Você está na página 1de 12

Banhos Sagrados

Para atrair o Amor

2 litros de leite
4 colheres de mel
1 maçã vermelha ralada
2 pauzinhos de canela

Ferva o leite e acrescente os demais ingredientes. Deixe esfriar. Coe e use após o banho
higiênico, da cabeça aos pés. Cubra a cabeça com uma toalha e vista-se sem enxugar-se,
ou coloque um roupão.

Para Paixão

1 maçã vermelha ralada


1 maço de salsa fresca
4 litros de água mineral
4 colheres de mel de flor de laranjeira

No primeiro dia da lua cheia, coloque a água numa vasilha grande e acrescente os
demais ingredientes. Coloque a vasilha num local onde possa receber o frescor da noite
e a luz da lua cheia. Na manhã seguinte, coe a mistura e utilize-a, após o banho habitual,
da cabeça aos pés. Cubra a cabeça com uma toalha e vista-se sem enxugar-se, ou
coloque um roupão. Os homens devem retirar a salsa e utilizar o banho apenas com os
outros ingredientes.

Para Fartura e Prosperidade

4 litros de água mineral


6 paus de canela pequenos
1 colher de chá de noz moscada ralada
6 folhas de louro
1 colher de sopa de erva-doce ou funcho
6 moedas douradas ou uma peça de ouro
Pétalas de rosa amarela

Num dia de lua cheia, ferva a água e acrescente os demais ingredientes, exceto as
pétalas da rosa amarela. Coe. Guarde as peças de ouro e as moedas. Deixe esfriar e
antes de utilizá-lo, acrescente as pétalas de rosa. Tome o seu banho habitual e utilize a
mistura derramando-a generosamente da cabeça aos pés. Cubra a cabeça com uma
toalha e vista-se sem enxugar-se, ou coloque um roupão.

Para Sorte e Harmonização

4 litros de água mineral


2 colheres de sopa de óleo de amêndoa para o corpo
10 gotas de essência de rosas
Pétalas de rosa branca, lírio e angélica
1 quartzo branco bruto
1 quartzo rosa bruto
1 citrino bruto
1 ametista

Numa noite de lua crescente, coloque todos os ingredientes numa vasilha grande e
deixe-a num local onde possa receber o frescor da noite e a luz da lua. Na manhã
seguinte, após o banho higiênico, banhe-se na mistura, comprimindo as pétalas de rosa
sobre a pele do corpo. Não se enxugue. Vista-se com um roupão e enrole uma toalha nos
cabelos. Vista-se com roupas claras.

Para Proteção Espiritual

10 ramos de alecrim fresco, sem os galhos


30 gotas de essência de verbena
1 punhado de sal grosso
4 litros de água mineral

Ferva a água, desligue a chama e coloque os ramos de alecrim e o sal grosso. Deixe
esfriar. Macere o alecrim com as mãos, como quem esfrega uma roupa. Antes de utilizar
o banho, acrescente as gotas de verbena. Banhe-se do pescoço para baixo e deixe a água
secar naturalmente ou use um roupão. Duas horas depois, tome uma chuveirada, se
estiver sentindo um sono anormal.

Para afastar o mau olhado ou quebranto

3 litros de água mineral


1 garrafa de cerveja clara

Misture a cerveja com a água e banhe-se da cabeça aos pés, após o banho higiênico.
Enrole uma toalha na cabeça e vista-se sem enxugar-se.

Para retirar a negatividade

4 litros de água mineral


2 punhados de sal grosso
2 dentes de alho roxo cortados em cruz
5 galhos de arruda macho
5 galhos de arruda fêmea

Ferva a água com os dentes de alho cortados. Quando a água estiver morna, acrescente a
arruda, tratando de macerá-la, até que esteja totalmente desfeita. Misture o sal. Deixe
esfriar e coe. Use do pescoço para baixo, após o banho habitual. Passadas duas horas,
tome uma chuveirada de água morna ou fria. Faça na lua minguante.
Postado por Antyni

sexta-feira, 26 de março de 2010


Marcadores: banhos sagrados 0 comentários
às 11:59

Os Banhos no Brasil

Os povos indígenas

No princípio, o Brasil era habitado apenas pelos povos indígenas. A cultura desses
povos reconheciam a natureza como fonte de energia vital para a manutenção da vida,
do equilíbrio, da saúde e quando haviam as doenças, buscavam nas plantas e ervas a
cura para esses males. Consideravam os ancestrais seus maiores deuses e buscavam na
sabedoria que eles deixaram a integridade de suas essências.

Enfim, os “povos brancos” de culturas diferentes, chegaram e com o egoísmo que


pertencem aos que não são capazes de construir riquezas interiores, diziam ter
descoberto essa terra, tomaram posse, começaram explorar todas as riquezas materiais
que a natureza havia criado... ouros, pedras preciosas, entre outros tesouros.

A frieza , a falsa moralidade, os conceitos interpretados de forma errada que a religião


predominante daquela época pregavam, faziam desses homens brancos, seres
insensíveis, sem visão, sem alma. Capazes de transformar e considerar qualquer pessoa
que não fosse de sua linhagem em verdadeiros animais. Com tamanha insanidade,
tentaram escravizar os primeiros habitantes e verdadeiros herdeiros desses tesouros, mas
conhecedores das matas, tiveram a natureza a seu favor que impediu dos homens
brancos invadirem suas terras.

Os povos africanos

Não contentes, resolveram trazer os povos africanos para trabalhos escravos, sem
nenhuma valorização daquele ser humano, que foi trazido a força, arrancado de suas
origens, de suas famílias, de seus lares. E se diziam homens de Deus! Os escravos,
como eram chamados, eram colocados em senzalas, comiam o resto da alimentação dos
donos das fazendas, e banhavam-se, quando podiam em rios, apanhavam quando não
correspondiam as expectativas dos seus “donos”.

Essas duas culturas, possuíam valores internos respeitáveis. Consideravam os ancestrais


como fonte de sabedoria e utilizavam os seus conhecimentos para o desenvolvimento de
suas fontes de energias.
Com a chegada do “homem branco” os ensinamentos sagrados foram reprimidos,
massacrados e condenados, mas nunca esquecidos.. Neste livro, procuramos resgatar
algumas fontes geradoras de limpezas e purificação de energias que fizeram com que
esses povos indígenas e africanos conseguissem resistir a tamanha barbaridade sofrida
por eles.

Imaginem tanta dor, mágoas, ressentimentos sofridos por esses povos?


Os escravos africanos, trouxeram a cultura afro e introduziram o ato de banhar-se com
ervas antes de uma cerimônia religiosa. Porém, nos povos do antigo Egito a arte de
banhar-se a aromaterapia já eram realizados. Os índios por sua vez, preservaram-se nas
florestas, mantendo distância dos povos brancos!

Os banhos

Existem diversas categorias de banhos com usos e finalidades definidas. O processo é


quase sempre o mesmo, ou seja, o da maceração das ervas, feitos por mulheres e
homens iniciados no culto dos orixás. As ervas, após a maceração, são repousadas em
um recipiente de barro juntamente com outros ingredientes que são necessários.
Não vamos nos ater aqui, aos rituais do candomblé e umbanda como norteadores do
livro, mas sim, como base para os diversas modos que os banhos são utilizados!
Antes porém, vamos esclarecer algumas formas de preparar as ervas...

Infusão
Consiste em colocar água fervendo sobre as ervas, para preservar os princípios ativos.
*colocar a erva em um recipiente;
*adicionar água fervendo;
*tampar por 10 ou 15 minutos;
*Coar e usar imediatamente.
Obs. As ervas podem ser levemente amassadas, pouco antes de se adicionar a água
fervendo.
Decocção
Indicado para estruturas mais resistentes das plantas como raízes, caules, cascas,
sementes.
*colocar a erva em um recipiente; (pode estar triturada);
*adicionar água fria até cobrir completamente;
*colocar no fogo e deixar ferver por 10 a 30 minutos;
*coar e usar imediatamente;

Maceração
Indicado para todas as partes das plantas.
*colocar a erva em um recipiente contendo um líquido frio como álcool, vinho, água
pura, vinagre, óleo;
*deixar de molho durante um ou dois dias;
*coar e guardar em vidro escuro, tampado e em lugar fresco.
Obs. A maceração é uma preparação indicada para uso externo, também permite a
ingestão em pequenas doses quando o líquido usado for água ou vinho.
Existem outras formas de se preparar as ervas, porém utilizaremos com mais freqüência
essas acima citadas.

Os banhos de descargas

Muitas vezes, por não termos controle de nossas emoções e dos nossos sentimentos, as
energias negativas vão se acumulando em nosso corpo. Para a realização da limpeza e
da purificação dessas energias os banhos de descarga são muito utilizados para aliviar
esse mal.
Alguns sintomas são característicos como por exemplo, o corpo cansado sem ter feito
grandes esforços, dores na nuca, nas costas e nas pernas, bocejando sem estar com sono,
falta de ânimo, falta de iniciativa, instabilidade emocional, tropeços, pequenos azares,
etc.
Postado por Antyni

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010


Marcadores: banhos sagrados, indios, negros 0 comentários
às 23:17
Postagens mais antigas Início

Seguidores

Meus links
 Consciencia Induan
 Os quatro elementos
 Mundo Mágico dos Elementais
 Cristais e Pedras
 Magias e Feitiços

Banhos energéticos

Os banhos energéticos são muito utilizados para ajudar na limpeza de nossa aura e para
atrair bons fluidos em situações específicas. Protegem contra forças negativas, nos
auxiliam na abertura de nossos caminhos financeiros, amorosos, na nossa saúde, enfim
nos trazem apenas benefícios.
O preparo de um banho energético é um ato mágico, um ritual que deve ser feito com
concentração e sempre bons pensamentos.
Ilumine seu anjo de guarda, ore pela finalidade a qual você vai preparar seu banho e
mantenha sua mente
livre de pensamentos negativos e prejudiciais ao seu objetivo.

Banho p/ bons negócios/atrair clientes

Separar em duas porções de 250 gr. À noite - Em 2 litros de água, cozinhe 250 gr de
alpiste com 7 gotas de mel. Pela manhã - Coe e apare a água num recipiente. Depois de
seu banho de higiene matinal, jogue o banho do pescoço para baixo. Quando estiver
saindo de casa para o trabalho, vá jogando desde o portão de sua casa, até a porta do seu
local de trabalho os 250 gr de alpiste que haviam sido previamente separados. Este
banho traz muita clientela e bons negócios.
Banho Cigano p/prosperidade

4 litros de água mineral


6 paus de canela pequenos
1 colher de chá de noz moscada ralada
6 folhas de louro
1 colher de sopa de erva-doce ou funcho
6 moedas douradas ou uma peça de ouro
Pétalas de rosa amarela

Num dia de lua cheia, ferva a água e acrescente os demais ingredientes, exceto as
pétalas da rosa amarela. Coe. Guarde as peças de ouro e as moedas. Deixe esfriar e
antes de utilizá-lo, acrescente as pétalas de rosa. Tome o seu banho habitual e utilize a
mistura derramando-a generosamente da cabeça aos pés. Cubra a cabeça com uma
toalha e vista-se sem enxugar-se, ou coloque um roupão.

Banho de Assento

Um pouquinho de mel, 7 pauzinhos de canela e um punhadinho de guaraná em pó,


dentro de um chá bem forte de arruda. Deixe em fusão e tome o banho quando estiver
morninho.

Óleo para atrair amor


Um vidro de óleo de amêndoas doces, um vidrinho de essência de rosas, uma colherinha
de chá de mel, raízes de patchouly. Misture tudo em um vidro maior e, sempre que
tomar banho, passe um pouquinho com o corpo meio úmido.

Código de ética dos Indios Norte-Americanos


1. Levante com o Sol para orar. Ore sozinho. Ore com freqüência.

O Grande Espírito o escutará se você, ao menos, falar.

2. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho. A ignorância, o


convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza, originam-se de uma alma perdida.

Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.

3. Procure conhecer-se, por si próprio. Não permita que outros façam seu caminho por
você. É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode
andar por você.

4. Trate os convidados em seu lar com muita consideração. Sirva-os o melhor alimento,
a melhor cama e trate-os com respeito e honra.

5. Não tome o que não é seu. Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da
cultura. Se não foi ganhado nem foi dado, não é seu.

6. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra. Sejam elas pessoas,
plantas ou animais.
7. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas. Nunca interrompa os outros
nem ridicularize, nem rudemente os imite. Permita a cada pessoa o direito da expressão
pessoal.

8. Nunca fale dos outros de uma maneira má. A energia negativa que você colocar para
fora no universo, voltará multiplicada a você.

9. Todas as pessoas cometem erros. E todos os erros podem ser perdoados.

10. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito. Pratique o


otimismo.

11. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós. Toda a natureza faz parte da nossa
família Terrenal.

12. As crianças são as sementes do nosso futuro. Plante amor nos seus corações e ágüe
com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, de-lhes espaço para que
cresçam.

13. Evite machucar os corações das pessoas. O veneno da dor causada a outros,
retornará a você.

14. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações. A honestidade é o grande teste para
a nossa herança do universo.

15. Mantenha-se equilibrado. Seu Mental, seu Espiritual, seu Emocional, e seu Físico,
todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis.

Trabalhe o seu Físico para fortalecer o seu Mental.


Enriqueça o seu Espiritual para curar o seu Emocional.

16. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá. Seja responsável por
suas próprias ações.

17. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros. Não toque as propriedades
pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isto é proibido.

18. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo. Se você não puder nutrir e ajudar a si
mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.

19. Respeite outras crenças religiosas. Não force suas crenças sobre os outros.

20. Compartilhe sua boa fortuna com os outros. Participe com caridade.

Dois Lobos

Dizem os índios que dentro do coração de um homem existem dois lobos que estão
brigando constantemente do nascimento até a morte. Um lobo representa a luz e o outro
a escuridão, as sombras do nosso eu! Praticamente todas as culturas mencionam
metaforicamente esta batalha interna do bem contra o mal e o conflito que divide o
homem, mas me parece sábia e original a resposta dos índios quando perguntados sobre
qual lobo triunfará no final ; "Aquele que alimentamos com mais freqüência!

Provérbio Africano

Quando não há inimigos interiores, os inimigos exteriores nada podem contra você!

Archive
 ▼ 2010 (7)
o ► Abril (3)

o ▼ Março (2)

 O uso do sal grosso


 Novos Banhos Sagrados
o ► Fevereiro (2)

Labels
 banhos sagrados (2)
 ervas medicinais (1)
 indios (1)
 negros (1)
 plantas medicinais (1)
 plantas mestres (1)
 sal grosso (1)
 xamãs (1)

Search
About This Blog