Você está na página 1de 3

MATERIAL DE APOIO

CURSO: PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROPSICOLOGIA CLÍNICA ACÇÃO N.º E-LEARNING

MÓDULO: NEUROANATOMIA E NEUROFISIOLOGIA CLÍNICA

FORMADOR: SUSANA MACHADO

Lesões no Sistema Nervoso Central

Cerebelo: Lesões nesta área provocam a perda do equilíbrio e de coordenação


dos movimentos.

Bolbo raquidiano: Lesões nesta área podem provocar a morte, pois controla
reflexos vitais como engolir, tossir, vomitar e espirar.

Sistema reticular activante: Quando danificado provoca um estado de coma


permanente.

Tálamo: Danos ou lesões no tálamo podem dificultar a memorização de novas


informações tais como números de telefone e rostos novos.

Amígdala: Danos nesta zona provoca diminui os comportamentos agressivos e


violentos.

Hipocampo: Lesões nesta região incapacita a formação de novas memórias.

O Córtex Cerebral

A palavra córtex vem do latim para "casca". Isto porque o córtex é a camada mais
externa do cérebro.

As suas funções são o pensamento, os movimentos voluntários, a linguagem e a


percepção.

Este pode ser dividido em duas partes funcionais, as áreas primárias ou de


projecção e as áreas secundárias ou de associação.

As áreas primárias recebem e produzem informação sensorial.

www.cognos.com.pt
MATERIAL DE APOIO

As áreas secundárias coordenam os dados sensoriais e as funções motoras ,


interpretando a informação recebida pelas áreas primárias.

Esta dividido em dois hemisférios o direitos e o esquerdo.

Existem em cada hemisfério quatro lobos:

Lobo temporal - cuja zona superior recebe e processa informação auditiva. As


áreas associativas deste lobo estão envolvidas no reconhecimento, identificação
e nomeação dos objectos.

Lesões: Na área auditiva primária, provoca surdez cortical (incapacidade de


ouvir); Na área secundária provoca agnosia auditiva (incapacidade de atribuír
significado aos sons; Área de Wernicke ( faz fronteira com os lobos parietais e
occipitais). Em caso de lesão desta área, resulta a surdez verbal (incapacidade de
interpretar o significado das palavras que ouvem)

Lobo frontal - é o córtex motor primário, associado ao movimento de mãos e da


face. As funções associativas deste lobo estão relacionadas com o planeamento.

Lesões: Na área primária, pode provocar paralisia total ou parcial (incapacidade


do controlo dos movimentos voluntários). Na área secundária ou psicomotora, a
lesão leva à apraxia (incapacidade de seguir uma sequência correcta, de
organizar movimentos). Área de Broca (perto do lobo temporal). Uma lesão
nesta zona provoca afasia da Broca (incapacidade de fazer um discurso coerente.
Na área mais acima da Broca, área da escrita caso afectada provoca agrafia
(incapacidade de escrever adequadamente).

Lobo parietal - é o córtex somato-sensorial primário, recebe informação através


do tálamo sobre o toque e a pressão. A nível associativo este lobo é responsável
pela reacção a estímulos complexos.

Lesões: Na área sensorial ou primária, a lesão provoca anestesia cortical


(incapacidade de receber sensações tácteis e térmicas). Na área

www.cognos.com.pt
MATERIAL DE APOIO

somatossensorial secundária, causa agonias somatossensoriais ( incapacidade de


localizar as sensações no corpo).

Lobo occipital - recebe e processa informação visual. As suas áreas associativas


estão relacionadas com a interpretação do mundo visual e do transporte da
experiência visual para a fala.

Lesões: Na área visual primária provoca cegueira cortical (incapacidade de verse a


lesão for por toda a área e conforme o lado afectado esquerdo ou direito, perde-
se a visão desse mesmo lado). Na área visual secundária provoca a agnosia visual
(incapacidade de reconhecer e identificar o que se vê). Área visual da palavra
escrita, uma lesão provoca cegueira verbal (incapacidade de ler).

www.cognos.com.pt