplas acusações de conspiração para cometer assassinato. As taxas cobradas contra seus crimes. Atualmente. apareceu como se Tony e Claire estavam trabalhando juntos. John admitiu que. Não só tinha imagens que incriminasse Catherine. crimes. Brent e Tony seguiram uma jovem para o novo local. Depois que ela foi presa. bem como proibindo a utilização dos recursos das Rawlings Industries. ela reivindicou para contas no exterior. Eles prometeram investigar. Quando ela professou o seu direito aos bens da propriedade. aguardando sua próxima audiência do tribunal com a nova representação legal. Mesmo que mostrou provas incriminatórias contra ele. Brent audivelmente suspirou quando eles entraram. De acordo com os registros do banco. assim.Uma vez que esse veneno específico foi identificado. as duas agências pareciam ter encontrado um terreno comum.ou desconfortavelmente. havia o potencial para mais acusações. Depois de algumas brigas territoriais e postura.na prisão de Iowa City. Catherine Marie London estava descansando confortavelmente . Portanto. Era um mistério. Ainda não tinha acontecido. mas também mostrou o envolvimento esmagador de Catherine. e Tony sentia seu peito apertar enquanto ele viu a Jane ~ 112 ~ . incluía duas acusações de cárcere com a ameaça de dano. Todos sabiam que mais acusações viriam contra Tony.$ 10. Por essa razão.000. O vídeo tinha feito claro que Tony tinha conhecimento de outros crimes. no vídeo.

Rawlings. — respondeu Sra. Simmons. murmúrios de reconhecimentos encheram a sala. — ele ofereceu. — segurou uma pequena pasta. — Sra.. John apertou a mão de Brent. e Sra.. — É nosso plano. — Brent disse. Novamente. — Sr. Espero que possamos chegar a uma conclusão amigável para esta infeliz situação. a última vez que conversamos você estava planejando que está esta reunião fosse realizada em paz. Nic. usando sua voz mais afável. — Sr. Simmons? Tony ficou eriçado com o tom do juiz Temple. Emily. — disse Brent. Brent disse. parando quando a porta abriu mais uma vez e entrou o juiz Temple. Se virando para Jane. Allyson. é. de acordo com estes documentos. o juiz Temple estará com vocês em breve.Sra. Meritíssimo. É claro. Será que esse cara está bravo por ter perdido a sua primeira audiência? — Sim. o juiz Temple queria igualdade de representação. juiz. — Boa tarde. Vandersol estão presentes. — Bem. ~ 113 ~ . — É isso está claro. Eu sei tudo sobre divulgação. — Olhou para Brent. — Não é verdade? — Sim. Nós também temos concedidas tutela e procuração temporária sobre a filha da Sra. — John respondeu. — Agora que estão todos os presentes. — Senhoras e senhores. Sra. — Ele olhou para o Vandersols. Vandersol é o meu colaborador. — Muito bem. é mentalmente incapaz de fazer essa denúncia por conta própria. Um murmúrio de respostas cortês encheu o ar apertado. e como você sabe.Allyson e John e Emily Vandersol. Nada será feito no meu tribunal atrás de portas fechadas. representando a Sra. Vandersol é o autor. — Estou satisfeito que podemos ficar todos juntos. —.. quando ele puxou a cadeira na cabeceira da mesa brilhante e se sentou. — Vejo que fomos capazes de fazer esta reunião.. Allyson. Sr. quando ele estendeu a mão. — disse a jovem. Sr. — John. Rawlings quem.

— respondeu o juiz Temple. É prática comum para o marido. se me permite. — Perguntei se você acredita que o Sr. Meritíssimo. juiz? ~ 114 ~ . Rawlings imediatamente após o incidente na propriedade dos Rawlings. Rawlings. Vandersol tem motivos para questionar o seu temperamento volátil. — Sr. acredita que o depoimento foi mandado? Você acredita que seu cunhado . Era a pergunta que ele tinha antecipado. — Suponho que lemos o depoimento? —Quando sua pergunta foi recebida com respostas afirmativas retumbantes. essa questão específica não será ouvida por mim. — o depoimento foi arquivado em nome da Sra. — Estamos à frente de nós mesmos. advogada. — Juiz. — Posso também fazer algumas perguntas. É meu lugar para decidir se a petição tem mandado. — Sim. e Sra.. — Brent respondeu. e Sra. juiz Temple? — Vá em frente. — Não foi à pergunta. — Tony disse. — Sr. — Brent respondeu. Vandersol estão fazendo suposições. continuou ele. Brent intercedeu. Rawlings. — Como o marido da Sra.. — Mr. — Protesto. já perdeu controle de seu temperamento na presença de sua esposa e filha? — Minha esposa e filha? Não. creio que o Sr. Simmons. Rawlings.e cunhada tem razão de questionar a segurança de sua esposa e da filha na sua presença? Tony inalou. Você não precisa de objeção. acreditando que ele parecia estar controlado. — Juiz Temple interrompeu. — Eu amo minha esposa e minha filha incondicionalmente. — Então eu gostaria de fazer algumas perguntas. no entanto. não estamos no tribunal. — meu cliente emitiu uma liminar que procuração. Não há nenhuma maneira que eu faria qualquer coisa para as prejudicar. Jane respondeu. Eu acredito que Claire precisa de mim durante este período difícil.

não processa esta petição nula e sem efeito. — Especulação. nem o senhor nem Sra. Vandersol tinha certeza de que Claire e o Sr. temos razões para acreditar que o Sr. Allyson. Doutor. houve novas provas. O juiz Temple se inclinou de volta contra a cadeira de vinil. — Violento. Rawlings. Brent voltou ao juiz Temple. vocês pessoalmente testemunharam qualquer comportamento pelo Sr. pelo esclarecimento. — Sr. não é? — Não. — Eu sempre tive um pressentimento de que algo não estava certo. Allyson. bem como seu fundamento. — Não acredito que há um precedente legal para emissão de ordens em sentimentos de intuição. Sra. Rawlings. ditadas pela prisão do seu cliente e baseado em seu status como ~ 115 ~ . Simmons. — como eu estava prestes a dizer. Rawlings não se declarou culpada da tentativa de homicídio em 2012. Sr. — Por favor. Rawlings e Claire Nichols eram legalmente casados em 27 de outubro de 2013. — Brent interrompeu. Rawlings não estava tentando prejudicar o Sr. Vandersol? — Brent continuou. não. Ela se declarou inocente. Como defensora e representante da Sra. Sr. — Sr. houve novas provas sobre o incidente. mais uma vez. — Obrigada. como você indicar. Sr. mas há mais em jogo aqui do que de instinto. No momento da apresentação. — Jane respondeu. Rawlings pediu o divórcio de seu primeiro casamento. Rawlings estava tentando se libertar dele. sim. Eles não são relevantes. Ela não se fez livre se no passado. no entanto. e Sra. E as acusações anteriores. Eles também acreditavam que Sra. Não foi uma admissão de culpa. — Como você tão eloquentemente afirmou numa ocasião anterior. foram expurgadas. Em primeiro lugar. Rawlings eram casados. Sra. Que. Sra. ou Sra. Vandersol. como ela tinha feito no passado. Vandersol afirmam que o incidente na propriedade dos Rawlings era uma evidência que Sra. Rawlings. Rawlings tentou. Também temos razão para acreditar que Sra. Rawlings que vocês considerariam violento? Queixo da Emily se levantou indignada. Controlador e manipulador. estou interessado em como isso vai jogar. o que mudou? — Sim. se libertar do Sr.

— Você quase a matou! Você nega isso? As mãos de Brent rapidamente passaram para o braço de Tony. Tony mordeu o interior da bochecha e pressionou seus lábios juntos até formar um ligeiro sorriso quando seu olhar inabalável permaneceu fixo na sua cunhada. também recentemente obtivemos dados médicos. — Este é um relatório preliminar sobre o estado mental de Sra. seus advogados vão fazer as perguntas. Enquanto ele falava. — Isso não é conclusivo. Rawlings sofreu uma concussão há cerca de três anos. juiz. — Sra. — Esse testemunho não foi dado sob juramento. a solicitação de seu marido. ele não as leu antes. O primeiro foi uma pasta acoplada. o avisando de ficar calado. ~ 116 ~ . Se tem observado através de vários testes que a Sra. Simmons. Ele tinha visto uma muito semelhante no passado. Tony observou o aumento da agitação de Emily. Ela parecia tão pronta para estourar como Tony sentia.. Finalmente. Claro. obviamente incapaz de conter as palavras por mais tempo. os Vandersols ainda acreditam que o Sr. ela interrompeu.parente mais próximo. — Brent começou. juiz.. Vandersol. — o juiz Temple repreendeu. — o juiz lembrou a Emily. mas eu ainda tenho que ouvir nada exceto um boato. Rawlings tem sido e continua a ser uma ameaça para sua irmã. Foi o testemunho de não juramentado de Claire a partir de 2012. — Que provas você tem? Que não seja ficção sensacionalista? — Brent pediu. — Eu tenho provas. Graças a Phil Roach. Não demorou muito antes de Brent respondeu. tinham visto o relatório. — Jane disse como ela passou mais documentação em torno da mesa. Seu comportamento invulgarmente quieto foi sem dúvida. Era à conta de seu primeiro casamento. — Peço desculpas. Tony e Brent leram os documentos. — Jane produziu documentos. e ele não queria os lê agora. Tony levou os papéis que foram passados. eu te avisei sobre a insinuar que este tribunal é outra coisa senão os fatos levando em consideração. — Sr. Rawlings. — A esse ponto.

vamos cingir aos fatos e dispensar as crenças. Há pesquisas em andamento que verifica que. na maioria dos casos. Este é um processo muito doloroso como matéria cinzenta ao redor do cérebro encolhe. Tony também sabia que havia tempos quando nada além de dormir ia aliviar a dor que ele tinha testemunhado em seus olhos de esmeralda. ainda não fomos capazes de Pesquisar minuciosamente. com o tempo. Rawlings só foi recentemente avaliada. os resultados persistentes do TCE (traumatismo crânio- encefálico) podem resultar em um surto psicótico. Embora ela muitas vezes tentasse fingir que não estavam acontecendo às dores de cabeça. Sra. que o cérebro dela formou tecido cicatricial. — Brent entregue documentação para Jane. O primeiro é o traumatismo crânio-encefálico. Rawlings é. — seu estado atual é teorizado para ser um surto psicótico. bem como o juiz Temple. disse que havia duas causas possíveis para um surto psicótico. Jane continuou. Allyson. . pelos médicos. uma ameaça ao seu bem-estar futuro. enquanto ele se lembrava. Cita muitos exemplos bem documentados. — ela se virou para o juiz. é a crença dos meus clientes que o Sr. — Jane continuou. Se lembrou das dores de cabeça de Claire. as coisas que ele tinha rabiscado quando Jane falou. Brent olhou para as notas dele. — Os olhos dela foram para Tony. Pode às vezes causar dores de cabeça debilitantes. Estes testes levam tempo. Ela vinha sofrendo com elas há muito tempo. — o juiz Temple disse. mas ele não se lembrava de se elas tiveram ocorrido antes do acidente dela. No entanto. por uma de duas razões. — Sra. obviamente. — Sra. Qual é a segunda? — A evidência aponta para o TBI.uma ruptura com a realidade. bem como informações dos peritos médicos na equipe de Rawlings. Rawlings foi tão violentamente ferida em 2010. — Sra. Rawlings é a causa da condição atual Sra. — Eu também tenho pesquisa. ~ 117 ~ . Enquanto nós só recebemos este relatório esta manhã. Allyson. Rawlings também foi atacado por um criminoso em 2013. não tão severamente como em 2010. mas a ideia é que Sra. — Psicóticos podem também ser adquiridos por um evento de vida traumático. — Isso foi teorizado para mim. Portanto. no entanto. que essa pausa é causada. — Não. mais uma vez sustentando trauma na cabeça. de acordo com a documentação médica.

— Brent interrompeu. o juiz perguntou. — Jane retrucou. — Nega que o incidente que ocorreu na propriedade dos Rawlings poderia ser definido como um traumático evento de vida? — Eu não faço. Pode dizer honestamente que não era esse evento traumático que causou o surto psicótico? Pode dizer com certeza de cem por cento. — Às vezes o cérebro simplesmente não pode lidar com o stress. estava passando por ansiedade excessiva. Sra. Brent se sentou reto. London. Rawlings. tem provas de que um TBI causou sua condição atual? — É muito cedo para dizer definitivamente. Allyson. A casa estava em chamas. ~ 118 ~ . Você sabe como Sra. Sr. — John admitiu. estou esperando. O juiz Temple interrompeu. — Me deixe ver se entendi: se acredita que o estado mental atual Sra. Rawlings. preciso dos fatos para tomar minha decisão. — Doutor. possivelmente. — Juiz. Rawlings foi causado por lesão anterior ou. — Ambas as opções são viáveis? — Sim. — respondeu Jane. Se virando para Tony... — tenho visto algumas desta pesquisa. no melhor interesse de sua família. No entanto. e ela só teve uma arma apontada para ela. De acordo com testemunhos e a vigilância por vídeo. Sra. Rawlings recebeu a lesão inicial e mais grave para o cérebro que é evidente nos exames médicos? — Juiz. meu cliente não precisa responder a essa pergunta. — ela disse de novo. quando sua esposa silenciosamente soltou adagas em sua direção. estou esperando uma resposta verdadeira. ela tinha ido para a propriedade para garantir a segurança do marido e da família da Sra. uma situação muito estressante? — Sim. Rawlings. que ela sofreu um surto psicótico? Ora. — Sr. ela só soube sobre o avião abatido de Rawlings Industries. apesar de que não está sob juramento. sem dúvida. Essas pessoas não têm lesões cerebrais.

. Vocês precisam saber que desta vez as coisas estavam diferentes. — Voz do juiz Temple se aprofundou.as coisas no livro de Sra. —. — Como Sra.. — Sim. Sr. Rawlings. não responde a isto.. Banks são baseadas no fato? — Eu não li o livro dela. Mantendo o contato de olho que ele exigiu de Claire no passado. bochechas da Emily descendentes de lágrimas. continuou. sei. enquanto não estamos em um tribunal. Rawlings. em 2010? ~ 119 ~ . será ainda por desacato se você evitar outra das minhas perguntas diretas. — Doutor. — exortou Brent. eu tenho. — Sr. — Você já leu o livro? Tony estoicamente respondeu. — o juiz Temple. — Você a feriu com intenção? — Não queria a prejudicar. Rawlings. — Não me orgulho das coisas que fiz no passado. É só. Palavras de Tony foram desbotadas.. O fluxo de sangue na cara dele fez Tony querer desmaiar. — Há um livro best-seller sensacionalista no mercado agora que afirma ter sido narrado por sua esposa.. qual foi à causa de uma lesão cerebral? Você feriu a sua esposa? Tony se virou para John e Emily. . — Graves? — Tony perguntou. eu estou. aonde vai isto? — Brent perguntou. como a sala pequena e com o silêncio. — Sr. — Não. Você causou a sua mulher lesões corporais graves em 2010? — Tony. Tony olhou apenas para o juiz. — Sabia que você é mencionado neste livro? — Juiz. Eu faria qualquer coisa para nunca me comportar como eu fiz. eu quero ouvir a resposta do seu cliente. e nunca faria novamente. Rawlings primeiro veio morar na sua casa.. Você está ciente deste livro? — Sim.

e eu vou anunciar a minha decisão. — você é um monstro. Não fiz Claire sofrer desde antes de nosso divórcio.. — Oh meu Deus. ~ 120 ~ . — Com base no melhor interesse da família e da criança pequena. O coração de Tony doeu. acredito que tenho informações suficientes sobre a medida cautelar. ele respondeu. Vamos nos reunir no tribunal. — Eu prefiro não responder essa pergunta. Tony olhou em direção a Brent e então lembrando a declaração do juiz sobre desprezo. — Eu nunca machucaria a Nichol. O juiz Temple inalou e sentou-se mais alto.. Já trabalhamos coisas. — Emily respirou sob sua respiração.

tudo não começou por aí? Tony não culpa ninguém: ele tinha feito bastante disso. Sendo depois de horas do fim de expediente.Kurt Cobain (parafraseado de André Gide) Capítulo onze Tarde de maio de 2014 Tony Os escritórios em Rawlings Industries corporativa estavam quietos. Os empreiteiros disseram que o cheiro da fumaça tinha ido embora. Ela teria se tornado diferente se os pais dela a aceitassem e Sophia? Ele teria sido diferente se criado por outra pessoa? Tony ponderou Sophia. a maioria das pessoas tinha ido para casa para suas famílias. um cheiro pútrido infiltrou em seus sentidos. aquela onde ele foi criado? Afinal. do que ser amado por quem eu não sou. Tony não tinha esse luxo. mas ela era tão diferente de sua mãe. Quando o vermelho da sua raiva. Os reparos estavam completos. doença da avó. Foi à perda doentia de felicidade que nunca seria dele. Era a manifestação de anos de ódio e vingança. ou ele cheiraria a mesma coisa. Foi apenas a estrutura em Iowa. Ele não queria ir a sua casa — nunca.mas Tony poderia. . mas toda a estrutura o deixou doente. Ganância do seu avô. mas quando entrou as grandes portas e caminhou pelos corredores. Ela era uma London. ódio passivo-agressivo do pai e submissa aceitação da mãe tudo misturado juntos para criar o ambiente que gerou tanto Tony e Catherine. Foi a morte de pessoas inocentes e a morte da inocência. Mas se manteve o fato de que ele foi criado em um poço opulento do mal. Em nenhuma maneira ele a perdoaria por qualquer uma de suas ações: no entanto. . A mulher que Sophia se tornou não falava volumes sobre a natureza versus criação? Todos os dias ele pensou da vida perdida muito jovem.. Ninguém mais poderia o cheirar. Eu prefiro ser odiado por quem eu sou. ela viria a viver sob esse teto em apenas vinte anos de idade. que espreitava em cada esquina e deslizou pelos corredores. ~ 121 ~ .. se ele fosse entrar na casa em Nova Jersey.

ela olhou para ele e disse. Nathanial cometeu erros fora da ganância e ambição. do curto período de tempo que tinham trabalhado juntos. Ele iria vender essa porcaria se não fosse por Claire. ―bem feito. Era melhor que voltar àquela casa. Sua morte foi outra peça do quebra-cabeça trágico. Tony lamentou a perda de tudo o que ele sabia ser verdade. Tony também lamentou o Derek. Nathaniel lutou muito. o poder. Ele não sabia se ela viria. O dinheiro. Eu tinha medo que as más recordações ~ 122 ~ . Nem as recordações não tão brilhantes como o tinham sido. como fez Brent. quando ele engoliu o conteúdo do copo e derramou o outro dois dedos de Johnny Walker. amava secretamente e caiu em desgraça. mas ela veio. ele era o pior. Os verdes vibrantes da ilha não podiam transcender o véu de desespero na mente anestesiada de uísque de Tony. Saboreando o queimar lento. Cunningham de Shedis-tics lhe deu recomendações brilhantes. Ele permitiu que suas ambições dominassem seu melhor julgamento. Enquanto Tony virava o líquido âmbar em seu copo. admitiu que. Ele não poderia nem sonhar isso. Tony concluiu que agora era sua vida. A cor se foi. Pecados de Tony se basearam na necessidade equivocada.. que ele concluiu. A casa construída de Tony foi construída como um testamento para um homem que Tony nunca soube. ele não era melhor. depois que eles voltaram da casa de Tim e de Sue. Tony colocou seu casaco em uma cadeira e esticou sobre o sofá de couro longo no canto distante do escritório dele. A primeira noite. Nathaniel lhe disse que ele falhou. quando o uísque adormeceu seus sentidos.finalmente ouvir Nathaniel dizer. Em seu sonho. Diabos. Seus olhos fecharam quando ele lutou contra as memórias. Sr. viveu grande. Ele convidou Claire para o casamento de Caleb Simmons. ele iria dormir a noite aqui. retribuição e a necessidade de validação.. Se alguma coisa. O homem que merecia algo melhor. Houve um tempo quando a cor estava ao redor. o prestígio foram todos para uma coisa . Nem eles tinham sido deturpados pela perda de cor. se apenas a si mesmo. — Estou surpresa quanto gosto de estar aqui. Sua vida inteira foi construída em mentiras. Havia algum livro vendido quente que falava sobre tons de cinza. Ele passou por todos os testes e desafios com louvor. Tony se lembrou de pé na entrada de tijolo sob um manto de estrelas de Iowa. um homem que influenciou eventos muito tempo depois de sua morte. Com uma suave brisa de junho soprando cabelo de Claire. filho‖. ele tinha feito isso com frequência. Foi lamentável.

Tony se recusou a desistir de Claire. Ela era parte dele. Maioria das informações que ele era capaz de recolher foi dos telefones do Vandersols. Ela era a única a trazer vida e cor para os 6. além de Nathaniel. Ele se virou contra seu telefone para uma foto tirada há poucos ~ 123 ~ . Apesar de tudo. — no dia seguinte ela o guiou através de sua floresta para o lago. mesmo se ele vai passar os próximos três a quinze anos atrás das grades. Claire e Nichol mereciam isso e muito mais. Ele rezou para que sua admissão de culpa e acordo tranquilo ajudaria a tirar o foco longe de sua empresa. ele poderia fornecer para Claire e Nichol o melhor que o mundo tinha a oferecer. Amanhã. Pertencia a ela. Seus registros foram inconclusivos. Relatórios de Roach eram desanimadores. eles também tinha que acrescentar isso a sua lista de acusações . Ele sairia da empresa antes dele deixar isso acontecer. Ela tinha salvado seus empregos e agora seu passado os poderia levar para fora. Ele não podia. Foi por isso que ele não podia vender a propriedade. a decisão final para a sentença estava nas mãos do juiz.apenas monte! Talvez outra bebida estava em ordem. mas para milhares de pessoas empregadas por ele. Tony deu de ombros. era só um monumento. mesmo quando ela não queria estar lá. Antes dela. Com o dinheiro de Tony. Aquela maldita companhia na Pensilvânia. foi morto como o homem que ele tinha sido construindo para impressionar. O acordo era no lugar. Ela só precisava de médicos melhores . A presença dela infundia vida e espírito no tijolo e no almofariz. Os médicos malditos na instalação do estado onde Claire ainda estava sendo mantida eram indiferente e inepto. Diabos. não ia parar de a observar. uma conferência web com os presidentes das filiais. Tony olhou para seu relógio. Depois dela. Seus lindos olhos esmeraldas brilharam quando eles tinham atirado pedras na água clara e viram o sol refletir em prismas de luz dançando sobre as ondas.000 hectares. A separação obviamente adicionada ao seu funk. Foi só com ela que a estrutura de pedra e tijolo era uma casa. Se sentando. Mas não era muito cedo para Nichol adormecer. Tony teria uma reunião com a diretoria de Rawlings Industries e.iriam dominar o bem. em seguida. ele sabia que era cedo demais para cair no sono. foi um pouco após 20h00min. Não foi só por ele. Seus braços doíam com o desejo de segurar e balançar sua filha. Mesmo que o lembrava de Claire. Mesmo que ele não a podia ver. Havia uma razão para seu sucesso.o melhor que o dinheiro podia comprar. ele acreditava com todo seu coração que ela iria ficar melhor.

— Você conseguiu algo para si mesma. — Você precisa comer. por que ainda está aqui? Você deveria estar em casa. Enquanto aquilo partiu o coração dele. Tony odiava Emily com tudo nele. mas você não teria. Felizmente. ele ouviu a batida na porta da sala dele. no entanto. — Obrigado. Claire foi absolvida de todas as acusações. Eu poderia ter ligado. Antes de Tony poder celebrar a liberdade de Claire com outra bebida. mas você não precisa fazer isso. — Quem é? — Sou eu. Courtney tinha um jeito com todo mundo. e ela estava sorrindo. Ela finalmente tinha convencido a Emily a deixar visitar. — Patrícia. O vídeo deixou bem claro que Claire agiu em legítima defesa. também. Declarada incapaz de ser julgada. O promotor discutiu agressão. ele também foi encorajado. Um sorriso fraco veio aos lábios de Tony. Sr. O FBI veio à frente e concordou em retirar a acusação de cumplicidade: sobrando apenas tentativa de homicídio. As bochechas dela parecia mais redonda do que ele se lembrou. Ele tinha pego um peixe muito maior em Anthony Rawlings. Foi a conclusão de Tony. Ela estava certa. Curiosamente. Ele honestamente não tinha nem pensado muito nisso. mas Evergreen concordou. John e Jane tiveram êxito em um bom acordo para Claire. Balançando a cabeça. Tony não tinha intenção de comer. Notando a maneira que ela estava preparando dois lugares ele perguntou. Espero que em breve ela fosse permitida a visitar Claire.. ela disse. A foto veio de Courtney. Quando ela sorriu. Patrícia abriu a mochila e colocou as embalagens na mesa de conferência. — Você poderia pedir. Ela tirou um saco de plástico com o que parecia ser recipientes de isopor e sorriu. ele perguntou. foi sua condição mental que selou o acordo.. Tony correu a mão pelo seu cabelo despenteado e permitiu a entrada dela. Tony e Evergreen tinham chegado a uma conclusão.dias. mas ele era grato que ela estava cuidando da Nichol. Tony se levantou e abriu a porta. também? ~ 124 ~ . Rawlings. Retirar a queixa contra Claire não fez o promotor ficar mal. Posso entrar? — a voz abafada de Patrícia veio de trás da porta fechada.

o delicioso aroma de alho ao redor da mesa. suas sobrancelhas juntas. vinho não. —… Eu tenho isso no meu armário há meses. ajudando o seu foco. Abrindo a embalagem. Rawlings. — Bem então. Quando a rolha apareceu. — Eu acredito que tem a ver com cerveja. Tony sorriu e chegou para a garrafa. Desde o seu regresso do paraíso. mas Tom e Brent ficaram sobrecarregados com questões jurídicas e Tim ainda estava fazendo as decisões diárias sobre as operações. minha memória não é tão ruim assim. Tom. — a voz dela saiu uma oitava acima. Patrícia levantou suas sobrancelhas. — Então acho que você está seguro. o preenchendo sobre os números e em todo ajudando readaptar ao mundo do CEO. Uísque antes de cerveja. — Você deveria beber vinho depois do uísque? Qual é aquele ditado? Tony riu. e Brent não tivessem sido úteis . — Sr. — Bem. Foi um presente de Natal que me esqueci de levar para casa. — Ofereceria outra coisa. levantando o copo dele e dela tinindo. — Oh. Parece estar levando à auto piedade para um nível totalmente novo. que alinhou o pequeno abridor de Q encaracolado sobre a rolha. — Tony disse quando ele puxou a cadeira e sentou-se. e ela riu. — Eu fiz. também. — Não acho que você deveria estar bebendo sozinho.. não. mas. Ele fechou um olho. tudo estara claro. Não foi o que Tim. — ela inclinou a cabeça em direção ao armário de bebidas. — Eu não sou muito de beber. Oh. — Não. lembrando a Tony que ele realmente estava com fome. Acho que já chega por hoje. ele disse. A Patrícia pegou dois novos copos de cristal do armário. aqui está o seu esquecimento. mas isto parece ser tudo o que tenho. Depois de ~ 125 ~ . não é. Ele levantou a garrafa de Johnny Walker. — Obrigado por esta gentileza. — Quando ela ergueu seu copo. Tony não viu a necessidade de retomar o papel apenas para o perder quando começasse a sua sentença de prisão.. nada disso hoje à noite. Tomando um gole. Patrícia tinha sido instrumental em o atualizar sobre todas as coisas Rawlings. Segundos depois ela estava de volta com uma garrafa de vinho tinto e um abridor.eles eram. — ela saiu da sala. Ele nunca seria capaz de lhe agradecer as longas horas que ela tinha passado fazendo relatórios. Cerveja antes do uísque. nunca ficara doente.

com seu MBA pela Stanford. Ela era capaz. — Não se lembra? — Eu lembro. Patrícia sorriu e levantou o copo dela também. depois de tudo que fez. — Você era suficiente. Alegria brilhava de sua face. — ele levantou seu copo novamente.algumas mordidas ele observou. enérgica e seu currículo. mas ela não conseguia acompanhar o crescimento e a tecnologia. — Sua educação foi soberba. obrigado novamente. fora do horário de trabalho.. — ele pensou que reflexivamente. — Patrícia. Rawlings. — E você não achou que eu seria? — Não. — Impressionante. — E. — Não. — Melhor graduada da turma do MIT. — Ele balançou a cabeça. Sr. — É por isso que te perguntei quanto tempo você trabalhou para mim. — Obrigado.. — E por quê? — Meu assistente antes você era extremamente capaz. me deixe terminar.. Tony deu de ombros. Ele resmungou. Por favor. — Droga. — Obrigado. Pelo que me lembro.. Eu estava preocupado com sua idade. ~ 126 ~ . você não precisa ficar me agradecendo. — Você sabe que a idade não é uma razão legal para não contratar alguém? Eu acredito que eles chamam isso de discriminação. Você tem sido minha assistente por oito anos. há quanto tempo você já trabalhou para mim? Ela fingiu um amuo... apesar de que a educação dismal. não fui eu. pode me chamar de Anthony. Rawlings. — Isto está delicioso. Estou feliz que você me deu uma chance. — Sr. você foi uma candidata que nunca esperei escolher para a posição. por que. A última coisa que preciso é outra acusação legal contra mim. Os olhos dela se abriram. Eu queria alguém que iria fazer as duas coisas.. Anthony. como você sabe. Ainda bem que contratei você então..

ele não pode dirigir. — Não. Era um texto. de Brent. — Se? — sua mente álcool-infundido não tinha ideia da estrada perigosa. Se lembre. retirando da sua mão. Ele respondeu. Só imaginei que você se estabeleceria e então . A massa tinha ajudado a reduzir seu nível de álcool no sangue.. Patrícia pareceu triste. mas.maldição. — ela murmurou enquanto ela comeu o outro pedaço de massa. pare. Olhos dela desviaram para a comida.. Você já provou o seu peso em ouro por aqui. — ele levantou a garrafa de vinho.. — Todos os bons são acompanhados. Patrícia assentiu com a cabeça. — Quer dizer. — Eu pensei que você ia dizer que os bons eram gays. —. Ele riu. “ACABEI DE ENCONTRAR COM O EVERGREEN E DESEJA REVER ESTE ACORDO COM VOCÊ. o telefone de Tony tocou.. — Me desculpe. — Soar sexista. também. Patrícia estendeu a mão e cobriu de sua mão. eu odeio perder quaisquer mensagens. que ele estava manobrando. Tony assentiu com a cabeça. ONDE VOCÊ ESTÁ? ERIC PODE DIRIGIR PARA VOCÊ?” Tony queria ter problema com seu último comentário. você sabe o que dizem? Tony olhou interrogativamente para ela. ~ 127 ~ . — Tudo bem. você está tomando uma pausa de tudo agora. Se eu quisesse isso. isso vai soar sexista . — Shh. mas verdade seja dita. contanto que eu possa encher seu copo. eu poderia fazer os dois... Com tudo o que está acontecendo.. No entanto. Quando o último pedaço de macarrão foi consumido. estou extremamente confiante de que não é o caso. Fico feliz que a contratei. A comida e o vinho ajudaram a levantar uma camada de escuridão. lembrando Tony de Claire quando ela estava prestes a lhe dizer um pedaço de sua mente.deixando para ter um marido e filhos. em vez de firme. mas não o suficiente.. Seus ombros enquadraram. eu não sou tão velha.

MAS NÃO DEVERIA. Ele sorriu novamente. EU POSSO DIRIGIR. — Esta é sua nova cama? Falei para ir a minha ~ 128 ~ . Dois copos de vinho com uma refeição... — Então. grande reunião cedo. — Vou ver você amanhã. MANDEI PARA CASA DE ERIC PARA A NOITE. não é grande coisa. eu ainda tenho um senso de humor. Foi boa notícia? — Provavelmente não. Quinze minutos depois. Patricia reunir os recipientes e o vinho. ACABEI DE COMER — REALMENTE. — ela parecia triste. Anthony. PRECISA DE COMIDA?” “NÃO. — Oh. “EU VOU ESTAR AI EM QUINZE MINUTOS. . Você pode contar comigo. — mas você estava sorrindo. “ESTOU NO ESCRITÓRIO. Encolher os ombros. Brent está em seu caminho aqui para discutir o acordo. — apontou para o sofá.” Tony olhava para os olhos de corça de Patrícia. você pode dirigir? — Vou ficar bem. — Tenho de ir. — Não acho que isso é um ditado verdadeiro. — Eu vou estar lá Sr. — Obrigado mais uma vez pela comida e vinho. — Não é da minha conta.quer dizer. ele pensou.” Veja.” “VEJO VOCÊ EM 15 MINUTOS. — Vou deixar isso em meu escritório. no caso de você ficar sem uísque. UMA MULTA NÃO SERIA BOM PARA A MINHA REPUTAÇÃO. Eu vou descobrir em breve. — ela começou. Tony assentiu com a cabeça. Brent entrou pela porta aberta. VENHA AQUI.

Patrícia me trouxe um pouco de massa. — É tão ruim assim? Brent deu de ombros. Tony beliscou a ponte de seu nariz.está na fita. Eu quero fazer isso e pagar a minha dívida. — Ela porra admitiu para mim no meu escritório . Agora ela está alegando inocência total.. — Tony. Quando Brent sentou-se e abriu o envelope. Eu ainda preferiria que você não se declarasse culpado. Eu quero a verdade. Não seja um mártir. Esse foi um drinque. — Sentei na audiência de Catherine esta tarde. seus olhos cansados rodaram com emoção. — Tem certeza que devemos esperar essa bebida? ~ 129 ~ . Você que me salvou a condução e Courtney é uma ótima cozinheira. — Brent jogou o envelope em cima da mesa. quero fazer a coisa certa.. Não há provas suficientes. vai haver uma batida na porta e meu mundo vai cair em minha volta. Eu não estou fazendo isso para salvar ninguém além de mim. isso não é verdade. Há suficiente circunstancial. — Depois disso. Não farei isso. — Bom. quando eu tenho a minha família de volta. — Não. — Eu não sou um fã de alguma coisa. Pela primeira vez na minha fodida vida. e eu não bebi antes do meu jantar. Eu estou colocando minhas cartas na mesa e descontando minhas fichas. Então eu estaria tomando uma chance em um júri e quem sabe quanto tempo tudo que levaria. não haverá volta. ainda com um avião a Rawlings para a incriminar. — Eu sou quase um mártir. Não havia uma confissão explícita. eu vou partir com você para beber. Ela não deixaria você beber antes de seu jantar. — Você está muito agressivo. Não posso viver com a ideia de que um dia. — Ela insinuou. Uma vez que você concorda. Me diga que tipo de acordo você e Evergreen inventaram para que eu possa sair da prisão mais cedo ou mais tarde. Não me interprete mal: você já fez coisas bem confusas. mas você fez coisas boas também.casa. Ela é acusada de sete crimes de homicídio. Eu gostaria que você pensasse em linha reta enquanto discutimos isso. Eu já confessei esta merda para o FBI.

.. há evidência de apontar a arma para Claire. Eles também estão a acusando com tentativa de homicídio . Vinho? — Todos esses anos e eu nunca soube que você estava correndo uma maldita loja de bebida aqui. Jordon e Shirley Nichols e Allison Burke Bradley. — Não há nenhum prazo prescricional em assassinato. vamos começar com você mais tarde.. — Tudo bem. Sobrancelhas de Tony se levantou. — Brent tomou uma bebida. Do qual eu já recolhi. Tony deixou o escritório e voltou com a garrafa de Patricia de vinho. mas falhou? — Do vídeo. Brent deu de ombros... o FBI tem extensa pesquisa conectando os casos com o veneno que ela usou. Tony pediu. Olhos escuros de Tony alargaram. — Tem algo menos forte do que Johnny Walker? Eu acho que seria melhor deixar isso para depois. ~ 130 ~ . Sherman Nichols. — Mais acusações? Ainda falamos sobre Catherine? — Sim. — Esses nomes vão muito tempo atrás. Tony abaixou a cabeça para a mesa e cansadamente levantou para cima. Quem mais ela tentou assassinar.. — Sete? Eles listam nomes? — Sim. Samuel e Amanda Rawls. Nathaniel Rawls. — De fato sim. Há John e Emily. — Como ele derramou. — É a melhor parte da árvore de família da Nichol. Brent assentiu com a cabeça. Quer dizer além de Nathaniel e meus pais. — Talvez eu tenha bebido demais. certo? — Assassinato por encomenda. — Há mais. — Pode também terminar isto. — Eles poderão provar? Que ela estava envolvida? — Não estou ciente de todas as informações.quatro acusações. isso faz três. resultando em morte acarreta a pena mesma que assassinato. — Ela pessoalmente não.

e sua educação foi sendo paga. Estamos tentando dar um jeito com ela para evitar um processo civil. Brent engoliu o líquido vermelho profundo de seu copo de cristal. sua mudança de opinião pública e retratação. — Você. Tony olhou sobre a borda do copo. — Vou precisar testemunhar? — Você iria ser perjúrio? — Eu não quero. Brent inclinou-se para frente. A acusando coloca um fim a esse caso para sempre. Mas. com suas acusações contra Claire e. — Ela está muito abalada. antes que ele bebeu e disse. Quero dizer você cuidou dela durante anos. Você tinha o mesmo único veneno no seu sistema. eu quero que ela apodreça na cadeia. Tony caiu contra a cadeira. Ela disse que você sabia tudo sobre isso. ~ 131 ~ . Você não sabe nada além de beber o café e acordar. Isso o deixou ficar mal. novamente. — Eu recomendo que você fique ao seu testemunho original. mas Evergreen tem lutado com ela sobre isso. — Eu pensei que estávamos. não era? — Sim. — A imprensa tem a chamando de serial killer. tinha um telhado sobre a cabeça dela. pois ela não tinha ninguém após a morte de seus pais. Tony olhou para baixo. Ele não gostou de ser manipulado. — Ela foi paga. em seguida. — Quanto a Cindy? Não falo com ela desde que ela descobriu a verdade. Foi muito melhor do que o que teria acontecido para ela. — Os Vandersols estavam lá. — Quem mais estava na audiência? — Eles barraram a imprensa. Tony. Tony assentiu com a cabeça. Ele está correndo com isso. Ela serviu comida e fazia limpeza. mas as pessoas com uma conexão receberam dispensa especial. Ela envenenou você. É não como apenas a deixamos viver na propriedade. mas ela trabalhou.

Tony abanou a cabeça. — Vamos falar sobre isso. ~ 132 ~ . com uma exceção: os pais dela morreram por causa de nós. — Sim. que soa bem.

Eu poderia percorrer a casa enquanto eu não entrasse no corredor do escritório ou suíte de Anthony sem sua autorização ou convocação.Voltaire Capítulo doze Junho 2014 Phil Minha vida como ela não aparece: Capítulo 4. isso foi tudo o que engloba. A mais importante delas foi fazer o que me disseram. no entanto. mas ainda era uma prisão.. Ansiava pela liberdade de andar lá fora. Cada jogador deve aceitar as cartas que vida de entrega a ele ou dela: mas uma vez que estão na mão. Meus limites foram definidos. Na maioria dos dias eu tinha a mesmo. Havia regras sobre vestuário . assistir a filmes na sala de teatro ou ler na biblioteca. Eu poderia acordar quando queria. se exercitar no ginásio e nadar na piscina interior. ~ 133 ~ . . ouvi as regras e eram muitas. e eu estava proibida de me comunicar com alguém. a menos que caso contrário informado por Anthony ou Kate. Minha prisão tinha crescido maior. Primavera tinha chegado para Iowa. Como uma criança obediente. Eu ansiava a vida mundana que tinha perdido. desejava o que outros levaram para concedido. a capacidade de ir a uma loja ou um restaurante. ele ou ela sozinho deve decidir como jogar as cartas para ganhar o jogo. Eu tinha roupas de grife e ambiente de luxo e. mas somente ele e sua equipe. Todas as noites às 17h00min eu era obrigada a estar na minha suíte e aguardar instruções da noite. Esses quartos mantinham os meios para entrar em contato com o mundo exterior. Verdadeiramente. Cada olhar para fora das janelas me lembrou de que eu estava presa dentro das paredes da mansão.sem roupas intimas. As árvores mortas mostraram fracos tons de cor quando brotos formaram e se virou para as folhas do verde exuberantes.. Durante o dia as minhas opções eram poucas e muitos. trazendo mais vida e dias onde tinham residido apenas cinza e letargia.

Não foi só algo que Anthony gostava de dizer: era a verdade. e eu não estava sempre tomada banho e vestida. Se eu desobedeci. que era minha única opção — eu cheguei na porta da sala com minutos de sobra. decidir em um par de calças compridas. A palavra não tinha sido removida do meu vocabulário. Falha teve consequências . Pensei em tudo.algumas consequências muito dolorosas e humilhantes. Estive em seu escritório na ocasional tarde de domingo para o almoço. quando fui despertada por um membro da equipe e disse que Sr. ~ 134 ~ . Ele tinha planos. Minha primeira. Minha existência e presença foram para uma finalidade: lhe agradar. Acredito que o medo de ver a escuridão surgir por trás de seus olhos era a verdadeira chave para meu cativeiro. ainda não conseguiria encontrar a liberdade. Com cada passo na grande escada abaixo e ao longo do corredor de mármore. atravessei as portas grandes e cheguei às árvores. eu sabia que isso seria diferente. mas eu tinha desenvolvido uma rotina. Meu primeiro castigo foi quando cheguei atrasada ao escritório dele. mas que não seja a minha primeira vez no escritório. no entanto. convocação no meio da semana para seu escritório era uma missão nova e assustadora. Se ele me quisesse. cada decisão era monumental. Se eu fosse ver Anthony à noite. Eu aprendi rapidamente que lhe desagradar não era algo que queria fazer. fiz o que me disseram. eu nunca fui chamada lá e obrigada a cumprir com meus deveres de novos.ainda não tinha . eu era obrigada em o receber. como uma boneca esquecida na prateleira. Na falta de palavra melhor. quando me preparava para o meu dia. Falha não era uma opção. e eu era para estar no escritório às 10h00min. blusa de seda e saltos altos — porque além de sapatos de treino. Noites e noites me convenceram do contrário. Meus deveres de trabalho foram definidos em termos gerais. fico na minha suíte. Durante os dias iria me assegurar que eu tinha escolhas. fui forçada a me tornar uma prostituta de Anthony Rawlings. Rawlings estava trabalhando de casa. Eu estava em sua propriedade há quase um mês.e eu sabia que não a queria ver novamente. Geralmente durante o dia eu me vestia casualmente. Não sabia o que eram. Que não precisam ser explicitadas para mim. eu sabia que meu castigo seria grave. Não era normalmente que teria acordado há essa hora. Kate me informou o que ele queria que eu usasse. Finalmente. Se ele não me quer ou não tem tempo para mim. Eu tinha pensado que eu tinha visto a profundidade de sua raiva . Claro.

Com minha mão tremendo. mas eu tinha aprendido a ler-lhe bem o suficiente para saber que ele não estava feliz. — Não pule longe de mim. seus olhos escuros encontraram o meu. Ele agarrou meu braço. Mais tarde seria o estrondo do trovão. Você quis dar um passo atrás . A minha escolha de roupa foi inconsequente na equação do dia. Admita seus erros e não vou precisar te punir por eles. Defensivamente. — Claire. Por minutos em minutos. Seu hálito quente de cheiro de café quando ele rosnou. eu fiquei em pé. e ele o colocava ou ela em espera. Silenciosamente. momentaneamente. Eu quero a verdade de você. Faça. Meu coração acelerou quando ele se recostou na cadeira dele e disse a pessoa do outro lado da linha que ele tinha um problema pessoal. você tem um emprego. saltei para trás. Fiquei resoluta como sua ira derramava por diante. bati na porta de seu escritório. Não sabia se estava trancada. perguntei. me puxando em direção a ele. eu senti um calafrio que enviou arrepios ao meu núcleo. — O que quer que eu faça? A frustração reprimida de lidar com seu negócio explodir adiante quando ele saltou de sua cadeira e arredondado a mesa em minha direção. mas ele tinha um jeito de a abrir da mesa dele. Após apertar o botão. eu sabia que não era uma opção. Eu entendi que se Anthony Rawlings estava tendo um dia ruim eu estava tendo um dia ruim. A porta se abriu e eu entrei. Ele estava falando ao telefone e fez um gesto para eu ficar quieta. e eu ainda temia não saber conforme. Embora a temperatura do quarto fosse o mesmo que o resto da mansão. Timidamente.que não foi feito por acidente. Enquanto ~ 135 ~ . provavelmente pior. Embora cada músculo do meu corpo queria virar e correr. Minha bochecha queimou com o tapa da mão dele. Não queria me afastar. As lágrimas ameaçaram cair quando eu enfrentei sua raiva. não tendo certeza do que fazer. fui até a mesa dele quando a porta fechou pressionando um botão. — Sim. Não sabia o que era suposto para fazer. Cada segundo pendurado no ar. Você entende? Eu entendi. — Não acho que você pode me apaziguar com mentiras. Foi a primeira vez que vi este hábito — um dos seus hábitos quando está nervoso. Não sabia nem me importava o que ele estava a discutir. quando os olhos dele cresceram mais escuros e ele teceu alguma bugiganga em torno dos dedos e juntas. avisando de uma iminente tempestade. Ele estava chateado com a pessoa do outro lado da linha. Eu estava perdida.

— Obrigado. — Eu não estava planejando parar. No entanto. Ele tinha estado em torno de cada vez que Claire e Meredith se encontraram. mesmo que você me disse que queria que eu parasse. mas chamei você aqui para lhe pedir que continue trabalhando para mim. Ele não era o homem dominador que ele tinha contratado para encontrar e seguir sua ex-mulher. O tópico também surgiu durante uma recente reunião com Sr. ele também sabia que o livro foi baseado na verdade. — Eu cheguei a um acordo com o promotor. mas havia um cansaço sobre o comportamento de Rawlings que fez parar suas palavras. ele me disse para me despir. Phil odiava o maldito livro. com o seu parceiro de negócios ainda em espera. Phil estava feliz que ele tinha decidido não compartilhar as informações sobre a visita do Harrison Baldwin. Rawlings foi o primeiro a falar. No entanto. — Você sabe há quanto tempo você vai embora? ~ 136 ~ . Vai ser mais fácil se eu tiver que ir embora sabendo que você está cuidando delas. Ele parecia mais velho. ele também tinha passado muito tempo com os dois deles e sabia que o que ele estava lendo era não o que ele tinha testemunhado. Ele tinha feito pesquisa suficiente para saber que Rawlings e Claire tinham uma relação incomum. Phil considerou lhe lembrar de que ele realmente trabalhou para Claire. Phil assentiu com a cabeça. Pela primeira vez desde que o conheceu. Tentando alegrar o ambiente sombrio. Phil sentiu uma pontada de tristeza na expressão cansada de Tony. Eu fiz. especialmente no início. Tony continuou. Tony sorriu de volta. — Eu sei que você provavelmente tem a oportunidade de empregos mais emocionantes do que assistir os Vandersols com Nichol e tentando aprender sobre Claire. Já não era o homem que tinha todas as respostas ou todas as decisões feitas.eu estava em pé diante dele. Ele não sabia como Rawlings o poderia ter levado. Phil respondeu com um leve sorriso. Uma vez que eles estavam todos sentados. Embora seus olhos não se juntassem à festa. Rawlings e Brent Simmons no escritório de Rawlings.

Brent respondeu, — O comprimento do encarceramento pode
mudar dependendo das circunstâncias na prisão, mas o acordo atual é
para quatro anos, menos tempo servido.

Quatro anos. Phil tinha conhecimento penal suficiente para saber
que algo tinha mudado. Mesmo depois que Rawlings foi inocentado de
ajudar Catherine com sua morte por envenenamento, havia ainda o
assassinato de Simon Johnson. Foi assassinato por encomenda, mas
ele tinha admitido a ele. Phil duvidou que mesmo Anthony Rawlings
arranjasse uma sentença de vida reduzida há quatro anos.

— Vou ser sincero: Eu pensei que seria mais, — Phil respondeu.
— O que aconteceu?

Brent respondeu, — O FBI deixou cair à acusação de homicídio
por Simon Johnson. Eles disseram que o NTSB não encontrou sinais de
adulteração com avião de Simon. Desde que Tony confessou fazer o
contato com a intenção de matar, a acusação de assassinato foi
reduzida a conspiração, um crime em segundo grau. Tony também
admitiu para o fornecimento de Catherine com o dinheiro para um caso
conhecido — que foi a segunda acusação de conspiração. Devido à sua
cooperação com a acusar de Catherine e a viragem de provas, essas
duas acusações foram negociadas para tempo servido e uma multa.

Phil olhou perplexo. — Então o que é com os quatro anos?

— Sequestro e agressão sexual, — Tony disse o assunto com
naturalidade.

Brent corrigiu, — Sequestro é a única acusação que está de pé.

Phil se sentou reto. — Sei que Claire não apresentou queixa. É o
livro, não é?

— Sim, — respondeu Tony. — O estado de Iowa não suporta a
perseguição que está a ficar sobre o caso. Além dos Vandersols, existem
grupos de direitos das vítimas que vão enlouquecer.

Brent adicionou, — Tony não leu o livro. Sua admissão não é para
todo o conteúdo, publicamente, só que ele sequestrou Claire da Geórgia
e a trouxe para Iowa, sem o consentimento dela. Atravessando a
fronteira estadual torna um crime federal.

— As acusações de agressão sexual? — Phil pediu.

— Há uma lei que estabelece que a exceção para o delito de classe
C de terceiro grau é se o ato é entre as pessoas que correm o tempo

~ 137 ~

coabitar como marido e mulher. O livro não reivindica nada não
consensual acontecendo até que Claire estava morando na casa do
Tony. Argumentei que se tornam marido e mulher - duas vezes. Sem
evidências físicas ou testemunho de Claire, removeram a acusação,
contanto que ele confessou o sequestro. A lei tem diferentes opções para
a sentença com o sequestro. Desde que Claire foi um adulta, não
vendido para o tráfico de seres humanos, e não há registro de Tony para
compensar o tempo com o pagamento de suas dívidas, o Tribunal
concordou em uma sentença menor. A falta de ficha criminal de Tony
também ajudou na redução da pena. No entanto, há também uma
multa.

Phil assentiu com a cabeça. Olhando para Tony, ele disse, — Se
eu não te conheço e testemunhasse os dois no Pacífico Sul, eu iria o
querer matar agora. Eu ainda quero. Com certeza espero que o livro
tenha sido sensacionalista e não é uma conta exata do que aconteceu.

Tony deu de ombros, sua atitude confiante foi temporariamente.
— Eu não li, mas parece que sou o único na sala que pode dizer isso. —
Seus olhos escuros de relance na direção do Brent.

— Eu tenho um trabalho a fazer, — disse Brent.

Os pelos na parte de trás do pescoço de Phil levantaram com
atenção. As palavras do livro de Claire vieram correndo de volta. Você
tem um trabalho a fazer. Faça!

Brent continuou, — Não posso o defender se não sei o que estou
enfrentando. E como eu sou seu amigo... — ele se virou para Phil, —...
Eu acho que o iria ajudar a esconder o corpo.

Tony abanou a cabeça. — Eu lhe disse para não falar com
Meredith. — Ele olhou em direção de Phil — Lembra? — Sua voz
dominadora retornado com condenação. — Tudo isto começou em San
Diego. Devia ter posto um fim a isso então. Eu deveria ter você parando
a reunião antes de eu jamais chegar lá.

Phil, casualmente, se inclinou de volta contra a cadeira e cruzou
os braços sobre o peito. Tony estava obviamente em uma montanha
russa emocional desequilibrada. — Eu acredito que este porcaria toda
começou em um bar na Geórgia, ou antes, se eu entendi o laptop dela.

Tony olhou. — As informações no laptop sobre a família de Rawls
não precisam vir ao público. Tenho bastante merda lá fora.

~ 138 ~

— Você tem merda suficiente para se espalhada, — disse Brent.
— Mas, na medida em que a manter privado, acho que seria melhor
focar no controle de danos. Catherine não vai manter a boca fechada.
Tom está trabalhando seu rabo por ordem de mordaça sobre seu caso.
O mundo inteiro vai saber o nome da sua família.

Tony balançou a cabeça e beliscou a ponte de seu nariz. — O
nome de família é Rawlings. Claire e Nichol Rawlings - eles são minha
família. Estou fazendo tudo isso para que eu possa voltar a elas, para
não haver quaisquer malditos esqueletos esperando pra chocar o
mundo delas. Você realmente acha que eu me colocaria a tudo isto se
não fosse por elas?

Ao acenar, Phil respondeu, — É por isso que você não está morto.
— voltando ao Brent, ele perguntou, — O julgamento de Rawlings pode
ser feito em um tribunal fechado?

— Sim, no entanto, o juiz está permitindo dispensa especial.

— Eu quero estar lá.

Olhar escuro de Tony retornou na direção de Phil. — Por que
diabos?

Com os braços na mesa, Phil enquadrou seus ombros. — Porque
eu tenho um trabalho para fazer e eu o irei fazer. Meu trabalho é
proteger Claire. Eu sou aquele que te levou a ela. Não vou parar de fazer
o meu trabalho. Eu quero ver isso por mim. Não me interpretem mal, eu
posso hackear os registros do Tribunal e os ler, mas eu o quero ouvir.
Eu quero saber que eu fiz a coisa certa, juntar vocês dois no passado.
Se não, tenho de reconsiderar minha próxima missão.

Os olhos de Brent se abriram e ele olhou para Tony. Quando Tony
assentiu com a cabeça, Brent respondeu, — Bem, tudo bem. Vou ver o
que posso fazer.

Tony se inclinou sobre a mesa. — Eu sei que você tem seus
melhores interesses no coração. Já vi isso. Mas não porra me ameace
de novo.

Implacável, Phil reduziu a diferença. — Eu tenho o melhor
interesse no coração, bem como da Nichol. Ninguém as ira machucar:
você não precisa se preocupar com isso. E... — ele fez uma pausa, —...
não foi uma ameaça.

Tony inalou e sentou-se mais alta. — Brent será seu contato até
que você pode falar comigo. A prisão é prisão. Uma vez que estou

~ 139 ~

estabelecido, você pode relatar novamente diretamente para mim. Brent
estará pagando a você e as suas despesas.

— Temos um acordo.

Para uma audiência fechada, o Tribunal tinha mais do que
algumas pessoas assistindo na plateia. Quando Phil fez seu caminho
até um lugar, ele ouviu Emily sussurrar para John, — O que ele
fazendo aqui?

— Não sei, mas enquanto ele está na lista, ele pode estar aqui, —
John respondeu, sentado ao lado de sua esposa na plateia. As
acusações atuais foram sendo arquivadas em nome dos Estados
Unidos. Sorrindo, presunçosamente, Phil assentiu com a cabeça e se
sentou algumas fileiras atrás deles. Obviamente, no final da sua
gravidez, Emily estava muito maior do que a última vez que o Phil tinha
visto. O espantou quão rápido as mulheres grávidas mudam. As últimas
vezes que ele observava Nichol, de longe, ela estava com uma babá.
Embora, isso tornou mais fácil para Phil passar despercebido, ele se
preocupava com a segurança dela. A maioria de sua observação do
Vandersols era eletrônica. Sorrindo, Phil pensou em suas mensagens
privadas. Ele aprendeu muitas coisas: ele sabia que eles estavam tendo
um menino e que Claire estava sendo levada para um lugar privado em
Cedar Rapids chamado Everwood.

Ele observou do seu ponto de vista. Embora o cabelo da Emily
fosse mais curto, a ver, com a mão repousando sobre seu estômago
alargado lembrou Phil de Claire. A instituição privada onde eles tinham
internado ela, ele admitiu tinha excelentes classificações, uma grande
reputação e segurança fenomenal. Phil plenamente aprovou. Claro, ele
também já havia se infiltrado em seus dados. Eles começaram alguns
testes preliminares sobre Claire. Apesar dos resultados inconclusivos,
Phil planejava saber o que eles fizeram, quando eles fizeram.

Emily tinha mudado da suíte do hotel e alugou uma casa fora de
Cedar Rapids. John estava em viagem para a Califórnia tanto quanto
podia. Uma vez que as acusações tinham sido retiradas, a perspicácia
jurídica de John não era mais necessária. Ele visitou principalmente
nos fins de semana, mas Phil não ficou surpreso quando soube que ele

~ 140 ~

viajaria para Iowa para esta audiência. Jane Allyson também estava
presente. Ela estava sentada à direita de John. Sendo como ele e Jane
não estavam envolvidos no atual processo jurídico, Phil estava curioso
para ver que sua reação ao acordo de Rawlings para sentença. Não
tivesse havido qualquer correspondência entre os dois deles indicando
que eles sabiam de algo.

Em frente e à direita de Phil estava Courtney Simmons. Antes que
ele tinha feito sua presença conhecida, ele viu Courtney falando com
Emily e avaliou que deve ser uma situação difícil para ela. Ela
obviamente queria apoiar seu amigo e chefe do marido, mas se ela fosse
manter um relacionamento com Nichol, ela também precisava ficar nas
boas graças da Emily. Desde que era mais do que o Phil tinha sido
capaz de fazer, ele estava feliz que ela tinha feito algum progresso.
Havia outros da Rawlings Industries com Courtney. Phil sabia seus
nomes, mas além de seus cargos, ele não estava familiarizado com eles.
Havia Tom Miller, advogado, Tim Benson, atual o CEO e Patrícia,
assistente pessoal de Tony.

Uma das últimas pessoas a entrar surpreendeu o Phil. Era
Harrison Baldwin, acompanhado de um senhor mais velho. Harrison
assentiu com a cabeça na direção de Phil quando eles encontraram dois
lugares vazios por trás da Vandersols. Emily parecia satisfeita por ver
Harry. Bem, este não foi um divertido grupo.

O pequeno tribunal lotado quando o promotor público, Marcus
Evergreen e USA advogado veio de uma porta fechada e fizeram o seu
caminho para uma mesa, e a defesa, Brent e Tony, seguiu atrás e
fizeram o seu caminho para o outro. Olhar de Tony avaliou a multidão,
parou momentaneamente no de Harry Baldwin e então deslocou para
frente da sala do tribunal. Em seu traje habitual de mil dólares,
Rawlings não parece ser um homem prestes a ir para a prisão. Ele
parecia mais como ele era conhecido por ser o Presidente. O Tribunal se
silenciou quando o juiz entrou, seguido pelo Secretário.

Quebrando o silêncio palpável, anunciou o Secretário, — O
honorável Juiz Jefferies preside...

Juiz Jefferies não perdeu tempo. Após algumas direções para os
advogados, ele disse, — Sr. Rawlings, no caso dos Estados Unidos
contra Anthony Rawlings, como se declara?

De pé, Tony olhou Brent, se virou para o banco e proclamou, —
Culpado, Excelência. — Juiz Jefferies perguntou, — Advogados,
chegaram a um acordo?

~ 141 ~

O procurador respondeu, — Sim, Meritíssimo. As pessoas
concordaram em quatro anos em uma prisão federal segurança mínima,
menos tempo cumprido, $75.000 em multas e liberdade condicional.

Emily suspirou e se virou para John e Jane. Em um falso
sussurro ela perguntou, — me diga que não é tudo o que ele está
recebendo. Me diga que é mais.

John pegou a mão dela e silenciosamente a tentou acalmar.

Juiz Jefferies continuou, — Sr. Rawlings, você sabe que por
declarar culpado perde o direito a um julgamento com júri?

— Sim, Meritíssimo.

— Você desiste desse direito?

Tony nunca vacilou, — Sim, Meritíssimo.

— Compreende o que desistir significa?

— Sim.

— Você sabe que está a renunciar ao direito de interrogar seus
acusadores?

Tony respondeu, — Sim.

Juiz Jefferies continuou suas perguntas, — Você sabe que você
renúncia ao seu privilégio contra a autoincriminação?

— Sim.

— Alguém forçou você a aceitar esse acordo?

— Não. Ninguém me forçou.

— Você está sendo acusado de duas acusações de conspiração
para cometer assassinato e uma acusação de sequestro. Você se declara
culpado porque você na verdade conspirou para matar Allyson Burke
Bradley e Simon Johnson?

— Sim.

— É você também declara culpado porque você na verdade
transportou Claire Nichols através das linhas de estado sem seu
conhecimento ou consentimento?

— Sim.

~ 142 ~

conforme acordado. se inclinou do outro lado do banco e abraçou a Courtney e então foi levado pelo oficial de Justiça em espera. você está condenado há quatro anos em uma prisão federal segurança mínima. Está claro? — Sim. Meritíssimo. Juiz Jefferies concluiu. Juiz Jefferies dirigiu aos advogados. — Quaisquer dúvidas ou comentários. Rawlings. proclamou. Eu também estou fazendo a recomendação que enquanto encarcerado você ira assistir aconselhamento com um terapeuta nomeado pelo Estado. — Você tem alguma dúvida antes de encerrar? — Não. vocês foram autorizados a participar desta audiência fechada. o povo de Rawlings murmurou entre si enquanto Patrícia enxugou os olhos dela. mas o queixo permaneceu alto. Ombros da Emily estremeceram quando o processo continuado. — Sessão encerrada. Estejam cientes de que estava fechada por uma razão. Nichols? — Da Geórgia para Iowa. sua sentença começará imediatamente. — Sabia que o que estava fazendo era ilegal? — os ombros de Tony levantaram e caíram. — Como você pôde? — ela perguntou a Marcus Evergreen. como poderia concordar com quatro anos? O que aconteceu a ~ 143 ~ . você servirá a liberdade condicional em dois anos. — Sr. conselheiros? — Não. acredito que seria um excelente uso do seu tempo e útil para seu futuro. A voz da Emily subiu acima os sussurros. Phil assistiu quando Tony apertou a mão de Brent. Excelência. — Sim. — Abordando o tribunal. — Sr. Após a conclusão da sua sentença. Meritíssimo. — Com todas as acusações contra ele. Uma vez que o juiz e Tony estavam fora do Tribunal. Enquanto não por sugestão do advogado. — De onde para onde transportou Sra. — vieram de ambas as tabelas. Meritíssimo. Qualquer informação sobre a audiência que é liberada para a imprensa sem a autorização por escrito deste tribunal será prova para prisão. — Juiz Jefferies bateu o martelo. — Senhoras e senhores. Meritíssimo. Rawlings.

agressão sexual? O que aconteceu ao assassinato? Allyson Bradley está morta! Simon Johnson está morto! ~ 144 ~ .

apenas dê o primeiro passo. — anunciou o Marcus.Martin Luther King. mas pode nos ajudar a entender melhor. ele disse. — Emily. — se virando para Marcus. ~ 145 ~ . Como pôde isto acontecer? — Encontrei um local. eles nunca chegaram a uma conclusão como a que eles acabaram de testemunhar. Pelo menos ele não está livre. mas não foi a tristeza que ele viu: era raiva total. Não entendo. — Não há tempo suficiente. — Vai estar bem. Capítulo treze Junho de 2014 John — E você! — Emily rosnou para Brent. Quando os dois olharam em sua direção. Evergreen¸ podemos possivelmente entrar em uma sala privada e discutir o que ocorreu? — Vou ver o que descubro. — Brent e Courtney? — John pediu. Courtney olhou para o marido e assentiu com a cabeça. — Eu não vou parar. Como poderia você em sã consciência o defender? — ela puxou o braço do alcance de John. Você não precisa ver a escada inteira. Jane sussurrou. Dê o primeiro passo na fé. . esta é uma conversa para ser conduzida em particular. — Você diz que é amigo de Claire. — Marcus disse quando fechou a maleta e saiu. — por causa da Nichol. Embora eles tivessem discutido acusações pendentes de Anthony ad nauseam. Jr. Brent respondeu. — Sim. Quatro anos é muito tempo. Aqui. — John implorou. — o Sr. não depois do que ele fez à minha família. Os olhos verdes de Emily olharam acima para o marido. Eu quero respostas! — Não. se vocês se juntariam a nós? Isso não vai mudar o resultado. ela perguntou.

Jane... Courtney. — Pela Claire. Esta é a parte das negociações fechadas.. — Eu sei que isto não é uma boa hora. — Obrigado por discutir o assunto com a gente. — respondeu John. Tim entregou John seu cartão. — Não diretamente. faríamos qualquer coisa para a Nichol e para Claire. nossa dispensa especial nos permite. Brent. — ele repetiu quando ele colocou o cartão no bolso do paletó. ligue e me ouça. os escute. — Por favor.. mas eu gostaria de falar com você. John começou.. ~ 146 ~ . — Jane anunciou. mas eu gostaria de discutir algo com você. Espero que você possa entender a indignação da minha esposa. Inalando profundamente. John olhou questionável a Tim — Se é sobre as coisas que dissemos sobre Anthony. — Não temos o escritório por muito tempo. — Nós estamos.. Ela tinha estado sacudindo cabeça e torcendo de um lado para o outro quando ela falou calmamente com Harry. sabe. Eu acho que eu poderia dizer que é indiretamente sobre Claire.. Courtney apertou a mão da Patrícia quando ela e outras pessoas enchiam a sala. — Obrigada por perguntar. pela a Claire. — Com a menção do nome da sua irmã. Tenho certeza de que está ciente da ordem de confidencialidade. Courtney foi a única que acrescentou. John e Emily fizeram o seu caminho para os lugares. John tirou o cartão. quando você puder. — No entanto. — por favor. Pegando na mão da Emily. Enquanto eles se aproximavam. Tim surgiu para John. ela pressionou seus lábios juntos e assentiu com a cabeça. Tim sacudiu a cabeça e interrompendo. Por favor. A sala só tinha seis cadeiras quando Marcus. — Muitas coisas foram tidas em consideração. você poderia explicar para nós as acusações e como o acordo foi alcançado. ele deu um aperto e caminhou com ela para a sala de conferências. — Seus olhos se arregalaram. ele sussurrou em seu ouvido. Evergreen. Emily olhou em sua direção.. Antes de sair. bem como nossa descrença no que aconteceu. Sr. —. — Por aqui.

— Emily murmurou. John a silenciou com seu olhar. O mesmo pode ser dito sobre Simon Johnson. — Sim.. mas Sr. — Então por que Simon bateu? — Emily pediu.. Evergreen começou. Rawlings não fez seu trabalho. — respondeu John. — Acredito que todos os presentes são conscientes da importância de confidencialidade. Brent. e Sra. se descobriu que. foi documentado na morte e envenenamento dos indivíduos que inicialmente foram pensados para ser relacionados de alguma forma para Anthony Rawlings. O NTSB verificou que o avião estava em perfeitas condições de voo. eu não posso ser mais específico. E a agressão sexual? — John perguntou. Rawlings com a morte de Allyson Bradley. Como você sabe. — Não havia nenhum rastro de dinheiro para o FBI ou a polícia de Iowa City a seguir que especificamente ligados o Sr. Brent interrompeu. Se o FBI sabe. Sr. havia falta de provas. — Muitos desses crimes foram sendo investigado pelo FBI por um longo tempo. abafando o som de seu suspiro. Sr. Rawlings tinham trabalhado um acordo com o FBI. não podia ser justificado por provas físicas. — Mais uma vez. Ele pagou para ter o avião de Simon Johnson sabotado. Rawlings foi instrumental em os ajudar a juntar as peças do caso. Queremos entender o que aconteceu e como aconteceu. embora ele estivesse ligado. Emily cobriu sua boca. era. — Sim. ~ 147 ~ . — Ok. Antes de seu retorno do Pacífico Sul. — Eu não sei. O matador de Sr. O tribunal não pode usar um livro como prova sem evidência física ou testemunho de Claire. E apesar de terem a sua confissão. Brent respondeu. Embora o uso de actaea pachypoda seja altamente incomum. eles não dizem. — Obrigado. então é por isso que as acusações de assassinato foram reduzidas a conspiração. A única informação que eles tiveram foi a sua confissão. — Odiamos para o grande Anthony Rawlings ter mais má imprensa. Com a ajuda dele. Rawlings admitiu pagando por um crime. ele não era o culpado. — Catherine London.

— Há muitas diferentes estipulações que vão junto com o sequestro. — Emily. — Mrs. não é? Courtney se sentou para frente. — Bem. depois que ela tinha saído da prisão. não até mais tarde. Rawlings enfrentou: sequestro e transportar para outro Estado. Que também tem uma punição mais dura. se os dois indivíduos estão vivendo juntos como marido e mulher. E se tornaram mais tarde Mari. ela teve oportunidades de fugir e não fez. ~ 148 ~ .que algo não estava certo. — Emily suspirou. Onde ele tinha a prendido! Marcus falou calmamente. — Isso é ridículo. Lhe perguntei várias vezes se havia um problema. Jane respondeu. — ela assentiu com a cabeça na direção de Marcus Evergreen. Ela nunca nem uma vez me disse que havia. — Houve testemunho. eu tive um sentimento. Há uma punição mais dura com os menores. a vida. — Lágrimas escorram nas bochechas da Emily em uma demonstração visível de sua frustração. que nos leva para a acusação mais grave que o Sr. Vandersol. Marcus respondeu.. — Em Iowa. Sra.uma intuição . — ela fez uma pausa.. — Esse testemunho não foi feito em um Tribunal de Justiça ou sob juramento. — Na casa dele. em alguns casos. Como você sabe que é crime federal. — Isso não é tudo. Nichols não era menor de idade. Por sua própria admissão. Eu a levei para você. Ela se virou para Courtney. Ele não pode se segurar no tribunal. Emily interrompeu.. durante sua defesa de 2012. Ela nos contou tudo sobre ele. — Você era amiga dela durante esse tempo. — Porque ela estava com medo. Você sabe que ela estava assustada. na casa dele. — Como uma ofensa federal pode ser punível por até vinte anos. Por favor.. — Ele passou a explicar como ele lutou para manter a carga acima de tudo. onde ele a tinha raptado e levou contra a vontade dela. Ela não foi vendida em tráfico de seres humanos. — acrescentou Brent. . há uma lei que anula a carga. sabe o que eu fiz e ainda amo a sua irmã. — Mas quatro anos? — John pediu. O livro alega que a agressão ocorreu enquanto Claire estava morando com Tony.

que para ele é como uns trocos. ele estaria livre neste momento e exercendo os seus direitos como um homem livre. Não a pude proteger em 2010. mas pelo menos nós entendemos. murmurou suas despedidas e silenciosamente fizeram o seu caminho fora do Tribunal para a quente e ensolarada tarde de Iowa e através da multidão de repórteres. Obrigado por explicar tudo isso para nós. Eu vou agora. — Que tal arquivar um relatório falso? Claire não tentou matar Anthony. incluindo provas de vídeo. — Ele confessou. — Obrigado. como você se sente sobre a sentença de Sr. Rawlings? — Ele realmente se declarou culpado? — Sr. Rawlings acordou no hospital sem saber quem o envenenou. Não admite a isso publicamente então não me peça isso. As provas. Os olhos verdes da Emily abriram. todo mundo se levantou de seus assentos. — as palavras de John foram a demissão para a reunião. nos conte como o seu cliente se sente. Ele paga US$75.000. Nichol balançou para frente e para trás sobre os joelhos como ela riu e avançou para frente em direção ao brilhantemente colorido ~ 149 ~ .. o Sr. Ninguém respondeu quando eles fizeram o seu caminho para os seus carros. — Brent lhes lembrou. — Prisão! — John disse. Simmons. — Sra. e ainda ficou presa por quatorze meses. e ele recebe uma reprimenda. Não estamos felizes. Não agora e não em quatro anos. todos suportados que era Sra. — Então é isso. Rawlings. Mas sinceramente. — O estado de Iowa é responsável por isso. Vandersol. Ele se declarou culpado. Lentamente. — Ele não estará perto da minha irmã ou minha sobrinha. Emily sacudiu a cabeça. uma declaração? — Sr. Vandersol. Marcus limpou a garganta.. — Se ele não tivesse.

— respondeu John.. —. Se ao menos eu soubesse. — Sim. Chutando as pernas dela arqueou o corpo em protesto. Um pequeno progresso. embora eu devesse. Lamento que não sabíamos. John pegou a Nichol do chão e trouxe-a para seu colo.. — Eu sei. Quero dizer. Uma vez que era dela. Mas o leio enquanto voo. Claire nunca disse a ninguém.. ela levou direto aos lábios. Lembra? Lágrimas desceram como ela conseguiu dizer. ~ 150 ~ .. Courtney tinha razão. John se mudou para puxar a Emily nos braços dele. até que caiu do seu alcance. mas não sabia que era uma ligação do FBI... para acabar com isso. braços e pernas tremendo de alegria. Acabei de ler sobre a primeira vez que a ela foi permitida ligar para nós. movendo para cima e para baixo da pequena mandíbula dela.brinquedo na frente dela... John perguntou. — Eu sei.. Eu sabia que não perseguiram com a acusação de auxílio e cumplicidade. — Becca disse que ela estava chorando. Ela mastigou o bem mais valioso. — Você acha que eles estavam realmente felizes. ela acordou muito bem. Emily se inclinou de volta e massageado sua barriga alargada. — Não vejo como. onde quer que eles estavam no Pacífico Sul? John deu de ombros. — Eu pensei que os bebês fossem exigentes quando começam a nascer os dentes.. mas desde que ela dormiu um pouco. quanto mais leio. Não estou correndo através dele. — disse Emily. Quando as bochechas avermelharam... — De quem você acha que ela herdou a força? Suspirando.. Era seu aniversário. e ela foi para sua barriga. ela fez a distância e alcançando para o chocalho macio preto e vermelho. — Acho que é a dentição. Com determinação obstinada. Eu estava tão feliz de ouvir dela.. — Eu diria que dos dois. — a voz dela perdia por fora e depois recuperou a força. — Eu te disse para não. Você sabia que eles tinham trabalhado juntos em um acordo com o FBI? — Não.

— Foi preso. Então eu acho que a resposta é sim. Contemplando a conversa que ele tinha acabado de ter. — A menos que alguém dê uma surra até o deixar inconsciente. Tim tinha adicionado o celular pessoal dele. — Eu odeio que ele saiu tão fácil. Emily sorriu. — Estou pronta para Michael fazer a sua aparição. Confie em mim: para ele não vai sair fácil. — Bem. eu estava curtindo o sapateado do nosso homenzinho. o que ele tinha dado hoje cedo. John se estabeleceu em sua mesa de estudo e olhou para o cartão de visita de Tim. — Eu ainda não ouvi um pio dela. as mãos sobre sua barriga alargada e com os olhos fechados. se ele irritar as pessoas erradas. implorando por atenção. eu acho que é muito fácil. Verdadeiramente. e depois dos últimos três meses. — Ele está. Emily assentiu com a cabeça. ~ 151 ~ . — Emily olhou o monitor de bebê no stand da cabeceira.. John bateu o número em seu telefone. os olhos dela vibraram abertos. mas você sabe. Estava inocentemente sobre a mesa.. — Eu pensei que você estava dormindo.. — disse ele baixinho. O sorriso de John ampliou como ele fez o seu caminho para a cama e enfiou a mão ao lado de Emily. ela tem pais. não podia imaginar não ter a Nichol. Ela estava muito cansada. Emily assentiu com a cabeça. — Você só está tentando me fazer sentir melhor! Depois do jantar.. ele está realmente movendo. John deu de ombros. — Não. em caneta. O cartão teve apenas seus números de negócios. — O Sentiu! Cara. — Você está pronta para dois bebês? Emily deu de ombros com um sorriso cansado. Quando ele estava prestes a ir embora. Ela parecia tão tranquila que John odiava a incomodar. — Nichol está dormindo? — Eu penso que sim. Coloquei apenas há alguns minutos atrás. — Eu também a amo. John estava curioso para saber o que Tim queria dizer. John fez o seu caminho através da casa e encontrou Emily deitada na sua cama.

. também. Quero dizer que tem sido muito estressante. mas eu descobri a triste verdade: não conheço mais minha irmã. ~ 152 ~ . Emily escovou uma lágrima do olho dela. Alisando o cabelo da esposa. Emily continuou. — Você não acha que talvez foi o dia. — Esses hormônios estúpidos me têm emocionada. John subiu até a cabeceira da cama e puxou sua esposa mais perto. — Ela tomou uma respiração irregular. esqueci de te dizer sobre a minha visita com Claire ontem. Sinto falta de ter você por perto. Eles estão tentando algumas coisas diferentes. Ele me pediu para o chamar. — Mais lágrimas turvaram o quarto.. eu tinha tantas esperanças. mas incrivelmente inteligente. — É tudo culpa dele. Tudo é culpa dele. pouco antes de ele deixou o tribunal. Eu poderia lhes dizer coisas que costumava gostava de fazer. antes de sabermos sobre a Nichol. — O quê? — Bem. Eu acho que você precisa dormir um pouco. Com a cabeça no seu ombro e ambas as mãos em sua cintura. Emily olhou para cima. — Por quê? — Eu estava curioso. É por isso que eu vim para te encontrar. — Com tudo acontecendo com a audiência de Anthony. — Gosto da médica dela: ela não é apenas compaixão. Pensei que Claire e Harry pareciam felizes. eles me pediram um monte de perguntas: como o que ela gosta de fazer no seu tempo livre? Me ocorreu que eu não sabia. nós não estamos juntos como uma família . Agora. — Você estava? Significa que você o chamou? — Eu liguei. Acabei de desligar o telefone. — Quando nós decidimos mudar para a Califórnia. John disse. Mas não posso a deixar. Eu queria falar com você sobre sua oferta. Eu nos imaginei todos sermos uma família um dia. John a sentiu estremecendo nos seus ombros enquanto lágrimas de Emily embebiam sua camisa.mesmo nós. — Tim Bronson me deu seu cartão hoje.

— E SiJo? — Eu me sinto mal em deixar Amber. Ela definitivamente podia ter alguém com mais experiência em jogos. não importa quão baixo da cadeia alimentar. O mesmo pode ser dito sobre os cuidados da Nichol. nem consigo Claire fazer contato visual comigo. ele ofereceu fundos ilimitados. — Eu não sei. não é? Você disse que nunca trabalharia para Anthony. — ela riu. contas médica. mas eu suspeito que ela entenderia. há Claire e a Nichol. — Você percebe que não é só ele: há milhares e milhares de empregados e mais importante. Eu sei que o dinheiro para ela é em confiança. — E Nichol? ~ 153 ~ . A coisa é que ele é abordado do ponto de vista de ajudar Claire e Nichol. — Eu sou jogador de futebol ou futebol americano. Não há dúvida que odeio Anthony Rawlings. Rawlings Industries é o legado da Nichol. e como um bônus. — Você está falando sério. A empresa levou um tiro. — Isso é o que queremos? Emily sacudiu a cabeça. Emily colocou sua cabeça para trás e sorriu. — Tim me ofereceu um emprego. — Eu não disse sim. ele continuou. Para estar indo e vindo de Palo Alto estou ficando velho. e ajudando a reconstruir Rawlings Industries iria de assegurar seu futuro financeiro. — A oferta dele? Ele quer te subornar para parar de dizer coisas sobre Anthony? Tenho observado os números das ações de Rawlings Industries. qualquer coisa. mas eu não disse que não. Encolhendo os ombros. Isso é uma coisa que faço. Desde que tudo aconteceu aqui. Diabos. tratamento. Você disse que não trabalha para uma das suas filiais. — Estou a pensar não. Os olhos de Emily se abriram quando ela estudou o marido. — O que está dizendo? John continuou. meu coração não tem estado nisso. Michael e Nichol. Eu comecei uma nova posição na Sijo e tenho ele instalado e funcionando. sentiu este chute? John riu. mas você tem que admitir que quando se trata de um apoio financeiro de Claire. — Oh. Eu quero que ele sofra. eu viveria em Iowa com você.

— John acrescentou cansadamente. Eu vou voar de volta para Palo Alto no domingo. Só quero que eles sejam crianças. Ela é capaz de andar. — Sim. Eu odiava aquele outro lugar. — continuou Emily. — Vou levar a Nichol para Everwood amanhã. John balançou a cabeça. — O quê? — Quero ser feliz e normal. — Quando? — Vamos almoçar amanhã. Principalmente. — Talvez trabalhando para Rawlings seja o primeiro passo. — Então eles adicionaram na agenda dela. — É dela. Eu vou encontrar com Tim e discutir ainda mais. — E Nichol? Você está brincando? Ela tem o mundo em uma corda. — Faz sentido. Eles apenas a colocava em uma cadeira de rodas e a movia. Nada dessa porcaria de vingança. — disse Emily. — Eu vou lá antes de voltar para a Califórnia. Me lembrei das histórias dela sobre caminhadas e jardinagem aqui na propriedade dele. Eu já gosto do jeito que eles cuidam dela melhor em Everwood. Se certifique que é sincero e ~ 154 ~ . — Doutora Brown acredita que se nós temos Claire em um ambiente mais caseiro com a Nichol. gosto de como eles tiram ela de cima da cama e da cadeira. — Eu lhes disse que ela gostava do exterior. John suspirou. poderia ajudar a desencadear algumas lembranças. eles estão tentando outras coisas. — ele a lembrou. — Eu acho que você deve ter a mente aberta sobre a oferta de emprego. John bocejou. — Parece que você já fez a sua mente. Emily se aninhou contra o seu lado. — Eu realmente não tenho. — Você sabe o que eu quero para ambos os filhos? — Emily perguntou. também. Nada do ódio que tem consumido muitas vidas.

mas era legítima? Todas as coisas que Anthony fez pessoalmente: se John entrasse as legalidades das Rawlings Industries e encontrou esqueletos? Então. — Eu sei que eu não os deveria culpar por não saber o que estava acontecendo mais do que posso nos culpar. — disse John.não apenas um estratagema para nos impedir de dizer ao mundo a verdade. a empresa foi bem sucedida e substancial. Ele queria isso. Ele poderia olhar o passado no nome do envelope? Ele poderia trabalhar para Rawlings Industries – como associado? Obviamente. John abraçou Emily novamente quando ela fechou os olhos e a respiração dela se tornou constante. ~ 155 ~ .não no telefone e do outro lado do país. se ele não? E ele poderia vir em casa todas as noites com a Emily e as crianças? E se ele poderia ajudar a garantir a Claire e Nichol um futuro financeiro? Tantas perguntas que rodaram quando seus olhos fecharam. — No primeiro casamento de Claire. Eles não estavam vestidos para dormir. Ele queria ser capaz de abraçar e conversar . — Acho que vai ser bom também. — O Tribunal nos limitou sobre o que podemos dizer sobre os processos judiciais. novamente. mas ele não poderia se levar a empurrar acordada. Eu gostei de todas aquelas pessoas quando os conhecemos. mas entendo o que você está dizendo.

Brent e Tom esperava que ajudasse a transição de Tony. em alguns aspectos. ainda parecia a pequena. Uma subseção grande de detentos eram homens de meia-idade que tinham sido condenados por crimes do colarinho branco. ele ficou em algumas pousadas com grandes áreas de dormitórios compartilhados. foi dito ser uma das melhores prisões de colarinhos-brancos de homens nos Estados Unidos. lembrava de Blair Academy. faculdade de artes liberais que tinha sido uma vez. O departamento jurídico de Tony tinha feito a sua investigação: não só Yankton era relativamente perto da cidade de Iowa. para o experiente prisioneiro. Do lado de fora. No entanto. foi lindo.Charles Darwin Capítulo catorze Verão 2014 Tony Nada poderia ter preparado Tony para o encarceramento no campo de prisão federal em Yankton. os presos não têm quartos privados ou mesmo semiprivados. Como a maioria dos prisioneiros ali foram condenado por crimes não violentos. Durante esse tempo. South Dakota. Não é o mais forte da espécie o que sobrevive. Prisioneiros dormiram em dormitórios que. melhor do que a maioria. Em Yankton. e privada. Anthony Rawlings não era o único empresário de sucesso ao redor. Nem sequer havia uma cerca ao redor do perímetro. só tinha sido uma prisão federal desde 1988. ou mesmo do lado de fora. Graduando na Universidade de Nova York foi a última vez que Tony tinha dividia o quarto com outro homem além de suas viagens pela Europa enquanto fugindo do FBI. Estes quartos tinham camas. Isso não aconteceu. era uma prisão. É aquele que é mais adaptável à mudança. apenas um milhão de vezes pior. . mas dessa vez foi diferente. armários ~ 156 ~ . levou alguma negociação da equipe jurídica de Rawlings para fixar Tony um local nas instalações altamente procurada. Os arredores eram bonitos com flores. Talvez. árvores e grama bem cuidada. A maioria dos edifícios estava no registo histórico e os nomes dos alunos e benfeitores. nem o mais inteligente que sobrevive. Afinal.

05h00min. não é um nome completo. cueca e roupa de cama. 10h00min. ~ 157 ~ . mas seu coração doeu também para o tempo que Claire tinha perdido atrás das paredes semelhantes. Quem disse isso nunca tinha sido atrás das paredes. ele tinha ouvido como essas prisões de segurança mínima foram apenas clubes para os criminosos ricos. havia sempre a esperança de libertação antecipada. Como se dormir num quarto com dezenove outros homens não foi difícil o suficiente. que ainda tinha dezenove mais do que ele queria. Não havia dúvida que os próximos quatro anos de sua vida seriam drasticamente diferente dos primeiros quarenta e nove. Ele esperava que isso fosse verdade. Tony concordou em aconselhamento de raiva. Durante uma contagem de pé cada homem era obrigado a ficar imóvel em seu beliche enquanto o carcereiro contava os presos. Não só ele ansiava a vida que ele tinha deixado para trás. Tony se perguntou por que eles não podiam esperar até lá para fazer a contagem. mas como Tony recebeu sua camisa cáqui. Contagens aconteciam todos os dias às 12h01min. calças cáqui. Brent lhe disse que a recomendação daquele juiz Jefferies verdadeiramente tinha sido um presente. Se lembrou que a maioria dos depoimentos afirmou que os primeiros dias foram os mais difíceis. Como acordar todos os dias às 05h50min. sapatos pesados. Alguns dos dormitórios tinham sessenta homens. Durante o rastreio de saúde mental. 03h00min. Deus sabe que luzes chegando e agente penitenciário andando de cama em cama de beliche três vezes no meio da noite não era propício para boa noite de sono. As duas últimas foram contagens em pé. Embora condicional não fosse oferecida em penitenciárias federais. Depois de horas como um número. Felizmente. Embora ele tivesse pesquisado o campo de prisioneiros antes de ele chegar. Desde que não fosse estipulado pelo Tribunal. O primeiro dia foi preenchido com entrevistas e exibições. ele logo aprendeu sobre contas. ele não estava preparado.e mesas. a realidade era esmagadora. Tony sabia que ele faria o que fosse preciso para fazer uma liberação antecipada uma realidade. Ao longo dos anos. Tony tinha apenas vinte. Todas as camas estavam em beliche com um entendimento tácito que o companheiro mais velho recebeu o premiado beliche inferior. Antes de ele ser transportado para Yankton. à vontade de Tony a submeter à terapia olhava bem na sua ficha e ajudava quando seu caso surgiu para revisão. 16h00min e 22h00min.

ele tinha um real trabalho. Enquanto há primeira semana passava. uma faixa de um quarto de milha foi frequentada por detentos. era relatado no armazém. De 16h30min até a meia noite. Ele sabia o quanto ela amava o ar livre e acreditava que se ela estivesse fora. Tony se inscreveu para serviços educacionais. lhe fez sentir mais perto dela. Também. precisava manter um emprego. A programação incluiu tempo para exercício e. ainda não são muito comunicativos. durante o tempo previsto. o ruído incessante – cada noite – o desgastava tanto como a contagem estúpida. Quando ele escapou de sua antiga vida mais e mais longe. Ele quase engasgou quando ele leu isso. ele não estava interessado em um GED. Cada homem era cordial e respeitoso. daria a força dela. foi feito por unidade. como todos os outros reclusos. a terapia parecia uma boa ideia. Nunca foi muito um grande telespectador. ele se lembraria dela conversar sobre as flores e plantas na propriedade. número 01657-3452. Embora Tony pudesse ter dinheiro ilimitado enviado para sua conta. Além dele três vezes por semana em sessões de aconselhamento Tony. Os outros homens em sua unidade não se importavam quem ele era lá fora mais do que ele se importava quem eles eram. com as mãos no solo. Ele sempre tinha apreciado a educação. Isso tudo foi de fones de ouvido e um MP3 player para abafar a televisão incessante. Enquanto muitos usavam a faixa como um tempo para falar com um ~ 158 ~ . Enquanto aprendendo sobre ou cuidando de algumas plantas. O lembrou de Claire. a televisão ligava.17 por hora. Isso foi até as noites: a maioria dos homens prosperou em tempo de televisão. Diabos. Dormir não foi a única atividade que era comum. tomar banho. Todos os dias depois do almoço. Essa parte do trabalho manual lhe rendeu US $0.00 por mês. Tony pensaria sobre Claire e esperava que ela estivesse bem o suficiente para fazer o mesmo. Só de estar ao ar livre. xampu e roupas adicionais. havia um limite de gasto de $320. O tema que ele escolheu para estudar era horticultura. Anthony Rawlings. onde ele descompactou suprimentos de caminhões de entrega. Não só ele foi responsável pela limpeza de sua parte do dormitório. Em um esforço para evitar o dormitório. ele tinha gasto mais que isto em um corte de cabelo. mas como um homem com um MBA. Este lugar não tinha ouvido do salário mínimo? O dinheiro que ele ganhou. Quando ele aprendeu a cuidar das plantas no jardim do Yankton. parecia que cada hora era pior do que o anterior. mais dinheiro que ele tinha enviado para ele. lhe permitiu comprar suprimentos não emitidos.

mas era uma conexão com o mundo exterior. Quando o tempo estava quente. da Patrícia sobre Rawlings Industries. dizendo que era muita rotina. Quando dias se viraram em semanas e semanas em meses. Ele mesmo fantasiou sobre sua visita. John e Emily. foi a crença da prisão que os visitantes eram bons ~ 159 ~ . Tony aprendeu que não só ele poderia fazer regras. havia lugares externos para visitas. mas ele queria a opção disponível para eles. mas rotina era precisa. Courtney. mas os acrescentou de qualquer maneira. de Roach sobre Claire. as pessoas poderiam chegar a Tony em menos de uma hora. a rotina se tornou mais fácil de lidar. No entanto. Tony tinha que compilar uma lista de amigos e familiares que poderiam visitar. Quando ela fez. Ele poderia adicionar sozinho. bem como outras publicações de negócios entregues. Vendo os outros presos com seus cônjuges e filhos era provavelmente a pior punição que Tony suportou. Tony sabia que havia pessoas na sua lista que provavelmente nunca visitariam. Claire. se eles decidissem vir. ele tinha licença adicional para visitar). A lista foi então verificada e aprovada pela prisão. Tim. Por lei. ele tinha o Wall Street Journal. Nos primeiros meses de encarceramento. ou Brent sobre sua sentença lhe deu a substância e a força para continuar.pouco mais de privacidade. a lista de reprodução de Tony o manteve ocupado. Patrícia. Tony não tinha certeza sobre Claire. bem como chamadas de telefone foi monitorada. e voar comercialmente significava dirigir mais uma hora de Sioux City. A Internet. Comprar música foi uma das suas maiores despesas. Para ocupar sua mente. Havia um pequeno aeroporto municipal não muito longe da prisão. os presos foram autorizados há quatro horas por mês de visitação. mas cada mensagem de Courtney sobre a Nichol. ele as poderia seguir. Sua lista incluída Brent (embora como seu advogado. Condução teria sido mais de cinco horas. mas acreditava que ela iria ficar melhor. e ele foi autorizado a uma quantidade mínima de tempo na Internet. Aqueles eram os dias quando os visitantes poderiam visitar Yankton. especialmente nos dias que ele não tinha visitas. Tony lembrou a descrição de Claire da prisão. aborrecido e outros adjetivos. Ele duvidou que John e Emily jamais trouxessem a Nichol para o ver. Utilizando os jatos a Rawlings. Nichol. ele orou que ela o viria ver. Ele não gostava. Os melhores e os piores dias da semana eram fins de semana e feriados. o aeroporto internacional mais próximo. Após a sua chegada para o campo de prisioneiros. Roach.

Outono chegou mais cedo em Dakota do Sul do que em Iowa. era aceitável. Depois do dia do trabalho. alguma coisa iria ocorrer que as visitas não aconteceriam. No início de setembro os dias. — Anthony. Seu terapeuta não era um médico. Aqueles foram dias escuros. Ocasionalmente. Isso foi como eles começaram a cada sessão. incolores. Portanto. resistente às intempéries. Brent e Courtney visitavam a cada três semanas. Em todo o campus da prisão amarelo. Ele sabia quais eram os seus problemas: ele estava preso em uma prisão. depende do espaço disponível. No início. Na aula de horticultura de Tony. bem como quaisquer anúncios ou chamadas sempre incluíam nome e número do preso. cada visitante e presidiário foram obrigados a ter uma cadeira . laranja e profundos vermelhos mums – crisântemos adicionado cor. fora de Yankton. no entanto. ele aprendeu sobre flores resistentes. Roach veio pelo menos uma vez por mês. Foi sem dúvida o destaque para a semana de Tony. Claro. bem como as noites começaram a relaxar. número 01657-3452. ~ 160 ~ . Tiveram que ser pensado antes e aprovado. Os guardas prisionais. como um relógio.visitas foram concedidas. mas um conselheiro chamado Jim. Courtney foi a melhor sobre o envio de cartas. Tony gostava que Jim se referisse a ele somente pelo seu nome. Elas geralmente eram apenas pequenas notas sobre nada. O aconselhamento de Tony tinha progredido além das insignificantes discussões sobre adaptação de Tony para Yankton. demorou semanas para Tony divulgar esse tanto. Mas eles estavam nisto agora há meses e o mundano estava começando a ser isso e muito mais. Ele tinha uma regra pessoal sobre o compartilhamento de informações privadas. parecia ser uma violação de sua própria regra. Falar com Jim sobre a vida privada de Tony. Tony não sabia o que pensar sobre Jim. Falando sobre a vida na prisão. Tony sempre tinha imaginado que a terapia era onde a terapeuta dizia ao paciente quais eram os seus problemas e o que fazer com eles.para o moral dos detentos. Quando uma chegava era impossível não notar o sorriso da cara de Tony. como vão as coisas? — Jim perguntou. que ele não era muito falante para uma terapeuta. mas nunca prestou atenção. tiraram as flores do verão e plantou as mums – crisântemos. Ele tinha visto antes. enquanto sua esposa estava em uma instituição psiquiátrica e sua filha estava morando com seus cunhados a quem ele odiava. Além de visitar. e Tim ou Patrícia alternavam suas visitas. Não demorou muito para Tony a ficar cansado de ouvir Rawlings.

andar. minha assistente estava aqui para me contar coisas que acontecem no meu trabalho. o que seja. — Isso é algo que você sempre faz? Tony pensou por um minuto. Só no sábado. pergunte por que acho que não posso fazer isso ou o que me deixa louco . ~ 161 ~ . nem sei mais o que fazer. que ele continuou. Eu sei que costumava. Essa conclusão o golpeou. isso soa como para sempre. — O que você que dizer? — Eu odeio. Ele encolheu os ombros. Tenho tentado nestes últimos meses. — Como isto! Nem posso. isso me deixa louco. seja mais específico. — Por quê? O que você esperava? — Eu não sei. — Me dê um exemplo. Precisava dizer ao terapeuta como fazer seu próprio trabalho? — Em vez de por que ou o que. Eu pensei que eu poderia lidar com isso melhor. Caramba. . eu suponho. Jim esperou. — O quê? — Jim perguntou.use frases completas. — Como isso faz você se sentir? — Sinto que depois de três meses. porra posso fazer isso.cada minuto. mas acho que não vou conseguir outros quarenta e quatro meses. Diabos. — Eu acho que sim. Quando Tony não ofereceu mais nada. — Ele caiu na cadeira diante da mesa de Jim. — Você sabe. — O que você não pode fazer? — Apenas mover. — O que? — Isso! Se você vai me fazer perguntas durante três horas por semana. — Ele levantou e andou para a janela e de volta. — disse Jim. — Por quê? Cor veio para as bochechas de Tony quando vermelho ameaçou sua visão. caminhar. — Bem como pode ser esperado. estou a perder quem eu sou. Foi o único lugar onde ele poderia livremente se levantar e mover enquanto com um membro da equipe da prisão. Estou totalmente de fora do laço.

Ela lhe contou sobre algumas recentes flutuações nas ações. Tony contemplou sua resposta. mas em vez de ouvir e seguir o que ela estava dizendo. — Você não estava dizendo isto nesta sexta-feira. Ela não podia trazer documentos ou seu telefone ou alguma coisa de volta para a visita. — O Anthony que vive fora desta prisão recebe o que ele espera? ~ 162 ~ . Não aguento. Jim inclinou para trás e respirou fundo. então tudo o que ela disse. Certamente você conhece minha história. — O que aconteceu há um ano? — Certamente você tem meus registros. Jim abaixou seu lápis. — Eu odeio isso. vendo que a criança é um lembrete de porque uma pessoa está tentando seguir as regras e ser uma pessoa melhor. — Sempre esteve no laço? — Até um ano atrás. como teve no passado. — Acho que as crianças podem ser um fator motivador para que as pessoas queiram melhorar. está acostumado a ter suas perguntas respondidas quando você as pergunta? — Sim. e sobre algumas alterações a nível administrativo de uma recém-adquirida subsidiária. ela tinha que se lembrar. — Acha que as crianças devem ser autorizadas a visitar aqui? — Tony pediu. Eu não sou a pessoa que eu sou obrigado a ser aqui. sim. o que eu saberia? Tony se levantou novamente e caminhou em direção à janela. — não vai os mexer ao visitar seu pai em uma prisão? — O que você acha? — Eu estou perguntando. O que mudou? Tony lembrou a visita da Patrícia. — ele perguntou. Portanto. — Mas para as crianças. Não aceito menos. — Anthony. não fez sua lição de casa? — Se eu fiz. Quer dizer. Jim. ele estava assistindo o preso na mesa ao lado deles com sua esposa e dois filhos.

As pontas dos lábios de Tony se animaram para cima. Eu costumava odiar dormir. — respondeu ele mais silencioso. eu não dei muita importância. Tony pensou nisso.. — Eu-eu. Talvez seja minha falta de sono? ~ 163 ~ . Jim sorriu. — Você acha isso? — Eu não sei. — Como regra geral. — Por que você acha que é? — Jim perguntou. Quer dizer. — Eu costumava. Foi em setembro passado quando Claire saiu. em uma sessão de raiva na prisão. Já vi quão mal os suprimentos são gerenciados por trabalhar no armazém. — ele estava prestes a dizer eu recebo. dizendo que mataria não é uma boa ideia.. — Sim. — Sim. Jim não discutiu a mudança de Tony de assunto. Eu poderia fazer muito mais do que isso. como se algo estava faltando.. — Não acha que qualquer um dos outros presos poderia fazer o mesmo? — Tenho certeza que podiam. mas a realidade de sua vida desde que ele voltou do paraíso desabou. quando seu mundo desmoronou. Agora eu mataria para ter uma boa noite inteira de sono. — Como é que você sente que não recebe o que você espera? — Isso me desaponta. — Eu diria que a maioria das pessoas não acredita que a prisão verdadeiramente quer acentuar as nossas capacidades. — Tony passou a descrever o plano para a logística de abastecimento. — Sempre falamos de Yankton. Eu tenho muito a oferecer em um escritório. — Foi algo ou alguém que te desapontou? — Acho que vou pedir uma mudança de emprego. existem postos de trabalho nos escritório de negócios.. Não gosto de ser decepcionado. Eu acho que eu poderia os ajudar a utilizar... mas eles não fazem. você estava decepcionado um ano atrás? Tony lembrou um ano atrás. Acho que eu quero encontrar uma razão para levantar todos os dias. — O que você faria? Trabalho administrativo? — Inferno. Você já está um ano aqui. não.

Inicio do outono de 2014 Minha vida como ela não aparecer. Havia dias e semanas quando o olhar dele permaneceu leve. ele não o queria compartilhar com ele mesmo. como uma criança pequena.. Capítulo 6. eu não era. Você consegue? Ele não queria fazer isso. Embora eu estivesse sendo tratada de várias maneiras. eu quero saber o por que. Não eram necessários. Algo tão simples como um olhar dos olhos escuros de Anthony poderia parar minhas palavras. Eu aprendi as regras e me esforço para obedecer. você pode fazer o que eu pedi? Falha era uma opção? — Vou tentar. Foi uma frase que ouvi várias vezes.. Eu não quero falhar: Eu não podia falhar. Se você decidir que você não vai confiar em mim. como ele pensou que ela estava segura. Quando ele não respondeu. Tudo o que fiz ou disse foi avaliado: por Anthony e por mim. como ela aceitou o anel dele. ~ 164 ~ . Ele não queria lembrar a tristeza esmagadora no desaparecimento dela. — O que você quer? —ele perguntou desconfiado. levantar o meu queixo me traria à submissão. Me encontrei andando sobre cascas de ovos em cada turno. ou que era Catherine que virou seu mundo de cabeça para baixo. Tony não queria pensar sobre um ano atrás. Eu não preciso ou quero sentir o tapa da mão. — Entre agora e sua próxima sessão. O ligeiro aperto dos dedos. Ele não queria se lembrar de quão bem ele pensou que ele e Claire estavam em casa. eu tenho algo que quero que faça. e eu quero que você decida se você vai confiar em mim com essa informação. Eu aprendi rapidamente que falha teve consequências. Os castigos físicos não continuam com qualquer tipo de regularidade após as primeiras semanas. As ações têm consequências. Eu era uma adulta instruída que havia sido colocado em um labirinto extremo de condicionamento operante. Jim nunca tinha pedido a Tony para fazer qualquer coisa além de chegar a tempo. Não só Tony não quis compartilhar isso com Jim. Houve consequências negativas e consequências positivas. Foi o medo de voltar a acender sua ira que continuamente pesava sobre mim. Jim perguntou novamente. Tudo começou no momento em que acordo e termina após finalmente adormecer. — Anthony. — Eu quero que você pense sobre quem ou o que o desapontou há um ano.

depois de ler o que você leu. Verdadeiramente. — Jim implorou. Tony colocou o livro na mesa de Jim e caminhou em direção à janela. — Anthony. Estou chateado que aconteceu. Ela disse. — Realmente. podemos assumir que era cedo no cativeiro. a escuridão retornaria. sem o luxo de um estrondo de aviso. Tony apertou a mandíbula. E então. isso é o que você está pensando? — Realmente. A vista só o lembrou de que ele era como os outros homens que ele viu andando de lugar para lugar. foi há muito tempo.Apesar das circunstâncias. Trabalhando desesperadamente para refrear o vermelho. como este livro faz você sentir? — Você quer saber? Bem. Além disso. — disse Jim. eu estou tão puto que mal vejo direto. As coisas mudam. Ela disse que ela ainda era uma prisioneira. Provavelmente lhe dirá. — Você esta tentando fazer que eu exploda? É seu objetivo? Porque eu tenho certeza que você escolheu a porra desta passagem por uma razão. — Quando elas mudaram? ~ 165 ~ . — Me diga o que está pensando. e estou com raiva que ela deu a entrevista de merda. foi quase prazeroso viver como eu fiz durante esses tempos. — Pare lá. Isto é informação confidencial. dias ou semanas. mas em uma casa enorme com as pessoas a cuidar das minhas necessidades. Tony queria parar antes que ele começou. Ela não me deu motivo um período de tempo. Ele estava usando a mesma roupa cáqui e vivendo o mesmo inferno. — Estou pensando que eu não posso esperar para usar outra cor. Porque não me diz o que foi? — O que fez a escuridão que Claire descreve retornar? — Não faço ideia. — Então pense o que você acabou de ler. Eu ainda era uma prisioneira. Ela não falou de sair de casa. segurando o vermelho que tinha começado a desaparecer. Ninguém precisa saber nada disso. exatamente? — Bem. Quando diabos isso foi. — Tony respondeu estoicamente. Quando ela fez isso? — Leia o livro.

— Durante esses tempos de luz. . — Por quê? — Tudo foi diferente porque eu não podia fazer isso com alguém que se ama. — Isso ainda faz sentido? Tony deu de ombros. até nosso próximo encontro. — Eu não posso. — Nós precisamos trabalhar sobre isto. eu acho que eu amava. Eu a amo. eu falei isso. — disse Jim. — Pensar sobre o quê? — Você assistiu sua esposa por anos antes até que você se apresentou. Tudo era diferente. ~ 166 ~ .. Ela sempre significou algo para mim. — Mas você fez. Eu não senti nada por ela. A prisão tinha acabado. acho que não.. que ela não significava nada para você? — Não. como se sentiu sobre Claire? — Eu não senti.. É assim. — Me explique. Mas então. ela apenas estava lá. Não no começo. — Não sabia que a amava. — Você amava naquela época? — Agora. Não faz sentido. Tony respondeu imediatamente. Você está me dizendo que quando você primeiro arriscou tudo por sequestro e a mantendo como sua refém em sua casa. — Eu não sei.. Você esta mexendo as minhas palavras. — Você faria com ela novamente em 2010. Foda-se! —Tony entrou em colapso na cadeira. depois que ela saiu da prisão. Era tudo diferente. o que você fez com ela? — Jim pediu. Pense nisso. — Eu não. Poderia finalmente admitir que.Sim. — Tudo era diferente. Ela tinha um trabalho a fazer.

. Ainda durante a sua primeira vez. Pense sobre isso. Foi naquela escuridão ela descreve a raiva ou o controle. Pense em como você se sentiu. você admitiu que você não a tolerasse. ~ 167 ~ . você me disse quanto você apreciou sua boca inteligente durante seu segundo casamento.ou talvez a perda do controle? Você está castigando Claire quando um negócio não deu certo ou foi por causa de algo que ela fez ou disse? Se lembre. Jim olhou para o relógio. A razão que você arremeteu poderia ser que você não queria admitir seus próprios sentimentos? Poderia ser sua maneira de a manter como sua posse e não se tornar emocionalmente investido? Tony não queria pensar nisso. — O nosso tempo acabou.

ele não queria. mas irmãos ou não. Se fosse esporte. trabalhavam lentamente seu caminho na vida um do outro. quando ele enfiou as mãos nos bolsos de seu jeans desgastado e caminhou em direção aos cafés em Palo Alto. forjar uma amizade como adultos nem sempre foi fácil. Ele provavelmente foi o motivo de Harry e Amber tinha uma boa amizade. Ele não podia. Realmente. e deitado na cama ao lado de Liz suas respirações suaves se infiltrou no silêncio antes da alvorada e não era o lugar. Então. Os fatos não falam por si. ele lutava para não as ligar. Foi também um tempo para reconectar. algo concreto. era mais do que isso. Harry não podia decidir quais eram as boas e quais eram as ruins. Isso é especialmente ~ 168 ~ . no entanto. Ele precisava de tempo para pensar. trabalho ou lazer. . eles tinham acertado. Café quente tinha um jeito de limpar sua mente. Infelizmente. Peças do quebra- cabeça leigamente descartadas diante dele. A mente dele rodou com respostas às perguntas que ele não queria perguntar. Ele tinha feito decisões. Em primeiro lugar não pode ter sido partilhar: era a maneira de evitar compras de supermercado. ainda quando ele se mudou para San Francisco após seu divórcio. novamente. indo no condomínio da irmã dele todas as manhãs e partilhar um copo. Eles falam a favor ou contra as teorias concorrentes. Havia algo sobre Simon que puxou as pessoas dentro e os fez se sentir confortável. Ele pensou. algumas boas e algumas ruins. Memórias quentes misturaram com triste quando Harry pensava sobre Simon. Ele precisava de mais provas. Harry e Amber tinham um passado. Ele e Amber não foram excessivamente estreitos como filhos. Sua amizade foi instantânea.Thomas Sowell Capítulo quinze Outubro de 2014 Harry O sol nascente jogava um fulgor morno por detrás das cortinas quando Harry saiu do condomínio. Nos últimos cinco anos tinha sido alguns dos melhores e piores de sua vida.

Amber culpou sempre em particular a atitude dela na conexão com Anthony Rawlings. fumegantes xícaras de café. Ter o Harry e Liz no corredor lhe deu uma razão para vir para casa. Ela era só a sortuda que nasceu de dois pais. Claire alegou que Anthony poderia saber sobre a morte de ~ 169 ~ . Embora ele e Liz tivessem que desistir da pequena casa que alugaram em San Mateo. Afinal. sua visão era muito mais clara como um adulto. — realmente conhecer — sua irmã. que Harry pode conhecer. Essas questões nem vale a pena considerar. era o mesmo. tudo sempre tinha trabalhado em favor dela. ela já não estava solitária. — Claire — do que ele poderia ter como o irmão visitando ocasionalmente. mas não foi embora. Se imagine na idade dela sendo o CEO de uma empresa crescente da Fortune 500.assistindo Amber receber o amor e a atenção de dois pais . Ilona e a Jillian não estavam mortas. Com exceção de perder Simon. No entanto. Em toda a realidade. ouviram. Para todos os efeitos práticos. Harry ainda não podia culpar seu padrasto. Sua rotina mudou os participantes.verdadeiro se um ou outro abriga inseguranças e sentimentos de infância. ele pensou que eles tinham passado isso. Harry aprendeu mais sobre a sua missão. Indo ao edifício de Amber após a morte de Simon foi o primeiro ato fraternal altruísta de Harry.não estava jogando um papel em seu conflito atual. Estavam ambos perdendo alguém querido. Além disso. . Harry precisava ter certeza que os sentimentos que ele tinha como um jovem rapaz. Ela derramou seu coração e alma na SiJo. Às vezes Amber iria se juntar a eles. Ela realmente tinha tudo. mas muitas vezes reivindicou as responsabilidades de trabalho. Falaram. riram e mesmo choraram. Ela sempre tinha sido. também. O homem que tinha deixado à mãe de Harry era o culpado. Apesar do fato de que ele tinha sido voluntário. Agora que ela tinha Keaton na vida dela. Às vezes se perguntava se Amber não desenvolvera uma profunda afinidade com a Claire se ela tivesse estado mais com ela. Durante as manhãs na cozinha de Amber. Foi durante as madrugadas. ele pode se relacionar. Amber foi à sortuda. Então Claire chegou. que o irmão e irmã criaram uma conexão que superou os laços de sangue. valeu a pena. Foi naquelas primeiras semanas após a morte de Simon que Harry e Amber começaram sua rotina matinal. Amber estava devastada. Agora viu que não era culpa dela. não muito longe da praia. mas ele as deixou ir. Embora Harry lamentasse Simon. como um adulto. ele sabia que a perda do amigo não era o mesmo que a perda de um companheiro. Harry entendeu a perda — houve um tempo em sua vida que pensou que ele e a Ilona ficariam juntos para sempre. Foi durante esse tempo.

Emily o levou para a ver novamente. devido a traumatismo crânio-encefálico passado. (cara triste)” “ESTOU NO CAFÉ NA WAVERLY. violando a estipulação do contrato. EU NÃO QUERIA ACORDÁ- LA. Se for. no entanto. Harry desejou que ele pudesse dizer John e Emily à verdade sobre seu trabalho e o que ele realmente sabe. Se lembrou dela o dispensando e lhe dizendo para deixar a suíte dela.Simon. Embora o Vandersols nunca mencionasse isso. ela desempenhou o papel de amiga que cuida bem. houve relutância. No entanto. Rawlings a bateu. pensamentos de Harry ainda estavam espalhados quando seu telefone tonto. ele não teria sabido sobre a ameaça para os Vandersols. “ONDE ESTÁS? ACORDEI E VOCÊ SUMIU. Harry não conseguia entender o que tinha ocorrido em causar seu status atual. Jackson não estava impressionado. ela era tão forte e determinada. Embora ele só tivesse ouvido a mensagem antes que o caso foi dado a Agente Jackson. que explicou que a razão pela qual o casal viajou é que estava temendo pela segurança do Vandersols. Sim. ela nunca confiou plenamente em Claire. Em suas palavras. Talvez tenha sido sua motivação para empurrar o SAC Williams para intervir. Eles sabem tudo o que Claire e Anthony arriscaram para salvá- los? O café começou a encher. mesmo assim ela parecia forte. Harry se sentiu responsável. quando ele foi para Iowa pela audiência de acordo de Rawlings. Quando ele tinha visto ela em Genebra.” “VOCÊ ESTÁ VOLTANDO PARA CASA. Enquanto originalmente Amber queria saber mais sobre isso. As instalações onde os Vandersols a mudaram foi um inferno muito melhor do que aquele onde Harry primeiro a tinha visto. Claro. para ir para os poderes e convencer o FBI a avançar sobre o acordo de Anthony e de Claire. foi à condição dela que o surpreendeu. devido a Rawlings voltar para os Estados Unidos antes que eles o deveriam fazer. mas Harry tinha sido o único a apresentar a Patrick Chester. Agente Jackson contatado o agente Baldwin. Harry acredita que ele também foi responsável. Ele desejava que houvesse alguma coisa que ele poderia fazer para aliviar o sofrimento dela. se Rawlings tinha feito como ele foi ordenado e ficado fora de contato com pessoas do seu passado. Aparentemente. como Emily alegou que. Às vezes. OU QUER QUE EU O ACOMPANHE?” ~ 170 ~ . Pensamentos de Claire torceu seu estômago.

Quero dizer. família. é como trabalhar para o inimigo. — Realmente não sei. ela está doente. — Bem.. — Eu nunca pensei em John como alguém que se venderia por dinheiro. — disse Liz. — O que acontece com ela? Quero dizer as pessoas deslocam suas vidas por ela. as Rawlings Industries lhe ofereceu um negócio enorme para mudar para a cidade de Iowa e trabalhar com sua divisão jurídica. Só sei que John disse que Emily não a deixava. — Sim? —O nariz dela enrugou. “EU PENSEI QUE VOCÊ TINHA PLANOS HOJE COM AMBER?” “MERDA! ME ESQUECI. mas as coisas mudam. Harry sabia que ele precisava resolver isso na sua cabeça. — Liz. Mesmo que fosse um sábado. — Não consigo entender como ele pode trabalhar para aquela empresa depois das coisas que ele disse sobre Anthony Rawlings. Harry deu de ombros. — Harry estava prestes a dizer por Claire. ~ 171 ~ . FALAMOS PARA UM ALMOÇO TARDIO?” “SOA BEM.” Ele suspirou quando ele colocou o telefone na mesa. Liz suspirava. Você os viu enquanto você estava em Iowa? Harry tentou processar: ele não disse que ele estava em Iowa para visitar Claire. — De acordo com John. Após o comentário da Liz ontem à noite. mas ele não quis continuar com essa conversa.. ele tinha todos os motivos para odiar o seu cunhado. Eu não entendo. Aparentemente. Eles discutiam a decisão de John de se mover para Iowa e trabalhar nas Rawlings Industries. — Eu acho que o dinheiro foi um incentivo. mas ele fez pela. pensando que ele estava mais inclinado para a opção número três. e ele não queria ficar longe de Emily e Michael. Acho que ele está fazendo isso mais para Claire. ele não podia ignorar os fatos por mais tempo. Ela tem uma filha e precisa de ajuda. — Doente? Que tipo de doente? Harry inalou. Emily me surpreende muito.

Todas as minhas informações são alteradas. Não posso voltar para todos os lugares e as pessoas que conheci e ser como. Eles ainda não sabem meu trabalho verdadeiro.. mas quantas vezes você é você? Os olhos azuis claros de Harry ficaram nebulosos. — Bem. eles foram embora. E sim. Não acha que eles merecem saber. eu vi a Emily e John. Ele se lembrou do terror dela depois do ataque a ele. oh. — Eu entendo isso. Não sou eu em outras atribuições. Não há nenhuma maneira de voltar para você.. Amber explicou que é parte do seu trabalho. Eles conhecem a nós e a Amber. você está certa. Não é como se você tem que os ver tão regularmente como você fez quando eles viveram aqui. Eles ficaram surpresos ao me ver na audiência.. também. Esqueça o que eu disse. — Eu sei que você foi lá para o acordo. Você não precisa esconder. não foi? Respirando mais fácil. eu não era realmente quem você pensava que eu era. — Talvez tenha razão. já que a coisa toda acabou. Além disso. Ela nem era suposto para saber. Você não precisa se preocupar. mas houve pesadelos e ataques de pânico que ela tentou esconder. Liz olhou para sua expressão. Liz zombou. O que estar disfarçado significa.. Não quero passar por algo que passamos - nunca mais. para a maioria de suas atribuições não tem algum tipo de alias? Espero que sim. Harry respondeu... — Eu não. Harry a embrulhou em seus braços fortes. Jillian. — O que você que dizer? — Quero dizer. ~ 172 ~ . ela olhou para ele. SAC Williams foi. Liz deitou sua cabeça contra o peito e o aroma de morangos subiu do cabelo dela. porque não disse a eles? — Porque esse é o trabalho. — Sim. — O que? Eles não merecem saber que meu relacionamento com sua irmã foi um trabalho? Não vejo o motivo para os prejudicar assim. Meu ponto foi que John e Emily conhecem você. Ilona ou Amber. — Eu não penso nisso muito. Ela lidou com isso bem no início. — Eu queria que minha irmã aprendesse a manter a boca fechada. Eles são pessoas boas. está disfarçado. — Velando seus grandes olhos azuis com os cílios.

ela não queria eu me preparando para outra decepção.. mas eu estava lá em nome do FBI. Ela sabe como é ter seu namorado obcecado com outra pessoa. Pensei que com todo o dinheiro de Anthony. Essa é minha pergunta. — Me diga novamente quem lhe mostrou a foto. eu quero dizer isto. Depois do que aconteceu. — Vá em frente. É sobre nós.Espere. Nem me importo mais com você provando sobre quem foi o culpado pela morte de Simon. iria encobrir. — . — Palavras fluíam de Harry. vi a foto de vocês dois de mãos dadas em Veneza. Suas sobrancelhas cerraram juntas. — Ei. Você a visitou em Iowa? — Fui para Iowa com SAC Williams. Provavelmente irei voltar lá novamente. — Não sei se é o trabalho ou não. — Há alguma coisa que você não está me contando sobre a Claire? Você disse que ela está doente. — Harry começou a falar. — Me parece que ele protesta demais! Ela levantou para ir embora quando Harry agarrou o braço dela. — Os olhos azuis dela perfuraram. — Isso é o que eu fiz. Liz respondeu. mas ele nunca tinha registrado como fez agora. — Harry? —ela perguntou timidamente. Há outro caso relacionado com o Rawlings chegando em breve. porque na realidade ela era mais? Se lembre. — Quando Harry não respondeu. mas se é sobre o trabalho. mas ele tinha dito antes. Claire foi embora daqui por mais de um ano. — Qual é sua pergunta? — Você realmente mudou de opinião? Você não quer que os Vandersols saibam que Claire era sua missão. Sinto falta dele. ~ 173 ~ . Eu sei que a Amber estava chateada que ele não foi acusado da morte de Simon. Liz tinha mencionado isso há muito tempo. ela prosseguiu. Sua mente um zero de imagem. mas acho que a Amber só precisa seguir em frente. eu não sou uma criminosa sob interrogatório! Eu lhe disse antes .. Eu vi o Vandersols e falei com eles como amigos. — Posso te pedi alguma coisa? Ele poderia dizer pela sua voz que era algo que ele não queria ser pedido. Você e a Amber são aquelas que continuam trazendo ela. não posso prometer que posso responder. mas Liz continuou. não eu. Pensei que estávamos trabalhando nisso. Pensei que ela provavelmente estava na cadeia. Puxando o braço dela fora.Amber mostrou para mim. Estou farto de a ter jogada constantemente na minha cara. ou alguma versão delas. Eu quero saber se você realmente entende.

Você e eu estávamos juntos. Eles realmente não sabem a verdade sobre você? Harry balançou a cabeça. Após um momento de hesitação. Lhe disse que era do FBI. eu falei a verdade e ela me odeia. Quer dizer. isso é real. Eu precisava daquela foto para mostrar a Rawlings. Além disso. Ela me dispensou da última vez que falei com ela . quem conhece você como a sua família? ~ 174 ~ . fora que ela me disse para sumir. Não preciso ter medo de que você vai voltar para ela? Espere. Eu não tenho intenções de fazer um movimento na direção de Claire. por que estava segurando a mão dela? — Foi uma armadilha. Têm vivido aqui. — Mas você falou com o Vandersols. Ele era Harrison Baldwin. Ela ainda não sabia sobre o FBI. Eu realmente não deveria estar falando sobre isso. ela se rendeu ao seu alcance carinhoso.. Ele não era o Harry Baldwin.. Não quero estragar tudo. namorado. Não posso lhe dizer mais. Eu estava lá para a proteger.. se eu estivesse indo para mudar em todo o país para algum lugar remoto com minha família.. outra vez. — V-você disse a ela? — Sim. Lágrimas escorreram pelas bochechas da Liz. — Você está exagerando. Liz limpou os olhos com as costas da mão dela.Harry? Você só está me usando? Rawlings está na prisão. — Ela puxou para trás e olhou nos olhos dele. —. Por que Claire ainda não disse a eles sobre você? Quero dizer. mas a reação dele foi desligada. Liz continuou. a maneira que as bochechas dela coraram e o tom da voz dela. — Por que você nunca me contou? Harry chegou pela mão dela. tudo explodiu na minha cara. — Porque é o meu trabalho. Talvez agora seja a hora de fazer a sua jogada! Ele viu a raiva dela. — Me surpreende. agente do FBI. — Então.e para o registro que estava em Veneza. Eu não estava em Veneza para buscar um relacionamento com ela. Ela estava chateada. eu esperaria que aquela família fosse honesta comigo.

agente? Em que posso ajudá-lo? — Senhor. posso falar com você. Sentado com seu copo vazio de café. — Eu realmente preciso falar com você hoje. Uma batida na porta e ele ouviu a voz de Williams. pode ser no escritório em uma hora. — Obrigado. — Sim. o escritório de campo de San Francisco estava tão ocupado quanto foi durante a semana. Harry levantou seu telefone quando a questão de Liz reverberou através da sua mente. Estou confiante de que os Vandersols estão ainda no escuro. dependendo da carga de trabalho e cronograma. filho? Sua voz está diferente. — O que foi. Quando o agente Baldwin entrou. Vejo você depois. — Posso me sentar. muitos agentes tiveram o luxo do fim de semana ocasional. Quem conhece você como a sua família? Ele acessou seus contatos e chamou o único homem que pode ser capaz de colocar sua mente à vontade. Harry tinha ouvido isso antes. Portanto. SAC Williams não poderia ver sua angústia. — Tudo bem. Deus. — Harry desligou o telefone e olhou para o copo vazio. SAC Williams respondeu no segundo toque. no entanto. O FBI não para nos finais de semana. filho. senhor. mas Harry sabia era evidente. ele disse. A testa de Williams esticou. — Obrigado. pessoalmente? — Pode esperar até segunda-feira? Harry fechou os olhos e balançou a cabeça. senhor? ~ 175 ~ . — Entre. — Eu acho que sua família já teve muita coisa. ele orou: por favor. me deixe estar errado. Ele respondeu. por tomar o tempo para me ver. Harry fez o seu caminho para o escritório do SAC Williams. No meio do café cheio de gente.

— não é sobre ele. — De quantas maneiras eu preciso dizer que está tudo acabado.. — você está sendo muito formal. Williams disse. — Não. SAC. Williams levantou e andou em torno de sua mesa. Eu tinha um plano que obviamente não funcionou. ele perguntou. Se lembrou de algo novo? Harry balançou a cabeça. Harry interrompeu novamente. certo? — Bem. eu não acho que está. se não o conhecesse melhor.com base no que eu te disse e o que o FBI encontrou? ~ 176 ~ . SAC. Havia uma foto. — Mas você tem todas as peças? — Sim. o FBI conseguiu o cartão SD? O FBI tem aquela foto? Williams abalançou a cabeça. Depois do que aconteceu entre você e a Sra. mas na foto eu estava segurando a mão de Claire Nichol.. Com uma voz trêmula. — Sim. acenou para uma das cadeiras e se sentou ao lado. senhor. — Isso é muito importante. eu me lembro de você estar preocupado com isso. — Foi encontrado o cartão SD? — Não me lembro. — Havia uma foto que eu tirei com a intenção de mostrar a Rawlings.. Os autores destruíram. — Harry concordou. diretamente. mas foi inútil. — Agente. — o que você acha que aconteceu com meu cartão SD . — O que aconteceu com meu telefone? — Eu acredito que foi recuperado. — Não que eu saiba. O que está acontecendo? — É sobre o Rawlings. o laboratório foi capaz de acessar todos os seus dados. lembra quando fui atacado? Quando eles levaram Liz e ameaçaram Jillian? Williams relaxou contra a cadeira. Rawlings. Pensei que você era um novo recruta. tenho certeza que iria ter materializado. Quando Harry se sentou. Expressão de Williams de preocupação se transformou em agitação. mas agora que você perguntou. o diretor-adjunto o teria levado a minha atenção. Harry fechou os olhos e caiu para trás contra a cadeira.. — Harry moveu para a borda da cadeira.

~ 177 ~ . Quem sabe.. eu duvido disso. A área foi varrida para limpar mais de uma vez. mas sinceramente. Williams deu de ombros. Não havia outra explicação. O fluxo de sangue causou suas orelhas a tocar.. bem como a ameaça à sua filha e a ex-mulher. talvez fosse para ser usado como chantagem. Por quê? Por que Amber teria feito isso com ele? Harry finalmente calou as vozes tempo suficiente para falar acima seu toque. Você é um de nós.todo mundo tem um passado. uma que eu gostaria do bureau para refutar. Harry já não podia ouvir o supervisor dele. Poderia ela ter sido a única em o atacar e Liz? Mais como ela conseguiu essa foto? Quem mais saberia sobre Jillian? Oh Deus! O peito de Harry doeu. Repetia as palavras: ninguém te conhece como família . — Eu poderia dizer que o FBI perdeu na cena do crime. Levamos o ataque a você. mas se você não ouviu nada ainda. Tudo apontava para uma pessoa: sua irmã. Mais do que provável. — Senhor. muito a sério. eu tenho uma teoria. eu diria que os autores que levaram.

mude. O júri ainda ia ouvir o testemunho e debater as provas. isso e Tim. tinha sido bem sucedida em limitar a divulgação de informações durante a fase preliminar. Desde que todos os processos de júri foram feitos em privado. Desde que a lista de possíveis testemunhas era pública.Maya Angelou Capítulo dezesseis Novembro de 2014 John John fez seu caminho em direção ao tribunal para o terceiro dia de julgamento de Catherine London. Se não gosta de algo. A oferta de Tim fez a proposta de Anthony de 4 anos atrás como um salário mínimo. Ele sabia que uma coisa era trabalhar indiretamente para seu cunhado. se tratava de uma fase que a equipe jurídica das Rawlings Industries não precisa lutar para se manter longe da imprensa. Apesar de ter sido apenas especulação. . havia muitas outras prováveis fontes de exposição ruim. se fosse para ser intimado. havia o desejo de Emily para ficar perto de Claire e a decisão do tribunal que a manteve em Iowa. Não era o trabalho deles para determinar a culpa ou inocência. Muitos dos espectadores estavam esperando para obter um vislumbre de Anthony Rawlings. Primeiro. A decisão de aceitar o trabalho em Rawlings Industries não tinha sido feita levemente. os repórteres não querem perder sua chegada. só se havia provas suficientes para Catherine ir a julgamento. Então havia o salário. Se você não pode mudar. Para esse fim. Isso não impediu as multidões de pessoas nos degraus frios nos Tribunal em Cedar Rapids. foi a possibilidade de ajudar Claire e Nichol. mude sua atitude. John e Emily passaram muitas horas e dias a discutindo os prós e os contras. ajudando a garantir seu futuro financeiro e o futuro do legado da Nichol que verdadeiramente interessou ao John. Sem dúvida. a equipe jurídica da Rawlings. mas John não sabia se ele estava pronto para o ver e o olhar nos olhos. John não sabia se Anthony seria solicitado para testemunhar ou não. Tim cronometrou a oferta perfeitamente. com a ajuda de seu membro mais novo. E enquanto essas razões eram atraentes. ~ 178 ~ . Bem. No entanto.

me chame de Tim. Na verdade. — Obviamente sabia sobre Claire. você é um homem de família. Garanto que o lado empresarial da Rawlings é e sempre foi separado do lado pessoal.. De pé e estendendo a mão quando John se aproximou no restaurante onde eles se encontraram. — John. — ele hesitou. mas tempo e responsabilidade não só venceu. John ficou impressionado no primeiro almoço. o garçom estava presente imediatamente. senhor Bronson. nós estávamos lá. — Sim. No entanto. Posso honestamente dizer que eu não teria me importado se fosse meu chefe ou não. Eu sei que isto não é uma boa hora. o CEO interino das Rawlings Industries. Tim não abusou da sorte ou tentou evitar o elefante gigante na sala. mas também acrescentou confiança e carisma ao comportamento de Tim. bem. Tim colocou na mesa. Eu respeito isso. Sue e eu. não sabíamos sobre qualquer uma das outras coisas. qualquer um dos negócios pessoais. Apesar das decisões que Tony tem feito em sua vida privada. e você sente que sua família tenha sido injustiçada. Brent me contou sobre algumas histórias passadas. Eu não gosto muito de títulos. Uma vez ele se afastou.. ~ 179 ~ . para não mencionar muito surpreso. John assentiu com a cabeça. — Por favor. Apesar de todos os problemas que as Rawlings Industries estavam tendo com a vida privada de Anthony. Eles haviam se conhecido socialmente há anos. Tim foi firme e confiante em seu futuro e a empresa. sua ética de trabalho no sentido dos negócios sempre foi impecável e honesta. John ouviu.. e eu queria discutir esta oferta com você em pessoa antes de você ir. John apertou a mão de Tim e teve um assento. Também sei que você vai deixar a cidade em breve. que eles eram casados. obrigado por me encontrar. — Vocês têm sido muito vocais sobre seus sentimentos em direção a seu cunhado. Eu não seria capaz de sentar parado se eu tivesse alguma idéia. Não. Tim Bronson. Eu não sabia sobre.. Entrei nesta empresa. era um dos mais sincero e honesto CEO que John tinha conhecido. — Minha família assim como eu. Tim disse... John respondeu. Sendo um dos melhores restaurantes na área. — Eu estou curioso. Foi a vez de Tim para acenar. —. Pelo que eu vi. Nós já nos conhecemos há anos. — Ele corrigiu. avaliando as necessidades dos dois homens.

John se inclinou para frente. Por um tempo os médicos questionaram a capacidade dela de falar. mas havia algo em a ver durante aqueles tempos que tocaram o coração de John. Várias vezes. se você incluiria a companhia Claire e do Nichol . A maior parte do que ela disse era difícil de entender e desordenado. sua voz mais baixa do que o habitual. Ironicamente. e o que está fazendo para Rawlings Industries. foi a escolha deles. — Mas eu tenho que dizer. Emily ou eu sabia. Não importa o que acontece com Rawlings Industries e dezenas de milhares de funcionários. Foi a Claire. — Isso é o que eu quero discutir . Eu só posso imaginar que quando Tony decidir se aposentar. — Estou ouvindo. — Um ligeiro sorriso veio à boca. — Por favor. No entanto. Sua lealdade é para seu amigo e a empresa de seu amigo sempre.seu futuro financeiro – neste protetor guarda-chuva que você tem sobre elas. Obviamente. então Brent irá.foi o porquê de como chegou a um acordo. o que ela disse com alguma clareza era o nome de Tony. Eu quero ~ 180 ~ . Eles se casaram de novo. quando ela estava ausente em mente. Não importa o motivo.Claire e Nichol. Eu li o livro. John não podia explicar e Emily não via da mesma forma. O que John não disse . Brent Simmons tem sido um trunfo para Rawlings e Tony. Não podemos segurar outros responsáveis se nós próprios não éramos culpados. eu respeito você. foi o mesmo motivo que Emily não podia. Já ouvi a mesma coisa de todos. mas não vou discutir a condição de Claire nem permitirei Nichol fazer parte do circo de mídia que parece cercar Anthony. Não tenho que concordar. Tim. John relaxou um pouco. Tim abanou a cabeça. mas acho que vim a um acordo. — Você e eu não somos separados em idade. e não me importo de ver o filme. e de todas as contas. Anthony Rawlings vai fazer bem quando ele estiver fora da prisão. John interrompeu. Se inclinando. foi uma decisão mútua baseada em sentimentos versus contratos. Eles fizeram um bom trabalho em o manter escondido. John. Por tudo isso ele ficou firme com Tony. — Tim. Eu acredito que Brent passou por momentos difíceis ao longo dos anos. isso não é o que quero dizer.o que ele não conseguia dizer . que ela estava em paz. — Não. eu acredito que você seria o complemento perfeito para as Rawlings Industries. Só espero que em algum momento minha cunhada fosse feliz. Parecia que era nesses momentos. já ouvi tudo o que eu quero ouvir sobre o primeiro casamento de Claire e de Anthony. ele fez isso ou ela não contou. Tom também tem sido maravilhoso. especialmente quando em um estado de sono.

ela poderia ter odiado todos nós. — Esquecemos sobre a mulher que conhecíamos e gostávamos. Espero que você possa ver que. depois que Claire voltou. Sue pensava e ainda pensa no mundo de Claire. mas ela não odiava. A economia está tentando se recuperar. Nos lembramos da mulher que conhecíamos. espero que comigo e gerenciando a Rawlings Industries no futuro. Não estou perguntando a você como ela está agora. Afinal de contas. admitirei que Sue e eu éramos céticos. perdoando as injustiças que foram feitas para você e sua família e por se concentrar no que Claire iria quer. — Você mencionou Claire e a Nichol. Anthony Rawlings começou a Rawlings Industries com nada. Acredito que com as pessoas certas. Eu quero ver Rawlings Industries não só continuar como a potência que era. Ao longo do caminho. Lugar certo. Então. Vai levar em frente empresas como Rawlings Industries. construindo um ~ 181 ~ . poder constrói o poder. Foi uma bomba atômica no mundo dos computadores. o último que tínhamos ouvido a respeito. a melhor maneira de facilitar o futuro dela é ter o bom superando os maus. com a publicidade sobre os pais da Nichol. Ele e seu amigo tinham uma ideia e a partir daí se multiplicaram. ela foi presa por tentativa de homicídio. — Quando Tony reintroduziu Claire para nosso rebanho. Lhe digo que ela tem um dos corações mais indulgente que já conheci. houve decisões difíceis. Suas idades ajudaram a tornar elas amigas rapidamente. Tim não teve medo de abordar os temas difíceis. bastou estar com ela por algumas horas para se lembrar. John. para manter as pessoas trabalhando. Empresas foram fechadas. aqueles que estão dispostos a chegar até a menor das subsidiárias e emprestar a orientação necessária. Posso dizer amando quando se trata de Sue. John começou a responder. John ouviu quando Tim estabeleceu suas metas e objetivos. — John lembrou. No entanto. Ela poderia e talvez devesse ter odiado Tony. mas fazemos isso melhor. mas a forjar um caminho para o futuro. — Não acho que elas nunca serão desamparadas. Hora certa. trabalhando para as Rawlings Industries.. no entanto. e que nunca acreditamos que poderia ter machucado Tony. Tony é inteligente demais para isso. bem como ficar por aqui..alguém chefiando o departamento jurídico que pode tanto aprender com aqueles dois homens. mas mais se abriram.. Riqueza cria riqueza. não só podemos trazer de volta o que uma vez tínhamos. ele acrescentou o toque pessoal. mas Tim passou..

vou deixar você em paz por um momento. mas apesar de tudo. Ele disse que eu deveria fazer o que eu quero fazer: atualmente as decisões são minhas. que você estará ajudando muitos. — Eu esperava essa pergunta. também. Seu último pedido foi que eu te dar este envelope antes de você tomar uma decisão. ~ 182 ~ . quebrou o selo e removeu da página. Tecnicamente ainda estava no comando. mas para milhares e milhares de funcionários que precisam de seus salários. O primeiro foi de discutir isso com Brent e Tom.futuro melhor para não só ela e Nichol. Olhando para a Tim. ele fez alguns pedidos. ele me deu esse envelope e me disse para seguir o meu intestino. — Espero que ele não estrague tudo o que eu acabei de dizer. eu tenho fé nele. Não é como da última vez. No entanto. Tim foi embora para fazer sua ligação. Não tem desculpa para o que eu fiz no passado. Sorrindo. A propósito. John levantou a carta. Se eu encontrei apoio. quando ele colocou o envelope na mesa. vi como você pegou o que eu sinceramente acreditava ser um início medíocre e transformou em sucesso. ele pediu que eu levasse até o Conselho de administração. — Isto é para você. há algumas semanas. Se você recebeu esta carta então pelo menos está pensando em trabalhar para as Rawlings Industries. mas eu tenho uma explicação. Tudo que sei é que propus a sua contratação para Tony. Eu o vi como uma ameaça . — Tim sorriu. ele disse que queria pensar nisso e me pediu para esperar. De suas raízes modestas para sua educação de Midwest. — Eu tenho que perguntar onde Anthony fica nisto? Tim assentiu com a cabeça. John tentou engolir a antecipação. John assentiu com a cabeça. Não sei onde começar. eu não li o que está lá dentro. A carta foi escrita à mão.eu espero que você saiba que é um elogio. John. eu tinha o dele. Ele disse que se eu tivesse o apoio da empresa. se eu ainda quisesse prosseguir lhe oferecendo uma posição. Ele já sabia de sua sentença e disse que se sentia seguro com Rawlings Industries em minhas mãos. — Ele enfiou a mão no bolso e pegou um envelope. Enfim. Seu registro foi impecável. Se você me dá licença enquanto faço uma chamada. Ele não tinha certeza por que a mão começou a tremer. mas ele estava de volta. Você deve saber que eu não tenho nada a ver com esta oferta de emprego. Eu tinha seguido a sua carreira e sabia tudo sobre você. Há quatro dias. Uma vez em paz.

eu. eu estava determinado a reprimir seus instintos paternos. esteja avisado que vou lutar pelo que é meu. quando eu vi a angústia nos olhos de Claire. Ela me disse que era uma possibilidade. Dito isto. Para esse fim. Afinal. eu fiz o que eu faço. Você atualmente tem a tutela de duas das mais preciosas e importantes pessoas do mundo. como você sabe. e suas ações causaram sua angústia. eu não considerei os sentimentos de Claire. Como afirmei. Eu acredito que nós somos mais que isso. Eu disse que ela estava apreensiva. Claire já não era sua preocupação. Tudo o que conseguia pensar era em te ter sob meu controle. protetores. mas contente. eu sabia que você era uma força com a qual ser contada. Assim que acabar. e mais uma vez. isso não era como uma desculpa ou mesmo uma fraca tentativa de um pedido de desculpas. Ela era minha esposa. tenham reaparecido. Na época. Não dei crédito à sua preocupação. eu tenho que acreditar que as decisões que você está fazendo em sua vida e para a sua família têm o melhor interesse da minha família no coração. Para a minha paz mental. tinha oferecido há você muito mais do que você tinha em Albany. Eu aceitei esse compromisso e vou pagar o que devo. Ela falou sobre nós morarmos perto e ser uma família. através do Tom. criar uma situação em que você estaria em dívida para comigo. ela ficou apreensiva. No entanto. Entretanto. quero que saiba que eu o recebo em Rawlings Industries. Eu tinha certeza de que o dinheiro sozinho o iria seduzir. até que você recusou. Eu decidi tirar proveito de sua capacidade e ao mesmo tempo. você demonstrou que na verdade era um oponente formidável. mas satisfeita. Minha ~ 183 ~ . A única razão para eu não ter lutado mais para recuperar meus direitos sobre minha esposa e minha filha era que eu sabia que tinha uma dívida a pagar.Antes de te conhecer. Quando ela descobriu que eu tinha te oferecido o emprego. Claire estava certa. eu tenho que acreditar que esses instintos protetores que presenciei há anos e odiados. A apreensão veio porque Claire estava preocupada que você recusaria a oferta. Naquele momento. Não é segredo que eu não estava feliz com você no nosso ensaio de casamento quando você não quis entregar a Claire.

No entanto. se você optar por fazer isso na minha ausência. Ele foi sincero quando ele disse a Amber que ele acreditava que ela poderia encontrar alguém novo para avançar a posição. ou até mesmo na próxima semana. durante suas discussões. — Você está ainda considerando minha oferta? —Tim perguntou com um sorriso. Desde o incidente. Tim. Um dia vai ser da Nichol. no entanto. Embora ele pudesse aceitar a oferta. Todas essas pessoas precisam do que eu temporariamente sou incapaz de fornecer. Parecia – na própria maneira do Anthony . A perspectiva de prática da advocacia novamente excitou mais do que ele esperava. eu estou pensando. e quando veio. Se ele acredita em você.quase humilde. John escolheu não compartilhar a carta com Emily. eu também acredito. Tim seria aquele a ~ 184 ~ . Jonh disse. Se você optar por trabalhar para ele em Rawlings Industries. Ele falou com Emily e com a Amber.empresa é a empresa de Claire. Eu confio que você vai tomar essa arrogante atitude. Ele não sabia o que pensar sobre a tentativa do seu cunhado para se comunicar. Mas isso poderia ser feito. não parecia manipuladora ou calculada. o coração dele não tinha estado nisso. John colocou a carta volta para o envelope. — Sim. A carta de Anthony confessou ser a pessoa que o colocou e tirou a vida dele? Não diretamente. embora Anthony ainda fizesse parte das Rawlings Industries. Tim era o único que o queria contratar. Anthony Balançando a cabeça. ele tinha seus próprios aros legais para saltar antes que ele iria ser licenciado em Iowa. Estendendo a mão. John acreditava que ele tinha feito tudo que podia fazer. ele será para quem você está trabalhando. Para esse fim. bem como os empregados das Rawlings Industries. protetora que eu odiava e a usar para melhorar a vida de minha esposa e filha. eu agradeço. ele explicou que. pela primeira vez que John se lembrava. Eu também quero que saiba que eu não vou interferir em suas decisões em matéria de seu emprego. No entanto. Ele sabia que ela iria ver manipulação e fraude em cada palavra. Antes que John pudesse dar muita contemplação. Eu tenho a maior fé em Tim. Tim voltou. John não respondeu a Tim no dia que eles se conheceram.

Ele balançou a cabeça com engano.quem John deve reportar. anti-Anthony. John fez o seu caminho para o grande júri. Ela tinha explicado sua posição muitas vezes. ela raciocinou. renunciou a sua posição na SiJo e se mudou para Iowa.com o dinheiro de Anthony . o emprego e a dissolução dos contratos. também? Todos os dias às Rawlings Industries rasgou um pouco de ódio de John fora e construiu o seu respeito para o homem de negócios Anthony Rawlings. ~ 185 ~ . surpreendeu John que ele agora podia dizer a palavra Rawlings sem sentir o ódio profundo de antes. ele e Emily receberam o Michael para sua família. com o tempo. Não só ele foi responsável pela concussão que ela tinha sofrido com ele. Será que ela mentiu para Anthony. compraram uma casa. Mas Emily não podia legalmente ter Rawlings removido do nome de Claire. John aceitou a oferta de Tim. Ela acreditava que. Era verdade que cada reviravolta em suas vidas pode ser associada com Anthony Rawlings. Ele e Emily gostavam da perspectiva de estar juntos novamente como uma família. Sr. ele defendeu a empresa. No entanto foi inegavelmente o sobrenome de Nichol e de Claire. No entanto. especialmente com Michael a caminho. Anthony foi indiscutivelmente responsável por tudo de negativo na vida de Claire. Em sua mente. e começou uma nova vida. se não fosse por Anthony. Ela proibiu que de alguma forma lembrassem a irmã de sua vida ao longo dos últimos quase cinco anos. Ele não falava com ela desde o dia no hospital quando ela mentiu tão descaradamente a ele e a Jane. uma parte de Claire e Nichol. o significado da palavra mudou. através da criação de um ambiente livre de stress. Afinal. Claire poderia se curar e recuperar. - novamente.seus desejos foram seguidos. Chester não iria atrás de Claire. John estava contente que Catherine não estava presente durante essa fase. Foi como Tim tinha prometido. ela deixou claro para todos em Everwood que sua irmã seria apenas abordada como Claire Nichols. Deveria ser porque ao longo do caminho. Emily interpretou as conclusões dos médicos para dizer que Claire estava sofrendo um surto psicótico causado pelo TBI. mas o prejuízo que ela teve na Califórnia. Desde que Emily era sua tutora nomeada pelo Tribunal e foi quem pagou as despesas médicas . Depois de muito debate. Rawling já não exclusivamente representa o homem: em vez disso. Emily tinha feito o seu melhor para o remover de qualquer coisa associada com Claire. Nos últimos cinco meses. Ao chegar ao tribunal federal. John examinou anos e décadas de registros de aquisições. Nos meses de seu emprego recente. com a permissão de Tim. John sabia que sua esposa tinha boas intenções.

ele lembrou o terror como o quarto começou a encher de fumaça. a porta abriu. — Sr. Em seguida.As mentiras e pecados da vida pessoal de Anthony não tinham transcendido para a sua empresa. ele suspeitou que fosse sobre o dia na propriedade. Antes que ele pudesse processar mais memórias. ~ 186 ~ . por favor. volte. Vandersol. Ele tinha sido intimado a depor às 09h00min. Quando pensou voltar para aquele dia e lembrou da porta trancada. Embora eles só tivessem sidos presos por algumas horas. quando ele leu sobre os dias de reclusão de Claire. Se dezesseis das vinte e três pessoas dentro da sala decidiu que havia provas suficientes para um julgamento. John esperou do lado de fora da sala do grande júri e pensou sobre o comprimento do procedimento judicial. ele poderia se relacionar melhor do que a maioria. Foi Anthony. abriu a porta da sala e a mulher disse. Já passaram oito meses desde John e Emily tinham sido trancados na suíte. Esta foi só a fase do grande júri. Ele tinha tentado quebrar as janelas. John tinha mais medo de Emily e seu bebê. Nem mesmo as portas de vidro para a sacada abririam. Catherine finalmente iria ser indiciada. Embora a intimação não tivesse especificado que perguntas seriam feitas.

Ainda. Eu ansiava para validação no meu novo cargo. Raramente eu tinha noções independentes. mas cada conceito foi distorcido. Eu acreditava que eu tinha vivido o pior. Quando nós estávamos em público. em um momento mágico. Na noite anterior. minha ~ 187 ~ . nos sentamos em uma carruagem. quando discutimos o casamento. mas sempre o dele. não como era ou como quiser que seja. aprendi meu papel e joguei sem questionar. com meu queixo erguido e meus olhos colados nele. tudo mudou. Não é que eu não pensava e processava. Encarar a realidade como ela é. me senti como uma impostora.Jack Welch Capítulo dezessete Dezembro de 2014 Tony Minha vida como ela não parece. Quando acordei na manhã seguinte a sua proposta. Tony exigia o porte físico. Naquela noite cheia de geada. e eu segurei firme suas promessas para o melhor. Não era o dinheiro dele que eu desejava: era o nome dele.. inesperado. . Então. Eu não podia acreditar que estava noiva e ia casar com Anthony Rawlings. Cada momento de deliberação centrada não em meu próprio desejo ou aspiração. não sabia que a minha determinação era exatamente o que ele queria.mas para onde? Anthony Rawlings foi meu trabalho. eu tinha me perdido. Em apenas oito meses. Eu ansiava para manter minha cabeça erguida sem vergonha. ou mesmo com seus amigos. capítulo 14. Na época. e sua proposta muito bem redigida levou minha vergonha. Ele me forçou em funções que eu tinha sido criada e acreditava que estava errado. Cada movimento e ação tinham um propósito — para o agradar e manter a escuridão à distância. constantemente temia que todos soubessem a verdade. com luzes brilhando nas árvores.. Desde o início. meus pensamentos cheios de ilusões de contos de fadas. nosso compromisso preenchia todos os meus pensamentos. Ele me ofereceu a opção de dizer não. Eu poderia ter feito isso e ir embora .

muito mais. Meu passado e meu futuro trabalharam juntos para criar um novo paradigma. Ele viu sua noiva de quatro anos atrás. Já não sentiria que eu não pertencia. Anthony Rawlings me ofereceu um futuro sem vergonha. Eu seria a Sra. por trás os portões de ferro da nossa casa. Foi a minha dignidade. Isso deixou só o meu futuro. Eu tinha aprendido muito bem a importância da confidencialidade. ou as portas fechadas de um dos nossos apartamentos. Agora que voluntariamente aceitei meu novo papel. Tony inclinou para trás e fechou o livro. O diamante que representa o futuro foi o maior e mais brilhante por uma razão. depois que eu acordei e comi. eu estava apavorada de que ao fazer isso. Mas os olhos estavam abertos e olhando em direção de Jim. Eu queria voltar. O anel de noivado de brilhante que ele apresentou foi mais do que um símbolo. sabendo que agora era socialmente e moralmente aceitável. voltei a nossa suíte. Naquela noite no Central Park. Eu queria acreditar que eu poderia entrar e lhe mostrar o amor e a felicidade que eu estava sentindo. eu podia suportar isso com orgulho.vida e meu mundo. - detinha a esperança para o melhor. Anthony Rawlings. o que eu seria? O que isso me faria? Eu sempre seria nada mais do que a puta dele? Se ele tivesse levado meu passado e eu desprezei meu presente. havia muito pouco de deliberação: eu seria sua esposa. Se eu fosse embora. um antigo medo muito familiar me varreu. não podia entrar sem permissão ou convocação antecipada. presente ou futuro. Por detrás da porta fechada de seu escritório em casa. posse ou tudo o que eu tinha sido. que estava vendo o passado. mas ao mesmo tempo. não sua amante. Se lembrou de a encontrar na sua ~ 188 ~ . minhas ilusões seriam feridas irremediavelmente. não era compartilhada. Sem bater. de alguma forma pude aceitar com a cabeça verdadeiramente erguida. Foi como o colar de viagem que ele me tinha dado. O que aconteceu no passado. o fui procurar. não importa o que isso implicou. Realmente. Ainda. Como marido e mulher. mas lembro de pensar o que meu novo título significaria para ele. Já não sentiria como se o mundo pudesse ver atrás do véu da perfeição. no entanto. Ele também compreendeu a importância de eu ser a noiva dele? Naquela manhã. o que significa? Agora passaria para seu domínio sagrado sem medo de punição? De pé por minutos debatendo a minha entrada. ouvi a voz dele. Como a sua aquisição. nossos assuntos pessoais permaneceriam pessoais. como sua esposa. Eu sabia que eu tinha meu novo senso de autoestima. Era agora a noiva dele. Eu também sabia as minhas regras.

certo? — O que você acha? — Acho que o que eu pensei antes. odeio ter perguntas respondidas com perguntas.suíte. — Ela disse que queria vir no meu escritório e me mostrar o amor e felicidade que ela estava sentindo. — Então me diga o que você está ouvindo. — Eu não quero ler mais agora. Verdadeiramente. Ele era incapaz de continuar a ler? Tony corrigiu. mas não foi esquecido. A vista do campus da prisão era muito melhor da janela do escritório de Jim do que em qualquer uma das janelas em seu dormitório. Inferno. exceto a Claire. mas agora com a escuridão do inverno. Ele não tinha ideia que Claire tinha ficado em pé fora da porta da sala dele. — Ele se virou para Jim. Eu. o trazendo de volta ao presente. — Soou feliz . Tony não sabia que lugar era pior - suas memórias ou suas sessões de terapia na prisão.ele poderia controlar o vermelho em terapia quando eles falaram sobre qualquer coisa. ~ 189 ~ . — Talvez você esteja ouvindo algo que não estou. Parece que ela estava feliz com o casamento. Por que você não quer ler mais? Você tinha dito que queria ler mais partes felizes deste livro. — Não posso ler nada mais neste momento. Ela ficou feliz? Tony podia controlar o vermelho fora da terapia. tinha sido lindo. No verão. Ele tentou se lembrar de poder estar adormecido. Jim assentiu com a cabeça. Ele trabalhou para articular seus pensamentos. — Muito bom. — Por que você não pode? Tony inalando profundamente quando ele lutou contra a vontade de repreender a pergunta de Jim. Esta era a maneira do Orientador de fazer Tony pesar cada palavra. Mas quando o tema era a mulher dele. o escarlate infiltrou através de seus escudos e encheu seus pensamentos sem aviso. — Soa como porra se ela estivesse feliz para você? —ele perguntou. A cadeira arrastou pelo chão de linóleo quando Tony levantou a andar em direção a janela. ou que ela estava lutando uma batalha interna. Seus pensamentos tinham sido enchidos com planos de casamento e sua conversa com Catherine. lembrou Tony que o verde tinha sumido. porra. . — Por que você parou de ler? — Jim perguntou.

Não tinha alguém que me encarou três vezes por semana. me perguntando sobre meus sentimentos malditos. — O que teria acontecido se ela bater sem ser chamada ao seu escritório. Eu quero falar sobre isso. Quanto antes? Que tal durante o tempo deste livro? Alguém disse não? — Não. — Quantas vezes você ouve essa palavra? — Ouço muitas vezes.. seria necessário ela bater? — Sim. seu olhar mais uma vez paralisado do além-olhos do orientador quando seu maxilar cerrou pulsando os músculos do pescoço. me diga por que você não está convencido que ela parecia feliz. após o seu divórcio. após a sua chegada para sua casa? Tony deixou cair para trás na cadeira. mas mais tarde. As macias solas dos sapatos dele abafaram seus passos quando ele viajou de um lado do escritório para o outro. e ela estava com medo de entrar. — Já passamos por essa merda. — Ok. ele encarou o Jim. sim. ela não teria.. Acabei de fazer. — Não. — Eu só tinha proposto. quer dizer. Não pensei sobre isso.. As mãos de Tony cerradas na tentativa de controlar o vermelho. — Como se sentiu naquela época? — Eu não sei. Eu só era. — Não ouviu isso? Ela estava fodidamente petrificada em bater a porta. Foda! Ele nunca tinha pensado nisso assim antes. Vamos falar sobre outra coisa. Não quero falar sobre isso. — respondeu Tony. Eu estava no escritório fazendo arranjos. ele respondeu. — Agora você ouve. — Ela precisaria bater? Os olhos de Tony abriram a questão. Não quero porra ler mais do maldito livro.. ela teria. Finalmente. ~ 190 ~ . — Seus olhos escuros atiraram dardos em direção a seu terapeuta. Bem. — Anthony. Olhando com o que Tony tinha certeza era o que Claire se referia como seu olhar escuro.

Eu me perguntei o que ela estava pensando e sentindo. — Eu também não. você pensou nos sentimentos de Claire? — Às vezes.mais tarde. — Como durante a proposta. — Pensei como uma aquisição. — Você pensou o que a Claire estava se sentindo? — Eu te disse que eu quero falar sobre outra coisa. — Anthony. quase primeiro aniversário da Nichol e quase Natal. Ele levantou e caminhou de volta para a janela. — Eu acredito que você me disse que você não gostaria de se repetir. Tudo bem? —Tony respondeu. — Anthony? — Jim não repete a pergunta. ~ 191 ~ . ele acrescentou. ele estava preso em um buraco de loucos. As sobrancelhas de Jim subiram interrogativamente. As palavras de Jim diminuíram drasticamente. Eu odeio mesmo dizer essa palavra. ou como se sentiu naquela época? — Eu nunca pensava nela como uma prostituta. Ela não era! — É que você está falando agora. Escrevi a carta que você disse que eu deveria. quando ele se levantou e começou a caminhar ao redor da mesa. — Então agora você tem uma ideia. Ela usou essa palavra no livro porque eu disse a ela isso . Foi quase o quarto aniversário do seu primeiro casamento. O que era o maldito ponto em o repetir? Jim limpou a garganta. olhando pela janela. — O que você contou no início? O vermelho ameaçou novamente. Neve começou a cair. — Como você pensava nela? A umidade queimou os olhos de Tony. Tony tinha dito isto antes. — Não quero pensar em como ela se sentia como uma puta. — Pisando ao lado de Tony. O que você acha? — Não quero pensar nisso.

O que poderia ter feito e disse naquela manhã. depois que você propôs? Tony suspirou. que ela estava errada e a castigaria para não se comportar como uma futura Rawlings. Ela sempre foi minha rainha. — É impressão minha. e manter o queixo dela erguido porque ela não tinha nada que se envergonhar alguma vez. Mas não minta. Se eu fizer uma pergunta a você. — Mais uma coisa antes de nosso tempo: Claire disse outra coisa nessa passagem que eu gostaria de pensar entre agora e a nossa próxima sessão. — Isso não significa que ela era uma puta! — Se você soubesse como ela se sentiu. eu não acho que ela teria me dito. ou é Yankton que tem tirado sua predileção por usar frases completas? — O que você quer que eu pense? —ele corrigiu. — Mas se ela tinha? Tony abanou a cabeça. Jim sorriu. o que você faria? Ele fechou os olhos. Em nosso fodido perdido jogo de xadrez. eu a iria levar em meus braços e a convencer que ela estava errada. Eu a fiz repetir. eu quero a verdade. mas ele não quer .ele precisa dela. que ela merecia todo o amor e respeito. temos algumas regras neste escritório. Tony não queria pensar sobre isso. — Hoje. — Quanto tempo esteve aqui? ~ 192 ~ . — O quê? —ele perguntou. Um Rawlings nunca seria autodepreciativo. — Mesmo que eu tenha exigido a mesma coisa de volta. Ela me pertencia. Jim olhou para seu relógio. Você tem mais liberdades com seu discurso. Eu provavelmente diria a ela. — Tony girou em seus calcanhares. — Eu não estou mentindo. — Eu disse a ela que eu a tinha. o rei pode sobreviver sem a rainha. comportamento e até mesmo seu movimento do que em qualquer outro lugar. — Anthony. Ela nunca foi uma prostituta. Isso é porque quero que esteja confortável o suficiente para falar. — Como é que eu sei? Não me lembro. Não sei o que eu faria. — Isso é hoje.

— Como se sentiria sendo forçado a fazer isso? Forçado conforme seu estilo de vida anterior para regras e direção de outra pessoa? Não precisou ser um gênio para saber para onde ia o Jim. — É uma droga. Quando Tony fez seu caminho de volta para seu dormitório. além do fato de que era quase 16h00min. O que Claire estava pensando? Tony queria voltar e lhe pedir para esclarecer. Pense sobre os guardas e os carcereiros. — Tony respondeu o assunto com naturalidade. pense sobre as nossas definições. Parece que você sabe. cerca de 6 meses e meio. Vamos ver quão verdadeira a próxima cena é. — Próxima vez. — respondeu Tony. Ele queria fazer muitas coisas. Ele queria ir buscar aquele maldito livro e o jogar no incinerador. nenhuma das quais incluía esta de pé em seu beliche e sendo contado. me diga exatamente por que ela não bateu na porta. — Vinte e seis semanas e quatro dias. Então. Fazer sexo e fazer amor não é a mesma coisa. Jim deu de ombros. e ele teve que voltar e apresentar para a contagem de pé. Pense sobre isso. — Encontramos algumas coisas neste livro que você já contestou como exatas. Então eu a surpreendi com sua irmã e cunhado. as palavras de Jim voltaram. Quando ele correu de um prédio para o outro. ele queria saber o que lá se foi pensar. quero que me diga o que aconteceu quando você foi para a suíte. — Algo sobre não ter seus próprios pensamentos e conformando com o que eu queria. Então pense como Claire estava se sentindo. encontrando o olhar de Tony. sem o auxílio de continuar sua leitura. em que você só lê. — Não preciso pensar nisso. — Então. — Além disso. Quando você voltar. que lhe tinha acontecido em apenas oito meses? Tony contemplado. O que Claire disse. — Jim pisou para trás da mesa e olhou para cima. — Nós conversamos sobre os planos de casamento e fizemos amor. — Eu gostaria que pensasse sobre isso. — Parece que você já leu em frente. Pense sobre seus papéis e o dela. Foi assim como Claire sentiu? ~ 193 ~ .

Por um breve momento no tempo. Eles a viram de longe. parecia mais privado.pelo menos algumas. Isso não é verdade. os relatórios do Roach eram os mesmos. que estava disposto a divulgar informações . quebrou outro pedaço do seu coração. Ela estava muito grande? O que ela fazia? Courtney mandou fotos sempre que podia. Jim mesmo recomendou medicação. com a abertura e a brisa fresca. Embora ele fizesse parecer aceitável. Não. Como ele gosta. Em sua mente jovem. No entanto. Ninguém tinha que dizer isso ao Tony . Visitantes ainda não permitiram trazer documentos ou lápis. Se ele estava tendo problemas para lembrar como ela se sentia em seus braços. Tony gostava de sentar lá fora com seus visitantes muito melhor do que estar apertado lá dentro. ela os poderia enviar. os pensamentos de Tony voltaram para seu avô. Isso foi uma ilusão: nada de Yankton era privado. Os antidepressivos em conjunto com os outros remédios criaram sintomas de demência. Seu estômago torceu no pensamento. Ele se lembrou de tudo sobre elas. John foi o pai dela. ela nunca se juntou aos outros pacientes em ~ 194 ~ . quando Patrícia se sentou em toda a mesinha dele e foi recitando números e propostas.ele sabia. Não só o clima tinha ficado excepcionalmente frio. Como se não bastasse. Ou outra mulher traria em uma criança jovem e Tony gostaria de saber sobre Nichol. se lembrando de Claire e Nichol. Ele encontrou uma fonte dentro de Everwood. Ele disse que não era incomum para os prisioneiros se tornarem deprimido. no entanto. Por um lado. Ele estava tendo muitos problemas. a ilusão parecia real. No entanto. Abril 2015 A primavera finalmente tinha chegado e o ar de Dakota do Sul estava quente o suficiente para visitação externa. Tony não queria isso. Parecia que Claire foi um mistério para a maioria dos moradores e funcionários. bem como os relatórios do Roach sobre Claire. só que de vez em quando ele pensaria sobre o cheiro de talco de bebê e esquece a fragrância. O inverno tinha sido duro. a paisagem dormente. ele estava vivendo sua vida antiga. todos trabalharam para adicionar ao seu limite. cada vez que ele olhou para as imagens de sua filha de 16 meses andando ou rindo. Não era permitido trazer celulares perto dos prisioneiros. ele tinha pouca dúvida de que ela tinha esquecido completamente dele.

Desde que Emily nunca entrou o nome da Nichol no registro.. Foi uma piada que ele poderia recomendar um gerânio versus uma impatiens. mas eles morderam na primeira oferta. Foi uma ótima maneira de combinar seus novos conhecimentos de plantas com seu trabalho. — Qual é o nome da empresa? — Tony perguntou. Foi clerical. Droga. o escritório de negócios onde ele tinha feito uma fortuna fora destas paredes. no entanto. ele não pensa assim.atividades de grupo. ele colocou uma transferência. — Ela se inclinou para frente. o pessoal de supervisão na verdade pediu e aceitou suas sugestões. não alguém que teve um pensamento ou uma opinião. era difícil para Roach confirmar ou negar. — Eu quase esqueci. Ele era um maldito secretário. eu acho. Talvez porque ele tinha adquirido o conhecimento através de Yankton. - não um assistente. — Talvez tenha sido demasiada elevada? — Oh. Ela teve a sua atenção. — Patrícia disse com um sorriso. Ele tinha estado preparado para aumentar a oferta. Tony abanou a cabeça. Agora. mas não foi o que ele esperava. eles não estavam interessados em que ele tinha a dizer.. A empresa tem feito muito bem. — Foi tudo sobre sincronismo. A fonte disse que Nichol não tinha ido visitar nos últimos meses. ele poderia relatar que a babá teve as duas crianças fora e ao parque enquanto Emily estava em Everwood. o trabalho dele era paisagismo. Agora que o tempo estava melhorando. ~ 195 ~ . ou mesmo no salão de jantar. Claire foi tratada com luvas de pelica e bem cuidada. Assim que eles começaram a plantar as sementes de flores na estufa na aula de horticultura de Tony. na Pensilvânia. Suas necessidades foram atendidas em todos os sentidos. Mas era bom demais para acreditar. Patrícia continuou a deixar informações. Ele tinha sofrido pela maioria dos meses de inverno. como Patrícia. O pedido de Tony para trabalhar no escritório de negócios foi concedido...17 por hora dele arquivado papéis e preenchendo as faturas. — Uma notável oferta veio na outra semana para comprar uma pequena empresa. Não para US $0. — Senhor Bronson disse para te dizer que os parceiros em Chicago aceitaram a primeira proposta. De acordo com a fonte do Roach. baseado na quantidade de exposição ao sol e eles ouviriam. Eles tinham um pagamento de balão vindo. mas não há nenhuma razão para segurar. é difícil sem notas. Ele ouviu quando ela deu mais detalhes.

ele pode quando ele visitar novamente. ela ponderou. — É isso. Tony percebeu o tom de voz que ele usou. Eu não vou vender. e não a quero vender. Se ele quer discutir mais. Só emprega uma centena de pessoas. — Anthony. — Mar-tins? Não há Mar. Ele não acredita. que faria qualquer coisa que você precisa que eu faça. Me desculpe que eu me excedi. Espero que você saiba. . — Se aprofundo a sua voz de barítono. — Realmente não me importo da viagem. Quando seus olhos castanhos olharam para baixo no colo dela. — Sim. ~ 196 ~ . eu vou passar sua ordem. Sr. — Tony corrigiu. A empresa não pode ser vendida. A resposta sobre o Marque ainda é não. Não me importo se alguém oferece dez vezes o seu valor. Tony afastou a mão dele.. — Um cento e vinte e seis.. a última vez que olhei. — Não. — Marque? — Sim! Em Pensilvânia. De muitas maneiras ele gostou. — Não. Obrigado. Diga a Tim que eu disse não sobre Marque. Rawlings. Os olhos dela amaciaram quando ela sorriu.sentiu bem. e ela olhou para o seu caminho. Pressionando os lábios juntos. No entanto. — Os olhos dela se iluminaram. A maneira que seu cabelo escuro explodiu em torno de seu rosto. na brisa suave lembrou Tony de Claire. eu aprecio muito de você viajar até aqui para me manter atualizado. Tony tocou levemente o braço dela. Estou feliz em o ajudar a não ser tão solitário. Ele não tinha usado esse tom em quase um ano. Estou feliz em ajudar. Ele pressionou seus lábios juntos e sorriu. — Você foi grande. — Patrícia. — Não me trate como uma criança. Estou bem ciente do caos que criei.... Ela chegou do outro lado da mesa e tocou suavemente a mão dele. a expressão no rosto da assistente dele lavou seu prazer momentâneo. Anthony. — Diga a Tim que eu disse que não.. senhor Bronson fez algumas grandes decisões que mantiveram as Rawlings Industries forte. Marque tem um significado especial para mim. — Mas.

e ele precisa de sua ajuda. eu não preciso voar sempre. os visitantes podem vir no sábado e no domingo. — Bem. Novamente. Eu me perguntei se o iria ajudar entender o que aconteceu. — Por que você ainda pergunta? — Bem. Tony balançou a cabeça em recusa. ele faz um monte de perguntas. É apenas uma viagem de cinco horas. Vandersol deveria saber? — Não. em Dakota do Sul. Quer dizer. — A voz dele se aprofundou. — Brent disse que ele está bem. e eu posso vir aqui mais vezes se você gostaria. Só imaginei. — respondeu Tony. — Não deixe seu passado comigo influenciar sua opinião. não. — Neste momento ainda estou ajudando o Sr.. E as coisas no ano passado? As sobrancelhas de Tony se levantaram. Você sabe muito sobre a empresa. Rawlings. Você não precisa desperdiçar um fim de semana em lugar nenhum.. Vandersol a se familiarizar com Rawlings Industries. — O que você que dizer? — Você estava preocupado com os pacotes e disse que você não queria assustar a Sra. Tony não sabia aonde isso ia. — Os pacotes que você me disse para ter cuidado. aqueles dirigidos a Rawls-Nichols? — O que sobre eles? — Isso é algo que Sr. Toque era limitado para o início e fim de cada visita. — Eu vou. ~ 197 ~ . — Eu nunca pediria isso. — Realmente não se importa que ele trabalhe lá? — Não. Eu li que. Regras estavam a ser seguidas ou o visitante seria banido e o prisioneiro punido. Patrícia encolheu os ombros. então ela foi embora. Eu podia vir e passar a noite. Ela estendeu a mão novamente. os olhos dela vibraram ao colo. Quem lê as regras de visitas. — Se isso é o que você quer. um chefe exigente e uma vida. nos meses mais quentes. Você tem um trabalho.

Tony concordou. Não é exigente quando eu o quero fazer. Eu me preocupo. — Adoro o cheiro da Primavera. Patrícia fechou os olhos e inalou profundamente. — Isto está tudo acabado. — Eu quis dizer o que eu disse. Quando seu tempo havia terminado. E não acho que meu chefe é muito exigente. John não precisa saber sobre isso. e você não precisa se preocupar com isso. Eu não estou exigindo ou pedindo. Anthony. Não se preocupe sobre mim. — Obrigado. ~ 198 ~ . — Mas eu me preocupo. Patrícia tocou sua mão novamente.

Parecia que Catherine não tinha nenhum problema em dizer ao mundo sobre sua história sórdida: no entanto. A ordem de mordaça em seu julgamento foi parte do acordo de Tony. é finalmente o momento para as declarações de abertura do julgamento de Catherine London. Uma vez que o júri tinha convocado e encontrado uma causa provável. no entanto. Embora tecnicamente difamação e calúnia fossem considerados encargos civis. . Eles tinham arquivado desafio após desafio para as provas e as testemunhas. Brent temia o que eles aprenderiam. sem sucesso. a probabilidade de um despedimento foi baixa. Os advogados da Catherine tinham desafiado a cada um deles. Não era apenas a defesa que apresentou uma moção pré- julgamento. Eles tinham solicitado uma mudança de local. Não que não tivesse havido pré-julgamento . a história dela não era só dela. A promotoria entrou com um pedido para uma ordem de mordaça. Courtney. Tony já havia cumprido mais de um ano de sua pena por seus crimes. Ele argumentou que liberando as informações de seu julgamento. afetaria negativamente milhares e milhares de trabalhadores. O advogado de Catherine tinha arquivado quase cada um possível. Emily e John todos se sentaram e se prepararam para escutar o governo apresentar sua declaração de abertura. Em um ponto eles chegaram a tentar retirar as queixas. e os dela estavam finalmente vindo para a luz do tribunal. Parecia que os advogados dela estavam seguindo um manual sobre como atrasar o processo de julgamento e verificando cada caixa quando eles foram. peritos que eram esperados para depor pela acusação. o ~ 199 ~ . afinal de contas. Era.Mark Twain Capítulo dezoito Julho de 2014 Brent Após o que parecia ser uma vida inteira. Não é de admirar que a verdade é mais estranha que a ficção. Havia uma infinidade de testemunhas.tinha. A ficção tem de fazer sentido. sendo parte do seu fundamento em conjunto com seu testemunho contra Catherine a ordem foi concedida. eles fizeram uma tentativa. Quando Brent.

eles tinham feito sua lição de casa. Rapidamente a avaliando. Quando veio a prova. A conversa chegou a um impasse. ele iria definir o cenário para o mais fantástico jogo de vingança e a vingança que Brent já tinha ouvido. sequestro não era mais uma preocupação. Não havia nenhuma evidência em verificar que Catherine tinha sido quem colocou as garrafas de água com veneno na suíte.trabalho de o governo provar o fardo de culpa. Quando que a acusação terminou. No entanto. No olho. após seu desaparecimento e rotulada como evidência. durante as negociações. a história era um romance. e não era ficção. Toda sua pesquisa de Tony conectando ao seu passado tinha sido confiscada pela polícia da cidade de Iowa em 2013. Brent viu que ela tinha perdido peso na prisão e permitiu seu cabelo ficar cinza. Do pouco que Brent sabia do caso. Definitivamente. Originalmente. Foi concedido e agora eram capazes de atender a cada dia do julgamento. a intenção de prejudicar era difícil de provar. ~ 200 ~ . Emily e Claire. O resultado final foi que ela apareceu mais velha e frágil. o procurador usou essa informação para girar uma teia bem fabricada para o júri. Enquanto Catherine admitiu para começara o fogo em sua própria lareira. Catherine parecia ser mais uma avó frágil. Infelizmente. Seu raciocínio era que. ele teria questionado sua veracidade. Catherine foi acusada de matar os pais de Emily. apesar de John e Emily foram trancados no quarto. ele assumiu que Emily e John iam ficar isolados do tribunal. o governo dos EUA decidiu concentrar as acusações de assassinato e deixou cair à tentativa de assassinato de John. o computador de Claire havia sido destruído na lareira da Catherine. quando Catherine foi conduzida à sala de audiência. foi um suspense! A história começou com uma jovem que tinha sido abandonada por sua família. Para a pequena cidade americana. Brent questionou sobre a regra de Tony e quão bem Catherine tinha aprendido isso. que um assassino serial. a propagação do fogo foi considerada acidental. Como o Simmonses e o Vandersols ouviam. Já não havia uma razão por que qualquer um dos Vandersols ser chamado para depor. Portanto. ela tinha guardado todos os documentos em papel. No entanto. Ele esperava que não funcionasse. bem como seu avô. Aparências foram de extrema importância. ela apareceu mais velha que os verdadeiros cinquenta e três anos. Se Brent não soubesse se era verdade. John aplicou para dispensa especial: afinal. Vidas inocentes haviam sido perdidas e outras destruídas em nome da vingança torcida.

Em essência. Tanto quanto o Vandersols e o Simmonses queriam discutir a declaração de abertura da manhã. Não era um bom desejo. ~ 201 ~ . você não o pode mencionar . dizia que era porque Courtney determinou que ela fosse fazer parte da vida da Nichol. advogados. Se Brent tinha que identificar uma razão. a declaração de abertura deve ser curta e concisa. acesso a Claire tinha sido inflexivelmente negado. Na verdade. Brent assistiu os olhos da Courtney brilharem ao convite. eles tentaram manter a conversa longe no processo. Quando eles terminaram seu almoço. O depoimento dele tinha ido por mais de duas e meia horas. Foi uma pergunta não dita. não era apenas a lei e a as pessoas que estavam ouvindo. Se qualquer um deles fosse considerado responsável pelo vazamento de informações. Brent rezou que fosse um sucesso fora do circo. Até então. Courtney concordou. — Sem um piscar de olhos. Mesmo que fosse só o primeiro dia na frente de um júri. os repórteres estavam famintos por notícias. O que achou? John deu de ombros. — Vocês gostariam de vir jantar? Eu acho que eu e a Emily gostaríamos de discutir algumas dessas informações a fundo. Depois do que todos sofreram. Parecia que a concessão de uma ordem de mordaça não fez nada mais do que aguçar o seu apetite. Como regra geral.em tudo. Por toda parte. o restaurante estava assegurando uma multidão de bom almoço. Nenhuma vez pareceram entediados ou desinteressados. Enquanto o sistema judicial ficou em reunião e recesso. Nenhum deles queria isso: a manhã tinha sido apenas o início. eles foram testemunhas a reportar. John perguntou. especialmente com o emprego de John na Rawlings. ele queria a frágil mulher na mesa da frente para ter uma morte solitária em uma cela solitária. funcionários e o público. Não muito longe do Tribunal estava um restaurante popular. Foram ouvidos em cada turno. Quando os dois casais fizeram o seu caminho para o almoço entre a manhã e sessões da tarde. toda a sala estava cheia de orelhas. eles seriam banidos do julgamento restante. os dois casais se tornaram mais perto. — Se um dia a estiver vendo. No ano passado. Eu espero que eles possam parecer verdadeiros. advogado para advogado. adicionando sob sua respiração. mas Courtney tinha sido dado as regras básicas. Brent olhou para John e levantou suas sobrancelhas. Brent assistiu ao júri. mas parece muito improvável. Isso foi frequentado por juízes. — Claire tinha mencionado alguns fatos há anos. mas foi a que ele nutria. Emily assentiu.

qualquer que seja. Ah. Nos deixe saber o que podemos levar. Isso foi o processo de Yankton — apenas era. — Courtney disse. Ela trabalhou toda a sua vida como uma serva. migraram com os outros visitantes na sala de visitas. - não até ele fez primeiro. — Espero que estejam prontos para um show. Nos dê um pouco de tempo para parar em casa depois de descansar deste dia. os ricos têm outros nomes. — Ele baixou a voz dele. mas toda a rotina se tornou normal. Ela trabalhava e trabalhava. Sabendo que sua esposa estava sempre disposta a fazer o que fosse preciso para chegar perto da Nichol..... — Ridículo! Rebuscada! Ficção! — O advogado de Catherine começou. Apesar de ter sido um pé no saco. O detector de metais parecia menos invasivo. Como muitos de vocês têm alguém que pega depois que você gerencia sua casa e garantiu que o jantar está na mesa? Catherine London fez isso por três gerações da mesma família. Algumas apareceram confiantes. Foi só. então vamos estar lá. eles chegaram à prisão. porque isso é exatamente o que o governo quer te dar. e se sentaram em silêncio. Não é que eles agora gostavam. eles assistiram as outras pessoas. Quando eles encontraram seu caminho para lugares. Brent achou estranho que só há um ano este tinha sido um processo difícil e desconfortável. Sendo muito cedo para os prisioneiros. Em vez de ter a seus pertences. ela não traiu seu empregador. — O promotor me tinha totalmente encantada. Basta olhar para a minha cliente. Final de Agosto de 2015 Brent e Courtney conheciam a rotina em Yankton. não era mais problemático para entrar no vidro cúbico. empregada. — Ela tem testemunhado coisas que ninguém deveria testemunhar. Brent equiparou ao sistema de segurança do aeroporto. ~ 202 ~ . levantar os braços e permitir que a máquina fazer a varredura de todo o seu corpo. — Isso parece bom. Brent disse. era mais fácil carregar somente os itens autorizados para a sala de visita. capitalizando o advogado anterior com dom para o dramático. enquanto os outros olhavam para os lados. imaginando o que aconteceria depois. dona de casa. Não tinha ideia que ele tinha falado por tanto tempo. Mas ainda assim. Os guardas e as perguntas pareciam menos subjetivos. Não. Com apenas suas chaves e identificações.

Seus sapatos pretos com sola macia criaram um som abafado quando os visitantes se calaram. — Eu já vi. Tony estendeu a mão. Tenha em mente que não era negativa contra você. Os jornalistas estão. seu coração doía ao ver seu amigo como o anterior. Brent inalou. — É tão simpático da parte deles para soletrar toda conexão Wall Street entre mim e Nathaniel. — Estou bem. — Não é ótimo? — Tony perguntou. O céu ameaçador da Dakota do Sul e previsão de tempestades severas os tinham presos dentro de casa. eles tinham discutido como foi bom visitar lá fora. — Como está? —ela perguntou na voz carinhosa dela. quer dizer. Brent viu Tony. — Eu prefiro evitar qualquer publicidade. do lado oposto de onde eles próprios tinham entrado. o que foi? Cinco sentenças de vida na prisão. era evidente que não estava acontecendo. Tony assentiu com a cabeça. Havia um artigo no jornal da manhã. ele estava andando com confiança com seu passo familiar. — Brent ofereceu. eles fizeram um grande ponto fora como Rawlings Industries foi cuidadosamente analisada e saiu limpinho. No caminho. mas ela finalmente recebe o nome do ~ 203 ~ . — Eles estão adicionando Rawls para o nome dela. Courtney estava fora de seu assento e envolvendo Tony num abraço rápido e amigável. — Temos notícias. agora. — Courtney adicionou. — Ele revirou os olhos. mas antes de Brent poderia balançar. Eles estavam vestidos em suas camisas e calças. Em um instante. Apesar de que era verão e pela manhã a temperatura era propícia. sua marcha alterou. — Eu esperava que não tivesse visto ainda. Já não se misturar nas massas com sua cabeça ligeiramente inclinada e passos baralhados. Perto do meio do bloco. — Ela vai passar. Embora o último fizesse Brent sorrir. ele e Courtney assistiram quando os detentos entraram pela porta norte do edifício. especialmente qualquer conectada a Catherine. pesquisando. Não muito tempo depois de 10h00min. Os reclusos digitalizaram a multidão de cílios velados. sua altura lhe entregando e notou como uma vez que Tony viu seus amigos. Por uma questão de fato. à espera de seus entes queridos. Como vai você? Brent apertou a mão de Tony antes que ele tomou seu lugar necessário.

— Bem. — Droga. — Pense em todas as vidas que poderiam ter sido poupadas se eles apenas tivessem dado essa honra há anos. ela engatilhou a cabeça para o lado e perguntou. É assim que você é e sempre será. eu estou. — Brent ofereceu. como se já não tivesse visto em algum tempo. Eu acho que sinto falta disso. Obrigado. — Não posso dizer quanto suas cartas significaram para mim. — O que é? O que só pensou? Tony abanou a cabeça. estou feliz por o fazer. — Courtney disse. eu sou tão fácil de ler? Eu não costumava ser. — O quê? — Isso é estúpido. Ha! —Tony forçou a rir. eu suponho. — E eu poderia ficar louco. Quando Tony sorria em sua direção. — Dela. — Você tem muita coisa para se orgulhar. Você deve estar orgulhoso. — Não por mais trinta e quatro meses. Tony. Seus olhos escuros ficaram nebulosos. Eu queria saber se eu deveria continuar a escrever para você em sua casa ou se eu deveria enviar suas cartas à sua caixa postal em Chicago? ~ 204 ~ . — Acabou. — mas me deixe o lembrar. — Ele pausou e olhou para Courtney. — Brent disse. — Não diga isso. Há sempre uma possibilidade que poderia ser menos. — Claro.meu avô de volta. — Seu olhar fixou na Courtney. Está tudo acabado. — o que mais sente falta? O que podemos fazer para melhorar isso? Embora a expressão dele não mudasse. — Obrigado. Nichol é linda. — Eu não posso imaginar não ter as visitas ou suas cartas. — ela disse. Courtney estendeu a mão e tocou a mão de Tony. Obrigado pelo seu tempo. você vai subir para revisão em menos de um ano e depois a cada seis meses. e poderia ser mais. Brent viu uma centelha de algo nos olhos de Tony: um reconhecimento ou conexão. Tony. especialmente as fotos. mas aqui ninguém me chama assim. enfatizando o nome dele. — Sei que estou aqui hoje como um amigo. não o seu advogado.

. Courtney inalou. A centelha de entendimento acendeu uma chama por trás de seus olhos e ~ 205 ~ . — Eu provavelmente teria estado.. tentando abafar seus gritos. Tony. mas não agora. Só me prometa que você não estará perturbado com Claire.. e este lugar é melhor do que onde ela estava. — Alguém me diga o que está acontecendo. Tony inclinou para trás.. Não sabia como isso era horrível. Acho que é hora de ser sincero com você. Mas não consegui. — a voz dela sumiu quando ela baixou o rosto dela. estou feliz.. Obrigado por ser J. Courtney. Não só eu não estou chateado. o que você escreveu para ela na prisão? —Era como se eles assistiram a fonte de luz se iluminar.. e a Claire. Voltando ao Tony. — V-você não está chateado? —Courtney perguntou. A temperatura da sala aumentou exponencialmente. mas não consegui. As sobrancelhas de Tony uniram. — ela se virou para Brent —.. Brent e Tony tinham chegado tão longe. Brent se virou para a esposa dele e vi quando a cor drenou das bochechas da Courtney.. quase triste. Enquanto Brent atingiu pela mão da Courtney. quando Courtney tentou permanecer composta. — Caixa postal? — ele perguntou. conectados como nunca antes. Foi certo deixar decepção entre amigos? Ou a verdade iria finalmente separar o que tinha sido solidificado? — Não vou mentir para você.. — Eu sabia sobre isso. Tony abanou a cabeça. Brent continuou. — Obrigado. ele continuou seu questionamento. Realmente sentia como se os dois eram amigos. Eu falhei com ela então. Estou tão feliz que você a ajudou.. — Eu nunca quis mentir para você. Eu não sabia o nome que ela usou ou onde era o endereço. — O que você está falando? O tom de Tony era suave. Inalando. ele viu a pergunta nos olhos azuis da esposa.. ou um de vocês.. — Brent confessou. mas eu sabia e apoiei a Courtney. Findes. Lágrimas caíram de seus olhos. — O que você está falando? Por que eu ficaria chateado com a Claire. — Brent exigiu em um tom moderado. — Você veio limpo com a gente.

Não estou chateado. Meu Deus. Foi por ela. — Você merece. ~ 206 ~ . Olhos de Tony se arregalaram. você não está. seus olhos estavam vermelhos.. a petição. — Quem me dera que pudesse. — Não — Não. só por favor. o dinheiro. ao libertar Claire.. Há dois anos. Você é quem a libertou. – de inicio. para nós.. Você já tem. você merece. — Não era contra você. Tony engoliu. Brent se inclinou para frente e falou mais calmo. De primeira Tony apenas balançou a cabeça. — Estamos bem. mas as coisas são diferentes.. Courtney abanou a cabeça. Mas se você pode.. O sorriso de Tony se transformou em um sorriso completo. — Ele zombou. Estou em dívida com você. — Foi você. — Ele aumentou o seu sorriso. se existe é uma possibilidade de a salvar de novo. faça. e não entendo o que aconteceu com ela. Seus olhos castanhos suaves foram delimitados em vermelho. ela não sabia. Uma vez que ela soube. — Eu teria estado – inferno. por a salvar. — Falei com Phil. O que você fez. eu acho. — disse Brent. ele disse. — US $100. eu poderia ter ficado irado. Courtney não estava nem tentando esconder as lágrimas. Acho que eu mereci. — Tive alguns aumentos nos últimos dois anos. a única razão que ela escondeu isso de você foi por nós. — Desta vez foi ele a desviar o olhar. Não importa quem você tem que enganar. meu homem. Tony estendeu a mão e cobriu a mão da Courtney com a dele. você me devolveu minha vida.. questionando. quando ele voltou. — Tony.. — Obrigado. — E você não vai nos pagar de volta.. — Tenho uma notícia que você ainda não sabe.. Com o seu famoso sorriso..000.a voz de Tony inundou com emoção... — Quero te abraçar tanto. — Tony? — Courtney implorou. Eu entendo. eu estava. no entanto. para Nichol.

Descubra o que eles precisam. — O quê? — Amber McCoy foi acusada em conexão com a morte de Simon Johnson. As nuvens sobre olhos escuros de Tony mostraram seu processamento. — Quero a ajudar. esse tipo de merda torna vulnerável. Não importa como Amber e Harry mentiram para Claire. — Tony interrompeu. Como você sabe. Courtney sorriu. Brent deu de ombros. ela se importava com o Simon e aquela empresa. ~ 207 ~ . — Brent lhe garantiu. — Eu realmente não sei. só que não havia provas suficientes para a queixa. Achei o NTSB não encontrou sinais de fraude. — O que está acontecendo com a SiJo? —Tony perguntou. — Eu não entendo. — Vou chamar o Tim assim que partirmos. — O que? Você quer comprá-la? Poderia ir sob o guarda-chuva de Shedis-tics- — Não. — Diga a Tim para investigar imediatamente. — Eles ainda não lançaram mais alguma informação.

Ao Inalar profundamente. Lamento que tudo isto esteja acontecendo. . Harry conseguiu dizer. mas a verdade. se você a deixar saber que você está nisso. — Você está certo.Aishwarya Rai Bachchan Capítulo dezenove Algumas semanas mais cedo – meados de agosto de 2015 Harry Harry viu por trás do vidro. Williams esticou para o braço para ele. Eu sei que você vai saber o que dizer. Harry balançou a cabeça. — Você fez a coisa certa. sem ser visto por sua irmã ou o oficial do Califórnia Bureau of Investigation. — É a sua chamada. tem sempre razão. Era o mesmo escritório que agora estava questionando sua própria irmã em relação à morte sem sentido de Simon Johnson. Mas se lembre.. Ele era um maldito agente do FBI. Foi a mesma divisão onde Harry tinha começado sua carreira na aplicação da lei. Confesso e lhe digo que sou o único que. a lei. Minha família é a minha força e minha fraqueza. enlouquecendo. Ela não sabe que estou aqui. — Ele não conseguiu terminar a frase. É claro que não parece neste momento. o ponto de contato foi reconfortante. Está na sala de espera. As palavras não estavam formando sem emoção.a mesma mesa que alimentava seu desejo de justiça. — SAC? Não sei como fazer isso.. filho. No meio do tumulto. O homem mais velho tinha sido tanto pai de Harry como seu padrasto e mais de um pai que o homem que o ajudou a criar. — Ele virou seus olhos azuis tristes com o seu supervisor. . — Já falou com ela? — Não eu tenho milhares de textos e mensagens de voz da Liz. chorar não fazia parte do trabalho. Sei que talvez não pareça neste momento. SAC Williams deu um tapinha nas costas Harry. — Sinto muito. ~ 208 ~ .

Harry suspirou. Assim que cheguei aqui. Isso teria sido melhor para ele? Para sua família? Harry tinha ficado acordado à noite pensando exatamente isso. Isso tudo foi antes de me mudar de volta para a Califórnia. — Harry deu de ombros. filho. Você não desenterrou os registros de texto ou interrogou as testemunhas. Johnson. porque ele tinha desligado o som. —. eles estavam definitivamente ~ 209 ~ . Harry se virou para a janela e limpou os olhos dele.. mas ela só precisa parar! — Então vá ser um irmão: um irmão que também é um agente. Ela era sua namorada na faculdade . Ele não podia ouvir o que diziam. — Eu sou aquele que a colocou em seu radar. Ela matou Simon Johnson. mas ele podia dizer pela expressão da sua irmã que ela estava pedindo sua inocência.. — Um fogo por vez. Pense no Sr. — Pense em seu amigo. e mencionar Ilona. Foi uma daquelas coisas que você diz de passagem. Rawlings? — Ele mencionou. Harry girou em seus calcanhares. Ele ficava chateado com Amber e mencionava Claire. por um tempo. É por isso que ele e a Amber eram tão perfeitos.não foi você quem seguiu a trilha do telefone... — Não posso testemunhar a nada disso. Ele riscou a dedicar sua energia ao seu trabalho. É o que ele disse e ela disse. Eles eram amigos antes que eles se tornaram uma dupla. mas não muito. — Ele balançou a cabeça. — Nada! Ela não pode fazer nada para melhorar.. Eles se conheceram na Shedis-tiques e ela o seguiu para ajudar com SiJo. Diga a ela o que ela pode fazer para tornar melhor. Quero dizer. Sem mim. Como poderia estar aqui em San Francisco e passar tempo com eles e não saber? — Simon nunca mencionou a Sra. — Não consigo imaginar os Johnsons.no primeiro ano! Isso foi há muito tempo. Eles vão ficar devastados... Eu não sei se Simon nem a viu como namorada potencial. — Ela precisa parar. Eu ia brigar com Liz sobre algo. e vai voltar para Claire. eles ainda pensam em Amber como uma filha. Sei que nós temos a evidência. ela nunca teria sido descoberta. Como é que tudo volta para Claire? A obsessão de Simon foi que tanto irritou Amber.. Me lembro de pensar que era estranho que ele tinha ficado tanto tempo sem alguém sério em sua vida. Você não pode levar toda a culpa.

Pode segurar para mim enquanto eu entro lá? Os lábios de Williams se contorceram em um pequeno sorriso.. Não há provas . — Ele voltou para a janela. sua expressão se transformou a necessidade. Estão dizendo que eu estava envolvida na morte de Simon e o ataque em você. — Olhos de Harry se arregalaram. ele parecia totalmente dedicado a Amber.. — Sim. ela levantou. para mim. Além de uma menção aqui e ali de Claire. Estão dizendo coisas que não fazem sentido. Por favor. Harry deu Williams SAC seu telefone.. deixando Amber sozinha na mesa de metal. Harry envolveu seus braços ao redor dela. abraçando seus ombros tremendo. — ela estendeu para ele. Em uma entrevista com a CBI. ela mencionou que o Sr. Instantaneamente. ele disse. Quando Harry abriu a porta. — Elas todas precisam se calar. — Aqui. — Você quer que eu segure o seu telefone explodindo? Harry sorriu.. obrigado. A cabeça de Harry apertou ligeiramente de lado a lado. — Então você não sabia que ele tinha ido por todo o país para a ver? Harry balançou a cabeça. permitindo que seu cabelo loiro demasiado longo cair em seus olhos. — O que mais a Liz sabe? — Se você está perguntando se nós pensamos que ela sabia que sua irmã alegadamente envenenou Sr. Matherly sabia. Ela alegou que sua preocupação era a única fonte de discórdia que ela já tinha testemunhado entre os dois. Johnson tinha uma obsessão com uma pessoa de seu passado e que a menina McCoy estava chateada. Johnson. e os olhos cheios de lágrimas olharam diretamente para ele.. Harry. a tempo de ver o agente sair da sala. — Nós nunca conversamos sobre isso. me diga o que você sabe que eu não faria isso. —. Empurrando os cachos indisciplinados. por favor. Caminhando em direção à irmã dele.juntos. não sabemos.neste momento . — Sra. a cabeça de Amber bateu para cima. Ele lutou com suas próprias emoções quando suas lágrimas umedeceram o ~ 210 ~ . — Graças a Deus. Você precisa me ajudar.sugerindo isso.. a coisa vai explodir se eu receber outra mensagem da Liz.

Você parece delirante.. — A raiva virou-se para a tristeza.. Eu amei o Simon.. — Emily disse que ela está com problemas. pare de falar. Ela conseguiu o matar. não é? Ela tem algum tipo de poder sobre os homens. De repente. você sabe. — Ou estão vendo? —Ela caminhou até o vidro escurecido e voltou. não foi? — Sim.. Você precisa saber o que ela é capaz de fazer. Quero dizer não é sua aparência e definitivamente não os miolos dela. os olhos dela se abriram. Aposto que ela descobriu que Simon e eu estávamos noivos.. — Você precisa de um advogado. — Por que. — Eu sei que você é! Você pode me ajudar. e ela tentou. ele a ajudou a se sentar novamente e se sentou em frente ela. Faça isso tudo parar. — Seus olhos se arregalaram. Ela tentou matar Rawlings. Você não sabe como é ter alguém que você ama disposto a viajar por todo o país para uma última chance com uma mulher que ele não tinha nem falado há anos! Anos! — Pare.. — Aposto que é a vadia de Claire Nichols! Ela está dizendo essas coisas sobre mim! Não é o suficiente para ela ter seu recluso bilionário e você.. — Amber. — Ela não disse nada a ninguém. Depois de um momento... mas por quê? Por que acham mesmo que eu iria. Eu te amo! Eu nunca faria nada para machucar... ~ 211 ~ .algodão da camisa. Pare de falar com eles ou até mesmo comigo. Estou avisando para parar de falar e arranjar um advogado. Os olhos dela se estreitaram. girando até que ela enfrentou a janela. não tentou. — Você está aqui como meu irmão ou um agente? — Sou os dois. mas estou aqui agora. —. Harry interrompeu. Eu sou um agente. — Não! — ela levantou. Descubra quem está dizendo essas coisas desprezíveis. — Não! Eu não vou parar. Bem. — Harry disse calmamente. eles leram os seus direitos. ela é louca se pensa que ela pode dizer ao mundo mentiras sobre mim! — Amber.. mas ela não deixava Simon ir também. — as palavras dela se desvaneceram em lágrimas. — Você não sabe. como seu irmão. Harry? Vai falar pra eles que eu digo? —Ela olhou ao redor. Tudo o que disser pode ser usado contra você. Inferno.. Eu não entendo..

filho. Tenho uma empresa inteira ao meu dispor. Eu sou inocente. Tomando uma respiração profunda. — ela disse presunçosamente. que ele ficou parado e observou enquanto Liz passeava em uma pequena área perto do canto da sala. querendo que tocasse. assistentes. ela perguntou. Williams assentiu com a cabeça. Cale a boca! Estou trazendo a Liz e um dos seus muitos advogados aqui. Em vez de sair para Liz. E eu vou chamar a mãe e a Sra. Me desculpe que eu não te avisei. — Liz? —ele perguntou. Cala a boca! Amber cruzou os braços sobre o peito. Ela estava segurando o telefone com uma mão. caindo em uma das cadeiras vazias. Sua angústia implodiu quando ela correu para Harry. Harry levantou. Rawlings bateu a m. ~ 212 ~ . Harry se virou e disse.. apertado seus lábios juntos e continuou a olhar feio quando Harry saiu da sala. Finalmente. Você é tão idiota? Você está em uma sala de interrogatório maldita. Entretanto. Ele embrulhou em seus braços e sussurrou em seu cabelo. ela chorou. Finalmente. — Você deu um bom Conselho. — Eu preciso trazer aquele advogado. Williams abriu. contabilistas. — O que está acontecendo? Estou tão feliz que você finalmente está aqui. Uma vez. O FBI estúpido não vai conseguir nada para me deter. e tinha o outro braço envolto em torno de seu estômago. — Eu tenho advogados. Harry bateu na porta para a sala de observação. Você não quer que nenhuma delas ouça sobre isso de um relatório de notícia. — Pare com isso! Agora! Se cala porra e ouça a si mesma. e Harry entrou. Se arremessando contra o peito duro. — Williams entregou Harry seu telefone vibrando. Não tinha meu telefone comigo. Você não ficaria chateado? Quero dizer. quem vai para vários eventos e então nem fala com ela? Ha! Adorei ler esse livro. ele andou pelos corredores lotados em direção à sala de espera. Williams se sentou ao lado dele onde ficaram — em silencio — de minutos em minutos. evitando contato visual com todos que ele passou. Claro que fiquei chateada quando descobri que o Simon estava indo por todo o país maldito tentando levantar seu fracote nervo a falar com aquela vadia.. Johnson. — Eu tenho advogados. — Eu estive aqui. Espero que depois que Simon falou com ela. Você não a pode fazer aceitar.

— Eu amo a sua teimosia. você sabe que a Amber não faria o que estão dizendo- Ele colocou seu dedo sobre os lábios. ~ 213 ~ . — Eles estão a caminho. — Liz. Tomando seu rosto nas mãos dele. e você. — Eles não a podem acusar de nada. Por favor. Quando eles se sentaram nas cadeiras de plástico e esperaram. Bem. Eu não a vou deixar. — Casa? Não a posso deixar. mas depois vamos embora. Traga alguém do jurídico aqui imediatamente. Ligue para a relações públicas e os leve a executar algum tipo de manobra defensiva. ou não posso? — Ambos. ele fechou a lacuna. Ela plantou os pés dela. — Eu estou. ligue para SiJo. Quando ela terminou.. Vamos para casa. podemos esperar até que o advogado chegue. Liz levantou um dedo enquanto ela falava em seu telefone. — Você não quer que eu a veja. e ela é minha chefe. Amber precisa ser forte. — SiJo? Você está preocupado com a SiJo? E o Amber? Você é um agente do FBI. Harry forçou um sorriso e colocou um beijo na testa dela. quando Liz balançou a cabeça para frente e para trás. exaustão como Harry nunca tinha sentido antes preencheu seu ser.. mas você não pode. Ela é minha melhor amiga. — Pare de falar sobre isso. — Harry. Estamos em uma delegacia de polícia. Ele precisava ligar para a mãe de Simon. — Sua indignação saiu com cada palavra. Ele precisava chamar sua mãe. mas olhou de volta. — disse Harry. Ela jamais. Liz levantou o telefone dela. Isso não será bom para SiJo. Não podemos fazer nada mais aqui. mas agora não é hora. - faça algo para a ajudar. Ela precisa de representação legal antes dela dizer algo que ela não pode retirar. Ela olhou para cima. Você e a Amber precisam parar de falar. ela olhou para Harry. A posso ver? Você a viu? — Eu a vi. — Você já estava aqui? Por quê? Quanto tempo? O que está acontecendo? — Amber precisa de um advogado - — Não! Isso é ridículo. — Eles já fizeram.

mais para trás do que isso.. ~ 214 ~ . Harry fechou os olhos e apertou o ombro da Liz. porém. Ele queria voltar no tempo para quando Simon estava vivo. Harry queria subir na sua cama e não sair por dias.. e tentar esquecer... Ele quis fingir que estava tudo bem. Seria tão fácil reclinar a cabeça na dela. Ela estava com a cabeça descansando contra ele. não. Nada disso.Ele precisava de um relatório sobre o não interrogatório dele. foi o que ele queria fazer. para quando Ilona disse que ela estava grávida.

— afirmou Tony. quando ele sair desse buraco. ele estava mais que disposto a fazer isso. Não parecia importar quantas vezes ele disse que ele odiava as perguntas. — Você não vive em Iowa? — Eu vivo em Iowa. isso era tudo o que Jim parecia saber fazer. quando ele olhava para fora do grande painel de vidro no escritório de Jim. — Não. — Você sempre odiou inverno? Tony olhou. O amor é uma disposição para sacrificar. Isso. — Tony respondeu. gesticulando com o braço. Amor não é um sentimento de felicidade. então você vivia em Iowa e nunca notou o inverno? Tony se voltou para o terreno coberto de neve. mas se Claire queria ajuda nos jardins. — não é vida. mas eu sempre estava tão ocupado que nunca prestei atenção. — Tudo bem. Foi uma conversa? Foi a terapia. eu não odiava. As flores coloridas que ele tinha ajudado a plantar e a grama verde que ele tinha ajudado a plantar agora estavam cobertas de um espesso manto branco. diferente de quando ele tinha visitantes. ele provavelmente nunca iria cortar uma folha de grama também. O exagerado som do pigarro de Jim lembrou Tony sobre sua conversa. Porra. ~ 215 ~ . foi a coisa mais próxima que ele tinha tido a conversa. ele jurou que nunca iria elevar outra pá de neve. Eu nunca notei. Ele observou quando as calçadas que ele tinha limpado apenas há algumas horas seguravam uma polegada ou dois de novo acúmulo. . Honestamente. — ele disse. — Há neve e essas merdas. — Iowa tem inverno. Jim sorriu.Michael Novak Capítulo vinte Dezembro de 2015 Tony — Odeio o inverno. mas nos últimos dezoito meses.

— Anthony. eu descobri onde ela deixou o quintal todos os dias. — Honestidade. Enquanto eles ficassem longe da merda do livro maldito e se concentraram na sua segunda chance. — Era mais fácil falar sobre ela do que costumava ser. — Como se sentiu sobre ela estar fora todo o dia? — Eu não gostei. No início. Isso era apenas meu conhecimento real do que estava detrás das árvores. Claire veio para a propriedade? Tony suspirou e começou de novo. — Me diga o que você e ela fariam fora. — Ela gostava de caminhar no bosque. ~ 216 ~ . — Eu vivi lá por cerca de quinze anos antes de ter trazido a Claire para a propriedade. Era o mesmo lugar. — Eu nunca me aventurava fora para a floresta. ela começou a sair para a floresta. enquanto eu estava fora da cidade. Depois. Eu sabia que ela gostava de ficar do lado de fora. mas a vida era triste e Yankton era uma merda. eu não conseguia entender por que ela não estava lá.Passei a maior parte do meu tempo trabalhando ou viajando. — Não até Claire. — Jim interrompido.. mas eu não podia ver onde ela foi. pode ser ao pensar sobre Claire. eu tinha pesquisado a terra de um helicóptero. Vivi lá por cerca de quinze anos antes de ela vir para a propriedade. Temos hectares e hectares de terras cobertas por árvores. Uma vez. — Como isso fez você se sentir. Se ele ia estar para baixo de qualquer maneira. não por horas. caminhou até a cadeira e se sentou. de não saber onde ela estava? — Pare de me perguntar isso! Eu estou falando. — Então você não passava muito tempo lá fora? Tony deu de ombros. O clima era irrelevante. Tony realmente apreciava os passeios pela memória. Estava viajando e quando eu iria verificar a vigilância alimentar da suíte dela. Depois que eu tinha comprado. Eu não queria.. fiquei confuso. Tudo o que podia fazer é ir para frente até que ela voltou. O sorriso foi bom. Vou responder a sua pergunta sobre estar do lado de fora. Tony fechou os olhos quando as bochechas subiram. — Ele abriu os olhos para ver o Jim a acenar. Claro. o fizeram triste. Liguei e disseram que ela estava andando. mas pelo dia todo.

— É por isso que não vou vender a propriedade. — ele acrescentou com um sorriso fingido. eu estava chateado. Tenho mais nada para fazer aqui.. caminhou mais perto e se inclinou contra a parede. Há uma estrada sobre mais de um quilômetro a oeste do lago.. — Mas não de verdade. árvores. Tony deslocou em sua cadeira e soltou um suspiro exasperado.. E se ela continuasse andando e fosse para a estrada? —Ele olhou novamente para Jim e encolheu os ombros. — Ele enfatizou. eu vou demolir.. insetos e animais. Acredito que você pode executar várias tarefas. — Eu a quero extinguida. — Desta vez o seu sorriso era real. ~ 217 ~ . — Garanto que já pensei nisso. — Não. já discutimos isso. Eu pensei sobre isso até que eu não quero mais pensar. Ela estava tão animada. ela me levou lá. Diferente de uma pintura. E eu estava feliz que ela era honesta comigo. A primeira vez foi durante uma tempestade de neve. Você não está no frame certo da mente para fazer esse tipo de decisão. até que eu cheguei em casa e a questionei. mas Tony falou sobre ele.. também. — Eu te disse. — Jim começou a falar. Nem sabia que ela estava no lago. Ela falou sobre as flores. Ela foi embora o dia todo. — Mais tarde. — E você consegue o que quer. — Quando não sabia onde ela estava. — Você é um homem inteligente. Ela adora muito aquele lago e os arredores. — Você está me dizendo que não posso ter minha própria casa demolida? Jim levantou. depois que nos casamos. Senti frio. Fomos no verão. e eu estava preocupado. — O que você vai fazer sobre a sua casa. falando sobre a maneira como tudo parecia no verão. Chegamos lá de esqui cross-country. Tony levantou novamente e caminhou até a janela. tudo pode ir. do que pensar. eu estou sugerindo que você espere e pense nisso.. Eu nunca tinha percebido tudo isso estava fora de minha porta. e alguns itens pessoais. Tente responder as duas perguntas ao mesmo tempo. — Costumava. — Eu estava preocupado que ela poderia tentar ir embora. — Anthony. — Mas ela não foi.

você não será o homem que você é aqui: você também não vai ser o homem que você era antes. — Por que acha que a prisão a deixou mais ousada? Tony correu a mão pelo cabelo dele. Caramba. a maioria não ficaria tanto tempo. A demolição de sua casa é uma maneira de se livrar do passado. depois que eu sair. Ela era outra coisa. Não quero que tudo vá embora. Jim assentiu com a cabeça. — Como ela era antes de você a sequestrar? Tony olhou... Não é assim tão fácil. — Ser complacente e aguentando a merda aqui não significa que fiz progressos. Ela era muita corajosa. Eu vejo. — Você fez progressos. — Como a prisão mudou Claire? Tony não podia evitar o sorriso. mas pretendo ser assim novamente. Isso significa que não tenho escolha. Eu te avisei. — ele disse relembrando. Diabos. — Sim.só uma parte. Eu não posso. Tony girou em direção a ele. mesmo que você não vê. Quando você está fora daqui. — Prisão te fez mais ousado? A faísca deixou seus olhos escuros. . — Pense Anthony: quantas vezes Claire esteve na prisão? Em que tempo mudou mais? A personalidade que você gostou tanto pode ser sua verdadeira personalidade. — Isso fez dela ousada e atrevida. Nunca tive ninguém falando comigo da m. — Eu a amava retrucando. Se fosse. Não vou ser essa pessoa quando eu sair daqui. — Eu sei que o passado não vai embora. — Tenho a certeza que planejo isso. — Eu concordo com você. — Eu diria que não. — Fez? — Jim perguntou. não é o que você experimentou após que você a sequestrou? ~ 218 ~ . — Anthony. você está agarrando em qualquer coisa para lhe dar um senso de controle. dificilmente haveria uma casa que ficou por mais de dez anos. — Porque fez.

— Eu estou bem irritado com a neve que caiu. Ela era diferente da primeira vez que veio. beneficio número um. Talvez você esteja falando sobre o meu trabalho aqui? — Ele inclina a cabeça em direção à janela. - foi trazida para a mansão. — Os olhos dele mudaram de maçante a brilhante. — Gostei do controle. — Me diga uma vantagem de estar aqui. mas não posso ver as ações como antes. onde eu vivo. Quero dizer que há uma abundância de repetição criminosa. — É como aqui. — E se ela não o fez. ou outra coisa. Tony deu de ombros. ~ 219 ~ . — Tudo bem. — Você tem. — Então. — Outra coisa? — Existem consequências. Deve haver algo que seja atraente. menos estresse. Na época era o que eu pensei que eu queria. mas é um bom começo. — Mas não tanto como eu gostei dela mais tarde. — Tony corrigido. Este lugar tem muitos outros stress. — Anthony. não estou envolvido com as decisões do dia a dia. ela até disse que eu queria. Você faz o que deveria fazer. — Menos stress do trabalho. mas você pode ver quão semelhantes são as situações? — Não gosto de pensar nisso. Jim deu de ombros. — Tony suspirou. — Eu não porra sei. comida e abrigo. seja mais específico. o que você precisa fazer. Como o estresse do seu trabalho foi? — Que porra de stress do trabalho? Tim e Patrícia me mantêm informado. — Se você vai lá. Tive aquela calçada de merda limpa. — Não existe um benefício para estar aqui. me de dois desses estressores neste lugar. Beneficio número dois. eu sei que ler o livro de Meredith Banks foi difícil para você. Tony abafou uma risada. Acho que eu sabia que ela estava se comportando assim porque eu queria. Diabos. — Algumas pessoas podem discordar. — O que? Um teto sobre sua cabeça e três refeições por dia? Eu tenho isso em casa em Iowa. em Yankton.

Eu odeio isso e dizerem o que fazer e quando fazer. e eu já dei as ordens. Quero que seja no aeroporto. — Então o que mudou? E se poderia voltar. — Interessante. — Tony ouviu Brent. Nada. e a próxima pessoa que o iria usar estava a apenas alguns metros de distância. — A droga da contagem. O choque na voz de Brent veio através da linha. Primavera de 2016 A mandíbula de Tony cerrou quando ele esperou por Brent atender seu telefone. Quão difícil à porra da maldita privacidade? — Sim. — Tony. — Então o que faria você voltar aqui? Tony enquadrou seus ombros. — Nada. vou aceitar a cobrança. ainda obter os benefícios. Ah e não faça nada precipitado em relação a sua casa. sempre estariam aqui. nenhum de seus tão chamados benefícios supera isso. — É mesmo? Por quê? — As contagens. Tony não precisa pensar em sua resposta. — O-o que diabos? Tony. A casa vai. Tony assentiu com a cabeça. Entre este momento fica na próxima vez. Não uma coisa. você está pensando em linha reta? ~ 220 ~ . — Eu vou pensar sobre isso. Tony só tinha uma pequena janela de tempo para usar o telefone. — Jim voltou para sua cadeira e inclinado para trás. — Acho que nosso tempo acabou e você tem uma contagem em menos de dez minutos. Ainda lembraria. a deixe pegar as coisas no Rawlings e a escolte fora da propriedade. a merda. mas os estresses foram menores? — Não estou interessado. está tudo bem? Por que você está ligando? — Quero que Patrícia seja despedida. pense sobre esta conversa.

ela quase me deixou em apuros. me deu uma visão muito boa do decote baixo em sua blusa e me beijou! Quando Tony parou de falar. Merda. quando a campainha soou para a hora de visitas terminarem. Eles têm regras aqui. não foi Brent que respondeu. estaríamos juntos. ou acho que eu não estava prestando atenção. melhor do que Claire. Sobre como perdi. Não se preocupe. Tia Cort nunca vai deixar. eu meio que percebi. Ela nunca deixaria o marido e a filha. Ela disse que ela poderia cuidar da Nichol como uma mãe. Tony. Não estou fudido ou morto. mas ela começou a dizer como ela entende. eu pensei que se eu a ignorasse. ela teve isso certo. vir visitar mais vezes.. Patrícia me acompanhou para alguns passeios. mas Courtney. Ela está voando para Iowa no jato Rawlings agora. Eu estava porra querendo a levar longe de mim. Ela falou sobre isso e como ela desejava que eu nunca tivesse conhecido Claire . Ela disse que ela nunca faria isso. — Importa me informar sobre o que aconteceu? — Sou um homem. — Ela porra fez um movimento em mim. — Sim. ~ 221 ~ . — Não é um problema. Ela engasgou e disse.se eu não tivesse. o que isso tem a ver com a Patrícia? — Isso vem acontecendo há algum tempo. não há nenhuma maneira que ela está a ficar em qualquer lugar perto da Nichol. Era geralmente de última hora. mas eu realmente não percebi. mas não para ela! Anos atrás. Então. Então ela começou a falar sobre a Nichol e como a Claire estava muito doente para cuidar dela. Ela sabia que eu estava chateado.. Estou solitário e frustrado. Quando eu fiz. Ela tem dito coisas sobre querer me ajudar. acredito que Claire vai melhorar. eu estou pensando direito. — Você está no viva-voz. — disse Brent. Estou tão zangado que mal vejo direto. mas não me importo com o que diz Roach. Estou atrás de você cem por cento. Tenho cerca de trinta segundos sobrando desta ligação. Bem. — O que ela fez?! Oh não. Brent respondeu. pararia. — Sim. Não posso mais trabalhar com ela e eu não vou. Quero que você a encontre no aeroporto. — Estou ainda perdido. — Tony. antes de Claire e eu éramos casados. me ajudar não ser tão solitário. ela se inclinou.

. Eu entendo. Verão de 2016 — Acredita que ela vai chegara a ver ela? — Jim perguntou sobre a nova casa de que Tony tinha vindo a descrever. É dela. Não dou à mínima. — Eu também. Não faria isso para ela de novo. Há nenhuma maneira no inferno que eu jamais iria. . Eu estou dando a ela a propriedade. Se lembre da conclusão. Eu entendi. — Eu sei. — Não quero que seja de conhecimento público. — Eu posso ouvir sua dor e medo naquele maldito livro. Seria como eu indo para algum lugar mais com as mesmas pessoas daqui.toda a terra e a casa nova. mas não há seis anos? ~ 222 ~ . — Eu faço. Vou voltar com ela. não acho que eu teria. voltar para a casa. — Por que acha que ouviria agora.ou tentei ser diferente . Dê um jeito. assim que o telefone foi mudo. mas eu faço. Ela vai viver nela. apenas numa base de necessidade de saber. — Eu vou cuidar disso. Não significa que não posso fazer o melhor que pode ser feito da vida dela. — Se lembre do que falamos. — Courtney tocou. — É claro ela vai a ver. Meu nome não estará em tudo. — Anthony. Tony assentiu com a cabeça. Eu odeio isso. Eu entendo que nossa relação nunca pode ser o que eu pensei que tínhamos. Apenas se certifique que ela assine uma ordem de silencio.. Claire vai voltar para mim. mesmo que eu era diferente.. Até entendo que talvez o que tínhamos no Pacífico Sul não era real: era mais da sua resposta condicionada. A pague. Sem ser aqui ao Yankton. sorrindo por um momento a vista colorido. — Brent disse.sempre será uma prisão para ela. mas eu entendo. A deixar ir por algum outro motivo. Ela pode porra a vender se ela quiser. de quem a decisão é. Tudo vai ser dela. A familiaridade faria os mesmos sentimentos de sair. como a vida de Claire deve ser? — Dela. — Ele levantou e andou para a janela. — Ele correu as mãos pelo seu cabelo. Claire está voltando para mim.

Eu odeio que eu era a causa disso. Jim se inclinou para frente... Como o sequestro. — Nós nunca conversamos sobre isso. aprisionamento e subjugação exigida sempre será uma parte de Claire. — Por quê? — Jim perguntou. Odeio. apontando ao redor da sala. Além disso. não queria ouvir naquela época. O melhor que ela pode esperar é tentar esquecer e seguir em frente. Ela pode finalmente perceber que ela quer ficar mais longe de Iowa como você quer ficar longe daqui. eu me refiro a Nichol também. se ela melhorar. — Mas sempre será uma parte de quem você é. Entendo o que está dizendo. nunca pode querer morar lá. você não está considerando que Claire. Aconteceu. Não consigo imaginar não sabendo onde elas estão. Ombros de Tony endireitaram quando ele ficou mais alto. — Inferno. Mas não só estou falando sobre a Claire.aqui? —Jim perguntou. Eu pensei que nós tínhamos passado por tudo isso. Você vive sua vida e a deixa viver a dela. não. Me diga se puder. — Eu entendo. — Você vai esquecer seu tempo aqui? — Posso tentar. — Você precisa perguntar? — Será mais fácil colocar este campo de prisioneiros de volta em Iowa do que se você vivesse aqui? Vermelho tentou se infiltrar nos pensamentos de Tony. — Você quer ouvir agora? — Não. . — Eu vou passar isto. — Você faria o que a maioria das pessoas fazem: tem a guarda conjunta. acho que você pode desde que você tenha os meios – você teria considerado se mudar para Yankton? Quero dizer. é uma grande comunidade. — Você consegue passar isso. Não sei o que fazer. mas nunca falamos sobre isso. Está a construir esta grande casa nova com a ajuda de seus amigos e ainda. — As palavras de Tony esvaneceram.bem. ~ 223 ~ .

melhor do que Tony tinha imaginado. Quatro palavras que se sentia melhor do que fechar o maior negócio. ou em qualquer lugar? — Eu vou me sentir como merda. mas a decisão é dela. ela se mudou para a Califórnia. Ela iria ficar melhor. mas em seu coração. Ele não odiou Jim da forma que ele tinha no início. ela mereceu. Não para ela e não para ele. para viver sua própria vida. Não foi uma maneira de viver. Isso não significa que ele gostava de tudo o que eles discutiram. ele foi sincero quando disse que ela a poderia vender. Não foi tão difícil? Estou orgulhoso de você. pensando no último comentário de Jim. — Quando ela foi libertada da prisão. Ele tinha estado controlando a vida de Claire por mais tempo que ela sabia. Jim sorriu. E daí? Ele estava construindo a casa para ela. ~ 224 ~ . Tony olhou para seu barato relógio. Estou orgulhoso de você. estaria definitivamente em seu vocabulário de pai — se Claire o permitiu estar com a Nichol. Foi definitivamente algo que Tony planejava dizer a Nichol. — Como se sentirá quando ela diz que quer voltar para a Califórnia. ele contemplou a sessão. — admitiu Tony. fez grandes progressos nos últimos dois anos. Ele tinha feito progressos. Na verdade. tanto quanto possível. foi muito bom falar. pela primeira vez na maior parte de sua vida adulta. Se ela não queria estar lá. ou voltar para a ilha. Ele tinha quatro minutos até contagem em pé. Enquanto Tony caminhava de volta para seu dormitório. Quando ela fez. Tony sabia que era verdade. — Anthony. Tony sorriu. Sim.

Quero dizer. . para fazer uma outra história?! John chegou à mão de sua esposa. Ela é uma repórter. — Tenho medo. O peito de John inflado com uma respiração profunda. da Nichol e de Claire. — Você lhe disse que era extraoficial? Emily sorriu. Ela cai sob as diretrizes de ordem judicial. Não devia ter contado muito. — Estou ouvindo você. — Emily virou círculos em sua suíte principal. Parece que você cuidou disso. — respondeu John. ela tem a audácia de vir falar comigo! Comigo! E pedir para falar com a Claire.. John! Você me ouviu? — Emily perguntou. ~ 225 ~ . e se acalme. O que você está disposto a sacrificar é a medida do quanto você ama. — De quê? — Eu disse alguma coisa. — Eu estava tão chateada.. — Acho que posso ter ameaçado a vida dela se ela repetiu algo que eu disse. Emily sentou ao lado de seu marido e suspirou. Se ela te incomoda de novo. Lhe disse que Claire não poderia responder às perguntas dela. acho que legalmente poderia ser interpretado como extraoficial..Jada Pinkett Smith Capítulo vinte e um Junho de 2016 John — Ela veio até mim no parque.. e você foi embora. No parque. — Vem cá. John balançou a cabeça quando ele puxou Emily mais perto. — Bem. — ele a puxou para a cama. depois daquele maldito livro. Você disse o que queria. E lhe disse que Claire não estava falando com ninguém. você pode chamar a polícia. — Eu lhe disse para se afastar de mim. — Se sente.

quando seu telefone zumbiu. Emily assentiu com a cabeça. é hora de jantar. e Sra.correrão a toda velocidade. Precisávamos de um pouco de energia positiva aqui. “EU GOSTARIA DE FALAR COM VOCÊ E EMILY.. Juro que ela não está comendo quando não estou lá. elevando o nível de ruído da sala até alguns decibéis. Ela não come bem quando estou lá. Sr. PESSOALMENTE. Vandersol.” ~ 226 ~ . POSSO ESTAR EM IOWA AMANHÃ OU NO DIA SEGUINTE. Tomara que ela vá perceber que está lá fora ou algo assim. rindo e abraçando John e Emily. — Isso é que eu quis dizer. A próxima coisa que eu sei. — Está tudo bem. — Emily respondeu. — Eu posso os levar lá para baixo — Está tudo bem. ME DEIXE SABER SE PODEMOS MARCAR ALGO. — Nós fomos caminhar um pouco. POR FAVOR. . — Ela deitou na colcha macia e suspirou. — Ela falou? — Não realmente.. A Nichol perguntou por você. — Me desculpe. Era uma mensagem de texto do Harry. — Além disso. em pé na porta. John chegou perto e alisou a barriga de Michael. sua babá. Puxando a Nichol em seus braços. Becca. — Becca explicou. Então eu ajudei Claire com seu almoço. — Isso parece tão bom. Dentro de segundos Nichol e Michael estavam na sua cama. Um mês depois – Julho de 2016 John se sentou em seu escritório em casa. Ambos giraram quando sua porta do quarto foi aberta e uma corrida de pezinhos entrou correndo. — Foi para Everwood esta manhã? — John perguntou. terminando sua revisão de uma proposta. John se virou e viu a Becca.

— Estou tão feliz que você tem uma coisa a menos para se preocupar. para que ele não estava ansioso para entrar em outro.” Seus pensamentos se encheram com seu amigo enquanto John procurou de sala em sala. as pálpebras de Michael ficam mais e mais pesadas. Foram momentos como este. Atenção da Emily também foi centrada sobre o livro e as crianças nela para notar sua presença. Finalmente. mas ele não sabia o que dizer. Com cada página. — Eu sei. Na verdade. John suspirou. mas eu queria descobrir o que aconteceu com Sr.duas vezes . balançando para frente e para trás com Nichol e Michael no colo dela. Seus olhos verdes brilhantes olharam para cima da cadeira de balanço. O julgamento não foi programado para começar até início do outono. eu acho que ambos estão dormindo. A voz animada da Emily continuou suavemente enquanto ela continuou a ler. NOS DEIXE SABER QUANDO VOCÊ ESTÁ NA CIDADE. — ~ 227 ~ . O filho deles era de dormir cedo para tentar permanecer acordado abriu caminho para o poder da história. — ela disse com um sorriso. Ele queria entrar em contato com Harry desde que quebrou a notícia sobre a Amber. Bem. Pobre Harry tinha descoberto que sua irmã tinha assassinado seu amigo.” “ÓTIMO.” “SOA BEM. ela estava dormindo. AMANHÃ À NOITE. ele sussurrou. A cabecinha da Nichol caiu para frente: apesar de seu primo está se mexendo. John respondeu ao texto: “VAMOS MARCAR. tornando sua presença conhecida. a cunhada de John tinha sido acusada de tentativa de homicídio . Ele virou a esquina para o berçário de Michael e parou com a visão de sua esposa e filhos. John esperou enquanto Emily continuou a leitura. — Ei. que ele poderia se esquecer de como tudo isso veio a ser assim. Sua pequena cabeça descansou contra sua mãe e seus membros pararam. EU VOU VOLTAR A FALAR COM VOCÊ. John andou mais perto e levantou Nichol de seus braços. ele tinha bastante fogos de sua autoria. vendo a mulher que ele amava. pijama e metódico balanço. Talvez Amber também não fosse? John tinha lido que ela tinha se declarou inocente. procurando Emily. Bunny.e ela não era culpada de qualquer tentativa. Passarei toda a noite acordada me preocupando com sua luva perdida.

Direito empresarial é um desafio. Se apenas. A quietude da cena do lado de fora da janela chamou sua atenção. Emily assentiu com a cabeça. Estou surpreso quanto eu gosto de trabalhar para Tim. — O que está olhando? — As estrelas. — Nem em um milhão de anos. Emily envolveu seus braços ao redor de sua cintura. — Você sabe.. e eu gosto de trabalhar com Brent. Sua casa estava longe de vizinhos e luzes. Depois que ambas as crianças estavam enfiadas na cama. podia ser pior. Tom e. todo mundo. o ar fresco foi revigorante. não é assim tão mau. Silenciosamente. Acho que foi ver Meredith no mês passado. lá estão os novos testes que nós autorizamos. Bunny. O céu de verão Iowa cintilava com um manto de estrelas.. Uma brisa ligeira soprou o cabelo da Emily quando eles fizeram o seu caminho fora. Embora o calor do dia só tivesse diminuído um pouco com o pôr do sol. não é? — É. Que tal você e eu tomarmos uma taça de vinho e você pode me dizer sobre a luva do Sr.. Sentados na namoradeira. Não sei se ~ 228 ~ . — Parece ótimo. Tenho tanto medo por Claire e Nichol. — Alguma vez imaginou isto. Vamos lá fora na varanda. você nem tem ideia da aventura que foi. bem. — Eu a vou colocar no quarto dela. Não desista dela e não percas as bênçãos que temos por desejar. John foi para a cozinha para derramar seu vinho. — Ela vai ficar melhor. nós vivendo em Iowa? Emily riu..Ele beijou Emily. Ela tomou um gole de vinho e perscrutou inocentemente sobre a borda do copo dela. — Não faça isso. Eu estou supondo que ele achou? — Oh. Eu amo cada minuto que temos com as crianças. John embrulhado um braço em torno de Emily. — Eu não estou. Então. — Isto é lindo. Sua iluminação veio do brilho prata da lua e das estrelas. — Apesar de tudo. Não quero que o mundo saiba o que acontece com a Claire.

. Bunny funcionando. Eu posso ver como isso poderia ser a gota. No entanto. O som dos grilos e cigarras encheu a noite. Apesar do fato de que Anthony tinha estado apenas dois anos de sua sentença de quatro anos e sua esposa estava vivendo em um mundo que ninguém conseguia entender ou mesmo tocar. ~ 229 ~ . — Eu te amo muito. bonita e disponível. não paro de pensar nisso. — Eu só estava pensando sobre tudo o que você disse. tenho medo do que eles vão descobrir. quando chegou à tentação. quer dizer? John bebeu mais um gole do seu vinho e desejou que ele pudesse dizer Emily por que Patrícia foi demitida. John riu. Seu conhecimento sem limites em relação à empresa ajudou consideravelmente no início. Uma vez que você os leva. Depois de um momento. mais respeito ele tinha por seu cunhado. Os deixe lá fora. — Isto é bom.. John odiava admitir. — John a abraçou apertado. — Oh. sem Patrícia. Anthony se levantou para seu casamento. Estou tão feliz que você tem a coisa do Sr.. Emily riu. — Não há nenhuma tal coisa como problemas emprestados. — O que sua avó costumava dizer sobre empréstimos. ela pôs a cabeça dela contra seu ombro. Agora. — e desde que Brent falou de Anthony ir a pedido de libertação antecipada. Claire estava contente.. ninguém os quer de volta. — Eu tenho estado a divagar. — O quê? — Emily perguntou. Emily sorriu.. Não havia dúvida que ele errou em a ter ao redor do escritório. Acenando.. Ele não sabia quão muitos outros homens teriam reagido da mesma forma. John respeitou a decisão de Anthony. — Então não faça isso. você não sabe! Ele estava procurando em todos os lugares essa luva! — Eu te amo. que trabalhou ao lado dele há anos. mas quanto mais tempo ele trabalhou na Rawlings. E você? — O que sobre eu? — Como está o trabalho.fizemos a decisão certa. Ei? —Os olhos de Emily cresceram amplos. Ele tinha escolhido a Claire sobre a mulher inteligente. Só precisamos de um dia de cada vez. ela prosseguiu.

eles poderiam esquecer sobre os problemas de Claire. o medo sobre o futuro da Nichol. quando ele se preparou para o trabalho. sobre a Amber. Agora. quando o silêncio caiu sob os dois e ouviu os sons pacíficos da noite Iowa. Por alguns momentos. — John respondeu. — Antes que eu esqueça. poderiam ser marido e mulher e aproveitar a companhia um do outro. — Eu posso fazer o jantar. novos tempos. — Oh. estamos encontrando com Harry Baldwin amanhã à noite.com duas crianças correndo aqui e ali. no entanto. John lhe deu um beijo. — disse John. Vai ser como nos velhos tempos. Estou chocada.. — Eu admito tenho saudades de ser capaz de lhe fazer perguntas. Bunny. Seus olhos azuis ~ 230 ~ . — Acho que é estranho que ela só decidiu sair? —Embora a inflexão do tom dela virasse o depoimento em uma causa. Eles não o viam há quase dois anos. — Sim. Harry chegou à sua casa. — Certo. Esperando que fizesse Harry mais confortável.. tenho mais coisas para a investigação. — Nós estamos bem. — ele disse. Adoro pesquisa e papelada. Por alguns minutos. mas eu sou um advogado. ele tinha envelhecido além disso. — Não sei o que dizer a ele. — Eu o irei deixar saber. John concordou. Ela deu de ombros. John decidiu o deixar ir. Aquela noite após John voltar para casa. — Harry vem para Iowa? Por quê? — Ele não disse. a libertação iminente de Anthony e mesmo luva do Sr. velhos tempos . Sua aparência despreocupada estava escondida atrás de uma máscara nova da preocupação e temor. — Ela sugeriu. Ele vai estar na cidade e quer falar com a gente. Emily se ofereceu para fazer a reunião em sua casa. mas isso vai ser mais privado.

— Emily fala com orgulho. durante o julgamento. Ela tem uma linda mãe. — As crianças estão brincando com a babá no quintal.apareceram nublados com angústia. adiando para ela. o tempo dirá. tipo de um inventário de vida. John conhecia o sentimento sobrecarregado... Não tinha sido há muito tempo que ele carregava o mesmo olhar. Michael? É isso mesmo? — É. sentimos muito sobre a Amber. Emily ofereceu um abraço reconfortante. no entanto. — Foi. Ele tem quase dois. ~ 231 ~ . — Ela vai fazer três em dezembro e ela é linda. mas desde que vocês eram próximos. disse John. Luz voltou para olhos azuis de Harry. ela estava apreensiva sobre o compartilhamento de informações. — Emily ofereceu. — Eu aposto que eles estão ficando grandes. — Obrigada. a vida tinha melhorado. — É difícil de acreditar. a maioria das pesquisas sugere que se a recuperação não acontece nos primeiros doze meses. Ver Harry lembrou John que. Harry balançou a cabeça e respondeu. o som estridente do riso das crianças ressoou além da varanda. ela o levou para o alpendre. — Emily começou. Tanto quanto eu quero ser positiva. — Não compartilho com muitas pessoas. — Aposto que ela é. — Harry. Na verdade me fez repensar muitas das minhas escolhas. — John explicou com um sorriso. — Como está Claire? John olhou para Emily. é improvável. Só então. apesar de tudo.. Esperemos que. Tenho certeza que foi um choque. Mesmo com o mais próximo dos amigos.. — Estamos muito familiarizados com falsas acusações. — Ela não mudou muito desde que a viu. — E Nichol? —Harry perguntou. Nunca conheci seu filho. A sala sombreada com o ventilador de teto suavemente rodando os ofereceu a beleza da vida ao ar livre com uma brisa refrescante. — Me desculpe. eu vou. — As palavras de Harry levaram a uma onda de tristeza. muito bem. não parece promissor.

Harry? Quer dizer. A testa de Harry enrugou. Harry balançou a cabeça. e estou bem com isso. — Emily disse. mas não quero criar esperanças. — Eu olhei para a lesão cerebral traumática. E agora é muito bom rever você. — Sim. o podemos encontrar e ouvir o que ele tem a dizer. — É algo sobre Amber? ~ 232 ~ . Você gosta viver em Iowa? — É melhor do que esperávamos. — No entanto. e o jantar está quase pronto. — Sim. os três amigos desfrutaram de um copo de vinho de volta na varanda. John passou. Assumindo a liderança de Emily. — Na verdade tem muita coisa que eu quero dizer. — Emily concordou em permitir que este médico em rever as informações de Claire e fazer mais alguns testes. quem só vem para Iowa? — John perguntou. Uma vez que ele terminar. — disse Harry. — Sua casa é linda. Harry balançou a cabeça. — Precisamos levantar. — Então é boa informação? Emily fingiu um sorriso. Depois da conversa leve de jantar. também. — Eu me lembro de Claire dizendo a mesma coisa. — Nós esperamos que sim. Na verdade me lembra um monte de Indiana. — disse Emily. A expressão de questionamento da Emily encontrou John. — Não é tão excitante como vivendo na Califórnia. honestamente penso em Claire toda vez que vejo algo sobre isso no noticiário. mas eu acho que é melhor apenas ir de vez nisso. — É a notícia mais encorajadora que ouvimos em um tempo. Harry se inclinou na cadeira dele. onde Nichol e Michael se entreteram e os adultos se lembraram de tempos passados. a médica de Claire ouviu este professor de Princeton falar em uma conferência médica. — Eu tenho a sensação que quer nos dizer alguma coisa. antes ela perguntou. Ele tem pesquisas mostrando recuperação tão tarde quanto quatro anos pós-surto psicótico. A NFL e seus problemas com ETC (encefalopatia traumática crônica) realmente gerou uma onda de pesquisa para a recuperação TBI.

porque nós nos tornamos amigos. — disse Emily. — Por mentir? — Emily perguntou. Você pode nos dizer qualquer coisa. isso é mais difícil do que pensei. Não a Claire e não a vocês. — Meu avô era do FBI. — Veja. mas está tudo bem. Não realmente. Minha missão era Claire. Estou te dizendo tudo isso. — Harry continuou. Vou voltar para a Califórnia para o julgamento de Amber. Suas sobrancelhas se juntaram. É que era o meu trabalho. — Eu estava fazendo meu trabalho. Você foi ótimo para nós e para Claire. — Ele fez trabalho disfarçado. Harry? Amber realmente é sua irmã? — Meu nome é Harrison Baldwin e Amber é minha meia-irmã. E eu digo foi porque eu parei o meu trabalho. — ele disse. Não fui sincero. John chegou pela mão de Emily. — Queremos ouvir. Fui eu quem a ~ 233 ~ . escute tudo antes de comentar. meu Deus. Não fui. seu nome é mesmo. Eu-eu. Eu valorizo sua amizade e eu queria pedir desculpas. Nós compartilhamos uma mãe. — Harry. — Estou me mudando para a Carolina do Norte. Eu não estava mentindo. isso é a coisa. me deixe continuar. — com o FBI. É isso que você tem feito? Oh. Já sou um agente com o Federal Bureau of Investigation há quase dez anos. Eles chamam de se aposentar. — Você se demitiu do CBI? — John perguntou. Emily ficou boquiaberta. — O que foi um caso incomum? Amber? Harry balançou a cabeça. — Por favor. mas como eu disse. Este foi um caso muito raro. Nós somos seus amigos. — Por favor. eu fiz algumas reavaliações das coisas. A voz de Emily foi amacia. mas me sinto responsável pelo ataque do Chester a Claire. Não que eu queria ser desonesto. — Amber era um subproduto. A voz de John se aprofundou. Harry inalou. não faço ideia o que você vai dizer. — Não. caramba. Me deixe explicar tudo. mas eu não estou exatamente na idade de aposentar.

Emily inalou quando os olhos dela aumentaram. De qualquer forma. — Ele a atacou por causa dele. e ela estava determinada sobre sua decisão de se reunir com ele.ele nunca diria quem. incluindo um de nossos próprios. Quando tinha sido confirmado ~ 234 ~ . — Emily refutou. — disse John. — Não devo dizer nada a ninguém. . Eu vi a Claire na Europa antes dela e Rawlings passaram a se esconder. não era ele. . Era uma pista que eu queria seguir.... mas a Sra. Era um estranho tipo de limbo. e ela me disse em termos inequívocos para sair. Estavam os dois em contato com o FBI enquanto eles estavam fora. — Mas por quê? Por que fizeram isso? Se eles tinham autorização para permanecer seguros. London. Sei que você tem motivos para o odiar. Há mais. — Chester nunca saberia sobre Claire se não fosse por mim.associado com o incomum veneno actaea pachypoda. O bureau estava investigando a morte de muitas pessoas. Eu conversei com ela. — Ela tinha razão. . Ela sabe que eu sou um agente. Fui designado para descobrir os segredos de Claire na tentativa de confirmar a conexão de Rawlings. A conexão que o FBI encontrou foi Anthony Rawlings. embora tenhamos as nossas suspeitas. Como você sabe. não você.seu avô . Antes dos Vandersols poderiam responder. o contato dele lhe informou da visita de vocês à propriedade. — Não. — Eles voltaram cedo. — Queria que ela me dispensasse assim novamente. — Ele mudou o foco. — Harry concordou. Enquanto o caso estava sendo investigado. — Um ano? Não foi um ano. contra a vontade do bureau. mas eu queria que soubesse que sua decisão de voltar a casar com ele não foi coagida. mas desde que Claire não pode. Não tinha ideia que a iria colocar em perigo. — Rawlings tinha algum contato. — Ele sorriu. Rawlings negociou uma prorrogação de um ano com Claire e Nichol no Pacífico Sul. eles estavam preocupados com a segurança de vocês.levou a ele. Eu não devia ter feito isso.. e pensei que se ela fosse comigo. — Eles deixaram aquela ilha por causa de nós? — De acordo com o testemunho de Rawlings. eu pensei que vocês precisavam saber. Harry continuou.mais como uma situação de proteção a testemunhas de indução própria/bureau-aceitou.

mas eu fico pensando sobre Claire. Como ele queria estar perturbado. Não posso dizer que estávamos loucamente apaixonados. John sorriu.. John balançou a cabeça quando a mente dele rodou com as informações novas e antigas. — Seus olhos cintilavam com memórias. — disse John. John olhou para sua esposa. obrigado por nos contar a verdade. ele perguntou.que vocês estavam viajando aqui para Iowa. minha ex-mulher está disposta a nos reintroduzir. — Não somos muito de dividir com os meios de comunicação. Aplicação da lei sempre foi meu sonho.. Você vê. se ela nunca pode dizer a verdade. — Oh. a emoção que parecia primordial era gratidão. — Obrigado. ~ 235 ~ . Temos uma filha que tem quase sete anos. — Enquanto você não fizerem um comunicado de imprensa. Jillian irá permitir que eu seja parte da vida dela. eles viajaram para casa.. Rawlings esperava encontrar a Sra. — Não quero perder mais. mas ultimamente eu percebi que a adrenalina que eu costumava ficar dos perigos foi substituída. ainda pensei que vocês mereciam saber. mas nos tornamos bons amigos. Ela se casou de novo. Eu gostava dela. Felizmente. Ele e a Emily não eram previstos para chegar à mansão Rawlings até mais tarde. Não a iremos compartilhar. eu me casei há muito tempo. — Por que Carolina do Norte? O que vai fazer lá? — Estou pensando em começar minha própria empresa de investigação. London. se é o que você quer. não posso acreditar como isso realmente se encaixa. ou parte. — Emily disse. O FBI ao entrar foi o cumprimento final. mas eu tenho falado com ela. — A pesquisa que eu vi sobre TBI foi o que disse antes. Mesmo deixando o bureau não permite compartilhar esta informação. Se apenas. Esperançosamente. — Seus olhos encheram com umidade. — Harry disse com um sorriso. antes de vocês chegarem. — Isto é tudo sigiloso. se a recuperação não acontece no primeiro ano. — não vejo mal nenhum em os deixar saber. Eu já perdi tanta coisa da vida da minha filha. pegamos o voo mais cedo. — Se lembra. A adrenalina vem agora quando penso em me aproximar e de conhecer minha filha. — Mudando de assunto. Ele tentou reconcentrar no Harry. Bem..

As pontas dos lábios de Harry se viraram para cima. ela vai se sentir mais segura. havia algo puro e triste no homem ~ 236 ~ . — Nós estamos indo com calma. Por causa de Simon. John sabia a fundo sobre isso. O Conselho de administração pediu a mãe de Simon para assumir um papel. Foi Rawlings Industries. Liz não tem certeza que ela sente por uma filha de sete anos de idade. muitas peças do quebra-cabeça que parecia permanecer para sempre inacabado. Apesar da decepção. e eu entendi. Eu acho que ela está preocupada comigo está em torno de minha ex. — É um nome bonito. Nosso plano é ficar juntos na Carolina do Norte. ele não podia retribuir. — E Liz? — Emily perguntou. Eu acho que é mais como uma figura de proa. e embora ele apreciasse a sinceridade de Harry. mas depois tudo se aquietou. Aparentemente. Era muito para processar. Ilona e eu já estávamos separados quando ela deu à luz. mas foi um gesto bonito. Anthony não queria que parecesse que Shedis-tiques estava aprontando para uma aquisição. Foi feito tão discretamente quanto possível. — Vamos ver o que o futuro nos reserva. — disse Emily. mas meu nome começa com um H. Espero que assim que ela descobrir sobre a Ilona e seu marido. eventualmente. talvez depois do julgamento. SiJo continuaria a ser uma empresa independente. mas fiquei emocionado quando ouvi o nome dela. Eu sou grato que Liz está a me apoiar. mas ela está disposta a ir para a Carolina do Norte. costumávamos brincar sobre continuar o alfabeto. Liz disse que havia algumas conversas disso. pelo menos temporariamente. Eu tinha medo de que isso iria ser devorado em um frenesi depois que tudo se tornou público. John ouviu quando Emily pediu que esclarecesse mais perguntas e Harry respondeu por vontade própria. Ela está arrasada com a Amber. Não sei o que aconteceu com a empresa. mais especificamente Roger Cunningham de Shedis-tiques. eu espero que eles possam continuar. que tem a bola rolando em garantir o futuro da SiJo. minha ex-mulher com um I. Eu quero um relacionamento com Jillian. Éramos crianças quando casamos. esperamos o poder fazer funcionar. As instruções foram dolorosamente claras: era estritamente uma missão de resgate. O novo CEO é alguém com muita experiência. mas não há nada a temer. A pediram para permanecer na SiJo e ajudar o novo CEO: ela vai encontrar comigo depois que me instalar. e mesmo que eu vou estar na Carolina do Norte e Liz estará na Califórnia para agora. — É bobagem.

ele e a Emily tinham desistido da sua vida na Califórnia para Claire e Nichol. Talvez não seja o que você desiste . John não podia compreender que Anthony e Claire tinham desistido da sua segurança para ele e Emily. Ele tinha raízes. Até a mãe dele estava chateada que ele não usou o seu papel com o FBI para ajudar a sua irmã. Harry estava entregando sua carreira dos sonhos para Jillian. Havia mais do que isso na visita de Harry. Ele se sentiu completamente desconectado. até Ilona estender a mão para ele. Ele não faria isso novamente. Harry falou sobre o sentimento de perda com a Amber. novamente. ~ 237 ~ . Através de suas conversas.sua âncora.diante deles. Uma vez. Havia a informação sobre Rawlings. Ele não estava sozinho. Ele tinha seguido a sua carreira de sonho e descobriu que nada comparava à sua família. Então.talvez fosse o que você recebe. ele tinha escolhido o FBI sobre sua família. se ao menos ele estava disposto a acelerar e as aceitar. Harry percebeu que a Jillian era sua família .

você não viu quão perturbada ela tem ficado. Milagres vêm em momentos. Caso contrário. . ela falou sobre quão cooperativa ela era. — Pare. às 08h30min. Fairfield. — Por que não perguntou? E se algo ruim aconteceu? É suposto para ter aquela reunião esta manhã. Eu também estou nervoso.ainda. palavra por palavra. — Eles disseram que desenvolvimento? — Em. Disseram que tinha havido um desenvolvimento com Claire e precisávamos chegar a Everwood logo que possível. mas não faz nada bem ao analisar demais. Sem dúvida. Mesmo naquele maldito livro. mas ela sempre foi cooperativa.. o tráfego de manhã cedo era mais pesado do que o que normalmente vivido em suas conduções mais tarde. Me ajude. Quer dizer.. Emily nervosamente mordia as unhas dela quando ela apoiou seu cotovelo contra a borda inferior da janela. Pare de tentar adivinhar. com aquela loira que tem trabalhado muito bem com a Claire. John estendeu a mão e tocou o braço de Emily. Ela é cooperante. ela fez más decisões e fez coisas que não concordo. eles teria apenas esperado. — Aposto que tem alguma coisa a ver com o tratamento do Dr. Não é minha irmã. Não temos informação suficiente .Wayne Dyer Capítulo vinte e dois Setembro de 2016 John — O que disseram? — Emily perguntou pela décima vez. Oh. John. John observava os marcos de passagem enquanto dirigia em direção a Cedar Rapids. Esteja pronto e disposto. contei toda a conversa. Ela dá passos. Eu nunca devia ter permitido a ~ 238 ~ . se ele fez alguma coisa. À sua direita. por que eles não esperaram e nos disseram quando chegamos lá? Tem que ser ruim. Você acha que Claire tomou um rumo para o pior? Quero dizer. — Eu já te disse.

A mudança nos planos tanto preocupava e decepcionava John. Sua irmã está bem. Vandersol. Parecia diferente. e a primeira será do Dr. Não entendo. eu prometo que eu vou ter algumas cabeças numa bandeja. mesmo quando criança. Não é como ela é perigosa. John seguiu no portão e para baixo da entrada muito arborizada. Ele lembrou que.. mas cada vez tinha uma coisa que a levou a cancelar. quando ela precisava ser contida. Russel. Sra. cancelando novamente. Se eles só iriam falar sobre que a precisavam acalmar. — Dr. não pensou que estava cancelado. Por favor. A assistente do Dr. Ele estava ansioso para falar com a assessora de Claire. Seus relatórios foram às notícias mais encorajadoras que tinham recebido de Claire desde que começou da sua provação. No início. Claire desfrutava do ar livre. com impaciência. — Bom dia Valerie.ele para mudar seus medicamentos e regime de tratamento. John não conseguia decidir se seu sorriso brilhante foi sincero ou se ela estava tentando esconder algo. John meio que esperava que fosse Everwood. O que está acontecendo com a minha irmã? — Emily perguntou. pareciam bons demais para ser verdade. mas a chamada foi breve e sua reação inicial foi o alívio que a reunião não foi cancelada.. se eles tinham que contê-la novamente após quão bem ela foi a fazer. a reunião poderia ocorrer.. Então me ajude. os arredores de Everwood eram lindos. venham comigo.. — Bom dia. eu odiava esses relatos. depois que resolverem este desenvolvimento. Sra. Emily soprou. e Sra. em vez de viver em uma fantasia. Os Vandersols tinha tentado falar com Sra. Se algo ruim aconteceu. Quando era jovem. E se ela ficou chateada e que tiveram de fazer algo com ela. seu pai a costumava levar a acampar. cinquenta quilos. Ela tem o que. mostrou que ela estava se tornando mais consciente do mundo ao seu redor. Bali. ~ 239 ~ ... Com sorte. Russel em outras ocasiões. que faz parte da rotina diária de Claire ir lá fora. Ah. Sr. Verdadeiramente. — Não me interessa o que ele disse. Fairfield explicou que aqueles eram bons sinais. Ele deveria ter feito mais perguntas. mas o supervisora dela. Fairfield. confirmou. John acreditava que era bom. Pelo menos. é minha culpa. enquanto ela estava no chuveiro. Quando o celular da Emily tocou esta manhã. Fairfield estava esperando por eles dentro das portas do prédio principal.

Valerie apertou outro interruptor que deve ter sinalizado ao Dr. — Valerie disse que. Ela deve estar no quarto dela. Fairfield. — John envolveu seu braço tranquilizador em torno da cintura da Emily. — Por que ela não está no quarto dela? —Emily olhou para seu relógio. Abriram as portas do elevador e Valerie entrou no corredor. Dr. Na sala ao lado. — Não há nenhum som. Fairfield em posição perto de Claire. Os lábios do Dr. meu Deus! Ela está falando? — Sim. eles podiam ver sentado em uma cadeira com o Dr. — Sr.. Brown. Isto é muito bom. esta manhã. Vandersol. Sua expressão normalmente estoica foi substituída pelo sorriso maior que John já tinha visto na cara do bom doutor. nós vamos visitar tua irmã. foi abrindo a porta para a sala deles. — Oh. Sra. — Ela virou um interruptor e uma grande superfície espelhada se tornou uma janela. ela seguiu. Emily sacudiu a cabeça. ~ 240 ~ . mas você pode ver. e alguém deve estar lá ajudando. Emily olhou feio acima para John. Preciso ter certeza que ela está bem. — Nos mostrar? — Emily perguntou. John. e Sra. Emily questionou. — Me deixe lhes mostrar.. Brown de frente para ela e o Dr. — Não acredito. antes de entrar. Emily iria ter batido os dois joelhos no chão quando ela caiu em seu peito. Brown se moveram e então os de Claire! Emily cobriu sua boca quando grandes lágrimas fluíram para baixo as bochechas dela. Fairfield. ela está. Dentro de segundos. quando ela abriu uma porta com uma placa ao lado do quadro que lia Observação. eu quero ver a Claire. — Por que vamos aos escritórios? Após a sua chamada. — Sra. Com os lábios apertados juntos. Vandersol. mas isso é bom. Se não fosse o firme aperto de John. — Ainda é cedo. Eu quero falar com ela. John sabia que ela ia se abster de comentar sobre a partida da Valerie durante o discurso da Emily. Ele olhou para cima e disse algo ao Dr. temos de continuar a ter um prognóstico bem guardado. que assentiu com a cabeça. Quando Valerie levou-os para o elevador e apertou o botão para o chão do escritório. Vandersol. Inalando profundamente.

Fairfield. O cérebro humano é um órgão incrível. — Por favor. Os funcionários tinham entrado quarto de Claire para a acordar: quando eles fizeram. Ele faz um caminho quando medicamente não vemos uma possibilidade. Ela expressou preocupação sobre você ficar chateada com ela. ela já estava acordada e vestida. Ela sabe o nome dela e o nome da filha dela. Eu acredito que é onde estamos. Eu recomendo que a terapia seja aumentada. não para viver lá. Ela sabe onde ela está. Todos sonhamos. Dos testes da Sra. Ela queria fruta. Nichols e comportamentos. A agitação foi sua frustração em perder o que ela gostava. Então. Eu queria explicar algumas coisas primeiro. eu acredito que onde ela estava. Sra. — Oh Deus. Algo estava parando sua cunhada de enfrentar a realidade. assumindo que é um lugar agradável para se estar. Nichols entrou em ação. Meu objetivo era parar essa frustração e construir o ponto de ação. — E você irá. John assistiu através da janela. ela começou a lhes dizer que ela não queria ovos no café da manhã. ~ 241 ~ . não. seus episódios diminuíram. Fairfield advertido. Nichols foi presa no outro mundo. Eu quero ver a minha irmã. Fairfield explicou os acontecimentos do dia. Sra. O peito da Emily soltou com soluços profundos. Você vê. todos nós temos memórias. eu a preciso ver. — Não estou chateada. Quando a terapia começou a funcionar. Brown. Suas imagens DTI nos disseram que ela estava vivendo e experimentando sensações durante seus episódios. — Por favor. quando Dr. que chamou Dr. O truque é só visitar essas fantasias. ninguém quer deixar outro mundo. Nós teremos que esperar e ver se o cérebro dela pode lidar com o ataque da informação que ela vai encontrar com esse novo despertar. — exclamou Emily. quando Dr. Toda a instalação foi alvoroçada com a notícia. Eu estava esperançoso que durante seu recente envolvimento com agitação que estávamos no caminho certo. — Ela sabe que você está á caminho. O pessoal ficou tão surpreso que chamaram o Dr. A mudança na medicação e terapia intensiva tem trabalhado para trazer essencialmente os dois mundos dela para um. ela gostava de estar. — Não posso responder isso com exatidão de cem por cento. Entenda que este é grande passo para ela. Valerie a entregou um lenço de papel. — É permanente? — John perguntou. se acalme.

Emily assentiu com a cabeça.. obrigada. — respondeu Claire. Claire se inclinou e envolveu seus braços em volta do pescoço de John. Eventualmente. John e Emily seguiam o Dr. Emily questionou. Suas frases eram curtas. Está tudo bem. Claire manteve sua cabeça curvada e perscrutou acima para eles através de cílios velados. — Querida. — Eu tinha que ir.. por não estar. ele levou com gratidão um tecido oferecido pela assistente do Dr.. Quando John trabalhou sem sucesso para segurar as lágrimas.. graças a Deus. Tomando algumas respirações profundas. senhora. O resto da sala ficou parada impotente. Emily firmemente segurava as mãos da irmã dela. Emily pegou a cadeira do Dr. John está emocionado. Estou muito feliz. — Eu entendo. eu senti sua falta. Eventualmente. não estou chateada. John se ajoelhou ao lado delas e tocou o joelho de Claire. ~ 242 ~ .. com os joelhos dela tocando Claire e suas testas juntas centímetros. — Sim. — Obrigada. as envolvendo em seus braços.. John entrou para a família dele. Sentimos saudades.. quando ela correu para a irmã dela e a embrulhou em seus braços. — Ah. Quando a porta se abriu. Este desenvolvimento foi mais do que eles tinham se atrevido a ter esperança... Claire. nós sabemos tudo sobre isso. — Ei.. John sorriu. Quando seus olhos verdes penetrantes se encontraram. chateado. enquanto as duas mulheres se abraçavam e choravam. não está chateada? — Não. Claire suspirou. — Você teve que ir? Onde você foi? — Para longe. — Claire! — Emily chorou. — Estou. Fairfield fora da porta. — Nos conte como você está.. no corredor e para a próxima sala. mas era óbvio que ela estava totalmente compreendo cada pergunta que ninguém perguntou. Olhos de Claire se arregalaram. não.. Fairfield. por N-Nichol. cansada. suas palavras juntas. — ela disse. você está de volta. — Você é. Brown e se inclinou para frente.

. — Emily respondeu. ela de. Emily assentiu com a cabeça como o olhar dela foi para John e de volta para Claire. Claire fungou. ele sabia que ele não estaria para ninguém na Rawlings e para o resto do dia. mas Sra. e eles tinham visto através da janela. Todo mundo riu. Ela temia que ela fosse perturbar a Claire.. sei que tem sido seu regime. mas no momento que eles ajudaram a Claire de volta para o quarto dela e se juntou a ela para almoçar. Nichol? —Claire perguntou.. Russel. não se desculpe.. eventualmente. — Ei. Quero a agradecer. Brown. Emily olhou para o Dr. ok? Não vá mais embora.. Eu vou pedir Valerie para a trazer. Ele estava desgastado. — Ela deve estar na reunião lá em baixo.. Era demasiado: ouvir sua cunhada respondendo.. — Você estava. Dr. Valerie disse que ela a trouxe até a sala. Precisamos que você melhore primeiro. — Emily disse. — Fique aqui com a gente. ~ 243 ~ . Fairfield. — Eu entendo. Eu iria. — Por favor.. Uma lágrima escapou do olho de Claire e desceu a bochecha dela. pare. Me desculpe.. — disse Claire. Ela assentiu com a cabeça. Eles nunca foram capazes de agradecer a Sra. Russel não quis interromper esta importante reunião de família e disse que ela era muito emocional. Russel tem ajudado a chegar a minha irmã a este ponto. — Onde está a Sra.. Tinha sido mais emocional do que qualquer um deles tinha esperado. demais.. onde. Fairfield oferece. mas. — Oh.. Sinto falta dela. — Com você? Nunca. Ela disse que a Sra. mas não ainda.. Fique com a gente.. — Eu não sei. foi verdadeiramente um sonho se tornando realidade. vir... é claro. Russel? Ela deve estar aqui... — Sim. ela precisa de você.. John nunca tinha experimentado uma manhã mais emocional. eu queria tanto falar com ela. — E. embora ela e John completamente compreendessem.. Ele não sabia ao certo quanto tempo eles ficaram nessa sala. — Dr. não. — Isso é bom. vendo a compreensão nos olhos dela e a ver comer sozinha...

Então. Amanhã. ~ 244 ~ .. — Não se preocupe com isso. Você ficará bem? — Sim. — Querida. o sorriso da Emily foi o mais brilhante que ele tinha visto em anos. Emily sorriu e acariciou o joelho de Claire. — ela acrescentou. vai. Sua esposa estava linda. — Ela está.. Isto foi um milagre. — Ela está tão grande. — Acho que parece um bom plano. Minha cabeça está latejando. — Você é linda. John respondeu. Entre a sua postura e pálpebras caídas. Emily apertou a mão de John. eu poderia tirar um cochilo. — Ha. — Vamos pegar as crianças e comemorar. Eu vou trazer algumas amanhã para você manter aqui no seu quarto. — Emily disse. Honestamente. vamos esperar até termos a certeza de que está bem. Você terá bastante tempo com ela. Claro. — Eu estarei de volta amanhã. mas ela ainda pequena.. Te mostrei a foto dela. Tenho certeza que eu tenho um olhar deslumbrante. Com a maquiagem que se foi e seus olhos vermelhos. — para ver como você está. — Por que não deixamos você descansar? —John ofereceu. — ele sussurrou. e nunca estive tão feliz.. era óbvio que ela estava ficando cansada.. Gosta dela? Claire balançou a cabeça. você tem que se concentrar em melhorar. Entrando no ar de outono de Everwood. ele não pode deixar de sorrir... Embora ele se sentisse como se ele tinha passado por uma montanha-russa emocional. Eu sei que você vai está se sentindo como seu antigo eu em nenhum momento em tudo. Agora. trazer. Ouvi os médicos. nós não a impediríamos. a Nichol? Emily apertou os lábios apertados e abanou a cabeça. — respondeu John..

Ah. Courtney pressionou seus lábios juntos antes de falar. Courtney pegou a bolsa dela. eu vou ficar bem. — Brent. eu sei que ela está melhorando. nada. Finalmente. sim. Quer dizer. é egoísta. Irei a encontrar no Short Burguer em Iowa City. Relatórios de Phil tem toneladas de grande informação de seus registros médicos. Rawlings.de mencionar o nome do Tony.às 21h00min? — Ela disse que era sobre Claire. ela tem algum motivo por que o tempo não está certo. Mas Meredith também sabia que eu não tinha sido autorizada a ver a Claire. Mesmo que eu não posso dizer a Emily. era uma coisa quando tudo que Emily diria é que Claire não está bem. Eu sei que eu deveria ligar para Emily. proibida . porque ela sabe que ainda vamos ver Tony a cada três semanas. — Não gosto disso. — É sério que vai encontrar Meredith Banks. cada vez que peço a Emily em me colocar na lista de visitas. Agora é diferente. No entanto. Se o amor é sem sacrifício. ela disse. — Você vai a um bar . Ela mencionou mais de uma vez que se um dia eu fosse visitar Claire estou proibida . mas eu sei que a Emily acha que ela está fazendo o que é melhor para sua irmã. a mulher que escreveu esse livro vil. a esta hora da noite? Me diga novamente por que. ela usou essa palavra. Eu sei. sob qualquer forma: Anthony. — Eu não gosto da Meredith. — Eu acho que Emily não me deixa visitar Claire. ~ 245 ~ .Sadhu Vaswani Capítulo vinte e três Final de setembro de 2016 Brent Brent olhou para sua esposa. Finalmente ele perguntou. Tony. Ela sabia que Claire estava melhorando. eu não estou contente com a Emily. . Às vezes. Eu preciso descobrir como ela obteve a informação. — disse Brent. e talvez o faça.

. Emily é um pouco excessiva. Brent a puxou perto. Brent suspirou e recordou o pedido de Tony no ano passado em Yankton. isso a pode assustar. Quanto mais ele pensava sobre Emily proibindo a menção do nome de Tony e restringindo os temas de conversa a Courtney. sem dúvida. ela não era muito mais velha que Caleb e Maryn. mas se ele chamou John e John disse a Emily. Ela definitivamente negaria. mais uma vez. — Meredith disse que se eu for sozinha. Ela não o tinha conduzido errado em mais de trinta anos. — Me deixe ir com você. Havia algo sobre tudo isso não parecia certo. Diabos. — Você me conhece. — Ok. Bem. — Só não gosto de minha linda esposa indo a um bar à noite. ele pensaria nela mais como uma filha. ~ 246 ~ . O telefone dele toca. Claire era uma adulta. mais isso o irritou. Brent abanou a cabeça. Você provavelmente precisará enviar um táxi. mas ele leu os relatórios mais recentes de Roach. e antes de voltar para casa. Eu mando um sms para você do Short. ele iria trabalhar no mais recente pedido de Tony e esperar pela sua ligação. se Brent fosse analisar seus sentimentos. pode ser nas próximas semanas. Ela fez seu caminho fora do Purgatório . Não. eu vou ficar bem. Isso ainda não responde minha. Com esse comentário e um beijo rápido. Com isso em mente. Courtney deu uma risadinha. eu vou descobrir. ou pode ser mais um ano. Claire era sua amiga. Ela tinha ido através do inferno. Entretanto. — Ela disse sozinha. faria outra coisa. Brent confiaria na intuição da Courtney. Brent assistiu sua esposa desaparecer pelo corredor em direção a suas garagens.. ela pode ser capaz de me ajudar a ver a Claire. Isso foi resolvido. Brent não planejou entregar os papeis para revogar a procuração com poderes de Emily ou solicitar a custódia total da Nichol até que a liberdade de Tony fosse assegurada. Ele nunca ligava para Emily. mas por Claire. Nem sei como ela tem essa capacidade. — Courtney respondeu. ele tinha isso. Acho que se eu levar você. Ele considerou a chamar John. Não importa o que aconteceu. Brent. se fosse mais um ano. Afinal. ele faria tudo o que podia para a ajudar. Brent.novamente.

Como era. — Você é uma espertalhona. Não foi até quase meia-noite que seu telefone zumbiu novamente. Meredith acredita que se a Claire não tivesse algum reforço positivo em breve para o sua recuperação. ela e o Roach devem trabalhar em algum tipo de parceria. Eu quero ir até a casa dos Vandersols e gritar na porta deles até que alguém vem do lado de fora. e Emily ainda não deixa ninguém entrar. e eu estou dirigindo com meus joelhos. ~ 247 ~ .. Não foi o que a Meredith estava preocupada com Claire prejudicando a mesma: ela estava preocupada com sua estabilidade mental. “OMG! SE VOCÊ ESTÁ ACORDADO. — Isso me deixa tão chateada. Courtney disse que não só Claire está finalmente falando. ele disse. não haveria nenhum segredos escondido. MEREDITH AINDA NÃO CHEGOU.. EU ACHO QUE EU PODERIA USAR PARA UMA BEBIDA! (Carinha Sorrindo)” Ele mandou uma mensagem volta: “EU NÃO CULPO VOCÊ. VOCÊ VAI QUERER OUVIR TUDO O QUE TENHO PARA TE DIZER!” “ESTOU ACORDADO. ela iria decidir que viver no mundo real não valia o esforço. Em vez de dizer Olá. Entre os dois. Na verdade. mas eu te amo. Eu tinha medo que eu o poderia largar. mas eu também te amo. Era inacreditável como Meredith tinha se infiltrado Everwood. ela chamou Brent.” Courtney não esperou até que ela estava em casa. “ACABEI DE CHEGAR AO SHORT BURGER. ME DEIXE SABER SE VOCÊ PRECISA DE TÁXI. — Você é impossível. quando ela estava no carro dela. Brent riu.” Ele sorriu e se perdeu uma vez mais aos movimentos da mão.” “A NOITE É JOVEM. — Você está usando as mãos livres? — Não. Espere até ouvir o que a Meredith esteve fazendo. quando Meredith deixou a sala de Claire esta noite. Não estava certo. ela perguntou pelas visitas. — Brent escutou com a respiração presa quando Courtney recontou a história que ela só tinha ouvido falar. Claire estava chorando. eu tenho duas mãos no telefone.

Os olhos de Brent aumentaram. Saio de mansinho para o jardim. e o mais importante. Brent riu do vigor da sua esposa. Eu tenho que andar um pouco. Meredith é a responsável por levar a Claire para caminhar à noite. parece claro para as próximas noites. — Depois de alguns cliques. Isso foi uma coisa que poderia ser dito de Courtney: quando ela estava do seu lado. Tony. ela estava lá para sempre. Everwood. — Você a viu? — Eu vi! — Courtney exclamou. ela está melhor! Brent chegou para a mão de Courtney. — Ela está falando e. não. Meredith tem um lugar onde posso estacionar.. Eu tenho que ver John de manhã. Os olhos escuros de Tony alargaram. — Courtney anunciou. — Estou indo. Eu prefiro não começar a manhã discutindo notícias de como minha esposa foi presa na sua frente. ~ 248 ~ . — Então eu vou amanhã à noite! — Você sabe que nós vamos Yankton no sábado? — Eu sei! — Courtney exclamou. Eu estive trabalhando e não ouviu as notícias. Brent bateu o mouse na mesa dele. mas tudo bem. — Palavras da Courtney vieram com tanta pressa: era quase difícil decifrar cada uma. O sorriso de Brent aumentou. — Eu não recomendo que você faça isso. — Para a casa dos Vandersols? Por favor. — Me deixe ver. — Quando? — Será que vai chover amanhã? —Courtney perguntou. ela era como uma mãe urso. ele tinha a previsão. oh. Ainda somos amigos da Emily e John. — Não.. — Não. — Eu não posso esperar para contar a Tony. Ela vai trazer Claire para encontrar comigo. — Acho que é o tipo de notícia que ele precisa.

— O que eles fizeram? O que aconteceu? — Tony perguntou. Ele se inclinou de volta e cruzou os braços sobre o peito. — Se ela está escrevendo outro. É isso que a Meredith faz: ela a leva lá fora após o jantar. Eu odeio que ela está fazendo isso para Claire. Ela disse que originalmente era o seu plano. Tony riu divertido. Tony expirou. — Courtney inclinou-se e baixou a voz dela. Acredite. Tudo que sei é que eles começaram um novo regime de tratamento com novos medicamentos. Eu sei que eu estou. — Em Meredith Banks. Courtney estendeu a mão e brevemente tocou na mão de Tony. O prognóstico parece bom. seu tom de voz de barítono mais como um rosnado. — Eu realmente não sei. — Foi tão bom a rever. — Eu não sei. — Eu posso ter até ameaçado ela um pouco. se eu pensei que era tudo para outro dos seus livros sensacionalistas. Como é que Emily e John não sabem que ela está lá? — Ela não está usando o nome verdadeiro dela. — Sim! — os olhos azuis da Courtney brilharam.. Não queria confiar nela em primeiro lugar também. — Não ria. Eu sei que Emily pensa que ela está fazendo o melhor por Claire. Meredith explicou que ela acha. Ela é muito ameaçadora quando ela quer ser. acho que deveríamos estar felizes que Meredith tem ajudado a Claire.. Tony. Eu não vou desistir. Como pode ela pensar que é o melhor? Courtney abanou a cabeça. Eu sei. Courtney abanou a cabeça. — Meredith? — Tony questionou. O que você acha? ~ 249 ~ . — Ela não está. — Tenho lido os relatórios de Roach. mas não permitindo ver alguém não é o melhor.. a iria denunciar. — Você conhece os meus pensamentos sobre Emily. Ela não pode nem sair sozinha. Tony se inclinou para frente. mas ela jura que ela não está. — Eu não sei se eu posso ser feliz sobre Meredith Banks. — Você? Que bom! Brent interrompeu. mas isso mudou..

O que vocês acham? Brent e a Courtney assentiram com aprovação. mas acho que não está pensando claramente. e o quarto da Nichol é perfeito. ela está de volta! E agora se você. Eu ouvi você no telefone com a coisa toda da Patrícia. eu estou pronto para voltar para casa. Quero todos lá tão rápidos. é seu avião. Oh. quando Brent chegou fora de um não dia de visitação. — Obrigado por vir. Ele olhou ao redor da sala. — Claro. Tenho certeza que você vai adorar. Brent se inclinou e disse. — É melhor do que boa. — É muito boa. Tinha preparado a petição preliminar para o divórcio de Tony e de Claire. Por mais de um minuto. era mais difícil eliciar os sorrisos ou mesmo risinhos que Tony tinha tido uma vez. Finalmente. ele podia ver seu cliente a qualquer dia da semana. Sinceramente. ou aprovação de Tony em o fazer. — Por falar nisso. com aprovação. Como advogado de Tony. Parecia com cada visita. Só quero que você venha para casa. Dentro de pouco tempo. Eu vi os dois antes de toda essa merda cair. — Me desculpe. mas seus olhos estavam tristes. — Eu só a vi uma vez. Isso foi algum tipo de piada? Depois de tudo que estes dois passaram. — As palavras dela diminuíram. eu sei que eles têm você em algum tipo de terapia aqui. Tony sorriu. — Tony ofereceu. — disse Brent. o que precisa? — Quero que comece a petição necessária para dissolver o meu casamento. — Seus olhos se arregalaram. — Tony. — É bonita e tão acolhedora. Portanto. — Eu preciso de você para começar a trabalhar em algo para mim. — disse Courtney. — Não há problema. Tony sorriu. foi apanhado desprevenido. — Eu prometo. quando Brent chegou. embora ele não tivesse coragem de dizer a Courtney. Brent sabia por que. Ele já sabia por um tempo. Ah. ele foi conduzido a uma pequena sala individual. Tinha começado há meses atrás quando Tony lhe pediu para o visitar sozinho. Tinha construído há algum tempo. mas estou tão animada. Tony. Tony foi trazido.. Você ama sua ~ 250 ~ . Brent não respondeu.. Ele ficou olhando. Os prisioneiros são permitidos mais privacidade ao falar com seus advogados. estou satisfeito com as fotos da nova casa. Tony assentiu com a cabeça. mas Brent podia ver a tristeza.

Brent se inclinou mais perto e abrandou suas palavras. — Tudo bem. que somos amigos e se lembre de que você trabalha para mim. O coração de Brent doeu pelo homem diante dele. — Então me diga o que está acontecendo. — Tudo bem. Eu fiz isso uma vez antes. Ainda não o arquive no tribunal. olhou para a mesa de metal. Não me questione. — Você está ameaçando me demitir se não começar o processo de divórcio? — Não faço ameaças. Era um tom que Brent reconheceu. Não vou fazer isso sem mais informações. É por causa da condição médica dela? — Não. — Eu não sou bom para ela. Brent sorriu. Decidiu em aceitar a oferta da Patrícia e agora você está se sentindo culpado? O punho de Tony bateu a mesa metal enviando ondas de choque por toda a sala pequena. Tony abaixou a voz dele. Diabos. Prepare tudo. — E? — E nada. me despeça. porra. Brent não conseguia esconder sua surpresa. Se lembre que fui eu quem começou a maldita companhia. Um que ele apresentou ao longo dos anos. Tony correu a mão pelo cabelo dele. Não comece o processo. — Nem mesmo porra sugira uma coisa dessas. Você leu o livro.esposa. Não sei por que você acha que isso é uma resposta. — disse Tony. você viu o testemunho dela. e você se arrependeu. — Claire merece coisa melhor. mas as coisas mudam. — É tudo o que você vai conseguir. Brent levantou. e eu sou quem no final decide quem fica empregado. Eu não vou passar meu tempo a preparar uma petição. — Estou te questionando. – apenas faça. Esqueça por um minuto. ~ 251 ~ . — Isso não é resposta. se não me diz por que. Eu não vou fazer isso novamente. Você sabe o que fiz. eu estou concordando com você. sem algum tipo de explicação.

— Tudo bem. Ela tem este senso de quem eu sou . — Você vai fazer como eu mandei. e ela merece o melhor. trinta anos? Brent assentiu com a cabeça. tudo bem. eu não deixei de estar apaixonado. Eu vou sair daqui.. o que você faria? — Não é melhor para Claire ficar sem você. Eu vejo isso agora. mas eu senti. eu não sou uma espécie de romântico. quando há um histórico de. Diga que você não ama a Claire. Diabos. Não apenas a fiz o centro do meu: Eu me fiz o centro do dela. Brent ouvido. Eu amo ela para sempre. ele disse. Não sou bom para ela. Ela acha que ela está apaixonada por mim. Os meses antes que ela me deixou pela segunda vez e aqueles na ilha foram os melhores meses da minha vida inteira.. Não é real... Claire vai melhorar clinicamente. — Tony inclinou para trás. Eu pensei que nós poderíamos superar nossas. — ele hesitou. Não. Finalmente. Eu quero isso mais do que eu quero a porra do ar que respiro. que foi uma merda. Você já foi casado pelo quê. e quem devo culpar por isso? Eu. — Tony olhou para baixo. Se você pode fazer isso. Eu sei o que vi.. — Me desculpe se estou errado. mas não estava enganado? As pessoas que vieram à minha casa com seu novo bebê? Aquelas pessoas estavam loucamente apaixonadas. — Essa é minha resposta. Sobram 50 anos. —. porque é o seu trabalho. Quer ouvir minha razão. porque eu a fiz pensar isso. Eu tenho porra de cinquenta e um anos e eu tenho . eu vou fazer o que pede. Eu pensei que eu poderia fazer o que eu fiz e depois a compensar. — Sim. Claire merece alguém muito melhor do que eu.quem somos. Eu a amo mais do que posso dizer. mas não vou fazer isso com ela.o que? . Diz que você não está mais apaixonado. — Por que não deixa que ela decida? — Porque você não entende? Eu fodi a sua mente. — Isso não é o que eu perguntei. antes até que ela me conheceu. Eu estraguei tudo.. Vejo o estrago que fiz.um ano que eu posso dizer que foi fantástico. Eu a quero. se soubesse que era melhor para ela estar sem você. — Pense em você e na Courtney. — Nunca pode funcionar.. Nichol e eu para ser uma família. Eu tirei o mundo dela. o que você faria? ~ 252 ~ . Você conhece as estatísticas de relacionamentos quando alguém. Perguntei. começo. Eu fiz isso..

Se meu pedido de libertação antecipada vai bem. Tudo bem. Acho que ela vai precisar de você. Eu me importo que você saia daqui. E eu me importo que a garota com olhos castanhos do pai dela possa ter a mãe e o pai no quarto ao lado para que quando ela acordar chorando de um sonho ruim. Mas se não for. mas o amar e lhe dar uma das meninas mais lindas. Já fiz coisas horríveis. mas não seria uma decisão ~ 253 ~ . a quero tirar daquele lugar. Não consigo a tirar de lá enquanto estou aqui ou se eu não sou seu marido. — admitiu o Brent. inteligentes e engraçadas que já vi. eu faria o que era melhor para Courtney. Eu a quero fora de lá. Eu quero que ela tenha a casa nova e um lugar para criar a Nichol. como eu fiz antes. eu espero que ela melhore. — disse Tony. — A menos que você está planejando ir para Las Vegas e fuder com tudo. então. Ela vai precisar de seu apoio. — Me diga as chances de um homem tendo uma ideia que começou com um amigo e a transformando em uma empresa de sucesso que emprega pessoas em todo o mundo. mas Brent continuou. — Eu vou chegar à petição preliminar preenchida. — Tony desviou o olhar. Elas merecem coisa melhor. Tony. e se eu sair... Tony fechou os olhos. — Você está certo. — Eu faria o que era melhor para ela. essas probabilidades são uma merda. — Sim. Eu vou pagar para ela ter todo o cuidado que ela precisa em casa. Lembra o que disse o juiz? Ele disse que eu era um perigo para elas. — Eu fui um grande bastardo egoísta a minha vida inteira. ambos ir correndo para a confortar. mas não quero pedir o seu divórcio. — Um em um milhão. Vamos trazer a Nichol de volta para Claire. — Me diga a chance de alguém encontrar uma mulher que ama o suficiente para não apenas o perdoar pelas loucuras que ele tem feito. Quero pagar pensão. você seria um egoísta filho-da-puta se divorciar dela enquanto ela está em Everwood. Não vou lutar contra ela pela custódia ou visitação. — Brent admitiu. Eu quero que ela tenha tudo que ela vai precisa ou querer. Tony deu de ombros. — Brent olhou. novamente. — disse Brent. Eu me importo com que Claire fique bem. não dou a mínima para as probabilidades. Não estou a dizer que eu quero deixar Claire com nada. Brent abanou a cabeça. Ela pode ter os bens e dinheiro suficiente para manter tudo funcionando. — Não concordo com você. Trabalhe com isso que posso fazer seu mundo tão bem quanto possível.

ela está muito bem. Eu sou o prisioneiro modelo. Você se declarou culpado. aulas e frequentou o aconselhamento. — Espere até você ver o quarto da Nichol! É feito para uma princesa. Bem. Brent recebeu a chamada. Eu vou começar sua maldita papelada. Talvez. — Você já me conhece de alguma vez estar errada? —Courtney perguntou com um sorriso. — Eu não sei se eu quero colocar minhas esperanças na revisão final da unidade. — Não posso esperar. Você está estabelecido em sua comunidade. — disse Tony. só talvez. Agora. só precisamos esperar. — Estou esperançoso de que isso vai acontecer cedo ou mais tarde.unilateral. Dez dias depois – Outubro de 2016 Estando no trabalho. A libertação antecipada de Tony tinha sido aprovada. olhe para mim. Brent assentiu com a cabeça. É muito promissor. — disse Courtney. ele tinha certeza que a sua pressão arterial estava altíssima e que seu melhor amigo estava cometendo um erro terrível. Quando Brent saiu da sala. Pense sobre Claire. Eu fui ferrado antes. A memória se desvaneceu quando Brent voltou à conversa e ouviu quando Courtney continuou a descrever a casa. Tenho a impressão que eles foram incentivados. Três semanas atrás. Conversamos sobre isso. Na prisão você tinha um emprego. não foi o primeiro erro que seu amigo tinha feito. Mal posso esperar para sair daqui e ver alguma coisa. Agora. — disse Tony. Só não me peça para de verdade a arquivar. Não foi nem a primeira vez que ele tinha cometido este erro particular. Você mesmo concordou com aconselhamento mais uma vez você está solto. Só sei que tudo vai dar certo. Em quinze dias. — Tony disse sarcasticamente. por aqui o seu registro e seu histórico de apoio filantrópico. ela não estava falando. A única etapa é a revisão final. Brent o poderia convencer a nunca o arquivar. Tony seria ~ 254 ~ . — Fé. — Espero que você esteja certa. — Sim. Sua aceitação dos termos do serviço comunitário era o último obstáculo. — tenha fé.

um homem livre. O seguinte foi o Tribunal de família. Se Tony pensou que sua família precisava estar junta ou não. ~ 255 ~ . e Sra. ele não previu sendo um problema. Depois de chamar Courtney. Com declarações dos médicos em relação a recente melhoria de Claire. Ele não pararia até que o Sr.capaz de sair de Yankton. começou arquivando suas petições. Brent fez com certeza. Rawlings tinham a custódia de sua filha menor. A primeira foi para revogar a procuração com poderes a Emily.

Lewis B. Ele não estava certo que ele iria pisar os pés novamente em Dakota do Sul. Tony suspirou com a sensação de liberdade.Tony não sabia se isso era possível. — Lembranças de uma noite escura na suíte ~ 256 ~ . Claire disse a Courtney que as primeiras memórias dela em sair da neblina foi ao ouvir a voz da Meredith. certo? Courtney estava cética. . Meredith arriscou muito para continuar esta charada. também. mas vai ser tarde. Smedes Capítulo vinte e quatro Final de outubro de 2016 Tony Quando o avião subiu. Tony levou outro copo de uísque. Ele tinha a intenção de se mudar para além dela. a ouvindo falar sobre você. Diabos. Do seu terno Armani e sapatos italianos para o copo com Johnnie Walker na mão. Perdoar é colocar um prisioneiro livre e descobrir que o prisioneiro foi você. Eu recomendo ir amanhã de manhã. Não era que ele pretendia esquecer sua experiência. Pelo que Meredith disse a Courtney- Tony abanou a cabeça. . — Quando vamos visitar a Claire? — Podemos ir hoje à noite. Já não mais iria ele subjugar para as pessoas ao seu redor. Cort disse que ela podia dizer que Claire e Meredith tinham uma admiração mútua. — Ainda é a mais estranha reviravolta dos acontecimentos que já ouvi. Ele tinha poder: poder de mover montanhas. Quem teria pensado que jamais iria me sentir em débito com Meredith Banks? — Eu sei. até que Meredith a levou a Claire. Não admira que ela tentasse bloquear isso. — Não acredito que ela pensou que ela me matou. Anthony Rawlings sentiu seu verdadeiro eu reemergindo. Foi esta emocionante sensação de liberdade que ele queria para Claire. Posso ver quão traumático isso seria. não sei o que seria se eu pensasse que eu a matei. Ele também sabia que ele nunca mais daria um passo dentro de uma prisão federal.

— Não acho que isso vai acontecer por um tempo muito longo. Não até termos Claire em casa. ele também concordou com sessões de raiva semanais que facilitaram a sua libertação antecipada. mas acho que amanhã seja melhor. ainda não acredito que você está pensando direito. e eu estou exercitando meus direitos como um homem livre. Estou ansioso para a ver. Tony levou o arquivo e digitalizou a primeira página. É por isso que Meredith trabalha no turno da tarde. Além disso. — Eu não a quero arquivar. Brent entregou Tony uma pasta. Eu não vou me esgueirar. — Eu pensei que eu ia ficar longe de toda essa psicologia barata. ~ 257 ~ . . — Não a quero evitar. para a evitar. As sobrancelhas de Brent atingiram um pico em questão. Mudando de assunto.ainda não. — Isso é porque eu acho que amanhã será melhor. Brent sorriu. — Não vá lá. — Você pode ter certeza. — Concordo que amanhã seja melhor. É algo que eu nunca quero experimentar outra vez. se ela estiver presente. — Na verdade. Você estará entrando e estabelecendo os dados em linha reta. Você tem a cópia da petição para o divórcio? Brent lhe entregou um envelope. Em minha opinião. Claire é a minha mulher. Os olhos de Tony escureciam. Você não vai entrar escondido. Ele viu a recomendação para sessões semanais de terapia familiar. — Aqui está o relatório do psicólogo infantil que contratei em Iowa City. Eu não estou reconsiderando. Isso vai me dar algum tempo para preparar tudo. — proclamou Tony. vai ajudar com os abalos secundários.dela veio correndo de volta. Droga. — Tenho a petição. Brent assentiu com a cabeça quando um sorriso encheu a cara dele. mas eu não a irei arquivar. Ela é muito respeitável e a ter envolvida ajudou a decisão do Tribunal sobre a custódia da Nichol. eu sei. Eu ia dizer antes que Meredith disse a Courtney que Emily visita pela manhã.

Eles tinham provado sua lealdade repetidamente. também. A única diferença era seu sorriso invulgarmente grande quando Tony e Brent descem os degraus do avião.parecia grande se mover. Claire merecia ser livre. Quando Eric dirigiu a limusine através dos portões de ferro de sua propriedade. Ele retinha Eric e Phil pela a mesma razão. Tony percebeu quanto ele odiava. Passaram mais de dois anos. — Tony não se importou com o olhar que Brent estava enviando em seu caminho. — Phil? — Ele vai estar na propriedade. Claro. mas por enquanto. e tudo isso mudou com o sequestro que ele fez. A sensação de queimação quando ele engoliu reacendeu a gloriosa sensação de leveza. mas sem confirmação. — A casa é perfeita. Eu pensei que você gostaria de o ver pessoalmente. indo de um lugar para outro. Depois que os reparos foram feitos na casa. Eles não eram apenas parte de seu passado: ele os queria no futuro dele e de Claire. Ela tinha a vida dela. correu em Tony. Verdadeiramente. desde que ele tinha tido uma gota de álcool: o aroma sozinho foi o suficiente para vibrar a pele dele. Ela entrevistou cada um deles. Entre os decoradores e o toque dela. tal como antigamente. Não importa o que DA ou advogado ofereceu. Tony não se importava se ele estava montando em um sedan ou uma limusine . Tony tinha provado a dele. Tinha sido muito tempo desde que ele tinha estado em sua propriedade. o promotor tinha suas suspeitas. — Isso poderá mudar no futuro. isso e o aperto de mão vigoroso. bem como de pavor. Bem. Eric era exatamente como ele sempre tinha sido. — Ela é atualmente a minha mulher. — Courtney gastou mais tempo ali recentemente que ela tem em casa. — Eric nos encontrará no aeroporto? Brent sorriu. — disse Brent. mas o resto do pessoal que Courtney contratou para a propriedade é novo. isso era tudo o que tinham. — Ele bateu no bolso do paletó. ele estava feliz por estar de volta. Foi por isso que ele passou muitas noites dormindo ~ 258 ~ . Tony se recusou a nomear qualquer um deles como tendo conhecimento das suas atividades. Tony não se importava. acho que ambos vocês amarão. ela é minha esposa. Tony assentiu com a cabeça e tomou mais um gole do líquido âmbar. um sentimento de antecipação. — Sim. Droga. mas isso não mudaria os planos dele.

— Elas estavam aqui até outro dia. Em vez disso. Isso foi o que ele viu: um lar. Não uma mansão. Então ele parou a si mesmo. ele a imaginou correr o comprimento da varanda e dançando em torno de grandes colunas. mas até que ele viu a casa com seus próprios olhos. Embora nos últimos dois anos. ela era seu guia turístico. Agora. ele só tinha visto a filha em fotos.no sofá na sala dele. desde a governanta. Tony evitou a expressão escurecendo de Brent. Daquele momento em diante. Rawlings. ela estava na cozinha com os braços atirados ao redor do pescoço de Tony. Não um monumento. assuntos mais importantes. Ele queria dar a Claire um recomeço com novas recordações felizes. ~ 259 ~ . Presidente das Rawlings Industries. O futuro dela foi uma escolha dela. não de móveis. Um por um. ele não sabia se isso era possível. Courtney tinha pensado em tudo. A tristeza que tinha ameaçado seu tour desapareceu num instante. ele foi saudado pelo seu pessoal novo. era um jardineiro. Não foi até que ela entrou com eles na suíte que a tristeza retornou. Tony quase perguntou a ele sobre algumas flores que ele tinha visto na entrada da casa. gostaria de entrar em sua casa nova? —Eric perguntou. quando ele abriu a porta da frente. mas Tony tinha feito tudo ao seu alcance para que ela não quisesse vender. Anthony Rawlings. Seu olhar paralisou na grande casa branca de tijolo. obviamente perplexa. O pedido principal de Tony durante a construção foi aberto e arejada. Nunca mais ela se sentiria presa. Sua alegria era contagiante. não Anthony Rawlings. Tony tinha esperado para que estivesse vazia. Jim estava certo. Foi quando eles estavam na cozinha que Tony ouviu a voz de Courtney. — Onde estão todas as suas coisas? —perguntou ela. Nunca mais alguém iria manter a Claire longe do sol ou da lua. número 01657-3452. A casa era tão diferente. Ele nunca as tinha visto antes e se preocupava que elas não seriam resistentes o suficiente para as noites mais frias. — Sr. lendo e apreciando a brisa fresca. Ele tinha outros. Era perfeito. Ele viu um patamar imaginando Claire sentada. O colorido cair das árvores se separou e o temor desapareceu. Até o jardineiro chefe estava presente. tão nova. se apresentaram. Tony não esperou por Eric: ele abriu a porta e parou diante da casa. mas de pessoas. Eu tinha o armário estocado para você e Claire. Ela pode vender este lugar se ela quiser. Dentro de segundos. Quando ele se apresentou. e o pessoal de limpeza. um cozinheiro. ele queria gostar da nova casa.

— Eu não entendo. O que está dizendo? Ele chegou para os ombros da Courtney. — disse Brent. Eu fiz tudo o que eu pensei que você gostaria. — Eu as tive movidas. não se preocupe. — Eu vou. funcionará. — Sim. Apertando a mandíbula dela quando faíscas de entendimento veio com os olhos dela. Ela realmente tem sido aprisionada desde que ela era uma criança. — Para onde? Outro quarto? Por que fez isso? — ela questionou. Por que queria Brent para você alugar um apartamento? Tony olhou feio para Brent. — Courtney exclamou. eu disse que eu não ia alugar um apartamento para você. Vai funcionar. fui eu. Os olhos de Courtney nublaram em confusão. Tony engoliu. Agora tenho um apartamento não muito longe do escritório. — Merda. É tudo que eu pedi e mais. Enquanto você e Claire tem Nichol e são uma família. — Não. Ela está presa em Everwood por Emily.. a levara para casa. Vai ser o lugar mais perfeito para a Claire criar a Nichol. Não vou permitir isso mais. — Quando Brent não fez. Lágrimas derramarem da Courtney. vai. — Por favor. — Porque. — respondeu Tony. sim. Você não gosta da casa? — Eu amo a casa. Certamente. ~ 260 ~ . — E você vai a libertar! Amanhã. Ela merece ser livre. Tony? Por que faria isso com a Claire? — Não vou fazer isso com a Claire: estou fazendo para Claire.. entrei em contato com Eric. você pode entender. — Antes de Emily. — respondeu Tony. não para o outro quarto. — Para Claire criar a Nichol. Tony.

Eles sabiam que estava sendo liberados. Pelo pouco que tinha visto. Rawlings. Rawlings. Com autoridade e com o apoio de sua equipe médica. O administrador de Everwood. ele os conduziu ao seu escritório onde Brent começou explicando a documentação. Tinham estado no Tribunal de família em relação aos seus direitos. Nichol. selados e prontos. — disse Brent. Sr. Uma vez que os três estavam fora do escritório do administrador. até que ela esteja clinicamente liberada para tomar suas próprias decisões. John não é burro. Ele deu a ~ 261 ~ . — Eu gostaria de fazer uma chamada para juiz Wein. Vandersol foi informado. — Aqui está o número direto. — hoje. Eu queria a documentação de sua negação. Ele até tinha declarações dos médicos e os papéis da custódia. Tudo o que precisavam era Claire.tenho declaração do Dr. — Os Vandersol sabem? A Emily está ciente? — Sr. Nós estaremos lá fora. Aqui está o documento assinado pelo juiz Wein. Vandersol. Ele me procurou com a negação formal da Emily. — Se você vai me desculpar por um momento. —… Sr. Sr. . Brent entregou outro papel. Enviei a Emily um pedido formal de permissão para você visitar Claire. — Sr. e ele não disse a Emily? — Não sei se ele disse a Emily ou não. ele tem procuração médica. ela ofereceu seu apoio quando ela e Brent seguiram o carro de Tony em direção de Everwood. Tony perguntou. os encontrou na porta do Hall de entrada. Tony olhou ao redor. Ele teve que agradecer isso a Emily: ela ter encontrado um lugar maravilhoso. É a Sra. Brown. John sabia que ele estava vindo e não tinha guardas estacionados em todas as portas? — Sr. Apesar das palavras de Courtney ainda foram recortadas. Estamos removendo Sra. . Quando falaram. Não foi até Tony ouviu o nome dele que ele se concentrou na conversa de Brent. era uma instalação muito agradável.estamos removendo Claire Nichols Rawlings de Everwood hoje. Simmons. — Brent enfatizou o nome dela. Rawlings. Leason. Na posse de Brent estavam todos os documentos assinados. — Eu garanto que eu tenho sido mais fiel possível. — John sabe. Depois que ele e Tony apertaram as mãos. como o marido da Sra. Tony ficou chocado. Vandersol não é o parente mais próximo da Sra. Leason disse.

se fosse eu. Rawlings à sala comum.tinha sido devolvido ao espectro. - cáqui e cinza. — Foi o olhar que Tony o estava dando ou o tom da sua refutação original? Não importa a razão. — Tim me contou quão bom foi ter John trabalhando na Rawlings. .entender que. — Eu concordo. terminado em uma fração de segundo. mas quando Brent terminou.. Antes que pudesse terminar o seu pensamento. Tony tentou processar: John não ia lutar com ele. Ele disse que se essa situação chegar a ocorrer. Tony virou a maçaneta. — Não. Mal posso esperar para que você veja a Nichol. Courtney tinha sido estranhamente quieta. eu quero ir para ela imediatamente. ele não lutaria com você. — Me desculpe. — Eu acredito que nós podemos fazer uma exceção. Sr. Nic . Leason parou e reafirmou a sua resposta. Desejo desenfreado subiu através dele. Dois anos de separação. Eu sei que vocês dois têm uma história. ele iria remover Emily como um obstáculo. mas Tim e eu temos. O mundo de Tony não era mais brando. Ambos queremos que ele fique. o Sr. Antes que ele pudesse falar. — Eu sei que Emily está lá dentro. e eles a ela. Quando eles chegaram à porta do quarto dela. Eu prefiro ir sozinho.verde esmeralda . Me deixe mostrar o caminho. Até acho que Emily acredita que ela fez o que era certo.Sra. Se esqueceu momentaneamente da sua palestra do divórcio. Claire levantou e se virou.. Tony disse. Eles podem criar uma ponte capaz de abranger um fosso intransponível caso contrário. Leason abriu a porta. Courtney. Não deixei saber que eu já tinha começado o processo. ela disse. — disse Tony. Foi a parte de trás da cabeça dela. John e eu não falamos sobre seu futuro emprego. A Nichol os adora. Leason assentiram com a cabeça.. Espero que ele possa. Verde. Eu acredito na inocência das crianças. sua vida e seu envelope cheio de esperanças e sonhos. Não posso negar que cuidaram bem da Nichol. parece que está liberado. Brent e Sr. Ela estava lá: sua esposa. Nós podemos trazer Sra.. mas acredito que ele já tinha percebido. mas não foi o que prendeu a sua atenção. mas ele é um bom homem. Inalando profundamente. A infusão de cor foi quase cegando. nada ~ 262 ~ . Ele viu a expressão chocada de Emily. No momento. Me pergunto se. — É contra nossa política permitir os homens para o residencial.

importava, mas Claire. Tony precisou tocar sua esposa, para se
tranquilizar que ela era real. Não era a mulher de seus sonhos, mas a
pessoa viva, respirando, que consumia seus pensamentos. A distância
entre eles se evaporou quando o resto do quarto desapareceu. Com um
laço invisível, Claire estava mais uma vez nos braços dele. Com o rosto
contra o peito dele embrulhada em seus braços. Embora seu corpo
moldasse perfeitamente para o dele, ele precisava de mais. Como um
homem no deserto precisa de água, como uma pessoa precisa de ar,
Tony precisava de seus olhos. Pegando seu queixo ele buscou o verde.
Instantaneamente, seus olhares, - sua conexão que superou tudo isso, -
fundiu.

— Sonhei com seus olhos, — ele sussurrou. O sorriso dela caiu
sobre ele com um calor que nem luz do sol poderia fornecer.

— Assim como eu.

A voz dela era a melodia de sua alma. Depois desapareceu. Ela
virou o olhar. — Olhe para mim, — ele ordenou. — Eu tenho tanta
saudade. Por que está olhando para o lado?

Mais uma vez, olhando para cima, ela perguntou, — Você sabe?
Você sabe o que dizem sobre mim?

— Eu sei. Eu te amo.

A expressão de dor dela partiu o coração dele.

— Eles acham que sou louca.

Acariciando suas costas, ele a tentou tranquilizar, — Acho que
estamos todos loucos. Isso não significa que eu vou sair daqui hoje sem
você. Meu amor, você vem para casa.

— Vou sair daqui? Como? —ela perguntou.

Brent adiantou, penetrando sua bolha. Antes que ele pudesse
falar, Claire estendeu a mão e pegou sua mão. — Eu sou tão grata que
você está bem!

— Eu também, — disse Brent. — Se eu não estivesse vivo, eu não
podia estar a te dizer... — Ele sorriu. —… Não estaria a ajudar.
Enquanto Tony esteve encarcerado, Emily foi sua parenta mais próxima
listada e possuía sua procuração. Eu estou segurando o julgamento
pelo juiz Wein: seu marido é, mais uma vez, legalmente seu parente
mais próximo. Até está completamente liberada clinicamente, ele tem o
poder de tomar suas decisões médicas, incluindo sua liberação...

~ 263 ~

Tony olhou para a mulher com a mão na dele. Ela era a visão de
tudo e qualquer coisa que ele sempre quis. Quando ela questionou
Brent sobre sua liberação, e enquanto ela caminhava para sua irmã e
falou, tudo que Tony conseguia pensar era ela. Ela obviamente não era
louca. Nunca houve ninguém para o segurar em cativeiro, como ela
poderia. Sim, ele pode ter sido quem trancou a porta, mas ela era quem
tinha a chave para seu coração. Enquanto ela estava perto, ela teria
para sempre esse poder. Ele não se importava. Nunca poderia pertencer
a qualquer outra pessoa.

Quando saíram do escritório do Sr. Leason pela última vez, Tony
viu John e Emily esperando. Eles levantaram quando ele e Claire se
aproximaram. Para surpresa de Tony, John estendeu a mão.

— Anthony.

Com a mão estendida, Tony respondeu, — Tony. Por favor, me
chame de Tony. Obrigado, John, por tudo que fez enquanto estive fora.
Brent me diz que você tem sido bastante útil na Rawlings.

— Foi por Nichol e Claire.

Tony assentiu com a cabeça. — E por isso, por nossa família, te
agradeço.

John continuou, — Eu fui informado de muitas das suas
decisões. Quero que saiba que eu as respeito.

Tony não tinha conhecimento como isto iria, mas neste momento,
ele estava aliviado. — Então eu espero que o meu regresso não vá fazer
você procurar outro emprego. Rawlings Industries e eu podemos sempre
usar alguém como você do nosso lado.

— Emily e eu precisamos conversar, mas acho que gosto disso.

Tony olhou para sua esposa quando ela lançou mão dele e
envolveu seus braços em volta do pescoço de John. Ele ouviu as
lágrimas na voz dela, quando ela disse, — Não tinha ideia que
trabalhava na Rawlings. — Em seguida, ela abraçou a irmã. —
Obrigada, Emily. Obrigada por não lutar contra isto.

John explicou, — Ant - quer dizer, Tony está certo e você está
certa. Nós somos uma família. Para os nossos filhos, precisamos nos
comportar como adultos.

Claire gaguejou, — Cr-crianças... Eu não posso esperar para ver
Nichol e conhecer Michael.

~ 264 ~

Foi a vez da Emily a chorar, — Ela é tão pequena. Ela não vai
entender...

John falou a voz da razão, — Sua filha é linda e inteligente. Ela
também é jovem. Como podemos fazer isso juntos, ela vai fazer a
transição bem.

Claire olhou para cima. Colocando a mão de volta para Tony, ela
disse, — Nós perdemos tanto. Eu não posso esperar para a abraçar
novamente.

Eles poderiam fazer isso funcionar? Poderia os quatro, não, seis
deles verdadeiramente ser uma família? Tony falou com seu irmão e
cunhada. — Obrigado mais uma vez, não só para Rawlings, mas por
cuidar da Nichol. Estamos ansiosos para a ver, mas primeiro eu
gostaria de levar Claire em algum lugar. Não demorará muito, e então
nós estaremos à sua casa. O psicólogo infantil que consultei
recomendou uma transição gradual antes de a trazer para casa para
ficar.

— Eu pensei... — Claire começou.

Emily interrompe, — Sim, gradual. Acho que Tony tem razão. —
Seu sorriso aflito se virou para Tony. — Obrigado. Isso vai nos dar
tempo para falar com ela, para tentar explicar as coisas. Vamos tornar
isto mais fácil para a Nichol quanto possível.

Com mão de Claire na sua, mais uma vez, eles atravessaram as
portas. Ela olhou para o céu e disse, — É tão bom ser livre.

Ele sabia o sentimento, mas ela estava errada. Ela ainda não
estava verdadeiramente livre, não ainda. Apesar do calor da mão dela,
ele sabia o que precisava fazer. Nunca mais ela estaria em cativeiro.
Quando seus lindos olhos verdes encontraram os dele, ele disse, — Eu
quero te mostrar uma coisa.

~ 265 ~

Devemos nos arrepender de nossos erros e
aprender com eles, mas nunca levá-los para frente no
futuro com a gente.

- Lucy Maud Montgomery

Capítulo vinte e cinco
Outubro de 2016

(Convicted – Capítulo 48)

Tony
Sem o conhecimento de Claire, durante sua viagem à
propriedade, Tony travou uma guerra interna de vontades. De um lado
era seu desejo. Com a mão Claire na dele e a cabeça no ombro dele e
seus olhares confiantes, esse lado foi ganhando força a cada segundo.
Ele a queria mais que a vida. Com ela ao lado dele, ele era completo.
Nunca teve outra pessoa que o aceitou da maneira que Claire tinha
feito. Sabendo seus pecados e falhas, ela nunca julgou. Ela perdoou.
Ela perdoou atos imperdoáveis. Ela perdoou um homem que nunca
antes havia sido perdoado. Foi mais do que isso: ela tinha lhe dado uma
filha e uma vida. Claire era a luz para a escuridão e o certo de seu erro.
Com ela ao lado dele, ele queria esquecer tudo que aprendeu na prisão,
para esquecer por que ele era mau para ela. Ele queria sua esposa.

Do outro lado era a vontade dele. Durante toda sua vida, Anthony
Rawlings podia ostentar alguns atributos; no entanto, o que tinha
permanecido forte foi sua palavra. Quando as tempestades
enfureceram, ele permaneceu firme, sabendo que acima de tudo, ele era
um homem de palavra. Ele fez a decisão de libertar Claire. Ele tinha
falado desse decreto para Jim e seus amigos. Apesar do desejo e querer,
Tony sabia que ele tinha que fazer o que era certo. Pela primeira vez em
suas vidas, Tony tinha que colocar Claire em primeiro.

A voz dela o retirou de sua luta interna quando ela olhou para
fora das janelas. — Estamos perto da propriedade. E o fogo? Houve
muitos danos?

— Isso é o que eu quero mostrar a você, — respondeu ele, ansioso
para ver a reação dela.

~ 266 ~

Abriram os portões de ferro e as árvores se separaram. Com sua
nova casa em vista, Claire engasgou. — O que aconteceu?

Não era a reação que ele esperava. — Não gostou?

— Eu-eu não sei. A casa queimou?

— Não. Havia muita fumaça e danos da água, mas o fogo foi
contido praticamente no primeiro andar, corredor sudoeste.

Tony parou o carro. Antes de ele chegar até o lado dela, ela saiu e
estavam diante da grande casa de tijolo branco. Ele viu os olhos dela
quando ela acolheu as longas varandas, persianas pretas e imponentes
colunas. Quando ela não falou, Tony perguntou, — Você quer ver lá
dentro?

— O que aconteceu com nossa casa?

— Eu mandei demolir, — ele explicou. — A construí pelas razões
erradas. Foi a nossa casa, mas nunca foi um lar. Continha muitas
memórias.

— Então você se livrou dela? Tony, havia boas lembranças de lá,
também.

— Construí aquela casa para Nathaniel. — Seu olhar implorou
pela compreensão. — Claire, eu tive essa casa construída para você. —
Puxando a mão dela, ele a levou para dentro, vendo sua resposta
quando evoluíram de sala em sala. A cada passo ele orou que o fascínio
da casa a iria encher com a paz e a segurança que ele tinha pretendido.
Seus olhos se arregalaram quando entraram no vestíbulo de carvalho
polido. A expressão dela aqueceu quando os olhos dela digitalizaram
cada sala e viu as janelas cobrindo toda a parte de trás da casa. Na sala
de estar, o vidro estendia os dois andares. Na cozinha, ele viu a
centelha da aprovação que tanto aspirava a ver.

— Oh, isso parece uma cozinha onde adoraria cozinhar, — ela
disse.

Tony sorriu. — Você tem uma cozinheira, mas é a sua cozinha.
Você pode fazer o que você quiser.

Ele a levou até o nível inferior através de uma sala de cinema,
área de diversão, área de família e uma sala de ginástica. Foi quando
ele abriu as portas para a piscina interior que ele apertou os ombros de
Claire e disse, — Eu não poderia construir uma casa sem seu lugar
favorito.

~ 267 ~

Em pé, em reverência, ela finalmente sussurrou, — É lindo,
obrigada.

Ainda segurando a mão dela, ele a levou pra cima aos quartos:
Nichol é o primeiro e depois o dela. Quando eles entraram na suíte,
Tony entrou para a parede e abriu as cortinas. Quando elas se
separaram, a sala encheu de luz natural e duas grandes portas
francesas foram expostas. Ele abrindo as portas, ela acenou para a
varanda. Lá fora, ele viu sua esposa quando ela sacudiu a cabeça e
disse — Tony, tudo é tão aberto e brilhante.

Levantando as mãos dela, beijou a pele macia e olhou nos seus
olhos de esmeralda. — Esta é a sua casa de vidro, que não se quebrará.
Não quero que alguma vez se sinta presa novamente. Quero que seja
capaz de ver o céu e o sol ou a lua e estrelas sempre que desejar.

Ela pisou mais perto, derretendo contra ele. — Obrigada, eu
adoro! Mas como - como você fez isso? Você estava na prisão.

— Eu tive muita ajuda.

Pisando para o piso, Claire digitalizou os arredores abaixo. Do seu
ponto de vista, eles podiam ver uma piscina, uma quadra de basquete,
um conjunto de grandes jogos e a borda dos jardins. Tony não poderia
estar mais feliz com a casa terminada. Ele devia sua gratidão a
Courtney. Tudo estava lá, e para além, estava o bosque de Claire e seu
lago. Foi por isso que não conseguiu vender. Foi por isso que ele orou
que ela não venderia. Claire estava certa: apesar do mau, Tony sabia
que a propriedade continha boas lembranças. Ele esperava que aquelas
prevalecessem. Tony e Claire se sentaram num banco, deslizando, e ele
disse, — Claire, você ainda tem sua ilha. Se você preferir, você pode Se
mudar de volta para lá. Embora esta vista seja bonita, é difícil competir
com a vista da sua varanda. Eu pensei que seria mais fácil para Nichol,
se você morasse mais perto de John e Emily, por um tempo.

Ela levantou a cabeça do ombro e perguntou, — Por que você
continua dizendo você? Quer dizer nós.

Ele não podia adiar por mais tempo. Se ele faz, Tony temia que ele
não fosse capaz de ir em frente com seus planos. Mão no bolso, ele
removeu o envelope que Brent o tinha dado menos de vinte e quatro
horas atrás, — Você e Nichol. Claire, esta casa, toda a propriedade, é
sua.

A expressão dela satisfeita se transformou. Tony assistiu quando
confusão se tornou em pânico. Com lágrimas de repente ameaçando,

~ 268 ~

Quando você puxou o gatilho.não juntos. Ele também queria que ela soubesse que ele tinha tomado a responsabilidade pelas coisas que ele tinha feito.. mas eles não puderam. Nunca seria saudável. — porque nós dois estávamos lá. ela nunca tinha lhe dito sobre seu tempo na prisão. Ele não podia. Eu queria estar contigo. Você o precisa enfrentar. estar lá para você.. — ela refutou. Ela não disse nada que não tivesse pensado. — Lembro de tudo. Em todas as discussões na ilha. Durante nossas discussões no paraíso. — Eu tentei entrar em contato com você. ele explicou. A cena na propriedade era louca. de volta ao início. você me disse coisas que não tinha nenhuma ~ 269 ~ . o que ele tinha feito? Tony sabia que não tinha sido só ele.Claire respondeu. Ele tentou expressar o quanto ele queria chegar a ela. Claire balançou a cabeça e declarou o caso dela. Lágrimas revestiram as bochechas dela. Ele continuou a falar. Ambos tinham. Como ele poderia possivelmente somar tudo? Como ele poderia explicar tudo o que ele tinha passado. Afinal. e eu também. Tony nunca a iria preocupar com o quão difícil foi Yankton. Ele confessou e aceitou o seu destino. ele a tentou tranquilizar e para ajudar a entender. o que ao mesmo tempo ele tinha exigido dela. Havia muito do que tinha acontecido nos dois anos desde aquele incidente. Expirando. Seriam ambos tirados de sua própria jornada pessoal. Ele não iria continuar a magoá-la.. — Você é o que sempre disse que o passado é o passado e a pensar sobre o presente ou o futuro. quão duro ele tentou. Ele não podia permitir isso. não mais. não quero. Enquanto ele ouvia. nunca falamos sobre as coisas no livro da Meredith. — Eu estava errado. mas seja o que for. Ele tinha causado muito dano. quando Claire interrompeu. Ela tinha ido através do inferno. para preencher as lacunas do que ela sabia e lembrava.. Ela estava empurrando a lembranças e medos para cuidar dele. A diferença foi que Tony era o único responsável. aqueles que os trouxeram de volta para aqui. Ambos sofreram. Olhando para as árvores. também. ele percebeu que ela estava fazendo o que ele a tinha ensinado a fazer. Claire precisava enfrentar seu passado e reconhecer que eles não podiam ter um futuro . — Não sei o que está no envelope. Se ao menos eles poderiam ter andado através das chamas juntos.

mas se há alguma coisa que você quer ou precisa. Ninguém jamais será capaz de te controlar. Não o quero refazer. Isto fez muito mais sentido quando ele estava de volta ao Yankton. . Você nunca teria. ferirá Nichol. — A razão pela qual o juiz não levantou a restrição de ordem e me deixou te ver foi porque quando o juiz me perguntou se os contos no livro da Meredith estavam corretos. — Isso é ridículo. Ele decidiu que eu era um perigo para você e Nichol. — a voz dela rachou quando ela perguntou. Ele fingiu um sorriso. Obviamente. Você estará no controle do futuro seu e da Nichol. Com sua riqueza. Além do dinheiro que você tem investido no exterior. um bonito acordo e apoio à criança. Ele também queria um futuro. nem nunca. Isso é porque eu construí uma casa nova. Ele esperou. Eu admiti tudo. mas eu entendo se você não. Eu quero que tenha um futuro. Tony perguntou. Ela não respondeu quando a expressão dela perdeu todo o entendimento. — Não entendo o que quer dizer. Também sei que foi há muito tempo e acabou. é seu. — Você me ouviu? Não serei o único a te machucar mais. Quero o futuro. — Por que você está me jogando fora agora? ~ 270 ~ . Ele desejava o fogo atrás do verde. Os olhos dela não estavam dizendo a ele o que ele precisava saber.maneira de saber. eu falei que sim. agora estamos juntos. — Eu espero que você vá me permita ver nossa filha. nem Emily vai. Eu sei o que aconteceu entre nós. Finalmente. — Você não m-me quer? Nada poderia estar mais longe da verdade. você pode fazer qualquer coisa que você sempre sonhou fazer. — Eu acho que nós pensamos em tudo sobre esta casa. Eu não vou brigar com você por nada. — O juiz tinha dito que ele era um perigo a Nichol. todo esse drama legal acabou. Ele a queria. Nunca desejei ninguém como eu quero você.que era ele. ele acrescentou. é por isso que Brent está pronto para pedir o nosso divórcio. também. Você pode ter tudo o que quiser. no escritório de Jim. — Isso é o que eu quero para você. estou te dando à propriedade. Tony precisava de Claire para reconhecer que não era ela . livre de todo nosso passado. imaginando que ela estava pensando. — Timidamente. Você merece a liberdade e o ar fresco. livre da memória e Claire. Claire sentiu o mesmo? Tony tentou seguir em frente. — Nunca pense isso. Ele levantou sua mão e beijou o topo.para ela. A voz dela quebrou.

não suas verdadeiras emoções. Eu tentei. Ao longo do tempo. — Enquanto estava na prisão. Houve vezes que ele tinha sido incapaz de controlar o fogo. Desculpou por não seguir as regras dele. Não o queria fazer. Às vezes essa emoção foi raiva. Desculpou por o desapontar. Inalando profundamente. Por que precisava aparecer ao redor dela? Tony sabia por quê. Era emoção: emoção que ameaçou seu melhor julgamento e consumiu sua alma. mais e mais. Ela não permitiria dificilmente alguém ter contato com você. Eu sou quem decepcionou você. Claire foi à faísca para a sua existência seca. eu ouvi isso que mesmo seu tempo fora foi monitorado. Tony ajoelhou-se diante do amor da sua vida e suavemente alcançou por seu queixo. mas Emily ainda não me permitiria contato com você. — Não. Tony continuou. mas agora ele tinha aprendido amortecer as chamas. — Com a ponta do polegar dele. era seu condicionamento por falar. O vermelho não é apenas raiva. — Eu odiava sua irmã! Eu era impotente para a ajudar. Ele me disse para pensar mais e descobrir por que estava tão chateado. Ele soube por quê. — Falei com este psiquiatra três vezes por semana. — Ele se sentou. ~ 271 ~ . ela entenderia. Ela estava chorando e lhe dizendo que estava arrependida. Uma vez que ele tinha acalmado. e ela estava a mantendo prisioneira. Ele era o único que estava arrependido. Tony reiterou. Eu disse que era por causa do que ela estava fazendo. Claire não estava pensando direito. eu aprendi que finalmente você estava a melhorar. Courtney me disse que ela só a viu através de Meredith. Inferno. Com cada palavra. mas eventualmente. — Enquanto estava na prisão. desejo de outros tempos. Tony levantou e andou mais uma vez o comprimento da varanda tentando controlar o vermelho. Tony levantou e enfrentou as árvores quando ele lutou contra o iminente vermelho. mas ao fazer poderia ajudar a me tirar de lá cedo. Ela também disse que Emily nem te deixava ver Nichol. me pediu para escrever porque eu estava chateado. Quando lhe contei como fiquei chateado com a Emily e o que ela estava a fazer. — Eu não estou jogando você fora! Estou te libertando. foi tudo ele. Claire. Eu não podia falar com você. A dor na voz dela quebrou o coração dele. ele ternamente enxugou as lágrimas. Ela nunca foi a culpada. Ele não a podia deixar se sentir assim. lembrou as palavras de Jim. Com sua presença se tornou o fogo. Irá levar tempo. Era como a palavra que ela usou no livro. pensei por que não. outra peça desintegrou. eu concordei em aconselhamento. se tornou mais fácil falar. Tudo começou com eu respondendo suas perguntas. — A intensidade dos olhos dele cresceu com cada palavra. Desculpou por ser louca.

também. Tony levantou e enquadrou de seus ombros.. ele se virou para a suíte. eu fantasiava sobre você e chorava por você. — O que você percebeu? — Eu estava tão zangado com a Emily. Ele não sabia o que fazer. Ela e Nichol poderiam viver na propriedade. — Perdia a voz por fora. eu te perdoei. Tony umedeceu a chama e trabalhou para deixar Claire livre. — Você está certa. Vivi quase dois anos acreditando que eu o tinha matado. Claire estava falando. ~ 272 ~ . cair aos seus pés e implorar por perdão. — Não posso ver Nichol parecendo assim. e com a ajuda de uma babá. Por que foi tão difícil de admitir o que Claire já sabia. Eu me odiei! — Ele ajoelhou-se diante dela e se curvou a testa nos joelhos dela. Claire levantou. Posso tocar você! Quero minha família de volta junta. Levou cada grama de contenção. O coração dele o disse para a segui. — Tony. nunca permitirão que eu tenha a custódia de Nichol. — Suas lágrimas fluíam livremente mais uma vez. porque ela estava fazendo a mesma coisa que eu tinha feito. E me pareceu óbvio.. Isso inclui a mim. A dor nos olhos dela tinha sido quase demais para suportar. Eventualmente. Se me divorciar. de volta para o quarto. — Ele explicou como funcionaria. — ela disse. Mas ele tinha tomado sua decisão e deu a sua palavra. Além disso. Você me ouviu. seu tom sem emoção. — Eu não vou deixar ninguém te machucar de novo.. Eu presumo que meus armários estão cheios.Eu tive dois dias antes de a ver novamente. Você vai me abandonar. Não quero ser livre de você. mas fez. Ao longo desses dias. Ouvindo o nome dele. como os da Nichol? — Eles estão. não deve haver quaisquer preocupações legais. você não está me liberando. Os dedos de Claire moveram pelo cabelo dele. Durante esse tempo. Não quero que perca Nichol. Agora estás aqui. até que eu percebi. Vamos começar com uma separação. Eu perdoei a Emily. — ele respondeu. Se você fizer isso. E há muitos anos atrás. Eu pensei que era por isso que ninguém mencionou o seu nome. o que ela deve saber melhor do que ninguém? — O quê? — Claire perguntou.. Eu não odeio Emily. Ele não a quis impedir de ficar com a custódia de sua filha. Isto era o que era melhor para ela. não conseguia parar de pensar em sua pergunta. você estava em Everwood. endireitou os ombros e silenciosamente passou ao lado dele. eu ainda sou um paciente externo. — Eu vou tomar um banho e me limpar. e ele ficar no apartamento dele.

Sem pensar. Eu não acho que eles vão entender. Talvez. Quando eu voltar. Em vez de falar. — ele encorajou. ele faria qualquer coisa. Era para ela. Ele não podia olhar para a sua direita. Aquela fome pode ter sido subjugada. Ele freou sua fome vermelha do desejo e umedeceu as chamas. Não havia nenhuma emoção em sua voz ou os olhos dela. mantendo o seu olhar para frente. Quando ele caminhou em direção ao carro. Ele a tinha a ensinado fazer. ele não ousou olhar em sua direção. há muito tempo.ele acreditava. — Não quero dizer Emily e John. ele ficou mudo. A infusão menor de combustível teria incendiado o fogo a crepitar. — Vai ser tudo bem. ouviu quando ela falou. Não era que ele não acreditava que Claire era a mulher mais bonita do mundo . a observando na entrada e tentando se lembrar que ela merecia coisa melhor. ela também poderia umedecer a chamas. — Cadê o pessoal? Eu gostaria de algo para comer. — Seria melhor se nós facilitarmos Nichol a idéia de que os pais dela moram em casas separadas dois. ele sabia que podia. Não. E se ela não nos quer? — Ela vai. ele se assegurou que isso era o melhor. branco-quentes coberto com cinzas. Ele respondeu. com o perfume inebriante dela. Claire assentiu com a cabeça. Claire concordou. Foi que quando ele voltou para a propriedade com a comida. mas ele fez o que era suposto para fazer. Tony assentiu com a cabeça. — ele encorajou. — Eu os dei a noite de folga. até mesmo desistir dela. requisitou isso dela. No entanto. Eu vou à cidade e pegarei algo. Levou algum tempo. Quando eles pararam na entrada dos Vandersols. mas Tony sabia muito bem que eram meramente carvões ainda presentes. você deve estar pronta. ainda não. Tony notou as mãos Claire estavam tremendo. Se dirigindo para o Vandersols. — Eu ainda não perguntei: você a viu? ~ 273 ~ . Ele manteve a sua indiferença fingida. ele estendeu a mão e cobriu com a sua. e para a Claire dele. se virou e foi embora. Tony manteve os olhos na estrada diante dele. — Estou com medo. ela estava deslumbrante e tirou seu fôlego.

— Ontem? — Olhos de Claire se arregalaram em maravilha. mas muito antes dela. Droga. Nunca ninguém tinha possuído o seu coração. Ninguém além de sua Claire. — Há . — Eu te disse que nunca quis ninguém do jeito que quero você. Existe outra pessoa? Ele abrandou suas palavras. Com a mão ainda na dela. Acalmando o tom dele. não me faça pedir novamente. Uma menina não deve visitar seu pai em um campo de prisioneiros federal. ele a sentiu endurecer quando ela perguntou.. — Fui liberado apenas ontem. nossa filha está esperando. Você estava na prisão e sua esposa estava louca. — Claire. Diabos. — Bem. ele as parou de abrir. Não vamos lá atrás de novo. e ela nunca foi trazida para mim. — Claire. Ele nunca tinha respondido. Isso não significa que não havia mulheres com quem ele teve relacionamentos físicos. Planejo a minha libertação por algum tempo. — Ele pensou em todas as fotos que Courtney tinha enviado. — Claire. Isso era verdade. Havia. O mundo estava cheio de mulheres desesperadas. Ele tinha dito a ela que nunca houve ninguém além dela.. — Eu já perguntei isso uma vez. eu tive ajuda. Foi provavelmente melhor. fotos são tudo o que eu já vi. Ele não queria continuar a conversa. Seu argumento foi além da compreensão. ~ 274 ~ . — Não. buscando o que elas compreendem para estar disponível. Claro. — Há mais alguém? — O quê? — Ele mal podia acreditar que ela iria perguntar uma coisa dessas. — E você realizou tudo isso? — Como eu disse. ele tinha recebido cartas. ele pensou que isto tinha terminado. você obviamente não quer! E você é Anthony Rawlings. se acalme. — E nosso divórcio? Quanto tempo você planejou isso? Tony afastou a mão dele e olhou em sua direção. Isso foi ridículo.mais – alguém?! —Ela repetiu mais alto do que a primeira vez. ele disse. não agora. na esperança de a subjugar.

Ele não ia a dizer como ele tinha despedido dentre as melhores assistentes que ele tinha tido porque ela o ofereceu mais do que ele gostaria de ninguém. a pequena mão dela bateu na sua bochecha.a ~ 275 ~ . ele perguntou. Eu não dou a mínima para ninguém. Sentada no chão de uma casa de bonecas estava sua filha. eu mesmo. só para a chance de tomar o meu lugar? Sem soltar os dedos dele disse. Você é feliz? Havia cartas. Nichol está esperando. — Diabos.. Tony não notou a simpatia da casa dos Vandersols quando eles fizeram o seu caminho até a calçada. As fotos que ele tinha recebido empalideceram em comparação com a criança vibrante diante deles. ninguém além de você. planeja se juntar a mim. — Eu mereço saber. Me diga. Ele não ia entrar nisso. — Você está ficando toda estressada. Assim que Nichol entrou em modo de exibição. — ela respondeu estoicamente.. Sem aviso. ou você pretende sentar no carro durante toda a noite? — Eu pretendo me juntar a você. A ele e Claire isso foi há muito tempo. — Ou não. Ela era uma visão. . mas isso foi nada comparado a Nichol: para ela foi uma vida inteira. Eu não respondi. Ela era apenas um bebê e agora. mais uma vez em três dimensões. Sua mente estava muito ocupada controlando o vermelho de seu confronto e contemplando a menina atrás da porta. — Sim. — Nós avisamos a Nichol que ela tinha alguns convidados especiais vindo para a ver.. Não. mas de Patrícia. — Pensando não das cartas. além da mulher diante dele. Ele soltou os dedos dela. O tempo parou quando Tony olhou a linda menina. Segurando os dedos dela.. Se acalme. ele acrescentou. — Agora. Flashbacks do reverso bombardearam a mente dele. Ela estimulou. A dor era mínima comparada ao choque. Última vez que a viu foi há dois anos e meio atrás. Claire chegou para mão de Tony. Emily os cumprimentou na porta e os levou para a sala de estar. — O que diabos foi isso? — Você nunca respondeu minhas perguntas. — Você mesmo o que? — Vamos terminar esta discussão outra vez. havia cartas? Mulheres escreveram para você prometendo qualquer coisa que você queria.

Tony esperou para ela falar. ela assentiu com a cabeça. Claire largou a mão de Tony e se ajoelhou no chão. até que ele lhe faria mal e destruiu a vida dela. como no momento que Madeline a deitou em seus braços. Finalmente. Finalmente. — Eu sabia que um dia você viria. mas pode me chamar de mãe. Seus grandes olhos castanhos eram leves com admiração. e sentimos muito que desaparecemos. ela se adiantou e tocou uma pequena mão a cada uma de suas bochechas. Nichol. — Olá. Claire disse. os olhos dela clareando para um chocolate ao leite. Ela era tudo o que era bom em Claire e talvez nele. Ela era o lugar onde a luz de Claire conheceu sua escuridão. John se adiantou. Por alguns segundos. — Nichol. podemos abraçar você? Baixando suas mãozinhas para seus ombros. Tony nunca tinha se sentido tão orgulhoso de responder. Você está melhor? Claire respondeu. ela perguntou. Tia Em disse que estava doente. querida. e quando você tivesse melhor. Naquele instante. — Eu sou. — Nichol. — Muito. Tony sabia que ele de bom grado sacrificaria sua vida antes de ele permitia a todos tirar isso dela. o envelope de Tony encheu até ~ 276 ~ . Sua filha levantou e olhou. Nichol sorriu. — ela disse. Os olhos do Nichol cresceram largos quando ela olhava de Claire para Tony. — Estamos aqui. fingindo força onde Tony sabia que havia insegurança. Nichol era a promessa de inocência. Ela era Claire. — É meu pai? Seu coração inchou. - antes dele. você estaria aqui.criação deles. — disse John. não é? Com um rincho. Finalmente. — Você pode dizer Oi para os amigos que te falei? — Oi. Não consigo imaginar onde ela herdou. Nichol. e Nichol chegou pela mão dele. — Direta. Pequenos dedos do Nichol apertaram a mão de Claire quando ela perguntou. Tony se ajoelhou ao lado de Claire que esticou para a mão dela. — Quem é você? Tony riu. Soltando a Mao de John. Emily respondeu. estou muito melhor. meu nome é Claire. — Sim.

— É mesmo? Você fez isso. E o que ele tinha dito em Everwood? Ele disse que ele respeitava algumas decisões de Tony. Poderia realmente colocar o passado para trás? Atenção de Tony foi para sua filha. não estaríamos aqui. quando Tony e Claire levantaram. Estou tão feliz que eu fiz. Que foi isso? Isso poderia ser a aceitação tácita de John? Ele tinha a dito Brent que ele não ia lutar o reagrupamento da família de Tony. — E. quando ambas choraram. — Pegando o filho dela. quando John falou. ele viu sua franqueza e ternura da mãe dela. — Olá. — Sim. como você e o tio John? Emily olhou na direção deles e respondeu. Nichol perguntou. Nichol lançou de seu abraço e se apressou a seu primo. sua tia Claire. Ele se lembrou de sua bolha durante a noite quando acordava Nichol. No entanto.transbordar. Por um instante foi apenas os três e sem aviso. Claire mais uma vez esticou a mão. tia Em? — Nichol perguntou. Michael. — Obrigada. então você não estaria aqui. papai? — Uau! —Michael engasgou. . Agora que ela era mais velha. esta é a irmã da mãe. Contendo a emoção. querida. mas obrigada. ~ 277 ~ . também. — Antes de você nascer. Os olhos de Tony foram para John. também! — Olhando para Emily. — disse Emily. — Nós soubemos que o incêndio não foi nosso único perigo. Tanto tempo. — Mikey. — Michael. Isto não é fácil para mim. A voz de John encheu a sala de outra forma tranquila. . Claire abraçou a irmã dela. sabe o que? Eu tenho um papai e mamãe.seu tio Tony. — Por que você está triste. se não fosse o tio Tony. Era tudo o que tinham no paraíso e muito mais. Michael levou a mão dela e sorriu timidamente. não o que Tony tinha esperado. Os olhos dela eram largos com admiração quando ela disse. Se ele não tivesse feito isso. — Crianças. Nós sabemos o que vocês dois desistiram. — isso significa que eles são tios do Mikey.por nós. tantos erros: ele os ia colocar aqui? Se preparando para aceitar o que ele merecia. — Ela hesitou. estou tão feliz em o conhecer. Tony esperou. Michael. tio Tony salvou sua mãe e eu de um incêndio. — Eu fiz. ela disse. Tony disse.

Tony não queria olhar para Claire. ~ 278 ~ . — Eu não estou triste. Eles te amam muito. mas ele fez. Estou feliz. querida. tristeza e arrependimento. — Estou feliz. Nichol olhou na direção deles e sorriu. Estou tão feliz que você tem a sua mamãe e papai novamente. Seu peito doía com orgulho e amor. Era a promessa de um futuro rodando num turbilhão de remorso. Limpando os olhos dela. Emily abraçou Nichol e disse. também.

Não foi o que Tony não queria conceder o seu pedido. Especificamente. Claire argumentou que ela estava familiarizada com Phil. Ele tinha certeza de que Jim não aprovaria. Tony não tinha certeza sobre Phil cumprindo a posição como chefe de segurança. Agora o Phil tinha a posição. Em primeiro lugar. Foi que Phil tinha estado fornecendo sua segurança desde o início. no entanto. não pode mais haver dor. No início. Verdade seja dita. Ela queria Phil. foram alvos em potencial. Quando veio para a segurança de sua família. Ela entrevistou alguns dos nomes que Tony recomendou. e com todos os novos membros da equipe. Não importa se não havia nenhuma ameaça imediata: os Rawlingses eram pessoas de meios e como tal. Tony tinha dito a sua esposa que ela poderia ter o que quisesse. Tony queria que escolhesse o chefe da sua segurança e a babá do Nichol. Claire tinha pisado no papel de dona de casa: não só ela estava administrando o pessoal que já havia sido contratado. apenas mais amor. Talvez. que não havia ninguém tão devotado à sua família como Philip Roach. mas uma noite ela disse a Tony que queria Phillip Roach. Isso não importa. só sem o meu conhecimento com ela. exceto talvez o Eric. Tony não se compromete. Quando Tony falou sobre Nichol.Madre Teresa Capítulo vinte e seis Outubro de 2016 (Convicted – Capítulo 51 e Além) Tony Todo mundo estava se adaptando ao seu novo papel. Não havia dúvida na mente de Tony. se ele o trouxe até seu novo terapeuta. Roach tinha tomado conta de Nichol e Claire nos últimos dois anos. Tony não tinha feito isso porque ele queria monitorar os movimentos de Claire ou não confiava em suas escolhas: era exclusivamente sobre a segurança dela. que se você amar até doer. mas Tony a convenceu de que tinha sido sempre presente. Claire concordou. . ela queria a familiaridade. Claire se recusou a necessidade de segurança. mas ela também tinha contratado um pouco mais. Eu achei o paradoxo. Quando ~ 279 ~ . ele também não aprovaria.

— ela disse. Claire pediu a Tony para entrar na casa. Talvez tenha sido a sua ~ 280 ~ . Tony trabalhou para permanecer estoico. Tony permitiu a cor brilhar. — Seus bracinhos arranhavam seus rostos quando ela acrescentou. Quando eles beijaram e deram boa noite a filha deles. O plano dele era bom quando ele estava no Yankton. Tony fez o seu melhor para evitar ficar sozinho com a sua esposa. A última noite antes da mudança de Nichol. Ela disse que ajudaria com a transição se Nichol a tem de conhecer antes que ela se mudasse. bem como passaram todas as noites com Nichol. Claire encontrou uma mulher jovem com quem ela se sentiu confortável. Claire fez pouco para esconder sua excitação. ele ansiava por Claire.uma família. Como não poderia? No entanto. ele lutou para se manter na baía. — Mal posso esperar para ir ao meu quarto amanhã à noite! Mal posso esperar para estar com vocês. O psicólogo infantil recomendou que Claire tivesse uma babá no lugar pelo tempo que Nichol se mudou para a propriedade. Havia o vermelho de desejo e raiva. e ela e Nichol se deram bem imediatamente. com os dois. à noite antes da mudança da Nichol. Eric também era inegável. O nome dela era Shannon. Todo o processo foi desgastante. Acima de tudo. Era muito mais difícil do que ele esperava. No caminho de casa. Todos estavam tentando fazer a mudança mais fácil possível. Estava fechando a janela de duas semanas e tudo parecia estar se encaixando. era um arco-íris de cores. para manter o vermelho . Depois de muitas entrevistas. A psicóloga infantil recomenda também de que a transição para a propriedade durasse um mínimo de duas semanas. Em vez de falar de sua esposa em abstrato. Lá tinha feito sentido. No entanto. Porque era tão difícil. — Tudo aconteceu tão rápido.a emoção . quando ele e Claire estavam sozinhos. . Tony acreditava que. a família dele estava segura. Tony e Claire começaram as sessões de terapia de família. mas também havia o amarelo da felicidade e tons escuros de decepção. Enquanto com Nichol. Claire e Tony estavam encorajados quando eles deixaram a casa dos Vandersols. Emoção não era preto e branco ou cinza mesmo como tinha sido na prisão. Durante esse tempo. ela era real e estava tão perto. — Minha mãe e meu pai.veio a devoção. — Não acredito quanto às coisas mudaram em apenas duas semanas. Depois de uma semana. mas agora era diferente. ela disse. No mundo real. Ela disse que havia alguma coisa que ela queria lhe mostrar. Ele desejava que eles tivessem com Nichol.embora. os Vandersols trouxeram Nichol à propriedade. Enquanto ele escutava conversas de Claire.

com tudo o que ela o queria mostrar. Decepção e preocupação eram apenas os principais candidatos. Abriam as comportas. Ele planejou discutir a situação com Roach. Tony pensou sobre sua postura. Lentamente. Ele já não tinha energia para segurar. ela precisava conhecer melhor a respeito. Claire disse. Eu achava que sabia onde eles estavam. sua visão de cor quando seu desejo por sua esposa se intensificou. a emoção que ele tinha trabalhado por duas semanas para subjugar. alguém deve ficar com ela. consumia seu ser. Ela não ia embora – ela ia? Desde o desapontamento com a falta de pessoal. Com cada passo no andar de cima. nos olhos dela. Até se retirar para a noite. — Quando ela levantou e seus olhos se encontraram. Tony vagava de sala em sala. Ele tinha lhe causado muita tristeza. Se a gestão do pessoal estava falhando. Ela disse que os tinha liberado para a noite. O que estava encaixotando? Ela ia embora? Qualquer coisa que ela precisava estava aqui quando ela se mudou. pela manhã. Isso tinha que ser o que era. Ele gostava de a ver feliz. Por que ela teria as caixas? Em seguida. Ele não sabia que ela tinha vindo para uma casa vazia. ele não voltou. Seja qual for a razão. Desejo e necessidade foram se aproximando rapidamente. Quando o quarto se infiltrou com o escarlate. Tony sabia que ele deveria virar e voltar para baixo. cor retornado.excitação na observação da despedida do Nichol. Ele tinha dito ao pessoal para mandar tudo para a propriedade. Ele estava batendo do peito como ele tentou parecer ~ 281 ~ . E se ela precisava de alguma coisa? E se aconteceu alguma coisa? Isto não é discutível. ele sabia sem dúvida que ela podia sentir a mudança. para a preocupação sobre as caixas. Quando ele esperou que ela voltasse de lá de cima. Sem virar em sua direção.. Claire estava lá. ela podia ouvir seu coração. Tony aprendeu que o vermelho também era a cor de preocupação. inconscientemente. A faísca que ele tinha abafado agora queimou sua alma. Ele também viu isso. — Me desculpe por demorar tanto. Quando eles entraram na casa. Era simples. porque o pessoal tinha ido embora. ele achou ser totalmente inaceitável. Porra. no chão remexendo as caixas.. Tony questionou a Claire recentemente elogiada em sua gestão por competências. Enquanto observava a mulher dele. Tony não queria negar o seu pedido. Fome. se lembrou: as coisas de Everwood. Quando ele virou o corredor para entrar na suíte. As emoções não surgem singularmente. Embora ele devesse ter ficado lá embaixo. Tony parou.

Seus terapeutas e médicos lhe contaram a mesma coisa que Jim tinha dito. Por que ela queria ver isso? Ele continuou: Não posso explicar como aconteceu. eu sei nunca poderia ter sido parado. médicos e conselheiros para citar alguns. Não posso explicar como eu caí profundamente e loucamente apaixonada por um homem que fez as coisas que Anthony fez . aprendi muitas .Anthony Rawlings sempre conseguiu o que queria.que eles eram errados juntos.. mesmo quando ela pensou que ele estava morto. Era crua e vulnerável. ela estava diante dele.. Isso foi real e com a letra de Claire.? —Suas palavras diminuíram quando ele começou a ler: Suponho que eu deveria começar no início . Confuso. que ela o tinha matado. ~ 282 ~ . Dizem que sou uma vítima de abuso. ela alegou o ainda amar. Tony não sabia se ele podia fazer isso. Me disseram que o meu amor não era e não é real.. . Não. Agora. Tony abriu o caderno de cima e perguntou. não podem explicar que eu não sou louca. Se eu aprendi uma lição na minha vida . Você vê. o entregando o que ela achou.março de 2010. — respondeu ela. e como tal.e. — Os segredos? O que você. não foi quando nasci. Engraçado. eu vou tentar fazer as duas coisas. não me lembro de como aconteceu. Ele continuou a ler: Então aqui vai. Como pode isso ser verdade? Se não sei meus próprios sentimentos. eu comecei a viver no dia que minha vida foi levada. acredite. apesar de tudo.distante. Anthony Rawlings me queria. como alguém pode? Foi diferente do testemunho dela. e já contei essa história. Eu vivi essa história. Foi diferente do livro da Meredith. Em algumas etapas. Foi quando comecei a viver. No entanto. A maioria das pessoas acha que sou louca . Agora.mas eu fiz! Esses sentimentos têm sido desacreditado por várias pessoas: familiares.talvez eu seja.. porque sem reviver. Tony chegou para os notebooks e perguntou: — O que são esses? — Eles são meus segredos e memorias. não entendo a diferença entre amor e comportamento aplicado. Ele lia o livro. nunca ter parado de o amar. mesmo na minha cabeça.

Ele levantou seu queixo e desta vez. Passando as páginas de todos os quatro notebooks. ela fechou obstinadamente os olhos dela. — Não posso.. Claire inclinou a testa dela contra seu peito e disse. Claire olhou para outro lugar. ele notou que todas as páginas de cada livro foram preenchidas com a escrita. Naquela noite eu trabalhei as 16h00min para fechar o turno na ala vermelha em Atlanta. Tony fechou os olhos. Enquanto com Jim. Não posso aceitar outra rejeição. escovando seus lábios com os dele. Ela poderia ouvir a corrida de seu coração quando ele exigiu sua complacência. nos olhos dela . no entanto. Rejeição? Ele nunca a poderia rejeitar. sua conexão. . Expressão em branco não conseguia revelar seus pensamentos. Isso foi à coisa mais distante de sua mente. ele viu Claire encostada na parede. Ele veio até o bar e se sentou.seus olhos verdes esmeraldas. ele tinha revivido partes: partes que ele queria esquecer e ele se lembraria para sempre. — Olhe para mim. Tarde demais para parar. meros centímetros os separavam. Tony sabia o que queria. Olhe para mim. Ele tinha vivido isso e ele lia. Os que ele tinha mergulhado muitas vezes. Como ele pensou que a poderia deixar ir? A temperatura da suíte aqueceu exponencialmente quando ele colocou os cadernos na cômoda e ainda manteve seu olhar. seus braços cruzados sobre o peito a vigiar ele. Se foi seu controle: seus desejos o oprimiram.. ele perguntou. Instantaneamente. Com um tom mais suave. Eu quero ver os seus olhos. Ele a queria mais do que queria a própria vida. Ele levantou seu queixo e procurou o fogo. Então. Tony. Tony lutou contra a vontade de a tocar. — Abra os olhos. e a confortar e pedir desculpas por ter pensado que eles deveriam ser separados. Olhando para cima. mais recentemente após seu discurso do divórcio. não de você. — Por que você me mostrou isso? ~ 283 ~ .ele viu o fogo que ele tinha sentido falta. se mudou para frente. . Olhando. Lembro de pensar. — Não. Em vez de obedecer. quebrando sua conexão. Embora ela não lutasse a sua aderência. — Ela implorou. Conheci Anthony Rawlings em 15 de março de 2010. — ele ordenou. Se rendendo à sua necessidade.agora! — Por favor.

a batida irregular do coração dele parou. renunciar sua posição não era sequer viável. — Para que você soubesse. A resistência inicial dela se desvaneceu quando a sua necessidade se intensificou. ou um futuro comigo! Largue o meu queixo e pare de fingir! Ele obedeceu a sua demanda e soltou seu queixo. Ele deslizou sua mão na parte de trás do pescoço dela e entrelaçou os dedos pelo seu cabelo.. cada dia. o corpo dela respondeu ao seu toque. tudo veio para ele. O cabelo dela ventilou por trás de ~ 284 ~ .. Ele não podia. Eu tenho enfrentado nosso passado . Passo a passo. a liberdade que ele tinha levado. Há duas semanas. talvez todos juntos porque se o que ela disse fosse verdade. ele provou sua doçura quando sua língua separou os lábios dela. seguiu para o colchão. Quando os gemidos sensuais dela ecoaram em seus ouvidos. ele disse. e a respiração irregular deles encheu a sala grande. — Queria? Passado? — ele perguntou. Seu volume aumentou com cada frase. Eu nunca fingi amar você! Eu te amo! Isso é presente! Ela não respondeu verbalmente. Seu querer se tornou mais aparente e difícil de negar. cada hora. no entanto. No entanto.várias vezes. Mesmo conhecendo aquele passado. Suas pálpebras vibraram abertas. As ações de Tony não foram planejadas: elas eram carnais e viscerais. ele já não queria lutar contra seu desejo. Com cada carícia. ele já não podia resistir.. eu queria um futuro. — Eu te disse antes. — Você não me quer! Você me deixou na prisão de Iowa! Você me disse que queria o divórcio há duas semanas! Não consigo viver em uma fantasia! Você não me quer. quando os lábios dele prenderam os dela. Com a outra mão. Analisando cada palavra. Com sua voz ecoando por toda a suíte parecendo mais um rosnado. Ele a queria dar a liberdade que ela merecia. Sem desculpas. o beijo deles aprofundou. ele a empurrou para trás até que eles estavam alinhados com a parede. ele puxou seu corpo pequeno contra ele. a forçando manter seu rosto inclinado na direção dele. Embora ele ainda segurasse o queixo dela. cada minuto e cada segundo tinham sido agonia. já não haveria uma razão para o seu coração continuar a bater. Tony levou sua esposa para a cama e sem hesitação.. mais emoção do que ele tinha permitido em anos. Quando ele puxou os quadris dela contra o dele. Fogos de artifício coloridos explodiram em sua mente enquanto o punho dele batia na parede acima da cabeça dela. a mulher bonita ao seu alcance se transformou na mulher ousada que ele tinha aprendido a amar. Com seus lábios contra os dela. Tony tentou soltar Claire.

. — Claire. de todos os lugares. Olhos de Claire alargaram quando ela perguntou. mesmo que isso a deixaria chateada. eu estava morrendo de medo que você está pensando em o fazer novamente. A voz de Claire foi forte e determinada. O que tinha acontecido? Ela estava disposta apenas alguns segundos atrás. —. mas em seus cadernos. como Jim. Não vou deixar você me machucar de novo. ele explicou o óbvio. e ela se desenrolou debaixo dele. eles dizem que não somos bons um para o outro. Você dirigiu para longe de mim . — Você não entende? É por isso que queria o divórcio. Ele não era bom para ela. também. ele estava ~ 285 ~ . Não quero te machucar e .. ela não entenderia. — Claire.. — Tony suplicou quando ele levantou e começou a andar. Ele mal ouviu a voz da primeira vez que ela disse para ele parar.duas vezes! Você acha que não me lembro disso toda vez que você dirigir para longe desta propriedade? No outro dia quando estive fora por mais de três horas e dirigindo por Bettendorf.seu rosto vermelho e os lábios ligeiramente inchados era a mais bela e erótica vista que Tony tinha visto em anos. — A razão pela qual não queria Roach trabalhando para você foi. Então ele a ouviu falar mais alto.e não aguento mais uma vez. pare! Sua mente era um borrão. — Você precisa ir. O que você sabe sobre minhas idas e vindas? Tony fechou os olhos e exalou. — Eu? O que tem eu? Correndo a mão pelo cabelo dele. você disse que ainda me amava depois de tudo. Você fala de eu a deixar na cadeia e este divórcio. ela estava certa. O comando ainda não computou. Empurrando a blusa para cima.. — Eu disse. A dor de sua necessidade doía quando ele levantou seu corpo dela. — E o que é sobre você? Claire levantou e olhou incrédula.. no outro dia? Como sabia que eu estava em Bettendorf? Ele não o queria dizer que ele a tinha seguida. Porra.. É ainda verdade? Ela se aproximou. — Ele gaguejou. — O que quer dizer. Não posso fazer isso. — Você me deixou. — Me responda. O pulsar do sangue correndo em suas veias o ensurdeceu ao mundo exterior. ele devia a honestidade para ela. ele procurou para tocar a suavidade da sua pele. — Droga.

me diga o que você está pensando. — Você tem todo direito de estar zangada. Eu tinha medo que se eu tentasse. as mãos de Claire seguraram as bochechas dele e o puxando de volta seu olhar para o dela. — O divórcio não era para machucar você. — ~ 286 ~ . ele odiava que ela tinha essas memórias — que ambos fizeram. Quando ele estava prestes a levantar. — J-já me perguntaram várias vezes. Não quero que nada aconteça com você. porque eu estava com medo. — As palavras dele vieram rápidas. Com um tom mais suave. Quando eu conto a história sobre nós e falar sobre compras ou a Sinfonia eles me disseram que eu deveria ter fugido ou alguém disse. apesar de todas as necessidades físicas sendo atendidas. ela perguntou. Em quase um sussurro. ela explicou. por que não tentei escapar de você em 2010 quando tive oportunidades. Existem tantas coisas. mas eu não estou. me machucar. — Por favor. Ele agarrou os ombros dela.nada . Respirando. talvez eu devesse estar chateada que você teve gente me seguindo. você iria me castigar. no entanto. Ela estava certa: ele precisava ir embora. Deus. nunca mais. — Aquela dor física que temia não era nada . mas não me arrependo. a voz dela não estava com raiva. Incapaz de parar a umidade que ameaçavam seus olhos. além disto. — Ela balançou a cabeça. — Eu não fugi. Ele tem te observado desde o dia em que veio para casa.trabalhado para mim. — Não me importa que você vá.em comparação com a dor de pensar que você já não se importava. — ele implorou. Eu sempre vou me preocupar. ela envolveu seus braços em volta do pescoço dele e escovou seus lábios com um beijo. Eles nunca iriam. e falhei. Tudo bem. Suas palavras eram dolorosas e bonitas. Tony reiterou. Inesperadamente. Ela se afundou de volta para a cama e ele se ajoelhou diante dela. — Tony. Me ensinaram que a dor pode estar presente. — Por quê? Me diga porque você teve Phil me seguindo. ela continuou. — Por favor. Eu só preciso saber que você está segura. Estas últimas duas semanas tem sido um inferno. — Eu não sei. Olhos de Claire estavam cheios de lágrimas. Eu me preocupo.

Prometi a você isso há quase seis anos. — seus lábios prenderam um mamilo agora exposto e puxou suavemente enquanto a língua dele rodou o botão endurecido. Em vez de responder. — Já te disse que eu sou. provocando os gemidos que ele gostava de ouvir. — E tocar em você. Se ele não seguir com o divórcio. segurou-a para o cobertor macio de cetim. As lágrimas se desvaneceram quando as pontas dos lábios dele se moveram para cima. Ela chegou para o rosto dele e ele levantou os olhos para o dela.Foi felicidade que ele ouviu? — Honestamente. — E não ser permitido te provar. Ele tinha prometido isso. ele acrescentou. ele a empurrou de volta para a cama e cobriu seu corpo com o dele. — Você não vê? Não estar com você me machuca. Quando os lábios dele não estavam acariciando sua pele. Tony concordou. eles estavam falando. — Era uma agonia. e quanto ele a amava. quase nua. eu estou aliviada. — Eu a queria proteger. se nós amarmos. Claire não protestou como o peso dele. — Foi uma tortura. — Se fizermos isso. eu continuo a ser. quanto ele a queria. eu vou sempre me importar e sempre te amar. . Todos os dias machuca mais do que o antes. não foi porque ele não era um homem de palavra . Rawlings. dizendo a ela quanto ele tinha saudades dela. Ele tinha.que era porque ele era. soava bem no princípio. um homem de palavra.duas vezes. — as pontas de seus dedos suavemente trilhavam a carne quente de seu pescoço para a banda de sua calcinha de renda. O divórcio foi apenas para evitar que você se machuque . Eu não achava que você se importasse mais. e apesar de tudo. — ele levantou a cabeça e olhou para o corpo dela agora. ~ 287 ~ . mas te ver.por mim. ele continuou a adorar a mulher abaixo dele. Quando ela voltou seu sorriso. como ela pediu. — Sra. suas mãos macias acariciavam seu peito enquanto os lábios dele seguiram toda a clavícula exposta dela e ele desabotoou a blusa dela. Quando eu estava na prisão e fomos separados.posso confiar em você para não me deixar. Removendo a camisa dele. Com cada botão ele trilhava um beijo para baixo até a blusa dela estava aberta e ele alcançou o topo das calças dela. A realização bateu nele. outra vez? Não havia nenhuma maneira que ele a poderia deixar. Tony tinha prometeu amá-la e cuidar dela para sempre . Facilitando para baixo de suas pernas.

Levantando a sobrancelha. e nunca escutaremos ninguém mais sem saber a verdade de nós mesmos. preciso de mais. Ele queria o que ela queria. Não posso prometer o felizes para sempre. Entre beijos ele disse. Claire disse. mas. no entanto. Tony olhou nos lindos olhos dela. Eu nunca vou me cansar. Ele poderia fitar o olhar dela para sempre: somente a resposta dela lhe dizia se isso era possível.. prometo que eu vou passar o resto da minha vida tentando. Envolve cetim preto? Claire riu. porque já tentei . E prometo que vou nunca mencionar o divórcio novamente. — Você. eu tenho um pedido. Enquanto as unhas dela mordiam seus ombros. Se você me terá de volta. um dos lugares ~ 288 ~ . Era a promessa de um futuro: um cheio de infinitas possibilidades. os dedos dele brincaram e provocaram. Isso é o suficiente para você? Tony aguardou sua resposta quando lágrimas caíram dos cantos dos seus olhos de esmeralda. mas ele nunca tinha imaginado que estivesse ao seu alcance. Eu sou tão viciado que não consigo largar você. Eu prometo que nunca vou me afastar e ou deixarei mais uma vez. Quebrando o feitiço. - afinal de contas. — Tony. Apesar de tudo. Eu quero meu felizes para sempre. e eu provavelmente vou estragar tudo. ele pensou. Uma memória de um pedido no paraíso. mas porque eu me conheço. Eu falhei miseravelmente. Se você me disser que você nunca vai se divorciar ou discutir isso. mas preciso ser sincero. Eles se beijaram com uma paixão que ninguém nunca tinha experimentado. chega de falar do divórcio . minha querida. Eu quero que você prometa que não vai me deixar. — Sim? Acho que vou gostar disso. Seu coração disparou. — Primeiro. — ela fez uma pausa para entregar um ataque maravilhoso de beijos no pescoço. Eu sei. eu vou tentar todos os dias para lhe dar exatamente o que você merece. Antes que ele pudesse continuar a sua sedução. — Te quero tanto. primeiro. mas por você. Foi o encerramento de suas dores passadas. Ela era dele. um feito mais uma vez.nunca. Não porque não mereça. este é sua propriedade . A mulher abaixo dele era tudo o que ele queria e mais do que merecia. e ele era dela.se você me permite voltar.não para mim.. Estava cheio de fome que só o outro conseguia acalmar. entrou em sua mente e ele sorriu. — Não. é minha droga. Foi o culminar de anos de separação. Ambos causaram e ambos sofreram. Quanto mais eu tenho de você. é mais do que suficiente. eu vou acreditar em você. confio em ti e sua palavra.

— Não me desaponte. meus pagamentos de hospedagem continuarão a ser tão radicais? Ela deu de ombros. Irá haver consequências.tudo e muito mais. Rawlings. Ele não discutiria. Rawlings. — Agora.que o levou a loucura e induziu rosnados que ele não podia controlar. Tony deu boas vindas. só você pode decidir se faço a corte. eu sou muito criativa e me deixe te avisar. — Eu irei conduzir para longe. O sorriso dele ampliou . Era exatamente o que Tony queria fazer . para vários lugares. O pronto dele foi extremamente evidente como o vermelho da paixão de seu mundo. — ele sussurrou. — Eu acredito que você sabe que eu estou. Sabe. Eu tenho o resto das nossas vidas para vir com ideias novas. Jim estava certo sobre algumas coisas. As chamas do desejo não foram feitas para ser umedecidas. Espero que esteja pronto para isso. Sra.fazer amor. Ele só não queria ter sexo: Tony queria mostrar exatamente o quanto ele a amava sua esposa. Claire continuou com um sorriso. ~ 289 ~ . — Eu não sei. estou ansioso para seus desafios. Claire provocou. se você não fizer amor comigo neste momento. Com um sorriso brincalhão. — Acho que temos um acordo. — Muito bem. os pagamentos serão assustadores. e Sra. Pela primeira vez em anos. Ousada e atrevida ainda era seu favorito. — E eu vou viajar mais tranquila sabendo que Phil está lá quando você não pode estar. Elas foram feitas para ser alimentadas e nada alimentava seu desejo mais do que as faíscas nos olhos de esmeralda da mulher atrevida e ousada em seus braços. Aparentemente. eu vou te jogar para fora da minha propriedade. — Meu Deus.

~ 290 ~ . — Você nunca poderia me interromper. sorrindo e balançando a cabeça. Timidamente.Cat Stevens Epílogo Dezembro de 2016 (Epilogo . . — Vamos? — Não! Bobo. Sr. — Nichol. você consegue ver o bem das pessoas vivendo felizes para sempre. Eric e Sr. Só mamãe. Você não o deve interromper. Suas marias-chiquinhas giravam de um lado para outro. Nichol correu ao redor de Eric e Phil para o outro lado da mesa e se lançou no colo de Tony.Convicted e Além) Tony A frase de Eric parou com o som da porta abrindo. Você pode me dizer sua notícia emocionante a hora que quiser. ela olhou para cima em Tony. Estou confiante de que. Shannon e eu vamos. Phil. seu pai tem trabalho a fazer com o Sr. Claire entrou. — Eu não estou in-ter-rompendo você. o senso comum e a justiça vão prevalecer. educada na crença de que se você esperar até o fim da história. Ele ficou maravilhado com a visão de seus próprios olhos vindo da expressão de questionamento de Claire. no final. estou? Ele a abraçou apertado. princesa. Phil? Só então. Eu sou uma otimista. ela perguntou. O escritório em casa de Tony e Claire de repente foi preenchido com o som de pés e risos. — Papai. — Vai também. antes de olhar de volta para sua linda filha. — Nichol voltou sua atenção para o outro lado da mesa e perguntou. adivinha o quê? Vamos na casa da tia Em! Tony riu e sorriu para Eric e Phil.

Prometeram um ao outro para ser honestos. London. — ela disse com olhos brilhantes. — Estaremos de volta antes do jantar. implorando para continuar. Nem sempre foi fácil. pensei que você poderia ouvir diretamente de Eric e Phil. Mesmo quando ele disse a ela sobre Patrícia. As estradas estão muito nevadas. — Podes lhe dizer que sua mãe vai estar lá? — Eu posso. mas já que está aqui. mas em vez disso. e então nós estaremos em casa. obrigada. ela teria respondido de forma diferente. — Você pode lamentar essa afirmação. Honestidade ajudava a tornar o mundo mais brilhante. — Bem. — Phil sugeriu. — Talvez eu pudesse te levar. — disse Tony quando ele levantou Nichol de seu colo ao chão. — Eu diria hoje à noite. cadê Shannon? — Ela está esperando por mim e a mamãe. Suas ações e respostas o lembraram de que ela era a pessoa mais forte e mais valente que já tinha conhecido. Aparentemente. ela ficou contente. Mas cada dia ela o lembrou de por que ele tinha caído no amor com ela. Clareou a maior ameaça que enfrentam . quando Eric fechou a porta do escritório e retomou seu lugar ao lado de Phil — O que está acontecendo? — Claire perguntou. Eu vou levar o SUV. — Claire brincou. Phil estava me contando sobre os resultados do teste de DNA no último pacote. — ela caminhou até Tony e lhe deu um beijo na bochecha: Nichol seguiu a pista de sua mamãe.a ameaça do desconhecido. uma mulher não no banco federal de agressores conhecidos. eu diria que recebemos outra mensagem. Nós vamos para Emily. que exclui automaticamente a Sra. O olhar interrogativo de Claire se voltou para o marido e depois para Eric e Phil. quando ela saiu correndo em direção ao corredor. ela lidou com isso com graça. muito bem. Talvez se as ações dele tivessem sido diferentes. — Nichol. — Claire. — Pelo olhar em seus rostos. Tony chegou para a mão dela. e Tony às vezes se preocupava sobre quanto Claire poderia manipular. — Sim! — Nichol concordou. — ele explicou quando ele olhou para Phil. ~ 291 ~ . em tudo. — Foi definitivamente selado com saliva feminina. — Não.

— Uma mulher? Quem você acha que faria isso? Quem além de Catherine saberia sobre o link de Rawls- Nichols? — Minha conexão familiar com Nathaniel foi exposta aos meios de comunicação durante o julgamento de Catherine. Eu preciso ir ao escritório. — Tudo bem. Claire revirou os olhos e endireitou os lábios dela. Foi endereçada a você: Claire Nichols-Rawls. — Você abriu? — ela perguntou. — outra nota chegou hoje. — Ainda assim. cara. — Nenhum dos pacotes ou cartas que recebemos tem testado positivo. ~ 292 ~ . Não saberão que estou lá. nem mesmo cartas são para ser considerado seguro até que saibamos com certeza. Claire olhou de Phil para Tony. — Ainda não. Finalmente. Phil. Ricina é outro veneno que é usado em casos conhecidos. — Eu vou levar meu iPad. e Eric pode me levar. — Vou verificar na lista de nomes. — Eric acrescentou. — disse Tony. — A polícia recomenda que qualquer correspondências suspeitas é para colocar no saco e as levar para análise. quando ele apertou a mão dela. tenho certeza que você vai ficar encantado. Ele sorriu. — E senhora. você tem que nos dar sua opinião. ela disse. — respondeu o Phil. melhor você do que eu. — Oh. Não aceitamos quaisquer chances. Após todo o susto do antraz. — Eric e Phil estão apenas sendo cauteloso. — Phil ofereceu. Tony disse. É uma exigência. Se você vem. — porque não vai em frente e conduz Claire e Nichol. a vingança foi mantida sob sigilo. — Você quer trocar? Eric abanou a cabeça. — Tony tranquilizou. não. Phil perguntou. Cutucando o Eric. eles têm? — Não. enquanto eu e a Emily discutimos trajes para levar para a ilha na próxima semana. — Nem em um milhão de anos. Eu gosto da idéia de ser excessivamente cauteloso até sabermos mais. Suponho que alguém no tribunal poderia ser considerado uma possibilidade. Tony balançou a cabeça e sorriu a Phil — Ei. — Voltando ao Phil. Sobrancelha de Claire levantou.

É só a Patrícia que é MIA. ~ 293 ~ . eu ouvi isso. — Hum. — Desculpe. O estômago de Tony atou. — a lista não é tão longa quanto seria de esperar. Ele sabia o que ela estava pensando e fez o seu melhor para parecer inocente. — Claire murmurou sob sua respiração. Claire estava quase à porta. senhor. — Não estarei satisfeito até que a encontrei. Ron e Ilona tinham sido maravilhosos. quando ela olhou de volta e disse. — Com um sorriso. — Nos mantenham informados. — Eu tenho procurado por Patrícia. — Sim. Phil esperou até que Claire fosse antes que ele disse. — Phil confirmou. — Eu só a quero excluir. — Momma. se apresse! Vamos. e Harry estava emocionado com o seu novo papel mais envolvido. Desta vez foi a vez de Tony. — Tão exigente. — Nós falamos sobre o pessoal passado da casa. acrescentou. — disse Tony. Só então. — Como alguém que eu conheço. Jillian só recentemente começara a terceira série. Após uma tosse fingida. Outubro de 2017 Harry Foi sua primeira conferência de pais e professores. Eric disse. ele murmurou. mãe. — Ela puxou na mão de Claire. — Há evidências ou isto é intuição? Phil deu de ombros. voou de porta aberta e todos escutaram a voz animada do Nichol quando ela disse. eu ouvi isso. Eric e eu estávamos de brainstorming sobre mulheres que conhece com rancor. mas todo mundo está limpo. Tony assistiu o verde dos olhos de sua esposa brilharem quando eles fizeram contato com o dele.

Não havia outra maneira que sua irmã teria aquela foto do que dos autores de seu sequestro e emboscada. Afinal. tal como a mãe. Liz disse que precisavam de sua experiência e conhecimento. ela correu e agarrou a mão dele e o puxou para os pais dela. em confiança. Ele disse a ela que foi a imagem que ela havia mencionado. devido à SiJo. De alguma forma. Quando a filha dele o viu. Apesar de tudo. Harry viu Ron. você está pronto para isso? Ele sorriu. Harry. estou. um dia ela poderia assumir sua nova empresa. Ilona e Jillian. quem estava endireitando o rabo de cavalo loiro da Jillian. — Sim. Harry a havia introduzido na Nancy Drew. então não espero surpresas. Harry realmente esperava que essa mania passasse logo. ela estava preocupado que ela tinha adicionado o combustível para sua tempestade de suspeitas. Não era só sobre a sua nova agência de investigação e seu novo ambiente. que tinha sido aquele que primeiro suspeitou de Amber em relação à morte de Simon. Ilona. Sua conferência foi agendada para 19h00min. — Eu deveria? ~ 294 ~ . ele disse a Liz toda verdade. depois de meses tentando fazer seu relacionamento a distância dar certo. olhou para cima. A nova mania incluía bonecas que pareciam Barbeis zumbi. Assim que ele abriu a porta para a escola. Não só que ela estava chateada com Harry para dizer ao FBI. mas Harry também aprendeu os nomes de todas as princesas da Disney. ele estava contente. Harry parou na escola da Jillian às 18h45min. Quando Harry tinha voltado à Califórnia para o julgamento de Amber. — Oi. Ele disse. Ele não achava que ela era muito jovem para fazer algum trabalho de detetive da menina durona. Eu sou meio animado sobre isso. mas Harry suspeita que não fosse a verdade completa. Ela alegou que ela não podia se mudar à Carolina do Norte. Para evitar o DVD que ela trouxe e assistiu. Harry não se importava.Jillian estava mesmo passando a noite na casa de Harry todo fim de semana. Ele tinha aprendido muito no ano passado. para apenas alguns meses mais tarde ser informado pela sua filha que ela era velha demais para princesas. e ele quis dizer isso. Harry gostava de passar tempo com sua garota favorita. — Bem. Jillian é uma pequena gênia. — Ela olhava nos olhos da sua filha. Ele tinha dito a si mesmo que Jillian seria sua principal preocupação. Ron estendeu a mão. Liz não aceitou as notícias bem. Independente do que eles fizeram.

Oliver. mãe. Eric sabia a ~ 295 ~ . A primeira vez. — Srta. Para ele foi uma surpresa. — Não.” Com a antecipação aumentando. ele nunca queria experimentar este tipo de ansiedade novamente. Harry aceitou a mão da Jillian ela o levou para a aula. Harry não sabia o que esperar. letras coloridas e equações matemáticas. não era ele. Mas por que teria Claire voluntariamente se colocou em perigo novamente. o sino da escola tocou e ouviram o anúncio: “A Sessão de pais e professores as 18h40min está agora completa. Bem. Srta. Ele não podia acreditar que estava a passar por isso novamente. O olhar de Harry digitalizou a sala. ela quase morreu. Tinha sido um tempo desde que tinham recebido um pacote ou uma carta ameaçadora. quando todos eles riram. Ao longo dos anos. Foi mais do que ansiedade: era o desamparo.. ele esqueceu momentaneamente seu próprio nome. Por favor. Harry estendeu a mão. Obrigado. Foi Jillian que veio em seu resgate. Oliver. Rawlings e Claire tinham a hipótese de que o misterioso remetente se tornou entediado e se mudou. estava um das morenas mais bonitas que ele já tinha visto. Exatamente 18h58min. era ela. Harry. Phil disse que ele nunca poderia a ter impedido. ele tinha feito assumidamente o que precisava para manter Claire e Nichol seguras. — Jillian respondeu. este é o meu outro pai.. saiam das salas de aula para a sessão de 19:00. levando nos cartazes coloridos e pequenas mesas. Fevereiro de 2018 Phil Phil empurrou o seu caminho através do lobby do hospital. As paredes estavam cobertas de cartazes. sorrindo e estendendo a mão para Ilona. Depois da primeira vez. Seus olhos azuis claros pararam na grande mesa na frente da sala. Quando seus olhos verdes encontraram o dele. — Olá. Atrás da mesa.

Ele não queria pensar sobre o que Claire poderia estar passando.. ele viu Brent Simmons como John e Emily Vandersol. ele ficou surpreso com o número de pessoas que ele viu. — ele disse.. Patrícia foi a que se tirou do radar. —. há quatro anos. Imediatamente. ela se levantou e caminhou em direção a ele.. os olhos de Phil encontraram Courtney Simmons. Transpiração umedecendo sua fronte quando os sapatos dele batem o assoalho de telha do corredor quase vazio. A ter desaparecendo permanentemente passou despercebido. — Phil. Nós estávamos lá. ela disse. Phil fez o seu caminho em direção a seu quarto. Deixamos Claire e Tony em paz com os médicos para esta experiência juntos. — não tão rápido.. — Espero que desta vez não seja nada como daquela vez. Mulher dá à luz o tempo todo. esta será a primeira entrega consciente de Claire. Ninguém iria ameaçar ou prejudicar sua família. — Pensei que você e Emily iam estar com ela. — Courtney olhou para seu relógio. Seu sorriso reconfortante pouco fez para acalmar seus nervos frenéticos. Claire vai ficar bem. Ela tem os melhores médicos que o dinheiro pode comprar. Voltando a Courtney pediu. só em movimento. se sente com todos nós. foram o assombrava enquanto ele dirigia freneticamente para voltar para o hospital. — Bem. cerca de vinte e cinco minutos atrás.verdade. Pelo que ouvi. — Ela puxou a sua mão. — Não há nenhuma razão para suspeitar que seja. Isso foi até agora. Quando ele passou o canto. - cresceu o sentimento de impotência.. é aquele momento. — Venha. Espiando por cima de sua cabeça. Varrendo o mar de rostos conhecidos. Ele teria chegado mais cedo se ele não tivesse levado Nichol e Shannon de volta para a mansão depois de sua visita. Ela estava indo bem quando eu e a Emily saímos da sala. As memórias que dia e noite. — ela apertou a mão dele.. Era quase meia-noite e as horas de visita tinham acabado: ele não se importava. Pegando as mãos dele na dela. não fique tão preocupado. Phil assentiu com a cabeça. Phil manteve sua posição. Phil aceitou o convite e tentou se perder em suas conversas. ~ 296 ~ . Courtney deu uma risadinha. Phil não pensou que as coisas progrediriam tão rápido: última vez ela esteve em trabalho de parto há quase vinte e quatro horas. Determinado. mas as coisas começaram a andar depressa. bem até que.

— ele disse. — Ele vai ser maior amanhã. — Ele não queria ser o único menino. uma vez que toda a medicação estava fora do seu sistema. — Eu tentei e tentei. — Alguém conseguiu os fazer derramar o nome? — Brent perguntou. olhando em seu filho de olhos verdes nos braços dela. Quando chegou a vez dele. Ele estava oscilando entre o sono e colapso mental quando Rawlings entrou na sala. Emily suspirou. — disse Tony. Emily e Courtney se levantaram. John apertou o joelho de sua esposa. Apesar da hora tarde . — Acho que depois que descobrimos que Beth estava a caminho. e Tony não disse. — Oh. se continuar adicionando as pessoas a sua vigia. Claire teve febre de bebê. um de cada vez. — Claire e o bebê Rawlings ambos estão indo muito bem. — disse John. — Phil ofereceu na brincadeira. Temo que ela vá se decepcionar. — Pelo menos Michael está feliz. — A enfermeira disse que podem entrar. — Emily disse. mas ela me assegurou que. sentado na beira da cama de Claire. — Eu sei. Nichol está tão entusiasmada com a Beth. então não pergunte. cedo . Phil continuou a ouvir quando os minutos assinalados há horas. mas seja rápida. — Não o estou segurando até que ele se torna maior. — Eu acho que você vai precisar de um aumento de salário.ou melhor. Tudo o que dissermos que os médicos disseram que ela está tendo um irmão. Phil abriu a porta. ela tinha o ok do médico dela para ficar grávida. Todos eles balançaram a cabeça. —… Eu estava preocupado. Acho que ela está segurando a esperança que ela vai ter uma irmãzinha. — Ninguém vai dizer o nome dele? ~ 297 ~ . ela me conta sobre sua priminha.os olhos de esmeralda de Claire brilharam e o sorriso irradiou. — brincou de Claire. — Depois de você. — Courtney disse. como Courtney ofereceu. — respondeu Claire. — Acho que ele já é. — Toda vez que a vejo. vestindo um vestido de papel e o maior sorriso que Phil já tinha visto.

Claire sorriu para Tony e disse. Tony e eu ambos amávamos e respeitávamos nossos avôs. — Phil. nós não estaríamos aqui hoje. — mas a forma como olhamos para ele. um que ambos queríamos e sentíamos bem- — Como Nichol. meu homem. beijou a face de Claire e virou seu olhar brilhante marrom para Phil — Ponha seus sapatos de corrida. Mais importante. — Claire interrompeu. — Pode parecer estranho. Os olhos de Phil alargaram. — Colocamos um monte de tempo e pensamento em seu nome. Sabíamos que queríamos encontrar o certo. Tony ofereceu. se não fosse por eles. — Claire continuou. Fim! ~ 298 ~ . — Nós tipo que queremos explicar. não é a razão de que você os amava em primeiro lugar. Entre Nichol e Nate. Tony sorriu. — ela olhou para o pacote dormindo em seus braços. Nathaniel Sherman Rawlings. eu tenho certeza vai haver consequências. então todo mundo entende. — E nem Nate. podemos o apresentar ao nosso filho. a verdade é que mesmo que as pessoas cometem erros.

irmã de fraternidade de Claire Nichols Phillip Roach: investigador particular contratado por Anthony Rawlings . GLOSSÁRIO . empresário. barman. fundador da Rawlings Industries Anton Rawls (nome de nascimento): filho de Samuel. Isabelle Alexandre. mulher cuja vida mudou para sempre. Marie Rawls Nichol Courtney Rawlings: filha de Claire e Anthony Rawlings Brent Simmons: advogado dos Rawlings. cunhado e advogado de Claire Liz Matherly: assistente pessoal de Amber McCoy.Personagens principais - Anthony (Tony) Rawlings: bilionário. presidente de segurança na Sijo Gaming John Vandersol: marido de Emily. madrasta avó de Anton Rawls Courtney Simmons: esposa de Brent Simmons Emily (Nichols) Vandersol: irmã mais velha de Claire Harrison Baldwin: meio-irmão do Amber McCoy. o melhor amigo de Tony Catherine Marie London (Rawls): governanta. CEO da Sijo Gaming ~ 299 ~ . interesse amoroso de Harrison Baldwin Meredith Banks Russel: repórter.Personagens secundários - Amber McCoy: noiva de Simon Johnson. esposa e ex-esposa de Anthony Rawlings Apelidos: Lauren Michaels. segunda esposa de Nathaniel Rawls. amiga de Anthony Rawlings. C. neto de Nathaniel (nome de nascimento) Claire Nichols Rawlings: meteorologista.

Personagens terciários - Abbey: enfermeira Allison Burke: filha de Jonathon Burke Amanda Rawls: esposa de Samuel Rawls. MA . mãe de Anton Andrew McCain: piloto para Rawlings Industries Anne Robinson: Vanity Fair repórter Becca: babá dos Vandersols Bev Miller: desenhista. pai adotivo de Sophia Rossi Burke Carlos: Equipe da casa na propriedade dos Rawlings Dr. proprietário-fundador da Rawls Corporation Patricia: assistente pessoal de Anthony Rawlings. pai de Samuel Rawls. corporativa Rawlings Indústrias Sophia Rossi Burke: filha adotiva de Carlo e Silvia Rossi. Derek Burke: marido de Sophia Rossi. e dona de um estúdio de arte em Provincetown. esposa de Derek Burke. Brown Carly: médico primário de Claire em Everwood Cassie : assistente de Sophia em seu estúdio de arte em Cape ~ 300 ~ . sobrinho-neto de Jonathon Burke Eric Hensley: motorista e assistente de Tony Nathaniel Rawls: avô de Anton Rawls. esposa de Tom Miller Bonnie: esposa de Chance Brad Clark: consultora de casamento Caleb Simmons: filho de Brent e Courtney Simmons Cameron Andrews: investigador particular contratado por Anthony Rawlings Carlo Rossi: casado com Silvia Rossi. filha biológica de Marie Londres.

filha adotiva de Allison Burke e seu marido Clay Winters: guarda-costas contratado por Anthony Rawlings Connie : secretária de Nathaniel Rawls Danielle (Danni): assistente pessoal de Derek Burke David Field: Rawlings negociador Elijah (Eli) Summer: empresário de entretenimento. mãe de Jillian Agente Jackson: agente do FBI. Fairfield: médico de pesquisa em Everwood Agente Ferguson: agente do FBI Francis: zelador no paraíso. de Claire e avó de Emily Elizabeth (Beth) Vandersol: filha de John e Emily Vandersol Dr. amigo de Tony Elizabeth Nichols: esposa de Sherman Nichols. Califórnia Agente Hart: agente do FBI Oficial Hastings: Oficial de polícia em Iowa City Hillary Cunningham: esposa de Roger Cunningham Ilona (Baldwin) George: ex-esposa de Harrison Baldwin. escritório de Boston Jan: governanta do apartamento de New York de Anthony Jane Allyson: advogada nomeada pelo tribunal Jared Clawson: CFO Rawls Corporation Jerry Russel: marido de Meredith Bancos Russel Jillian (Baldwin) George: filha de Harrison Baldwin e Ilona (Baldwin) George Judge Jefferies: juiz do tribunal de Iowa City ~ 301 ~ . casada com Madeline Sr. Chance: associado de Elijah Summer Cindy: empregada doméstica na propriedade Rawlings. George: curador de um estúdio de arte em Palo Alto.

and Sra. Louis Monica Thompson: planejadora do casamento Naiade: governanta em Fiji Chefe Newburgh: chefe de polícia. Johnson: pais de Simon Johnson Jonas Smithers: primeiro parceiro de negócios de Anthony Rawlings na Company Smithers Rawlings (CSR) Jonathon Burke: O oficial de valores mobiliários cujo testemunho ajudou a incriminar Nathanial Rawls Jordon Nichols: pai de Claire e Emily Nichols. Jim: terapeuta em Yankton Federal Prison Camp Sr. casada com Francisco Marcus: motorista para Sijo Gaming Marcus Evergreen: procurador de Iowa City Mary Ann Combs: companheiro de longa data de Elias Summer. Leason: administrador de Everwood Dr. St. amigo de Tony Maryn Simmons: filha de Courtney e Brent Simmons Michael Vandersol: filho de Emily e John Vandersol Sargento Miles: policial. filho de Sherman Julia: esposa de Caleb Simmons Kayla: enfermeira Keaton: interesse amoroso de Amber McCoy Kelli: secretária do escritório da Rawlings Industries. Logan: médico Madeline: governanta no paraíso. casado com Shirley. New York Kirstin: secretária de Marcus em Evergreen sr. Departamento de Polícia de Iowa City ~ 302 ~ . Leonard: médico Dr.

Diretor de O'Brien: agente da polícia. mãe de Claire e Emily Silvia Rossi: casada com Carlo Rossi. marido de Amanda Rawls. Departamento de Polícia de Iowa Senhorita Oliver: Jillian (Baldwin) professora de George Patrick Chester: vizinho de Samuel e Amanda Rawls Paul Task: advogado nomeado pelo tribunal Quinn: assistente pessoal de Jane Allyson. FBI apelido: Cole Mathews Sherry: assistente do Dr. banqueiro em Michigan Roger Cunningham: presidente da Shedis-tics Ronald George: segundo marido de Ilona (Baldwin) George Ryan Bosley: filho de Richard II e Sarah Bosley Samuel Rawls: filho de Natanael e Sharron Rawls. o agente do FBI que ajudou a incriminar Nathaniel Rawls. Esquire Juiz Reynolds: juiz do tribunal de Iowa City Richard Bosley: governador de Iowa Richard Bosley II: filho de Richard Bosley. pai de Anton Rawls Sarah Bosley: esposa de Richard Bosley II Shannon: babá de Nichol Rawlings Sharon Michaels: advogada para Rawlings Industries Sharron Rawls: esposa de Nathaniel Rawls Shaun Stivert: fotógrafo para a revista Vanity Fair Sheldon Preston: governador de Iowa Shelly: Publicista de Anthony Rawlings Sherman Nichols: avô de Claire Nichols. empresário de jogos ~ 303 ~ . Carly Brown Shirley Nichols: esposa de Jordon Nichols. mãe adotiva de Sophia Rossi Burke Simon Johnson: primeiro amor e colega de classe de Claire Nichols.

Warner: psicólogo da penitenciária federal feminina Juiz Wein: juiz do tribunal de Iowa City SAC Williams: agente especial encarregado do escritório do FBI de San Francisco ~ 304 ~ . Fairfield Dr. Sizemore: obstetra e ginecologista Sue Bronson: esposa de Tim Bronson Juiz Temple: juiz do tribunal de Iowa City Terri: enfermeira Tim Bronson: vice-presidente da Rawlings Industries Tom Miller: advogado das Rawlings. amigo de Tony Tory Garrett: piloto para Rawlings Industries Valerie: assistente de Dr. Dr.

nasce de Nathaniel e Sharron -1953- BNG Textiles se torna Rawls Textiles -1956- Rawls Textiles se torna Rawls Corporation -1962- Catherine Marie Londo .nasce -1943- Nathaniel Rawls . LINHA DO TEMPO -1921- Nathaniel Rawls .nasce -1963- Samuel Rawls se casa com Amanda -1965- 12 DE FEVEREIRO Anton Rawls nasce de Samuel and Amanda -1975- Rawls Corporation se torna público -1980- 19 DE JULHO Sophia Rossi (Londres) .volta da Segunda Guerra Mundial Nathaniel Rawls se casa com Sharron Parkinson Nathaniel começa a trabalhar para BNG Têxteis -1944- Samuel Rawls .nascida/adotada por Carlo e Silvia Rossi 31 de AGOSTO ~ 305 ~ .

morre Samuel e Amanda Rawls .morrem -1990- Anton Rawls muda seu nome para Anthony Rawlings Anthony Rawlings inicia a CSR-Company Smithers Rawlings com Jonas Smithers ~ 306 ~ . Emily Nichols – nasce de Jordon and Shirley Nichols -1983- Sharron Rawls exibe sintomas da doença de Alzheimer Marie Londres começa a trabalhar para Sharron Rawls Anton Rawls se gradua na Blair Academy High School 17 DE OUTUBRO Claire Nichols – nasce de Jordon and Shirley Nichols -1985- Nathaniel Rawls começa o caso com Marie Londres Marie Londres perde o bebê Sharron Rawls morre -1986- Rawls Corporation cai -1987- Anton Rawls graduaa na NYU Nathaniel Rawls considerado culpado de várias acusações de informações privilegiadas. desvio de fundos. cartel e fraude de títulos -1988- Nathaniel Rawls casa com Catherine Marie London Anton Rawls diplomada com Mestrado -1989- Nathaniel Rawls .

Geórgia. licenciatura em meteorologia Claire Nichols .gradua no ensino médio Claire Nichols .comprada pela grande empresa.morrem -2005- Emily Nichols se casa com John Vandersol -2007- Claire Nichols – se gradua em Valparaiso. para emprego na WKPZ Simon Johnson começa na Sijo Gaming Corporation -2009- WKPZ . resultando em demissões Jillian Baldwin nasce ~ 307 ~ . -1994- Anthony Rawlings compra de Jonas Smithers e CSR se torna Rawlings Industries -1996- Rawlings Industries começa a diversificar -1997- Sherman Nichols .frequenta a Universidade de Valparaiso -2003- Simon Johnson começa estágio na Shedis-tics na Califórnia -2004- Jordon e Shirley Nichols .se muda de Indiana para Nova Iorque para estágio -2008- Claire Nichols – se muda para Atlanta.morre -2002- Claire Nichols .

presa por tentativa de homicídio MARÇO ~ 308 ~ .envenenado Claire Rawlings . onde Claire vê Simon Johnson. -2010- MARÇO Anthony Rawlings . seu namorado de faculdade NOVEMBRO Simon Johnson .leva Claire Nichols à sinfonia e introduz "Tony" SETEMBRO Meredith Banks faz o artigo – acidente de Claire Nichols 18 DE DEZEMBRO Anthony Rawlings – se casa com Claire Nichols -2011- ABRIL Artigo da Vanity Fair aparece SETEMBRO Anthony e Claire Rawlings participam de um simpósio em Chicago. Georgia Anthony Rawlings .acorda na propriedade de Anthony MAIO Claire Nichols – as liberdades começam a aumentar Anthony Rawlings .leva Claire Nichols em um encontro Claire Nichols .morre em acidente de avião -2012- JANEIRO Claire Rawlings foge da propriedade Rawlings Anthony Rawlings .entra na Red Wing em Atlanta.

Anthony Rawlings divorcia de Claire Nichols ABRIL Claire Nichols não contesta as acusações de tentativa de assassinato OUTUBRO Claire Nichols recebe na prisão a caixa de informações -2013- MARÇO A petição para o perdão é arquivada com o governador Bosley em nome de Claire Nichols Petição para o perdão é concedido. Julia. Califórnia Tony descobre a liberação de Claire. e contata Claire ABRIL Claire e Courtney tiram férias no Texas Tony viaja para a Califórnia. contrata Phillip Roach. Ele e Claire jantam e se reconectam MAIO Claire se encontra com Meredith Banks em San Diego Claire e Harry se conectam Claire e Harry visitam Patrick Chester Claire frequenta o baile National Center for Learning Disabilities de gala anual em que Tony é o orador principal Claire faz um teste de gravidez em casa JUNHO Caleb Simmons se casa com sua noiva. Claire Nichols é libertada da prisão e se muda para Palo Alto. Tony pede a Claire para acompanhá-lo para o casamento Claire é atacada por Patrick Chester Claire se muda de volta para Iowa ~ 309 ~ .

JULHO Primeiro correio chega de Iowa dirigida a Claire Nichols-Rawls SETEMBRO Tony sai para uma viagem de negócios de dez dias para a Europa Claire deixa Iowa OUTUBRO Claire se move para o paraíso Phil Roach leva Tony para o paraíso 27 DE OUTUBRO Anthony Rawlings e Claire Nichols se casam novamente 19 DE DEZEMBRO Nichol Courtney Rawlings nasce -2014- MARÇO Tony e Claire Rawlings voltam para os Estados Unidos Incidente em nas Rawlings imobiliária Claire Rawlings sofre um surto psicótico Tony e Claire são presos Anthony Rawlings é acusado de crimes contra o Estado de Iowa e nos Estados Unidos Claire Rawlings é acusada de tentativa de homicídio Catherine Marie London é acusada por crimes contra o Estado de Iowa e nos Estados Unidos A ordem de proteção é movida contra Anthony Rawlings JUNHO Anthony Rawlings se declara culpado de sequestro e é condenado a quatro anos em Yankton. Yankton. Dakota do Sul ~ 310 ~ . Prisão Federal de Camp.

Patricia Tony começa a construção da nova casa JUNHO Meredith Bancos aborda Emily Vandersol no parque Meredith Banks se disfarça em Everwood para saber sobre Claire Rawlings JULHO Harrison Baldwin se aposenta do FBI e se muda para a Carolina do Norte SETEMBRO Claire Rawlings começa a falar Tony inicia a petição para finalizar o casamento de Anthony e Claire Rawlings Courtney Simmons se reúne com Meredith Banks e vê Claire OUTUBRO ~ 311 ~ . JULHO Michael Vandersol nasce de Emily e John Vandersol NOVEMBRO O caso de Catherine Marie London vai diante de um júri -2015- JULHO Catherine Marie Londres é condenada por crimes contra o Estado de Iowa e nos Estados Unidos AGOSTO Amber McCoy é presa por crimes contra o Estado da Califórnia e dos Estados Unidos -2016- PRIMAVERA Anthony Rawlings atira em sua assistente.

pela primeira vez em dois anos e meio Tony e Claire se reúnem O terceiro aniversário de Nichol Rawlings é comemorado no paraíso com a família e amigos -2017- ABRIL Elizabeth (Beth) Vandersol nasce de John e Emily Vandersol OUTUBRO Harrison Baldwin conhece senhorita Oliver -2018- 07 DE FEVEREIRO Nathaniel (Nate) Sherman Rawlings nasce de Tony e Claire Rawlings ~ 312 ~ .Libertação antecipada de Anthony Rawlings de Yankton Federal Prison Camp é aprovada QUINZE DIAS DEPOIS Anthony Rawlings é liberado de Yankton Federal Prison Camp Tony leva Claire para fora de Everwood Tony dá a Claire a propriedade Rawlings e pede a ela divórcio Tony e Claire vão ver Nichol.

Interesses relacionados