Você está na página 1de 3

Dissecando um olho de boi para entender

a óptica do olho humano

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

O
desenvolvimento da óptica nada. A princípio você não enxergará
Marcelo M. F. Saba
geométrica teve como moti- nada. Porém, após 10 minutos, estará
Instituto Nacional de Pesquisas
Espaciais
vação, assim como algumas vendo vários objetos que antes eram
saba@dge.inpe.br outras áreas da física, a necessidade impossíveis de enxergar. Espere 30 mi-
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ de ampliar a potencialidade do ser hu- nutos e você estará com uma
Ivan Dalla Valle Epiphanio mano e suprir algumas de suas limi- sensibilidade 10 mil vezes maior do
Clube de Ciências Quark tações. Os binóculos e lunetas são que quando entrou na sala. Nessas
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
exemplos do primeiro caso e os óculos situações, ou à noite, as células sensí-
do segundo. Uns ampliaram a capaci- veis às cores, chamadas de cones, não
dade do olho humano, outros corri- respondem, e a formação da imagem
giram algumas de suas debilidades. fica a cargo dos bastonetes. A imagem
Este artigo descreve sucintamente não possuirá cores, mas apenas tons
esses aspectos e sugere uma atividade de cinza. Por isso, dizemos que a noite
muito interessante, que ilustra os todos os gatos são pardos.
princípios de funcionamento do olho No olho, como na máquina foto-
e suas partes principais por meio da gráfica, a luz que provém de um obje-
dissecação de um olho de boi. to externo passa por um sistema de
lentes, formando sobre um anteparo
Suas potencialidades uma imagem invertida. No olho, esse
O olho humano é um sensor conjunto de lentes é formado basica-
poderosíssimo. Em parceria com o mente pela córnea e pelo cristalino, e
cérebro, capta as imagens que desven- o anteparo é a retina, que possui mi-
dam o mundo exterior com todas as lhões de neurônios sensíveis à luz,
suas formas, relevos, cores e movi- também chamados de fotorreceptores.
mentos. É capaz de focalizar objetos Na máquina fotográfica, as lentes
situados a vários quilômetros de dis- possuem curvaturas fixas (distância
tância ou a um palmo da nossa face. focal constante). Assim, para que a
Pode visualizar objetos sob luminosi- imagem se forme corretamente sobre
dade de um sol intenso ou na penum- o filme, temos que mover as lentes
bra de um quarto escuro. E, apesar para frente ou para trás. No olho, isto
de ser comparável às máquinas foto- não é preciso.
gráficas no que se refere ao princípio A córnea, membrana transparen-
de funcionamento, a sua versatilidade te na frente do olho, possui uma for-
é bem superior. ma de calota esférica graças à pressão
Na máquina fotográfica para exercida pelo humor aquoso. Como
capturarmos objetos muito pouco as lentes das máquinas fotográficas,
iluminados é preciso o auxílio de um possui uma curvatura fixa e, junto
flash ou a utilização de filmes muito com o humor aquoso, é responsável
sensíveis; já o olho humano possui por 80% do processo de formação da
Um experimento de fácil realização em sala de uma capacidade incrível de enxergar imagem sobre a retina. Como não é
aula, a dissecação de um olho de boi pode ajudar
em situações de muito baixa lumino- irrigada por vasos sanguíneos, seu
os estudantes de física a entender o mecanismo
da visão humana e, também, compreender me- sidade. Experiente, por exemplo, en- transplante não apresenta problemas
lhor alguns conceitos de óptica. trar em uma sala muito pouco ilumi- de rejeição. Atualmente, cirurgias com

16 Abrindo o olho Física na Escola, v. 2, n. 2, 2001


laser estão “torneando” a córnea para certo quem os inventou. Marco Polo não, stigma = ponto), indica essa
eliminar o uso de lentes corretivas. relata a sua existência na China já em incapacidade.
O cristalino é uma lente biconvexa 1270. Porém, os chineses afirmam
convergente que, ao contrário das len- que os óculos têm origem árabe. Os Instruções para dissecar um
tes utilizadas nas máquinas fotográ- primeiros óculos eram feitos a partir olho de boi
ficas, possui curvatura variável. É de lentes convergentes para a correção O olho de boi possui várias seme-
formado por várias camadas trans- da presbiopia. Os míopes tiveram ain- lhanças com o olho humano e a sua
parentes que deslizam umas sobre as da que esperar quase 300 anos para observação pode ajudar muito o
outras. Ele se encontra preso por for- terem a vista corrigida. entendimento de como o nosso pró-
tes ligamentos aos músculos ciliares, Os primeiros óculos não eram co- prio olho funciona. Se você não é da
que controlam sua curvatura, varian- mo os de hoje, com hastes que se do- área de biológicas e nunca dissecou
do sua distância focal. Isto permite ao bram e se apoiam sobre as orelhas. nada, não se assuste; o que a princípio
olho focalizar sobre a retina a imagem Este só apareceram no século XVIII. pode parecer repugnante se converte
de objetos a grandes ou pequenas Também não havia muita ciência rapidamente em uma atividade fasci-
distâncias. O processo de mudança de envolvida na escolha da lente apro- nante.
curvatura é chamado de acomodação. priada. Era necessário tentar uma
O olho normal consegue, por meio da lente após outra, até achar a que mais Material
acomodação, observar objetos a partir conviesse. • Bandeja ou prato fundo descar-
de 25 cm de distância. Com o avanço Hoje em dia, os oftalmologistas tável
da idade, a perda dessa flexibilidade sabem com precisão qual o grau da • Pinças (duas)
limita o poder de focalização do olho, lente necessária para corrigir a visão. • Bisturi, estilete ou uma pequena
ocorrendo a conhecida “vista cansa- O grau da lente é dado em dioptrias, tesoura
da”, tecnicamente conhecida como que é numericamente igual ao inverso • Olho de boi (procure junto ao
presbiopia. da sua distância focal em metros. Será açougueiro ou em um abatedouro)
Para tirar uma foto, procuramos negativo se a lente for divergente (bor-
segurar a máquina fotográfica com das espessas e região central delgada). Procedimento
a maior firmeza possível. No entanto, Será positivo se a lente for convergente 1. Retire o excesso de gordura e
o olho, ao observar algo, não fica pa- (bordas delgadas e região central músculos que existe em torno do
rado. Pequenos movimentos trêmulos espessa). olho. A gordura serve de proteção ao
ocorrem involuntariamente. Esses O míope possui o globo ocular olho contra impactos. Os músculos
movimentos imperceptíveis têm duas alongado. Conseqüentemente, a ima- são responsáveis pela sua movimen-
funções. Primeiro, evitam que uma gem se forma antes da retina. É capaz tação. O olho do boi possui apenas 4
mesma região da retina fique exposta de enxergar nitidamente apenas obje- músculos, enquanto que o do ser
por um longo período a uma luz tos muito próximos. Para que a ima- humano possui 6. Quando queremos
intensa. Se isto acontecesse, as células gem se forme corretamente sobre a ver um objeto com mais detalhes,
fotorreceptoras perderiam tempo- retina, é preciso diminuir a conver- posicionamos o nosso olho de forma
rariamente a sua sensibilidade. Se- gência dos raios luminosos. Por isso, que a imagem se forme sobre uma
gundo, permitem que a imagem que o míope utiliza lentes divergentes. região da retina chamada fóvea. Nessa
recai sobre o ponto cego da retina, re- Para o hipermétrope, que possui região, a densidade de células nervosas
gião de convergência dos nervos ópti- o globo ocular menos profundo que é maior, permitindo uma visão com
cos e, portanto, insensível à luz, seja o normal, a imagem se forma depois maior nitidez.
captada por células sensíveis adja- da retina. Assim, para aumentar a 2. Retire a córnea. Podemos perce-
centes. convergência dos raios, os hipermé- ber a existência da nossa própria cór-
tropes usam lentes convergentes. Sem nea da seguinte maneira: feche o olho,
Suas debilidades elas, apenas objetos distantes são vis- coloque o dedo sobre a pálpebra e
Os olhos, chamados por alguns tos com nitidez. movimente o olho de um lado para
filósofos de janela da alma, nem Já os astigmatas possuem um de- outro. Você perceberá uma protube-
sempre retratam o mundo exterior feito na córnea. Esse defeito impossi- rância.
com fidelidade. O homem, no seu eter- bilita a formação de imagens nítidas,
no desejo de conhecer melhor o mun- independentemente da distância do
do, procurou desde há muitos séculos, objeto. Isso ocorre por que a córnea
encontrar, quando preciso, uma ma- não apresenta uma curvatura esfé-
neira de “consertar” essa importante rica. A córnea do astigmata parece
via de acesso à realidade externa. com uma bola de rugby ou de futebol
Assim surgiram os óculos. americano, sendo portanto incapaz de Ao cortar a córnea, você notará
Apesar da tremenda importância formar uma imagem pontual a partir que um líquido chamado humor
que os óculos têm, principalmente de um objeto pontual. A palavra as- aquoso sai de dentro dela. Esse líquido
para quem os utiliza, não se sabe ao tigmatismo, derivada do grego (a = mantém a pressão que dá a forma à

Física na Escola, v. 2, n. 2, 2001 Abrindo o olho 17


córnea. Observe a íris, diafragma uma lente convergente. Observe tra- 6. Observe o tapete atrás da retina.
composto de músculos que mudam cinhos pretos ao redor dele. São os li- O tapete é uma camada azul-esver-
o diâmetro da pupila, controlando a gamentos que presos aos músculos deada brilhante e colorida que reflete
quantidade de luz que entra no olho. ciliares, variam o tamanho da lente. de volta para a retina a luz que já
O diâmetro da pupila no ser humano Coloque o cristalino sobre um papel passou por ela. Ele permite ao boi en-
varia de 1,5 mm a 8 mm. Essa varia- com algo escrito. Veja como ele fun- xergar melhor no escuro. O farol de
ção não é instantânea. Isso pode ser ciona como uma lente de aumento. um carro faz brilhar os olhos do gato
percebido facilmente se, de frente para 4. Observe o humor vítreo. Ele é pois ele também tem essa camada re-
um espelho apagarmos e acendermos uma espécie de massa gelatinosa que fletora no fundo do olho. O ser huma-
a luz ambiente. A íris do boi é sempre preenche a parte interna do olho, no não possui o tapete: o fundo do
marrom. Ou seja, não existem bois definindo a sua forma. Ele também é nosso olho é preto e absorve a luz que
de olhos verdes ou azuis. Além disso, responsável por manter a retina fixa- passa pela retina.
a sua pupila é oval, e não circular co- da no fundo do olho. Isto é muito
mo a nossa. importante pois, se a retina se dobra,
3. Retire o cristalino. Veja através o sinal que chegará no cérebro será Sites com mais informações
dele objetos distantes. Eles aparecerão confuso. e experiências sobre a visão
de cabeça para baixo. O cristalino é 5. Corte o globo ocular pela me-
Experiências
tade. Observe, no
fundo do olho, uma http://www.fisica.ufc.br/oti3.htm
http://www.exploratorium.edu/
película vastamente snacks/iconperception.html
irrigada por vasos
sangüíneos. É a Animação (applet) mostrando
retina. Ela é como o como a imagem se forma sobre
filme fotográfico do a retina
olho. Está presa em http://users.erols.com/renau/
um ponto chamado ponto cego, eye_applet.html
pois nele não há receptores sensí-
Mais informações
veis à luz. Nesse ponto, passa o
feixe de nervos que formam o http://www.fisica.ufc.br/tintim4.htm
h t t p : / / l i b r a r y. t h i n k q u e s t . o r g /
Esquema dos principais componentes do olho nervo óptico, que leva as infor- C001464/cgi-bin/view.cgi
humano. mações ao cérebro.

Faça Você
Faça Você

MESMO
A Água não derrama!
Derrama... Explicação
A pressão da água e do ar ( de cima
Material para baixo) contidos no copo é igual
• copo com água à pressão atmosférica (de baixo para
• balão de aniversário (inflado cima) sobre o balão, de modo que o
até uns 10 cm de diâmetro) equilíbrio é mantido, e a água não der-
rama!
Procedimento
Tópicos de discussão
Molhe a borda do copo com o
dedo umedecido e mantenha • pressão atmosférica
encostado nela o balão. Vire o copo • pressão hidrostática de líquidos
com a boca para baixo e solte
suavemente o balão. Francisco Catelli e Simone Pezzini
fcatelli@ucs.tche.br
Universidade de Caxias do Sul - RS
Observe que
Nem o balão cai, nem a água

18 Abrindo o olho Física na Escola, v. 2, n. 2, 2001