Você está na página 1de 153

passo a passo

Elaborador: JL Cardoso
APRESENTAÇÃO

Esta apostila é a coleção de vários trabalhos sobre kanjis que podem ser encontrados
em páginas na Internet (ver em bibliografia). Apenas juntei uma série de kanjis (os
principais da língua japonesa) para facilitar seu aprendizado, já que tudo resumido em uma
apostila é sempre bem vindo. Sem falar que é sempre melhor estudar com material
impresso do que passar horas e horas na frente do computador. Não sou perito em japonês,
mas apenas quis dar a minha contribuição aos estudantes desse idioma tão fantástico.
O plano deste trabalho é o seguinte: são dados os conceitos e o histórico sobre os
kanjis japoneses. Logo em seguida vem como se fazer um kanji obedecendo sempre à
ordem dos traços (fique atento a isso). Se você já tiver estudado mandarim antes irá tirar os
kanjis de letra, mas isso não vem a ser um pré-requisito no estudo dos kanjis.
Os textos produzidos sobre a historia e explicações dos kanjis não foram elaborados
por mim (apenas copiei e colei diretamente da Internet e reorganizei deixando só os
comentários essenciais). Esse trabalho me custou 4 meses de organização e muita paciência,
mas enfim terminei.
Bem, o recado está dado. Se quiser aprender mesmo o japonês, somente hiragana e
katagana não serão suficientes. Então aproveite bem as vantagens dessa apostila e... com
muito papel e tinta aprenda a fazer os principais kanjis da língua japonesa.

Sugestões e (ou) criticas poderão ser enviados para o e-mail jorgeluizjlc@gmail.com

Conto com sua participação para melhorar esse trabalho (que foi a minha primeira apostila
sobre o assunto).

Fortaleza-Ce, abril de 2009


JL Cardoso

2
Historia dos Kanjis (ideogramas)
Os kanji ou ideogramas foram criados na China há mais de 3500 anos. No início, não passavam de
desenhos que, com o tempo, foram esquematizados em imagens pictográficas até adquirem
formatos atuais.

Há diversas teorias sobre como e quando os kanji foram introduzidos ao Japão. O mais provável é
que os japoneses tenham conhecido os kanji, já evoluídos até os formatos atuais, por volta do
século IV a V, e tenham adaptado para transcrever a sua língua, criando leituras próprias. Assim,
um único kanji possui várias leituras.

O kanji considerado o campeão de leituras variadas é o “ ” que significa “vida, nascimento,


vigor, pureza”, podendo ser lido sei, shô, nama, ki, i(kiru), u(mareru), ha(eru), o(u). Como pode ser
observado, os kanji além de serem símbolos gráficos com idéias, podem ser utilizados como
representações fonéticas. Assim, poderemos brincar de escrever os nomes estrangeiros em kanji.

Por exemplo, “Mário” pode ser escrito (lê-se =ma, =ri,

=o) significa verdade, , a razão ou lógica e , o homem, ou seja,


homem lógico ou com a razão verdadeira. Ainda, “Miriam” pode se escrever

(lê-se =mi, = ri, = an), significando beleza, ,a

razão ou lógica e , a idéia, ou seja, bonita com idéias lógicas. Por se tratar de
representação gráfica de idéias, existem milhares de kanji. Porém, como são combinações de dois
ou mais caracteres básicos, se souber os caracteres básicos, não são letras tão difíceis. Por
exemplo: os radicais que representam o elemento semântico do kanji, basicamente, são em torno
de 250 ou pouco mais.
Exemplo de alguns radicais:

= significa água
Exemplo de alguns radicais

mar lagoa represa, tanque brejo lágrima

= significa árvore
Exemplo de alguns radicais

3
bosque floresta escrivaninha pinheiro

= significa sentimento, coração


Exemplo de alguns radicais

amor maldade gratidão vergonha

4
#01: A forma dos kanjis
Os kanjis são o pilar da língua japonesa. É essencial saber hiragana e katakana, mas
sem conhecer os kanjis é pouco possível avançar nos estudos. Estudar kanjis irá requerer
dedicação, paciência, dedicação, repetição, paciência e dedicação além de bastante
repetição. Já disse isso?

Os kanjis são diferencial do idioma japonês. Se não houvessem kanjis, qualquer um poderia
aprender japonês. Mas eles existem, e são fundamentais!! Para vencer no japonês você
deverá prestar muita atenção nas próximas lições deste módulo, pois serão a sua base para o
estudo dos kanjis... Hajimemashou ka? (Vamos começar?)

O que já sabemos sobre kanjis...

• Eles representam palavras, idéias ou conceitos.


• Existe 1945 kanjis essenciais no Japão chamados Jouyou Kanji.
• Podem ser pronunciados de 2 formas: leitura japonesa e leitura chinesa.
• Muitos kanjis se combinam com outros para formar novas idéias.
• Alguns são pictográficos.
• Possuem acessórios chamados okurigana e furigana.

E o que não sabemos...

• Qual a ordem dos traços e sua importância?


• O que são os radicais e quais são seus tipos?
• Como podemos classificar os kanjis?
• Qual a melhor forma de escrever e decorá-los?

A arte do ideograma

Kanjis são constituído de traços, de tamanhos diferentes e que podem ser mais ou menos
fortes, criando diversos efeitos no papel. Até hoje a caligrafia japonesa é considerada uma
arte meio zen, pois envolve diversos aspectos de paciência e coordenação motora...

Obviamente, quando você escreve à caneta ou no computador, o kanji não sai tão estiloso
assim. Veja uma comparação:

5
O primeiro seria o kanji feito no pincel, o segundo usando o computador e o terceiro à
caneta. Em breve veremos mais sobre os traços dos kanjis, mas por enquanto vamos falar
da sua relação com o hiragana e o katakana:

Os Kanas são derivados dos Kanjis

Como você deve lembrar, no Japão antigo só havia a língua falada. Com o contato com os
chineses e coreanos, a língua escrita foi iniciada através da importação dos kanjis.

Por ser muito complicado, com o passar do tempo foram desenvolvidos os kanas para
facilitar aqueles que não podiam se dedicar ao estudo dos kanjis. Mas de onde saiu a forma
desses kanas, do hiragana e do katakana? Obviamente, eles vieram dos kanjis...

O hiragana veio da simplificação de alguns kanjis, enquanto o katakana é simplesmente um


pedaço de um kanji (ou ele inteiro). Veja alguns exemplos:

Hiragana-Kanji Katakana-Kanji

Você não precisa saber qual hiragana veio de qual kanji, só precisa saber que eles não
foram inventados do nada e sim são derivações dos kanjis.

Da mesma forma que os kanas tem uma ordem que tem que ser seguida não é nenhuma
surpresa o fato que os kanjis também tenham... A ordem dos traços dos kanjis obedecem a
alguma regras básicas que nós veremos na próxima lição deste módulo. Até lá!

6
#02: Ordem dos traços
Como disse anteriormente, os kanjis são constituídos de traços, escritos em uma
determinada ordem, como o hiragana e o katakana. Antes de aprender as regrinhas de
ordem dos traços é uma boa idéia aprender quais são os traços possíveis de um kanji:

Tipos de traços

ten yoko sen tate sen naname sen

traço abreviado linha horizontal linha vertical linha diagonal


kado kagi naname kagi magari ahiru

ângulo de 90º ângulo oblíquo curva combinação de


ângulo e curva

Não se preocupe em decorar o nome de cada tipo de traço! Esta seção é apenas para que
você veja que existem tipos diferentes de traços. O que você precisará mesmo saber vem a
seguir:

7
Regras para ordem dos traços

1. Kanjis são escritos da esquerda para a direita

2. Kanjis são escritos de cima para baixo

3. Traços horizontais normalmente são escritos antes de verticais

4. Em caracteres simétricos, começe pelo traço do meio, depois esquerda e então direita

5. Traços que envolvem outros traços são escritos primeiro, com exceção da base, que vem
por último.

6. Um traço diagonal para a esquerda é escrito antes que um traço diagonal para a direita.

7. Se uma linha vertical atravessar todo o caractere ela é escrita por último

8
8. Se uma linha horizontal cruzar todo o caracter ela é escrita por último

9. Um traço diagonal vem antes do horizontal se for pequeno e depois do horizontal se for
grande

Uma coisa que você precisa saber é que essas regras não são absolutas, elas irão
funcionar para a maior parte dos casos mas não todos. Então fique avisado, se encontrar um
kanji que não obedeça alguma dessas ordens, não é um erro na regra e sim uma exceção.

Aprenda a fazer um kanji respeitando a ordem dos traços.

9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
BIBLIOGRAFIA

http://www.nj.com.br/kanji/index.php

http://www.nippobrasil.com.br/2.semanal.aula/index.shtml

http://op.xisde.net/escrita.html

153