Você está na página 1de 30

Formatted: English (United States)

Projectto Americana FG WH System Formatted: English (United States)

Upgrade – Phase IArmazém Matéria-


Prima
BBP – Business Blue Print: Cross DockingRequerimentos de
Adequação de Sistemas para Armazém de Matéria-Prima
3PLTítulo da frente de Trabalho

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
1
AgostoDezembro, 20176

Document Owner(s) Project/Organization Role Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Denes LealFernando SC Gerente Sr. Melhoria ContinuaCIS Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Krzyzaniak

Julio TrincaPaulo Caires Lider de FinançasLogística WH Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Marcelo Ishikawa Milene Lider Fiscal Manufatura B1 Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Fernandes

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Merquides Coordenador de Logistica - Americana Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Suzie Souza Analista de Melhoria Continua Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Anelise Isber Analista de Melhoria Continua Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
2
Document Version Control

Version Changed by Date Change Description


Formatted: Line spacing: 1.5 lines

V2 Divaldo Galvão 27/12/2016 Requerimentos de IT Formatted: Line spacing: 1.5 lines

V3 Anelise Isber 29/12/2016 Ajustes Desenho Requerimento Futuro Negocio + TI Formatted: Line spacing: 1.5 lines

V4 Anelise Isber 09/01/2016 Inclusão dos Requerimentos de Embalagem Formatted: Line spacing: 1.5 lines

V5 Anelise Isber 19/01/2016 Inclusão Requerimentos GKO + Detalhamento Fiscal Formatted: Line spacing: 1.5 lines
e Contábil para controle de Embalagens

V6 Anelise Isber 24/01/2016 Versão para Assinatura Formatted: Line spacing: 1.5 lines

1. Summary
2. Sumário do Requerimento .................................................................................................. 5 Formatted: Font: Arial
3. Objetivos do Documento ..................................................................................................... 6
3.1 Definição do Documento ................................................................................................... 6
3.2 Meta, Objetivos e Entregáveis do Projeto ....................................................................... 7
4. Processo Atual ................................................................................................................... 10
4.1 Processo Atual (As IS) .................................................................................................... 10
4.2 Fluxo Macro do Processo Atual (As Is): ........................................................................ 11
5. Processo Futuro ................................................................................................................. 12
5.1 Premissas ......................................................................................................................... 12
5.2 Fluxo de Processo ........................................................................................................... 12
5.3 Exceção: ........................................................................................................................... 14
5.4 Requerimento do processo futuro: ................................................................................ 14
6. Estimativa de TI .................................................................................................................. 28
7. Summary of Gaps to be covered in the solution design to be presented by it: .......... 28
8. Summary of Gaps to be covered with Process review: ................................................. 28
9. Comments ........................................................................................................................... 28

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
3
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
10. Document Version Approval ............................................................................................. 29
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted
1. Summary ...
2. Sumário do Projeto.............................................................................................................. 2 Field Code Changed ...
Formatted ...
2.1. Requerimentos ............................................................................................................... 2
Field Code Changed ...
3. Objetivos do Projeto ............................................................................................................ 2
Formatted ...
3.1. Definição do projeto ...................................................................................................... 2 Field Code Changed ...
4. Processo Atual ..................................................................................................................... 2 Formatted ...
5. Processo Futuro .................................................................................................................. 2 Formatted ...
5.1. Premissas: ...................................................................................................................... 2 Field Code Changed ...
Field Code Changed ...
5.2. Fluxo de Processo Fiscal ............................................................................................... 2
Formatted ...
5.3. Macro Fluxo do Processo Futuro................................................................................... 2
Field Code Changed ...
5.4. Processo Futuro SAP ..................................................................................................... 2 Formatted ...
5.5. Alteração de Sistemas Legagos ................................ Erro! Indicador não definido. Field Code Changed ...
5.5.1. GKO ..................................................................... Erro! Indicador não definido. Formatted ...

5.5.2. Softway ................................................................. Erro! Indicador não definido. Field Code Changed ...
Formatted ...
6. Estimativa de TI ..................................................................................................................... 2
Field Code Changed ...
Formatted ...
Microsoft Excel Field Code Changed ...
97-2003 Worksheet
....................................................................................................................... 2 Field Code Changed ...
Formatted ...
7. Summary of Gaps to be covered in the solution design to be presented by it:....................... 2
Field Code Changed ...
8. Summary of Gaps to be covered with Process review: .......................................................... 2
Field Code Changed ...
9. Comments .............................................................................................................................. 2 Formatted ...
10. Document Version Approval ................................................................................................. 2 Field Code Changed ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page Field Code Changed ...
4
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
Field Code Changed ...
Formatted ...
2. Sumário do Projeto Requerimento Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Overview dos principais objetivos do projetoRequerimento:

From (De) To (Para)


Criação de Remessa a partir de Estoque de Associar entrada de pneus (Armazenagem) com Formatted: Line spacing: 1.5 lines

pneusArmazenagem de Matéria Prima em a transferência direta


Americana
Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

Formatted: Line spacing: 1.5 lines

REQUERIMENTOS

A Fábrica de Americana hoje tem mais de 3.000 toneladas de matérias-primas, principalmente


Borrachas naturais e sintéticas, fora armazéns causando problemas de qualidade e segurança, criando

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
5
complexidade na gestão logística RM. Após o Projeto AVCB, a situação sem a lona removível atual será
aumentada em cerca de 2.000 toneladas.
Capacidade de armazenamento e recebimento de matérias-primas dentro da planta de Americana, causando
custos de Demurrage no Processo de Importação. Devido ao alto nível de estoque fora do armazém. Os
controles FIFO & FEFO podem falhar, afetando a qualidade do produto ou a data de vencimento do descarte.
Este documento contém os requerimentos macro de negocio para configuração e customização ERP
- SAP (e legados) para Recebimento/ Expedição, Administração de Estoque, Controle de Lote, Custos,
Contabilização, Transportes em Regime de Armazém Geral para os produtos de Matéria Prima e Embalagens
sendo Nacionais ou Importadas em operações com o novo 3PL Warehouse Service Provider ou no Operador
atual na Planta BR09 Katoen Natie - Paulínia / SP.
A proposta consiste em atender os requisitos legais e regras contábeis garantindo que todas as
atividades sistêmicas atualmente executadas no Armazém de Americana (L502) sejam replicadas para nova
Operação.

3. Objetivos do Projeto Documento

3.1 DEFINIÇÃO DO PROJETODOCUMENTO

O objetivo deste documento é definir os requerimentos necessários para o início do processo de Cross Docking,
com foco em transferência direta de pneus. (exemplo: Centro de Distribuição - Paulínia).

3.1.1 PROCESSO ATUAL (AS IS)

Atualmente esse processo é baseado na decisão dos operadores que, ao recebendor os vários modelos de
pneus na esteira, c realiza uma conferêem visualmente a descrição estampada ncia, apegando-se a
representação visual lida fisicamente nos pneus, fazendo a separação dos pneus em lotes e seguindo
especificações de volumes. Ao completar o volume esperado esse lote é identificado com um painel preenchido
manualmente com pincel atômico na cor Azul e, após identificação, esse lote segue para apontamento manual
no sistema (realizado sob responsabilidade de Manufatura), e conferência de quantidade realizada pelo
Conferente recebedor do Armazém Americana (sob responsabilidade de Supply Chain), que conta fisicamente
a quantidade de pneus e confere a inscrição de um dos pneus do lote.

Finalmente após validação das informações de quantidade e código corretos, o Conferente recebedor realiza
a operação de confirmação de entrada no armazém no sistema SAP. Para esta confirmação é utilizada a
localização de endereçamento fornecida pelo sistema (OT), o conferente recebedor identifica no painel do lote

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
6
com pincel atômico Vermelho qual locação devem ser direcionados os pneus (Rack). Com essa identificação,
manualmente preenchida, o operador de empilhadeira leva o (Rack) ao endereço indicado, realizando a
armazenagem. ao tomar a decisão de formar lotes, com volumes específicos para cada tipo. Lotes completos
são apontados no sistema ). Com a formação de lotes de pneus, esses são recebidos de forma para atender
sistemicamente o processo de recebimento/administração/controle e expedição de matérias prima em um
Planta e/ou Deposito externo (sob Regime de Armazém Geral).
Os materiais (matérias prima) e suas embalagens selecionadas previamente, serão entregues pelo fornecedor
fisicamente no Operador Logístico (a ser definido), com entrada virtual em Americana (L502) e será realizado
uma Remessa em Regime Fiscal de Armazém Geral. A administração do estoque física no 3PL será realizada
pelo Operador Logístico e conforme necessidade de reposição de materiais na Planta Americana, os materiais
e suas respectivas embalagens devem ser transferidos através de pedidos de transferência (Retorno de
Armazém Geral) atendendo os requisitos contábeis e fiscais....
O objetivo deste documento é definir o processo e requerimentos para atender sistemicamente o processo
de recebimento/administração/controle e expedição de matéria primas em um Planta e Deposito externo (sob
Regime de Armazém Geral).
Os materiais (matérias primas) e suas embalagens selecionados previamente serão entregues pelo
fornecedor fisicamente no Operador Logístico (a ser definido), com entrada virtual em American (L502) e
transferência sob Regime de Armazém Geral. A administração do estoque física no 3PL será realizada pelo
Operador Logístico e conforme necessidade de reposição da Planta Americana, o materiais e suas embalagens
devem ser transferidos através de pedidos de transferência atendendo os requisitos contábeis e fiscais.

3.2 META, OBJETIVOS E ENTREGÁVEIS DO PROJETO Formatted: Small caps


C
3.2.1 META

O processo de Cross Docking no Armazém de produtos acabados da fábrica de Americana tem como principal
meta direcionar os pneus que deverão ser expedidos de forma imediata às áreas definidas para transferência
no WH de Americana, após entrada de produção no sistema SAP (901 MM/WM).

3.2.2 OBJETIVO

Qualquer interdependência para que isso ocorra deve ser prontamente resolvida e validada.O objetivo deste
requerimento é definir método de Cross Docking no WH de Americana, através da associação de OT de
entrada do Armazém com Shipment de transferências diretas aguardando Picking/Carregamento.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
7
Adicionado ao sistema uma programação é possível a separação desses pneus, de acordo com o código
atribuído. Assim os pneus chegam pré-separados em 12 diferentes esteiras, que recebem diversos tipos de
pneus. A transferência desse histórico (rastreabilidade do pneu) individual a uma Handling Unit (HU - unidade
de movimentação), torna possível o endereçamento exato e rastreável dos pneus. Para isso é necessário a
associação do beadbarcode à HU a ser utilizada. Essa funcionalidade está disponível e obrigatoriamente deve
estar ativa, assim como a atribuição do código de vendas e paletização. Qualquer inter-dependência para que
isso ocorra deve ser prontamente resolvida e validada.

3.2.3 ENTREGÁVEIS

A frente de trabalho representadao por esse documento é adicional à implementação do projeto WM Armazém
FG Americana onde a entrada de pneus da produção ao Armazém Americana passa a ocorrer através de racks
completos (identificados com UD rastreáveis – diretamente no sistema CIDS e no sistema SAP através da
tabela ZEULE_BEAD_CODES e t.code de consulta – ou qualquer outra a ser indicada pelo departamento de
IT que contenha as informações necessárias), com a informação os bead barcodes, sendo controlados em
WM/MM (SAP).

A operação de Cross Docking parte da entrada de produção (Manufatura – descrita extensivamente em Projeto
WM Armazém FG Americana – Modo Pallet) e termina na transferência direta física e sistemicamente ao Centro
de Distribuição, que realizará a consolidação e carregamento dos pneus ao cliente final.o - Racko Relacionado
a issoPara isto, os itens abaixo devem ser implementados/disponibilizados:

1) Será necessário a criação de uma transação que deverá conter o grupo de materiais destinados para
Cross Docking, onde serão informados o SKU e a quantidade solicitada;

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
8
1)2) Será necessário que a tabela contenha a função de visualizar a quantidade que foi consumida de
acordo com o total informado inicialmente;
2)3) No processo de Cross Docking deverá conter três posições, sendo elas:
a. XBOX – 001 Curva A
b. XBOX – 002 Curva B
c. XBOX – 003 Curva C
3)4) Na função do Cross Docking (Coletor RF) deverá conter o total de pneus disponíveis, informando SKU,
UD, QNTD.
4)5) Para o processo de Picking Cross Docking deverá conter as funções necessárias no menu do (Coletor
RF) podendo gerenciar os SKUs que foram disponibilizados para carregamento.

A imagem 2 é a tela do CIDS responsável pelo monitoramento da situação de todas as posições do sorter
No Escopo:
Matérias Primas Importadas
Embalagens importadas e nacionais com operações retornando ao fornecedor de origem da
embalagem
• Borracha Natural LocalTodos os SKUs armazenados em Rack Azul (Consumer B1) que serão
expedidos ao cliente final através de Centro de Distribuição;
• Itens que são produzidos em Americana a e recebidos no FG WH Consumer via Zona 15 / Sorter
B1
• Armazém FG Americana

Fora do escopo:
Matérias primas nacionais (exceto borracha natural).
Cabo de aço importado
Pneus
• MROTodos os SKUs que não são armazenados em Rack Azul, e fora do gerenciamento de FG
WH Consumer
• Pneus de venda para clientes Exportação
• Matéria prima
• MRO
• Armazéns externos / Centros de distribuição

Como os requerimentos devem contemplar o detalhamento das atividades:

 Configurar Centro/Deposito para o processo de recebimento, administração e controle de MP e


Embalagem (Terceiros em nosso poder) na Planta BR09;
 Criar deposito para recebimento virtual em Americana (necessário para controle de envio de
Remessas para Armazém Geral);

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
9
 Configurar o recebimento de MP e Embalagem considerando entrada virtual em Americana e
Transferência (Regime de Armazém Geral) na Planta BR09 ou Nova Planta (TBD). Adequar o
modelo utilizado no Processo de Importação de Produto Acabado para BR09 já existente;
 Configurar o Processo de Transferência para Armazém Geral de MP e Embalagem;
 Manutenções necessárias de Master Data para habilitar as matérias primas e embalagens realizar
movimentações entre plantas e depósitos (aprox. 70 SKUs);
 Replicar o programa/ customização de etiquetagem na entrada de MP (programa já existente em
L502) para a Planta BR09 ou Nova Planta;
 Configurar processo de qualidade para MP no novo centro para controle e bloqueios de Lotes;
 Configurar a possibilidade de gestão Inventário de MP;
 Planejamento de transferência (retorno físico para L502) via MRP;
 Controle de lote (FEFO); considerando o Lote mais antigo;
 Controle de abastecimento (Pedido de retorno, transferência, RC/PO automática por estoque
mínimo);
 Expedição (Retorno de Armazém Geral) com determinação de Lote Automática considerando
FEFO
 Recebimento, Controle e Expedição de Embalagem com Estoque em Poder de Terceiro na novo
Centro (adequar o modelo utilizado para Embalagem Importadashoje garantindo a valorização);

No Escopo:
 Matérias Primas Importadas
 Embalagens importadas e nacionais com operações retornando ao fornecedor de origem da
embalagem
 Borracha Natural Local

Fora do escopo:
 Matérias primas nacionais (exceto borracha natural).
 Cabo de aço importado
 Pneus
 MRO

4. Processo Atual
Formatted: Indent: Left: 0"
34.1 .1 PROCESSO ATUAL (AS IS)

Atualmente esse processo é baseado na reserva de saldo dos pneus conforme disponibilidade no Armazém
da fábrica em Americana. Onde Customer Service gera delivery para transferência dos pneus seguindo
programação específica para essa operação, que pode ocorrer diariamente conforme gerenciamento entre
Warehouse/Transportes/Centro de Distribuição.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
10
Finalmente após validação das informações de quantidade e código corretos, o Conferente recebedor realiza
a operação de confirmação de entrada no armazém no sistema SAP. Para esta confirmação é utilizada a
localização de endereçamento fornecida pelo sistema (OT), o conferente recebedor identifica no painel do lote
com pincel atômico Vermelho qual locação devem ser direcionados os pneus (Rack). Com essa identificação,
manualmente preenchida, o operador de empilhadeira leva o (Rack) ao endereço indicado, real izando a
armazenagem.

4.2 FLUXO MACRO DO PROCESSO ATUAL (AS IS): Formatted: Heading 2, Left, Line spacing: single

Imagem 1: Fluxo As Is – Transferência Centro Distribuição

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
11
Formatted: Portuguese (Brazil)

5. Processo Futuro

5.1 PREMISSAS:

O desenho e requerimentos de ERP para suportar a operação foram baseados nas premissas abaixo:
 Comunicação estabelecida entre entrada de produção (901 SAP) e área definida para armazenamento
de pneus que poderão ser enviados a Cross Docking;
 Transferência de OT da entrada de produção (901 – SAP) diretamente para o depósito de Cross
Docking e através de Remessa do tipo de documento (ZO04) sendo realizado a reserva do depósito
Cross Docking;;
 Relacionar os destinos que se enquadram nessa operação;

5.2 FLUXO DE PROCESSO FISCAL

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
12
Formatted: Font color: Red

Imagem
2: Fluxo To Be – Cross Docking

Passo a passo do processoprocessos:

1. O analista deverá informar os itens a serem enviados a Cross Docking;


1.2. O analista deverá criar a remessa (individual ou massiva);
2.3. O analista deverá realizar a reserva dos materiais considerando a posição Cross Docking e informar
ao operador qual o número do Shipment;
3.4. O operador após receber o Romaneio deverá realizar a separação dos materiais contidos na posição
Cross Docking;
4.5. Com Romaneio disponível o operador deverá seguir com o processo de carregamento;
5.6. Liberar o Shipment para faturamento.
Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
13
5.3 EXCEÇÃO:

o caso de indisponibilidade de saldo no pedido serã

Macro Fluxo do Processo Futuro Formatted: Portuguese (Brazil)


Formatted: Normal
Fluxo Macro

5.4 REQUERIMENTOS DO PROCESSO FUTURO:3AS ATIVIDADES 1 E 2 SÃO RELACIONADAS AO INBOUND QUE TRATA-SE Formatted: Font: Not Bold
DE ENTRADA DE MERCADORIA VIRTUAL EM AMERICANA E ENVIADA VIA REMESSA DE ARMAZÉM GERAL PARA O Formatted
OPERADOR LOGÍSTICO. A DETERMINAÇÃO DA PLANTA (L502) E DEPOSITO (O DEPOSITO NOVO CRIADO PARA
CONTROLE VIRTUAL DE ESTOQUE ) SERÁ NO PEDIDO DE COMPRA EMITIDO AO FORNECEDOR. O DIRECIONAMENTO PARA
ARMAZENAGEM EXTERNA/ARMAZÉM GERAL DEVERÁ SER DETALHADO NOS CAMPOS ADICIONAIS DE DOCUMENTOS
FISCAIS E CONTROLADO ATRAVÉS DO DOCUMENTO DE TRANSPORTE (NO CASO DE FOB E IMPORTADO) OU DIRETAMENTE

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
14
COM O FORNECEDOR (NACIONAL). SERÁ CRIADO UM PEDIDO DE TRANSFERÊNCIA SAP ( REMESSA DE ARMAZÉM
GERAL) PARA REALIZAR A ENTRADA DO ESTOQUE NO OPERADOR LOGISTICO. A EMBALAGEM REFERENTE A ESTE
MATERIAL SERÁ CONTROLADA VIA PEDIDO DE COMPRA PARA FINS DE RASTREABILIDADE E CORRETA ALOCAÇÃO
CONTÁBIL E DE CUSTOS.
AS ATIVIDADES 1 E 2 SÃO RELACIONADAS AO INBOUND QUE SE TRATA DA ENTRADA DE MERCADORIA VIRTUALMENTE EM
AMERICANA E ENVIADA VIA REMESSA DE ARMAZÉM GERAL PARA O OPERADOR.
A DETERMINAÇÃO DA PLANTA E DEPOSITO NO PEDIDO DE COMPRA PARA O FORNECEDOR SERÁ AMERICANA (L502) E O
DIRECIONAMENTO PARA ARMAZENAGEM EXTERNA É REALIZADO ATRAVÉS DO TRANSPORTE (NO CASO DE FOB E
IMPORTADO) OU DIRETAMENTE COM O FORNECEDOR (NACIONAL).

AS ATIVIDADES 3, 4 E 5 SÃO RELACIONADAS AO OUTBOUND, OU SEJA, O RETORNO/ENVIO DE MATÉRIA PRIMA E


EMBALAGEM PARA AMERICANA. DEVERÁ SER CRIADO UM PEDIDO DE TRANSFERÊNCIA SAP (RETORNO DE ARMAZÉM
GERAL) MANUAL OU AUTOMÁTICO (POR REPOSIÇÃO AUTOMÁTICA) E UM DOCUMENTO SUBSEQUENTE (REMESSA) COM
ATRIBUIÇÃO E SEPARAÇÃO DE LOTE DE ACORDO COM O FEFO (LOTE MAIS ANTIGO). DEVERÁ SER CONSIDERO LOTES
MÍNIMOS RESPEITANDO AS QUANTIDADES DE EMBALAGEM MINIMA. AS EMBALAGENS DEVEM RESPEITAR AS MESMAS
REGRAS.

INBOUND (1 E 2)

PARA O PROCESSO DE RECEBIMENTO DE MERCADORIA EM UM ARMAZÉM 3PL, NO MOMENTO DA REQUISIÇÃO DE


COMPRA É DETERMINADO QUAL SERÁ A PLANTA E O DEPOSITO DE DESTINO. PARA OS CASOS DE MATÉRIA-PRIMA
DESTINADA AO ARMAZÉM GERAL, A PLANTA CONTINUARÁ SENDO AMERICANA (L502) E O DEPOSITO INDICADO SERÁ O
DEPOSITO VIRTUAL NOVO PARA CONTROLE DE ARMAZÉM GERAL. ESTA INFORMAÇÃO DEVERÁ SEGUIR ATÉ O MOMENTO
DA ENTRADA NA MERCADORIA NO ARMAZÉM. AS NOTAS FISCAIS DO FORNECEDOR DESTINADAS AO ARMAZÉM GERAL
DEVEM CONTEM NA OBSERVAÇÃO AS CARACTERÍSTICAS FISCAIS DO DESTINO QUE SERÁ ENTREGUE.PARA A ENTRADA DO
MATERIAL NO ARMAZÉM GERAL, AS PREMISSAS DE CONTROLE DE LOTE E EMBALAGEM EM PODER DE TERCEIROS DEVEM
SER CONFIGURADAS, ASSIM COMO AS REGRAS DE CONTABILIZAÇÃO E CUSTOS ATUALMENTE UTILIZADAS PARA AS
ENTRADAS DE MATÉRIA PRIMA EM AMERICANA.

PARA O PROCESSO DE RECEBIMENTO DE MERCADORIA EM UM ARMAZÉM 3PL, NO MOMENTO DA REQUISIÇÃO DE


COMPRA É DETERMINADO QUAL SERÁ A PLANTA E O DEPOSITO DE DESTINO. PARA OS CASOS DE MATÉRIA-PRIMA
DESTINADA AO ARMAZÉM GERAL, A PLANTA CONTINUARÁ SENDO AMERICANA (L502) DEPOSITO INDICADO SERÁ O
DEPOSITO VIRTUAL NOVO PARA CONTROLE DE ARMAZÉM GERAL. ESTA INFORMAÇÃO DEVERÁ SEGUIR ATÉ O MOMENTO
DA ENTRADA NA MERCADORIA NO ARMAREM.
AS NOTAS FISCAIS DO FORNECEDOR DESTINADAS AO ARMAZÉM GERAL DEVEM CONTEM NA OBSERVAÇÃO AS
CARACTERÍSTICAS FISCAIS DO DESTINO QUE SERÁ ENTREGUE.
PARA A ENTRADA DO MATERIAL NO ARMAZÉM GERAL, AS PREMISSAS DE CONTROLE DE LOTE E EMBALAGEM EM PODER
DE TERCEIROS DEVEM SER CONFIGURADAS, ASSIM COMO AS REGRAS DE CONTABILIZAÇÃO E CUSTOS ATUALMENTE
UTILIZADAS PARA AS ENTRADAS DE MATÉRIA PRIMA EM AMERICANA.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
15
OUTBOUND (3, 4 E 5)

PARA O PROCESSO DE RETORNO DE MATÉRIA PRIMA PARA AMERICANA, SERÁ UTILIZADO PEDIDOS DE RETORNO DE
TRANSFERÊNCIA PARA ABASTECIMENTO. AS REQUISIÇÕES PODEM SER GERADAS MANUAIS OU AUTOMÁTICAS DE
ACORDO COM A NECESSIDADE DO NEGOCIO.
PARA A GERAÇÃO AUTOMÁTICA, É NECESSÁRIO HABITAR NO SISTEMA O ABASTECIMENTO VIA MRP CONSIDERANDO O
LOTE MINIMO E PONTO DE REPOSIÇÃO DE AMERICANA.
OS PEDIDOS DE TRANSFERÊNCIA SERÃO EMITIDOS CONFORME NECESSIDADE E AS CARACTERÍSTICAS FISCAIS DEVEM SER
DE RETORNO DE ARMAZÉM GERAL (MESMA CARACTERÍSTICA JÁ EXISTENTES NO PROCESSO ATUAL DE RETORNO DE
ARMAZÉM EXISTENTE DE PAULÍNIA PARA AMERICANA)

Formatted: Font: 12 pt, Not Bold, Not Italic

Formatted: Heading 2

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
16
 Reserva de pneus no Shipment (Delivery) para Cross Docking utilizando a o depósito Cross Docking
como primeira opção de saldo disponível;
 Volume máximo (cubagem) de cada carga considerar duas etapas: Transporte (veículos utilizados) e
área de preparação de cargas (“Estoque sobre rodas” e/ou Área delimitada no WH para este fim);
 Controle de cargas conforme Programação de Carregamento (disponibilidade Doca de Embarque e/ou
Veículos);
 A transferência do volume reservado da Delivery ocorre através de confirmação de OT (diretamente
no coletor de dados do SAP);
 Funcionalidade no SAP que possibilite habilitar em tempo real se o SKU irá ou não para Cross Docking;
 Menu nos coletores de dados com a função “Cross Docking” para gerenciamento de SKUs que serão
disponibilizados;
 Configurações necessárias para habilitar o modo de trabalho via “Cross Docking” por Shipment;
 Planejamento baseado no Tipo de Documento (Pedido de transferência) referente a operação de envio
direto (Cross Docking) associado ao destino: Katoen – Paulínia (963);

6.
Formatted: Justified, Line spacing: 1.5 lines

Gerenciamento de Transporte: Formatted: Justified

Para atender a operação, foram propostos dois modelos de operação:

Modelo Drop and Hook Formatted: Font: 11 pt, Bold, Italic

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
17
Modelo Round Trip
Formatted: Justified

Para ambos modelos é necessário a gerar um Cte por movimentação de veiculo e os Documentos de
Transporte SAP são os mesmos já utilizados na operação atual de transferencias de pneu, recebimento de
pneu importado em Paulinia e Retorno de Pneu de Paulinia para Americana.

Poderá ser utilizado o modelo de tabelas de fretes utilizado na transferencia, porém com dois percursos e/ou
diferentes tipos de DNE (Transf. De Pneu e Retorno de MP). Os documentos de transportes e mercados no
momento da geração do documento de transporte do SAP devem estar definidos e parametrizados no GKO
calculo de frete correto.

Atualmente para a operação de transferencia existe um batimento realizado fora do GKO para garantir que as
quantidades de viagens estejam de acordo com o montante acordado com o transportador.

Atividades que serão necessárias no GKO para garantir o gerenciamento do frete correto:
• Utilização do Contrato no GKO para controle do montante no caso de valor fixo por mês (o valor fixo
for ultrapassado, deverá utilizar tabela comum de frete do GKO);
• Possibilidade de criação de um Novo tipo de Transporte (Ex.: Round Trip) no SAP para Controle de
Número de Viagens on time por dia;
• Atualização dos Percursos na Tabela de Frete do Transportador adequando aos dois tipos de
transporte;
• Atualização dos Mercados/Transporte para indicação correta do Tipo de Operação
• O controle de veiculos fora do valor fixo contratado (carro extra/viagens extras) devem entrar no tipo
de transporte normal para diferenciação da tabela (e o mesmo também deve ter o percurso tarifado dentro do
GKO);
Desenho e Parametrizar o GKO para correta contabilização e escrituração de CTE Complementar de contrato.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
18
Para ambos modelos é necessário a gerar um Cte por movimentação de veiculo e os Documentos de
Transporte SAP são os mesmos já utilizados na operação atual de transferencias de pneu, recebimento de
pneu importado em Paulinia e Retorno de Pneu de Paulinia para Americana.

Poderá ser utilizado o modelo de tabelas de fretes utilizado na transferencia, porém com dois percursos e/ou
diferentes tipos de DNE (Transf. De Pneu e Retorno de MP). Os documentos de transportes e mercados no
momento da geração do documento de transporte do SAP devem estar definidos e parametrizados no GKO
calculo de frete correto.

Atualmente para a operação de transferencia existe um batimento realizado fora do GKO para garantir que as
quantidades de viagens estejam de acordo com o montante acordado com o transportador.

Atividades que serão necessárias no GKO para garantir o gerenciamento do frete correto:
 Utilização do Contrato no GKO para controle do montante no caso de valor fixo por mês (o valor fixo
for ultrapassado, deverá utilizar tabela comum de frete do GKO);
 Possibilidade de criação de um Novo tipo de Transporte (Ex.: Round Trip) no SAP para Controle de
Número de Viagens on time por dia;
 Atualização dos Percursos na Tabela de Frete do Transportador adequando aos dois tipos de
transporte;
 Atualização dos Mercados/Transporte para indicação correta do Tipo de Operação
 O controle de veiculos fora do valor fixo contratado (carro extra/viagens extras) devem entrar no tipo
de transporte normal para diferenciação da tabela (e o mesmo também deve ter o percurso tarifado
dentro do GKO);
Desenho e Parametrizar o GKO para correta contabilização e escrituração de CTE Complementar de contrato. Formatted: Justified, Line spacing: 1.5 lines

Processo Futuro SAP Formatted: Font: (Default) Arial

Formatted: Portuguese (Brazil)

5.4.1 Modelo de Negócio Proposto Formatted: Justified

Atualmente alguns materiais (pneus) são transferidos diretamente da planta de produção de Americana para
a planta de Paulínia, utilizando o conceito de depósito geral, gerenciado por terceiros. Existe a necessidade de
receber a matéria prima + embalagem diretamente em um depósito externo. Isto é válido tanto para importados
como locais. A entrada será feita “virtualmente “ para Americana (L502). Posteriormente, deverá ser emitida
uma nota de remessa de Americana para o depósito externo. Este depósito externo terá o “mesmo” CNPJ que
a planta Americana, ou seja, o mesmo cenário fiscal que temos hoje para Paulínia.
Formatted: Justified
5.4.2 Detalhes Funcionais - Alterações do Sistema

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
19
A proposta de solução manterá a mesma planta utilizada atualmente (BR09), criando um novo depósito em
Paulínia e outro depósito em Americana (L502), permitindo que o Goodyear gerencie estoque e execute as
operações discutidas acima.
O estabelecimento remetente da mercadoria deverá emitir nota fiscal com os requisitos abaixo exigidos:
• Como destinatário, o estabelecimento depositante (Goodyear); Formatted: Justified

• O valor da operação;
• A natureza da operação (ex.: 3.101 – Compra para industrialização, etc);
• O local de entrega, o endereço e os números de inscrição estadual e no CNPJ, do armazém geral;
• O destaque do ICMS e demais impostos, se devido na operação.
Para apoiar o processo proposto, segue abaixo a proposta para o detalhe funcional:

5.4.3 Recebimento de matéria prima no Armazem Geral

O recebimento da matéria prima será efetuado diretamente em um depósito externo. Isto é válido tanto para
importados como locais. A entrada será feita “virtualmente “ para o centro L502 (Americana), depósito XXXX
(novo depósito virtual a ser configurado). Posteriormente, deverá ser emitida uma nota de transferência
(remessa para armazém geral) de Americana para o depósito externo, provavelmente no centro BR09
(Paulínia), depósito XXXX (novo depósito a ser configurado). Este depósito externo terá o “mesmo” CNPJ que
a planta Americana, ou seja, o mesmo cenário fiscal que temos hoje para Paulínia. Não teremos nenhuma
mudança no processo que é feito hoje relacionado com os documentos e tipos de transação.
Administração de lote:
Será utilizada a administração de Lote por FEFO (Lote mais antigo a ser considerado no momento do
Abastecimento).
Utilizaremos a transação MSC2N para cadastrar a data de fabricação do material e obter a data de validade
do material, posteriormente será emitido o relatório de controle FEFO (transação BMBC) para identificação dos
lotes mais antigos.
O recebimento da matéria prima será efetuado diretamente em um depósito externo. Isto é válido tanto para
importados como locais. A entrada será feita “virtualmente “ para o centro L502 (Americana), depósito XXXX
(novo depósito virtual a ser configurado). Posteriormente, deverá ser emitida uma nota de transferência
(remessa para armazem geral) de Americana para o depósito externo, provavelmente no centro BR09
(Paulínia), depósito XXXX (novo depósito a ser configurado). Este depósito externo terá o “mesmo” CNPJ que
a planta Americana, ou seja, o mesmo cenário fiscal que temos hoje para Paulínia. Não teremos nenhuma
mudança no processo que é feito hoje relacionado com os documentos e tipos de transação.
Administração de lote: Formatted: Justified

Será utilizada a administração de Lote por FEFO (Lote mais antigo a ser considerado no momento do
Abastecimento).
Utilizaremos a transação MSC2N para cadastrar a data de fabricação do material e obter a data de validade
do material, posteriormente será emitido o relatório de controle FEFO (transação BMBC) para identificação dos
lotes mais antigos.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
20
Formatted: Justified

Etiquetagem do Material:

Para etiquetagem do material será utilizado a transação ZLACMMM_O003 – Etiqueta de Código de Barras.
(Como o campo Planta faz parte da tela de seleção, será avaliado o impacto na criação de uma nova planta).
A etiqueta do material será impressa apenas uma única vez no recebimento, não sendo necessário nova
etiquetagem a cada transferência ou retorno de transferência.
Formatted: Justified

Embalagem:

Será adotado para recebimento da embalagem nacional o mesmo processo utilizado para recebimento de
embalagem importada, utilizando pedido de compra e remessa inbound.
O recebimento da embalagem será efetuado diretamente em um depósito externo (o mesmo criado para
matéria prima). A entrada será feita “virtualmente “ para o centro L502 (Americana), depósito XXXX (novo
depósito virtual a ser configurado). Não será utilizado estoque especial para identificação Material/Fornecedor.
As embalagens serão contabilizadas em uma conta específica de material de terceiros em nosso poder, desta
forma teremos todas as embalagens de terceiros controladas por quantidade e valor. Posteriormente, deverá
ser emitida uma nota de transferência de Americana para o depósito externo.
Será adotado para recebimento da embalagem nacional o mesmo processo utizado para recebimento de
embalagem importada, utilizando pedido de compra e remessa inbound.
O recebimento da embalagem será efetuado diretamente em um depósito externo (o mesmo criado para
matéria prima). A entrada será feita “virtualmente “ para o centro L502 (Americana), depósito XXXX (novo
depósito virtual a ser configurado). Não será utilizado estoque especial para identificação Material/Fornecedor.
As embalagens serão contabilizadas em uma conta específica de material de terceiros em nosso poder, desta
forma teremos todas as embalagens de terceiros controladas por quantidade e valor. Posteriormente, deverá
ser emitida uma nota de transferência de Americana para o depósito externo.
Formatted: Justified

5.4.5 Transferência de matéria-prima e embalagem de Americana para depósito externo (Paulínia)

Não teremos nenhuma mudança no processo que é feito hoje de (Pneus) relacionado com os documentos e
tipos de transação. O fluxo de documentos permanecerá o mesmo. Será analisada a necessidade de se criar
um tipo de movimento novo (cópia do movimento de transferência existente para transferência de Pneus para
Paulínia). As alterações serão relacionadas apenas ao depósito onde a mercadoria será armazenada. Também
será analisada a natureza da operação e destaques de impostos.
Formatted: Justified

Embalagem:

A transferência das embalagens ocorrerá mediante a criação de um pedido de transferência próprio para
embalagem, seguindo todo o processo normal de uma transferência, ou seja, criação de pedido de

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
21
transferência, remessa, picking e emissão da nota fiscal (será analisado a necessidade de criar uma natureza
de operação específica, cfop etc…).
Formatted: Justified

5.4.5 Transferência de matéria-prima e embalagem de depósito externo (Paulínia) para Americana

Para o processo de Retorno de matéria prima para Americana, será utilizado pedidos de retorno de
transferência para abastecimento. Para identificar a necessidade de retorno da mercadoria será analisado a
possibilidade de utilizar o processo de “Reorder Point” entre depósito externo (Paulínia) e L502 – Americana,
considerando a geração automática de requisições via MRP utilizando o lote mínimo e ponto de reposição de
Americana.
Após a criação da PO o processo será o mesmo adotado na transferência de Americana para depósito externo
(paulínia), alterando apenas os dados referente a origem e destino das mercadorias. Não teremos nenhuma
mudança no processo relacionado com os documentos e tipos de transação. Será analisada a natureza da
operação e destaques de impostos.
Para o processo de Retorno de matéria prima para Americana, será utilizado pedidos de retorno de
transferência para abastecimento. Para identificar a necessidade de retorno da mercadoria será analisado a
possibilidade de utilizar o processo de “Reorder Point” entre depósito externo (Paulínia) e L502 – Americana,
considerando a geração automática de requisições via MRP utilizando o lote mínimo e ponto de reposição de
Americana.
Após a criação da PO o processo será o mesmo adotado na transferêrencia de Americana para depósito
externo (paulínia), alterando apenas os dados referente a origem e destino das mercadorias. Não teremos
nenhuma mudança no processo relacionado com os documentos e tipos de transação. Será analisada a
natureza da operação e destaques de impostos.
Formatted: Justified

Embalagem:

A transferência das embalagens ocorrerá mediante a criação de um pedido de transferência próprio para
embalagem, seguindo todo o processo normal de uma transferência, ou seja, criação de pedido de
transferência, remessa, picking e emissão da nota fiscal (será analisado a necessidade de criar uma natureza
de operação específica, cfop etc…).
O envio da embalagem ao fornecedor será controlado utilizando relatórios standard do SAP ou através de
relatórios específicos a serem desenvolvidos.

5.4.6 Alterações no Customizing:

• Planta: (utilizar a planta BR09 – Paulínia ou criar uma nova).


• Criar os seguintes depósitos:
XXXX - Novo depósito virtual a ser configurado para a planta L502 - Americana (definir código e descrição
do novo depósito virtual)

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
22
XXXX - Novo depósito externo a ser configurado para a planta BR09 – Paulínia ou para uma nova planta
(definir código e descrição do novo depósito externo)

• Atribuição: planta à área de vendas (revisar ou criar nova atribuição).


1500 Sales Org. Brasil L0 Transferência de Ações LAT BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L1 LAT Reposição BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L2 LAT Rep.Exp B Ins LA BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L3 LAT Rep.Exp B Fora LA BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L4 LAT OE BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L5 LAT OE Exp B Ins LA BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L6 LAT OE Exp B Fora LA BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L7 LAT Exp A Ins.LA BR09 (ou nova planta)
1500 Sales Org. Brasil L8 LAT Exp A Fora LA BR09 (ou nova planta)

• Manter ou criar ponto de planejamento do transporte


BR09 BR09 - Paulinia F653 (ou criar novo ponto de planejamento do transporte)
BR97 BR09- CD Paulínia (ou criar novo ponto de planejamento do transporte)

• Atribuição: local de negócio para planta


Fábrica: BR09 - Paulínia – BR (ou nova planta a ser criada)
Local comercial: 0002
Empresa F653.

• Manter ou criar nova Zona de Transporte.


BR01SP0013 – Paulínia (apenas se criar nova planta)

• Manter ou criar 2 novos shipping points.


B091 LABR CD Paulínia - Rec. Point
B092 LABR CD Paulínia – Ship Point
Shipping point para para recebimento:
Código: B091
Descrição: LABR CD Paulínia - Ship Point
País: BR
Zona de partida: BR01PP0013
Calendário de fábrica: ZL
Determine o tempo de carregamento: C
Det Tempo de pick / pack: C
Dias de arredondamento: 0,2
Texto do Nome do endereços: ADRS_SENDER

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
23
Texto do cabeçalho da carta: ADRS_HEADER
Nome do texto cumprimento: ADRS_SIGNATURE
Displ.info: (marcado)
* Outros campos da tela permanecem em branco.
Shipping point para entrega:
Código: B092
Descrição: LABR CD Paulínia - Ship Point
País: BR
Zona de partida: BR01PP0013
Calendário de fábrica: ZL
Determine o tempo de carregamento: C
Det Tempo de pick / pack: C
Dias de arredondamento: 0,2
Nome de texto de endereços: ADRS_SENDER
Texto do cabeçalho da carta: ADRS_HEADER
Nome do texto saudação: ADRS_SIGNATURE
Displ.info: (marcado)
* Outros campos da tela permanecem em branco.

• Atribuir Shipping Point à fábrica:

BR09 – Paulínia (ou nova planta a ser criada).


Shipping Point: B091 e B092. (ou novos pontos de envio).

• Manter a zona de transporte para o Shipping point

Ponto de embarque: B091


Ctry: BR
Zona: BR01PP0013

Ponto de embarque: B092


Ctry: BR
Zona: BR01PP0013

• Manter ou criar nova Determinação do Shipping Point para entrega:

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
24
• Manter ou criar nova Determinação do Shipping point para recebimento

Planta: BR09 (ou nova planta a ser criada)


Locais de armazenamento: 0401,0404,0700,0899.
Ponto de expedição: B091.

• Manter ou Atribuir preços ao ponto de planejamento de transporte

TPPt BR09
ItDetGrp -SA Group-ShpTypGrp - CstgSheet - Descrição
0001 ZOSTAN LACM Outbound Standard
0001 0001 OSTAN LACM Outbound Standard
0001 0001 ZOSTAN LACM Outbound Standard
0001 0001 ZOSTAN LACM Outbound Standard
ZI01 ZISTAN LACM Inbound Standard
ZI01 0001 ZISTAN LACM Inbound Standard
ZI01 0001 ZISTAN LACM Inbound Standard
ZI01 0001 0001 ZISTAN LACM Inbound Standard
ZO30 ZOCOMP LACM Outbound Complement
ZO30 0001 ZOCOMP LACM Outbound Complement
ZO30 0001 ZOCOMP LACM Outbound Complement
ZO30 0001 0001 ZOCOMP LACM Outbound Complement

• Dados de compras para custos de remessa

TPPT SCT PO PG Planta


Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
25
BR09 ZI01 BR01 S50 BR09
BR09 ZI03 BR01 S50 BR09
BR09 ZI04 BR01 S50 BR09
BR09 ZI05 BR01 S50 BR09
BR09 ZI06 BR01 S50 BR09
BR09 ZO01 BR01 S50 BR09
BR09 ZO02 BR01 S50 BR09
BR09 ZO03 BR01 S50 BR09
BR09 ZO04 BR01 S50 BR09
BR09 ZO05 BR01 S50 BR09
BR09 ZO09 BR01 S50 BR09
BR09 ZO10 BR01 S50 BR09
BR09 ZO11 BR01 S50 BR09
BR09 ZO15 BR01 S50 BR09
BR09 ZO17 BR01 S50 BR09
BR09 ZO20 BR01 S50 BR09
BR09 ZO30 BR01 S50 BR09

• Transação ZLACMSD_CINTER (manter dados ou incluir dados da nova planta)

Atribuir ao cliente os dados da planta de embarque para ordem de transferência para que a
nova planta possa criar o documento de tipo de entrega.

• J1BTAX

Verificar a necessidade de altração na transação J1BTAX.

• Lista de Preços

A lista de preços não mudará em função da possível criação de novo centro.

• Criação de novas rotas (Itinerários)

Manter as rotas antigas ou criar novas rotas em função da criação de nova planta.

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
26
• Gaps

Tabela Z:
Manter ou Incluir a nova planta na tabela Z: ZLACMSD_T_CINTER para modificar a categoria
de item de transferência para permitir a emissão da fatura de transferência.

• Outras Tabelas:

As tabelas de determinação não serão alteradas no cenário de produção SAP apenas para
testes.

ZLASD_STORAGE
ZLASD_STORAGE1 Determinação do armazenamento por cliente
ZLASD_STORAGE2 Determinação do armazenamento por planta e canal de distribuição

Tabela: ZT001W - Coleta diária por planta.

• Interfaces

GKO - Se criar nova planta, precisa incluir a planta em GKO, no SAP nenhuma alteração.
GCOM - Não será necessário fazer alterações na interface GCOM.
EDI - Mercado Eletrônico - Se criar novo tipo de pedido, será avaliado necessidade de alterar o Mercado
Eletrônico.
SYNCRO - Se criar nova planta, será avaliado necessidade de fazer alterações na interface SYNCRO
SOFTWAY - Se criar nova planta, será avaliado a necessidade de fazer alterações no SOFTWAY.

• Master Data de materiais

Extensão da Visão de Materiais MP para BR09 (ou para uma nova planta)
População dos campos extendidos para MP na planta BR09 (ou para uma nova planta)
Poupulação dos campos de MRP para utilizar o “Reorder Point”

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
27
• Administração de Lote

Necessária administração de Lote (por FEFO – Lote mais antigo a ser considerado no momento do
Abastecimento)
Transação MSC2N – inserir data de fabricação do material para obter a data de validade do material e
posterior emissão do relatório FEFO (transação BMBC).

• Etiqueta do Material

Transação ZLACMMM_O003 – Etiqueta de Código de Barras (Como o campo Planta faz parte da tela de
seleção, será avaliado o impacto na criação de uma nova planta).

• Relatórios

Anura - Não precisamos mudar.


IBAMA - Não precisamos mudar.
MSCI - Não precisamos mudar.
Formatted: Font: Arial

7.6. Estimativa de TI

8.7. Summary of Gaps to be covered in the solution design to be Formatted: Font: (Default) Arial

presented by it:
GAP Comments
Limitação física de espaço necessário para implantação da
operação Cross Docking Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)

9.8. Summary of Gaps to be covered with Process review: Formatted: Font: (Default) Arial

GAP Comments
Planejamento (na entrada de produção) antecipado de
volume (Qtde versus SKU – tipo) de pneus a ser direcionados
ao Centro Distribuição/Centro de Montagem Formatted: Font: (Default) Arial

10.9. Comments Formatted: Font: (Default) Arial

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
28
Formatted Table ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
11.10. Document Version Approval Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Version Approvers Date Formatted
Signature ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted Table ...
Formatted ...
Formatted ...
Formatted ...
Version Approvers Date Signature Formatted ...
Formatted ...
Revisão Julio Trinca Formatted ...
V6 Fernando Krzyzaniak
Formatted ...
fernando_krzyzaniak@goodyear.com
Revisão Tiago Silva Formatted ...
Formatted ...
Revisão Rafael Nogueira Formatted ...
Luiz Oliveira Gomes
<luiz_oliveira@goodyear.com>; Formatted ...
Revisão Luiz Gomes Formatted ...
Aldo Perroni Formatted ...
<aldo_perroni@goodyear.com>;
Formatted ...
Revisão Denes Leal
Talita Brunello Formatted ...
<talita_brunello@goodyear.com> Formatted ...
Revisão Suzie Souza
Formatted ...
Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
29
Vieira Vieira
<jairo_vieira@goodyear.com>
Revisão Fernando Krzyzaniak Formatted: Centered
Merquides Correia Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
merquides_correia@goodyear.com
Revisão Rafael Moura Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
Rafael Nogueira Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
rafael_nogueira@goodyear.com Formatted: Centered
Revisão Sidney Zanotti
Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
Denes Da Silva
denes_lealdasilva@goodyear.com Formatted: Centered
Revisão Lucimare Moreira Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Daniel Pereira
Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
daniel_pereira@goodyear.com
Revisão Eduardo Souza Formatted: Centered
Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Revisão Laerte Lima Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
Rafaela Alves
Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
rafaela_alves@goodyear.com
Revisão Fernanda Arenhart Formatted Table
Cleber Santos Formatted: Centered
cleber_santos@goodyear.com
Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
Revisão Luis Singling
Formatted: Centered
Revisão Aecio Perroni Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1
Revisão João Silva
Formatted: Centered

Revisão Gusman Ferraz Formatted: Font: (Default) Arial, Font color: Text 1,
Portuguese (Brazil)

Revisão Juliano Pariz Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)


Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Formatted: Centered
Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Formatted: Centered
Formatted: Font: (Default) Arial, Portuguese (Brazil)
Formatted: Centered
Formatted: Portuguese (Brazil)

Requerimentos TI – Projeto WM Armazém FG Americana – Cross DockingProjeto Armazém Matéria Prima Page
30