Você está na página 1de 9

Lista de Exercícios – Introdução aos Materiais Cerâmicos

Profa. Ana Candida de Almeida Prado

1. Quais os principais fatores que devem ser analisados quando se deseja caracterizar
uma matéria-prima cerâmica?
R. Composição química; composição mineralógica; características físicas das
partículas, ou seja, forma, distribuição de tamanho, estado de aglomeração;
propriedades de superfície e capacidade de troca de cátions.
2. Dada uma argila desconhecida, cite um conjunto de ensaios simples que poderiam
servir de base para a indicação de seus usos prováveis. Justifique cada ensaio.
R. 1. Análise Química - Inicialmente, pode-se fazer uma análise química para
determinar a composição mineralógica da argila, identificando os teores dos
elementos químicos presentes, em geral, na forma de óxidos; a partir dessa análise
também pode-se medir a perda ao fogo, que resulta das águas de temperaturas mais
elevadas (intercalada, estrutural, de coordenação ou zeolítica), matéria orgânica,
hidroxilas, hidróxidos, carbonatos e outros. Os métodos mais usados para análise
química usam determinações: Gravimétricas, Volumétricas, Colorimétricas,
Espectrofotométricas, Fotometria de chama, Complexométricas, Técnica
instrumental aliada a complexométrica e Fluorescência de raios x ou a
Espectrometria de Absorção Atômica. Em seguida, deve-se fazer a interpretação da
composição química encontrada na argila, cada elemento presente confere
diferentes propriedades e, consequentemente, diferentes aplicações. Por exemplo,
a presença de Óxidos de Alumínio (Al2O3) eleva muito a temperatura de queima,
sendo muito boa para tijolos refratários.
2. Análises Térmicas: Análise Térmica Diferencial (ATD) e Análise Térmica
Gravimétrica (ATG) – Está relacionada a mudança de propriedade da amostra em
função da alteração na temperatura. Com o aquecimento, ocorrem reações químicas
que podem ser endotérmicas ou exotérmicas, em algumas reações também ocorrem
perda (liberação água adsorvida, de água estrutural, decomposição de matéria
orgânica, decomposição de carbonatos...) ou ganho (oxidação) de massa. A variação
da massa de uma amostra com o aquecimento pode ser medida pela análise
termogravimétrica (ATG). Como as faixas de temperatura onde ocorrem as reações
endotérmicas e exotérmicas e as variações de massa são conhecidas para várias
substâncias e minerais, é possível inferir a composição mineralógica de uma amostra
usando as técnicas de ATD e ATG.
3. Difração de raios x – Com esta técnica é possível fazer a identificação de fases
padrões cristalinas através de seus padrões difratométricos, que é único para cada
composto cristalino. Uma amostra desconhecida é analisada e seus picos
comparados com os de material conhecidos e tabelados, permitindo assim a
identificação do material. Outra aplicação é a distinção entre as diferentes formas
alotrópicas da mesma substância.
4. Matéria Orgânica - A presença e a quantidade de matéria orgânica são
características importantes das matérias-primas, em especial das argilas, pois sua
presença influencia em diversas propriedades, tais como plasticidade, capacidade de
troca catiônica, comportamento reológico. A determinação da matéria orgânica
pode ser feita através de: combustão a seco, ATD, ATG, oxidação com água
oxigenada e oxidação com bicromato de potássio.
5. Análise Racional - A partir dos dados obtidos através de uma análise química e
mineralógica, pode-se calcular os teores dos minerais presentes na amostra. Este
processo é apenas aproximado. A análise do teor dos minerais presentes em uma
amostra também pode ser feita por um método direto utilizando microscopia.
6. Capacidade de Troca Catiônica - A capacidade de troca catiônica é uma
propriedade importante das matérias primas, em especial dos argilominerais, pois os
cátions trocáveis influem intensamente sobre as suas propriedades físico-químicas e
tecnológicas, tais como na reologia (viscosidade) e plasticidade. Para determinar a
CTC pode-se usar o Método Químico, que consiste em tratar uma argila com uma
solução concentrada de acetato de amônio e determinar os cátions extraídos por
processo instrumental ou utilizar o cloreto de amônio como reagente de troca em
substituição ao acetato.
7. Determinação de índices de plasticidade - Plasticidade é a propriedade que um
sistema possui de se deformar pela aplicação de uma força e de manter essa forma
quando essa força é retirada. O ensaio de determinação do Limite de plasticidade
consiste, basicamente, em se determinar a umidade do material quando uma
amostra começa a fraturar ao ser moldada com a mão sobre uma placa de vidro, na
forma de um cilindro com cerca de 10 cm de comprimento e 3 mm de diâmetro.
8. Microestrutura - Os materiais cerâmicos, exceto no caso do vidro e, em algumas
aplicações de monocristais, apresentam microestrutura. As propriedades dos
materiais cerâmicos dependem da composição, quantidade e do arranjo de três
fases: cristalina, vítrea e porosa. Para revelar a microestrutura das cerâmicas usa-se
microscópios. Por vezes, em caso de maior tamanho dos grãos, usa-se o microscópio
óptico. Por outras, onde é necessário maior aumento para visualizar a
microestrutura, usa-se o microscópio eletrônico.
3. Quais relações podem ser encontradas entre as seguintes medidas, obtidas das argilas:
a) Análise de resíduo e composição química;
A MP quando submetida a temperaturas elevadas pode sofrer degradação e
gerar resíduos, o que depende dos compostos químicos presentes na MP.
b) Análise racional e plastidade;
A partir da análise racional calcula-se os teores dos minerais presentes na
amostra,o teor de determinado óxido influencia nas propriedades, dentre elas a
plasticidade.
c) Cor após queima e análise química;
A análise química é um dos métodos complementares para determinação da
composição mineralógica das matérias-primas,os elementos químicos presentes
na MP apresentam diferentes cores quando queimados.
d) Análise racional e distribuição granulométrica.
A partir da análise racional pode-se identificar tamanho e morfologia das
partículas presentes na MP, que está intimamente ligado com a distribuição
granulométrica.
4. Dada as fórmulas estruturais abaixo, transcreva as fórmulas para a forma em óxidos e
calcule a composição química teórica, em porcentagem de óxidos:
a) Al2(Si2O5)(OH)4
b) Na0,37(Al1,6,Mg0,33)(Si4O10)(OH)2
c) K2Al4(Si6A v v;l2)O20(OH)4
R.
5. Uma amostra foi caracterizada e os seguintes minerais foram identificados em sua
composição: feldspato potássico, Caulinita, Quartzo e Hematita. Sua análise química
identificou os seguintes teores de cada elemento. Dadas as fórmulas químicas teóricas
dos minerais presentes, calcule a composição de cada um desses minerais na amostra.
Óxido Amostra I
SiO2 70,30
Al2O3 18,34
Fe2O3 2,10
MgO 0,21
CaO 0,10
Na2O 0,24
K2O 2,47
P2O5 0,12
TiO2 0,20
Perda ao fogo 5,88

Mineral Fórmula
Hematita Fe2O3
Rutilo TiO2
Apatita Ca5(PO4)3OH
Feldspato potássico KAlSi3O8
Feldspato sódico NaAlSi3O8
Feldspato cálcico CaAl2 Si4O8
Caulinita Al2Si2O5(OH)4
Quartzo SiO2
R.
6. As difrações de raios X tratam-se da mesma matéria-prima, em preto é a difração da
amostra em sua fração argila, e, em cinza, da mesma argila glicolada.
a) Por que são usados esses diferentes tratamentos para fazer a análise de difração
de raios X de uma amostra.
O uso do etileno glicol propicia a diferenciação das amostras de acordo com a
sua composição mineralógica, podendo apresentar picos relativos à direções
interplanares semelhantes. Portanto, com o etileno glicol pode-se observar os
argilominerais, pois ele aumenta a distância entre os planos pela absorção do
composto.
b) Quais são outros tratamentos usados na difração de raios X para identificar fases?
Redução do tamanho de partículas e submeter a amostra a aquecimento (500°C).
c) A partir das distâncias interplanares mostradas acima dos picos, faça a
identificação das fases presentes na matéria-prima.
Distância Interplanar (A) Mineral
15,88 Emetita
17 Esmectita
7,11 Caulinita
4,44 Esmectita
4,21 Quartzo
3,56 Caulinita
3,33 Quartzo
3,22 Feldspato

7. As análises de diversas matérias-primas apresentam os resultados abaixo:


Composição- MP-1 MP-2 MP-3 MP-4
Característica
Argilo-minerais 68% 91% 86% 60%
Al2O3 - 6% - -
CaO - - 2% 5%
Na2O+K2O 12% - 3% 7%
Quartzo 20% 3% 2% 28%
Fe2O3 - - 7% -
Cor após a queima creme branco rosa Branco
a) Quais devem ser as de maior plasticidade?
As de maiores plasticidade são a MP-3 e a MP-4.
b) Entre MP-3 e MP-4, qual você usaria para a fabricação de sanitários? Por que?
A MP-4 é mais propícia para fabricação de louça sanitária, pois há maior
quantidade de feldspato, CaO, quartzo e argilominerais do que na MP-3. Tais
componentes são essenciais para a produção, o feldspato age como fundente, o
quartzo está presente na parte estrutural e os argilominerais agem como
plastificante.