Você está na página 1de 4

Lista de exercícios – Fenômenos Mecânicos

Rotação e gravitação

1. Dois discos são montados em um mesmo eixo e estão separados por l = 0,5 m. O eixo gira com velocidade
angular de 1600 rpm. Um projétil se movendo na mesma direção do eixo perfura os discos. O furo no
segundo disco está deslocado em relação ao furo no primeiro disco por um ângulo de 12°. Determine a
velocidade do projétil.

2. Três partículas, cada uma com massa de 200 g, são posicionadas nos vértices de um triângulo equilátero
de 10 cm de lado. Calcule o momento de inércia em torno de um eixo (a) que liga qualquer uma das
partículas e (b) passando através de uma das partículas e perpendicular ao plano das partículas.

3. Duas esferas de raio r = 5 cm são fixadas às extremidades de uma barra fina de massa desprezível. A
distância entre os centros das esferas é R = 0,5 m. A massa de cada esfera é m = 1 kg, Determine (a) o
momento de inércia I1 do sistema em relação a um eixo passando pelo meio da barra perpendicular ao
seu comprimento, (b) o momento de inercia I2 do sistema em relação ao mesmo eixo assumindo que as
esferas são partículas cujas massas estão concentradas nos respectivos centros, (c) o erro relativo de I2
em relação a I1.

4. Dois objetos de pesos diferentes são ligados por um fio que passa sobre uma polia de momento de
inércia I = 50 kg.m2 e raio r = 20 cm. A polia gira com atrito cujo torque relacionado é de 98,1 N.m. Calcule
a diferença entre as tensões no fio de cada lado da polia que gira com aceleração angular constante α =
2,36 rad/s2.

5. Calcule a energia cinética de um ciclista (junto a sua bicicleta) se deslocando a 9 km/h. A massa do
ciclista com sua bicicleta é 78 kg e a massa das rodas é de 3 kg. Trate as rodas como aros.

6. Uma roda é desacelerada uniformemente em uma frenagem e sua velocidade de rotação decresce de
300 para 180 rev/min em um minto. O momento de inércia da roda é de 2 kg.m2. Calcule (a) a aceleração
angular da roda, (b) o torque de frenagem, (c) o trabalho de frenagem, (d) o número de revoluções
completadas pela roda durante o intervalo em estudo.

7. Uma plataforma horizontal com massa de 80 kg e raio 1 m gira com velocidade angular de 20 rev/min.
Uma pessoa está no centro da plataforma e segura alteres em suas mãos com os braços estendidos na
horizontal. Quantas revoluções a plataforma irá realizar por minuto se o homem abaixa os braços
fazendo com que seu momento de inércia seja reduzido de 2,94 kg.m2 para 0,98 kg.m2? Trate a
plataforma como um disco homogêneo.

8. Uma roda com momento de inércia de 0,10 kg.m2 está girando em torno de um eixo com uma velocidade
angular de 160 rev/min. Uma segunda roda que gira inicialmente a 300 rev/min é acoplada ao mesmo
eixo de maneira que, após um breve intervalo, ambas as rodas giram com a mesma velocidade angular
de 200 rev/ min. Determine o momento de inércia da segunda roda.

9. Uma barra uniforme de massa M e comprimento a está inicialmente em repouso sobre um plano
horizontal. Uma partícula de massa m se deslocando com uma velocidade v perpendicular ao
comprimento da barra a atinge a uma distância a/4 do centro. Após a colisão a partícula para. Encontre
(a) a velocidade do centro da barra e (b) a velocidade angular da barra em relação ao seu centro logo
após a colisão.
10. Uma esfera de massa M e raio r mostrada na figura 1 desliza em um plano
horizontal áspero. Em algum instante sua velocidade translacional é v0 e
sua velocidade rotacional em relação ao seu centro é v0/2r. Determine a
velocidade translacional após a esfera iniciar um movimento de
rolamento puro.

11. A polia mostrada na figura 2 tem raio de 10 cm e momento de Figura 1


inércia de 0,5 kg.m2 em relação a seu eixo. Desconsiderando
forças de atrito, calcule a aceleração dos blocos.

12. Dois blocos de massas 400 g e 200 g são ligados por uma corda de
massa desprezível que passa sobre uma polia de momento de
inércia 1,6 × 10-4 kg.m2 e raio 2,0 cm. Calcule (a) a energia cinética
do sistema quando o bloco de 400 g tiver deslocado 50 cm, (b) a
Figura 2
velocidade dos blocos neste instante.

13. A polia apresentada na figura 3 tem raio de 20 cm e momento de inércia


0,2 kg.m2. Um fio que passa sobre a polia está conectado a uma mola (k =
50 N/m) por uma extremidade e a um bloco de massa 1 kg pela outra. O
sistema é liberado do repouso com a mola em seu comprimento natural.
Calcule a velocidade do bloco após descer 10 cm.

14. Uma barra uniforme de 1 m de comprimento e massa de 200 g é


pendurado do teto por duas cordas verticais de comprimentos iguais
Figura 3
presas às suas extremidades. Um pequeno objeto de massa 20 g é colocado
sobre a barra a uma distância de 70 cm de sua extremidade esquerda.
Determine as tensões nas duas cordas.

15. Uma escada de 4 m de comprimento repousa encostada em um muro de forma


que seu comprimento forma um ângulo de 60° com a horizontal. O coeficiente
de atrito entre a escada e o piso é 0,33, enquanto não há atrito entre a escada
e o muro. A que distância da base da escada uma pessoa pode subir a escada
antes que ela comece a deslizar? Desconsidere a massa da escada.

16. Uma barra homogênea AB está presa a um muro vertical por uma dobradiça no
ponto A e é mantida a um ângulo de α = 60° com a vertical com o auxílio de um Figura 4

fio BC que forma um ângulo de β = 30° com a direção da barra (Fig. 4). Determine
a força normal de reação da dobradiça se a massa da barra é 2 kg.

17. Um quadro é preso a um muro vertical por meio de um fio AC com um


comprimento l formando um ângulo α com o muro. A altura do quadro é BC = d
(Fig. 5). A parte inferior do quadro está apenas em contato com o muro, sem o
auxílio de fios, parafusos ou quaisquer outros dispositivos fixadores. Qual dever
ser o coeficiente de atrito entre o quadro e o muro para que o sistema esteja em
equilíbrio?

18. Aproximando um planeta desconhecido, os astronautas desenvolvem uma


velocidade de 11 km/s para a espaçonave. Essa velocidade faz com que eles entre
em uma órbita circular de 9100 km de raio. Qual é a aceleração gravitacional na
superfície de tal planeta se o seu raio é de 8900 km?
Figura 5
19. Uma partícula é lançada para cima com velocidade de 9,8 km/s. Determine a altura
máxima alcançada por esta partícula.
20. Uma partícula é lançada para cima com velocidade de 15 km/s. Com que velocidade ela se moverá no
espaço interestelar. Considere apenas o campo gravitacional terrestre.

21. Uma partícula de massa 100 g é mantida na superfície de uma esfera uniforme de massa 10 kg e raio 10
cm. Encontre o trabalho que deve ser feito contra a atração gravitacional para deslocar a partícula para
uma posição em que a força gravitacional é aproximadamente nula.

22. A lua leva aproximadamente 27,3 dias para dar uma volta em torno da Terra em uma órbita quase
circular de raio 3,84 × 105 km. Calcule a massa da Terra a partir dessas informações.

23. Um satélite de massa 1000 kg deve orbitar a Terra a uma altura de 2000 km sobre a superfície do planeta.
Determine (a) a velocidade nesta órbita, (b) sua energia cinética, (c) a energia potencial do sistema Terra-
satélite e (d) o período da órbita.
RESPOSTAS

1. v = 400 m/s
2. (a) 1,5 × 10-3 kg.m2, (b) 4,0 × 10-3 kg.m2
3. (a) I1 = 63,5 × 10-3 kg.m2, (b) I2 = 62,5 × 10-3 kg.m2, (c) 1,6%
1
4. 𝑇1 − 𝑇2 = 𝑟 (𝐼𝛼 − 𝜏𝑎𝑡𝑟𝑖𝑡𝑜 ) = 1080 𝑁
5. 253 J
6. (a) α = - 0,21 rad/s2, (b) τ = 0,42 N.m, (c) W = 630 J, (d) 240 rev
7. 21 rev/min
8. 0,04 kg.m2
9. (a) V = (m/M)v, (b) ω = 3mv/Ma
10. 6v0/7
11. 0,25 m/s2
12. (a) 0,98 J, (b) 1,4 m/s
13. 0,5 m/s
14. Te = 1,04 N e Td = 1,12 N
15. 2,3 m
16. 9,8 N
𝑙cosα+2√𝑑 2 −𝑙 2 sin2 𝛼
17. 𝑘 ≥ 𝑙sin𝛼
18. 14 m/s
19. 20900 km
20. 10 km/s
21. 6,67 × 10-10 J
22. 6,02 × 1024 kg
23. (a) 6,90 km/s, (b) 2,38 × 1010 J, (c) - 4,76 × 1010, (d) 2,01 h