Você está na página 1de 9

Prof. Francisco Hevilásio F.

Pereira
Fisiologia Vegetal

CONCEITO DE FISIOLOGIA VEGETAL

É o ramo da botânica que estuda os processos e as funções do


FISIOLOGIA VEGETAL vegetal, bem como as respostas das plantas às variações do meio
ambiente.

Processo: é qualquer seqüência natural e contínua de acontecimentos


Introdução a fisiologia vegetal que possa ser observada nas plantas. Ex: FS.

Função: é a atividade natural de uma parte qualquer do vegetal, ou


seja, o papel desempenhado por um órgão, tecido, célula, organela ou
constituinte químico da planta. Ex: mitocôndria (respiração).
POMBAL – PB

FISIOLOGIA VEGETAL E ÁREAS AFINS APLICAÇÕES DA FISIOLOGIA VEGETAL


• A estrutura e a origem dos diferentes tecidos e órgãos que • Germinação das sementes
compõem o corpo da planta (morfologia vegetal, citologia e • Crescimento e produção da planta
anatomia vegetal); • Maturação e pós-colheita de produtos vegetais
• As características do vegetal que são transmitidas de uma
geração a outra (genética); - Olericultura
• A classificação das plantas (taxonomia) e quais suas relações
filogenéticas (sistemática); - Fruticultura

• Interação entre as plantas e o ambiente que as cerca (ecologia); - Grandes culturas


• E como os vegetais crescem, desenvolvem-se e se multiplicam
(fisiologia vegetal). - Floricultura

- Forragicultura

A PLANTA CARACTERÍSTICAS DOS VEGETAIS

• Estruturalmente reforçadas
Grande diversidade de tamanhos e formas vegetais
• As plantas perdem água continuamente por transpiração
• Tamanho: 1,0 cm até 100m de altura
• As plantas apresentam mecanismos de transporte
• Formas: herbácea (melancia) até arbóreas (mangueira)
→ Água e nutrientes do solo (xilema) → fotossíntese (folha)
CARACTERÍSTICAS DOS VEGETAIS → Carboidratos produzidos na fotossíntese (folhas) → p/ outros
órgãos da planta (floema)
• Fotossíntese
ESTRUTURAS EXTERNAS E INTERNAS DA PLANTA
→ Luminosa: captação de energia solar e conversão em
energia química (ATP e NADPH) Três órgãos principais:
→ Carboxilativa: captação de CO2 e água p/ síntese de
• Folhas: fotossíntese
carboidratos
• Caule: sustentação
• Não são moveis: crescem em busca dos recursos essenciais
• Raiz: fixação e absorção de água e nutrientes do solo
(água, luz e nutrientes minerais do solo)
Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

FISIOLOGIA VEGETAL

A célula vegetal

POMBAL – PB

A célula vegetal
◊ O termo célula → Latim : cellula (pequena cela) Características da célula vegetal
Descobridor: físico inglês Robert HooKe “inventor do Microscópio”

◊ Parede celular: parte mais externa da célula e que envolve a

membrana plasmática

◊ Membrana plasmática: circunda o citoplasma

◊ Citoplasma: parte fluida onde está contido o núcleo e as organelas

◊ Núcleo e as organelas
◊ Definição: são unidades estruturais e funcionais que constituem os
organismos vivos.

Parede celular

• Constituintes da parede celular

→ Microfibrilas de celulose

♦ 30 a 100 moléculas de celulose

♦ Unidas por pontes de hidrogênio

→ Polissacarídeos não-celulosicos: hemicelulose e pectina

Outras substâncias:

♦ Água

♦ Lignina

♦ Proteínas: extensina (rigidez) e α-expansina (expansão)

♦ Lipídios: suberina, cutina e ceras


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Tipos de parede celular


• Primária: deposição entrelaçada de microfibrilas Crescimento da parede celular

(célula em expansão) • Síntese das microfibrilas de celulose:

• Secundária: deposição em arranjo ordenado de microfibrilas → Celulose-sintase

(após célula cessar seu crescimento) → Membrana plasmática


Condições para a síntese da microfibrila de celulose
→ Três camadas: S1, S2 e S3
• Baixo teor de Ca2+ no citoplasma
→ Deposição acentuada de lignina
• Alto teor de Mg2+ no citoplasma

• pH em torno de 7,2

• Presença do precursor: UDP-glicose (Uridina difosfato)

Deposição das microfibrilas de celulose

• Coordenada pelos microtúbulos

Síntese de Hemicelulose e pectina


• Local: complexo de golgi

• Vesículas são secretadas do CG → fundem-se com a MP →

libera o conteúdo na parede celular


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Formação da parede celular primária


• Divisão celular: placa celular Membrana plasmática
O fragmoplasmo é uma camada de

microtúbulos que auxilia a deposição


• Composta por uma bicamada lipídica, proteínas e carboidratos
de celulose.
• Dois ácidos graxos + Glicerol + Fosfato + serina

• Moléculas de lipídios: porção polar (cabeça – fora)

porção apolar (calda – dentro)


Função da parede celular • Lipídios em maior quantidade: fosfolipídios
• Estrutura permeável a água e outras substâncias Glicosilglicerídeos
• Inerte → dinâmica → modifica-se durante crescimento celular • Proteínas: Integrais
• Conter o citoplasma conferindo forma e rigidez a célula e pta Perifericas
• Previne a ruptura da Membrana Plasmática (pressão de tugor)

• Atua na defesa contra fungos e bactérias

Função da membrana plasmática


• Controlar a entrada e saída de substâncias na célula

→ Transporte passivo: a favor de um gradiente de concentração

♦ Difusão simples

Ex: água, oxigênio e CO2

♦ Difusão facilitada: proteínas carreadoras

Ex: Ca2+, K+, Na+

→ Transporte ativo: contra um gradiente de concentração

♦ Bomba de prótons: H+ - ATPase

Matriz citoplasmática ou citosol


→ Matriz fluida onde se encontram o núcleo e as organelas

→ Delimitado pela membrana plasmática

• Estrutura e composição da matriz citoplasmática

♦ Células indiferenciadas: maior componente celular

♦ Células diferenciadas: fina camada junto a M. Plasmática

♦ Composição: água (> constituinte)

Carboidratos

Lipídios

Íons (cátions e ânions)

Substâncias do metabolismo secundário


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Citoplasma apresenta movimento constante: ciclose Vacúolo


• Só está presente em células vegetais
• Caracteriza-se por:
• Células meristemáticas: grande qde de pequenos vacúolos
→ Microfilamentos: miosina (proteína motora)
• Células diferenciadas: fusão dos pequenos vacúolos em apenas
→ Gasto de energia: quebra de ATP
um grande vacúolo

• Maior compartimento celular: ocupa mais de 90% da célula


• Funções do citoplasma
Estrutura e composição do vacúolo
♦ Local onde ocorre as principais reações bioquímicas da célula
→ É circundado por uma membrana denominada de tonoplasto
♦ Facilita a troca de substâncias dentro da célula
→ Composição do conteúdo vacuolar
♦ Acumula substancias do metabolismo primário e secundário
♦ Água
♦ Responsável pela formação do fragmoplasto
♦ Substâncias inorgânicas: Ca2+, K+, Cl-, Na+ e HP04-

♦ Substâncias orgânicas: açúcares, ac. orgânicos, proteínas.

Função dos vacúolos


Três grupos de plastídios:
• Gerar pressão de tugor: importante no processo de alongamento
• Cloroplastos (pigmentos)
e divisão celular
• Participa na manutenção do pH celular • Cromoplastos (pigmentos)

• Plantas CAM: pH = 6,0 (dia) e pH = 3,5 (noite)


• Leucoplastos
• Compartimento dinâmico na armazenagem de íons e proteínas

• Acúmulo de compostos do metabolismo secundário: fenóis


Obs: Todos os tipos de plastídios apresentam duas membranas
• Acúmulo de cristais de oxalato de cálcio: drusas e ráfides
lipoproteicas.

Plastídios Formação dos plastídios

• Só estão presentes em células vegetais • Precursor na formação dos plastídios é o proplastídio

• São estruturas semi-autônomas: DNA, RNA, ribossomos e • Os proplastídios estão localizados em células meristemáticas

enzimas para transcrição de proteínas

Cloroplasto

• Síntese: proplastídio → cloroplasto ↔ cromoplasto ↔ amiloplasto

• Presença do pigmento clorofila: fundamental no processo de FS

• Apresenta outros pigmentos acessórios: carotenóides


• Estão localizados em partes verdes da planta: folha
• Duas membranas lipoprotéicas e espaço intermembrana
• Matriz do cloroplasto: estroma

• Estroma: Tilacoides (sacos achatados e membranosos)

• Dois tipos de tilacoides: Grana e Estroma

• Tilacoides apresentam: Membranas e Lúmen

• É nos tilacoides onde localizam-se: CTE (FSI e II, ATPsintase)


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Cromoplasto Leucoplastos
• Organela rica em pigmentos carotenóides • Não possuem pigmentos
• Não apresenta clorofila e não participa do processo de FS • Classificação:

• Órgãos onde ocorre a síntese: ♦ Amiloplastos (mais comum)

♦ Folhas em senescência → batata, mandioca, entre outras

♦ Pétalas de flores ♦ Proteinoplastos

♦ Frutos → plastídios-P (monocotiledôneas): milho, sorgo, entre outras

♦ Raízes

• Como são sintetizados: Função dos plastídios

♦ Cloroplastos ↔ Cromoplasto (mais comum) • Fotossíntese, síntese de aminoácidos, assimilação de N e S

♦ Proplastídios • Armazenar amido e proteínas

♦ Leucoplastos (amiloplastos) • Atração de insetos polinizadores (carotenóides)

Microcorpos Citoesqueleto
• São organelas pequenas • Forma uma rede complexa de elementos protéicos localizados
• Constituídos de uma única membrana lipoprotéica principalmente no citoplasma

Dois tipos: • Divide-se em:

♦ Peroxissomos ♦ Microtúbulos

♦ Glioxissomos ♦ Microfilamentos

Peroxissomos ♦ Filamentos intermediários

• Atua no processo de fotorrespiração: cloroplasto e mitocôndria Microtúbulos

Glioxissomos • 11-13 filamentos arranjados em círculos ao redor de um eixo oco

• Encontrados principalmente em sementes de oleaginosas • Filamento é formado por uma proteína composta: α e β - tubulina

• Atua na transformação de lipídios em carboidratos • Estrutura polar (extremidades + e -)


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

• Proteínas motoras associadas: dineina → (- para +)

cinesina → (+ para -) Função dos microtúbulos

• Atua na expansão e diferenciação celular

• Controlam o alinhamento das microfibrilas de celulose

• Direciona o transporte de pectina e hemicelulose sintetizados no

complexo de golgi até sua deposição na parede celular

• Atua durante a mitose (divisão celular)

Microfilamentos

• Estrutura protéica filamentosa: actina globular e fibrosa

• Apresenta outras proteínas associadas: miosina

Função dos microfilamentos Filamentos intermediários

• Responsáveis pelo movimento das organelas citoplasmáticas • Estrutura protéica fibrosa

• Associação da actina + miosina (proteína motora) • Principais componentes protéicos: queratina e lamina

• Participam da expansão e diferenciação celular Função dos filamentos intermediários

• Atua durante o processo de divisão celular juntamente com os • Manutenção estrutural do núcleo e da célula

microtúbulos • Reorganização do envoltório nuclear durante a divisão celular

Complexo de Golgi
• Compostos por sacos achatados (4 a 8)

• Apresenta subcompartimentos: Face-cis (nova e ± /= RE)

Medial (região mediana)

Face-trans (madura e ± / = MP)

Funções do complexo de golgi

• Síntese de compostos não-celulosicos: hemicelulose e pectina

♦ Liberação de vesículas secretoras (face-trans)

♦ Fusão com a MP e liberação de seu conteúdo na parede celular

• Síntese parcial de glicoproteínas

♦ Proteína é sintetizada no retículo endoplasmático

♦ Glicosilada no complexo de golgi


Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Mitocôndria
• É uma organela semi-autônoma: DNA, RNA, ribossomos, etc.

• Formato ovalado ou alongado

• Envoltório formado por duas membranas lipoprotéicas

♦ Membrana externa: permeável

♦ Membrana interna

→ Seletiva e em formato de crista: ampliam a superfície da

membrana

→ Componentes da CTE (respiração)

→ ATPsintase: ATP → ADP + Pi

• Matriz mitocondrial

→ Água, íons, fosfatos, enzimas, DNA, RNA, ribossomos, etc. Funções da mitocôndria

→ Ciclo de Krebs ou ciclo do ácido tricarboxílico (TCA) • Respiração celular

• Fotorrespiração (cloroplasto e peroxissomo)

• Transformação de lipídios em carboidratos (glioxissomo)

Ribossomos
• Localiza-se no citoplasma e estão associados ou não ao RE e a

membrana nuclear externa

• Estão presentes em plastídios (cloroplasto) e mitocôndria

• Não apresentam membrana

• São compostos de duas subunidade produzidas no núcleo e que se

unem no citoplasma

→ Unidade maior: acopla-se o tRNA

→ Unidade menor: acopla-se o mRNA

Função dos ribossomos

• Síntese de proteínas
Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira
Fisiologia Vegetal

Retículo endoplasmático
• Localiza-se próximo a MP e a membrana externa do núcleo

• Estão associados ou não aos ribossomos

• Circundados por uma única membrana lipoprotéica

• Formados por cisternas (Sacos achatados)

• Cavidade interna da cisterna: lúmen

• Dois tipos de RE:

→ RE liso: não associados aos ribossomos

→ RE rugoso: associados aos ribossomos

Núcleo
• Encontra-se imerso na matriz citoplasma
Funções do retículo endoplasmático
• Contem a maior parte da informação genética da célula
• Funciona como sistema de comunicação dentro da célula: favorece • Sua ocupação celular varia desde 5% (células diferenciadas) até
a distribuição de substâncias 75% (células meristemáticas)

• Envolvido por duas membranas lipoprotéicas: envoltório nuclear


• Importante via de troca de material entre o núcleo e citoplasma
• Espaço perinuclear: entre as duas membranas
• RE liso: importante na síntese de lipídios constituintes de → Composição ± / = RE
membranas
→ Estão presentes os ribossomos nucleares

• RE rugoso: importante na síntese de proteínas integrais de • No nucleoplasma está presente a cromatina: composta de DNA

membranas • No nucleoplasma está presente o nucléolo: atua na formação das

subunidades que compõem os ribossomos

Funções do núcleo

• Controla todas as atividades da célula: determinam que proteínas

devem ser produzidas

• Responsável pela síntese de todos os ribossomos

(exceto no cloroplasto e mitocôndria)