Você está na página 1de 71

Ciclo menstrual

DIFERENCIAÇÃO SEXUAL
• Genitália masculina-sepende de gene em cromossomo Y

REGIÃO SRY

• Gene-fator determinate do testículo +andrógeno

TESTICULOS – células de Leydig


Testosterona
DIFERENCIAÇÃO SEXUAL
GENE região SRY

PRESENTE

AUSENTE
GONADA
MASCULINA
FATOR DET GONADA
TESTICULO FEMININA

FATOR INIBIDO
MULLERIANO-Sertoli
Regressão Ducto de Muller
(PARAMESONEFRICO)
• Genitália interna tem tendência intrínseca a feminilizar-se

• Falta
Cromossomo Y
Testiculo funcionante e FIM

• DESENVOLVE-SE DUCTO PARAMESONEFRICO OU DE MULLER E


OVÁRIO (GONADA FEMININA)
DIFERENCIAÇÃO GENITÁLIA EXTERNA
• Forma pera
• Istmo
• Corpo
• colo
COLO UTERINO
• Orifício cervical interno
• Orifício cervical externo
• Canal cervical

Ep. colular

Endocolo glandulas
mucosa
exocolo Extroma fibroso
Ligamentos uterinos
• Ligamentos largos
• Ligamentos cardinais
• Ligamentos uterossacros
• Ligamentos redondos
CAMADAS DO ENDOMÉTRIO

CAMADA COMPACTA

CAMADA ESPONJOSA

CAMADA BASAL
Celulas totipotenciais
VASCULARIZAÇÃO DA PELVE
Arteria sacral média
• Artéria ovárica – origem na aorta abdominal
• Artéria uterina – origem no ramo anterior de aa Hipogástrica
• Relação importante com o ureter

• Veia ovárica direita – rena para VCI


• Veia oarica esquerda- drena para a v Renal esquerda
• Veia uterina –drena para a v Iliaca interna
Artérias do útero
Inervação
• O ap genital é suprido de ramos das vias nervosas autônomas e
raquidianas

• Plexo hipogástrico superior – útero


• Ganglio de frankenhause ou plexo útero – vaginal
• Utero e vagina
• Ramos do plexo renal e aórtico – ovários
• Nervo pudento – vulva, vagina e perineo
TROMPAS
VAGINA
DIFERENCIAÇÃO OVARIOS
Cels
Epitélio Mesenquima
germinativas
celomico subjacente
primordiais

ovários
OVÁRIOS
• Orgão duplo
• Superficie lisa – puberdade
• Superfície rugosa - menopausa
OVÁRIOS
• Ocupa fossa ovárica (Waldeyer)
• Limitada pela artéria ilíaca interna, ureter e ligamento largo
OVÁRIOS
• CAMADAS
• Cortical – folículos – periférica
• Medular – vasos sanguíneos
MENSTRUAÇÃO
• Descamação cíclica
• Sincronica
• Universal
• Auto-limitada
• Endometrio funcional
DESCAMAÇÃO DO ENDOMÉTRIO

CAMADA COMPACTA

CAMADA ESPONJOSA

CAMADA BASAL
Celulas totipotenciais
HIPOTÁLAMO
I I
N N
T T
HIPOFISE
E E
R R
A OVÁRIO A
Ç Ç
à Ã
O ENDOMÉTRIO O
LOCALIZAÇÃO HIPOTÁLAMO
• Constitui parte inferior e a base do terceiro ventrículo
• Limite anterior –quiasma optico
• Limite dorsal – tálamo e sulco hipotalâmico constituindo a capsula interna
• Responsável pela endocrinologia geral, tireoide, mamas, hipófise e
musculo
Hipotálamo e hipófise
• Decapeptideo liberado de forma pulsátil – regulada KISSPEPTINA
• Liga receptor de membrana células hipófise
• Ativação AMP Cíclico – liberação FSH-LH
• Vida média - minutos
MECANISMO LIBERAÇÃO GnRH
• Mecanismo de alça

• Alça longa
• Alça curta
• Alça ultra curta
ALÇA LONGA
ALÇA CURTA
ALÇA ULTRA-CURTA
MECANISMO LIBERAÇÃO GnRH
• MECANISMO DE ALÇA

• CATECOLAMINAS

DOPAMINA
inibitório

NORADRENALINA
estimulante

SEROTONINA
inibição
Arterias e vias do hipotálamo e da hipofise
FSH
HIPOFISE – GONADOTROFINAS
LH
FSH – Hormonio folículo estimulante
LH – Hormonio Luteinizante
FOLICULOGENESE

ESGTEROIDOGENESE OVARIANA
POPULAÇÃO OOCITÁRIA

20º UI Nascimento Menarca Menacme Menopausa

• 20º semana de gravidez – carga máxima – 6 milhões oócitos


• Nascimento – 2 milhões de oócitos
• Menarca – 400 mil
• Menacme – 400 ovulações – cada ovulação ocorre atresia de 1000
óvulos
FOLICULOS
Folículos crescimento desenvolvimento
5º a 7º dia
recrutamento
seleção
dominância
Folículos – potencialidade desiguais

Maior número receptores FSH, IGF1


Maior atividade da aromatase
Maior produção estradiol
Rede venosa rica – ANGIOGENESE – renina - angiotensina
FOLICULOGENESE
AÇÃO FSH
• Mecanismo para a determinação de quis folículos e quantos deles
irão começar o desenvolvimento permanece desconhecido (Speroff)
FOLÍCULO PRIMORDIAL
• RN já nascem com todos os folículos primordiais
• Esse folículo não secreta hormônios
• Nem resposta aos hormônios da reprodução

Camada de células epiteliais achatadas em torno do oócito


FOLÍCULO PRIMÁRIO
• Não produz hormônios esteroides
• Pasa a responder as gonadotrofinas

• FSH – Folículo primário a folículo secundário

• Possui mais de uma camada de células cubóides


FOLICULO SECUNDÁRIO – Proliferação de
células
• Diferenciação em dois tipos celulares:
• Celulas grandes e alongadas (cel da teca)
• Celulas pequenas e cuboides (cel da granulosa)
FSH-estradiol
A secreção do fluido rico em estradiol vai se acumulando entre as
células formando antros – pre-antral
FOLICULO ANTRAL
• “cumulus oóphoros” pedúnculo de células que mantem o oocito
projetado no interior do folículo
• “corona radiata” cama de células que fica ao redor do oocito
• O folículo antral deixa de ser dependente de FSH – responsivo a LH
• Ovulação
Corpo luteo ou corpo amarelo
Foliculos em diferentes estágios de
desenvolvimento
Esteroidogenese ovariana
LDL - colesterol
VIA DELTA 5 VIA DELTA 4
FOLICULO CORPO LUTEO

pregnenolona

17-OH
PROGESTERONA
pregnenolona

17-OH-
DEHIDROEPIANDROSTERONA
DHEA PROGRESTERONA

ANDROSTENODIONA
ENZIMA AROMATASE

TESTOSTERONA ESTRONA

ESTRADIOL
M COLESTEROL
E
C
A
N
I
S
M
O TECA
LH LH
androgenos
2

C
E
FSH
L FSH
U GRANULOSA
L FSH estrogenos FSH
A
S
ESTEROIDOGENESE
• COLESTEROL ANDROGENOS

• 2 VIAS METABÓLICAS
• DELTA 5 – SUPRARENAL
• DELTA 4 E 5 – OVARIOS (folículo 5 – corpo luteo 4)

LH fundamental para esteroidogenese


Converter colesterol em andrognos
LH LH
Foliculo
FSH granulosa FSH

LUTEINIZAÇÃO

Corpo Lúteo

PROGESTERONA
OVULAÇÃO
Celulas
teca/granulosa mitose prostaglandina

Ativador
plasminogenio Ativação
Acumulo de lisossomos
liquido antral
Plasmina +
proteases

Aumento de Digestão da
colagenase pressão parede

ROTURA - OVULAÇÃO
POTENCIA ESTROGENOS
• ESTRADIOL – 1 VEZ

• ESTRONA – 10 VEZES

• ESTRADIOL – 100 VEZES


CLICLO MENSTRUAL
Menstruaçao – endométrio desenvolvido espesso
Descamação
baixo nível E 2 e P4 GnRH

FSH – mitose células granulosa do folículo


Setimo dia do ciclo – aumenta AMP C- Parada ovulação profase

Proliferação cels granulosa


Amadurecimento folículo ovariano

Aumenta a produção estrogênio e inibina


PICO ESTROGENIO – inibe FSH- diminui AMPC- continua O

Pico LH

OVULAÇÃO

PICO PROGESTERONA (ENDOMETRIO SECRETOR)

INIBE FSH E LH
CORPO LUTEO REGRIDE

DIMINUIÇÃO PROGESTERONA/ESTROGENIO + INIBINA

AUMENTO FSH

MENSTRUAÇÃO
EXAUSTÃO HIPOFISÁRIA PICO PREGESTERONA

FEED BACK NEGAGIVO

QUEDA DOS NIVEIS DE FSH/LH

QUEDA ESTROGENIO CIRCULANTE


FEED BACK
• Niveis de estrógeno baixos-efeito negativo sobre LH
• Estrógeno alto – efeito positivo sobre LH
• A medida que o folículo cresce, o estrógeno exerce efeito positivo
sobre LH e negativo sobre FSH

• Progesterona – segundo pico FSH


• Niveis elevados LH inibem estrógeno
MENSTRUAÇÃO NORMAL
• Duração – 4 a 8 dias
• Intervalo – 21 a 35 dias (+/- 7 dias)
• Volume – 30 a 80 ml (absorvente)
MENSTRUAÇÃO
Endometrio
3 fases

estrogenica
proliferativa

Progestogenica
secretora
Lutea ou secretora – fixa 14 dias

menstrual
CICLO MENSTRUAL
• FASE PROLIFERATIVA – ESTROGENO
• CAMADA BASAL – GLANDULAS CURTAS E RETAS

• FASE SECRETORA – PROGESTAGENO


• CAMADA FUNCIONAL – GLANDULAS LONGAS E TORTUOSAS

• MENSTRUAÇÃO – E + P – EDEMA
• PGS (E) – VASOESPASMO - NECROSE