Você está na página 1de 7

DIREITOS HUMANOS

3. DIREITOS HUMANOS

Como foi constituído o conceito de direitos humanos a partir da


Independência dos EUA e da Revolução Francesa? Este será um dos
temas que veremos nesta etapa de nossa disciplina. Estudaremos
também as organizações internacionais, como a ONU e as ONGs,
além da Constituição de 1988 no Brasil.

3.1. Conceito de direitos humanos


O conceito de direitos humanos está na essência da preservação da
vida do homem. Todos temos direito à vida, ao direito de ir e vir, de
ser livre, de pensar livremente, de escolher uma religião etc.

A partir da preservação destes direitos, constrói-se a dignidade


humana, o respeito às diferenças e às orientações sexuais e políticas.

A Revolução Francesa foi o primeiro passo dado neste sentido na


história do Ocidente, o de garantir direitos e liberdade a todos
perante a lei.

Posteriormente, foram criadas organizações internacionais, como


a ONU, em razão das barbaridades cometidas na Segunda Guerra
Mundial. O uso de armas químicas e de alta letalidade usadas

2
intensamente contra civis chamaram a atenção daqueles que eram
contra tamanha atrocidade. Então surgiu a necessidade de se criar
uma instituição que tivesse uma representação internacional.

Com a criação da ONU em 1945, criou-se ao menos a perspectiva de


dar suporte àqueles povos, etnias ou minorias que se encontravam
sem proteção pela fragilidade em que se encontravam, por dife-
rentes motivos.

No Brasil, nosso avanço foi dado com a Constituição de 1988, também


chamada de Constituição Cidadã, pois garantiu maior dignidade aos
trabalhadores e às minorias, e trouxe a democracia que durante 21
anos ficou subjugada pela ditadura militar.

A democracia resguardada pela Constituição preserva a liberdade


de ir e vir, mantém a liberdade dos costumes (consuetudinária), do
pensamento e da livre expressão.

A cidadania é garantida quando a Constituição é preservada. Caso


contrário, o que verificamos é a perseguição a minorias, como
ciganos ou indígenas, e em casos internacionais, a falta de proteção
a fugitivos de guerra ou problemas políticos.

3.2. Construção dos direitos humanos a partir da Independência


dos EUA e da Revolução Francesa
A Independência dos EUA também foi um passo importante em
relação às garantias dos direitos humanos. Isso se deu por conta da
influência das ideias iluministas de igualdade, liberdade e fraterni-
dade que os norte-americanos e o restante da América Latina reali-
zaram em suas respectivas independências.

3
A Revolução Francesa também deixou heranças para a nossa contem-
poraneidade. Foi a partir dela que se pôs em prática os novos direitos
humanos e do cidadão, colocando um fim à monarquia absoluta e
iniciando a República. Foi a partir deste momento que os cidadãos
passaram a ter direitos e deveres em relação ao Estado, e o Estado
passou a ter limites em suas práticas, os quais eram estabelecidos
pela Constituição.

Os direitos fundamentais são os direitos jurídicos, os quais são insti-


tucionalmente garantidos e limitados no tempo e espaço, como por
exemplo: todos são iguais perante a lei.

3.3. Organizações internacionais


Como já apontamos, a ONU foi criada a partir do fim da Segunda
Guerra Mundial com o objetivo de garantir a paz através do bom
relacionamento entre os países.

A ONU é a maior organização internacional, e seu objetivo principal


é o de colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança
internacional, desenvolvimento, respeito aos direitos humanos e ao
progresso social.

Em 2017 a ONU contou com a presença de 193 estados soberanos e


diversas organizações autônomas.

4
EUA, China, Rússia, Reino Unido e França fazem parte do Conselho
de Segurança. Este grupo tem poder de voto sobre qualquer reso-
lução da ONU.

A ONU é mantida com contribuições financeiras feitas pelos países


membros, sendo que os países que mais contribuem são: EUA,
Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Canadá.

A ONU também conta com a colaboração da OMS (Organização


Mundial de Saúde), PAM (Programa Alimentar Mundial) e UNICEF
(Fundo das Nações Unidas para a Infância).

O Brasil integra a ONU desde 1945 e contribui em diferentes circuns-


tâncias de necessidade de ajuda humanitária em locais como África,
Ásia, América Latina, Europa e Caribe.

3.4. Organizações Não Governamentais - ONGs


As ONGs são organizações não governamentais sem fins lucrativos,
portanto consideradas autônomas.

Estas organizações se caracterizam por ações solidárias no campo


da política pública e são legítimas quando fazem pressão política
em proveito de populações excluídas das condições de cidadania e
dignidade de vida.

Muitas ONGs trabalham com voluntários, e seus trabalhos, muitas


vezes, atendem àqueles que dormem nas ruas. Também atuam no

5
combate à violência contra as mulheres, crianças, entre outros. Auxi-
liam idosos abandonados por suas famílias e pessoas que perderam
sua sanidade mental.

Podemos perceber que as ONGs podem completar o trabalho do


Estado, podendo receber financiamentos e doações dele, assim
como de entidades privadas para tal fim.

3.5. Direitos humanos e a Constituição de 1988 no Brasil


Como anteriormente apontamos, a Constituição de 1988 foi deno-
minada como Constituição Cidadã. Ela foi importante porque após
21 anos de ditadura, a Constituição estabeleceu a inviolabilidade
de direitos e liberdades básicas, como igualdade de gênero, crimi-
nalização do racismo, proibição total da tortura e a promoção de
direitos sociais, como educação, trabalho e saúde para todos.

Com a Constituição de 1988, as eleições voltaram a ser universais,


sem distinção de classe ou gênero, embora obrigatória para maiores
de 18 anos.

Conclusão
Grande parte das conquistas sociais foram feitas a partir do século
XVIII e XIX, mas foi efetivamente no século XX que houve uma maior
organização internacional visando a paz e o bem social, lembrando
também que foi por conta das guerras ocorridas ao longo do século
XIX e XX que ocorreram as maiores atrocidades contra o homem.

6
REFERÊNCIAS
COLOMBO, Artur. Voluntariado cresce em Porto Alegre. 2017. Disponível em: <https://medium.com/
betaredacao/voluntariado-cresce-em-porto-alegre-714471cc3ca8>. Acesso em: 08 jun. 2018.

Nações Unidas do Brasil. Disponível em: <http://nacoesunidas.org/conheca/historia>. Acesso em: 08


jun. 2018.

ONU Brasil. Brasileira foi essencial para menção à igualdade de gênero na Carta da ONU. 2016. Dispo-
nível em: <http://www.youtube.com/watch?time_continue=131&v=UfJhUisAQJo>. Acesso em: 08
jun. 2018.