Você está na página 1de 17

Mais que aulas de bateria, um estilo de

vida!

RUDIMENTOS DE BATERIA:
FUNDAMENTOS ESSENCIAIS PARA
ELEVAR A SUA TÉCNICA A UM
PRÓXIMO NÍVEL
Rudimentos de bateria você sabe como utilizá-los?

Recentemente publiquei um infográfico que continha os 40 rudimentos simplificados, e


agora nesse artigo irei falar um pouco sobre cada um desses rudimentos para
esclarecer algumas dúvidas que porventura você venha a ter com relação a eles.

Caso você não saiba executar nenhum rudimento ou ainda não tenha começado
a tocar bateria, não desista desse conteúdo. Eu garanto que você vai se beneficiar
muito com esse artigo.

Saber executar os rudimentos de bateria é muito importante para que você baterista
ou percussionista possa pôr em prática as ideias musicais que você tem na cabeça de
uma forma mais musical e fluida.

Saber executar os rudimentos não é um privilégio apenas para “super bater istas” ou
músicos eruditos como acontecia no passado.

Muito pelo contrário com o advento da internet o estudo dessa linguagem ficou muito
mais acessível e popular.

Então continue lendo esse artigo, para saber como aplicar os rudimentos de bateria no
seu som. E também para saber mais sobre:

 Evolução dos rudimentos


 NARD e PAS
 Rudimentos de bateria
 Roll Rudiments
 Diddle Rudiments
 Flam
 Drag

RUDIMENTOS DE BATERIA A
EVOLUÇÃO
O termo rudimento foi usado pela primeira vez em 1812 com a publicação do manual
“A New, Useful and Complete System of Drum-Beating” de autoria de Charles Stewart
Ashworth.

Em 1918 foi publicado o livro “The Moeller Book” escrito por Sanford Moeller e
publicado pela Ludwig Drum Company.

Em 1869 foi publicado o livro “Strube Drum and Fife Instructor,” pela guarda nacional
dos Estados da Nova Inglaterra.
“A Book of Instruction for the Field-Trumpet and Drum.” de 1880, escrito pelo diretor da
Banda da Marinha dos Estados Unidos Jonh Philip Sousa conhecido como “O rei das
marchas” é outro importante registro para o mundo da bateria e da percussão, o livro
foi utilizado como referência por diversos percussionistas militares em todos os
segmentos das forças armadas e entre civis, pois continha uma coleção de rudimentos
de bateria.

N.A.R.D (NATIONAL ASSOCIATION OF


RUDIMENTAL DRUMMERS)
Em 1932 foi criada a National Association of Rudimental Drummers ou NARD que
permaneceu na ativa até 1978.

Com o objetivo de organizar, padronizar e sistematizar um modelo de execução dos


rudimentos executados em concursos nacionais de percussão organizados pela
American Legion (associação de veteranos das forças armadas americanas) e em
parceria com a Ludwig Drum Company, reuniram em Chicago em uma convenção, as
maiores autoridades em percussão do país que estabeleceram 26 rudimentos
fundamentais.

Para se tornar membro da NARD era necessário um teste de desempenho com os 13


rudimentos essenciais. Os 13 rudimentos adicionais entre os 26 não precisavam ser
realizados.

P.A.S (PERCUSSIVE ARTS SOCIETY)


Atualmente o órgão gestor e regulamentador dos rudimentos e a PAS (Percussive Arts
Society).

A padronização dos movimentos e estudos dos rudimentos, possibilitou aos bateristas


e percussionistas uma sistematização do estudo, proporcionando uma evolução
progressiva e continuada a o estudante.

Também é possível fazer agrupamentos mistos e híbridos dos rudimentos aumentando


ainda mais a gama de possibilidades de manipulações e toques executáveis.
RUDIMENTOS DE BATERIA

Os rudimentos basicamente são grupos rítmicos musicais padronizados, utilizados


para desenvolver as habilidades técnicas de coordenação e habilidades musicais de
um baterista ou percussionista, e podem ser aplicados a todo o kit de bateria e
estudados tanto com as mãos como com os pés.

Os 40 rudimentos atualmente são divididos em quatro famílias: Roll Rudiments (Single


Strokes, Bounce Roll e Double Strokes), Diddle Rudiments, Flam Rudiments, Drag
Rudiments.
ROLL RUDIMENTS

A família dos roll rudiments que também são popularmente conhecidos como rulos ou
rolos, formam um grupo de 15 rudimentos separados entre single stroke(toque
simples), Multiple Bounce ( rulo de pressão ou rulo fechado) e Double Stroke (toques
duplos ou rulos abertos). Cada uma dessas categorias, ainda gera algumas
subcategorias. Para entender melhor, observe o esquema abaixo:

Família dos “Roll Rudiments”


Categoria A – Single Stroke Rudiments

Subcategoria 1 – Single Stroke Roll – rulo de toques simples. Um toque simples de


cada mão. Começando com a mão direita para os destros. Em seguida toque com a
esquerda e assim sucessivamente. Quando se sentir confortável estude também com
a mão esquerda.

Subcategoria 2 – Single Stroke Four – rulo de 4 toques simples. número 3 colocados


sobre o grupo de 3 notas indica uma tercina de colcheia ou tercina de
semicolcheia seguidas de uma semínima ou de uma colcheia.

Subcategoria 3 – Single Stroke Seven – rulo de 7 toques simples. número 6


colocado sobre o grupo de 6 notas indica uma sextina de semicolcheia seguidas de
uma semínima.

Categoria B – Multiple Bounce Roll Rudiments

Subcategoria 4 – Multiple Bounce Roll – Ele é um rudimento usado como artifício


para prolongar o som. Bounce quer dizer “rebote” ou seja um toque da baqueta e logo
na sequência e reação da mesma.

Subcategoria 5 – Triple Stroke Roll – rulo de 3 toques com cada mão. Este rulo é
utilizado com intenção de tercinas ou sextinas, o triple stroke é muito utilizado em
preenchimentos musicais no jazz;

Categoria C – Double Stroke Open Roll Rudiments

Subcategoria 6 – Double Stroke Open Roll – O rulo aberto e realizado utilizando 2


toques em cada mão, geralmente começando com 2 toques duplos com a mão direita
para os destros seguidos de 2 toques duplos com a mão esquerda.

Subcategoria 7 – Five Stroke Roll – Ao contrário dos rulos simples, duplos, e triplos
este rudimento não tem grupos alternados de 5 notas por mão. Em vez disso, é
composto de 2 toques duplos, e 1 toque simples. Sendo 2 toques com mão direita
seguidos de 2 toques duplos com a mão esquerda e sendo finalizado com 1 toque
simples novamente com a mão direita, para os destros.
Subcategoria 8 – Six Stroke Roll – O rulo de 6 notas é um rudimento híbrido que
mescla toques simples e duplos. Começando com 1 toque simples de mão direita,
seguido por 2 toques duplos com a mão esquerda, 2 toque duplos com a mão direita
novamente, sendo finalizado com 1 toque simples de mão esquerda. Esse rudimento é
muito utilizado para aplicações em viradas de diversos estilos musicais.

Subcategoria 9 – Seven Stroke Roll – O seven stroke é realizado utilizando uma


sequência de 3 toque duplos (DDEEDD) e é finalizado com um toque simples (D).
Esse é outro rudimento amplamente utilizado em ritmos viradas.

Subcategoria 10 – Nine Stroke Roll – O rulo de nove toques e muito semelhante aos
rulos de cinco 5 toques e o de 7 toques. Da mesma forma que os rudimentos
anteriores o rulo de 9 notas combina sequências de toques duplos e simples, sendo 2
toques com a direita, 2 toques com a mão esquerda, 2 toques com a direita e 2 toques
com a esquerda e 1 toque com a direita (DDEEDDEED).

Subcategoria 11 – Ten Stroke Roll – O rulo de 10 notas e semelhante ao rulo de 6


notas. Ambos os rudimentos são executados inicialmente com toques simples
seguidos de toques duplos. A diferença entre os 2 rudimentos está no número de
toques duplos que devem ser alternados (DEEDDEEDDE).

Subcategoria 12 – Eleven Stroke Roll – O rulo de 11 notas e tocado praticamente


inteiro com toques duplos, exceto pela última nota que é um toque simples. A
execução desse rudimento é muito similar aos rulos de 5 notas, 7 notas e o de 9
notas. Se você já estiver dominando esses padrões a execução desse rudimento será
bem simples. (DDEEDDEEDDE)

Subcategoria 13 – Thirteen Stroke Roll – O rulo de 13 nota é um rudimento um


pouco menos comum de se ver sendo executado, mas ainda assim trata-se de um
rudimento muito importante. Muito semelhante aos rulos de 5,7,9 e 11 notas , ele é
executado com uma sequência de 12 toques duplos e 1 toque simples.
(DDEEDDEEDDEED). Esse rudimento pode ser amplamente utilizado em solos livres
ou peças marciais.

Subcategoria 14 – Fifteen Stroke Roll – O rulo de 15 notas é um rudimento longo,


que combina toques duplos é simples.(DDEEDDEEDDEEDDE). Como todos os outros
rudimentos é essencial para o seu desenvolvimento técnico dominá-lo.
Subcategoria 15 – Seventeen Stroke Roll – O rulo de 17 é o último e mais longo da
sequência dos roll rudiments, ele é muito similar aos rulos com terminações ímpares
como os roll rudiments de 5,7,9,11,13 e 15 notas(DDDEEDDEEDDEEDDEED). Esse
rudimentos pode ser aplicado amplamente em solos livres de bateria e peças marciais
para marching bands.

DIDDLE RUDIMENTS

A família dos diddle rudiments é formada por um grupo de 4 rudimentos que combinam
toques simples e duplos.
São eles: Single Paradiddle, Double Paradiddle, Triple Paradiddle e Single Paradiddle-
diddle.

O paradiddle é um dos rudimentos considerados essenciais tanto no quesito prática


quanto de aplicação. Com o domínio pleno da execução do paradiddle, também
desenvolvemos o controle sobre 3 dos principais movimentos básicos no aprendizado
da bateria são eles: Upstroke, downstroke e o TAP.

Single Paradiddle – O paradiddle simples é um rudimento extremamente popular e


flexível em termos de aplicação. É um rudimento absolutamente essencial para
qualquer baterista que queira expandir suas habilidades..

Double Paradiddle – O Double Paradiddle é parecido com o Single Paradiddle,


acrescido de dois TAPS. A outra diferença é que o Double Paradiddle possui um
“feeling” tercinado. Outra peculiaridade do Double Paradiddle que você pode encontrá-
lo escrito tanto com 1 assento, como com 2. É importante desenvolver a habilidade de
executar as duas versões. O Double Paradiddle também é conhecido como para-
paraddle

Triple Paradiddle – O Triple Paradiddle é semelhante ao paradiddle simples com a


diferença que são acrescidos 4 TAPS. O essencial é estar atento a quantidade de
notas desse rudimento. Oficialmente o Triple Paradiddle é escrito apenas com 1
assento mais você poderá encontrá-lo escrito com 3 assentos. É importante
desenvolver a habilidade de executar as duas versões. Se você estudou e dominou
o paradiddle simples e o paradiddle duplo com certeza executar o paradiddle triplo não
vai ser um problema.

Single Paradiddle-diddle – A quem duvide do poder do Paradiddle-diddle, mas é um


rudimento extremamente flexível e usual da mesma forma que o Double Paradiddle o
Paradiddle-diddle possui um “feeling” tercinado. Amplamente utilizado em estilos
musicais diversos, tais como jazz, rock, funk e ritmos latinos.

FLAM RUDIMENTS
Os Flans Rudiments formam um grupo de 11 rudimentos baseados na combinação
entre uma Nota Principal e uma ornamentação (apogiatura).

A apogiatura é um termo musical que se refere a uma nota utilizada para ornamentar
a nota principal, esta nota secundária geralmente fica abaixo é do lado esquerdo da
nota principal, essa nota também pode ser chamada de nota vizinha.

Flam – O flam básico é um padrão fundamental que você deverá aprender para
executar rudimentos mais avançados e mais complexos tais como:Flam Accent, Flam
Tap, Flamacue, Flam Paradiddle, Single Flammed Mill, Flam Paradiddle -diddle,
Pataflafla, Swiss Army Triplet, Inverted Flam Tap, Flam Drag.

DRAG RUDIMENTS

O drag é muito similar ao flam quando falamos da proximidade da nota primária da


nota secundária, no caso do drag ele consiste em um toque duplo muito leve com uma
das mãos seguido de um acento com a outra.
Os Drag Rudiments formam um grupo de 10 rudimentos baseados no Drag (também
conhecido como Rufo). São eles: Drag (Ruff), Single Drag Tap, Double, Drag Tap,
Lesson 25, Single Dragadiddle, Drag Paradiddle #1, Drag Paradiddle #2, Single
Ratamacue, Double Ratamacue, Triple Ratamacue.

CONCLUSÃO

Já faz algum tempo que venho dando ênfase aos rudimentos de bateria, aqui no site
eubatera, porque é através desses grupos rítmicos e suas aplicações que se torna
possível fazer viradas mais precisas, solos mais criativos, conduções mais elaboradas
no chimbal ou no prato de condução, desenvolve o controle mais preciso das mãos e
dos pés e é possível transmitir ritmicamente as suas ideias musicais.

Por isso estude, aprenda e se aprofunde no rudimentos de bateria para que você
possa dar vazão às suas ideias e consequentemente tornar-se um baterista mais
criativo.

BORA PRO PLAY!!!