Você está na página 1de 172

Produtos a

quosos ( lá
tex ): láte
x acrílicos,
látex viníli
cos, látex
vinil-
acrílicos, e
tc. Produt
os base sol
vente orgâ
nico: tinta
s a óleo, es
maltes sin
téticos, et
c

30
GUIA
TÉCNICO
AMBIENTA
L TINTAS
E
VERNIZES
- SÉRIE
P+L
2.
Descriçã
o do
process
o
produtiv
o
A
indústria
de tintas
para
revestime
ntos
utiliza um
grande
número de
matérias-
primas
eproduz
uma e
elevada
gama de
produtos
em função
da grande
variedade
de
produtos/
superfície
sa
serem apli
cados,
forma
de aplicaç
ão, especi
ficidade
de
desempen
ho.De
modo
geral, a
tinta pode
ser
considera
da como
uma
mistura
estável de
uma
partesólid
a (que
forma a
película
aderente
à
superfície
a ser
pintada)
em um
component
evolátil
(água
ou solvent
es
orgânicos)
. Uma
terceira
parte
denominad
a aditivos,
emborare
presentan
do uma
pequena
percentag
em da
composiçã
o, é
responsáv
el
pelaobten
ção de
proprieda
des
important
es tanto
nas tintas
quanto
no revesti
mento.A
tinta é
uma
preparaçã
o, o que
significa
que há
uma
mistura de
vários
insumos na
suaproduç
ão. A
combinaçã
o dos
elementos
sólidos e
voláteis
define as
proprieda
des
deresistên
cia e de
aspecto, b
em como o
tipo de
aplicação
e custo
do produt
o final.As
tintas
podem ser
classificad
as de
várias
formas
dependen
do do
critérioco
nsiderado.
De acordo
com o
mercado
atendido e
tecnologia
s mais
represent
ativas as
tintas
podemser
assim
classificad
as:1 -
Tintas
imobiliária
s: tintas e
compleme
ntos
destinado
s
á construç
ão civil;
podem
sersubdivi
didas
em: Produt
os aquosos
( látex ): l
átex acríli
cos, látex
vinílicos, lá
tex vinil-
acrílicos, e
tc. Produt
os base sol
vente orgâ
nico: tinta
s a óleo, es
maltes sin
téticos, et
c.2 -
Tintas
industriais
do tipo
OEM (orig
inal
equipment
manufactu
rer)As
tintas e
compleme
ntos
utilizados
como
matérias
primas no
processo
industrial
defabrica
ção de
um deter
minado
produto;
incluem, e
ntre
outros
os seguint
es
produtos:
Fundos (pr
imers) ele
troforétic
os Fundos
(primers)
base solve
nte Esmal
tes acaba
mento mon
o-
capa e bi-
capa Tinta
s em pó Ti
ntas de cu
ra por rad
iação (UV)
, etc..3 -
Tintas
especiais:
abrange
os
outros tip
os de
tintas,
como por
exemplo.
Tintas e c
omplemen
tos para r
epintura a
utomotiva
Tintas par
a demarca
ção de trá
fego Tinta
s e comple
mentos pa
ra manute
nção indus
trial Tinta
s marítima
s Tintas p
ara madeir
a, etcAs
tintas
também
podem ser
classificad
as quanto
à
formação
do
revestime
nto, isto
élevando-
se em
conta o
mecanismo
da
formação
do filme
protetor e
a secagem
ou curadas
tintas.
31
GUIA
TÉCNICO
AMBIENTA
L TINTAS
E
VERNIZES
- SÉRIE
P+L
• Lacas: a
película se
forma
através da
evaporaçã
o do
solvente.
Exemplos:
lacasnitro
celulósicas
e lacas ac
rílicas.•
Produtos
látex: a
coalescênc
ia é o
mecanismo
de
secagem.
Exemplos:
as tintas
látexacríli
cas, vinil-
acrílicas
usadas
na constru
ção civil•
Produtos
termoconv
ertíveis: a
secagem
ocorre
através da
reação
entre
duas
resinaspre
sentes na
composiçã
oa
uma temp
eratura
adequada (
entre 100
a 230 C;
os
produtosu
tilizados
na
industria
automotri
z e em
eletrodom
ésticos
são
exemplos.•
Sistemas
de dois
component
es: a
formação
do filme
ocorre na
temperatu
ra
ambientea
pós a
mistura
dos dois
component
es (
embalagen
s
separadas
)
no moment
o da
pintura;as
tintas
epóxi e o
os
produtos
poliuretâni
cos são os
exemplos
mais
important
es.• Tintas
de
secagem
oxidativa:
a
formação
do filme
ocorre
devido à
ação do
ar.
Osesmalte
s
sintéticos
e as tintas
a óleo
usados na
construçã
o civil são
os
exemplos
maismarca
ntes.
2.1.
Matérias
-primas
As
matérias-
primas
básicas
para a
produção
de quase
todos os
tipos de
tintas
sãoconstit
uídas pelas
resinas,
pigmentos,
solventes
e aditivos.
2.1.1
Resinas
As resinas
são
formadora
s da
película da
tinta e são
responsáv
eis pela
maioria
dascaract
erísticas
físicas
e químicas
desta,
pois
determina
m
o brilho, a
resistênci
a químicae
física, a
secagem, a
aderência,
e outras.
As
primeiras
tintas
desenvolvi
das
utilizavam
resinas de
origem
natural
(principal
mente
vegetal).
Atualment
e, com
exceção
detrabalh
os
artísticos,
as resinas
utilizadas
pela
indústria
de tinta
são
sintéticas
econstitue
m
compostos
de
alto peso
molecular.
As resinas
mais
usuais são
as
alquídicas,
epóxi,
poliuretâni
cas, acrílic
as,
poliéster,
vinílicase
nitrocelulo
se. Uma
breve
descrição
de
cada uma
destas
resinas,
encontra-
se a
seguir:
Resina
alquídic
a:
polímero
obtido
pela
esterificaç
ão de
poliácidos
e ácidos
graxos
compoliálc
oois. Usad
as para
tintas que
secam por
oxidação
ou
polimeriza
ção por
calor.
Resinas
epóxi
:
formadas
na grande
maioria
pela reaçã
o do
bisfenol A
com eplicl
oridina;os
grupos
glicidila
presentes
na sua
estrutura
conferem-
lhe uma
grande
reatividad
ecom
grupos
amínicos
presentes
nas
poliaminas
e poliamid
as.
Resinas
acrílicas
:
polímeros
formados
pela
polimeriza
ção de
monômero
s acrílicos
emetacríli
cos; por
vezes o
estireno é
copolimeri
zado com
estes
monômero
s.A
polimeriza
ção
destes
monômero
s em
emulsão (
base de
água )
resulta
nasdenomi
nadas
emulsões
acrílicas
usadas nas
tintas
látex. A
polimeriza
ção em
solventeco
nduz
a resina
indicada
para
esmaltes t
ermoconve
rtíveis (
cura com
resinasmel
amínicas
) ou
em resinas
hidroxilad
as
para cura
com poliis
ocianatos
formando
oschamad
o
poliuretâni
cos
acrílicos.
32
GUIA
TÉCNICO
AMBIENTA
L TINTAS
E
VERNIZES
- SÉRIE
P+L
Resina
poliéste
r:
ésteres
são
produtos
da reação
de ácidos
com
álcoois.
Quando
elaé
modificada
com óleo,
recebe o
nome de
alquídica.
As resinas
poliéster
são
usadasna
fabricação
de
primers e
acabament
os de cura
à estufa,
combinada
s com
resinasamí
nicas, epo
xídicas
ou com
poliisocian
atos
bloqueado
se
não bloque
ados.
Emulsõe
s
vinílcas:
são
polímeros
obtidos na
copolimeri
zação em
emulsão
( base
água)de
acetato de
vinila com
diferentes
monômero
s: acrilato
de butila,
di-butil
maleato,
etc.Estas
emulsões s
ão
usadas nas
tintas láte
x vinílicas
e vinil acrí
licas.
Resina
nitrocel
ulose:
Produzida
pela
reação de
celulose,
altamente
purificada,
comácido
nítrico, na
presença
de ácido
sulfúrico.
A
nitrocelulo
se possui
grande
uso
naobtençã
o de lacas,
cujo
sistema
de cura é
por
evaporaçã
o de
solventes.
São
usadosem
composiçõ
es de
secagem
rápida
para
pintura de
automóvei
s, objetos
industriais
,móveis de
madeira,
aviões,
brinquedos
e papel
celofane.
2.1.2
Pigment
o
sOs
pigmentos
são
substância
s
insolúveis
no meio
em que
são
utilizados
(orgânicoo
u aquoso)
e têm
como
finalidades
principais
conferir
cor ou
cobertura
às tintas.
Oscorante
s são
substância
s
geralment
e solúveis
em água e
são
utilizados
para
conferirco
r a um
determina
do
produto
ou superfí
cie.Os
corantes
se fixam
na superfí
cie
que vão
colorir
através de
mecanismo
s
de adsorç
ão,ou
ligações
iônicas e
covalentes
enquanto
que os
pigmentos
são
dispersos
no
meio(tinta
)
formando
uma
dispersão
relativame
nte
estável.Os
corantes
são muito
utilizados
na
indústria
têxtil e os
pigmentos
são
fundament
aisem
tintas par
a
revestime
nto.Há
três grand
es
categorias
de pigmen
tos:
pigmentos
inorgânico
s, pigment
os
orgânicose
pigmentos
de efeito.
Pigmentos
inorgânico
s: dióxido
de titânio,
amarelo
óxido de
ferro,
vermelho
óxido
deferro,
cromatos
e
molibidato
s de
chumbo,
negro de
fumo, azul
da Prússia,
etc.Pigmen
tos
orgânicos:
azul
ftalocianin
as azul e
verde,
quinacrido
na
violeta e
vermelha,
perilenos
vermelhos,
toluidina
vermelha,
aril
amídicos
amarelos, ,
etc.Pigme
ntos de
efeito:
alumínio
metálico,
mica, etc